Ir para conteúdo

ericovc

Membros
  • Total de itens

    8
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre ericovc

  • Data de Nascimento 03-03-1983

Bio

  • Ocupação
    Estudante e trabalhador

Outras informações

  1. Comprei um PY ontem... R$22,00 Tem lâmina, tesoura, abridor de latas e garrafa, saca-rolha, bússola e tbm o ledzinho vermelho!! Achei o preço bom e apesar de n ser um Victorinox meu pareceu ser razoável em qualidade!!!
  2. Acho que o pior problema aí é a língua, mas como é só no fim do ano sua viagem dá pra fazer um intensivo de inglês básico só pra n passar fome, conseguir utilizar os transportes e dormir. Pra quem vai a primeira vez pra europa acho q cidades indispensáveis de se conhecer são Paris e Roma, o resto vc pode agregar como pontos de passagem!! A Europa em si é demais... qq cidade por qual passar será uma experiência única. Roma-Veneza-Munique-Frankfurt-Bruxelas-Paris, seria um bom roteiro, um pouco apertado pra 15 dias, mas tranquilamente "fazível". Abço
  3. ericovc

    Trem da Morte

    Eu entendo assim: se vc quer passear vá por vias terrestres, fluviais ou maritimas, mas se vc quer apenas chegar em um lugar vá por via áerea!! É mais rápido e muito menos cansativo... mesmo indo de ônibus-leito é duro!! Se seu objetivo é apenas chegar no MS pra pegar o trem da morte: Simulação q fiz no site do submarinoviagens.com.br - POA-CGR (Ida e Volta) = ~R$500,00 (Com taxas inclusas). Se o objetivo é conhecer o trem da morte, o ideal mesmo é chegar o mais rapido possivel em Corumba (ou por voo direto ou pegando um onibus em CGR)... deixa pra andar de onibus na Bolivia e no Peru que é muito mais barato!!! Mas se não quiser mesmo viajar de avião tem várias cidades legais no meio do caminho POA-Corumbá... exemplo clássico... Foz do Iguaçu!
  4. Um outra opção, se vc não quer ir pra La Paz nem enfrentar o perigo (eu não conheço mas acredito muuuittto nos relatos) de Sta Cruz-Sucre é ir de Sta Cruz até Cochabamba (10hs de bus) e de lá pegar um outro ônibus até Uyuni (se não me engano o trecho n leva mais que 5 hrs).
  5. ericovc

    Trem da Morte

    Opa, dei uma pesquisada rápida pela net e encontrei o trecho POA-Cpo Grande pela empresa EUCATUR... www.eucatur.com.br ... pra realizar cotação precisa enviar e-mail pra eles ou ligar... daí é contigo!! Mas acho q de avião vale muito muito mais a pena!!! Flw
  6. Léo, Então, em resumo, dá pra chegar até Cuzco por via terrestre por qq canto, certo? Tanto vindo de Puno qnto Arequipa ou outros? Vlw To chegando em Cuzco dia 27/07 vindo de Arequipa!!
  7. ericovc

    Trem da Morte

    Dae galera, blz? Tô indo pra Corumba no dia 15/07, como é minha primeira viagem no Trem da Morte não quero arriscar e vou de ferrobus... Meu roteiro não me permite perder tempo em corumba esperando pelo trem da sexta, desta forma entrei em contato com a Indiana Tours e vou ter que arriscar a reserva da passagem. Não li muita coisa sobre a agência no fórum, vi uma experiencia negativa, um relato falando que o cara realmente pegou a passagem do trem na agencia e tbm que um grupo que vai agora em julho tbm fez a reserva. O contato que tenho de lá se chama Claudine, e ela está cobrando uma comissão de ~ R$20,00. Vou arriscar e fazer o depósito.. mas pra não ter essa de não identificamos seu depósito vou fazer diretamente no caixa e o depósito será tipo identificado.... aquele que aparece o nome do depositante. O jeito é arriscar...
  8. Olá galera, andei pesquisando um pouco sobre infos recentes sobre os acontecimentos políticos no Peru e essa notícia do americaeconomia.com.br é de deixar em alerta quem vai pra MP em julho (meu caso). Esse matéria é de ontem 2/jul. Repressão a protesto no Peru deixa um morto Alan García tem enfrentado desde o início de junho manifestações contra empresas e medidas do governo Lima. Uma pessoa morreu e um policial ficou ferido durante uma repressão contra um protesto de moradores na província de Chumbivilcas, região andina de Cuzco, no Peru, que é cenário de manifestações há uma semana. Este foi o primeiro incidente registrado desde o início das mobilizações, que incluem o bloqueio de trechos de estradas que unem os distritos de Colquemarca, Santo Tomás e Q'encco. Os moradores da região exigem a expulsão de empresas mineradoras que contaminam as águas e os campos e a revogação de uma lei que, segundo eles, privatiza a região. Desde o início de junho, o governo de Alan García tem enfrentado protestos das comunidades andinas do país. No dia 5 do último mês, uma repressão policial na região de Bagua, deixou pelo menos 30 mortos, o que fez com que o Congresso anulasse dois decretos presidenciais, como pediam os manifestantes. As comunidades locais afirmam que os decretos, aprovados para dar andamento ao Tratado de Livre Comércio (TLC) assinado com os Estados Unidos, causará danos ao meio ambiente e à população. O homem morto foi atingido por um disparo durante um confronto entre policiais e moradores. As autoridades reprimiam um protesto que era realizado em Q'encco, segundo informou a emissora RPP. O ferido, Hebert Montes de Oca, foi levado ao hospital de Santo Tomás, e seu estado de saúde não foi informado. O conflito foi iniciado quando os manifestantes impediram a passagem de um ônibus da empresa de transportes Huapolindo pela localidade. O proprietário do veículo foi à delegacia pedir apoio à polícia, que enviou uma equipe ao local. Segundo a imprensa local, os moradores lançaram pedras contra os agentes que reagiram. Um disparo atingiu o manifestante. Até a noite de quarta-feira (1), a polícia não se pronunciou sobre o ocorrido. Um morador da região declarou à emissora RPP que um grupo de camponeses fazia vigília em frente à delegacia "exigindo justiça" pela morte de Mendoza. Com a morte do "local" acredito que protestos violentos continuarão ocorrendo. Também li no amazonia.org.br (http://www.amazonia.org.br/noticias/noticia.cfm?id=317333) que o presidente peruano concedeu a exploração petrolifera por um empresa anglo-francesa de uma área na Amazonia Peruana, essa área está localizada entre duas tribos indigenas... isso tbm pode representar mais protestos. O melhor, na minha opinião, é ter um plano B caso não seja possível atravessar a fronteira bolivia-peru e chegar a Cuzco via Puno (claro pra quem tem planos de fazer esse roteiro). Meu plano B é entrar no Peru pelo Chile e tentar ir por Arequipa, se arequipa-cuzco tbm estiver zoneado e tentar rota via Nazca ou qualquer lugar próximo. Mas o que espero mesmo é que eles entrem logo em acordo... Vamos cruzar os dedos pra tudo se acalmar o mais breve possível!!!
×
×
  • Criar Novo...