Ir para conteúdo

Bia86

Membros
  • Total de itens

    30
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

3 Neutra

Outras informações

  1. Oie Alguém sabe o que tem pra fazer sozinha no Natal em Paraty? kkkkkkkkk #foreveralone
  2. Nica! Moeda: Córdoba - 1 USD = 25,8 NIO Clima: quente e úmido Custo: barato Chegar à Nicarágua foi um parto. Desumano. Feio. Bruto. Tenso! Fui de Tica Bus. Ônibus bem bacana. Essa é a melhor empresa pra viajar pela América Central, assim como todo mundo fala mesmo. Nada de chicken bus. A fronteira da Costa Rica com Nica é bem zuada. Foram duas horas de espera! Primeiro todo mundo saí do bus e entrega os passaportes prum cara X que some. Daí entram uns caras tipo exterminador do futuro com um negócio gigantesco dentro do bus pra jogar algum tipo de vermifugo/inseticida (ou algo parecido). O bus fica trancado por 2 horas. Ninguém entra, ninguém sai. Daih todo mundo tem que pegar as malas, colocar em cima de um balcão gigante, abrir e deixar um broder revistar o que tem dentro. Sério! Passada a revista geral vai todo mundo aguardar num estacionamento. Preciso falar do calor? PQP! Tava fueda.. crianças correndo, gente pedindo dinheiro, gente vendendo marmita, etc. Cansei e fui comprar uma cerveja no free shop. Pra tudo isso tem que pagar USD 14. Taxa de entrada em Nica Passada a loucura da fronteira, entrei no bus e um cheiro bizarro lá dentro. Vidros manchados. Bad! Masssssssssss depois de tudo isso consegui chegar à San Jorge. Essa é uma cidadezinha que a maioria das pessoas só vão de passagem pra chegar em Ometepe. Você desembarca numa rua X e ignora todos os taxistas até chegar numa rotatória onde o taxi eh compartilhado e mais barato. Nesse momento conheci a musica Taxi que grudou na minha cabeça e não saiu mais kkkk Essa aqui: Demais! O taxi custa USD 1 na rotatória. Nesse bus conheci um europeu bizarro todo atrapalhado que no toda vez que ia comprar alguma coisa tirava um bolo gigantesco de dinheiro do bolso. Medo! kkkkkk Mas ele me ajudou explicando esse lance do taxi da rotatória e quanto pagar, etc. Única coisa que eu consegui entender.. sotaque estranho rs Enfim, taxi até o ferry e de lá mais tipo uma hora até a ilha. O ferry custava ~USD 4. Te deixa na rua principal de Moyogalpa. Alí tem um monte de hospedagem. Pelo Lonely Planet escolhi a Hospedaje Central - El indio viejo porque tinha gostado da descrição - e é exatamente como está lá. É uma pousada hippie, totalmente tranks. Ela é de uma familia canadense que resolveu montar uns projetos sociais na Nicaragua com uma comunidade meio que auto sustentavel. Um dos donos, disse que o hostal não dá lucro e que só existe ali porque eles têm uma fazendo de bananas por lá. Hostal = USD 5 http://hostelometepe.com/ sem café da manhã, cama ruim, banheiro péssimo, decoração top, tem um monte de veadinho no quintal, umas redes e um restaurante na frente. Staff gente boa! Na isla tem algumas coisas pra fazer se você tiver na pegada de ficar um tempo por lá. Eu queria mesmo dar uma relaxada, então como era de manhã quando cheguei já fui visitar a Reserva Charco Verde http://fincasverdes.com/ Pra chegar lá peguei um bus que sai do ponto perto do ferry e demora um tempo pra chegar. Rolou um chicken bus finalmente Mas eu estava sentadinha confortavelmente hehehe A paisagem é bem legal.. ele contorna um dos vulcões da ilha. Chegando na reserva tem que pagar ~USD 1 pra entrar e você faz o passeio na raça ou contrata um guia. Fui sozinha.. parecia tranks. O lugar é bem bonito realmente.. tem umas flores no começo, vaquinhas pastando, um milhão de lagartinhos correndo de você pelo caminho, céu lindo, passarinhos cantando e se der sorte uns macaquinhos pra fazer companhia. A trilha é bem tranquila. Me perdi e acabei entrando nuns lugares meio lost, mas é bem sinalizada (eu me perco em qlqer lugar ). Tipo passeio de domingo kkk tudo bem limpinho. Na trilha você passa por um mirador bacana, tem uma "praia" (que eu não entrei pq tinha uma vaca pastando kkk) e bastante pernilongo. Como estava sozinha, tinham muitos passarinhos cantando e rolaram uns macacos que gritavam tão alto e grave que deu medo >> se iria de novo pra essa reserva? Não.. nada demais. Só pra relaxar mesmo. A volta foi épica. Fiquei esperando na estrada um bus que não passava nunca.. estava atrasado. Começou a chover e foi lindo! Aquele cheirinho de arvore molhada Bom, já estava considerando pedir carona, mas daí chegou um ônibus lotado. Peguei. Fui de surfista de chicken bus pendurada atrás com uma cesta gigante de frutas na minha frente hahahah épico! A bad foi que eu peguei o bus errado.. perdida de novo hahahaha Cheguei do outro lado da ilha em Altagarcia. Tinha uma praça bonitinha cheia de gente comprando e vendendo coisas diversas. Comprei uma camiseta de origem duvidosa, comi uma pizza e fui embora num bus que OMG! Esse eu consegui ir sentadinha e tudo, mas foi uma hora de viagem e começou a chover forte! Estavamos no meio dos dois vulcões e as ruas eram de terra - que virou barro. O bus começou a derrapar, então o motorista deu a direção prum amigo dele de tipo 15 anos hahahahahaha Tirando a adrenalina, foi legal pq ele passava por diversos vilarejos e eu ia acompanhando o estilo de vida da galera. Incrivel como tem testemunha de jeová por toda parte, né? Uma hora o moto de 15 anos parou numa vilazinha pra xavecar uma menina que entrou no bus e eles ficaram conversando. Jovens Chegando no hostal tava morta de fome, então fui tomar um banho e jantei num restaurante fofis em frente ao hostal. Não sei o nome, mas a localização já ajuda neh? Peixe, arroz, salada e batata. Top. Tudo que eu precisava! Não lembro o preço, mas se foi USD 5 era muito No dia seguinte senti que já estava sussa de Ometepe então resolvi ir embora. Dei sorte que o dono do hostal estava indo pro mesmo lugar que eu e me deu uma carona básica. Pra ir embora de Ometepe tem que pegar o ferry e em San Jorge pegar um ônibus até Granada. Só que esse ônibus só passa de dia, então certifique-se de só sair de Ometepe se for dar tempo de pegar o bus. Pegamos um bus até uma cidade próximo a Granada e de lá uma das pessoas da comunidade foi nos buscar e fomos até Granada. Junto também foi um pedreiro que conhecemos na parada do ônibus. A carona foi bem bacana. O dono, como já disse, tem uma fazendo de banana e uma comunidade e foi me explicando como era a vida por lá. Eles têm um jornal também que fala sobre política de uma forma mais livre. De domingo rola uma feira comunitaria dos agricultores que fazem parte do projeto. Na rua do Hostel Libertad. Se alguém tiver interesse, eles têm um programa de voluntariado.. só dar uma olhada no site. Próxima parada: Granada!
  3. A fronteira para entrar na Costa Rica foi um saco. Ela fica numa ponte. De um lado está o Panamá e do outro a Costa Rica. Eu estava dormindo com o fone de ouvido quando chegamos.. cruzei a fronteira dentro do ônibus. ãã2::'> Sim, não dei saída no Panamá hahahah PQP Quando me liguei onde tava, tive que sair correndo pela ponte (literalmente) até o Panamá pra dar saída. Um calor que nem vou comentar de novo e o chão todo esburacado de madeira. Dei saída e tive que correr de novo pra Costa Rica pra dar entrada.. com o bus inteiro me esperando OMG que bad. Mas deu tudo certo. Devidamente aceita na Costa Rica, parti pra San Jose. Ao todo o bus demora umas 6 horas pra chegar em San Jose. A viagem é de dia. Sai as 9h do Panamá e chega por volta das 15h. Lá não tinha mais ônibus pra seguir direto pra Nicaragua, então comprei as passagens do Tica Bus para o dia seguinte também de manhã (lá é tudo de dia). Hostal Colon = USD 13 Melhor hostal que já fiquei na vida. Sério! Super bonito estilo colonial com tudo mega novinho. Chuveiro a gás Como saí super cedo não peguei o café da manhã, mas recomendo esse hostal. Fica a uns 3 quarteirões do tica bus. Lá conheci a Marrie (alguma coisa do tipo rs), uma americana que foi pra San José fazer cirurgia plastica. Sério! E tinham várias pessoas no meu quarto nessa pegada... Ela disse que na costa rica a cirurgia custa 1/10 do valor dos EUA! Ela tava toda enfaixada kkkk um negocio em volta da cabeça, uns curativos pela perna. Como eu estava sem roupa limpa (esqueci de lavar kkk), precisei passar no centro pra comprar alguma coisa pra próxima viagem. A Marrie resolveu ir comigo hahahahah sério, tipo filme de terror que a mumia persegue as pessoas? então... gente boa ela! Era gerente de TI e morava na Florida. Vegana há uns 20 anos. Rodamos o centro e não achei nada... no final viajei com a ultima regata da mochila mesmo. Na volta pro hostal foi tenso. Já estava escurecendo e o centro de San Jose é como o centro de qualquer outra grande cidade: cheio de gente estranha! Nos perdemos e acabamos passando por uma rua que a galera fica se prostituindo/se drogando.. numa outra rua tinha um broder sem roupa pulando um muro e por aí vai kkkk achei engraçado (tirando a parte tensa, claro rs). A Marrie estava surtava de medo. Acho q não iria acontecer nada.. quem assaltaria uma mumia? Enfim, depois de pedir muita informação pra todo tipo de gente chegamos ao hostal. UFA! Mais um banho naquela ducha top e dormir rssrsr resolvi nem jantar pq tava mto cansada. No dia seguinte madruguei pra pegar o Tica Bus. Mais algumas horas pra Nica... Adiós Costa Rica :'>
  4. Opa Peguei o bus para Almirante. Dura a noite inteira.. cerca de 9 horas. Viagem tranks.. passa por umas montanhas. Paisagem bacana. Chegando em Almirante tem um monte de taxista esperando. Custa USD 1 para ir até o water taxi. Aí vai de cada um.. parecia bem perto.. tipo 2km de caminhada. Eu resolvi ir de taxi pq né. 1 USD kkkk O taxi é compartilhado. Fui conversando com uma senhorinha de Almirante mesmo. Simpática. Me explicou pra não pagar mais do que 5 USD no water taxi. Tem vários water taxi. Não faço idéia se existe um melhor/pior (pq claro, não tinha pesquisado nada kkk), mas esse foi ok. Os caras do water taxi eram gente boa e ficavam conversando com a galera arriscando um inglês torto, mas suficiente pra já oferecer uma marijuana hahaha isso seria muito rotineiro na viagem inteira.. todo canto tem alguém querendo vender marijuana. Só dizer não que não rola nenhum stress. No barco cabem umas 15 pessoas e demora uns 20 minutos pra chegar até Bocas. Bem tranks pra quem curte barco. Eu só vou a base de plasil kkk sempre passo mal Paisagem sussa no caminho.. a história é atravessar um rio pra chegar na Isla Colón - que é onde a mágica acontece. Começou a chover no meio do caminho e tudo ficou meio molhado, top rs Em Bocas o watertaxi deixa a galera na calle 3, que é a principal e onde estão a maioria dos hostels. No Lonely Planet estavam sugerindo o Hostel Heike como o melhor da ilha, então fiquei por lá. Hostel Heike, calle 3 = USD 12 compartilhado. Todo feito de madeira, bem decorado, staff bacana, café da manhã zuado, cama boa e banheiro médio. Fiquei 4 noites por lá.. tomei banho gelado 3 noites num banheiro privado. Na quarta noite descobri que existia um banheiro compartilhado onde todas as duchas tinham agua quente kkkkk A ideia de ir pra Bocas foi pra fazer o curso de mergulho - Open Water Diver com certificação pela PADI. Pesquisei antes de ir e o curso em Bocas estava USD 250 e em honduras USD 270 e são os dois lugares mais baratos. No México custava USD 350 em playa del Carmen. Decidi por Bocas porque era barato, tava falando bem nesse site aqui http://theblondeabroad.com/2013/07/01/bocas-del-toro-travel-tips/ eeee eu não tinha certeza sobre ir pra Honduras ainda por causa do tempo. O curso é bacana. Escola ok, nada demais. http://www.bocasdivecenter.com/ Meu instrutor foi o Sebastian. Um equatoriano que já morou em tudo quanto é parte do mundo. Gente boa e arrisca um português às vezes (sussa pra quem não manja de espanhol/inglês). Lá aceita cartão, mas a máquina vive com problemas então esteja preparado para pagamento em dinheiro. Lembro que se fizesse a reserva antecipada no Brasil dava pra pagar com cartão de crédito. Ficadica. O curso é bem sussa, você tem que fazer algumas horas de aula na escola vendo vídeo, lendo material e fazendo uns exercícios teóricos. Tudo fornecido pela PADI. É chato, mas se o professor for bacana dá até pra curtir. Eu gostei, apesar do sono Então todo dia de manhã tem aulinha e de tarde tem dois mergulhos open water já a partir do primeiro dia. Os mergulhos do curso são pra você aprender a respirar debaixo da agua, saber se comunicar, como preparar o equipamento, colocar e retirá-lo dentro e debaixo da agua, como usar a bússola, etc. Eu não sei nadar, então estava muito tensa! Mas é sussa. Só precisa manter as pernas esticadas enquanto se movimenta que o resto é você aprende com o curso. Eu, claro, não sabia desse lance das pernas e esquecia várias vezes. Ou seja, fiquei com dor nos joelhos por 3 meses, mas já passou No final do curso tem uma provinha teórica, por isso supere o sono! Tem que prestar atenção na teoria tbm. A agua de Bocas não estava muito bonita. A visibilidade era limitada (talvez por que choveu um pouco). O coral não tinha muitos peixes. Recomendo Bocas se for pra fazer o mesmo roteiro que eu, sem passar por Honduras, e se quiser economizar. Do contrário, faria em outro lugar que a agua fosse mais transparente. Em relação ao Brasil financeiramente falando não tem nem comparação kkkk Panamá com certeza. Em bocas tem várias coisas pra fazer, mas eu estava acordando cedo e ficava o dia inteiro até o sol se por mergulhando, então não rolou aproveitar muito por lá. Algumas dicas rápidas: - a Patricia (se não me engano) é uma das recepcionistas do Heike. Muito gente boa! No primeiro dia fui correr com ela pela ilha depois do mergulho. Visitei uma praia que só tinham locais, porque tava cheia de alga morta = super fedido. Passamos por um parque de estudos científicos que estava fechado, mas perto da porta tinha uma familia de bichos preguiças jantando. Fofis! Na segunda noite fui com ela pruma aula de zumba que acontece numa escola pública no meio da ilha. Custava uns USD 5 por dia e era bemmmm cansativo e divertido kkkkkk valeu a noite! - Pra comer tem bastante lugar por lá. Cada dia experimentei uma coisa nova e recomendo muito La Casetta. Melhor lagosta que já comi por USD 17 para duas pessoas com acompanhamento. Sério! Saudade Tem um hotel que fica em cima de um mercado/padaria que serve um café da manhã legal. Vale a pena, mas não lembro o nome! Mas é facil de achar.. só perguntar pela padaria do hotel que todo mundo conhece rs Pra quem curte comida indiana, tem um restaurante indiano por lá (perguntem por lá) que OMG quase morri com tanta pimenta! Mas a sobremesa é top. Pizza = não coma. Se você mora em SP, melhor nem tentar. Na calle 3 tem vários restaurantes com menu que inclui salada + acompanhamento + carne/pescado bem barato.. coisa de USD 10. - Balada: Só fui em uma na penultima noite porque não pode beber antes de mergulhar No bar do La Buga (outra escola de mergulho), tem umas bebidas bacanas, o lugar é bonito a céu aberto e tem double drink. Lá perto, tem uma balada com um deck lindo e open bar para mulheres até meia noite. Caminhando pela calle 3 eles entregam flyerzinho. Não se preocupe com isso! Chama La Iguana. Vale a pena pelo deck e open bar ok. Na última noite saí pra jantar e fui dormir. Tinha que pegar o water taxi às 7h e uma viagem longa de ônibus. Pra sair de Bocas tem que pegar o watertaxi (USD 5). Peguei o das 7h para Almirante. Lá peguei uma van até Changuinola (~USD 10), onde sai um ônibus para San José perto de um posto de gasolina da Shell (não é no terminal). Em Changuinola comprei o bilhete do ônibus e fiquei esperando por uma hora. Não lembro o valor Hasta la vista Panamá :'>
  5. Panamá: Dólar Americano Clima: Muito quente e seco Custo (barato/médio/caro): Médio Bom, saí de SP pelo aeroporto de Guarulhos ( ) de madrugada e cheguei na Cidade do Panamá de manhãzinha. Chegando ao aeroporto tive que dar entrada no Panamá duas vezes kkkk a primeira atendente da alfandega errou não sei o que e eu perdi tipo uma hora pra carimbar o passaporte, tirar digitais e todo esse bla bla bla que se faz duas vezes. Mas no final deu tudo certo Do aeroporto temos algumas opções para ir até o centro/rodoviária: taxi, ônibus ou a pé (pq não? rs). Eu resolvi que iria de bus, porque o aeroporto é longe e seria muito caro pegar o taxi. Antes eu precisava trocar alguns dólares por notas menores, então fui ao banco que fica dentro do próprio aeroporto e tava rolando uma treta. Tinha um cara estressado com a atendente falando q ele tinha sido mal atendido.. tava gritando e falando um monte de merda pra mulher. Daí chegaram uns seguranças e retiraram ele de lá. Tenso! Bom, depois de esperar todo mundo ficar mais tranks troquei as notas, dei uma conversada com o segurança pra saber onde pegar o ônibus, passei na tenda de informações pra confirmar o q ele tinha falado (hahaha) e fui. Pra pegar o ônibus tem que andar todo o estacionamento (fui acompanhada de um cara q trabalhava lá e tava indo almoçar kkk ficamos conversando sobre o calor. gente do céu! que calor!!), atravessar duas avenidas e pegar um ônibus verde e branco. Chegando ao ponto de ônibus tinha um broder de mochilão lá que eu resolvi puxar assunto. Era um Guatemalco gente boa que estava chegando pela segunda vez no Panamá. Perguntei sobre o ônibus para a rodoviária e ele me disse que era o tal verde e branco mesmo, mas que eu precisava ter um cartão pra pegar pq não aceitava dinheiro - fodeu. Ele disse que se eu pegasse o mesmo que ele, ele pagava minha passagem. Nesse ponto pela primeira vez conheci os tais chicken bus. São ônibus velhos daqueles que aparecem em filmes dos EUA levando criança pra escola. Lotado de gente! Saindo pela janela kkkk e todos super enfeitados! Alguns bonitinhos coloridos, outros pareciam onibus de gangsters com desenhos de mulher pelada com bundas gigantes na traseira do bus, armas e por aí vai. Por sorte, o tal onibus verde e branco não era chicken bus! Se fosse minha mochila e eu iriamos ocupar o mesmo lugar no espaço huhuh Enfim, não era o mesmo ônibus do Guatemalco, mas ele falou com umas Panamenses e elas pagaram minha passagem Era tipo USD 1. Tentei dar o dinheiro pra ela, mas não quis. Orgulhosa No bus (gente, muito detalhe neh? kkkk vou resumir mais rs), fiquei falando com um cara X lá. O interessante foi ele rindo quando eu ofereci um Trident. Eu: Quer um "traident"? Ele: Que? Eu: Chicle! Ele: Aaa siii.. tridenti. (e morreu de rir). Vai entender... Bom, depois de uns 40 minutos cheguei na rodoviária. Ela é bem grande, fica do lado de um shopping e tem ônibus pruma pá de lugar. Precisava fazer duas coisas: comprar as passagens pra Almitante/Bocas del Toro e achar um locker. Ônibus Cidade do Panamá > Almirante = ~USD 40. Aceita cartão. A viagem seria de noite, então fui dar um passeio pelo shopping. Bem grande! Comprei um chip de celular pra poder usar a internet e avisar o mundo que estava bem e imprimi um mapa da cidade do panama numa lan house. Lá descobri que dava pra fazer o city tour com aqueles sightseeing bus. Seguem informações: http://www.city-sightseeing.com/tours/panama/panama-city.htm No aeroporto eu tinha pegado um guiazinho gratuito que dava USD 5 de desconto nesse passeio. Custou USD 14 :'> Escolhi a rota do canal do Panamá. É bem tranquilo o passeio! Vi alguns lugares históricos, tem uma vila americana, umas igrejas, passa pelo canal do panamá, da uma paradinha nuns restaurantes na ilha flamenco e volta pro shopping. Como eu não tinha intenção de ficar na Cidade do Panamá, o city tour foi uma boa opção pra conhecer um pouco do lugar. Recomendo para pessoas que estiverem de passagem, mas se tiver um tempo a mais acho que lá tem coisas mais interessantes pra fazer e talvez seja mais barato pegar um ônibus/taxi direto pro Canal que é a grande atração. Pra mim, tava ótimo O Canal do Panamá é um lugar extremamente chato kkkkk. A história é muito bacana.. como ele foi construído, o quão grande é, fluxo de navios, etc. Mas estar lá me deu vontade de me jogar do último andar. Uma pá de turista americano, crianças correndo e gritando num sol absurdo (eu ainda não tinha acostumado) pra ficar lá paradinha por horas até chegar algum navio pra gente ver a eclusa funcionar. Era tanto tédio, que resolvi nem esperar o tal navio. No shopping tem um restaurante muito brega que vende taco que OMG eram uma delicia! Tem foto dele. FicaDica! Numa lojinha de trecos perto da saída do leão do shopping comprei meu chapeu do Panamá made in China por USD 5. Lindinho, mas descartável. Era feito de papel bom, tá aqui comigo inteiro até hoje, mas nada de chuva! rs O dono dessa loja é mega simpatico! Contei q tava indo pra Bocas e ele ficou todo preocupado pq no dia seguinte era feriado no Panamá e se pa eu não iria encontrar hospedagem.. ele queria reservar um hotel pra mim (fofis), mas resolvi arriscar e ir direto O resto foi tempo reorganizando a mochila (que eu fiz de um dia pro outro, claro!), comendo, me perdendo no shopping, comendo mais um pouco e descansando.
  6. "Uh! Open your eyes (and look within) Are you satisfied (with the life you're living)? Uh! We know where we're going, uh! We know where we're from. We're leaving Babylon, We're going to our Father land." Oiiii Começando meu primeiro relato com a música que tocou por toda parte que eu passei! Bob Seguindo a máxima do "antes tarde do que nunca" vou contar um resumo de como rolou minha trip de novembro/dezembro de 2013 pelo Panamá, Nicarágua, Guatemala e México (Costa Rica e El Salvador só de passagem). Foram 28 dias utilizando todo tipo de meio de transporte.. sério! E foi demais Preparação: <> Dólar = ~R$ 2,50 Passagens SP-Cidade do Panamá + Cidade do México-SP voando pela Copa comprado no site da decolar = R$ 1.732 Seguro viagem SulAmérica comprado pelo site seguroviagem.com = R$ 154,24 Antes de ir, eu tentei me planejar estudando as cidades que iria visitar e bla bla bla, mas não deu certo porque estava trabalhando até tarde todo dia no life com várias coisas tensas acontecendo ao mesmo tempo. Logo, eu tinha uma idéia de onde passar que tinha dado uma lida por aqui, mas na hora mudei tudo kkkk meu companheiro de viagem foi o "Central América on a shoestring - big trips on small budgeets" da Lonely Planet - edição fresquinha de 2013. Sendo assim, eu tenho um tripline (para os amantes dele), mas está desatualizado kkkk se alguém quiser dar uma olhada, está em http://www.tripline.net/trip/Mochil%C3%A3o_Am%C3%A9rica_Central_-_27_dias-1630340161621006AD0EC6871780291D O roteiro real foi o seguinte: País Data Cidade Panamá 9-nov Cidade do Panamá Panamá 10-nov Almirante Panamá 10-nov Bocas del Toro Panamá 14-nov Almirante Panamá 14-nov Changuinola Costa Rica 14-nov San Jose Nicaragua 17-nov San Jorge Nicaragua 17-nov Isla Ometepe Nicaragua 18-nov San Jorge Nicaragua 18-nov Granada Nicaragua 20-nov Managua El Salvador20-nov San Salvador Guatemala 21-nov Antigua Guatemala 22-nov Flores Guatemala 22-nov Tikal Guatemala 22-nov Flores México 23-nov Palenque México 24-nov Chetumal México 25-nov Bacalar México 26-nov Tulum México 28-nov Playa del Carmen México 29-nov Cozumel México 29-nov Playa del Carmen México 5-dez Cancun México 5-dez Cidade do México México 6-nov São Paulo
  7. Oiii Então, embarco dia 09/11 e to moldando meu monstrinho. Preciso de ajuda.. acho que meu roteiro tá muito extenso pra 27 dias! hahaha Já tirei Belize com dor no coração.. e agora? Alguma dica? rs Pretendo tirar a certificação de mergulho em Bocas del Toro..por isso acho q tenho q enxugar rs.. são 4 dias só lá. Perguntinha: Alguém sabe se dá pra chegar em Chetumal ou Bacalar saindo de Flores/Santa Elena? Cortando Belize me perdi nos transportes rs São Paulo PAN - Cidade do Panamá PAN - Almirante PAN - Bocas del Toro District PAN - Almirante PAN - Changuinola District COS - San Jose NIC - San Jorge NIC - Isla de Ometepe NIC - San Jorge NIC - Granada NIC - Managua GUA - Antigua Guatemala GUA - Panajachel GUA - Sololá GUA - Chichicastenango GUA - Guatemala City GUA - Cobán GUA - Lanquín GUA - Monumento Natural Semuc Champey GUA - Lanquín GUA - Santa Elena MEX - Chetumal, QROO MEX - Bacalar, Quintana Roo MEX - Tulum, Quintana Roo MEX - Akumal, Quintana Roo MEX - Playa del Carmen, Quintana Roo MEX - Cozumel, QROO MEX - Playa del Carmen, Quintana Roo MEX - Cancún, QROO MEX - Isla Mujeres, QROO MEX - Cancún, QROO MEX - Chichen-itza, YUC MEX - Merida, Yucatan MEX - Ruinas de Palenque, CHIS MEX - Cidade do México, Distrito Federal São Paulo http://www.tripline.net/trip/Mochil%C3%A3o_Am%C3%A9rica_Central_-_27_dias-1630340161621006AD0EC6871780291D?n=46
  8. Galera, to montando meu roteiro e não sei se vale a pena ficar um tempo em El Salvador. Pelo que to vendo por aqui, o rolê é basicamente surf. Eu não sei nadar kkkkk Será que devo pular El Sal? Já vou pular honduras pq não quero pagar o visto hahaha de qlqer forma vou ter q passar por el salvador.. por isso a duvida.
  9. Hey Muito bom seu relato To indo em novembro pegar umas chuvas por lá.. se alguem tiver na pegada só falar
  10. Bia86

    Visto para Belize

    Valeu pelas informações galeraaa Luiz, seu link ta dando erro. Segue atualizado: http://www.mfa.gov.bz/images/documents/Visa%20Requirements%20for%20Belize%20December%20%202012.pdf See ya
  11. Olá! Eu fiz um roteiro muito parecido com o seu e o trajeto sta cruz-sucre foi de avião tbm. Cheguei em sta cruz no sábado a tarde e no outro dia voei com a boa para sucre com escala em cochabamba. Custou cerca de 100 reais e chegando ao aeroporto tem que pagar mais uns 15 reais (se não me engano) para poder embarcar. Todo mundo paga essa taxa e só pode pagar lá na hora. A boa foi sussa pra viajar. Uma boa companhia. Só toma cuidado e reforça com a atendente que sua mala tem que ir pra sucre sem desembarque em cochabamba que é sucesso! Aproveita a trip e se precisar de dicas da um toque. Bjus
×
×
  • Criar Novo...