Ir para conteúdo

Jaumz

Membros
  • Total de itens

    433
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que Jaumz postou

  1. Em Barreirinhas, fiquei uma noite no Aquarela Hostel (localização péssima, mas com ar condicionado): 46,75 Em Canto do Atins, redário do Sr. Antônio (ao lado das dunas e lagoas, no início da trilha, mas redes não mto limpas): 35,00 Em Queimada dos Paulos, redário do Sr. Biziquinho (redes e lençol limpos, comida boa e simpatia, 40min de caminhada para a lagoa mais linda do parque): 40,00 Em Betânia, redário da D. Chagas (comida excelente, simpatia e atenção, redário bom e ao lado das lagoas): 35,00
  2. Fala Pedro! Cheguei do Maranhão nesta semana. Foi uma viagem incrível!! Como disse, não deixaria de fazer a trilha por não ter companhia, pois queria mto ver algumas lagoas lindas e isoladas dentro do parque. A realidade foi que não havia ninguém em Canto do Atins - absolutamente ninguém! Sair às 4 da madrugada e caminhar rumo ao desconhecido foi foda. Mesmo assim eu fui! Não fiz todo o trecho caminhando. Acabei pegando carona com o Sr. Biziquinho, que encontrei numa choupana enquanto esperava a chuva passar, até sua casa em Queimada dos Paulos. Fiquei duas noites no seu redário e recomendo muito! Fiz somente o trecho Queimada-Betânia e, novamente, sozinho (além do trecho inicial à beira da praia). Impressionante que, em plena alta temporada, não tenha encontrado ninguém. Eu tinha só o celular com rotas do wikiloc, mas confiei d+ e havia o risco de ter problemas com o aparelho e ele me deixar na mão. Isso não ocorreu, mas é bom se precaver, pois, por mais que tenhamos o mínimo de orientação, o deserto nos deixa meio desnorteados em determinado momento. Curti mto a trilha, mas bem menos do que esperava. O fato de termos de caminhar à noite e não curtir o cenário, o sol que arde depois das 9h e a completa falta de sombras durante todo o percurso não me permitiram aproveitar a trilha em sua plenitude. Passei duas noites em Betânia e, aí sim, pude conhecer várias lagoas próximas e nos horários que eu queria! Foi show! Quanto à hospedagem, há muitas opções nesses dois lugares. Porém, para não correr o risco de pagar mais caro, a reserva antecipada é recomendada. inté, jaumz
  3. @rafael.celeste Valeu, meu caro! Não é minha intenção fazer a trilha sozinho, mas tb não é deixar de fazê-la por não encontrar ninguém. Se surgir um grupo com roteiro parecido, vou junto. Qto à insatisfação dos locais, li reclamações até da Luzia, com forçação de barra e mudança de humor. Isso é phoda! Vou seguir sua orientação sobre testar o app antes. abrass
  4. Excelente relato e experiência! Estou querendo fazer essa travessia neste mês. Quero fazer sem guia seguindo o tracklog que vc sugeriu, mas estou com receio por estar viajando sozinho e não tenho experiência com o wikiloc. Acha que consigo encontrar gente no caminho (ou ainda em Canto do Atins) e me juntar a eles? Vale a pena passar duas noites nessas paradas e aproveitar as lagoas ao redor? Se sim, onde sugeriria? Tenho 6 dias para a travessia. inté
  5. Aproveitando este post pra saber se há alguém interessado em fazer a travessia na última semana de junho. Abrass
  6. Jaumz

    Etiópia

    Escrevi esse pequeno guia sobre o Vale do Rio Omo, na Etiópia: Espero ser útil! inté jaumz
  7. Que massa!!! Show de bola essa viagem econômica! Haja adrenalina pra não deixar nada sair do planejamento! ahhahahah Na Europa, minhas viagens são bem planejadas justamente pra evitar extrapolar. Viajei pelo Reino Unido pagando 1,5 libra entre as cidades - comprando tudo com antecedência, claro. Boas trips. jaumz
  8. Roteiro mto bom, pegando épocas boas nos países! Na América Central e México dá pra se virar bem em bus. Boas trips!
  9. Pessoal, Alguma recomendação de power bank para recarregar celulares (Samsung, mais precisamente)? Algum com bom custo-benefício... Tenho lido mta coisa, mas todos tem prós e contras. Valeu pela colaboração! jaumz
  10. Pessoal, Alguém recomenda algum lençol para uso em lugares pouco limpos? Geralmente uso o saco de dormir. Mas como se trata de lugares quentes, acredito que só o lençol seja suficiente. Além disso, posso economizar espaço na mochila e carregar menos peso. Valeu! jaumz
  11. Moçada, Estou pensando em dormir no parque (entrada pelo ES), porém sem barraca. Acham que pode ser uma má ideia dormir no carro, mesmo com saco de dormir? valeu
  12. Damine, Tudo bem? Fiz essa viagem em 2011, acho. Foi em outubro. Era uma trip de Manaus a São Luiz. Foi incrível. O povo do Norte é extremamente gentil. Aí na região de Manaus, aluguei um carro e fui a Novo Airão. Lá é possível ver mtos botos e fazer passeios a P N Jaú (não fiz), Airão velho (tb não fiz, acho que pelo preço) e P N Anavilhanas (esse eu fiz, mas achei só mais ou menos pois não é possível ter uma visão de mihares de ilhas - um sobrevoo seria mais interessante). A ponte que liga Manaus a Iranduba havia acabado de ser inaugurada e balsas eram dispensadas. Fiquei alguns dias na capital também. A região de Ponta Negra vale mto a pena. Não fiz o passeio do encontro das águas pq pegaria o barco para Santarém e nesse percurso é possível ver o encontro - mto legal. Neste ano voltarei para conhecer as belezas naturais de Presidente Figueiredo. Lembro que abril é época das cheias. Os rios estarão com volume máximo. inté, jaumz
  13. Jaumz

    Namíbia

    Alugue um carro e vá de forma independente.
  14. Luxemburgo e França têm belos castelos tb! Julho é melhor que janeiro, mas haverá quilométricas filas. Melhor no início da primavera ou no outono!
  15. Olá, Morei em Ottawa. Se precisar de dicas do que fazer lá e nessas cidades do Canadá, só entrar em contato. Kingston é uma cidadezinha bem legal, à beira do lago e foi a primeira capital do país. Recomendo-a. inté
  16. Fiz um pequeno relato com fotos sobre minha viagem ao Japão. Tá no link abaixo. Seu roteiro está bom. Talvez possa aproveitar mais os arredores de Quioto e Tóquio. Takayama, a vilazinhas próximas, Kanazawa e Matsumoto (esse não conheci) são lugares que recomendo também.
  17. Sem chances. Só se estiver quase vazia... até porque além de medidas, conta-se o peso. Uma mochila dessa não pesa menos de 3kg.
  18. Não iria a Chiang Mai. Ayutthaya é bem melhor. Ali próximo a Bangcoc, há várias outras opções de daytrip. Se o tempo para as praias estiver ruim, considere um voo para Siem Reap, para visitar os templos de Angkor. Mesmo um voo de última hora não lhe custará muito. Mas se quiser comprar com antecedência, vá pagar pouco.
  19. Olá Libertador, Depende do que vc chama de caro, depende dos lugares que pretende visitar, depende do seu estilo de viagem, depende de quanto tempo irá ficar em cada lugar, depende de quanto tempo irá viajar, depende... depende até do quanto vc depende de agências de turismo para explorar o mundo! abraço, jaumz
  20. Pode ir tranquila, garota! Muita atenção no trecho da BR-381, que liga BH a Vitória, e, se não tiver experiência em estradas de terra, dirija em velocidade reduzida. Ah! Na época das chuvas, atenção redobrada.
  21. Olá Kely! A grande maioria dos trechos da Estrada Real é asfaltada e as rodovias estão ótimas condições. Há alguns lugares que só podem ser alcançados por estradas de terra. Alguns desses lugares cheguei a visitar. No geral são estradas boas. Como estava no meu próprio carro (não é um 4x4), não abusava da velocidade.
  22. Um breve relato da minha última viagem a Minas Gerais, percorrendo parte da Estrada Real. A Estrada Real é um antigo caminho do Brasil Colônia usado para levar as riquezas da província de Minas até os portos. Hoje um roteiro turístico, cheio de riquezas históricas, parques, cachoeiras, cultura e gastronomia. Estrada liga as cidades de Diamantina ao Rio de Janeiro (Caminho Novo) e Paraty (Caminho Velho). Mas antes de chegar a esses destinos está Ouro Preto (a antiga capital de Minas Gerais). De Diamantina até lá, o percurso é conhecido como Caminho dos Diamantes. Há também um quarto caminho, próximo a Belo Horizonte, chamado Caminho de Sabarabuçu. Caminhos: Caminho dos Diamantes: Diamantina a Ouro Preto Caminho de Sabarabuçu: Cocais a Glaura Caminho Velho: Ouro Preto a Paraty Caminho Novo: Ouro Preto ao Rio de Janeiro Quando ir: Todo o ano, porém a época seca (mai-set) garantirá dias mais ensolarados. Fui em jun/17. Como percorrer: Qualquer meio de transporte, incluindo motos e bicicletas; indo a pé ou de carona. Fui de carro (viagem de 17 dias). Passaporte: Gratuito. Basta preencher um formulário na internet e levar o código gerado + 1kg de alimento não perecível nos postos de atendimento em Diamantina, Ouro Preto, Tiradentes ou Paraty. Carimbos: Nem todas cidades/distritos tem carimbo. Por outro lado, há lugares sem mto atrativo, mas que tem carimbo. Tracei o roteiro analisando o custo de pegar uma estrada de terra e o benefício dos lugares - suas belezas. Certificado: Conseguindo o mínimo de carimbos de cada caminho (varia conforme cada percurso), vc ganha um certificado e adesivo da Estrada Real. Por exemplo, para o Caminho dos Diamantes, o número mínimo de carimbos no passaporte é de 10. Consegui esse número e retirei meu certificado em Ouro Preto. Outros lugares são Diamantina e Paraty. Roteiro: Brasília - Diamantina (Curralinho, PE Biribiri) - Datas - Serro (Milho Verde, São Gonçalo do Rio das Pedras) - Alvorada de Minas (carimbo) - Conceição do Mato Dentro (Córregos, Tabuleiro, Cachoeira do Tabuleiro) - Ferros - Itabira - Barão de Cocais (Cocais) - Santa Bárbara (Brumal) - Catas Altas (Santuário do Caraça) - Mariana - Ouro Preto (Glaura, Santo Antônio do Leite, Cachoeira do Campo, São Bartolomeu e Lavras Novas) - Ouro Branco (Itatiaia) - Congonhas - Entre Rio de Minas (carimbo) - Lagoa Dourada (carimbo) - Prados (Bichinho) - Tiradentes - São João del Rey - Lavras - Pains - Brasília. Rodovias e Estradas: No geral, as rodovias estão mto boas. De Brasília a Diamantina são 6 praças de pedágio (R$4,80, cada) com poucos trechos duplicados. A estrada do Biribiri é ruim, como vc está dentro de um parque estadual, não há como se estressar. De Diamantina a Serro, ouvi dizer que o trecho até Milho Verde está ruim. Como queria passar em Datas, não o fiz por completo. De São Gonçalo a Milho Verde, realmente é bem ruim. De Serro a Conceição, grande parte é estrada de terra, mas bem mantida. Peguei parte de terra entre Alvorada de Minas e Conceição, trecho bom. O trecho até Córregos é ruim. E pro Tabuleiro é ok. De Conceição a Barão de Cocais não há rodovia. Fiz uma volta passando por Dom Joaquim e Senhora do Porto e foi a pior estrada de terra da viagem. De Itabira até Barão de Cocais vai pela BR-381, rodovia bem perigosa e atenção deve ser redobrada. Todos os lugares restantes, salvo alguns distritos de Ouro Preto e entre Prados e Bichinho, são em rodovia asfaltada muito boas e sem pedágio. Hospedagem: Diamantina: hostel R$50 Serro: hotel mto bom, com preço de hostel R$50 Tabuleiro (distrito de Conceição do Mato Dentro): hostel sem café R$40 Barão de Cocais: hotel mto bom, não há mta opção barata nessa região R$65 Ouro Preto: hostel R$45 Tiradentes: hostel R$40 Festas populares: Festa do Divino em Diamantina Festa Junina em várias cidades Corpus Christi em Tiradentes e Bichinho Facebook: sabedojoao Instagram: @sabedojoao
  23. Acho que sim. Não será do modo mais econômico, dada a urgência.
×
×
  • Criar Novo...