Ir para conteúdo

ANDY V.

Membros
  • Total de itens

    22
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre ANDY V.

  • Data de Nascimento 06-04-1988

Bio

  • Ocupação
    Telefonista Bilíngue
  1. Oi Samantha, Bem bacana a sua trip. Em junho farei uma similar a essa mas não com tanto tempo em Quito e Huaraz, até porque não tenho interesse em fazer trekking ou atividades como subir montanhas ou vulcões. Prefiro ver partidas de futebol, bares, baladas... Seu roteiro me ajudou a adquirir informações. PS: Esse Junior é zica heim?
  2. Olá pessoal, alguem temalguma infromação a respeito deste topico???
  3. Olá Samantha, obrigado pela sua resposta. Sério que você acha pouco U$1500 por cerca de 25 dias? Vale lembrar que eu não vou escalar nenhum vulcão e nem fazer esses passeios com trekking e é um roteiro superficial, pois não sei ainda sepassarei por Tumbes, Guayaquil e Cali, já que pelo que me informaram, há cidades mais interessantes no roteiro. Curto mais andar (muito) pelas cidades, festas e vida noturna. O lugar mais caro que vou ficar hospedado é U$12 em Cuenca. Se for dividir os valores, US$1500 por 25 dias dá cerca de US$60 por dia, e acho que é o suficiente. Estou lendo o seu relato e no aguardo pela finalização dele para ter uma base no meu roteiro. bjoos e valeu pelas dicas.
  4. Olá pessoal, Bem, em junho já estou de saída novamente para o 3° mochilão internacional e dessa vez farei um caminho um pouco menos "usual". Meu roteiro ficou o seguinte: Voo pra LIMA dia 20/06 - HUARAZ - TRUJILLO - MANCORA - TUMBES - CUENCA - GUAYAQUIL - MONTAÑITA - BANOS - QUITO - OTAVALO DIA TODO E VOLTA PRA QUITO - CALI - MANIZALES - MEDELLIN - BOGOTA - ZUPAQUIRA O DIA TODO COM O TREN TURISTICO DE LA SABANA E VOLTO PRA BOGOTÁ onde pretendo sair dia 16/07, e dependendo da situação financeira vou pegar um voo para Cartagena, mas não é certeza ainda. To levando US$1500 e é o valor final. Bem, não tenho informações sobre todas essas cidades, alguem tem alguma dica, ou alguma recomendação de cidades próximas ao local? Valeu as informações. PS: Leo Ramalho, por favor repete as informações que tu ja havia me passado sobre Medellin no outro tópico, apagaram ele antes de eu copiar asinfos no no meu roteiro. Valeu.
  5. Superbacana o relato, bela entrada de ano. Nessa virada eu ia embarcar pra Santa Catarina também (Jaraguá do Sul e Balneário Camboriú) mas não sei porque não fui. Fiquei em casa 4 dias cossando e sozinho. Queria poder fazer uma trip rápida dessas e tenho muita vontade de conhecer Foz, mas parece que nessa virada eu pensei em tudo menos em viajar. porqueeu não sei.
  6. Nossa, sem palavras pela ajuda. Valeu mesmo pelas informações da Colômbia, é o pais que eu menos tenho infos. Não sabiaqueMedellin era tão vibrante assim, e é raro achar alguam info de lá. Incluirei ela no roteiro ontem. A respeito do Peru, viagens de Lima para o norte são mais raras, já que o povo geralmente vai pra Cusco, tu tem alguma noticia de alguma cidade subindo? E o dinheiro que eu to levando? Dá pra esse tempo todo? (cerca de US$500 por país em um mês) Obrigado mesmo. Abs.
  7. Olá pessoal! Bem, é o seguinte: Em junho tenho planos de fazer o meu 3° mochilão, e depois de pesquisar muito entre Europa, Londres, decidi ficar aqui pela Ameica do Sul mesmo já que eu acho que não tenho tanta grana assim pra ir pra esses lugares agora, deixa pra depois. Já passei por aqueles paises quase que de obrigação aqui do Sul (Bolivia, Paraguai, Argentina - morei lá aliás - Uruguai, Chile) e agora vou iniciar a minha viagem por Lima e vou subindo até Bogotá. Vou sair daqui dia 20 de junho e volto 16 de julho. O roteiro (até agora) é seguinte: LIMA - HUARAZ - TRUJILLO - MANCORA - TUMBES - CUENCA - GUAYAQUIL - BANOS - QUITO - OTAVALO (DIA TODO E VOLTA PRA QUITO) - CALI - MANIZALES - BOGOTA - ZUPAQUIRA (TOUR E VOLTA PRA BOGOTA) Dependendo da situação, vou pegar um voo de Bogotá até Cartagena, vi umas promoções por uma cia chamada Aires e vi ótimos preços. To levando US$1500 em dinheiro e como o tópico de informações sobre Colombia e Equador tá meio escasso (juro que dessa vez farei um relato), queria saber se com essa grana aí da pra faze essa viagem. Estarei viajando sozinho e o lugar mais caro que vou hospedar é em Cuenca, US$12. Alguem sabe se a grana é suficiente, e tem alguma dica sobre alguam cidade próxima que seja tipo imperdivel e eu possa incluir no roteiro? Agradeço as respostas. Valeu valeu.
  8. Bem, Vou regularmente à Buenos e sempre dou uma conferida na cena noturna. Ultima vez que eu fui em maio 10' fui nessas: Severino Club http://www.clubseverino.com.ar/ Quem se hospeda no Millhouse (como foi o meu caso na última vez) nas noites de segunda vai direto pra lá já que é do outro lado da rua. Até que é bacana o lugar, a música é boa e é 10$ pra entrar, a única merda é que nem sempre eles liberam os 2 ambientes. Fui lá 2 vezes, na 1° só o térreo estava livre, já na 2° abriram o subsolo também e tinha mais espaço e pessoas. Recomendo. Bahrein http://www.bahreinba.com/home.html O lugar é meio pequeno, no segundo subsolo de um prédio e não é muito lá ventilado, e com o cigarro tu não enxerga quase nada com a fumaça.Pra galera que curte um Drum 'n Bass (como eu) lá é o lugar, o som arrebenta. Paguei uns 35$ na entrada. Kika http://www.kikaclub.com.ar/main.php Achei mais ou menos. 20$ a entrada só que os drinks lá são caros demais, só a breja é uns 18$ (um roubo!!!) Não gostei muito da música, muito black farofa que tá na moda. ARAOZ http://www.clubaraoz.com.ar/ Muito hip hop, achei legal porque eu curto muito. O espaço é grande e lota rápidão, acho que é uns 15/20$ a entrada e não me lembro dos preços dos drinks. O mal desse rolê é a quantidade de pessoas que foram furtadas quando eu fui lá. Vi muitas pessoas reclamando na bilheteria que foram tomadas e até uma garota que estava comigo foi roubada. Limparam a chica, levaram cash, passaporte e câmera digital - e ela nem percebeu. É dificil falar pra alguem ficar atento numa balada, pois depois de uns drinks tu nem presta atenção em muita coisa, mas fiquem de olho vivo lá. CROBAR http://www.crobar.com.ar/ Na minha opinião é a melhor casa de Buenos nas noites de sexta. Ultima vez que eu fui ganhei um vip e nem paguei pra entrar. A fila é grande e os drinks não são dos mais baratos (15$ a breja) já a trilha sonora é sempre perfeita. Muita música eletrônica de qualidade. Nunca me decepcionei com o lugar, lá é foda. E uma dica aos boleiros.. Há um barzinho temátio em recoleta chamado Locos Por El Futbol (http://www.locosxelfutbol.com/fla/index.html). O andar térreo é meio lounge, toca umas musicas eletronicas mais paradas. Já o segundo andar é coberto por televisões de LCD, não importa em qual cadeira você sente, tu verá o jogo. Bar muito fera! Drinks baratos, ótima comida e atendimento muito legal. Passam a programação inteira da libertadores e liga dos campeões, fora os campeonatos locais. Fui pra lá ver o jogo São Paulo x Cruzeiro pela libertadores com a camisa do São Paulo e o segundo andar tinha um torcida inteira de tricolores. Achei muito bom (como o meu time ganhou, foi melhor ainda), dá pra conhecer muitos torcedores de tudo quanto é lugar lá. Só tomem cuidado com a pizza de calabreza, ao contrario dos outros lugares que eu comi, lá a calabreza foi salame. Enjoy.
  9. ANDY V.

    La Paz

    Bem, eu fui pra La Paz numa época conturbada... Querido Evo tinha nacionalizado algumas empresas de eletricidade e isso emputeceu muitos bolivianos, o que culminou numas alterações na minha viagem: Cheguei no aeroporto de Sta. Cruz e sem muita cerimônia já peguei um taxi direeeeeeto para o Terminal Bimodal. Informação útil: cheguei lá numa quarta e li na entrada da parte feroviária do terminal que não ia chegar trem nenhum por causa de "revoltas". Fiquei mó feliz! Tinha cogitado ir pra lá de trem da morte, mas descolei um pacote aéreo com um preço irresistível. Fui lá na tal Trans-copacabana-três-fileiras-leito e já comprei a passagem para La Paz partindo às 15h no ÚLTIMO assento disponível!!! Muita sorte! Pois tinha chegado no terminal às 14h. Fiquei mais feliz ainda! Mas a felicidade desmoronou quando cruzamos a estrada na cidade de Montero. Tava rolando "O" bloqueio lá. Maior confusão, gritaria, correria, facão, metralhadora e porco pra todo lado. A policia aparecia mas não fazia nada. Fiquei quase 10 horas no meio da estrada com um monte de boliviano puto com a situação, sem àgua, comida e cigarros. Foi Foda. Chegando em La Paz mais tretas... Fui para a agência do hostel Wild Rover e queria fazer o tour Chacaltaya, mas a atendente falou que não tinha formado grupos. Saí do hostel, fui numa agência DO LADO do hostel e o atendente falou que tava rolando um bloqueio na estrada. Algumas professoras estavam em greve e resolveram trancar a via. Fui em outra agência na Cale Sagarnaga: mesma informação anterior. Desisti do Chacaltaya. No dia seguinte fui tentar fazer uma descidinha no downhill e lá vem mais encrenca: No dia anterior tava rolando uma guerra (guerra mesmo, com 14 mortos) na cidade de Caranavi (aprox. 70 km ao norte de Coroico) e por causa do confronto a policia fechou a estrada de LA PAZ para Coroico já que para chegar em Caranavi, tem que passar por Coroico. Não tinha nem ônibus para Coroico, tamanha a merda. Achei estranho. Tinha lido uma vez que os ciclistas passavam por uma estrada que não iam carros, mas os atendentes queriam que eu desistisse de passear nos arredores e repetiam que a estrada estava intransitavel e eu estaria mais seguro na cidade. Bem.. Quem sabe outra vez...
  10. ANDY V.

    La Paz - Onde ficar?

    Bem, começando o meu comentário acho que algumas pessoas não vão gostar mas... lá vai: Fiquei 4 noites em La Paz, as 3 pimeiras no Wild Rover e a última no Torino. Amei o Wild Rover (apesar de ter aquele probleminha típico de hostels badalados na América do Sul - ninguem falava espanhol, algums atendentes até se envergonhavam por isso) eu curti tudo nele: agência com preços bacanas, comida muito boa (o prato mais caro custava 30 bolivianos) barzinho super animado, quartos/banheiros extremamente limpos, os banheiros aliás, eram limpos de hora em hora, staff super gente boa, cama confortável pra porra e com edredons maravilindos e no hostel eu conheci muita gente. Mais que nos outros lugares que visitei. Fiquei 3 noites nele, mas poderiam ser mais, muito maissssssss... uhh lala. Fui pra Copacabana, passei uma noite lá e quando voltei à La Paz, voei no Wild, mas me veio a informação que não tinha dormitorios disponiveis.Tentei o Loki, IDEM. Tive que apelar para a terceira opção: Torino. Veredicto: Hotel velho, chato, entediante... Funcionários inexpressivos, escadas mais baulhentas que um taxi boliviano, meu quarto (56) não tinha nada, só uma cama, uma cadeira - sem mesa - um cinzeiro e uma janelinha com menos de 30cm, os banheiros então.... o do meu andar, não tinha luz na parte do chuveiro só no lavatório mas o teto era de acrílico - talvez para alguem tomar um banho de água/sol ao mesmo tempo em dias ensolarados, a noite que se foda - tive que ir ao banheiro do 2° andar e alem de parecer ser um banheiro de cadeia a água ficava quente-fria-quente-gelada-quentepracaralho-fria, tomei um banho de 5min e saí puto. A única alegria é que no dia que cheguei nessa mierda de hotel eu conheci o Leonardo aí encima.. Dei umas dicas da cidade pra ele e recomendei o Wild Rover, até fomos fazer a sua reserva antecipada. Bem, pelo comentário dele acima, não foi só eu que não gostou do Torino. Sinceramente, se tu viajas sózinho aconselho: a não ser que esteja a fim de dormir da hora do check-in até o check-out, fazer um som nas escadas, ou morrer de tédio nos quartos de solteiro VÁ PARA O WILD ROVER.
  11. Olá pessoal. Pra quem tem mais pressa pra emitir o certificado de vacinação internacional e mora em regiões com dificil acesso aos aeroportos em São Paulo (como eu que moro em Osasco), pode ir diretamente ao Hospital das Clínicas. Lá tu toma a vacina e já recebe o certificado na hora, só apresentar o seu RG e a carteira de vacinação. Abraços!!
  12. CROBAR (http://www.crobar.com.ar/) Pessoal, quando eu morei em BsAs, batia cartão lá Na minha opinião é a melhor balada nas noites de sexta. Balada enorrrrrme, bem ventilada, estilosa e com muitas "chicas calientes". O drink é meio caro (15$ por uma Heineken lonng neck - um absurdo!!) mas pelo mesmo preço se paga por um shot de tequila (!) Não sei o valor exato da entrada porque eu morava num hostel (pangea hostel) que tinha um "convênio" com ela e era sempre ums 10/20 pesos pela entrada e sem filas, já que os hóspedes desse hostel podem fura-la. Tudo sobre a noite eletronica de Buenos tá nesse site: http://www.buenosaliens.com/ Mas quem quiser conferir a Crobar, tá mais que recomendado.
  13. Rodrigo e Gi Voce tem alguma informação,link ou e-mail dessa "Posada del Viajero"? Procurei por algum site sobre esse lugar mas não achei nada!
  14. Bem, é o seguinte... O ano que vem (em maio para ser mais preciso) eu vou fazer um mochilão entre Bolívia, Peru, Equador, norte do Chile e Argentina. Não vou fazer trilha inca nem bater tanta perna assim (vou me locomover mais em ônibus), vou a poquissimas localidades com gelo (Chacaltaya é a única que eu consigo me lembrar pra falar a verdade e olhe lá). Como não viajo nem faço treking constantemente devido a falta de tempo, queria saber se é recomendavel simplesmente descartar o uso da bota na viagem (aprox. 45 dias) ou comprar uma mais básica para uso casual. Vejo preço de algumas de qualidade e beira aos absurdos R$400,00, não acho que seja necessário ter essa despesa sendo que usarei tão pouco a bota. Pesquisei diversos preços e vi a marca MacBoot um bom custo/beneficio pelo queoferece. É aconselhavel nesta situação ? Agradeço por todas as informações enviadas.
×
×
  • Criar Novo...