Ir para conteúdo

Melissa

Membros
  • Total de itens

    5
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Bio

  • Ocupação
    Engenheiro Químico/Ambiental/Segurança do Trabalho

Outras informações

  1. Olá Naomi Muito legais as infos que postou! Foram muito úteis para a viagem que fiz com uns amigos, onde passamos o Reveillon deste ano. Somente complementando as infos, para quem vai de carro, os acessos para Urubici seriam estes - no caso de quem sai de São Paulo, por exemplo: De São Paulo, ir pela Regis Bittencourt, e ao se aproximar de Curitiba, pegar acesso da BR-101.[linkbox]http://goo.gl/maps/RP9oD[/linkbox] Entrar na cidade de Tubarão em SC, e pegar acesso para cidade Gravatal, continuar até cidade Braço do Norte. Pegar acesso para SC-439, passando por Grão Pará. Continuando começa a Serra do Corvo Branco - famosa estrada para Urubici. Outra alternativa é ir pela Serra do Rio do Rastro, que cai na cidade de Bom Jardim da Serra e logo há um mirante. [linkbox]http://goo.gl/maps/lpXdz[/linkbox] Até Tubarão o caminho é o mesmo, pegar acesso para Gravatal, continuar até cidade Braço do Norte. Pegar acesso para SC-438, passando por São Ludgero, Orleans, Lauro Muller, de onde começa a estrada tortuosa. Também há opção para evitar o litoral Catarinense.[linkbox]http://goo.gl/maps/xjZSx[/linkbox] De São Paulo, ir pela Regis Bittencourt, que após passar Curitiba, vira SC 116. Ir até a cidade de Lages, pegar a 282 sentido Bocaina do Sul e pegar a SC-430, chegando em Urubici. Outra alternativa é via Floripa [linkbox]http://goo.gl/maps/B0ni4[/linkbox] Uma boa pedida é na ida a Urubici pegar a estrada do Corvo Branco e voltar pelo Rio do Rastro, ou vice-versa. Assim você poupa tempo e combustível, pois essas 2 estradas fazem parte das "atrações" locais e alguém desavisado pode só vir a descobrir chegando em Urubici por outra rota. Com relação a hospedagem, ficamos no Chalés do Vale Santa Ana, a uns 2km do Centro, que só é recomendável para quem tem carro, pois fica no início de uma zona rural, bem próximo ao acesso da fazenda onde fica a parte inferior da Cascata do Avencal. É próximo à estrada asfaltada, porém tem que se pegar um bom trecho em estrada de terra, ficaria distante para se ir a pé até o centro. O casal proprietário é uma graça. Os dois são super atenciosos e o atendimento bem acolhedor. Só dentro do chale, é preciso tomar cuidado, pode ter aranhas (que são comuns na região), então deixar os calçados com o bocal virado para baixo, e não andar descalço. Os chalés são praticamente novos, dá gosto, bem arrumadinho, bem acabado com colchão térmico e roupa de cama e toalhas primeira. A título de informação, no reveillon foi difícil reservar o jantar, então na parte da manhã compramos itens para fazer churrasco no chalé (pedimos emprestado uma churrasqueira portátil). Pois nenhum restaurante serviria jantar naquela noite, pois os funcionários se recusam a trabalhar para poder festejar com a família. Então na cidade a única opção era participar de uma festa comunitária com banda sertaneja, se não me engano, em que serviriam algo, porém não estávamos muito a fim. Seriam esses itens que poderia complementar, de resto está tudo em seus posts. bjs Mel
  2. Olá pessoal Acabei de cadastrar no site, e acho que já postei num tópico semelhante. Curto muito trilhas e sinto falta quando fico muito longe da montanha. Abraços, Mel
  3. Estou planejando ir para a Australia para estudar, mas gostaria de trabalhar para me manter e nao torrar todas as minhas economias para a viagem. Pelo que li nas trocas de msgs Brisbane eh um lugar bom para se estudar. Mas serah que consigo trabalho de meio periodo? Serah que eh muito dificil? Ouvi falar que em Sidney nao costuma ser muito dificil...
×
×
  • Criar Novo...