Ir para conteúdo

Lane Medeiros

Membros
  • Total de itens

    15
  • Registro em

  • Última visita

Sobre Lane Medeiros

  • Data de Nascimento Setembro 16

Bio

  • Ocupação
    Bióloga!

Conquistas de Lane Medeiros

Novo Membro

Novo Membro (1/14)

0

Reputação

  1. O Parque Estadual Pedra da Boca localiza-se na cidade de Araruna, divisa PB/RN. A área é linda e com uma vegetação de Caatinga belíssima; além de formações rochosas incríveis. Lá é possível fazer trilhas, escalada e rapel.E agora, também é possível curtir o visual do parque, no balanço da Boca. Conheci o local quando fui fazer o rapel na Pedra da Caveira com a Tati. Daí, de cara, surgiu a vontade de voltarmos no local. Então, Tati amadureceu a ideia e a divulgou aqui no Mochileiros! Logo juntamos uma turma bacana. E começamos a nos articular pelo WhatsApp. Viajamos no dia 17/01, sábado. Saímos cedinho de PE; Marcelo, Tati, Felipe, Luciano ( O Carioca ) e Eu! Na Paraíba encontramos o Fernando e a Simony! Galera reunida, pé na estrada! O caminho é longo e parecia não ter fim! Quando chegamos, já fomos montando nosso camping! Animação total! O camping é de seu Tico! Um senhor super animado e de uma sabedoria imensa! Ele cobra R$10,00 p/pessoa! O local tem uma estrutura muito boa. Lá, também é possível fazer as refeições. Depois do almoço iniciamos nossa trilha até a Boca. O nosso objetivo: Ver o horizonte no balanço da Pedra da Boca. O responsável pelas atividades de rapel, escalada e o balanço da boca é o Júlio, Casca Grossa Aventura! Super indico! A Pedra da Boca é chamada assim, devido a uma abertura na rocha que lembra uma boca. A subida até a abertura é punk! Mas a paisagem compensa demais. Sem falar o balanço que é fantástico e o rapel top! Quando chegamos a Boca, o Júlio começou a nos preparar para iniciar nossa aventura. E a primeira, a receber uma boa dose de adrenalina foi Tati. Putz! Muito massa! Literalmente voamos! Paisagem incrível! Sensação de liberdade indescritível, inenarrável!!! Depois que todos realizamos a doideira de se jogar no balanço, seguimos para o rapel! Show de bola também! Voltamos ao camping renovados! Livres! À noite, após jantarmos, fomos até a cidade de Passa e Fica-RN. Fomos até uma área bem bacana, com vários quiosques e um mirante show. No domingo, após o café da manhã, o seu Tico deu início as orientações da nossa trilha, no Parque Estadual. O seu Tico cobra R$10,00 por pessoa. A trilha é super bacana! Ele sabe demais! E tem uma energia incrível. O caminho é muito show. E as grutas são lindas! Aproveitamos bastante! Depois que encerramos nossa atividade, desmontamos nosso camping e colocamos os pés na estrada. A volta foi bastante divertida! E como saldo do final de semana, posso garantir que, além de uma aventura extraordinária, construímos uma amizade show! Rumos a novas aventuras!
  2. Muito massa teus relatos! Próximo ano farei America dol Sul e Bolívia não pode faltar!
  3. Pois é...na próxima levarei um montão de bateria! E as lembrancinhas são caras não! Precinhos bons!!! Cada cidade uma particularidade! Mas fiquei apaixonada pelas lembrancinhas de Mucugê, do Vale do Capão e de Lençóis!
  4. Oi Pripa! O rapel foi R$150,00 por pessoa. Pagamos a metade antecipadamente e o restante lá na hora. A equipe é muito profissional! Fazem parte também da Associação Bicho do Mato. Quem fez toda essa parte do contato e tal foi a Tati. Ela entrou em contato com o Allan, o responsável, e combinaram tudo! Lembrando que se for um grupo menor que 5 pessoas, o valor aumenta! Pq dá um trabalho danado levar todo o equipamento e tal...e montar tbm! Quanto as refeições, o melhor mesmo é levar dinheiro. Foram poucos os locais que aceitavam cartões! E quando encontrávamos locais que aceitassem cartões de crédito ou débito empurrávamos o pé...rsrsrsrsr! Sem falar que não têm bancos em todas as cidades! Caixa eletrônico então é um sonho! Passei um perrengue em Lençóis pra poder tirar dinheiro... Não gastamos muito com refeições não! Também, depois do café, incluso na diária da pousada, partíamos para as trilhas e só fazíamos lanches! Gastávamos mais com jantar! Que nem foi tanto assim! Acho que Tati anotou melhor os gastos..sou meio desorganizada com isso..rsrsrs Mas coloco aqui assim que lembrar..rrsrsrs..mas peço a ela também! Estamos a disposição! =)
  5. Isso! Isso! Isso! Boa Tati! Acho que até o coitado pensou que seu nome era Christian invés de Felipe!
  6. Continuando... 7ºDIA: Tomamos nosso café e seguimos para Lençóis! Ficamos na Pousada Casa de Hélia! Muito aconchegante, a dona muito agradável, e a pousada bem localizada; pertinho da rodoviária! Colhemos algumas orientações com ela e fomos almoçar! Comemos num restaurante self service, comida boa por sinal, e seguimos para o Ribeirão do Meio. Trilha de grau fácil, muito verde, bem agradável dá pra fazer tranquila sem guia! E lá estávamos! Mais um lugar lindo! Só o Dennis e eu topamos entrar na água! GELADA! Mas foi bem divertido! Depois voltamos para a pousada e aproveitamos o restinho da tarde. Mais uma vez nada de cumprir o roteiro... rsrsrsrs! Normal! Descansamos e depois saímos para curtir a noite de Lençóis! Lugar muito bom! Olhamos vários artesanatos e aproveitamos para realizar umas comprinhas! Ah! Sem esquecer da nossa busca implacável pelo cristal para o Dennis! Depois de muito rodar e rodar e rodar finalmente fomos jantar! Decidimos comer comida italiana. O garçom uma graça, bem simpático e desenrolado também! A comida estava ótima! R$30,00 reais por pessoa! Para animar, surgiu uma bandinha de uns mochileiros bem legais que saem mundo afora tocando, cantando e desbravando esse mundão! Massa né! “(...) mama África, a minha mãe... é mãe solteira... (...)” . Daí, voltamos para a pousada! 8ºDIA: Tomamos nosso café e depois das dicas de dona Hélia, pé na estrada! Seguimos para a gruta da fumaça! Eu estava muito animada! Afinal, esse era um dos momentos mais esperados por mim! E a possibilidade, que surgiu, de não vermos as grutas me deixou decepcionada ! Mas tudo deu certo!! Ebaaaa !!! E lá estávamos na gruta. Linda!! Aquelas formações... estalactites, estalagmites, tudo muito lindo e muito bem conservado! Saí muito satisfeita e realizada de lá! Em seguida, seguimos para a gruta azul! Mais um espetáculo! Ficamos ali... Olhando tudo aquilo em contato com Deus . Tiramos fotos... Só não mais porque a danada da bateria descarregou... Aff... E bateu aquele momento de melancolia, porque estava acabando todo aquele sonho. À noite, mais uma vez fomos curtir Lençóis. Encontramos o garçom do restaurante italiano. Dessa vez, vendendo artesanatos! Desenrolado! Tati o batizou de Christian! Rsrsrsrsr. Nem consigo lembrar o nome mesmo dele, pois ficou sendo Christian! O melhor foi a cara dele! ::lol4:: Enquanto o Dennis e a Manu continuavam a busca implacável parte II do cristal; Renata, Tati e eu fomos jantar. Voltamos para a pousada e começou o momento perturbação... Rolou até um harlem shake... rsrsrsrsrsr! Segundo a Manu, colocaram alguma coisa no nosso cuscuz! Rimos muito com tanta palhaçada! 9ºDIA: Tomamos nosso café e pé na estrada. Despedíamo-nos da Chapada! Seguimos para Itapuã. O caminho da volta foi bem tranquilo! Deixamos Dennis na rodoviária e seguimos para Itapuã. O Hotel muito bom e bem localizado. Curtimos à tarde na praia. Foi muito divertido! O ruim era aquela sensação de tristeza. Tínhamos deixado o paraíso da Chapada Diamantina e estávamos a um passo de retornar a realidade! 10ºDIA: Acordamos cedo e seguimos para o aeroporto de Salvador. O bom de ficar em Itapuã é que é bem próximo e o táxi deu bem baratinho! E lá estávamos nos despedindo da Bahia! Chegamos cedinho a Pernambuco e deu pra curtir o dia dos Pais em casa! Só digo uma coisa: Faça sua mochila e vá simbora pra Chapada Diamantina. Foi uma das melhores experiências da minha vida! Cinco pessoas realizando um sonho: Conhecer a Chapada! Cada riso, cada suor, cada machucado valeu a pena. Inesquecível. E o melhor de tudo foi construir amizades e fortalecer os laços ! Qualquer dúvida, informação, indicação pode contar conosco! Tem mais fotos no nosso Facebook e no vídeo que está no YouTube! Agora é se preparar para as próximas trips!
  7. Bem...continuando... 5ºDIA: No dia seguinte, não conseguimos nos despedir do grupo da Vane, pois partiram muito cedo. Iriam dar início ao Trekking do Vale do Pati. E o bolo de rolo que eu havia levado acabou ficando comigo, e não consegue entrega-los para que conhecessem um doce comum em Pernambuco. Acabamos comendo o bolo... rsrsrsrs! Tomamos nosso café, e seguimos Para fazer os poços Encantado e Azul! Estrada horrível, mas nosso pálio guerreiro era determinado! Chegamos ao Encantado. PQP! Lindo demais. Como tudo na Chapada! Ficamos lá contemplando e depois seguimos para o Azul! Ah! A entrada do poço Encantado é R$20,00 reais, por pessoa! No caminho para o poço Azul, deixamos o carro num ponto e atravessamos o rio caminhando! Caminhamos mais um pouco e chegamos ao poço Azul. Lá pagamos R$15,00 reais e fizemos flutuação! Caramba! Magnifico! Engraçado foram as tentativas de tirar foto embaixo da água... Né Renata?? Rsrsrsr! De lá seguimos para Igatu! Passamos antes na Toca do Morcego! Em Igatu fizemos nossa refeição! Comida muito saborosa e pudemos conhecer o famoso godó e matar a curiosidade do Dennis! Preparado com banana verde! Gostoso, vale a pena experimentar! O bom mesmo foi ver Tati se alimentando bem, rsrsrssr! Igatu é uma Cidadezinha linda vale a pena conhecê-la! Devido ao horário não conseguimos fazer a gruta da Paixão! De Igatu, voltamos para a pousada Alto da Pedra para pegar nossas mochilas e de lá seguimos para o Vale do Capão! Pena que seguimos à noite, pois o dono de umas das lojas de artesanato nos ensinou uma estradinha, informou que é um dos caminhos mais lindos do Chapão para se admirar! Ventava muito, altos redemoinhos, céu super hiper mega estrelado! Estrada pouco perigosa e sinistra... huhuhuhuh, muita curva... E chegamos ao Hostel Pé no Mato! Muito bacana também. Organizado e bem confortável :'> . Ah! Quero agradecer também as meninas, que pacientemente, entenderam o meu medo e trauma de dormir na cama de cima do beliche, e sempre deixavam eu dormir na cama de baixo =)! 6ºDIA: Tomamos nosso café, maravilhoso por sinal, principalmente por se tratar de um hostel, e encontramos nosso terceiro guia, o Beja! Brother muito tranquilo, gente boa pra KCT! E seguimos para dar início à trilha que nos levaria a cachoeira da Fumaça. Na associação dos guias conhecemos um casal bem legal que seguiu conosco na trilha. A subida é bem íngreme! Mas é linda demais! Cada paisagem de tirar o fôlego! Começou a chover e nos abrigamos numas pedras. Quando diminuiu um pouco retornamos para nossa caminhada. Depois da subida o percurso fica tranquilo. Novamente começou a chover e ficamos impossibilitados de seguir e tivemos que nos abrigar. Ficamos abrigados numa caverna e, a essa altura, já tínhamos encontrado outro grupo que também não conseguiu prosseguir na trilha. Os guias fizeram uma fogueira e tentamos nos esquentar. Quando o tempo aliviou voltamos dali mesmo, não deu pra continuar a trilha e conhecer a cachoeira da Fumaça, contudo, tivemos mais um momento inesquecível. A volta fui punk, muita neblina! O apito que comprei até que serviu... rsrsrsr! Paramos na volta para saborear o famoso pastel de palmito de jaca! Muito gostoso! Deu até água da boca só de lembrar! Baratinho demais e o suco muito bom também! Também não conseguimos cumprir o roteiro. Depois de um ótimo banho, água bem quentinha...delícia, nos livramos daquele cheiro de fumaça e fomos conhecer a Vila. Lugar agradável demais. O bom foi desfilarmos de meia e sandália de dedo, rsrsrsrs, o Dennis que adorou! Comemos um crepe delicioso! Mais uma vez, o Dennis que gostou =)! Né!? E a lojinha de artigos chilenos também =)! Depois demos uma volta, e voltamos para o hostel.
  8. 3º DIA: Mais um dia! Expectativas a mil! Afinal, conheceríamos o Buracão! Tomamos aquele café show de bola, destaque para os bolinhos de queijo... hummm... delícia demais! Conhecemos dois mochileiros bacanas lá na pousada, conversamos bastante com os donos dos Avataras, pessoas nota 1000! Depois seguimos para dar início a nossa trilha! Cara, o caminho em si, antes de chegar à trilha já é lindo! Massa foi à travessia do nosso carrinho no rio! Nosso guerreiro 1.0 prime acima da média mundial! Rsrsr!! Aguentou firme e forte! E finalmente começamos nossa trilha. Fizemo-la de forma diferente, pois iríamos fazer um rapel! Galera: S-U-R-R-E-A-L!! Depois de um trekking por paisagens fantásticas, rio lindo, cachoeiras lindas..tudo lindo, fizemos um rapel na cachoeira do Buracão! PQP! 100m de rapel negativo de pura adrenalina. A galera do rapel gente fina demais! O Allan super doido! Mas profissional e responsável! Deu maior incentivo pra Manu fazer a descida, ela estava meio receosa, pois seria seu primeiro rapel!. O primeiro a descer foi o Dennis! Ficamos preocupados com ele durante determinado momento, porque estava demorando! Mas foi de boa! Depois a Renata! Cara, a expressão dela de felicidade me deixava feliz também. Aliás, só a dela não! De todos! E então a minha vez! Frio na barriga e lá estava! Pendurada e admirando um espetáculo! Apreciei cada momento! Aplausos para o Uilians que fez fotos lindas nossa! Cada metro descido uma contemplação. Vocês precisam sentir essa experiência. Descida com direito a arco íris e tudo mais! Já perto do fim comecei a sentir muito frio! A água estava muito gelada e no horário que descemos o sol já não batia lá dentro do cânion pra aquecer. Quando cheguei próximo ao Allan nem sabia o quê dizer. Mas ele sabia exatamente tudo o quê eu estava sentindo. Só quem já experimentou entende! Aconselho! De lá, coloquei o colete e atravessei as águas nadando pra encontrar o Dennis e a Renata. Antes da travessia ganhei um belo de escorregão de brinde! Eles pareciam dois pinguins de Madagascar, e eu logo me juntei ao grupo...frio tremendo! Depois a Tati fez a descida! Super orgulhosa da minha amiga! Superação hein Tati! Um parabéns especial pra vc guerreira! Sim! A Tati ganhou um brinde igual ao meu! Rsrsrsrs... Manu não topou a descida de rapel, uma pena. Então, ela e Uilians fizeram o caminho normal da trilha e foram ao nosso encontro. Enquanto isso nadávamos... Sensação absurda de boa! Mais uma vez parabéns pra Tati! Pra quem não sabia nadar parecia um peixinho! Depois que Manu chegou voltamos até a queda da cachoeira para que ela pudesse admirá-la. Eu parecia mais uma maloqueira na água... rsrsrs... Como tudo na Chapada: Lindo demais! Mas confesso que o Buracão pra mim foi a melhor parte do bolo! No caminho de volta fiquei impressionada com uma cachoeira que tem no caminho da trilha verde... De forma surpreendente a água sai “das pedras” e a elas retorna! Literalmente! Muito lindo! :'> Voltamos para a Pousada satisfeitos demais e para nossa salvação havia feijoada! Mas, feijoada vegetariana! Podem ficar com água na boca... Uma delícia! E qualquer um que provasse, sem saber que se tratava de comida vegetariana, poderia garantir que havia carne e tudo mais dentro dela. Muito boa! Comemos “até a tampa”, nos despedimos do pessoal e seguimos pra Mucugê! Sim! Destaque para o frio de Ibicoara! Lá ficamos na pousada Alto da Pedra! Confortável, mas confesso que a Portal dos Avataras dava um banho nela! E... Para nossa alegria havia lavanderia! Foi muito engraçado nosso momento de “lavadeiras”! Ocupamos todo o varal da pousada! Rimos bastante! Rsrsrsrsr... Depois nos entregamos nos braços de Morfeu. 4ºDIA: Acordamos cedinho e nos organizamos para seguir até Andaraí! Lá iríamos nos encontrar com o grupo da Edvane! Outro grupo formado também no WA! Havíamos dado um jeito na programação de, pelo menos em um dia, nos encontrarmos! Tomamos o nosso café e pé na estrada! Encontramos a turma lá! Mas, somente a Edvane, Erika, Letícia, Eliza e o Rodrigo! Os demais do mesmo grupo haviam mudado o roteiro de última hora. Pena, pois não nos conhecemos! De lá seguimos com o nosso guia, o Rockão! Cara, gente boa da melhor qualidade! Guerreiro prime acima da média, né gente? Rsrsrs. Começamos então a trilha que nos levaria a Cachoeira do Ramalho e depois o Fervedor. Caminho lindo, mas com subidas bem íngremes e puxadas. Paramos algumas vezes para descansar, pois já estávamos num ritmo bem puxado! O máximo era ir ao lado dele, ouvindo cada explicação! O cara sabe muito! :'> Uma das nossas paradas foi num abrigo para garimpeiros, construído com várias pedras, uma sobre a outra. Local lindo! Recuperamos as energias e seguimos. A trilha tinha trechos bem difíceis. Daí, chegamos ao Ramalho. Lindo! Simplesmente perfeito! A água gelada como sempre! Rimos, nos divertimos, meditamos, caramba... Sensacional! E a turma já estava toda entrosada! Depois da energia recuperada, voltamos à trilha. Destino? Fervedor! Essa parte foi bem punk. Muita descida, muitas pedras! Mas cada caminho passado valeu a pena. E lá estava ele, o Fervedor. Incrível galera. Um buraco, que jorrava água. E o mais bacana, dava pra entrar nele! Caramba! Show! Tomamos banho novamente e pudemos desfrutar de tudo aquilo. Daí, seguimos para encerrar a trilha. Antes paramos no vale dos cristais e procuramos alguns (cristais de quartzo). Chegamos “mortos” de fome. Fomos almoçar num restaurante, que não lembro o nome, mas a comida era boa demais! Só sei que fica perto de uma ponte e em frente a uma praça! Comemos muito bem! R$12,00 reais por pessoa. De lá voltamos para Mucugê, destaque para nossa trilha sonora top demais! Só música show, e o grupo da Vane seguiu conosco, pois ficariam na mesma pousada. Depois de nos organizarmos, fomos conhecer a cidade. Muito linda e aconchegante! A construção, o clima, muito massa. Olhamos algumas lojinhas com artesanatos e depois voltamos para a pousada. Sim, vale lembrar o momento aventura dos meninos no cemitério Bizantino!
  9. Já faz alguns dias que havia começado a escrever esse relato, mas alguns atropelos do dia a dia me fez deixá-lo um pouco de lado. Mas vamos lá! O sonho dessa viagem começou ainda em Março... Nem lembro exatamente como, mas sei que Tati e eu, conhecemos a Renata, através de um amigo nosso e através dela conhecemos a Manu. Começamos a nos planejar. Pesquisa vai pesquisa vem, fizemos contatos aqui no mochileiros.com e montamos um grupo no Whatsapp. A ideia era juntar uma galera enorme. Começamos a nos articular e montamos nosso roteiro (no final do relato estará lá com detalhes!). Infelizmente, o grupo no WA começou a se dividir em grupos diferentes, pois nem todos poderiam ir na mesma época e tal... Através do WA conhecemos o Dennis (PI). Encontramo-nos apenas no aeroporto de Salvador. Então vamos lá! 1ºDIA: Saímos do Recife no dia 01/08/2014 bem cedinho, Eu, Manu, Tati e a Renata. Chegamos a Salvador com toda ansiedade de finalmente conhecer o Paraíso. O Dennis só chegaria mais tarde então, resolvemos bater perna. Ainda no aeroporto pedimos informações de como chegar ao Shopping que tem lá perto, e um carinha lá nos ofereceu carona. Aceitamos e ele nos deixou no Shopping. Para nossa alegria, ainda estava fechado! Depois que abriu, fomos comer e ficamos jogando papo fora até voltarmos ao aeroporto e encontrar o Dennis. Resolvemos comprar sushi e levar pra comermos no caminho. Eu com minha fome do tamanho do mundo comecei a comer...as meninas também. Mas depois resolveram guardar e esperar o Dennis chegar. Quando menos esperávamos a criatura chegou e eu na minha agonia enfiei o sushi na boca, na esperança que ele não me visse comendo, já que a ideia era espera-lo e comermos juntos! =) Mas me justifiquei. Tenho gastrite.. rsrsrsr! Depois da refeição recebemos o carro do carinha da locadora e pé na estrada! Dennis e suas quatro mosqueteiras! Animados, traçamos a rota no GPS que levei... Doido não, se amostrava (o GPS)! Dei um duro danado pra desenrolar um GPS e lá o danado me fez passar vergonha! Rodamos que nem peru doido, mas finalmente conseguimos pegar a estrada e ir pra o Chapão! A viagem foi tranquila, graças a Deus, porém muito cansativa... Fomos direto pra Ibicoara, umas 7 horas de viagem! A cada paisagem que surgia no caminho ficávamos mais encantados! Ah! Destaque para Maria Gadu e Caetano Veloso que nos acompanhou na viagem de ida..rsrsrsr... Chegamos à pousada super tarde... Fomos muito bem recebidos! Nosso quarto um show de conforto! Ficamos na pousada Portal dos Avataras! Excelente! Os donos muito tranquilos e bem receptivos... O ambiente só exalava paz de espírito! 2º DIA: Pela manhã, tomamos um café da manhã top demais. Magnífico! Ah! Vale ressaltar que todo o alimento servido é vegetariano! Mas vale muito a pena! Saímos da pousada e seguimos até a Associação Bicho do Mato para encontrarmos nosso guia, o Uilians! Brother gente boa demais! E com uma paciência de Jó danada! De lá fomos para a Cachoeira da Fumacinha, por cima! Trekking tranquilo... Dificuldade média, e com uma paisagem... PQP! Como tudo na Chapada! Depois de babar olhando aquela beleza, o Uilians nos levou a um lugar que poderíamos tomar banho atrás da cachoeira... Logo onde começa a queda... Alto pra caramba... PQP! Mágico! O melhor e mais gostoso: Tirar a bota e atravessar o leito do rio... Sentir aquela água gelada nos pés, que parecia mais ser mágica. Ficamos impressionados com tanta beleza... Putz mais uma vez! Depois de nos esbaldar nas águas e comer quase todas as uvas de Uilians (falo por mim..rsrsr) voltamos a nossa caminhada... Momento show demais, pois admirávamos a paisagem, surreal por sinal, e escutávamos o Uilians que contém uma sabedoria imensa. Eu, particularmente, fiquei encantada, já que sou bióloga! Chegamos à cidade, deixamos o Uilians na associação e fomos procurar um lugar pra comer! Não havia muitas opções e acabamos comendo uma pizza que invés de saciar a fome só aumentou.. rsrsrsrsr! Em Ibicoara não há muita opção de local para refeição. Chegamos à pousada cansados pacas, mas animados demais. Quero só destacar a paciência e a preocupação que meus amigos tiveram comigo! Dias antes de viajar machuquei feio o pé e fiquei com bastante medo de não conseguir viajar e tal... Mas com a graça de Deus consegui! E devo a vcs que me apoiaram bastante! Nas conversas pelo “zap zap” e pessoalmente! Valeu galera! Dennis, Manu, Tati, Renata e o Uilians também!
×
×
  • Criar Novo...