Ir para conteúdo

jessi_

Membros
  • Total de itens

    29
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Bio

  • Ocupação
    Profesora e Terapeuta Corporal
  1. Olá galera do Mochileiros.com! Venho fazer um relato do mochilão que fiz junto com uma amiga por alguns países da América do Sul. A viagem aconteceu em dezembro de 2012 e janeiro de 2013 (é, demorou, mas consegui cumprir uma promessa pessoal de retribuir um pouco toda a ajuda que recebi aqui no fórum!), durou 54 dias e nós visitamos 5 países: Peru, Bolívia, Chile, Equador e Colômbia. Abaixo, o roteiro simplificado na ordem de visitação das cidades: Peru Lima – Cusco – Águas Calientes – Machu Picchu – Ollantaytambo – Cusco – Puno Bolívia Copacabana – Isla del Sol – La Paz – Uyuni Chile São Pedro de Atacama Peru Arequipa – Lima – Trujillo Equador Guayaquil – Cuenca – Quito – Otavalo Colômbia Cali – Medellin – Bogotá Sei que existem vários tópicos falando de preparativos para a viagem e tudo mais, mas vou colocar brevemente alguns pontos que considero importantes: 1. Mochila. É importante ter uma mochila de qualidade e que seja compatível com o seu tamanho/estrutura física. Eu pesquisei bastante antes de comprar a minha, já que nunca havia feito uma viagem com mochila nas costas! Acabei comprando um modelo feminino, capacidade para 45 litros + 10. Relutei em admitir que teria que levar uma mochila pequena e que teria que me virar com este espaço. No final, cheguei à conclusão de que poderia ter comprado uma mochila um pouco menor até, já que não a levei cheia na ida, poderia ter levado menos roupas tranquilamente, e ainda, com menos espaço, me obrigaria a ser mais sucinta na compra de lembrancinhas e recordações. Fazer o que, a gente vai aprendendo né... 2. Roupas. Não precisa levar muita roupa, já que é muito fácil encontrar serviço de lavanderia nos hostels ou nas cidades maiores. No meu caso, eu poderia ter levado menos camisetas, uma calça a menos e estaria numa boa. O problema é que levei agasalhos de menos, então tive que comprar um casaco na Bolívia e um cachecol no Peru. 3. Dinheiro. Levei 600 dólares em espécie; dois VTM, um Master e um Visa, além de um Visa internacional de conta bancária mesmo. Tivemos alguns problemas para sacar em São Pedro de Atacama, mas acho que era o caixa eletrônico que estava com problema, e não o cartão. E também aconteceu duas vezes de não termos a moeda local, mas conseguimos nos virar trocando com outro turista (Isla del Sol) em uma das vezes e na outra, procuramos melhor pela cidade algum comércio que fizesse câmbio (Ollantaytambo). Mas no final, sempre vale a premissa que todos conhecem de levar um pouco de dinheiro a mais, já que podem acontecer imprevistos ou podem surgir oportunidades únicas na vida. Começando de fato o relato da viagem... Estávamos há algum tempo montando um roteiro para o mochilão e depois de já termos em mente o tempo de duração e alguns destinos que gostaríamos de visitar, compramos as passagens. O trajeto era: São Paulo – Lima (ida, 01/12/2012) e Bogotá – São Paulo (volta, 23/01/2013). Pagamos R$869 já com as taxas. Com as passagens compradas pudemos finalizar o roteiro, sabendo que deveríamos estar em Bogotá no dia 23 de janeiro para retornar ao Brasil. 1º dia – 01/12/12 – São Paulo – Lima Embarcamos no dia primeiro de dezembro de manhã e por volta da hora do almoço já estávamos em Lima. Tudo tranquilo no voo. Do aeroporto pegamos um taxi até o hostel, no qual já havíamos feito reserva apenas para a primeira noite. Escolhemos o Loki por indicação no mochileiros.com e pelas boas avaliações nos sites de reservas. O hostel era realmente muito bom e rolou uma festinha que não fomos por causa do cansaço... Optamos por ficar somente uma noite em Lima e seguir direto para Cusco já no dia seguinte, pois retornaríamos a Lima em um outro momento da viagem. Passamos o dia no bairro de Miraflores, caminhamos bastante por lá e estava tendo uma feira de fim de ano com artesanatos de todas as regiões do Peru. A noite fomos para a orla e caminhamos sem pressa por lá, um passeio muito agradável. Mais tarde fomos a um ótimo restaurante, chamado Brujas de Cachiche (http://www.brujasdecachiche.com.pe/), um dos melhores de toda a viagem. Foi um pouco caro para o orçamento que estávamos prevendo, mas comemos lá mesmo assim e não nos arrependemos. Depois, estávamos meio perdidas para voltar para o hostel, mas perguntamos para uma pessoa na rua e vimos que estávamos a apenas algumas quadras de lá. O quarto que ficamos era para quatro pessoas e com um banheiro privativo, achamos bem justo pelos U$14,00 que pagamos. 2ºdia – 02/12/12 – Lima – Cusco Acordamos no domingo e fomos comprar a passagem para Cusco. No sábado já havíamos pesquisado alguns preços, tanto de ônibus quanto de avião, mas para economizar optamos pelo ônibus mesmo. O problema foi que a moça que vendia as passagens no próprio hostel não trabalhava de domingo e não havia nenhuma agência de turismo aberta. Começamos a ficar preocupadas, mas perguntando em um hotel, soubemos de um shopping ali perto que tinha um stand de venda de passagens. Compramos pela Cruz Del Sur, uma das melhores empresas durante a viagem. O ônibus saía no fim da tarde, então ficamos curtindo mais um pouco o bairro. Almoçamos em uma rua para pedestres perto do parque Kennedy, aonde tinham vários restaurantes com menus a preços bem acessíveis. Check-out do hostel, mochila nas costas e tomamos um taxi até a Cruz Del Sur. Vale notar que nem toda cidade tem um terminal de ônibus, então você tem que se dirigir diretamente para a empresa que você comprou o bilhete. Embarcamos no ônibus e tudo bem, estávamos na primeira das muitas estradas que pegaríamos ao longo do mochilão! E que começo! Mais de 20 horas dentro do busão, com direito a curvas e mais curvas pelos Andes! Resultado: enjoo. Mas no final acabamos conhecendo uma americana muito simpática que me deu um chiclete para enjoo que melhorou um pouco a minha condição. Mas no final, a única solução foi mesmo fechar os olhos e tentar dormir... Ainda bem que tenho bastante facilidade para dormir em ônibus... hehehe Já ia me esquecendo de citar que o ônibus tinha 2 andares. No de baixo, os bancos eram maiores e mais confortáveis e no de cima, eram aqueles bancos comuns de ônibus semi-leito do Brasil. Compramos os mais confortáveis e não me arrependo em nada deste investimento! Hehehe Na tarifa estava incluso o jantar e o café da manhã, que foram até que bons, não sei direito o que estávamos esperando naquele momento! O mais engraçado foi quando a busmoça chamou a todos para participar do bingo. Sim, B-I-N-G-O!!! No qual o prêmio era uma passagem de volta para Lima, acho! Hahaha 3º dia – 03/12/12 – Cusco Já passava da hora do almoço quando chegamos em Cusco. Estávamos famintas e não tínhamos reserva em nenhum hostel. Foi aí que caímos na conversa de um “funcionário” da Cruz Del Sur. Na verdade, o Gualberto é um taxista que trabalha no terminal da empresa de ônibus. Como não tínhamos muita ideia do que fazer, aceitamos ir com ele de taxi até um hotel que ele disse ser bom e a um preço acessível. O hotel era OK, mas tivemos alguns problemas com a água do chuveiro, que não esquentava... Tínhamos que ficar indo na recepção pra reclamar... Acho que eles desligavam o aquecedor para economizar energia. Mas tudo bem... Depois de largar as coisas no hotel, fomos almoçar e estávamos morrendo de fome. Como já começamos a sentir os efeitos da altitude, o Gualberto nos aconselhou a comer algo leve, para não ter problemas de indigestão. Tomei uma sopa de legumes, que foi muito boa para esquentar, pois estava mais frio do que imaginávamos. Depois de almoçar, voltamos para o hotel, pois havíamos combinado com o Gualberto de ver uns passeios que ele intermediava. Acabamos fechando os passeios do Vale Sagrado, city tour em Cusco, um transporte privado de Cusco até Moray e as Salineiras (roteiro fora dos circuitos comuns) e depois até Ollantaytambo, entrada e ônibus para Machu Picchu, hotel em Águas Calientes (os tickets de trem a gente já tinha comprado no Brasil). O preço passado por ele estava compatível com o que tínhamos cotado em outros dois lugares antes de voltar pro hotel, então acabamos fechando com ele mesmo, não sem antes pedir um desconto, é claro... No começo até ficamos um pouco incomodadas com a prontidão dele em nos atender e tudo mais, mas depois, vimos que no geral todos são assim. Pra gente deu tudo certo, mas teve umas pessoas que vimos nos tours dos outros dias que meio que haviam sido enganadas pelas agências/Gualbertos da vida (não explicaram, por exemplo, que no passeio do Vale Sagrado tem que comprar um ticket para entrar nos sítios arqueológicos, que custa 75 soles). Esfriou ainda mais a noite e começou a chover. Então só saímos para jantar e voltamos novamente para o hotel. 4ºdia – 04/12/12 – Cusco / Vale Sagrado Acordamos cedo para o passeio e fomos tomar café da manhã, que era bem farto e tinha um chá de coca que foi essencial para o frio e para a altitude. O passeio para o Vale Sagrado foi incrível. As paisagens estonteantes, cada lugar mais incrível que o outro. O guia era muito simpático, o Vladimir e na medida do possível falava inglês e espanhol. Visitamos alguns dos pontos aos quais o Boleto Turístico dava direito. Os que mais gostei foram Ollantaytambo e Chinchero. Este último é um vilarejo que produz artigos de tecelagem em lã de lhama, e teve uma breve explicação de como eles produzem a lã. Obviamente havia muitos produtos a venda e este era o objetivo de nos levarem lá, mas não deixou de ser interessante. É importante estar ciente de que estes passeios são muito comerciais, então o tempo todo eles vão te indicar para esta ou aquela loja, ou um certo restaurante, pois as agências ganham comissões com isso. Mas certamente considerei válido o passeio, já que seria difícil fazer por conta própria. Acho que grande parte da satisfação tem a ver com o guia, que era muito bom e atencioso, sempre respondendo às perguntas do pessoal e brincando com todos. Voltamos exaustas do passeio e passando um pouco mal por causa da altitude. Continuava chovendo em Cusco, então antes de voltar para o hotel já jantamos no caminho mesmo. Uma massa que estava deliciosa. Obs. Estou escrevendo o relato aos poucos, vou postando aqui quando puder!
  2. Gente, estou voltando aqui pra agradecer as dicas e pra mostrar a mochila que comprei! Depois de muito pesquisar, acabei comprando um Deuter Futura Vario 45+10 SL. É um modelo feminino, um dos mais versáteis da Deuter, já vem com capa de chuva e tem um ziper na frente dela que permite a visualização quase total de dentro da mochila. O costado tem um sistema que permite uma maior ventilação e tem regulagem de altura. Para as mochileiras, apesar de ainda não ter usado a minha mochila, só de provar nas costas em uma loja, deu pra sentir a diferença entre os modelos masculinos e os femininos. Pelo menos pra mim, o modelo feminino ficou muito melhor nos ombros do que o tradicional. Para pesquisar os modelos, fui na Decathlon e na loja Mundo Terra. Não sei se foi um pouco de azar, mas na Decathlon o pessoal de vendas não parecia entender muito do assunto, ao contrário da Mundo Terra, que os vendedores me pareceram muito capacitados e explicaram bem a diferença entre os modelos das mochilas. Na hora da compra, até queria comprar na Mundo Terra, na unidade Higienópolis, mesmo sendo um pouco mais caro que pela internet, já que eu gostei muito do atendimento de lá. Mas a mochila que eu queria só tinha em Moema, então acabei comprando pela internet mesmo... No site deles, que foi o local mais barato que encontrei, ainda tem um pouquinho mais de desconto para pagamento em boleto bancário. A entrega pra cidade de São Paulo é grátis e assim que paguei, recebi um e-mail de confirmação e ainda me ligaram da loja para avisar que não tinha a cor de uma toalha que eu tinha comprado. Muito atenciosos. O prazo era de 6 dias úteis, mas depois do pagamento, demorou apenas 2 dias pra entregarem. Não consegui inserir uma foto da mochila, então, segue o link dela na loja que eu comprei! http://www.mundoterra.com.br/mochilas-e-cia/mochilas-cargueiras/mochila-cargueira-futura-45mais10-sl-vario-vml_deuter.html Até mais, galera!
  3. E ai, galera! Altas dicas no forum! Estou com uma dúvida de principiante... Pretendo começar o passeio por Uyuni e terminar em S. Pedro de Atacama. Mas minha dúvida é com relação à mochila. Tem espaço no carro? Como funciona caso todos os passageiros queiram transportar uma bagagem um pouco maior? É sussa? Com relação às refeições, obviamente não espero um banquete, mas o que me preocupa são as condições de higiene dos alimentos, vi que muita gente passa mal por conta de água contaminada ou comida estragada mesmo em diversos lugares da América do Sul... Alguém já teve problemas mais sérios durante este passeio por conta da comida/bebida? É mesmo necessário levar água para todo o passeio? Obrigada!
  4. Ótimo relato! Paula, vc acha que o problema que você teve na trilha do Cañon del Colca foi mais pela altitude ou porque foi mto intenso fazer em 2 dias? Ainda estou em dúvida se faço a trilha de 2 ou a de 3 dias... Lendo o relato de outras pessoas não entendi bem se neste passeio do cañon já tem tudo incluso (refeições e bebidas) porque vi que em alguns vilarejos vendem água a um preço bem mais alto do que na cidade, por exemplo. Então queria saber se além do preço do passeio devo contabilizar muito a mais para alimentação e bebidas... Obrigada desde já!
  5. jessi_

    Arequipa

    Gente, alguém saberia dizer se é possível fazer o passeio ao Cañon del Colca no período do natal? Estarei em Arequipa provavelmente de 24/12 a 27/12 e estou em dúvida se planejo mais dias nesta cidade por conta do período de festas... E uma outra dúvida é com relação a hospedagem. Será que é muito arriscado procurar hospedagem no dia 24/12? O meu roteiro está fechado, mas sempre ocorrem imprevistos e talvez haja mudanças de cronograma, por isso não queria fazer reservas antes... Valeu!
  6. Olha eu de novo por aqui! Não sei se isso já foi postado por alguém, mas acabei descobrindo só agora... No site da Deuter dos Estados Unidos, quando vc entra em um determinado modelo da marca, é possível observar quais são os tipos de usos para a mochila, medidos em porcentagem. Achei bem bacana, para quem interessar, seguem alguns modelos... http://www.deuter.com/en_US/backpack-details.php?category=131&artnr=35129&title=Traveller%2055%20%2B%2010%20SL#tab2 http://www.deuter.com/en_US/backpack-details.php?category=131&artnr=33740&title=ACT%20Lite%2045%20%2B%2010%20SL Se não entrar direto nas barrinhas com porcentagens de usos, tem que clicar na aba "product explanation". Espero que seja útil para alguém!
  7. Gente, valeu pelas dicas! Eu ainda não tinha lido mais a fundo para qual tipo de viagem servia cada mochila, e realmente a linha Traveller me pareceu menos versátil do que a ACT Lite, por exemplo. Apesar da minha viagem deste ano ser bastante urbana, acho que com uma mochila que sirva para trilhas eu sairia ganhando, já que é mais fácil adaptá-la para o uso urbano (creio eu) do que o contrário, como uma Traveller, que é muito grandona e larga. E quem sabe, futuramente eu não precise de uma mochila de trilha né... Acho que agora vou focar na linha ACT Lite, da Deuter. Como disse o Xaliba, vale bastante a pena comprar fora este tipo de mochila... Vi uns preços pela Amazon mesmo e as Deuter estão custando uns U$180, muito mais barato que aqui... Vou ver se consigo provar uma deste modelo e quem sabe pedir pra alguém que esteja de viagem... hehe Assim que comprar eu posto aqui! E mais uma vez, obrigada a todos que se esforçam para manter este site funcionando, ele tem sido praticamente a ferramenta mais importante para o planejamento da minha viagem!
  8. Oi pessoal! Vou fazer um mochilão com duração de mais ou menos 3 meses agora no fim do ano e estou encontrando algumas dificuldades para escolher uma mochila adequada. Já usei uma mochila emprestada, da Quechua, mas não me adaptei muito bem. Acho que ela era muito grande para mim e as alças não caiam bem no meu ombro. Estava lendo aqui no forum que existem modelos específicos para o corpo feminino, então estou procurando apenas estes modelos, já que sou bem baixa, tenho 1,55 de altura. Hoje fui em uma loja e vi alguns modelos e além disso, estou pesquisando pela internet também... As que achei mais interessantes foram: 1. Deuter ACT Lite 35+10SL - R$ 535,90 http://www.camerum.com.br/app/p/1742/mochila-deuter-feminina-act-lite-35-10-sl Esta eu só vi pela internet, mas me pareceu bastante prática e funcional. O problema é que não sei se é muito pequena para uma viagem tão longa. 2. Deuter Traveller SL 55 + 10 L - R$ 798,90 http://www.camerum.com.br/app/p/1491/mochila-cargueira-feminina-deuter-traveller-sl-55-10-lts Esta eu experimentei na loja. Achei excelente (só o que não é excelente é o preço...haha), tem várias repartições e ainda a mochila de ataque. Mas achei este modelo um pouco gorducho, sei lá... Um pouco diferente das outras mochilas... E pelo que a vendedora me disse, já não seria adequado para uma trilha, por exemplo. O ponto é que seria uma mochila eterna, mas queria saber pela experiência de quem conhece este tipo de equipamento, se ela seria versátil o suficiente para diferentes tipos de viagem. 3. Curtlo Feminina Mountaineer 40 + 5 Lts. - MOC 058 LF - R$ 448,90 http://www.camerum.com.br/app/p/3229/mochila-cargueira-curtlo-feminina-mountaineer-40-5-lts-moc-058-lf Achei bastante interessante também, apesar de só ter visto as fotos no site. Fico em dúvida com relação à praticidade, já que um outro modelo da Curtlo que vi na loja não possuia um acesso tão fácil à bagagem quanto a da Deuter. O ponto é... será que vale a pena investir tanto dinheiro em uma única mochila? Porque pelo que pude ver, existem modelos mais adequados para isso ou aquilo... Então, o que compensaria mais, comprar uma mochila intermediária agora e, dependendo do estilo de uma viagem futura, comprar outra. Ou comprar uma mochila ultra master e ter apenas ela? Com relação às marcas, andei pesquisando basicamente Curtlo e Deuter, que são bem carinhas. Existe alguma marca mais em conta e que tenha qualidade similar a estas duas? E mais uma coisa, este site que coloquei aqui, o "camerum", é confiável? Alguém que já comprou nele teve algum tipo de problema com entregas ou prazos? Obrigada!
  9. Depois de algumas voltas, estou fechando o meu roteiro... A aventura pela Amazônia fica pra outra vez, acho... Vou postar uma planilha inicial de como está o meu planejamento e roteiro... Já pesquisei alguns valores para deslocamentos, mas preciso ter mais certeza pra colocá-los na planilha. Caso alguém já tenha passado por esses lugares e quiser dar alguma dica, à vontade! As cidades que estão em amarelo eu não tenho certeza se continuarão. O tempo de permanência em cada uma ainda é questionável, procurei dar um período justo pra cada uma, sem ir devagar demais, mas sem ser corrido a ponto de não dar pra conhecer o que estiver na região. Algumas cidades estão com mais dias contando já os passeios nas proximidades. (Ex. Cusco e San Pedro de Atacama) Bom, por enquanto o andamento é esse... Agora o foco serão os lugares a conhecer em cada cidade, os custos e tb hotéis e albergues habitáveis e a um bom preço! hehe Com a consolidação das informações, vou postando aqui o progresso, pra quem tb estiver no mesmo barco que eu! =) Roteiro.xls
  10. felipezig, Muito legal a sua viagem! Fotos incríveis! Estou me planejando para ir pra Machu Picchu tb! Vc sabe se é possível comprar as entradas ou pelo menos reservar tudo quando chegar lá? Não sei se entendi certo, mas vc já saiu do Brasil com os ingressos comprados pra Machu Picchu? E obrigada pelas dicas!
  11. Paulinho, Muito boa a sua planilha! Também vi a que vc fez para Argentina e Uruguai! Bom para quem está começando a pesquisar! =) Os valores dessas planilhas são para duas pessoas? Obrigada!
  12. Robson, muito obrigada pelas dicas! Estive meio sem tempo nas últimas semanas, mas já dei uma olhadinha no seu blog! Com certeza servirá de inspiração para o meu roteiro! Estive pesquisando um pouco sobre a continuação do meu roteiro, fiquei sabendo sobre trajetos que passam pela amazônia peruana, com passeios de barco. Alguém teria mais informações? Li nos tópicos que teria que ir até Iquitos e de lá pegar o barco para Manaus, que levaria uns 6 dias... Será que é tranquilo fazer este trajeto, no sentido de segurança mesmo? Estarei sozinha ou na melhor das hipóteses acompanhada por uma amiga, então queria saber quais são as condições da região para mulheres viajando sozinhas... Então, com as mudanças, provavelmente meu roteiro ficaria: São Paulo Porto Alegre Punta del Este Montevideo Colonia del Sacramento Buenos Aires Cordoba Mendoza Santiago La Serena Antofagasta San Pedro de Atacama Uyuni Potosi Cochabamba La Paz Arequipa Cusco Lima Huaraz Pucallpa Iquitos Leticia Manaus São Paulo Talvez tenha que reduzir o número de cidades, porque senão ficaria muito corrido visitar todas elas... Pelas minhas contas, com estadias entre 2 e 5 dias em cada uma, meu roteiro está com 82 dias. Sem contar deslocamentos, que seriam feitos preferencialmente durante a noite, mas que no final, sei que adicionariam alguns dias ao total da viagem. Queria saber de quem já tem mais experiência, se não estou cometendo erros de logística, porque ainda não pesquisei a fundo os meios de transportes entre as cidades, vi apenas brevemente no mapa a distância entre as cidades. Com relação ao número de dias em cada cidade, reservei 5 dias para as capitais ou cidades maiores, como Porto Alegre, Santiago e La Paz. Eu consideraria aumentar o número de dias nessas cidades e deixar de lado cidades como Antofagasta ou Arequipa, porém com a consequencia de aumentar o tempo de deslocamento entre um destino e outro. A minha dúvida seria mesmo quais destas cidades deixar de visitar... a breve pesquisa que fiz sobre elas me fez achar que eram interessantes... Alguem teria dicas ou comentários sobre as cidades do meu roteiro? Além disso, continuarei pesquisando sobre elas... afinal, devo chegar a uma conclusão alguma hora! haha Bom, apesar do andamento lento do planejamento, está progredindo... Obrigada pela ajuda de todos! E se tudo der certo, postarei aqui tanto o resultado do meu planejamento quanto o relato da viagem! =)
  13. Consegui tirar o meu visto esta semana! Eu moro em São Paulo, aqui foi super rápido pra agendar tanto no consulado como no Centro de Atendimento. Se não me engano, depois que compensou o pagamento da taxa (leva 2 dias úteis), já tinha horário pro dia seguinte no Centro de Atendimento, que funciona inclusive aos domingos. Eu tinha ficado em dúvida com relação à foto, que no site dizia que era pra levar... mas não precisou. A foto é tirada na primeira vez que vc vai no posto do consulado, pra colher as digitais. Muito importante: não esquecer de imprimir a confirmação do preenchimento do formulário e o comprovante de agendamento!!!! Tem umas pessoas que ficam fora do prédio oferecendo internet e impressão, eu não cheguei a ver o preço, mas devem cobrar bem caro, já que na hora do aperto as pessoas pagam mesmo... No Centro de Atendimento não precisa levar outros documentos além do passaporte. Lá eles pegam as digitais e tiram a foto que será usada no visto. Pra quem mora em SP, dá pra chegar no Consulado de trem, numa boa! A estação Morumbi é bem próxima de lá e os trens não estavam cheios. Na entrevista, foi tudo tranquilo. Cheguei às 7:30, meu horário era às 8:00. Eles vão formando as filas conforme o horário de agendamento. Depois que conferem o seu passaporte e o comprovante de preenchimento do formulário, vc fica esperando pra entrar de fato no consulado. Acho que podem entrar umas 4 ou 5 pessoas por vez na sala do raio X e vc tem que tirar o casaco e colocar tudo o que tiver na mão dentro da bolsa ou pasta. Pra quem não tiver ninguém pra deixar objetos como celular, mp3, essas coisas, tem uns guarda-volumes na frente do consulado. Cobram 5 reais e no que eu deixei as coisas (era tipo uma papelaria com banca de jornal), o pagamento era na saída. Depois de entrar, fica uma situação meio conturbada pq vão chamando as senhas pra ir pra fila da entrevista, mas não fica na ordem de entrada, foi meio aleatório qdo eu fui. Então, tem que ficar atento... e ainda por cima tinha uma moça gritando toda hora que tinha pão de queijo fresquinho na lanchonete do consulado... hahah Depois dessa fila, vão te indicar qual guiche vc fará a entrevista. No meu caso, foi uma moça mto educada que me atendeu, fez as seguintes perguntas: 1- Qual o motivo da viagem 2- Pra onde vc quer ir 3- Com quem vc vai 4- O que vc faz da vida 5- Quem vai pagar a sua viagem Respondi tudo isso e depois, para o meu alívio, ela disse: O seu visto foi liberado. Boa viagem! =D Ela não pediu nenhum documento! E pelo que observei das pessoas que estavam na minha frente, não vi nenhum entrevistador pedir documento pra ninguem tb! E foi isso! Boa sorte pra quem for tirar o visto!
  14. Oi pessoal! Estou tentando montar um roteiro - quem quiser dar pitaco, criei um tópico: ajuda-com-roteiro-nov-2012-a-jan-2013-t72145.html - agora estou procurando cidades que fiquem entre Santiago e S. Pedro do Atacama... Achei o tempo de viagem muito longo, então pensei de conhecer algumas cidades no caminho.... Será que vale a pena? Andei lendo umas coisas sobre La Serena, mas além disso, não encontrei dicas sobre outros lugares... Não queria ter que viajar mais do que 8 horas seguidas de ônibus, então, por que não conhecer umas cidades um pouco fora do comum né? Alguem já fez isso? E outra pergunta é: a partir de S. Pedro do Atacama eu conseguiria fechar um passeio que me deixasse na Bolívia, passando pelo Salar de Uyuni? Valeu!
  15. Olá a todos! Estou planejando uma viagem com duração entre 60 e 90 dias, acontecendo de novembro de 2012 a janeiro de 2013. Tenho uma ideia inicial de roteiro, que por enquanto está assim: BRASIL --> São Paulo - Porto Alegre URUGUAI --> Punta del Este - Montevideo - Colonia de Sacramento ARGENTINA --> Buenos Aires - Córdoba - Mendoza CHILE --> Santiago - San Pedro do Atacama BOLÍVIA PERU EQUADOR COLÔMBIA A partir da Bolívia ainda não estudei direito as cidades que seriam interessantes conhecer. Pelo que andei lendo por aqui, poderia ser Potosí, Sucre, Cochabamba e La Paz... Quais são as cidades mais interessantes? Com relação ao Peru, tenho receio da época do ano... vi que pode chover muito entre dezembro e janeiro, mas será que o clima inviabiliza visitas a Machu Picchu e outras cidades? Equador e Colômbia eu ainda estou em dúvida se colocarei ou não no roteiro. Alguém tem dicas ou sugestões do que é mais legal conhecer nesses países? Confesso que ainda não cheguei nesses países no forum, mas juro que pesquisarei! Estou montando uma planilha para esquematizar o roteiro, e até agora estou cotando informações de rotas de ônibus, preços, horários, etc. Para Uruguai e Argentina não tive problemas, existem até sites de reserva pela internet. Agora, para os outros, alguem teria indicação de algum site para começar a pesquisa? Ou dicas de deslocamento entre as cidades... Outra dúvida é com relação à passagem de volta... o que pode alterar bastante o meu roteiro... Pesquisando no site da Decolar, por exemplo, vi que as tarifas para um vôo somente de ida de Lima para São Paulo são quase o mesmo preço (diferença de uns U$20,00) que a passagem de ida e volta... Então, seria o caso de pensar em fazer um roteiro que eu fosse para o norte e depois para o sul, retornando depois ao local de partida, tipo um 8? Alguém já fez isso? E por último... Qual o tempo ideal para cada cidade? Havia pensado uma média de 4 dias para as cidades maiores e para as menores, como Colônia, no Uruguai, somente um ou dois dias, só de passagem mesmo. Será que devo considerar mais dias em cada lugar, para não ficar muito apertado? Obrigada desde já!
×
×
  • Criar Novo...