Ir para conteúdo

arrsouza

Membros
  • Total de itens

    40
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Outras informações

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Abaixo segue nosso relato de nossa viagem de 2015 em relação a altitude: Estivemos viajando com as crianças em janeiro/2015 nas grandes altitude do Peru e Bolívia. Fizemos uma boa aclimatação e não tivemos nenhum inconveniente. O segredo é depois dos 2500m ir aumentando 500 metros de altitude por dia. Assim seu organismo vai se acostumando. Aproveite as belezas do noroeste Argentino para se adaptar a altitude, aumentando 500m por dia, antes de entrar na Bolívia e Peru. O planejamento desta viagem foi mais complexo que das outras. Tínhamos grandes desafios: criar um roteiro que permitisse uma boa aclimatação a altitude, descobrir toda a documentação necessária, contratar os seguros necessários para o carro e descobrir qual a melhor rota, evitando assim estradas ruins. Em relação a altitude, nosso plano de aclimatação funcionou muito bem. Nossa maior preocupação era em relação as crianças. O Felipe está agora com 4 anos e a Isabela com 1 ano e 3 meses. Nosso plano de aclimatação ficou assim: Dia 3: Maimará/ARG – altitude: 2390m Dia 4: Humahuaca/ARG – altitude: 3012m Dia 5: Villazón/BOL – altitude: 3407m Dia 6: Potosí/BOL – altitude: 3967m Dia 7: La Paz/BOL – altitude: 3640m Desta forma fomos aumentando a altitude aos poucos. Funcionou muito bem. As crianças não apresentaram nenhum comportamento diferente que indicasse que estavam com dificuldades de aclimatação. Eu (Alexandre) e a Rosângela tivemos maior dificuldade em Humahuaca. A Rosângela apresentou um pouco de taquicardia, tonturas e dor de cabeça. Eu tive um pouco de dor de cabeça. Mas os sintomas não foram muito fortes e conseguimos superá-los sem maiores dificuldades. Já em Potosi, que era nossa maior preocupação, estávamos bem aclimatados. Não chegamos nem a tomar o famoso chá de coca para ajudar no processo de aclimatação. A Rosângela tomou Paracetamol algumas vezes para amenizar as dores de cabeça.
  2. Nossa viagem de janeiro de 2015 durou 35 dias, quando percorremos 10.300km pela Bolívia, Peru, Chile, Argentina e Uruguai. Todo o percurso foi registrado através de um GPS. Disponibilizamos no link abaixo o download do arquivo de log, o qual pode ser aberto no Google Earth, Garmin Mapsource (Windows) ou Garmin BaseCamp (Mac). https://www.dropbox.com/s/79y22arn2n8otjr/log%20GPS%20viagem%202015.gpx?dl=0 - 15Mb Clique no link abaixo para fazer o download do roteiro em arquivo Excel: https://www.dropbox.com/s/55vr5bcrvz85b4p/Roteiro%20F%C3%A9rias%202015%20%28rev%208%29.xls?dl=0 - 53KB Os dias 3, 4 e 5 (Maimará/ARG, Humahuaca/ARG, Villazón/BOL) foram planejados para adaptação a altitude (2390m, 3012m e 3407m, respectivamente). Como boa parte do roteiro na Bolívia e Peru foi feito em altitudes superiores aos 3000m, uma boa aclimatação para nós e as crianças foi essencial para o sucesso da viagem. Nosso plano funcionou muito bem e sofremos muito pouco com as grandes altitudes do roteiro. Ficamos pouco tempo em Copacabana. Valeria a pena ter ficado 2 dias, reservando um inteiro para o passeio a Ilha do Sol. O passeio de 1/2 dia não vale a pena, pois ficamos apenas 15 minutos na ilha. Em Cusco seria interessante uns 2 dias a mais para poder visitar com mais calma a cidade e seus sítios arqueológicos. Em Pisac, por exemplo, valeria a pena ficar ao menos uma tarde ou manhã inteira. Este sítio arqueológico é fantástico e vale a pena explorá-lo com calma. Depois de Machu Picchu, este é o sítio que mais nos impressionou! O trecho de 722km entre Ollantaytambo/PER (ou Cusco) a Nasca/PER é muito complicado para ser feito em apenas um dia. Levamos 15h e 40 min para percorrer este percurso, sem fazermos muitas paradas. Boa parte do tempo se passa serpenteando montanhas e a velocidade média é bem baixa. Em alguns pontos da estrada as altitudes são superiores aos 4500m, onde chegou até a nevar. Pode-se pernoitar em Chalhuanca ou Puquio. Os trechos que possuem mais curvas são as chegadas em Abancay, Puquio e Nasca. Próximo a Abancay, se desce dos 4000m aos 2411m. Na chegada de Puquio, se vai dos 4540m aos 3200m. A maior descida é a chegada a Nasca, que inicia por volta dos 4150m e chega-se na cidade aos 630m. Esta última descida parece que não vai acabar nunca, e acabamos fazendo à noite. Em Arequipa não chegamos a fazer o tour de 2 dias pelo Cañon del Colca. Pelos relatos que lemos, os viajantes o consideram um dos lugares mais belos do Peru. Para quem gosta de praias, vale a pena reservar um tempo em Arica, Iquique e La Sereña. Apesar das águas geladas do Oceano Pacífico, a beleza das paisagens compensam a visita.
  3. Já realizamos 6 longas viagens de carro pela América do Sul, totalizando mais de 52 mil quilômetros rodados e 154 dias. Vamos relatar abaixo nossa experiência abastecendo o carro (gasolina) na Argentina, Chile, Peru, Bolívia e Uruguai. O Chile possui um bom número de postos de combustíveis em suas cidades e rodovias. A maioria deles possui uma infraestrutura em bom estado. Por todo o país não ha dificuldade em pagar o combustível com cartões de crédito, mesmo que seja com chip. A Argentina e Uruguai também possuem um bom número de postos de combustíveis. No entanto, principalmente nas rodovias, os postos estão em mau estado de conservação e há uma grande dificuldade de pagamento com cartões de crédito (ainda mais se for com chip). Nos postos da Argentina, filas para abastecer são comuns. Atualmente (ano de 2015) as filas estão bem menores. Nas viagens que fizemos em 2011 e 2012 havia uma crise de combustíveis em boa parte do país. Era muito comum encontrar postos em que não havia combustível e, nos que haviam, as filas eram enormes. Chegamos a ficar mais de uma hora em filas para abastecer. Em nossas viagens de 2014 e 2015 não chegamos a encontrar postos com falta de combustível, mas, em compensação, os preços estão muito mais altos que no Brasil. Em janeiro de 2012 o preço médio da gasolina (nafta super – grado 2) custava R$ 2,12. Atualmente (janeiro/2015) está custando R$4,02, quase o dobro. O Peru possuiu um bom número de postos de combustível. A aceitação de cartões de crédito, mesmo com chip, é tão boa quanto no Brasil ou Chile. O estado dos postos que varia muito e é comum encontrar muitos em condições bem precárias. Abastecer na Bolívia é um problema. Em nossa viagem em janeiro de 2015 não tivemos dificuldades em abastecer no caminho entre Villazón-Potosí-Oruro-La Paz. No entanto, no trecho entre La Paz e Copacabana, nenhum posto quis nos vender gasolina. Devido a uma regulamentação do governo da Bolívia, o preço do combustível para estrangeiros é diferente do cobrado aos bolivianos. O preço para estrangeiros é de 8,68 bolivianos (R$3,37) o litro, enquanto que para os bolivianos custa 3,74 bolivianos (R$1,45). E para vender combustível para os estrangeiros é preciso de um recibo, que a maioria dos postos não têm. Acabamos tendo que abastecer em uma mercearia (tienda) à beira da estrada. O dono do estabelecimento nos vendeu 30 litros ao custo de 8 bolivianos cada (cerca de R$3,11). Assim que começamos a abastecer, apareceram vários outros estrangeiros a procura de gasolina. Para descobrir quais mercearias vendem combustível, basta prestar atenção se existem tunéis de combustível na frente do estabelecimento ou garrafas de óleo de motor. Acreditamos que este tipo de comércio seja proibido, por isso os comerciantes não colocam placas indicativas. Outra forma é ir parando e perguntando às pessoas onde pode-se comprar combustível. Nossa dica na Bolívia é abastecer sempre que o tanque chegar na metade, evitando assim maiores problemas.
  4. Aqui vai uma dica de como economizar dinheiro em viagens para a Argentina. Geralmente fazemos saques diretamente nos caixas eletrônicos desse país. No entanto, atualmente, a cotação oficial está totalmente distorcida e não vale a pena fazer mais isso (ou mesmo usar o cartão de crédito ou débito). Em janeiro/2015 fizemos câmbio na fronteira São Borja/RS/Brasil-São Tomé (Argentina). Trocamos Reais por Pesos Argentinos. Na cotação oficial era R$1,00 para AR$3,10. Conseguimos R$1,00 para AR$4,00. Não usamos uma casa de câmbio, trocamos diretamente com um brasileiro indicado por um posto de combustíveis. Ouvimos relatos de pagarem até mesmo AR$4,70 em outras fronteiras. Fizemos um saque em caixa eletrônico através do cartão da conta corrente do Itaú. A cotação foi de R$1,00 para AR$2,93. Em compras no cartão de crédito do Itaúcard (operação de crédito) a cotação foi de R$1,00 para AR$3,17. Escolhendo bem a operação, isto pode significar uma economia de até 27% nos gastos na Argentina! Acreditamos que a cotação não seja tão vantajosa em casas de câmbio oficiais. Portanto, provavelmente, seja necessário procurar alguém que faça isto informalmente. Sugerimos que a troca seja feita na fronteira, onde este tipo de operação é sempre muito comum. Talvez em cidades que não sejam fronteira com a Argentina a cotação não seja tão boa. Levar dólares vai te obrigar a ter que fazer câmbio 2 vezes (Reais->Dólares->Pesos Argentinos). Geralmente isto não é muito vantajoso. Em Buenos Aires é possível fazer câmbio de Reais para Pesos Argentinos facilmente, no entanto não sabemos a cotação atual por lá. CUIDADO: devido a crise na Argentina, há uma inundação de notas falsas por lá. Máximo de atenção com os taxistas de Buenos Aires, pois são famosos por distribuir notas falsas. Utilizar cartão de débito ou crédito, além do câmbio utilizado ser o oficial, será necessário pagar a IOF de 6,38%. No caso de saques em caixas eletrônicos também são cobrados mais uns R$9,00 por operação.
  5. Boa noite Salese Perdoe-nos o atraso na resposta. Estávamos viajando pela Argentina. Nestas viagens faz falta um carro alto e 4x4. Nesta viagem especificamente deixamos de conhecer alguns locais próximo a Antofagasta de la Sierra por não termos um veículo 4x4. Abraços Alexandre e Rosângela
  6. Boa tarde Marcelo Obrigado pela visita ao Blog. Temos um Prisma 1.4 2007. Em alguns trechos, como por exemplo no paso Jama, o motor 1.0 vai dificultar um pouco nas subidas. Nada que inviabilize a travessia. Pode ir sem problemas. O carro deve estar bem revisado. Grande abraço Alexandre e Rosângela Viajando de Carro - Liberdade para conhecer novos lugares http://viajandodecarro.wordpress.com/
  7. Boa tarde Eder Não sabemos os horários de ônibus. Mande um email para o centro de informações turísticas de lá. Procure o endereço na internet. PS.: Você pode receber as novidades do site por email. Visite: http://viajandodecarro.wordpress.com/contato/novidades-do-site/'>http://viajandodecarro.wordpress.com/contato/novidades-do-site/ Abraços Alexandre e Rosângela Viajando de Carro - Liberdade para conhecer novos lugares http://viajandodecarro.wordpress.com/
  8. Olá Bruna A maior parte da Bolívia é segura, o problema é que a maioria das estradas são de terra e sem sinalização. Em nosso blog você poderá fazer o download do log de GPS de todo o trajeto que fizemos. Veja em http://viajandodecarro.wordpress.com/viagens/viagem-dez09-a-jan2010/nosso-roteiro/'>http://viajandodecarro.wordpress.com/viagens/viagem-dez09-a-jan2010/nosso-roteiro/ Você pode fazer também algumas pesquisas aqui no site. PS.: Você pode receber as novidades do site por email. Visite: http://viajandodecarro.wordpress.com/contato/novidades-do-site/'>http://viajandodecarro.wordpress.com/contato/novidades-do-site/ Abraços Alexandre e Rosângela Viajando de Carro - Liberdade para conhecer novos lugares http://viajandodecarro.wordpress.com/
  9. Boa tarde Sim, em São Pedro de Atacama você pode contratar um tour para conhecer as Lagunas Verde e Blanca e até mesmo uma "escalaminhada" no vulcão Lincanbur. Suponho que as Lagunas Altiplânicas (só vimos em fotos) no Chile sejam tão belas quanto e com maior número de tours. Grande abraço Alexandre e Rosângela
  10. Olá André O Paso San Francisco é imperdível. Nos descrevemos detalhamente o Paso San Francisdo e Antofagasta de La Sierra, com dicas de hospedagem e guias nos links abaixo: * 16º Dia – 03/01/2010 (Fiambalá a Antofagasta de La Sierra): http://viajandodecarro.wordpress.com/viagens/viagem-dez09-a-jan2010/diario-de-viagem/16%c2%ba-dia/'>http://viajandodecarro.wordpress.com/viagens/viagem-dez09-a-jan2010/diario-de-viagem/16%c2%ba-dia/ * 17º Dia – 04/01/2010 (Antofagasta de La Sierra): http://viajandodecarro.wordpress.com/viagens/viagem-dez09-a-jan2010/diario-de-viagem/17%c2%ba-dia/'>http://viajandodecarro.wordpress.com/viagens/viagem-dez09-a-jan2010/diario-de-viagem/17%c2%ba-dia/ * 18º Dia – 05/01/2010 (Antofagasta de La Sierra a Tafi Del Valle): http://viajandodecarro.wordpress.com/viagens/viagem-dez09-a-jan2010/diario-de-viagem/18%c2%ba-dia/'>http://viajandodecarro.wordpress.com/viagens/viagem-dez09-a-jan2010/diario-de-viagem/18%c2%ba-dia/ No link abaixo estão todas as nossas fotos publicadas sobre Antofagasta de La Sierra no flickr: http://www.flickr.com/photos/clicksra/sets/72157623668280282/detail/ Sobre o Paso San Francisco todas as dicas estão aqui: * 15º Dia – 02/01/2010 (Copiapó/Chile a Fiambalá/Argentina – Paso San Francisco): http://viajandodecarro.wordpress.com/viagens/viagem-dez09-a-jan2010/diario-de-viagem/15%c2%ba-dia/'>http://viajandodecarro.wordpress.com/viagens/viagem-dez09-a-jan2010/diario-de-viagem/15%c2%ba-dia/ Qualquer dúvida específica favor entrar em contato. Abraços Alexandre e Rosângela Viajando de Carro - Liberdade para conhecer novos lugares http://viajandodecarro.wordpress.com/
  11. Olá Eder! Desejamos a vocês uma ótima viagem. Não deixem de postar algumas fotos no retorno. Grande abraço Alexandre e Rosângela
  12. Obrigado rkoerich. No link abaixo você poderá ler o relato completo e todas as fotos da viagem. Vamos dar uma olhada agora em seus relatos. Temos interesse no futuro de fazer uma viagem a África! Abraços Alexandre e Rosângela
  13. Boa noite André Veja todas as dicas sobre estes trechos nos links abaixo: http://viajandodecarro.wordpress.com/viagens/viagem-dez09-a-jan2010/diario-de-viagem/16%c2%ba-dia/ http://viajandodecarro.wordpress.com/viagens/viagem-dez09-a-jan2010/diario-de-viagem/17%c2%ba-dia/ http://viajandodecarro.wordpress.com/viagens/viagem-dez09-a-jan2010/diario-de-viagem/18%c2%ba-dia/ Nestes 3 links estão as respostas a todas as suas perguntas acima. Qualquer outra dúvida estaremos a disposição. Abraços Alexandre e Rosângela
  14. Boa noite André Veja todas as dicas sobre estes trechos nos links abaixo: http://viajandodecarro.wordpress.com/viagens/viagem-dez09-a-jan2010/diario-de-viagem/16%c2%ba-dia/ http://viajandodecarro.wordpress.com/viagens/viagem-dez09-a-jan2010/diario-de-viagem/17%c2%ba-dia/ http://viajandodecarro.wordpress.com/viagens/viagem-dez09-a-jan2010/diario-de-viagem/18%c2%ba-dia/ Qualquer outra dúvida estaremos a disposição. Abraços Alexandre e Rosângela
×
×
  • Criar Novo...