Ir para conteúdo

rafahen

Membros
  • Total de itens

    64
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que rafahen postou

  1. Rapaz, eu fiz Cusco > Lima Lima > Ayacucho > Lima Lima > Tumbes Em Tumbes vc pega um táxi à fronteira do Equador, faz os trâmites, cruza a fronteira, pega outro táxi à cidade mais próxima que é de Huaquillas. A partir daí você tem ônibus pra outras partes do Equador... se você quer chegar a Bogotá, uma ideia é ir a Quito ou a Otavalo (cidades ainda no Equador) e daí pra Tulcán/Ipiales (fronteira), mais um táxizinho da fronteira pra rodoviária de Ipiales e então ônibus pra Bogotá As viagens são longas, por exe: Lima > Tumbes, e Ipiales > Bogotá são coisa de 22-24 horas Para qualquer planejamento no Peru, pode usar esse site - é bem confiável: https://www.redbus.pe/ Na Colômbia, este: http://www.bolivariano.com.co/rutas-y-destinos/bogot%C3%A1-cali-pasto-ipiales (apesar do nome, a empresa é colombiana) Dentro do Equador, eu passei quase 3 meses em vários lugares, então não sei te recomendar uma empresa pra um trajeto largo porque sempre fiz pequenas viagens lá dentro. Mas uma dica de ouro é: nunca cruze uma fronteira numa mesma viagem, as passagens saem muito mais caras. Pegue um bus até a fronteira, desça, passe para o outro país, pegue outro bus até a cidade de destino.
  2. Acho que na foto não ficou muito claro, está sobreposto, mas a partir de Bogotá foi avião Bogotá > Cidade do Panamá > Rio
  3. Só em passagem eu não cheguei a gastar 700 reais (ida), foi bem econômico... o restante das coisas vai depender do que você faz, do que come, de onde passeia, etc...
  4. Planejei essa viagem nos meus sonhos durante um bom tempo e um dia simplesmente aconteceu! Fiz toda a rota de ônibus, com exceção de um trecho na Bolívia feito por trem... e do Panamá voltei pro Brasil de avião. A ideia era chegar no Equador e passar mais tempo por lá. A rota está na imagem em anexo. Qualquer dúvida/informação... estamos aí!
  5. É só chegar na Praia dos Anjos em Arraial e terão vários passeios, são praticamente todos iguais, passam nos mesmos lugares e cobram o mesmo preço. E não tem erro de onde ir porque Arraial é bem pequeno, você chega a todo lado a pé e em todas as ruas tem alguém oferecendo passeio ou uma lojinha com fotos das praias e rotas dos barcos.
  6. Imagino que desagradável seria chamar a polícia ou tomar qualquer atitude cm respeito a esse monstro logo no começo de uma viagem tão esperada, mas já dizia um filósofo: "Para o triunfo do mal, basta que os bons não façam nada." Você pode escrever isso em outros meios de visibilidade, como o TripAdvisor, por exemplo
  7. Imaginei... eu não pretendia turistar na Bolívia e Peru não, só visitar qualquer coisa bem rápido pra não ter passado direto, mas faria isso na volta porque preciso chegar no Ecuador por volta do dia 20/janeiro. PS.: Samantha, onde você tirou essa foto?
  8. Quero ir ao Ecuador em Janeiro mas as passagens estão relativamente caras então pensei em ir pelo chão, que sai um pouco mais barato e me permite fazer um express pela Bolívia e Peru. O planejamento inicial ficou mais ou menos assim: Rio-Puerto Suarez (bus) R$ 342 Puerto Suarez - Puerto Quijaro (táxi) R$ 10 Puerto Quijaro - Santa Cruz (trem) R$ 86 Santa Cruz - La Paz (bus) R$ 60 La Paz - Lima (bus) R$ 154 Lima - Guayaquil (bus) R$ 210 A diferença de preço juntando tudo entre a passagem aérea é de uns R$ 500 O que gostaria de saber é de quem já fez alguns desses trajetos - se vale a pena? segurança? praticidade? Enfim, quaisquer dicas, sugestões são bem-vindas!
  9. Yeap Paraty e Ilha Grande já vão ser o suficiente, você não vai se arrepender!
  10. Valeu Edu, não deixe de conhecer mesmo! São lugares incríveis Primeiro parabens pelo relato! Gostei muito das fotos e pretendo em breve fazer um roteiro parecido. O único problema é convencer minha mãe de que não vou voltar com ebola... Sabes me dizer os valores aproximados dos traslados e entradas de parques visitados? Muito obrigado! Eu não guardei os arquivos de custos da viagem, mas... Table Mountais: http://www.tablemountain.net/ Aquarium Cape Town: http://www.aquarium.co.za/ Boulder Beach é uns R40 Trem pra Simon's Town custa R30 e é um passe turístico que você pode descer e subir quantas vezes quiser em qualquer estação durante um dia inteiro Sightseeing em Cape Town:http://www.citysightseeing.co.za/ Lion and Cheetah Park: http://www.lionparkzim.com/ Victoria Falls é uns U$ 30 eu acho Museu em Bulawayo fui de graça por cortesia de um funcionário de lá Museus em Maputo - todos grátis também O trem custa U$ 15 a "primeira classe" - uma cabine reservada com 2 ou 4 camas que você pode acabar compartilhando com desconhecidos Os translados internacionais de ônibus foram feitos pela Intercape Dentro de Moçambique são ônibus sem empresa certa e os preços variam
  11. Depende do que vc quer... se é diversão agito e talz vá a Buenos Aires mesmo! Se prefere mais paisagens, descanso, vinhos, passeios etc pense em outras como Mendoza, Mar del Plata, Córdoba...
  12. Você pode ir pela empresa Andorinha, tem uma rota Rio-Puerto Suarez (na Bolívia) da Bolívia pro Peru de ônibus você pode ir se locomovendo pelo trem da morte, dentro da Bolívia, ou de ônibus mesmo procura a empresa ORMEÑO
  13. Valeu Edu, não deixe de conhecer mesmo! São lugares incríveis
  14. Como assim, que papel é esse? Pro ano que vem pretendo fazer essa rota então é bom ir me informando...
  15. Duvido que a polícia brasileira não faça o mesmo... Não deu pra pegar nomes, fazer alguma denúncia?
  16. Todo 1º sábado do mês: Feira do Lavradio! OBRIGATÓRIO!
  17. Mais barato que isso? Acho que não... os preços entre BR-Ecuador são esses mesmo e começando a alta temporada a tendência é aumentar, se você tiver paciência pra viajar tanto tempo de ônibus e o dinheiro tá tão apertado, acho que é a solução.
  18. Incrível o relato Luciopmd Acabei de voltar daí também, mas fiz África do Sul, Zimbábue e Moçambique RELATO: 52 dias - África do Sul / Zimbábue / Moçambique Victoria Falls te deixa pequenininho pensando no que somos nesse mundo tão grande! Demais, demais
  19. Dá pra comprar no Civic Centre e funciona como um cartão de débito até então você pode tanto usar dinheiro como créditos de ônibus. Ele cobra por quilometragem, quanto mais distante a viagem mais caro será, mas é sempre bem barato. Os ônibus são super organizados e tem horário fiel pra passar. Mas não é em todo Cape Town mas funciona pra todos os lugares importantes Dá uma olhada aqui: http://myciti.org.za/en/routes/route-map-downloads/
  20. Assim terminou essa viagem fantástica que partiu meu coração na hora de voltar, cuja seguinte citação define bem o que aconteceu por lá...
  21. [t1]Moçambique - 32 dias[/t1] Essa foi a parte mais longa da viagem, em Moçambique, entre as cidades de Matola, Maputo e Xai-Xai. A experiência foi incrível, apesar de parecer ser o país mais humilde dos 3 que visitei, foi onde me senti mais seguro. Andei tranquilamente por vários lugares sozinho, pedindo informações, tomando transporte alternativo - sem nenhum problema. As pessoas são simpáticas, calorosas e não tem nenhuma cisma por perceber que você é turista. Sendo sul de Moçambique, apesar de falarem português, a língua original é o changana e, por isso, as crianças por onde quer que eu passasse gritavam: "mulungu" que quer dizer branco no dialeto deles. Tinha alguns amigos brasileiros por lá e fui ainda conhecendo muita gente bacana. Além disso passei um tempo fazendo trabalho voluntário como Testemunha de Jeová, por isso tantos dias lá. Foi um brainstorm incrível do tipo que todo mochileiro busca - ouvir, ver e aprender! Passei uma semana em Matola/Maputo, três semanas em Xai-Xai/Manjacaze/Nhatsembene Achei o custo de vida bastante caro em Moçambique. Corrupção lá sai pelos poros - policiais dão indícios o tempo todo de que irão aceitar suborno pra fazer algo por você, serviçoes públicos em geral são extremamente confusos. Isso vale inclusive pra migração onde, quando fui renovar meu visto, tentaram conseguir suborno e demorei 2 dias pra conseguir uma simples renovação da maneira correta e só porque pedi pra falar com os diretores do local e não com os funcionários de atendimento. Segundo me disseram em uns 3 meses apenas foram demitidas quase 20 pessoas por corrupção só na migração - coisa complicada. Em Maputo há museus de geologia, de história natural e de artes. Algumas galerias também e centros culturais com shows, teatro, restaurantes. Tem opções bastante razoáveis de coisas pra fazer durante a noite, sem problemas. Algumas fotos...
  22. [t1]Bulawayo / Victoria Falls / Johannesburgo - 6 dias[/t1] Os trens que fazem os trajetos Harare - Bulawayo - Victoria Falls são noturnos, então a ideia era pegar sempre a noite o trem e passar um dia meio bate-volta em cada lugar. Acabei confundindo o dia de saída do trem Harare-Bulawayo então pra não mexer no roteiro fiz logo essa parte de ônibus. Foi super tranquilo, saí de Harare à tarde e cheguei em Bulawayo à noite. Passei o dia seguinte em Bulawayo, uma cidadezinha bucólica, tranquila, pequena, com um estilo de interior europeu - aliás muitos brancos por lá. Tem um museu interessante (até grande pra uma cidadezinha assim). Parece que a cidade é mais antiga e foi mais importante que Harare e todos defendem que deveria ser a capital do país, mas por algum motivo é Harare. Tudo é muito próximo por lá, mas não lembro de ter visto transporte público e talz pra andar pela cidade. À noite peguei o trem para Victoria Falls. O trem é baratíssimo, a "1° classe" é 15 dólares/pessoa e corresponde a um quartinho com 2 ou quatro camas. Não é nenhum luxo, mas dá pra ir. Banheiro nem pensar (só para homens e olhe lá), se vc tem frescuras desista desse meio de transporte. O trem atrasa, a viagem durou umas 15 horas mas compensa por ser noturno (você pode dormir) e barato. Dica importante: À noite faz MUITO MUITO frio. De verdade quase tive uma hipotermia. No dia seguinte em VicFalls comprei cobertores pra volta. Eles emprestam cobertores no trem, mas não quis arriscar por questões higiênicas (hihi) mas depois me disseram que os cobertores são bem limpos que isso é uma coisa que eles cuidam muito bem. Em Victoria Falls passei só um dia, passeei de mochila por lá e à noite voltei pra Bulawayo. Se você quer apenas conhecer as cataratas funciona muito bem, mas há várias outras coisas pra fazer por lá que tomariam mais dias (Elephant walk, bungee-jump, rafting...). Além disso a estação e as cataratas são coladas então você faz tudo a pé. As cataratas são INCRÍVEIS - vistas e paisagens de te deixar calado apenas ouvindo o som daquela água toda correndo sem parar. Super recomendável se você vai à qualquer país ali por perto - tente mesmo ir a Victoria Falls, ainda que seja um dia valerá muitíssimo a pena!! Tem um restaurantezinho lá meio caro, é claro, já que não tem muitas opções, mas a comida é bem boa e vem muita quantidade. Após o passeio fui comprar os tais cobertores e voltei à estação já no fim da tarde pra pegar o trem de volta a Bulawayo. De volta a Bulawayo apenas passei mais uma vez o dia lá, relaxando um pouco e à noite embarquei de ônibus para Johannesburg. Em Johannesburg foi apenas um dia e meio, mais uma vez pra resolver coisas de visto para Moçambique, visitar uns amigos e dar uma volta express pela cidade. Não arrisquei sair sozinho pelo fato de, supostamente, ser uma das cidades mais violentas do mundo Algumas fotos...
×
×
  • Criar Novo...