Ir para conteúdo

Andre>->-O

Membros
  • Total de itens

    209
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

1 Neutra
  1. Na boa, Rodrigo, Acho perda de tempo e/ou dinheiro tentar fazer 3 parques num só dia. E mesmo se for tentar dois, teria de escolher bem quais. Eu fui duas vezes por lá (já tem tempo - em 98 e em 2000) e acho que a única dobradinha que fizemos foi Sea World com Hollywood, que eram os menores. Considere que em Agosto vc ainda deve pegar algumas filas loooongas e que os parques não só um aglomerado de brinquedos mas também de ambientações, pocket-shows, etc. pensados para entreter até quem vai para passar o dia todo. Epcot é muito grande. Mesmo que vc só dê um rolé pela parte inicia
  2. Ainda dá tempo de dar mais uma opinião? Eu fiquei 8 dias em Paris e o Mont Saint-Michel era o único day-trip que pretendia fazer (não dá pra contar Versailles como day-trip) e, chegando lá, eu abri mão. Inicialmente, minha ideia era dormir lá. Para pegar as mudanças de maré e para caminhar por lá à noite como a t-tresch e o Marcos falaram... E eu ainda iria pegar uma noite de lua cheia. Desisti dessa ideia ao ver os horários dos trens. Eles são muito limitados - o que fica ainda pior se vc pretender ir e voltar no mesmo dia. Não sei como seria um passeio contratado, mas indo por
  3. Andre>->-O

    Bruxelas

    Deusmelivre. A chegada lá é triste, passando por zonas de prostituição (um Red Light District definitivamente não-turístico),por áreas comerciais decadentes e terminando nessas estações. Mas a cidade é bacana. Gostei de caminhar pelos Parques (o do Cinquentenário é legal, um pequenininho atrás do Parlamento Europeu também, o bosque ao lado do Atomium...). Engraçado como são as opiniões: para mim, a Grand Place dá de dez a zero na Piazza San Marco. Em termos de praças não arborizadas, acho que é a mais bonita que vi na vida. Já o bonequinho mijão, aquilo deve ser gozação com os turi
  4. A princípio eu tinha imaginado que seria o preço. Além disso, em todo lugar que eu leio a sugestão de se ficar em Mestre, ao invés de em Veneza, sempre sugere o percurso de busão. E foi o que fiz lá, seguindo esses conselhos. Mas relendo o post do Russo145 eu vi que o preço do trecho de trem está a 1,20 Euros (entendi direito?). Não creio que a passagem de busão seja muito menor que isso e certamente não é mais rápida. Interessante. E agora fiquei sem entender pq as sugestões de se fazer de busão.
  5. Fiquei curioso, agora. Por que vc quer ir de trem de Mestre a Veneza (e não de busão), Rafael?
  6. Andre>->-O

    Bruxelas

    Slisb, A chegada, vindo de Amsterdam, me assustou um pouco e os arredores daquela Estação principal, tb. Parecia que eu estava na cidade baixa, em Salvador. E eu ainda fiquei num B&B numa travessa com uma população meio esquisita. Mas... O manager do B&B (que por fora era só um portão parecendo de garagem ou oficina, mas por dentro era todo estiloso) me assegurou que a vizinhança não tinha perigo (na chegada eu havia sido abordado por um pedinte drogado, que ouviu um não e foi embora em seguida), eu confiei e não tive problemas. Vale, claro, você ser precavida, não ficar ma
  7. Marco, É bem como o Marcos falou. Só não digo pra vc ir de trem de Milão até Veneza e deixar para iniciar a locação do carro a partir de lá, pq o carro pode ser de grande valia se algo te interessar nesse trecho (ex.: Lago de Como, Verona...). Mas se nada disso está no seu programa, considere a possibilidade e passeie um pouco de trem, tb. Se vc ficar em Veneza dois dias, vai ser o período equivalente sem uso do carro. Dependendo do valor das diárias e despesas associadas, pode ser até interessante vc alugar um carro em Milão, devolver em Mestre, andar por Veneza, alugar outro e se
  8. André, É difícil responder essa pergunta, pq depende do albergue e do site agregador. Ano passado eu fiz minhas reservas pelo Booking e não tive problemas. Mas tomei o seguinte cuidado: depois que recebi um e-mail do Booking informando a reserva eu enviei um pro albergue pedindo confirmação.
  9. Rapaz, achei lindas as fotos. No meio da leitura já tinha resolvido te perguntar se vc usou uma dessas câmeras comuns mesmo ou se uma semiprofissional pra cima. Mas vi no final qual foi o modelo. Acho triste que BsAs esteja neste estado. Eu estive lá duas vezes: na minha primeira viagem internacional, em 1996 - antes da crise, portanto -, e em 2008 - depois dela. A diferença era palpável. Na primeira vez, rapaz de interior e escaldado com a falta de segurança de nossas grandes cidades que sou, fiquei encantado ao casais sexagenários e famílias com crianças pequenas passeando tranquila
  10. Debizinha, Por curiosidade: qual a periodicidade desse shuttle? qual a duração da viagem? Onde ele para na cidade? Pergunto isso pq muita gente passa por aqui dizendo que vai ficar X horas esperando conexão no Fiumicino e querendo saber se dá tempo dar uma volta em Roma.
  11. Eu já acho 4 dias um pouco demais para Florença (a não ser em viagens sossegadas, sem tempo tão contado). Concordo com os 4 dias em Roma. Ou, se vc realmente quisesse dar uma espiada na outra, passar 3 dias em Roma e 1 em Florença, só para andar pelas ruas e atrações abertas, mesmo.
  12. Andre>->-O

    Amsterdam

    Ano passado fiz esse mesmo trajeto até Luxemburgo, só que de lá fui pra Paris. Quanto à Holanda: Três dias inteiros em Amsterdam dá pra ver muita coisa (sempre recomendo que as pessoas prestem atenção em quantos dias inteiros vão passar em cada lugar). Fiquei 4 ou 5 dias lá. Desses, tirei um pra ir a Delft e poderia ter tirado outro sem grande prejuízo. Quanto aos outros países: Fiquei 2 1/2 dias na Bélgica. Dediquei um a Bruxelas e outro a Ghent + Brugge. Claro que se tivesse mais um dia ou dois eu teria o que fazer, ou faria o que fiz com mais folga, mas saí satisfeito com o que
  13. Andre>->-O

    Amsterdam

    Acho apertado para 2 dias. A Casa de Anne Frank pode demorar bastante, principalmente pela fila (eu fiquei mais de uma hora nela). Entre o Museu Van Gogh e o Ryjks (ambos pertinho do Vondelpark), eu prefiro 10x o Ryjks, mas isso é pessoal. Mas como são próximos, dá pra fazer os dois fácil. Já a Biblioteca, se me lembro bem, é muito contramão. Como vc mesmo diz em outro post, o Museu do Sexo é meio pega-turista, mesmo. Tirando umas peças antigas esculpidas com situações eróticas (tipo cinzeiros, cerâmicas) e uns bonecos animados pra divertir (calma, eles só ficam mostrando "as partes")
  14. Andre>->-O

    Milão

    Em um dia dá pra vc explorar bem a atração principal (o Duomo), rodar pela Galeria Vittorio emmanuelle que fica bem ao lado, e até passear pelo Castelo Sfozesco. Fica complicado, mas não impossível, ver o afresco da Santa Ceia. E nem é pelo tempo, já que a visita só dura 15 minutos, mas pela concorrência para agendar prum dia específico.
  15. Andre>->-O

    Amsterdam

    Putz, Eu passei 20 dias na europa em junho deste ano, com amsterdam (+daytrip), Bruxelas (+daytrip p/Bruges e Ghent), Luxemburgo e terminando com 8 dias num apartamento alugado em Paris. Economizei mais que devia em algumas coisas e soltei o cartão em outras. No final, saiu tudo por cerca de 7, R$ 7.500 mesmo. Com 20.000 eu faço duas viagens bem confortáveis pra lá, talvez até três. Ou, tendo tempo, programando bem e mantendo o conforto no aceitável, rodo o continente quase todo.
×
×
  • Criar Novo...