Ir para conteúdo

paulorco

Membros de Honra
  • Total de itens

    1.161
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que paulorco postou

  1. Tenho um amigo que comprou pelo e-dreams e quando chegou ao aeroporto não conseguiu fazer check-in, a companha aérea disse que eles não haviam repassado o valor referente ao bilhete e ele precisou comprar uma passagem na hora para seguir viagem.
  2. Esclarecendo: não são só empresas de fora. A operação internacional da Latam fica no Terminal 3.
  3. Sobre esse papo de julgar os outros e achar que o diferente está errado só tenho a dizer que não adianta carregar um mochilão quando se é uma mala.
  4. Bom saber, obrigado ela resposta. Já usei TAP, mas a última vez foi em 2015 e não cobraram nada na época. Li algo falando que a TAP está desesperada pra aumentar a receita e, por isso, estão inventado taxa pra tudo agora.
  5. Não tenho certeza se é impossível de ir à noite mas, quando estive lá, disseram que não tem barcos mais tarde por conta das marés, porque quando a maré está baixa não tem como os barcos chegarem ao píer. Então tem essa questão natural envolvida e não se trata apenas de poder pagar o barco privado que, por sinal, é bem caro, coisa pra mais de mil reais.
  6. Já fiz conexão em Bogotá voltando do México, novembro passado, não teve imigração pois estava entre dois voos internacionais, saí de um avião, segui um corredor, passei pelo raio x e fui para o próximo portão. Só vai precisar de passar pela imigração se for sair do aeroporto ou se tiver uma conexão para um voo doméstico.
  7. Eles funcionam sim, mas em 99% dos casos sai mais caro que chegar e comprar um chip normal quando chegar no país de destino.
  8. Oi, a mais próxima é a Estação Oriente, esta estação tem correspondência com a linha vermelha do metrô, a qual serve ao aeroporto.
  9. Em 99% dos países quando se está em conexão entre dois outros países e não se pretende deixar a área de trânsito internacional do aeroporto não se passa por imigração. Exceção a essa regra são os Estados Unidos, onde precisa passar pela imigração também nos casos de conexão internacional.
  10. Essa parte não está boa. Esse dia de ir pra Lisboa pra Veneza não vai dar pra fazer muita coisa, dependendo do horário desse voo. Aí no outro dia já estará partindo pra Verona, não dando tempo pra ver muita coisa em Veneza que não é tão pequena assim e tem algumas ilhas que demandam algum tempo no transporte fluvial para se alcançar. O tempo em Roma também julgo ser pouco, pois se quiser ir ao Vaticano, como é habitual, acaba ficando um único dia pra cidade. A parte boa é que já pensou na volta via Roma, o que ajuda muito a elaborar o roteiro. Ainda falta quase um ano, não precisa ter pressa para fechar o roteiro, seria interessante estudar mais as cidades para ver o que gostaria de conhecer nelas para definir prioridades e chegar a um roteiro sem tantos atropelos.
  11. Além do frio em si, também se prepare para os dias curtos. No Nordeste, você está acostumada a ter os dias mais ou menos com a mesma duração durante o ano todo, então achará bastante estranho quando ver que, em algumas épocas, às 8:30 da manhã ainda estará escuro e antes das 17:00 já acabou o dia.
  12. Nunca passei por isso, mas tenho tenho alguns carimbos portugueses quase ilegíveis de tão pouca tinta e nunca implicaram nem na saída nem quando voltei. Eu não me preocuparia com isso porque quando e gente chega eles olham registros que ficam no sistema, em vez de checar tudo que é carimbo já que tem carimbo ilegível, a pessoa pode voltar com um passaporte novo porque o velho venceu, um outro país pode carimbar por cima por descuido etc...Fica tranquilo
  13. Dois dias em Roma e nada é quase a mesma coisa, Londres também está apertada. Só tem um dia livre pra Paris propriamente dita e, mesmo se tirar o vale do Loire ou Versailles, ainda será pouco para percorrer a capital francesa. Ainda tem o agravante de que os dias serão muito curtos e muitas atrações tem horário de funcionamento reduzido ou nem sequer vão abrir. Já que pediu opinião, pra isso ficar minimamente adequado, e como a passagem é Roma/Londres, o ideal seria tirar ou a Suíça ou Paris e distribuir mais o tempo entre os lugares. não precisa ficar dando up no tópico
  14. Um novo passaporte vai ser apenas um gasto desnecessário pois não vai fazer diferença nenhuma no seu caso ter um passaporte novo pois tudo é informatizado e eles vão continuar sabendo que você é você e o sistema da imigração vai acusar pro oficial a sua condição de ilegal na hora da saída.
  15. Fui em junho e saquei mais de 2000 no Santander. Mesmo com o IOF e tarifa ficou elas por elas que se fosse trocar na casa de câmbio, na verdade, não só na Argentina como em outros países os saques que fiz não se mostraram mau negócio, tem que pensar no valor final e não só se tem ou não IOF. Não precisa mais trocar na rua porque não tem mais o câmbio oficial mascarado que obrigava a gente a procurar o paralelo para trocar reais ou dólares pelo valor mais justo.
  16. As passagens pra fora da Tailândia podem bater nos 100 dólares que dão esses 300 reais mais ou menos. Dentro da Tailânida dá pra achar voos na casa dos 20-30 dólares, sem despacho de bagagem. Chiang Mai-Krabi fica mais caro também poque a maior parte das companhias tem escala em BKK, a Air Asia faz o voo direto.
  17. E mesmo reduzindo para Peru-Bolívia-Chile, 25 dias ainda vai ser correria. Vai ver nos relatos que quem colocou três países nesse tempo em geral escolheu uma ou duas cidades com mais tempo e o resto foi só passagem.
  18. paulorco

    Mochilas DEUTER

    Com certeza essa mochila será muito grande para a sua altura.
  19. Não precisa preocupar antes. No próprio aeroporto vai ter gente oferecendo transfer, táxi e etc. para San Pedro de Atacama, só escolher o que encaixa melhor no orçamento.
  20. Sinceramente, está péssimo o roteiro. Não faz sentido passar um dia em Verona sem ter ter tempo suficiente em Veneza. O mesmo vale para Pompeia que já é um bate-volta muito cansativo, e só teria lógica se tivesse mais tempo em Roma. Observe o fato de que só tem três dias nessa viagem que você acorda, fica na cidade de dorme na mesma cidade, sem bate-volta ou ida pra outro destino. Os outros dias todos envolvem algum tipo de deslocamento, tornando a viagem mais focada em ir de um ponto ao outro do que em aproveitar cada lugar. Também é contar muito com a sorte confiar na pontualidade absoluta dos meios de transporte, o que você está fazendo no último dia onde pretende ir de Roma a Veneza de trem no mesmo dia em que tem um voo internacional. O ideal é comprar um bilhete que chegue por Veneza e volte por Roma. Caso compre a volta por Veneza, vá pra lá no dia anterior em vez de arriscar a perder o voo. Faltou falar a época em que pretende ir, o que pode alterar tudo pois não vale a pena ir a VEneza com chuvas e pegar a água alta todo dia. Finalmente, não pense duas vezes em ficar 15 dias, porém, use todos na Itália, não invente de ir até a Croácia e passe mais tempo em cada base para poder conhecer melhor as cidades e ter tempo para se recuperar desses bate-voltas que são uteis para conhecer cidades menores, porém seu excesso torna a viagem muito cansativa.
  21. Cadeado TSA é muito fácil de alguém abrir, não protege nada. Tá cheio de tutorial na internet explicando como abrir esse tipo de cadeado sem saber o código. Esse cadeado é recomendado pelas autoridades americanas pois seus funcionários podem fiscalizar as malas abrindo os cadeados com chaves mestras, sem precisar arrombá-los. O problema é que essas chaves já caíram na boca do povo: http://gizmodo.uol.com.br/canais/fui/chave-mestra-cadeados-tsa/ Eu prefiro usar os bons e velhos cadeados de por em portão de casa, de preferência os com haste mais comprida e fina, assim dá para colocar em praticamente todos os modelos de armários.
  22. Eu acho que com crianças pequenas vai valer muito a pena ter um carro para as praias fora de Fortaleza pois você poderá se dirigir direto à praia desejada e passar mais tempo com os pequenos se divertindo na areia em vez de ficar parando em um monte de lojinha e só ficar duas horas na praia como acontece nos passeios.
  23. Oi, estive em Portugal ano passado e, excluindo a hospedagem, gastamos uma média de 60-70 euros por pessoa/dia, jantando e almoçando sempre (nada de fast-food nas refeições principais). Em geral, comemos bem por lá, tanto nos lugares mais baratos quanto nos de padrão mais elevado, de modo que essa estimativa pode ser reduzida ao optar apenas por refeições mais econômicas. É recomendável fugir dos restaurantes na Baixa, especialmente Rua Augusta e arredores onde ficam os restaurantes pega-turista.
  24. paulorco

    Mochilas DEUTER

    A Deuter está no mesmo preço das outras, não pensaria duas vezes antes de escolhê-la. Ainda tem as vantagem da abertura frontal e da mochila de ataque separada.
×
×
  • Criar Novo...