Ir para conteúdo

Fred77

Membros
  • Total de itens

    9
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Bio

  • Ocupação
    Trainee - American Express
  1. Boa tarde. Desculpe a demora, muita coisa pra fazer. Bom, vamos falar em médias. Hospedagem saiu 30 euros para o casal, em apartamentos locados pelo AirBnB. Não tivemos nenhum problema, zero, porém já ouvi relatos de pessoas que não tiveram experiências positivas, então fique ciente que há um risco que, geralmente, hotéis não oferecem. Ficamos em apts locados pois estava, curiosamente, mais barato que quartos de casais em albergues. Não ficamos em quartos compartilhados, minha noiva (hoje esposa) não gosta. Quanto a gastos diários, depende muito. Se você quer entrar em todas atrações pagas, se anda de taxi, se come em restaurantes ou barracas de rua, etc. Como nós ficamos em apts, comprávamos pão, leite, suco, etc., e tomávamos café da manhã reforçado em casa. Ai no início da tarde, comíamos na rua, (um kebab, uma pizza, um fast food local, etc.) e uma janta boa a noite. Mas dá pra comer 100% na rua pagando barato - na faixa de 5 a 10 euros por pessoa (lanche/prato e bebida). Transporte publico na faixa de 5 euros por dia, pra rodar bastante. Acho que foi isso. Os links: o de budapest não está mais ativo. o de Cracóvia foi nesse site aqui: http://www.apartkrak.pl/SR/index2.php?lang=en O de Varsóvia é esse : https://www.airbnb.com.br/rooms/9226559 Espero ter ajudado.
  2. Oljá Brek10, o apt realmente não está mais disponível. Os proprietários devem ter tirado das locações. abs.
  3. Olá! Desculpe a demora, faz tempo que não entro no fórum. Inclusive preciso terminar o relato, tem muita coisa legal ainda. Olha, viajamos do meio pro final de Março. Pegamos chuva só em Bratislava, mas em pancadas, não foi o dia todo e um pouco em Cracóvia, mas muito pouco e não atrapalhou a viagem. Já não te posso dizer entre Fevereiro e Março. Dê uma olhada em sites que possam indicar histórico de índices pluviométricos! Boa viagem e qualquer coisa só mandar msg!
  4. Salve mochileiros! Apesar de meus dias de mochileiro de verdade já estejam acabados, a experiência daquela época ainda é muito útil hoje em dia. Você aprende muito quando viaja com pouco $$,sem destino fixo, sem reservar hotel, ficar em quarto/banheiros mistos em hostels, comer por 5/dia. Nessa época de dolar/euro caros e custo de vida subindo no Brasil, temos que saber valorizar e tirar o máximo do nosso suado dinheirinho! Pois bem, minha cunhada trabalhava em uma cia aérea e por motivos pessoais esse ano não conseguiu utilizar todos vouchers que ela tinha. Que pena. Ruim pra ela, bom pra mim e minha noiva, que fomos agraciados com um convite para utilizar 8 trechos para qq lugar no mundo pagando apenas as taxas de embarque. O único senão é que já era passado o carnaval e tínhamos que utilizar o último trecho até o dia 31/03 desse ano. Começamos pelos destinos mais exóticos, pois como podíamos escolher qq lugar do mundo indo com 2 trechos (mais os 2 da volta / cada pessoa) a ideia era ira pra a Ásia (índia, HK, Tailândia, estavam em primeiro lugar). Só que infelizmente a maioria desses lugares tinham restrições de disponibilidade de assentos já que estávamos com voucher de funcionários. Minha cunhada então perguntou se eu conhecia o leste europeu. Falou muito bem de Budapeste, Polônia,etc. Eu na hora empolguei, já que sou fanático por história da WW II. Minha noiva nem tanto, pois ela já estava até sonhando com aquelas paisagens de mar azul, cores, etc. Mas eu a convenci pelo problema dos vôos , pelo periodo (15 dias pouco pra Asia) e pelo$$. Leste europeu ainda é um lugar bem em conta pra se visitar. Batido o martelo, tinhamos mais ou menos um mês para a programação. Escolher roteiro, hospedagem, organizar passeios, rotas, reservar $$, etc. Aqui deixo meu agradecimento a alguns colegas de forúm, em especial a danicsml e o markcnbrj que com seus excelentes relatos, deram um ótimo norte para nossas pesquisas. A seguir, a viagem!! Roteiro aéreo ida/volta : LHR - Londres / BUD - Budapest / WAW - Varsóvia 16/03 GYN-GRU (Azul) 16/03 GRU-LHR (BA) 17/03 LHR-BUD (BA) 31/03 WAW - LHR (BA) 31/03 LHR - GRU (BA) 01/04 GRU-GYN (Azul) Algumas informações importantes: Hospedagem: Após várias pesquisas (avaliamos, na média, 8 hotéis por cidade), decidimos utilizar, novamente, o AirBnB. Nossa hospedagem ficou na faixa de 28-30 EUR/dia para o casal em apartamentos bem localizados e extremamente bem completos. Já o havia utilizado em outros países (como EU, Itália e Espanha) e NUNCA tive uma má experiência. Para nada. Muito pelo contrário, só coisas boas. Mas conversamos com pessoas que tiveram experiências ruins, então pesquise bem e veja as reviews no site. Traslado internos: Roteiros já estavam definidos, porém compramos somente in loco. A ideia era, resumidamente, ir de Budapeste para Bratislava de ônibus, depois de Bratislava por um trem noturno para Cracóvia e depois um último trem matutino para a última perna da viagem, Cracóvia - Varsóvia. BUD-Bratislava: Busão da Student Agency por (7,5 EUR/pessoa mais 1EUR/ volume despachado), comprado na internet e tirei foto da tela pelo celular. Leva umas 2:00 hrs até Bratislava. Bratislava por um trem noturno para Cracóvia: Bratislava - Cracovia não tem tanta opção assim. Comprado no dia que chegamos em Bratislava. Meio carinho, pq você paga a passagem e também o couchette, que é o "quarto" do trem. Saiu +/- 71EU por pessoa. As outras opções não estavam legais....trem diurno, avião, busão. Saimos as 23:00 e chegamos as 7:00 em Cracovia. Cracóvia - Varsóvia: Pegamos um trem. Vi tbm onibus mas os horários não estavam legais. Avião caro e o tempo entre chegar antes do vôo, desembarque, pegar transporte pra cidade, não compensava. Comprei na estação em Cracóvia um dia antes e pagamos 12EUR. Viagem dura umas 2:30 Alimentação: De manhã, tomávamos um café bem reforçado no apartamento (compramos em todas estadias, leite, cafe, pães, queijo, frutas, suco, etc.). Gastamos bem pouco (café da manhã media 1,0EUR/pessoa/dia...mas tipo, comprei o café solúvel e um pote de uma geleia de morango e levei desde BUD até WAW...hahaha) O almoço era durante os passeios, poderia ser na rua ou em algum restaurante, normalmente na rua. Priorizamos conhecer a culinária local indo jantar em restaurantes típicos (utilizando o Tripadvisor e como referência e alguns blogs para ajudar). Não mudaria em nada, pois gastamos relativamente pouco e não deixamos de comer nada que queríamos. BUDAPESTE - 17/03 a 22/03 - moeda taxa conversão 1 euro = 310 florints Chegamos no final da tarde. Pegamos o busão E200 para a estação Kobanya-Kipest. Trocamos só 20EUR pq o câmbio no aeroporto é ruim (alias, como todos são). De Kispest até a estação do mercado central / universidade de Budapest (Fóvam ter) foram uns 20 minutos. Nosso apt era literalmente na frente do mercado, na avenida de uma das pontes do Danúbio. Do lado tinha um pub, embaixo uma padaria, um Burger king na esquina com a Vaci Utca. A moça estava nos esperando (atrasamos uns 15min) e ai nos mostrou o ape. São os pequenos toques que em um hotel não tem – a moça nos deu uma bela orientação da cidade, dicas, coisas do hábitos deles, enfim. E nos presenteou com uma garrafa de vinho! Massa. Chegamos!! Passeios: Fizemos tudo a pé, metro e tram. Nada de taxis ou hop-in/hop-off. Gosto de andar, ver tudo, errar as ruas, enfim, quando estamos viajando, você não se perde, você descobre! Os destinos habituais são: Igreja de São Estevão, Parlamento, Praça dos heróis, Monumento dos sapatos, Casa do Terror, as pontes do vístula, castelo de Buda, citadella, Bastião dos pescadores, funicular, igreja de São Matias, Vaci Utca. Paramos nas feiras das praças, enfim, passemos bastante! Mas o que eu mais gosto, após visitar os lugares conhecidos, é andar sem rumo pelos becos, ruelas, ruas e avenidas. Ah, antes que eu me esqueça: a linha amarela (2) do tram, que vai paralela ao Danúbio e chega até o Parlamento, é considerada uma das 10 mais belas rotas de tram pela National Geographic. De dia e a noite, sensacional. Claro, posso ter esquecido algumas coisas, afinal, já se passaram mais de 4 meses. Mas posso sugerir outros lugares, como os famosos banhos termais, a ópera, a vörösmarty ter (final da Vaci Utca), estação de trem do Gustav Eiffell, Kiraly utca e adjacências. Dicas: Melhor lugar de câmbio que achamos em Budapeste foi no começo da Kiraly Utca, pra quem vem da Ferenc Ter. Lugar escrito Change e dizeres em árabe. Pare pelo menos uma vez para almoço em um restaurante da rede Belvárosi Disznótoros (nós fomos 2x no da Király Utca). Pensa em uma comida barata, local, cheia de opções. Queria descrever aqui, mas só indo pra ver, é tipo um fast food mas de comida de verdade. Saia +/- 10-12EUR pra duas pessoas (com uma Urquell de 500ml) Observe e veja os detalhes da arquitetura da cidade. Não é a toa que muitos comparam com Paris até. A comparação com Praga é inevitável, mas tem gente que acha Budapest tão bela quanto Paris. Ai vai de você, mas juro que me surpreendeu muito. Tente participar de um dos scape games: são jogos aonde te colocam em um lugar e você tem que sair deles por meio de pistas. É muito legal. Baladas: Perto e na Kiraly Ut. há uma vida noturna muito agitada, assim como no bairro judeu. Em Budapeste são famosos também os ruin bars - são bares supostamente caindo aos pedaços. Muita gente jovem, estrangeiros, enfim, pra quem quer balada, é uma boa pedida. Tem também as baladas chiques, normalmente perto dos hoteis 5* perto da margem do Danúbio. Coma um daqueles pães doces que os caras fazem na brasa, enrolando a masa em tipo um rolo de macarrão. É bom pra caramba! Bom, por hoje chega. Amanhã continuo com Bratislava e Cracóvia!!! Espero que tenham gostado. BRATISLAVA - 22/03 a 22/03 - moeda Euro Continuando nossa viagem, pegamos um busão para Bratislava. Bratislava é a capital da Eslováquia. Normalmente o pessoal faz uma day trip para lá - pegam um trem de Viena (leva 1:30hr) ou o busão de Budapest (2:20hrs). Nós decidimos passar o dia lá e a noite tomar o trem noturno até Cracóvia. Chegamos na rodoviária de Bratislava umas 11:00 da manhã. Não tem muito segredo, lá é pequeno. Nos informamos para pegar um tram ou ônibus até a estação de trem (Halvna Stanica) comprar a passagem até Cracóvia. Tomem cuidado, lá os atendentes não falam inglês, nem no guichê internacional. Foium pouco complicado mas deu tudo certo no final. Deixamos as malas no locker e de lá tomamos um tram até a subida do Castelo. Como estávamos correndo contra o relógio, decidimos não ir até o Slavin (memorial dos soldados russos mortos na II guerra na batalha de Bratislava). O tempo também não estava bom, bem estranho alias. Chegamos com garoa, abriu um sol timido, depois na volta do castelo indo para Old Town, choveu bem. Old Town é bacana. Cheia das ruelinhas estilo medieval, o que eu curto. Tem alias o edifício mais estreito do mundo, espremido entre duas estruturas. É um centrinho bacana, tem restaurantes, lojinhas, deu pra dar uma bela andada ainda que com chuva. Caminhamos dentro e fora da muralha. Paramos para fazer graça com as estátuas de bronze que ficam espalhadas em Old Town. Quando a chuva apertou, paramos para almoçar. Pedimos um prato típico eslovaco (tipo uma massa com bacon). Eu como de tudo, já comi até escorpião em uma viagem a China, mas vou confessar que não fiquei fã desse prato. Saimos de lá, andamos mais um pouco para ir até a Igreja azul. Estava ficando já noite e tinha uma missa, então não deu para entrar dentro. Mas deu pra ver que é muito bonita, diferente mesmo. No caminho, passei em frente a uma cervejaria famosa de Bratislava. A Eslovaquia, parte da antiga Checoslováquia, é famosa por cerveja também. Inclusive o estilo mais famoso, nossa cerveja Pilsen, deriva da cidade de Plzeň na "irmã"Rep. Checa. Resolvemos parar lá na volta para a estação de trem, já no final do dia. Tomar umas e comer algo. A cervejaria é legal, enorme, conserva o estilo antigo até nos tanques, que são de cobre. Tem dois tipos de cerveja, uma escura e uma clara (estilo pilzner). Top. Bem, como a estada durou apenas umas 12 hrs, no caminho para a estação (sim, fizemos TUDO a pé), paramos em mais uma cervejaria. Essa é do lado de um hotel bacana. Feita toda no vidro, tem a área de fabricação moderna, dentro de um biombo de vidro, super legal. Melhor ainda os preços, os copos de 330ml por EUR1,20! É com essa imagem que nos despedimos de Bratislava! Trem saindo as 23:01 em ponto e boa noite, rumo a Cracóvia....
  5. Meus caros, preciso DESESPERADAMENTE da ajuda de vocês. Estou indo para Orlando e NY com minha namorada entre Outubro e Novembro (dia 25/10 até 09/11). Vamos lá: Ela está me deixando LOUCO com a programação dos parques. Não sei se é porque ela viu o planejamento/relatos de roteiros de vários casais com filhos e está estressada com o numero de dias em cada parque. Pelos relatos, ela quer porque quer passar 1-2 dias em CADA parque. Para facilitar a ajuda dos colegas, segue informações valiosas...rsrs...tenho 35 anos e ela 27, sem filhos e temos 7.5 dias em Orlando. Chegamos o no dia 25/10 antes do meio dia. Saimos no dia 02/11 as 11 hrs, então não conta como dia habil em Orlando. Queremos, a principio, fazer o Magic Kingdom (MK), Epcot, Hollywood Studios (HS), Animal Kingdom (AK), Universal Studios (US), Island of Advantures (IOA), e se pudermos encaixar, Sea World e Busch Gardens (indo de Harley Davidson!!) além das comprinhas da minha amada. Para não termos ainda MAIS discórdia e stress entre a gente, por favor deixar seus comentários e ajuda! Segue a MINHA sugestão tão criticada por ela...rsrs 25/10 - Check in hotel e compras 26/10 - Island of Advantures 27/10 - Universal Studios 28/10 - Compras o dia todo (haja paciência, sou homem!rs) 29/10 - Busch Gardens 30/10 - Epcot 31/10 - Hollywood Studios 01/11 - Animal Kingdom + Magic Kindgdom 02/11 - check out e voo para NY Ela quer mais dias em Orlando, eu já acho desnecessário dado que não emos filhos e podemos apertar o passo em lugares como MK e AK. Outra questão de discórdia é que eu queria ficar os dias na disney, dentro do hotel da disney (o mais em conta) e antes poderiamos ficar em um hotel fora da disney, mais barato. Outra coisa, se nao alugar carro, ficamos muito engessados? Ou dá pra ter uma boa mobilidade, sair a noite, ir para compras sem carro próprio? Bem, espero a ajuda de vocês pois a coisa tá pegnado fogo aqui!! rsrs Abraço a todos, F.
  6. Amigo, estou indo para China em um mês. Irei para Hangzhou e Shanghai. Ficarei 4 dias em Hangzhou e apenas 1 em Shanghai. Gostaria de saber aonde posso encontrar eletronicos lá, a preços camaradas. Lojas em geral também seria interessante, algum mercado local, adoro esse tipo de coisa. Se puder dar dicas de passeios e pontos turisticos, agradeço. Obrigado, Fred
  7. Fala Thiago! Muito legal essa sua iniciativa de escrever as suas experiências. Eu estive na Europa mochilando em Maio do ano passado e juro, não tinha tempo nem para mjar!! ahahah...acordava as 8 da manha para andar e só voltava as 8 da noite. O que na verdade, foi ruim algumas vezes, pois voltava tão cansado que não queria sair a noite....tomava umas cervejas nos albergues e ia para a cama. Hoje morro de arrependimento de não ter aguentado o cansaço em Paris - resultado, só sai 2 noites lá (deixando de ver a cidade da luz em força total!). O que me impressiona foi vc ter gasto apenas 3,500 euros por 4 meses de mochilão. Eu gastei tudo isso em 1 mês. Tá certo que comprei passagem de avião, ficava em albergue e viajei de trem. O que vc fez que barateou sua viagem? Tinha barraquinha? Carona? É que eu estou tentando convencer meu irmão a mochilar comigo esse ano, mas como vamos em 2, temos que reduzir os custos ao máximo! Outra pergunta - Seria legal postar os custos que vc teve no Marrocos. Esse vai ser meu proximo destino (europa mediterranea) mas só encontro os custos relacionados a Portugal, Espanha, Italia, Costa francesa......não tem nada de custos no Marrocos. Na média, quanto sai hospedagem, comida, busão, essas coisas? 20 euros por dia? 15? Me passa uma idéia dos custos please!!!! Abs, Fred
  8. Bom, vamos por partes: Em Praga, fiquei no Clown & Bard. Otimo preço (8 euros) com um café da manha DUCA! As baladas que mais pegam em Praga é a Roxy, Ceske Karlov (sei la, acho que se escreve assim....é aquela balada de 5 andares...LOTADA DE ESTRANGEIRO) e tem os pubs com as excelentes cervejas checas. Em Paris, fiquei em um dos hosteis chamados (famous hostels) mas que na verdade era uma bosta. O cafe da manha ridiculo (baguete com mantega e suco de laranja) e tinha curfew. O bar (que é bar/recepcao/sala de internet/refeitorio) era super baixo astral. Nao ficaria la de novo nem de graça. O bom é que era em cima da estação de metro. La fui na Rex. É provavelmente a night mais legal de Paris. Eu adoro e-music entao estava irado. O resto das noite eu fui em montmartre, andei pra kct e fui a pubs. Em Berlin fiquei em um albergue irado. Nao me lembro o nome. Soh me lembro o nome da garçonete iraniana MARAVILHOSA que trabalhava la. Eu nao sabia se estava babando por causa da comida ou por causa dela. Balada lá é bem GLS. Fui em uma night perto do albergue e, apos 10 minutos, constatei que só havia homens.....quer dizer, seres do sexo masculino, pois homens só eu e meu amigo. Fugimos as pressas. Mas tinha 2 boates lá que eram mto boas...mas nao me lembro do nome. em Munique, I'm sorry, mas eu passei as 2 noites em pubs, tomando cerveja nas "litreiras" (copos de 1 litro) e comendo linguiça e joelho de porco. Agora, balada boa que eu nao esperava foi em Brugge. Nossa senhora, nunca tomei tanta cerveja e nunca tive tanta resaca no dia seguinte......
×
×
  • Criar Novo...