Ir para conteúdo

milamguerra

Colaboradores
  • Total de itens

    497
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    3

milamguerra venceu a última vez em Agosto 2 2018

milamguerra tinha o conteúdo mais apreciado!

Reputação

33 Excelente

1 Seguidor

Sobre milamguerra

  • Data de Nascimento 14-05-1976

Outras informações

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Maravilha de relato, Amanda. Agora que eu fiquei bastante curiosa pra saber o que te aguardava no dia seguinte, faz favor de não sumir de novo, viu?! E, olha, viagem sem perrengue não tem graça. Na hora dá desespero, raiva mas depois a gente acaba rindo com as "cabeçadas" e tendo boas histórias para contar. Menina, já sofri convertendo o euro em Portugal, pelo jeito vou entrar em coma se ficar convertendo a libra. Sei que vale, mas que país caro! Estou com a viagem quase toda planejada, mas o clima está me desestimulando, especialmente porque pretendo visitar as Highlands escoce
  2. Olá, José Maria! Minha bota está exatamente com o mesmo problema. Você chegou a consertar a sua? []'s, Camila
  3. @emmanuel_oliveira Pucón tem o Villarica e uma natureza exuberante. Aliás, achei um lugar muito melhor e mais barato para esquiar, especialmente pra quem é iniciante, do que o Vale Nevado. Mais pra ver lá: Ojos del Caburgua e o Lago Caburgua ali perto, caminho para o Paso Internacional Mamuil Malal, Parque Huerquehue, El Cañi, muitas termas etc. Em Puerto Varas o Osorno é imperdível com a sua lindíssima estrada e vista fantástica para o Lago Llanquihue. Tem também os Saltos Petrohue e a estrada até a cidade musical de Fruttilar. Paisagens incríveis com vulcões no horizonte. E Chiloé, os ping
  4. @emmanuel_oliveira Em ambos os passeios você vai ver paisagens lindas. Aproveite, Mendoza tem muito a oferecer! []'s, Camila
  5. @emmanuel_oliveira Verdade. O centro de Mendoza não tem nada demais mesmo, mas eu ADOREI as vinícolas e, especialmente, a região das montanhas. Fiz um offroad show e fiz também o passeio da Alta Montanha, em que você vai percorrendo a Ruta 7, passa pela estação de esqui de Penitentes, por Puente del Inca e, se não tiver muita neve, pode fazer uma caminhadinha até uma laguna no Parque do Aconcágua, assim como falou o @D FABIANO. Se não tiver fechado de neve, também dá pra ir no Cristo, que fica na fronteira entre Chile e Argentina. Há quem goste desse passeio e há quem ache chão demais... enfim
  6. @emmanuel_oliveira Nunca fiz o Cruce Andino, mas dizem que é lindo. Se você tiver oportunidade de fazer, acho que vale a pena. Vai passar por Mendoza e não reservou nenhum dia inteiro pra ficar na cidade? Que pecado! Estive em Bariloche, Santiago, Pucón e Puerto Varas sempre em início de setembro. Pude esquiar em todas essas cidades nessa época. Em Mendoza estive na segunda quinzena de maio e Penitentes estava fechada por falta de neve. Já o Parque do Aconcágua (um pouquinho pra cima de Penitentes) estava fechado porque tinha neve demais. Não sei como fica em setembro, mas neve é
  7. @Mariana Limongi Oi, Mariana! Estive em Portugal em maio/junho de 2018, usei vários tipos de transporte e passei por várias das cidades que você vai visitar. Dá uma olhadinha no meu relato: https://www.mochileiros.com/topic/76209-portugal-em-maio-e-junho-18-dias-por-lisboa-sintra-cascais-óbidos-nazaré-talasnal-guimarães-e-porto/. De Lisboa (Cais do Sodré) para Cascais e Sintra (Rossio) você faz de trem, é o mais prático e barato. Pode ir a Fátima de trem ou ônibus. Para Óbidos, são poucos horários/origem/destinos e a estação de trem fica um pouco longe da cidadela. Se for com m
  8. @Melissa Harumy Seo Estive em maio e junho em Portugal por 18 dias e fiz um relato detalhado, dá uma olhada: Sobre passagens aéreas, na época em que estava procurando, as mais baratas eram as da Ibéria com conexão em Madri. Eu voei de TAP porque peguei um bom preço para uma passagem direta (odeio conexão e fujo delas sempre que posso), mas fiquei monitorando os preços um tempão. Acompanhe o Melhores Destinos e o ViajaNet, que sempre dão dicas de passagens com desconto. []'s, Camila
  9. @Fernando/Perereca Depende do que você pretende fazer em Lisboa. Uma coisa que gostei muito dele é que você tem livre acesso a todos os transportes públicos da cidade entre metrôs, trens (inclusive os que vão para Sintra e Cascais), bondes, ônibus, elevadores e não precisa recarregar. Você tem que analisar o que deseja fazer em Lisboa e o que o cartão dá gratuidade (incluindo transportes) ou desconto para ver se vale a pena para você: https://www.visitlisboa.com/pt-pt/plan/tickets-offers/lisbon-card Outra coisa, em Sintra ele dá descontos em alguns locais, mas só oferece gratuidade no tre
  10. @D FABIANO Fui no início de junho. Durante o passeio de barco o tempo deu uma pequena melhorada, pelo menos não choveu tanto quanto no restante do passeio. De todos os dias que passamos no Porto, o que fomos para o Douro foi o que o tempo estava pior. Azar mesmo. A região é incrível. Um dia a gente volta...
  11. Dia 13 - Guimarães x Porto de ônibus Levantamos cedo e saímos arrastando nossas malinhas (pequenas, ufa!) até a estação de trem de Guimarães de baixo de uma chuvinha fina e chatinha. Infelizmente vimos no painel que o nosso trem não seria operado e, portanto, pegamos um taxi até a rodoviária. Compramos nossas passagens e fomos para a plataforma indicada. Caos total. Um montão de gente embolada, perdida, cheia de malas, entre portugueses que vão diariamente trabalhar no Porto e turistas que, como nós, ficaram sem trem. MUITOS asiáticos com malas enoooormes também. Resultado: zona. Mas pegamos
  12. @D FABIANO Uma pena não termos parado. Li por aí, inclusive, que a Universidade de Coimbra é tão importante e representativa que a J.K. Rowling se inspirou nela para compôr as vestimentas dos alunos de Hogwarts, entre outras coisas do livro. Eu gostaria muito de ter pelo menos dado uma volta de carro pela cidade, mas o marido não quis nem negociar. Chovia muito e acho que isso acabou pesando. Coimbra ficou para uma próxima oportunidade. Motivos para voltar. []'s, Camila
  13. DIA 9: Nazaré x Talasnal x Coimbra x Guimarães de carro alugado e trem Tomamos um café da manhã super bem servido com a Fátima (pago à parte) e pegamos a estrada. Amanheceu chovendo muito em Nazaré e ficamos desanimados por dois motivos: tínhamos esperança de ainda ver as nazarenas secando sardinha e o plano principal do dia era visitar a aldeia de xisto chamada Talasnal, próxima a Coimbra. Bem, ninguém seca nada na chuva né? Então, nada de nazarenas e quase desistimos do Talasnal, especialmente porque achávamos que grande parte da estrada até lá ainda era de terra. Terra com chuva nunca é
  14. DIA 5 – Lisboa X Cascais de trem e ônibus Com malas e uns pinguinhos de chuva, resolvemos pegar o metrô ali perto do estúdio onde estávamos em Lisboa até o Cais do Sodré, estação de onde sai o trem para Cascais (€ 2,25). Tudo super tranquilo. Aliás, o transporte em Portugal é muito bom, abundante, bem interligado e prático, especialmente nas grandes cidades. Chegamos com sol em Cascais, almoçamos em um dos restaurantes próximos ao Hotel Baía, onde estávamos hospedados, e depois caminhamos um pouco ali por perto, que é uma região muito bonita. O Hotel Baía fica extremamente bem locali
×
×
  • Criar Novo...