Ir para conteúdo

Murilo Nogueira

Membros
  • Total de itens

    21
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. KKKKKKKKKKKKKKKK Isso me lembrou uma excelente experiência.... Saí de recife e cheguei à ilha de Itamaracá... Enfim, levei minha irmã, que não tem esse nosso espírito Mochileiro Desci no Trevo, que leva ao Forte Orange... Por Pura Pão Duragem não pegamos o trenzinho ou ônibus e fomo à Pé Mas que Caminhada Suada dsfashufdsuhfdas Ela até hj me Chama de Pão duro Tive Acesso a Lindas Praias e paisagens, Tirando o Sol.... Chegando no Forte Orange vc pode pegar o barco para chegar à coroa do Avião Cobram em Média de 15 a 25 reais, incluso ida e Volta
  2. Murilo Nogueira

    Mendoza

    Galera, tem Alguem em Mendoza????????? e A segunda vez que venho e estou apaixonado.... Amanha vou para as Cabanas em Potrerillos com uns amigos argentinos e umas amigas nativas tambem... Se alguem se aventurar deixe um post... Fica uma foto de como esta por la Abraço...
  3. Ola Galera.... Estou novamente em La Paz, fiz a Estrada da Morte ha menos de 20 dias e posso lhes assegurar que e uma das mais ricas experiencias que se pode ter na Bolivia, quem sabe do Mundo.... Fiz por uma Agencia situada na Calle Murillo, em uma galeria, com a empresa Inca Land Tours, o que vale lembrar e que as empresas nos remetem a outras empresas e caimos em uma empresa com guias muito bons, mas com bicicletas sem nenhuma qualidade... Fomos um grupo de 5 brasileiros e alguns gringos, Os goianos, Mineiros e Paulistas hehehhee, a falando nisto, paulista, me adiciona como amigo para pegar teu email e lhe passar meu endereco para que me mande as fotos e as camisas heim hhehehhe.... Mesmo em Janeiro a rota e muito fria em seu inicio, lembrando que quase sempre chove, entao e sempre bom checar se a empresa que voces vao disponibilizam de oculos, luvas e equipamentos waterproof... Na empresa em que fomos havia luvas rasgadas e roupas que molhavam muito facil, entao imaginem o frio... Tanto que em alguns momentos nao sentia mais meus dedos... Muito Louco.... O valor pago foi 260 bolivianos, em bicicletas mecanicas... Este foi o maior erro que cometemos em toda a Bolivia, uma economia de 100 bolivianos que poderia ter custado a vida de um dos ciclitas. Quando forem a uma empresa escolham bicicletas Hidraulicas, um pouco mais caras ma de seguranca incrivel.. Fica a dica que nao deve ser descumprida jamais.... Quase todas as bicicletas quebraram durante o percurso. Dos mais variados problemas como freios rotos, quebra de rolamentos, queda de correntes e as maiores bizarrices que consigam imaginar. Meu amigo goiano, que viaja comigo caiu duas vezes, situacao de alto risco, pois sua vida foi salva por nao estar perto do desfiladeiro, que diga se de passagem da muito medo.... Em minha bicicleta os freios nao funcionavam bem e eu deveria utilizar os pes para frear, inacreditavel, todos os momentos chamava o guia para consertar e ele apertava o freio mas continuava igual, e ainda falava que nao precisaria frear mais kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Sem comentarios nao, meus pes foram meus melhores companheiros no trajeto.... Apesar de tudo, foi um dos melhores passeios que fiz em 2 meses de Mochilao.... Quando retornar ao Brasil, dentro de Uma semana vou postar meu relato, detalhado e com todas as Fotos.... Um Salve Mochileiros, lembrem-se de que a economia na estrada da morte pode custar sua sanidade ou sua Vida.... Paulista sdufhuasdfhusahufuha Add ae heim hehhee
  4. Gente Sobre a Chapada Gostaria de Apresentar meu Relato de Viagem, poderá ajudar. a-incrivel-chapada-dos-veadeiros-t39082.html
  5. [align=justify]Uma certa vez em um tópico pela internet havia o questionamento se sua Região-Cidade merecia um Mochilão. Então notei um comentário de um cara acabando com Goiânia, falando que não havia nada para fazer e tal. Prontamente respondi que o companheiro simplesmente carecida de informações suficientes para passar para os mochileiros que poderiam visitar Goiânia. Goiânia é uma cidade modelo, temos um dos melhores IDHs do Brasil, não por sorte, mas pois lutamos por isso. Se perguntar a qualquer goianiense ou morador, Goiânia é a Melhor cidade do Brasil. Claro que não vou adentrar a este mérito nestas circunstâncias. Já viajeir por diversos lugares do Brasil e nenhum me conquistou. Agora me Pergunta porque ? Não conseguiria delimitar esta resposta em poucas linhas. Mas quem disse que temos pressa para fechar este tópico e abrir outro, sem passar por uma profunda reflexão. Os goianienses podem comentar se amam sua cidade ou trocariam por uma outra cidade. Vamos por partes. Goiânia têm índices de violência muito inferiores a metrópoles de todo o mundo com as mesmas características estruturais, além é claro de sua população. Nossa educação é um exemplo para o Brasil. Aqui estão situadas algumas das melhores faculdades do Brasil, como UFG (têm o nível dos alunos ingressantes no curso de Medicina comparado com o da USP) UEG- dividia pelo estado e a recém titulada PUC-GO, que cá entre nós, PUC é PUC. Os cursinhos e escolas de Elite preparam alunos que são capazes de passar em qualquer vestibular do País, e diga-se de passagem, passam mesmo. Uma certa vez ouvi uma conversinha momentos antes da prova da UNB :"quer passar no vestibular ? Mate um Goiano". A educação particular é exemplar. Agora a pública não se compara, porém as instituições de avaliação as considera como razoável à nível Nacional. A Educação é a base estrutural de uma região. Não há necessidade de maiores explanações acerca do tema. Agora o Mochileiro mais agoniado me pergunta: "E o que meu Mochilão tem a ver com o estudo do povo?" Simples, a população da cidade é educada, receptiva e prestativa. Se você ficar perdido ou apenas munido de dúvidas sempre haverá alguém ao seu lada para que possa se informar. Goiânia é uma capital pequena (em relação ás outras), deve ter aproximadamente 1,5 Milhões de pessoas em sua região metropolitana. A maioria dos crimes lesivos à vida ocorre à noite, e maior parte dele com ligação a outros crimes, além de consumo de drogas. Claro que é desaconselhavel passear com câmeras de 2 mil reais dependuradas no pescoço. As mesmas dicas de segurança determinadas nas outras capitais devem ser seguidas aqui. Quanto á estrutura turística. Goiânia funciona no estado de Goiás para o Turista como Santa Cruz de La Sierra na Bolívia, é um centro de distribuição de turistas, o que não deixa de ter sua estrutura própria de Turismo, a qual iremos explanar logo adiante. O restante dos Pontos Turísticos de Goiás serão apresentadas nos demais tópicos, tentarei restringir-me neste apenas à Goiânia. Em primeiro Lugar Apresentamos uma rede Hoteleira de Luxo a fazer inveja à estados como nosso vizinhos Tocantis, que diga-se de passagem é a parte de Goiás desagregada (mas que sou apaixonado. Principalmente Araguaia e Jalapão). Temos Apart Hotéis que se quisesse poderia passar sua vida sem sonhar em uma casa no Alphaville, alias, temos Alphaville também. Temos Hotel Cinco Estrelas (para os mais reservados, o que creio que não agrada aos mochileiros), Quatro, três, duas, uma, Moquifos e bancos da Praça hhehehehhee. Desde já gostaria de adverter desavisados. Não aconselho ninguem à acampar em região nenhuma da cidade, a não ser nos fundos dos Postos Policiais, os quais temos policiais de alto nível, que com uma conversa deixam que você levante seu acampamento. Ali estará serguro. Aqui não temos albergues, com a nomenclatura que nós mochileiros utulizamos, devido o baixo número de mochileiros, porém gravo meu descontentamento, por falta de motivação da secretaria do Turismo. Porém temos Hotéis sem classificação em estrelas hehehe, que podem ser encontrados a partir de 20 reais. Ao chegar de ônibus, na Rodoviária de Goiânia, que é um Shopping, pode encontrar pela saída lateral, há vários hoteis com preços justos, procure bem pois há vários e nem todos podem satisfazer. IMPORTANTE: Se Chegar à noite chame um dos seguranças que sempre estão próximo nas áreas do Shopping e lhe forneça uma gorjeta para te levar até o Hotel. Esta região durante à noite é tomada por moradores de rua, prostitutas e usuários de drogas, aquela velha história que não assusta ninguém. Recomendo não saírem sozinhos. Se você viaja com mais verbas mais flexíveis sugiro que procure um Hotel duas Estrelas. Há vários na redondeza, porém um pouco mais distântes, o que recomendo ir de taxi, já que dispõe mais verbas. Como em todas as cidades brasileiras Taxi é o meio de transporte mais cara. Desde logo lhes adianto que uma corrida da Rodoviária até o Parque Vaca Brava pode custar até 30 reais, dependendo do Horário. O Valor de nossa Tarifa de ônibus é de 2,25, e contamos com o "FRESCÃO" que vocês devem conhecer em suas cidades, ônibus com Ar condicionado, Wireless, dentre outros mimos, além dos motoristas educados kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, pelo valor de 4,5, e ainda se pode comprar uma passagem no valor 6 reais. VOCÊS não entenderam mal, COm 6 reais se pode andar por todas as linhas do CITYBYUS (frescão) durante o Dia inteiro. Talvez seja a oção de transporte coletivo de qualidade mais barata do Brasil. Tudo tem que ter um defeito não é. As linhas do CITYBUS não ligam à região metropolitana de GYN, mas apenas a região mais Nobre (mas se extende à periferia em alguns pontos). Mas não fique triste, não indicaria aos colegas mochileiros lugares como Tremendão (do 1 ao 7) ou Vila Pedroso (que como o nome ja diz é uma pedreira). Os ônibus circulam até meia noite, com linhas alternativas do CITYBUS saindo dos Bares............... Aaaaaaaaa Bares............... Chegamos ao Ponto forte da cidade. Venham cá, alguém por ai já ouviu dizer que Goiânia é a Capital do Bares? Bom, é dos parques e dos Bares, mas é sim, está na revista Veja Goiânia, e nas ruas das lindas cidades. Aqui, como em Berlizonte, como se pronuncia por aqui srrsrrs Se não tem Mar Vamos Pro Bar, e o pessoal sempre levou essa expressão bem à sério udsfhausdhfa Segundo o Guia GUMP Cidades, Há 1,7 Bares por habitante, não acredito nessa estatística, acho que há 2 bares por habitante kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Brincadeiras à parte Aqui é a capital dos Bares sim, e não há um em cada esquina, mas dois. No final vou colocar o endereço e o Nome dos Bares, Restaurantes e Boates. Aqui pode-se Divertir-se na Noite, com Música ao Vivo, Comida e Bebida (em alguns até open bar, mas não indico e já lhes explico porque) por 10 reais até 500 reais, isso individualmente. Os melhores Bares podem ser de vários tipos, de acordo com seu estilo. Se Você gosta de conhecer Culturas pode ir direto ao Predileto(inclusive visitado pelo Bruno de Luca, do Programa Vai pra Onde do Multishow (o nome não é enganação) e conhecer o mais puro sertanejo universitário da cidade (porque não dizer do estado), pagando pouco. O endereço é R. Oitenta E Nove, SN , Bairro St Sul, só pra adiantar. Fica na região Nobre, próximo a Universidade Salgado de Oliveira. O valor de entrada varia, mas nada mais que 15 reais. Lá vocês vão começar a adorar à cidade, alguns até vão querer fazer daqui sua nova residência hehhehe, Acham que estou brincando. Sempre viajei com congressos da faculdade, e onde ia escutava: “as goianas são as mais gatas”. Colegas mochileiras que me desculpem, mas elas são sim Extremamente Lindas, bem produzidas e perfumadas. A azaração corre solta. Para quem chega sozinho a saída é fazer amizade com os caras, fujam dos playboys, hehehehe eles geralmente andam em bandos fechados a qualquer questionamento, então nem iluda-se que serão seus amigos srrrs. Agora como diferenciar? Danou-se. Vai ter que ser tentando fazer amizade mesmo. O primeiro passo é falar que é de fora. Putzzzzzzzz Falando nisso as mulheres vão ficar curiosas, se tiver sotaque paulista ou carioca então kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Não se iludam estou brincando em partes, elas não são tão oferecidas assim. Sabem fazer doce como Ninguém. O que tem de gatas tem de, aaaaaaa, vcs sabem né, para que entender isso rssrsr. Lhes garanto, que mulher ou homem saíram bem acompanhados, um bom diálogo e explicação de seus objetivos mochileiros o tornarão o rei da noite hehehehehe. E quem acha que Goiânia é roça kkkkkk, ledo engano, a cidade conta com um dos sistemas de transporte coletivo mais desenvolvidos do Brasil. Se você estiver com celular e quiser saber quanto tempo falta para o seu bus chegar no seu ponto basta digitar o número do ponto em que você está (está anotado em cada parada, bom, tem que estar, nem tudo é perfeito não é, e olhe que nem sou entusiasta) para o número 28000 e receberá em segundos no seu celular quanto tempo falta para as linhas que passam por lá chegar no Ponto. Nosssssssssssssaaaaaaaa Que emoção kkkkkkkkkkkkkkkkk, falar que o transporte coletivo da minha cidade é muito bom. Hehehehhee Se compararmos as outras cidades temos sim, porém evite sempre pegar ônibus sentido Centro entre de 6h ás 9 e sentido Contrário ao centro das 17 ás 19. Bom se não seguirem isso vão lamentar, mas nada que um guerreiro de cidade grande não conheça rsrsrs. Para ir para a Balada indico o transporte coletivo para os menos afortunados. Para os mais afortunados afaste o Táxi e alugue um Carro. Aqui na cidade é possível conseguir um celta life entre 70 a 80 reais, já com seguro incluso. Há obrigatoriedade de CNH tipo B e 21 anos completos (para quem se pergunta o porque disso é que nossa maioridade completa Penal é de 21 anos e não de 18 anos como no Código Civil, bom outro assunto para outro fórum) rsrsrs. A volta da balada para os menos afortunados pode ser de CITYBUS que faz a linha de seu Hotel ou até mesmo de táxi. Bom recomendo que permaneça na balada até as 4 da manhã, rsrsrs, quando começam a circular novamente os ônibus, boto a mão no fogo se alguém for até uma das Boates que eu indicar e optar por sair antes desse horário rsrrs, mas tudo bem não é. Sobre a Organização da Cidade aconselho a todos os viajantes acessarem o google maps, e tentarem situar-se, com base sempre do hotel que vai ficar (sempre tem internet, mas estude isto antes de deixar seu destino anterior, ou até mesmo sua casa). Verão que Goiânia dispõe de avenidas principais (as mais rápidas) Avenida 85, que Liga o Centro da cidade até a divisa com Aparecida de Goiânia (No limite extremo da Serrinha), que aliás, para quem gosta de futebol recomendo conhecer a Sede do Goiás, na Avenida 85, pode comprar diversas lembranças a preços honestos na lojinha oficial. A Avenida T63 Liga outro ponto quase extremo da cidade (outro CT do Goiás, o do Parque Anhanguera) até o Setor Pedro Ludovico, o qual dispõe do Terminal Isidória, que será de extrema valia se pretende se deslocar através do transporte coletivo. Seguindo apresentamos a T7, T8 e T9, seus nomes não são meras coincidências, cortam a cidade no mesmo sentido, todas duplicadas na maioria de seus trechos, sempre situados em área nobre da cidade. A Avenida T7 tem seu início próximo a Br 060 (a qual já fui multado algumas vezes, se for seguí-la cuidado com os policiais rsrs), que chega até Cuiabá. Seu final se dá em um cartão postal da cidade, o Fórum, Tribunal de Justiça e em frente a eles o Bosque dos Buritis, mas chegaremos aos parques. Consta lembrar que seguindo em frente (é Av Assis Chatoubriant), mas se falar T7 todos entendem. A avenida T8, mais elitizada de todas inicia e termina em áreas nobres, ao contrários das outras Ts, vai desde o Jardim América (bairro onde moro, com muitos bares e restaurantes) e acaba no setor marista, especificamente em um bar especializado em peixes, com rodízio Casal em torno de 30 reais. Há outras avenidas, tão grandes e importantes quanto, como a Mutirão, T10, entre outras, sabendo estas conseguimos nos localizar em Goiânia, pois colegas mochileiros não indico sair desta região que dizem “nobre” sem o acompanhamento de uma pessoa que conheça a cidade. Mas depois da primeira noitada já terá amigos querendo te acompanhar. Amizade hehehehe, vamos aos Bares das Faculdades. Mesmo com tantas faculdades de qualidade, há outras que nem tanto, mas os bares delas são fenomenais rssrrs. Não compete a mim julgar a qualidade do ensino das universidades, mas comentar acerca dos bares sim rsrsrs. Em horário de aula os bares estarão lotados, com maior fluxo das 7 da manhã ás 06 da manhã, acham que é brincadeira não é, quando os mochileiros fizerem esta viagem a Goiânia, ou até mesmo quem já fez, não concordam comigo? As linhas de ônibus para as faculdades são sempre bem dispostas, e sempre conseguirá uma carona, mesmo que esteja indo para uma cidade á 200 km, sempre tem alguém do bar indo pra lá rsrs. Amizade é a chave e sempre encontrará. Desde já recomendo o bar da Minha faculdade, rsrssr o Espaço Real, em frente o Campus V, da Faculdade de Direito da PUC-GO, no Jardim Goiás. Já fui freqüentador assíduo, no primeiro ano de faculdade, então minha carteirinha venceu e comecei a estudar kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Sério, fiquei quase três anos sem dar pulinhos lá. Faculdade é pra estudar não é? Bom penso assim, as tem muitos outros que contestarão minhas palavras agora rsrrrs. Mas que é divertido é, além do más sempre se encontra alguém que quer bater um papo intelectual, e lhes garanto, se Einstein sentasse no bar da minha faculdade e conhecesse metade da galera que eu conheço sairia querendo voltar pra sala de aula rsrs. O povo é muito Louco, bebe e encontra teorias estrondosas. Em Direito nem preciso comentar o quanto falam não é? Alias, vocês estão vendo pelo tamanho do tópico rrsrs. Ufa, acho que agora todos estão prontos para fazer um mochilão em Goiânia. Aqui é fácil fazer amizade e tirar suas malas dos hotéis. Há inúmeras repúblicas no Setor Universitário (de Universidades mesmo). Recomendo O bar da Tia, no centro da Praça Universitária, você pode sair de lá com uma amizade para o resto da vida e ainda arranjar onde dormir na faixa. O pessoal lá é bem alternativo e eclético. Tem gente vestindo botina à coturnos com roupas pretas de couro. A maioria é de estudantes, galera na boa, que só quer curtir a vida e fazer amizades. Recomendo Muito mesmo. Quanto à alimentação, procure lanchonetes com maior movimento. Restaurantes e lanchonetes não serão problemas nesta viagem, estão em todos os lugares. Procure os de maior movimento, aqui é sinal de qualidade sim. Pergunte muito, há sempre um tiozinho no ponto do ônibus entediado aguardando para conversar com alguém e contar que o resultado do seu exame de sangue deu negativo. Goianienses adoram conversar, ainda mais se você for de fora, como já citei, toda vez que se apresentar diga que é viajante (Mais não seja Ingênuo), procure pessoas que pareçam confiáveis, pessoas de mais idade e mulheres são mais recomendadas para informações diurnas. É claro que não vai perguntar onde tem um restaurante e falar que é de Sampa né (ai desculpe mas não é já encheu, vou escrever como falo, o sotaque goiano é delicioso, assim como a comida então já vamos nos acostumando). As churrascarias de Goiânia são ótimas, porém seu valor gira em torno de 30 reais o casal, homem desacompanhado uns 22, para jantar. Já os restaurantes self service são encontrados em todos os lugares e com churrasco, com preços variando de 9 a 20 reais o kg. Quem gosta de comida mais diferenciada indico o Restaurante Árabe, na Avenida 83, Próxima a Praça Cívica (a praça mais importante de Goiânia), os valores são mais salgados. Comida japonesa há em todos os shoppings, recomendo O HAKONE, incrívelmente sofisticado e Caro, rsrsrs, Separe seus 100 reais, pois serão gastos com estilo, este é situado próximo ao supermecado Bretas (mineirinho) da T2. Quanto as melhores boates, sem pestanejar respondo SEDNA Lounge (Avenida 136, a mais charmosa da cidade) , House Garden, Búfalos (Avenida T4), FICTION (em frente a Salgado de Oliveira), D’Bou e Santa Fé (final da AV T1, próximo ao Hiper-Moreira). O último é especializado em música sertaneja, fazendo contratos mensais com os melhores cantores do momento. Antes do Estouro Maria Cecília e Rodolfo tocaram por lá. O preço dos citados é acima dos 30 reais, mas compensa cada centavo. Novamente aos menos afortunados apresento Coyote,o Terror das separadas kkkkkkkkkkkk (adenda minha). Fica em frente ao Cepal do Jardim América. Temos os setores do bons bares, os quais não se levanta sem deixar 50 reais rsrsrs. Ficam próximos a Av.136 (que liga a cidade ao Centro Cultural Oscar Niemayer, sugiro a todos os mochileiros que conheçam o local, sempre tem exposição). Recomendo os bares nos aredores do Flamboyant Shopping (principal Shopping da Cidade, cercado de Hotéis e Apart Hotéis de Luxo. Nossa até cansei, mas hoje é sexta feira né, depois de eu escrito tanto acho que vou aproveitar um pouco da noite goianiense que tanto indiquei. Há, vale lembrar que a noite é badalada de Domingo à Domingo, Vão ouvir muito falar do Celsim, próximo à avenida T8, o bar dos bares, tradição entre os que gostam de viver bem. Finalizando a parte da Noite, vamos determinar o que se pode fazer durante o dia. Os Parques. Iniciamos no primeiro cartão postal da cidade, o Lago das Rosas, localizado ao lado do Zoológico de Goiânia (este que infelizmente está interditado). Este Parque está passando por um processo de revitalização que será concluído em breve, está em estágio final. A área é imensa, onde as pessoas se reúnem para fazer apiquenique, Cooper, futebol de areia, vôlei de areia, entre outras atividades. Sua localização é fácil, fica na avenida anhanguera, do lado ainda do Setor oeste, divisa com Setor Aeroporto (que realmente era um aeroporto). Dali localiza-se o corpo de bombeiros, onde era a pista de aviões. Uau, tem gente em Goiânia que nem sabe. Bom, meu Sábio avÔ, imigrante nordestino me contou tudo sobre a cidade, fui crescendo com essas histórias sobre a construção da cidade. Agora olhe no que me transformei, em um estudioso da cultura dos lugares, não poderia ser diferente na minha cidade né sô. Rsrsrsrs Seguimos para o Famoso Parque Vaca Brava – Meu preferido – não sei se porque fica próximo a minha casa ou pela beleza mesmo. Fico tão triste em saber que todos aqueles maravilhosos prédios foram construídos na nascente do córrego Vaca Brava, que era grande, mas drenaram-o, restando o suficiente para suprir o lago, que é artificial, para receber o que seria o Shopping mais moderno da Cidade, o Goiânia Shopping. Mas eu sou meio ambientalista né, não sirvo de base. É o ponto mais lindo da cidade, cercado por galerias de luxo, o Shopping Buena Vista ao fundo. O Kabanas, opa, o bar sofisticado por um preço equilibrado. Grandes chefes, grandes pratos, tudo com o mais puro ar litorâneo, fornecido pelas águas do Vaca Brava. A ia me esquecendo, temo o Brava Mall, onde temo bares e restaurantes para deixar tonto o mais exigente crítico gastronômico. O mais novo parque flamboyant, onde, segundo especulações, uma cobertura pode custar 3 milhões de reais facilmente. Bom, se eu ganhar na loteria quem sabe, para sonhar não paga-se nada. O parque foi planejado e desenvolvido para a elite, com madames malhadas correndo com cachorrinhos, com uma ciclovia deliciosa, vários ambientes, intercalados em lagos, bosques e até umas cabaninhas que dá pra montar uma barraca e dormir sossegado (meu sonho ) udahusdfashudufahudsfa Recomendo a todos conhecer esses três citados. Claro que há outros inúmeros, mas esses são imperdíveis. Não vou pedir que os mochileiros fiquem durante 10 dias rsrsrrssrsrsrs. Talvez por isso o preconceito, mas com este tópico, que me custou muito suor rsrsrs, vocês possam colocar Goiânia em suas listas de Viagens, que poderão partir para Brasília, Chapadas, Terra Ronca, Caldas Novas, Jalapão, e uma infinidade de locais, que ainda tentarei apresentar informações atuais e completas no Site. Como já Havia dito, este fórum está sendo como uma mãe para os meus preparativos de minha viagem pela América do Sul. Espero ajudar a todos os que pretendem passar pela minha cidade, será uma satisfação recebê-los, não um prazer heheheeh Aqui rola umas adversidades acerca do prazer, rsrsrs quem tiver curiosidade depois me perguntem que respondo, não cheguem e sintam prazer ao conhecer as pessoas heim. UM grande Abraço a todos. Posteriormente seguem os principais pontos e alguns endereços. Bar Dodô Endereço: Rua Horizonte, 160 quadra B lote 8 – Setor Aeroviário Telefone: (62) 3095-1181 Funcionamento: segunda a sexta, das 17h à meia-noite. Sábado, das 11h às 23h. Bar Glória Endereço: Rua 102, 435 – Setor Sul Telefone: (62) 3224-9033 Funcionamento: segunda a quinta, das 17h30 à 1h30. Sexta, das 17h às 3h. Sábado, das 11h30 às 3h. Domingo, das 11h30 à meia-noite. Bar Rio Endereço: Rua 229, 140 – Setor Universitário Telefone: (62) 3092-8680 Funcionamento: segunda a sábado, das 17h à meia-noite. Domingo, das 11h às 15h. Cantinho do Peixe Endereço: Avenida Vereador Germino Alves, 837, Setor Leste – Vila Nova Telefone: (62) 3941-8987 Funcionamento: segunda a sexta, das 16h30 à meia-noite. Sábado, das 11h à meia-noite. Sport Bar Endereço: Avenida Goiás quadra B lote 10 – Setor Urias Magalhães Telefone: (62) 3534-4326 Funcionamento: terça a sexta, das 14h às 2h. Sábado e domingo, das 10h às 2h. Bar Dom Cirus Endereço: Rua 229 com 248A, 96 – Setor Coimbra Telefone: (62) 3291-1973 Funcionamento: segunda a domingo, das 9h30 à meia-noite. Salim Muxiba Endereço: Rua T-32, 275 quadra 12 – Setor Bueno Telefone: (62) 3251-0851 Funcionamento: segunda a sábado, das 17h à meia-noite. Ponto 18 Endereço: Rua 21, 133 – Centro Telefone: (62) 3225-2673 Funcionamento: segunda a sábado, das 9 à meia-noite. Há galera, de boate tem a Eclipse, rsrsrs é aquela coisa mais humilde, que você já deve imaginar. Eu encarei como uma Experiência Sociológica Incrível, que não poderia deixar de viver mas que não insisto para voltar. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ECLIPSE Rod BR 060 Q Área, s/n km 1 Zona Rural - Goiânia - GO - CEP: 74000-000[/align] Ha, para quem quiser ver um relato de Viagem Completo sobre Chapada dos Veadeiros a-incrivel-chapada-dos-veadeiros-t39082.html
  6. O tópico sobre Caldas Novas anda meio parado. O que não deveria acontecer, pois se trata da Maior Estância Hidrotermal do Planeta. Esta riqueza está esfriando, não podemos deixar isto acontecer.
  7. Bsb sem carro é mais complicado. Taxi realmente é muito caro, aliado ao fator do custo de vida extremamente alto. Segundo fator ônibus é demorado, mas você pode chegar com segurança em qualquer lugar. Em dois dias se pode conhecer lugares legais. Legislativo-Judiciário os prédios ficam próximos, o que lhe economiza bastante tempo. Você não pode deixar de conhecer a Noite Brasiliense, que é badaladíssima, além do lago artificial Paranoá. Abraço.
  8. Galera, com a intenção de ajudar mais um pouco quero deixar meu Relato de Viagem, 2009. a-incrivel-chapada-dos-veadeiros-t39082.html#p426568
  9. QUINTO E ÚLTIMO DIA Acordamos bem cedo, bebemos o café fresquinho que o Miro Coou. Desmontamos as barracas, nos abraçamos por ter sobrevivido a tal frio (goiano é tenso) hehhehe Fomos à Fazenda São Bento. Este lugar é mais elitizado, oferece hospedagens espetaculares por preços compatíveis, realiza esportes radicais como rapel, tirolesa (vôo do gavião, acho que maior do Brasil). Acho que pagamos 15 reais cada um para entrar. Lá não há guias para este tipo de passeio que fizemos. Como já estavamos muito cansados não nos comunicamos muito, apenas fizemos os trajetos das trilhas, que são bem sinalizados e tem caminhadas curtas porém cansativas pelos desníveis. Este é outro lugar maravilhos, mas pelo que já tinhamos visto não nos deslumbramos muito. Meu grande objetivo era fazer esportes radicais, porém o pessoa encarregado não havia chegado, são de Brasília e iriam apenas no sábado (era sexta feira). As fotos deste lugar são imperdíveis. [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204183952.jpg 500 375 Legenda da Foto]Os sinais do cansaço são claros [ ].[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204184108.jpg 500 375 Legenda da Foto]Esta é a Emily, filha do Robson, do Vale da Lua, e que ficou nos nossos corações. [ ].[/picturethis] Gastos do Dia: 15 reais Fazenda São Bento Almoço (cortesia Do Robson). Quando Voltavamos de Cavalcante passamos em Alto Paraíso e Compramos Lembrancinhas para O pessoal Do Robson....] Grandes Amizadesssssssssss Gastos Totais da Viagem: Aproximadamente: 200 reais. Nunca fiz uma Viagem tão Barata quanto Essa. Com tantas Emoções e Diversão. Ha, detalhe, nunca fiquei tanto tempo sem tomar banho. Mas Vejam em 5 dias Tomei 2 Banhos KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Literalmente essa Viagem Mudou minha vida, e por isso me sinto responsável a passar para todos Vocês. Gostaria de Ajudar as Pessoas 10% do que o Site Mochileiros está Me Ajudando pelo Mochilão pela América Do Sul que Farei em Janeiro Muito Obrigado a Todos!!!!!!!!!!!! Estou Pronto Para Ajudar. Ao longo do tempo vou Postando mais sobre o Estado De Goiás.
  10. QUARTO DIA Acordamos bem cedo,umas 5 da manhãm, para ir de encontro ao nosso principal objetivo da viagem, Cavalcante de Goiás, Cachoeira Santa Bárbara. Não perdemos muito tempo com arrumação de barracas, as deixamos montadas pois voltaríamos. Neste itinerário, tão corrido, todos já estão cansados, os nervos afloram-se rrsrrs. Pegamos a Linda estrada, Cruzamos o paralelo 14, há um certo misticismo acerca disso. Passamos então pelo ponto mais alto do Estado 1676m. Para quem mora à 800 metros a nível do mar dá uma emoção rsrs. A distância não é tão grande, mas a ansiedade nos tornou reféns do relógio, preocupados em chegar demasiadamente tarde e não dar tempo de fazer o passeio. Quando atracamos em Cavalcante de Goiás lemos a Placa: "O progresso está chegando por aqui", achei interessante e comecei a dar risadas, pois parecia que ele ainda havia parado na estrada (que é ótima) e ainda estava por lá. Mas tudo bem. A cidade é linda, pra que progresso se há cultura nas contruções e costumes? A minha primeira impressão foi de uma cidade interiorana, como Mossâmedes (também de Goiás), cercada de montanhas e um clima agradável. Meu primeiro instinto foi de checar o GPS para encontrar o Serviço de Informações ao turista, meus olhos foram mais rápidos e é a primeira coisa que se avista na cidade, para nossa felicidade. Pegamos informações que não foram exatas (as ruas são confusas) e quando se pergunta na rua muitas pessoas não sabem lhe passar informações. Então segui rumo ao Sítio Calunga, este é um povoado de descendentes de escravos, que meio ao império capitalista ainda consegue manter alguns de seus costumes, como religião, culinária e atividade de subsistência. Quando falei que eram descendentes de escravos minha tia deu um pulo e me perguntou se falavam nossa línuga rsrsrsrsrs. Parei para pensar e fiquei imaginando se seria capaz uma tribo manter todas suas culturas, inclusive linguísticas depois de tal intervenção turística. Ninguem havia me alertado que seriam quase (ou mais, nem lembrei de marcar) 30 km de estrada de terra. Ninguém também me avisou que teria que subir a serra, pelo GPS, oscilamos mais de 200 metros, entre subidas e descidas. Nem preciso comentar a situção das estradas de chão né (horríveis) e eu de Carro 1.0, dividindo espaço com caminhões gigantes, que faziam curvas a velocidades que imporiam medo a pilotos da fórmula Indy (exagero) hehehe, mas eram muito rápidos. Peguei inclinação de subida que estimo que tivesse uns 60 graus. Quando vi uma placa, para converter à direita e chegar ao Sítio dos Calungas fiquei animado (ledo engado). Ainda faltava o que seria o trecho mais acidentado. Ainda na preparação da viagem vi vídeos que mostravam jipes passando por dentro de rios, mas achei que fosse opção kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Era obrigação. E lá vou eu com Meu golzihno preto 1.0 atravessando rios. Mas foi até tranquilo, emocionante, heheheeh Do jeito que eu Gosto. Chegamos ao povoado e recebemo a pior notícia de toda a viagem. Um integrante da comunidade havia falecido naquela madrugada. Tudo estava fechado. A cidade tem de escola a igreja, fiquei impressionado. Mas me preocupei com os guias que estavam todos de luto. Muito tempo nos lamentando apareceu um rapaz triste, que se ofereceu à nos guiar. Ele cobrou 50 reais. Aceitamos e ele combinou que seriamos rápidos, para que ele voltasse à tempo do velório e enterro. Ninguem sabia a causa da morte, houve quem citasse tiros por briga em bar até queda do cavalo. Fiquei bastante triste também, estavamos todos sem sorte. [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204182917.jpg 500 375 Legenda da Foto]Sítio Calunga. [ ].[/picturethis] Atravessamos o Rio Capivara, com águas mais cristalinas que seu copo de água mineral. A caminhada total é de aproximadamente 12 Km (ida e Volta), mas é a caminhada mais leve que vivi em toda a viagem. São raros os desníveis, o rítmo corria tranquilo, mas minha tia já se queixava de dores musculares nas pernas. Ele se manteve resguardado a me respoder o que era perguntado, sem grandes informações adicionais. Eu sou tararela né hehhehhee Perguntei muito. No final ele foi se soltando e conversando mais. Quando chegamos na parte de baixo da cachoeira foi incrível, começamos a gritar e nos debater hehehehehheee. A emoção foi muito grande, como citei na filmagem, me faltou palavras. Deixei a câmera gravando, arranquei a roupa e fui tomar um banho. PPPPPPPPPPPUUUUUUUUUUUUUUTTTTTZZZZZZZZZZZ Geladaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa. Chegava a bater os queixos, mas que emoção. Olhem as Fotos [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204181043.jpg 500 375 Legenda da Foto]Olhem a Cor desta água [ ].[/picturethis] Achamos que havia acabado, quando o guia riu de nossa ingenuidade e nos convidou a continuar a caminhada, resistimos e olha o que nos esperava entre as árvores retorcidas: [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204181300.jpg 500 375 Legenda da Foto]Já se ve ao fundo a coloração da água. [ ].[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204181348.jpg 375 500 Legenda da Foto]Me emocionei novamente rsrs. [ ].[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204181431.jpg 500 375 Legenda da Foto]Minha Foto Preferida. [ ].[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204181508.jpg 500 375 Legenda da Foto]Abismado Filmando!!!.[ ].[/picturethis] Faltaram palavras agora para concluir o Post rssrrs, mas ainda aconteceu muita coisa, então vamos lá. Voltamos sem querer voltar. Mas ficamos comovidos com a situação que o guia e sua comunidade vivia, então fomos embora sem reclamar. Agora sentimos o peso da viagem, estavamos cansados e com muita fome. Os petiscos que compramos no primeiro dia em Alto Paraíso haviam acabado. Quando chegamos em Cavalcante já eram 5 horas da tarde, o sol se preparava para se por então fomos até uma área de camping que ficava embaixo da ponte sob o rio das Almas. Lá pedimos 3 almoços, que seria janta ( que seriam servidos 1 hora depois) udhafhudfusuaufdsf Conhecemos o dono do bar, MIRO, eta rapaz que foi interessante. Quando chegamos ele ficou intrigado, tal, pagamos as bebidas que consumimos na hora. Comemos como uns loucos uhdsafsdfa, achamos que a comida do mundo iria acabar, pagamos 10 reais cada um, e houve que achasse caro (corto minha garganta mas não conto quem foi) hehehehhe Fiquei até tonto dhahfudfuasfhsdauf [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204182232.jpg 500 375 Legenda da Foto]Acho que nunca senti tanto frio na Vida hudasdfa. [ ].[/picturethis] Pagamos 5 reais por pessoa e ainda barulhamos ele e tomamos banho no chuveiro quente>>>>>>>>CHUVEIRO QUENTE. O Primeiro da Viagem kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Detalhe, agora o Miro era nosso amigo e não desconfiava mais de nós. Ae já acertei tudo a noite e falei q era pra ele não precisar acordar cedo. Ele Acordou antes de nós e ainda coou um cafezinho, tem base. Ha, detalhe ele é daqueles caras todo valentão, parece aqueles motociclistas de clubs, só tocava Rock internacional e tals. Fui deitar umas 6:30 e só acordei no outro dia kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Gastos do Dia Guia - 17 reais por pessoa Almoço - 10 reais Camping - 5 reais [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204183023.jpg 500 375 Legenda da Foto]Rodovia-Alto Paraíso-Cavalcante.[ ].[/picturethis]
  11. TERCEIRO DIA Putz, só de lembrar do que estou escrevendo agora está me dando uma saudade Louca de lá, se eu pudesse iria agora mesmo, saudades das pessoas e dos Lugares, hehehe mas Continuando. Acordamos mais cedo hehehehe, mas também né pra quem dorme antes das 10 da noite e com o corpo extremamente cansado, não há outras alternativas. No dia anterior haviamos combinado com o Traíra que iriamos ao Raizama, não preciso nem citar que se trata de uma cachoeira né. hehehe Quando encontramos o Traíra em São Jorge ele nos falou que o lugar mais bonito de todo o complexo natural existente na região, segundo ele o mais bonito do Brasil chama-se SEGREDO atentem-se para este nome, pois ainda quero ir até lá e contribuir aqui no fórum, ou se alguém for antes. Então fiquei extremamente entusiasmado, porém ele logo falou que cobraria 60 reais pra nos acompanhar. Como a única profissão dele é guia, e a temporada estava fraca, ainda era praticamente Junho, o Fluxo grande Começa em Julho. Ele já era quase nosso amigo usdafhusdfasuf Putzzzzzzzzzzzz. Ae logo falei, agora descobri porque seu apelido é Traíra usdafhdfhusdfhusda. Ele tentou justificar, mas ficou no meio e falou que gostava muito de nós e que iria nos acompanhar até o Raizama. Vale lembrar que Raizama é muito bonito, mas é muito turístico e de fácil acesso, como o Vale da Lua. Eu sou mais aventureiro, gosto de lugares mais inóspitos, intocados e de beleza inigualável. O Pablo e Minha Tia então não queriam desembolsar mais grana udafhusdfsfsfa, quanto já gastamos né, mas tudo bem, cada um com suas "nóias". Então prontamente ofereci 40 reais para ele, ele negou. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Fiquei Louco e questionei, você prefere ficar sem ganhar nada e nos acompanhar no Raizama ao invés de ganhar 40 reais para nos levar ao segredo? Ae ele me falou que seriam 16 km de caminhada no Total. hehehhehe Ae o Perdoei. Eu estava animadíssimo, mas minha Tia, que está entre os 40 e 50 já sentia o peso da caminhada do dia anterior então não criei muito caso e deixei como estava. Gente, só lembrando: Raizama e Vale da Lua não precisam de Guia. Quando chegamos no Raizama, antes de entrar fiquei pasmo. Como sempre tive um interesse inexplicável com a Cultura, meu canal de Carteirinha é o Canal Brasil. Certo dia assisti um Documentário que se Chamava UTROPIC- O UMBIGO DO MUNDO de Ana Karolina de Carvalho e Luciana de Mello. O documentário de 15 minutos foi Filmado em 2005, justamente na portaria de Entrada do Raizama. Quando se chega neste local os feixes de olhares privam-se ás caixas de som, tambores, arquibancadas e decoração Psicodélica. Havia quatro carros estacionados na parte mais afastada. Não havia movimento de uma única alma viva, apenas o vendo a nos movimentar os Cabelos (bem, ai estou mentindo, porque o único cabelo que o vento modificava era o da minha tia) udsahusdfahsdfhuasdf Me senti como no Documentário, Milhares de pessoas dançando durante uma semana. Pessoas de Todas as nacionalidades. Desde crianças a gringos (noiados). Putz Quando fechei os olhos e abri voltei a realidade, deixando meus pensamentos, foi uma das sensações mais impressionantes de toda a viagem. Não que eu goste de RAVES, TRANCES ou festas do gênero, mas compreendo essas correntes como ramificações culturais contemporâneas. heheheheh Outro comentário que deve ser inserido em outros fóruns udhahusd3fa. Bom, adentramos á portaria e surgiu um jovem rapaz, meio loiro de cabelos curtos. Poderia chutar que seria um DJ. Vestia roupas leves, bem coloridas e tinha sotaque de Candango (Brasiliense, que são chamados de maneira pejorativa de Candangos pelos goianos, mas sem ofenças, adoro os brasilienses, mas tenho uma queda mesmo pelas brasilienses) (continuando a história, candangos foram os trabalhadores que migraram de todos os cantos do Brasil para construir Brasília, então ficou o apelido). Compramos as entradas, que custaram 10 reais por pessoa. Bom, já estávamos acostumados com as tarifas de 10 reais hehehehe. A parte boa é que o guia não precisou pagar, é isento e eles sempre usam uniformes. Gente, as tão comentadas fotos da entrada do Raizama serão postadas posteriormente pois estão em outro computador, então estou postando as que eu tenho aqui. Prosseguindo, As trilhas de ida são extremamente fáceis, qualquer pessoa pode fazê-las. As de volta já são mais acentuadas, mas quem resolveu ir tem q voltar né usduafsdfha. Considero o que vi como um Balneário, pois não se trata de uma queda d'água, mas de diversas, inclusive várias que se unem a uma única, é bom complexo de explicar, mas é lindo. Quando você está na trilha quase nunca tem ac,essso diretamente aos raios solares, são em sua maioria barrados pelas folhas das árvores, o que não acontece tando nos outros lugares. Só para constar, hehehe, em algum momento já comentei que a água é fria? Jáaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa Mas as águas daqui são extremamente mais geladas kkkkkkkkkkkkkkkkkk, creio que as nascentes são isoladas dos raios solares, assim como as pedras, fazendo com que a temperatura seja mais baixa que nos outros locais. É claro que não utilizei nenhum termômetro para fazer esta medição rsrsrs, apenas por instinto mesmo. O primeiro trecho é formado por pequenas piscinas naturais que são dividas por quedas d' água, o que forma uma visão maravilhosa. [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204170859.jpg 500 375 Legenda da Foto]Lindos Caminhos. [ ].[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204170935.jpg 500 375 Legenda da Foto]Não se Iludam, esses buracos podem ter mais de 3 metros de profundidade [ ].[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204171033.jpg 500 375 Legenda da Foto]Região dos Cânions [ ].[/picturethis] Muito bem, continuamos a andar, até chegar á queda principal. Confesso que foi o primeiro momento da viagem em que eu fiquei com medo. Existe uma cordinha de isolamento, a qual todos os turistas devem se afastar. Mas nunca fui turista, sou aventureiro kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Perguntei pro Guia se Poderia passar para Fotografar e ver a profundidade do Precipício. Ele disse que sim, mas com imenso cuidado e me contou a seguinte história. Um gringo teve a mesma idéia, mas quis se aventurar demasiadamente (não é o meu caso, ao menos me resta consciência do perigo rsrrssr). Escorregou e caiu aproximadamente 100 metros. Segundo informações do traíra a cabeça dele foi decepada pelo impacto. Não consegui visualizar a maneira, mas acreditei. Segundo ele amarraram uma corda nele e foi puxado por 4 homens. Passaram-se 12 horas entre a queda e o resgate. Bom já fui mais cauteloso que o de sempre kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Tirei fotos do lugar, porém não me arrisquei para pegar fotos do fundo, acho que foi por isso que estou escrevendo este tópico rsrsrs. [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204171734.jpg 500 375 Legenda da Foto]O que vemos ao fundo ainda não é o final da queda, as pedras escondem o que outros ângulos revelam.[ ].[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204171825.jpg 500 375 Legenda da Foto]Outro ângulo.[ ].[/picturethis] COntinuamos em direção a uma área de banho que Traíra dizia que poderia pular. Eu nunca confiei, digamos que tive uma experiência desmotivadora na infancia rsrsrsrssr. Foi em piscina mas gato escaldado tem medo de água fria não é? Traíra pulando Pereira foi em seguida. Pereira se arriscou, pois caiu bem perto da pedra. Mas é Deus que Olha nessas horas. Minha função foi filmar as macaquices deles. No final vou postar os links do Youtube. [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204172156.jpg 500 375 Legenda da Foto]Reparem a distância do "spray" e a quina da pedra submersa. Na filmagem esta distância é mais visível. [ ]. r[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204172555.jpg 500 375 Legenda da Foto]Poço do Salto. [ ].[/picturethis] Quando chegamos na parte dos Cânions (aliás, quase tudo lá é cânion) o Traíra foi escalar um paredão, para que eu pudesse filmar. Deu de Cara com uma Jararacuçú (cobra peçonhenta do Cerrado). Teoricamente seria Uma cobra jararaca maior (UÇU), biologicamente são da mesma família mas com diferenças quanto a tamanho e peçonha. Salvo engano há imagens da cobra no vídeo. Deixamos o Raizama com gostinho de quero mais, pois o trajeto foi curto se comparado aos nossos outros. Meu Programa baseava-se em uma atração por dia. Então fomos para o Pelé, tomamos umas 2 geladas só, cantamos um pouco e nos despedimos dalí. Fomos para o Vale da Lua e ficou combinado com o Guia de ele ir para assarmos uma carne à noite. Quando chegamos na nossa casa emprestada heheheheh Haviamos comprado molho de tomate e macarrão. Minha tia ficou encarregada do preparo. Ae então chegamos a um ponto em que acho que ninguem se lembrou rsrsrssr. E o Banho?????????????????????????????????????????????????????????????????????? Reparem que saímos de Goiânia há 3 dias kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. E na água Gelada. hehhehe. Pereira, vamos tomar banho lá em baixo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, acho q já está no dia, não ? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk O Robson foi conosco e havia inúmeras pessoas. AInda bem que levamos o anfitrião, que nos levou para a HIDROMASSAGEM, rsrs, se lembram? [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204173105.jpg 500 375 Legenda da Foto]Ae galera, sem gracinhas, mas essa foto foi tirada nem sei por quem, e o sabonete havia acabado de cair. QUem Abaixou pra pegar o sabonete? Ninguem kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk [ ].[/picturethis] Continuando a História do Sabonete eu e o Pereira já haviamos nos ensaboado, claro que cada um ensaboou a si próprio né. Faltava o Robson, que meteu a mão na saboneteira (fenda na Pedra) uhdfuasa. Agora façam-se minhas as palavras da minha tia: "Nada ruim que não possa ser piorado" 3 dias sem tomar banho, quando ela foi tomar, cade o sabonete? dafhusdfhfa Coitada. Mas se não me falha a memória a esposa do Robson ofereceram o chuveiro para ela tomar banho hehehe e todos fomos pra fogueira felizes hehehehehe. O Sogro do Robson adora Viola Caipira, ae cantei umas modas com ele, bebemos um vinhozinho na beira da fogueira (poisa lá faz um friozinho à noite, claro, frio de goiano) e chega o Traíra. Ele ficou um pouco, tomou umas geladas, foi embora e nós fomos dormir. Antes nos despedimos, pois no dia seguinte levantariamos cedo e iriamos para Cavalcante de Goiás, em busca da que se intitula a cachoeira mais bonita do Brasil: Cachoeira Santa Bárbara. Gastos do Dia: Entrada no Raizama 10 reais. Lucro do Pelé 6 reais Felicidade: Não tem Preço hhehehee Total: 16 reais mais Alegria
  12. SEGUNDO DIA Chegamos na Cidade de São Jorge aproximadamente 10 horas, o que seria bastante tarde para fazer uma trilha que não é tão curta, além de ficarmos parados em diversos locais, seja para descansar, comer ou tomarmos banho de rio. Quando chegamos não encontramos o Traíra que nos guiaria, e esperavamos um precinho camarada. O encontramos na casa de um tio dele, e logo enchergamos nos olhos dele que não estava com grande animação para guiar ninguem hehehehehehe, coisa de nativo. Mas falou que faria por 70 reais. todos nós demos um pulo, ae ele falou que faria por 60, e mais de 5 pessoas ele cobra 10 por cabeça. Então fechamos. Fomos nos dirigindo ao parque de carro. Havia uns 4 ou cinco carros estacionados. Notei que dois eram alugados em Brasília, o que é normal, os gringos chegam de avião e alugam carros na capital federal para fazer esta viagem (a maioria vai até o deserto do Jalapão), afinal estamos a menos de 100 KM da divisa com Tocantins. Na estrada conhecemos duas figuras. Um mochileiro que esqueci o nome, mas ficamos bastante chegados que namorava uma gringa (mais branca que papel higiênico bom) ufhuasdfhusdf, acho que ela era dinamarquesa e viajava de mochilão pela América do Sul sozinha, falando umas 3 palabras de português. Então cada um pagaria 10 reais pro Traíra. Achei uma quantia extremamente pequena, diante de tais belezas. Quando vou viajar geralmente faço uma reserva, então não fico com mesquinharias, não quero passar vontades, então me divirto. O pereira achou meio caro e tals. Mas imagina um guia que anda quase 12 km entre subidas e descidas, aguentando turistas chatos, perguntando um monte de coisas heheheheehe. Acho que o Valor é baixo e ponto. Bom preenchemos uma série de formulários no parque e entramos. [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204153708.jpg 500 375 Legenda da Foto]EU, Pereira e Robson ao Lado [ ].[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204153840.jpg 500 375 Legenda da Foto]Olha o grupo todo reunido, eu sempre com minha câmera, filmando tudo. [ ].[/picturethis] Quando caminhamos em um trecho tão desgastante, seja pela irradiação direta do sol, subidas, descidas ou mosquitos impetuantes, não se tem muita noção de distância. Então acho que caminhamos uns dois quilômetros até chegar no ponto mais alto da trip, o salto do Rio Preto, com mais de 100m de queda. OS paredões são incríveis. [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204154354.jpg 500 375 Legenda da Foto]Paredão Incrível [ ].[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204154453.jpg 500 375 Legenda da Foto]Salto I ou II do Rio Preto hehehe, mas é o mais Alto [ ].[/picturethis] Depois de apreciar por algum tempo esta queda o guia nos convidou para tomar um banho, então prontamente fomos deslocados. Eu dei algum trabalho, pois estava filmando concentrado hehheheehe. Caminhamos mais algum tempo, creio que algo em torno de meia hora. No caminho cruzamos com um grupo específico de gringos. Os guias que falam Inglês em São Jorge são raros, mas a linguagem do capitalismo e dólares sempre fala mais alto hehehe, então eles pagam e a maioria dos guias levam, os gringos contentam-se com a paisagem e esquecem das informações. Eu dei muito trabalho pois o questionava bastante, e o guia não tinha um conhecimento tão aprofundado. Eu havia estudado tanto sobre a região que poderia guiar um grupo heheheh, mas como estava com os dias contatos continuamos a trek. Quando chegamos ao Salto do Rio Preto, II, eu acho, que é o Mais alto. Vale lembrar que a nomenclatura de I e II foi feita pelos pesquisadores do parque então a maioria dos guias não sabe se a mais alta é o salto I ou II, mas isso não muda em nada, as paisagens que vemos nos emudecem. Eu tenho asma, convivi sempre com a doença, sempre necessitando mais de uma bombinha de asma do que grana viva huasdfsdfhuasfhusdf, mas tudo bem. Já estava exausto quando chegamos neste ponto. Quando de longe avistei a queda enchi-me de energia, peguei a bombinha, dei duas respiradas profundas e saí correndo, acompanhando o pereira em mais uma emoção. [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204155352.jpg 500 375 Legenda da Foto]Sem palavras [ ][/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204155451.jpg 375 500 Legenda da Foto]Olhem a proproção entre nós e a Cachoeira [ ][/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204155541.jpg 500 375 Legenda da Foto]A gringa disse: Inclível, hehe, ela está aprendendo aos pucos. [ ].[/picturethis] Estávamos todos com muito calor e eu com minha asma á mil resolvemos tomar um banho. Porém esqueci de um pequeno detalhe, a água é simplesmente GELADA usdafhusdfsuafua E não estou brincando hehehehe Mas tive que entrar na água e esbaldei-me, sem me preocupar com minha asma e vale lembrar que não havia levado toalha. Mas ao meio dia, pra que toalha não é? O guia estava com um pouco de pressa, não sabia porque, mas não quis me intrometer demasiadamente, então seguimos a caminhada. Esta agora consolidou-se como o trecho mais curto, quando nos demos conta chegamos em Cânions. PUtzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz Fiquei maravilhado e nem acreditava no que estava vendo. uma formação rochosa incrível. Em meu entendimento tão majestosa quanto o Vale da Lua. Nesta até o guia entrou na água. Eu sou apaixonado em meio ambiente, mas entrar em rios com água escura nunca foi minha praia. dsuafusdffusfhuasdfafa Mas nesta não havia como não entrar. Ha detalhe, estamos no Rio Preto kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Entramos na água e fomos para uma pequena queda d' água, a qual os guias chama de hidromassagem hehehehe, as que eu conheço são diferentes, mas os efeitos de relaxamento muscular são semelhantes. Me diverti a valer [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204160422.jpg 500 375 Legenda da Foto]O que tem de Bonito tem de Perigoso andar neste lugar hehehe, eu descobriria o quanto logo adiante. [ ].[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204160633.jpg 500 375 Legenda da Foto]Isto é hipnotizante [ ].[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204160722.jpg 500 375 Legenda da Foto]Um ano antes desta viagem tirei uma foto em Porto de Galinhas-PE extremamente semelhante, a formação rochosa desta foto é semelhante á formação de corais da foto citada, Agora se perguntarem o que tem haver? Sei Lá, achei interessante ehhehe [ ].[/picturethis] Eu estava escalando uma dessas formações e o Pereira já havia escalado, chegamos então no local desta última foto. Lá é extremamente escorregadio, não pelo lodo, mas as rochas que estão próximas á margem do rio preto são tão escorregadias como notas de 100 reais. E o Pereira foi andar e caiu de quatro. uahufhusdafuhusdfa. Nossa, não vi outra alternativa, tentei me manter, mas foi tão engraçado que comecei a gargalhar, e como tudo nessa vida é pago dsuafhudfusfdsfa, Cai também, cortei a mão hehehe, sangrou um pouco mas logo passou. Então fiz a observação hehehehhehehe Cortei a mão mas não caí de 4, então estou é no Lucro kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Bom depois de tantas gargalhadas, suor e sangue udafhusdffahusdfasf, Fomos ao meu carro, e éramos 7 pessoas kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, eu não queria deixar o colega mochileiro e a gringa volterem à pé, é pertinho, mas pra quem gastou tanta energina até 1 km é muito hehehe. Então Fizemos do meu Golzinho um coração de Mãe e nos apertamos, bom, menos eu né, motorista, ninguem pediu pra vir no colo kkkkkkkkkkk Chegamos na cidade( heheheheh modéstia à parte), no povoado de São Jorge, fomos remetidos pelo guia ao Bar do Pelé. hehehehehe O nome é pela semelhança do dono do bar com o jogador de Futebol, nem achei tanto, ele deve ter uns 1,60m udafudsfsafdfa exagero ou não ele ficou com o pé atrás, pq fomos chegando e descarregando os violões e a Viola caipira. Então foi juntando uma galerinha animada, mas tinha muito mais turistas que nativos. Fizemos um som e pedimos uma Cerveja, O Pereira assustou com o Preço da Cerva, 3,50, mas cá entre nós, é o preço de qualquer botequinho em Goiânia. Comemos mas coxinhas, de 2 reais cada uma, se não me engano. Mas é incrível, o preço da cerveja eu nunca esqueço, e ainda há estudiosos que falam sobre amnésia alcoólica kkkkkkkkkkkkkkkkk No Bar conheci o tio do guia, que era evangélico, mas queria me conhecer, bom, ele disse q queria conhecer o violeiro, hehehehehehe fizemos amizade, tocamos uns dois dias juntos e ele gostou de nós todos e nós dele. [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204162018.jpg 500 375 Legenda da Foto]Esse ae é o Tio do Traíra, que é Evangélico mas viu uma Viola caipira e não resistiu, foi passar a mão na danada, segundo ele tinha muitos anos que não sapecava a bichinha. [ ].[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204162306.jpg 500 375 Legenda da Foto]Pensa se tem gente soltando o Gogó, hehehe, tem gente que diz que cantar ajuda pra asma, fazendo bem ou mal uma Antarctica bem gelada sempre ajuda heheheheh [ ].[/picturethis] Este dia foi incrível e descobrimos que este seria o dia mais cansativo de todos. Mas depois de tudo isso não estava nem próximo de acabar hehehe. Bom todos os lugares onde se passa a mão na viola costuma-se chamar a atenção, não por cantar bem ou beleza udsafhusdfasu que não passa nem perto de mim udasfusdfuauf mas pela Viola Caipira. Violão todos tocam, agora viola é Tradição do nosso Sertão, mas vai desde Os Repentistas do Nordeste até os Catireitos de Goiás. Minha praia é farra e estudar as culturas. Bom ao que interessa passou uma moreninha até ajeitadinha, como se diz em Goiás, hehehe Dá um Caldo. O Guia falou que ela estava interessada e tals, ai já virou meu amigo é Claro dusafhusdfuasf, só que tinha um problema, o Pereira iria ficar chupando o dedo? Naooooooooo. O guia falou pra ela arrumar uma amiga, o que eu não contava ocorreu, o Pereira ficou meio tímido e nem quis me acompanhar na casa da senhoria. Fui eu e o guia. Ela quis ir pro Vale da Lua, já era Noite, mas a amiga dela empacou. Ae logo pensei, teria que trazer as minas de madrugada pelas estradas um pouco melhores que trincheiras da primeira guerra dusahfdfhafuadusaf Logo abandonei, por diversos fatores é claro hehehehehheee Assim chegamos exaustos no Vale da Lua, já era noite, nem rolou fogueira kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Mas o Robson ainda fez um Churrasco para jantarmos. Ele é de Boa d+++, Sem Noção de TUDOOOOOOOOOOO Nos resguardamos a dormir. E que Noite Maravilhosa de Sono. Fechamos o dia tendo gastado Guia: 10 reais por pessoa Bar do Pelé 10 reais Só udhafudsfufhfahusdfashfhuasdfas 20 reais, pq já haviamos comprado mantimentos no mercado no dia anterior.
  13. Olá Galera Sou Murilo Coelho, conhecido por Violeiro. Tecnicamente sou Acadêmico de Direito, Assessor Jurídico Ambiental e tenho projetos sociais de Educação Ambiental, com atuação na região de Caldas Novas-GO. Sempre fui apaixonado por viagens e quando comecei a estudar apaixonei-me por geografia e história, percebemos que podemos viajar milhares de quilômetros sem sair do lugar pelas páginas de um livro. Ingressei na faculdade de Direito na atual PUC - GO e conheci a pesquisa científica, instigante como física quântica.heheheh Criei uma tese de Resfriamento das Águas Termais de Caldas novas, a qual se formou o objeto de minha monografia. BOm, deixando de lado minhas peculiaridades subjetivos vamos ao que interessa. Moro Goiânia, até Alto Paraíso de Goiás são aproximadamente 425km. O que seria aproximadamente 6 horas de viagem de Carro. Saí dia 29 de Junho de 2009. Minha família tem um Buffet Infantil, o qual eu trabalho para conseguir dinheiro para minhas viagens (que não são poucas, porém a maioria dentro do estado). Já cheguei a viajar por um período de um ano, entre terça e quinta feira, divulgando meus trabalhos ambientais e levando a cultura pela Viola Caipira hehehe. Olha a Danada: Bom, no dia anterior trabalhei até aproximadamente 2 horas da manhã, e ainda extasiado com a viagem que faria no dia seguinte, ainda por cima dirigindo, mal consegui dormir. O despertador tocou ás 4 horas da amnhã husdaufhsdfasusa, e aquela preguiça danada que foi vencida pela ansiedade de chegar em um vale sagrado me acordou. Não consegui passar do Distrito Federal antes do Horário de pico, o que me atrasou em quase 2 horas, totalizando quase 7 horas de viagem. Quando nos aproximamos da região fomos surpreendidos pela paisagem magnífica, frisado pelo sol baixo. Passamos por uma pequena cidade que se chama São João D' Aliança, poucos quilômetros antes de Alto Paraíso. Dias Antes havia ligado em postos da cidade para checar exatamente qual o valor do combustível para fazer economia, afinal de contas sou totalmente quebrado uhsdafhusdfa. Constatei que na cidadezinha estava mais caro que Alto Paraíso, e por míseros trocados deixei para abastecer mais a frente, pois havia pouco menos de meio tanque udfahusdfsaf Pobre é fogo Como todo bom turista fui lendo as placas com atenção. Li Cachoeira Macaquinhos. Na minha pesquisa que realizava há 1 mês consegui juntar algumas fotos das principais cachoeiras e então resolvi dar um pulinho nessa tal cachoeira. Quando entrei na estrada de terra achei que alguns poucos quilômetros seriam suficiêntes para chegar na tal cachoeira. Lêdo Engado. Fui encontrando algumas pessoas no caminho e cada uma falava que estava distante, mas como já estava mais pra lá do que pra cá resolvi continuar. A estrada não era como um tapete, mas ao menos não havia barro então fui adentrando, de olho no combustível abaixando duafhudasf. Quando registrei uns trinta quilômetros calculei que poderiamos andar mais uns 5 km no máximo, pois deveríamos voltar ao asfalto e ainda seguir 25 km até Alto Paraíso. As pessoas que moram nessas regiões são bem carentes, mas muito simpáticos e prestativos. Quando parei em uma fazenda, já agoniado perguntei à um senhor sentado e fumando um cigarro de palha (muito comum na região, para espantar mosquitos). Dissem-me que morava na região desde os quinze anos e nunca visitou a cachoeira, então o mais irreverente, porém de fase, Pablo Pereira (que não trazia contrabando da Bolívia mas curtia um Faroeste caboblo) dsuafhsdufa gritou: Danou-se, O velho mora há 80 anos e nunca foi na cachoeira, deve estar longe pra caramba. udsfahdfa Bom é uma pena que o sotaque de goiâno não seja possível de ser reproduzido, mas todos o imaginam, rsrssr e ficou um tal de "QUE TREM LONGE" !!!!!!!!!!!!!!!1 Resolvemos Voltar, pra quem viajava com orçamento curto já foi o primeiro Baque da viagem. Chegamos então em Alto Paraíso de Goiás, quando desci do carro e pisei no chão da cidade senti algo Místico (sem pensamentos maliciosos por favor hehehe). A cidade é dotada de uma tranquilidade e energia incríveis, e olha que nem sou rippie. O que tem de gringo não é brincadeira, tanto morando quanto viajando. Fomos a um restaurante que tinha estendida uma bandeira da França, logo pensei, esse não é do meu nipe, mas como estávamos com mmmmmmmuuuuuuuuuuuuiiiiiiitttttttaaaaaaaaaaaaa fome o Pereira foi chegar. Saiu com o Valor de aproximadamente 40 reais duafhusdfasf. BOm Aqui em Goiás tudo é muito barato, e se espera comer bem e talvez com uma bebida por 10 ou 15 reais (mochilão contido hehehe pra não abaixar o nível). Então fomos a um restaurante que não apresentrutura confiável, nem me lembro o nome, mas é na avenida do Banco do Brasil. Pagamos uns 15 reais pelo almoço e então pensamos, Vamos ficar por aqui? Acampar? Hotel? BOm acho que o Orçamento do Pereira era de uns 250 ou 300 reais, então optamos por seguir para São Jorge, que é o Portal de Entrada para a Chapada dos Veadeiros. Pegamos a estrada que é repleta de costelas de Vaca, udafhudsfas, pra quem vai com carro de passeio dá uma dó no coração. Vimos no meio do Caminho uma Plaquinha para o Vale da Lua. Mal sabíamos como as pessoas daquele lugar iriam mudar nossas vidas. Não sei a do Pablo e da minha Tia, mas a minha mudou para sempre e os terei no coração até que eu pereça heheheh. Quando Chegamos estacionamos embaixo de umas árvores (pela quantidade seria uma piada se não encontrássemos árvores) hhehehehe e lemos a placa que estavam acabando de colocar (Preço de Entrada 5 reais). Quando olhei pra casa que estava recém construída, sem acabamento, nos tijolos mesmo e um bar também em construção, pensei comigo, vamos entrando, se eles cobrarem nós pagamos. Mal demos um passo veio uma Figura, o Robson, que recebeu de nós todos e adentramos na tão famoso VALE DA LUA, que foi alvo até de uma visita do Jornalista-Comediante Danilo Gentilli do programa da BAND Custe o que Custar (CQC). A trilha é muito tranquila, não sei exatamente a metragem entre o local onde deixamos os carros até o início da formação rochosa, mas deve ser algo em torno de 300 a 500 metros. [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204145407.jpg 500 375 Legenda da Foto]Casa do Robson, com vista Incrível [ ].[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204145540.jpg 500 375 Legenda da Foto]Primeira Visão Do VALE DA LUA. [ ].[/picturethis] Minha primeira reação foi de perplexidade, ao contrário de Minha Tia e o Pereira, não tive a reação de turista de ficar deslumbrado com a beleza instantânea do Local, Pensei comigo quantos milhões de anos foram necessarios para moldar essas rochas e deixar esta característica. Esta reflexão me acompanhou durante toda a Viagem, todos os dias antes de dormir tinha meu momento reflexão geológica. Passados os primeiros calafrios com tamanha beleza resolvemos andar um pouco e descobrimos que há uma área plana de rochas do tamanho de um campo de futebol, cercada de pedras mais altas ou mais baixas. Há pedras com mais de oito metros de altura. Incrível. Ao descermos, pulando mesmo, de pedra em pedra, bastante arriscado, pois existem fendas de até quatro metros de profundidade, podendo fazer com que um turista deslumbrado caia ou quebre á perna ou o pé, então não reajam como reagimos e bastante atenção ao caminhar. Uma característica bastante interessante da região é que os dias não são tão quentes como em Goiânia e Brasília, devido à flora abundante. As noites (para a opinião de um goiano, que não é acostumado com o frio) são geladas, heheheh vale considerar que dormimos em barracas. Bom quando voltamos encontramos o Robson arrumando lenha para fazer a fogueira, então tivemos a idéia de pedir a ele para que pudessemos armar nossas barracas perto das árvores. Ele pensou um pouco, acho que imaginado se ia ou não com a nossa cara. Disse que poderíamos armar na latera, do lado do banheiro. Então nem comentamos de valores, estavamos extremamente exaustos depois da viagem, combinada com o "Le PAKUR" que eu e o Pereiraa fizemos udafhusdfuasfsuahu. Ajudamos ele a armar a fogueira e revelamos que tocavamos instrumentos musicais. Eu toco Viola Caipira e Violão e o Pereira Violão. Eu sou Apaixonado em Música de Raiz, na Viola Caipira, aguento um sertanejo no violão e Apaixonado em Rock Nacional. Pereira é mais sertanejão mesmo, mas em GOiás o Povo adora udsafdfa. Na Barraca Grande Ficamos eu e minha Tia e na Pequena o Pereira. Bom vale lembrar que o pereira ficou em desnível e dormia com a cabeça virada para a entrada da barraca (o que é altamente desaconselhável em uma região com tantos animais silvestres). Após montarmos as barracas acompanhamos o Pôr do Sol. Sem Comentários Ao redor da fogueira tocamos algumas músicas e bebemos um vinho que a esposa do Robson havia nos oferecido. Neste Momento começamos a perceber que estavam nos recepcionando muito bem, estavamos sendo tão bem tratados como as pessoas da família, iniciava-se uma amizade. No diálogo Robson nos revelou que a entrada do Parque não era cobrada, porém havia a necessidade da contratação de um Guia. Ele conhecia um, mas o guia atendia pelo nome de TRAÍRA (é um peixe que se aproxima da presa, ganha sua confiança e assim a ataca com seus dentes afiados), que na gíria goiana significa pessoa em que não se pode confiar. Bom estranhamos o nome e perguntamos o motivo do apelido. Não nos foi revelado e ficamos com o pé atrás desde então, mas não iriamos rejeitar o guia se foi tão bem indicado. Acerca de eventos ufológicos (extra-terrestres) hehhehe me considero um estudioso no ramo. Reuno informações e documentos sobre atividade ufológica e tiro minhas próprias conclusões, sem acreditar em céticos ou afixonados. Deixemos o mérito desta questão para o fórum de outra comunidade kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Mas Robson me disse que ele próprio já viu luzes que se moviam pela mata e que seu sogro já tivera uma experiência mais aprofundada. Seguindo diretamente para as mesmas histórias de todo acampamento, de onças e tal. Pereira ficou meio balançado, pois foi dormir sozinho, apesar de ter 1,90 de altura ou mais hehehehe. Fomos dormir, encerrando o dia que consideramos cansativo, porém mais tarde descobririamos que foi o dia mais tranquilo. Gastos: Combustível, que deu aproximadamente 80 reais por pessoa 15 reais de almoço de Cada 20 reais de Compras, para lanches durante a trilha do dia seguinte 5 reais de Entrada Total por pessoa 40 reais, pois o combustível foi dividido no final.
  14. Olá Leo, estou Afixonado em seus relatos rsrsrsrs. Tudo é como um sonho, que estou prestes a realizar. Vou chegar em Cusco no final de Janeiro Início de fevereiro. Depois quero pegar seu contato para tomarmos uma geladinha ae, que pelo que informaram não é tão gelada assim ne hehehehhee A minha dúvida é se nesse período Janeiro Fevereiro é viável ir de Moto ou Hillux á Machu Picchu, devido as chuvas e o aumento do nível das águas nos rios. obrigado
  15. Olá. Em primeiro lugar parabens pela magnifica viagem. Sou de Goiânia, trabalho com Direito Ambiental e apaixonado pela cultura sul americana. De tal maneira que como um bom goiano já viajei pelo Brasil levando os doces sons da viola caipira, de norte a sul Há algum tempo reuno informações para fazer esta viagem, li atentamente seus relatos e me senti como se estivesse me desligando do mundo. Os meus maiores problemas são Asma, Rinite, Sinusite. Além de uma viagem espiritual será uma provação em relação ao meu corpo e seus limites. Nunca me esqueci de uma frase de um livro que li há alguns anos, o qual Ernesto Linch (pai do revolucionário Che Guevara): "Ernesto que se via mais dependente de uma bomba de asma que uma arma na frente de um inimigo" Quando lembro essas palavras arrepia-me à alma. Assim como eu, estudioso que depende de uma máscara para ler um livro um pouco mais antigo, sob o risco de ficar dias internado respirando de um tubo de oxigênio. Minha partida será em Janeiro de 2010, com aproximadamente um mês de duração. A inspiração desta viagem surgiu desde uma aula da quinta série do ensino fundamental, uma aula sobre os Incas, a voz daquela professora morena e conquistou meu inconciente e os desejos históricos alimentados. Desde então surgiu um apaixonado pela cultura sul americana. Quando chegou a adolescência o desejo revolucionário por Che Guevara, aprofundando em sua história até hoje. Quem sabe eu não vá até La Higuera, perto de Santa Cruz de la Sierra. Enfim, depois deste relato tão pessoal, espero voltar de viagem e compartilhar minha trip e compartilhar com a metade da maestria que conseguiu descrever. Um grande Abraço Murilo Nogueira
×
×
  • Criar Novo...