Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

miaraujo

Membros
  • Total de itens

    1
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

1 Neutra

Sobre miaraujo

  • Data de Nascimento Fevereiro 24

Outras informações

  • Lugares que já visitei
    Machu Pichu (Peru), Chapada do Veadeiros (GO), Pirinópolis (GO), Chapada dos Guimarães (MT), Ibitipoca (MG), Jalapão (TO), Barretos (SO), Salvador (BA), Natal (RN), Fortaleza (CE), Florianópolis (SC), Gramado (RS), Caldas Novas (GO), entre outros.
  1. miaraujo

    Tocantins...Jalapão...eu aconselho!!!

    Estive no Jalapão no Carnaval de 2010, eu, meu marido e uma excursão de 21 pessoas. Fomos de Brasília para Palmas de avião e depois seguimos em comboio de camionetes e microônibus para o Jalapão. Ficamos três dias no Parque Estadual do Jalapão e confesso que poderia ter ficado muito mais...pois lá é lindo, maravilhoso! Confesso que senti muita dificuldade de fechar este passeio, pois há pouca divulgação das agências e guias que fazem o percurso, mas por fim, consegui uma empresa muito séria a Nortetur (http://www.nortetur.com.br). Tive que fazer um depósito prévio e o passeio ficou em R$ 750,00 por pessoa, incluindo tudo: transporte, hospedagem, alimentação completa e guia. Lá, acabamos conhecendo outros guias, muito bons por sinal (Genivaldo e Márcio). Cada um ao seu estilo, um mais tranquilo e outro mais "passeio radical", ambos deram as coordenadas corretas, junto com um dos donos da nortetur, que também é guia, Flávio. Ficamos em Palmas um dia...conhecemos as praias Graciosa e da Prata. Recomendo a praia da Prata, muito legal, bem badalada, com um Tucunaré maravilhoso. No dia seguinte...pegamos a estrada. Os locais visitados foram ótimos e lindos, começamos o primeiro dia mais light, vistando a cidade de Ponte Alta, onde fomos na Pedra Furada e nos rios locais. Pegamos uma chuva sem noção, com raios e tudo mais...é perigoso isso! Mas deu tudo certo, conseguimos ver os pontos e ninguém se machucou. É perigoso ir nesta época por causa dos raios, mas tem o lado positivo ir nesta época tb. As piscinas naturais e as veredas se forma e ficam mais bonitas. Muito bonita a paisagem do cerradão e do campo limpo, além das veredas. Hospedamos em Ponte Alta, na Águas do Jalapão. Pousada arrumada, ar-condicionado (aliás, item de primeira necessidade lá), piscina, veredas e uma comida caseira deliciosa. No segundo dia, seguimos em direção a Mateiros, onde vistamos uma série de cachoeiras e as dunas do Jalapão. Paisagem inigualável, que eu nunca vi. E olha que já viajei bastante. Valeu a pena, porque fomos em uma época de chuva, daí deu pra fazer um rally radical, além de aproveitar as piscinas naturais que formam em meio as dunas. E curtir um pôr do sol incrível. Dormimos em Mateiros...estavamos mortos de tantas atividades...Neste dia andamos um pouco mais, mas o carro, a distância e a estrada de chão são uma loucura! Cansa.... No terceiro, paramos para compra de artesanato de capim dourado em Mateiros. É bom pesquisar. Tem um cara que chama Horácio e vende bem barato, mas os materiais não tem taaanta qualidade, mas são bons. Peças mais diferenciadas, um pouco mais caras, vc encontra na Associação de Artesão de Mateiros. Tem cada coisa linda!!! E por fim, fomos na Aldeia de Mucumba, onde estão as primeiras artesãs do Estado. Lá é bom comprar para ajudar a comunidade. Tem peças lindas tb e o preço é bom, mas mesmo se for um pouco mais caro, vale a pena! O 3º dia, pra mim, foi marcante, pois conhecemos a Cachoeira da Formiga e o fervedouro...ambos incríveis e inesquecíveis. Formiga é linda, transparente, inigualável..o melhor lugar para mergulhar e curtir... Já o Fervedouro é uma dádiva, mas aquela areia incomoda depois que a gente sai de lá. Demos sorte...não tinha ninguém e entramos em grupos de 6. É um lugar para preservar. Neste 3 dias, percorremos 1000km dentro do Parque...mas valeu a pena!!! A dica que dou: conheçam o guia , o estilo dele, se é mais aventura ou mais paradão. Veja o que vc quer. Veja também esta questão de camionete e microônibus. Camionete é muito mais legal, veja se tem ar-condicionado...é item primordial. Veja tb a questão de hospedagem e alimentação. É bom que o guia feche para vc um pacote completo, pois eles têm desconto e costumam indicar algo confortável e acolhedor. Não vá esperando luxo, é tudo rústico, mas bem bacana. A comida é simples e caseira, não há televisão ou sinal de celular. As TV's, normalmente, tem uma sala específica, não são nos quartos. Pouca gente vai lá e é preciso guia, pois há muitos perigos. Nenhum caminho tem placa, portanto se perder é a coisa mais fácil do mundo. E o pior: não há ninguém para informar nada. Lá é o 2º lugar do mundo com menos habitante por km2: apenas 1,3hab/km2. Portanto, não conte com nenhum nativo...eles não andam com frequencia por lá. Economizar indo sem guia é besteira. Os guias sabem os melhores lugares, os melhores caminhos e os melhores horários para se chegar. Pra gente, deu tudo certo!!!
×