Ir para conteúdo

Thalita Figueiredo

Colaboradores
  • Total de itens

    285
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    1

Tudo que Thalita Figueiredo postou

  1. Vou colocar o que respondi pela MP: Bom dia Clayton! As passagens podem ser compradas nas agências aqui de Rio Branco, como a KAMPA (68) 3223-0333 e a VIAJE (68) 3224-9977 essa empresas vendem passagens aéreas para a Bolívia... Quando eu fui para La Paz, comprei pela Aerosur lá de Cobija mesmo... fui no feriado de 07.09.10 e comprei a passagem para embarque dia 13.10.10 por R$ 187,00, este valor aqui no Brasil estava saindo a R$ 250,00, sai elas por elas... pq o dinheiro q gastei até lá, dava quase a mesma coisa, só q comprei lá, pq já tinha programado ir com alguns amigos no feriado e fazer nossas comprinhas básicas, aproveitei tbm e comprei um mochila para aguentar até chegar em La Paz e comprar uma mochila boa e alguns casacos p o frio... O problema no site da AEROSUR tbm tive e mesmo tentando comprar com meu cartão internacional, não foi possível... Logo, muitos acreanos estudantes que vão para Santa Cruz de La Sierra ou outros destinos da Bolívia, optam por comprar nas agências, por em algumas dá até para parcelar... Segue abaixo o link do Blog do qual tbm colaboro e lá eu conto um pouco sobre este trecho BOLIVIA E PERU VIA ACRE: http://www.amigosdemochila.com/2010/11/ ... pelos.html
  2. Respondi na MP e vou colocar aki tbm... No dia 01.01.2012 houve um acidente na estrada de Cusco para Puerto, pq numa parte da estrada aconteceu um desbarracamento e o ônibus ficou impedido de seguir viagem, esse trecho já era próximo a Puerto, sei disso, pq a Adriana Souza, colga do Couch Surfing estava no bus e em breve ela vai postar o relato e os detalhes... A solução que ela encontrou foi seguir a pé pela estrada, juntamente com outros peruanos e eles conseguiram carona em caminhonte até Puerto, onde tem amigos e de lá ela chegou em Inapari/PE que já faz fronteira com o Brasil, pela cidade de Assis Brasil, ou seja, ela seguiu o fluxo.... Quanto as operações da empresa estarem suspensas temporariamente para este trecho, dependendo de sua disponibilidade de tempo e grana, o q podes fazer é... Chegando em Rio Branco, compre na rodoviária sua passagem pela empresa MOVIL TOUR até Puerto somente, depois espere a saída do bus, que geralmente estava saindo as 10h da manhã diariamente, exceto as segundas, o trecho até Puerto é perefeito, fica tranquilo.... A passagem estava em média R$ 75,00. O bus fará a parada lá na alfândega, daí registra-se a saída do País e já na alfândega de Iñapari vc registra a entrada no Peru e segue viagem... Para garantir sua chegada em Cusco... compre passagens aéreas de Puerto para Cusco, essa passagem vc pode comprar ainda em Rio Branco através da empresa de turismo KAMPA, que fica localizada no bairro bosque, perto do centro, com disposição dá p ir a pé... Os preços das passagens eu realmente não tenho mto noção, mas consulte os sites da LAN e STAR PERU, que operam este trecho Puerto - Cusco para ter uma noção... Pode tbm ariscar e lá de Puerto comprar uma passagem de bus para Cusco e tentar a sorte, tendo em visto os imprevistos da estrada, pq nesta época é de chuvas em toda a Amazônia, seja ela, peruana, boliviana e brasileira... Hospedagem em Rio Branco, as mais baratas estão próximas a rodoviária da cidade, que tbm é pertinho do centro da cidade, ou seja, Rio Branco é uma cidade pequena e fácil de andar por aqui... Confira o tópico de hospedagens aqui no Fórum do Acre. Acho que é isso! Qlqr coisa, estou por aqui!
  3. Olá Carólis! vamos lá! Primeiramente, seja bem vida ao Acre! Vc pode comprar passagens na rodoviária da cidade, ou mesmo no terminal urbano, que fica no coração do centro da cidade, mas a rodoviária tbm pe pertinho do centro, sem problema nenhum... os bus começam a sair as 6hs da manhã e vão seguindo intervalos de 30m a 1h. Os preços estão de +/- de 3000 a 100 p Cruzeiro do Sul por exemplo, q é mais distante de Rio Branco, está quase lá na outra ponta do mapa do Estado. 1- Assis Brasil e Brasiléia eu consigo ver no mesmo dia e ainda voltar pra Rio Branco? Vc pode comprar passagem para Epitaciolândia que é a cidade COLADA de Brasileia (separadas por uma pequena ponte de madeira,) e conhecer epitaciolândia e Brasileia num passeio só e depois pegar um táxi, ou moto táxi até algum ponto de Assis Brasil... as cidades são pequeninas, então vc consegue fazer em um dia só, fica puxado, mas dá, desde que saia cedinho tbm, pq de ônibus, ele é pinga-pinga, ou seja, faz mtas paradas ao longo da estrada, e demora até 4horas p chegar lá, o que de táxi lotação, vc sai tbm cedo, do ponto da Gameleira, ponto turístico de Rio Branco, onde ficam parados os táxis q fazem diariamente os trechos para o interior, custa em média R$ 30,00 a 40,00 e volta no final da noite, os ônibus acho que o último horário é as 18hs, ou até as 20hs, mas é preciso confirmar... Estando em Rio Branco, vc faz isso rapidinho, indo no terminal urbano ou na rodoviária. A empresa de bus q opera para as cidades do interior é REAL NORTE... 2- Horários e valores de ônibus pra Cruzeiro do Sul, alguém sabe? O tal telefone da rodoviária nunca atende. Eu tinha planos de chegar lá pela manhã e voltar no início da noite... Já economizaria duas noites de hospedagem, será que rola?? Para Cruzeiro do Sul a viagem dura em média 8 a 9hs se for de bus, a estrada já está aberta 'para sempre', digo assim, pq até ano passado, a estrada só era aberta de julho a outubro, que é o verão mesmo, depois fechava e o tráfego terrestre era interrompido para carros de passeios e ônibus, mas desde o verão de 2011, a estrada já está aberta e constante manutenção, logo ônibus e carros estão indo numa boa... minha prima mora em CZS e ela fez o trecho em 7 hora, contando a parada p o almoço, o trecho mais demorado é depois de Feijó... Vc precisa reservar no mínimo uns 4 dias p lá, pq 2 é indo e voltando e + 2 p curtir a cidade, que tem boas opções de banho, como o Igarapé Preto e o balneária Antártica... CSZ é a segunda maior cidade do Estado. O número da REAL NORTE é (68) 3224-4293 Acho que é isso, qlqr coisa, é só perguntar!
  4. *Na Sexta dia 11/11 pra relaxar, pois fica em Copa mesmo, a boa é o Café Del Mar (http://www.facebook.com/cafedelmarRJ?sk=wall/) , ótimo ambiente, boa música pra se dançar, gente bonita, bom custo/ benefício; **Na sexta ou no sábado na Lapa temos várias opções pra curtir a boemia Carioca, com uma variedade imensa de casas noturnas para os mais variados gostos e gastos: na sexta um dos destaque é a LA PASSION LOUNGE (http://www.lapassionlounge.com.br/); na sexta também haverá o ensaio do Monobloco na Fundição Progresso que ao me ver é a melhor pedida ( estarei lá!!); *** Sábado vou pra Búzios! Sempre com baladas perfeitas. Domingo é dia de feijoada, na maioria das escolas de samba rola, sempre com muita gente. Mas é de feijão preto, tá paulistana?! Oláa!! Como indiquei antes ficarei no Brazucas Hostel em Copa! Em contanto com o pessoal do hostel pelo telefone me pareceram simpáticos, então espero q dê td certo para nós por lá... Michele, também estarei na cia de mais 3 amigas, e iremos passar só FDS no Rio e estamos com ótimas expectativas para que tudo seja divertido na cidade maravilhosa!! Como já indicou o Flávio, queremo na sexta (11/11) ir para Lapa e no sábado alguma balada diferente ou dose dupla para a Lapa, domingo (13/11) vamos conhecer o Jardim Botânico e alguns lugares para visitar, sendo q no sábado, compramos um passeio UM DIA NO RIO q pretendemos conhecer os principais pontos turísticos da cidade, logo, se vcs animarem se unir, é só entrar em contato! Ainda temos a 2ª feira (14/11) para ficar de boa até o final do dia, qnd voltamos à realidade...srsrsr Bjão e até mais!!
  5. Olá Jocabh! Eu fui sim na Savassi, inclusive o Koyote fica na Savassi, certo? A praça liberdade passei por ela pela noite uns dois dias seguidos, só não parei para tirar fotos, mas admirei! sr Se oportunidade tiver, certamente eu voltarei à BH e valeu pela dica do Inhotim! Museu a céu aberto, me atrai!! srs Bjo grande!
  6. Bom dia Aina! Vamos lá! Eu fiz recentemente esta pergunta a uma amiga minha que mora em Cruzeiro do Sul, como q as pessoas faziam para ir até Pucallpa via Cruzeiro... ela me disse que as pessoas estão indo sim, mas não sabe dizer ao certo como fazem, estrada, depois barco e daí chegam em Pucallpa. Ela diz q tem um voo de aeronave bimotor, só que é muito carooooo, dura cerca de 20 min, mas isso é inviável... Então não tenho uma informação certa para te passar, mas tenho o e-mail da empresa EME AMAZÔNIA ([email protected]), q eles fazem alguns pacote para o Peru, partindo de Rio Branco/AC, portanto, talvez eles conheçam alguma rota segura para te indicar... Mas vou continuar verificando junto aos amigos de Cruzeiro, se eles tem alguma informação mais correta sobre esta possibilidade, ok?! Até lá! Bjs!
  7. Parabéns pelo relato! No próximo mês passarei um FDS no Rio, chegando na sexta pela manhã e retornando na segunda pela tarde! Então vou fazer basicamente alguns passeios q vc fez! A viagem de vcs foi bem apreoveitada para o pouco tempo que tiveram! Ficarei num Hostel em Copacabana, mas já peguei a dica de ir a praia somente na seguda-feira... até lá certamente, Lapa na sexta pela noite, sábado compramos o passeio UM DIA NO RIO, que cobre mtos lugares e se pique houver, alguma casa noturna! No domingo estou cogitando Jardim Botânico e Lagoa Rodrigo de Freitas... enfim, estamos vendo os passeios que darão p fazer a pé, ou pelas redondezas de Copa! Bjs!
  8. Maria Emília, Agora que vi seu pedido... É o seguinte, a empresa KAMPA que vende este trecho não sabe nada sobre esta empresa... Já a Andorinha, com guinhcê na rodoviária conhece a empresa, mas informa que as vendas são feitas diretamente lá no guinchê da Ormeño, eles não tem telefone... então ele nem sabe dizer a frequência q ele para aqui em Rio Branco... E se vc falar com o pessoal em São Paulo mesmo? Será q eles n poderiam te informar? Bjs!
  9. Sim Ralzito, infelizmente isso está acontecendo em BH, me fez lembrar o alto índice de queimada que tivemos em 2005 aqui no Estado, entramos em total alerta, como em BH... Vamos ficar na torcida para que tudo acabe e os danos possam ser remediados... Bjs!
  10. Gracias! Sim Raulzito, eu tbm já tenho a serra gaúcha na minha rota! Então qnd puder vá p/ Minas, viajar sempre vale mto a pena!! srs Obrigada Geovane!
  11. Valeu por sintetizar as indicações aqui do post... Eu entrei em contato com este hostel por e-mail e me pareceram bem receptivos, consultei o endereço no google mapas e me pareceu mto bem localizado... Só que é aquela questão, alguém poderia validar este Hostel? Estarei em um fds de novembro no Rio juntamente com outra colegas, então gostaríamos de fazer um escolha pra lá de brazuca!! srs Fico no aguardo, caso alguém conheça este Hostel e posso falar do mesmo! Bjs!
  12. [t1]Relato de viagem - Belo Horizonte – feriado da pátria – 02 a 07/09/2011[/t1] Feriadão programado desde de julho, passagens aéreas pela TRIP não eram preços promocionais, mas para a nossa região norte estava barata. Logo comuniquei minha amiga Josi que já tinha planos de ir a BH fazer compras para sua loja de confecções... assim unimos numa viagem só diversão, passeios e negócios!! Sr Ao final de cada dia indicarei os gastos, baseado para uma pessoa. Serão apenas os valores importantes como transporte e alimentação. [t3]02/09 – Sexta-feira - saída de Rio Branco[/t3] Voo da TRIP com escala somente em Porto Velho e depois Belo Horizonte, saindo no horário previsto as 14hs e chegando em BH as 20hs... temperatura em Rio Branco de 33ºC e chegando em BH com 17ºC, sabendo dessas mudanças climáticas dentro do avião já com o devido agasalho....sr Do aeroporto para o Hotel são em média 40km... pegamos táxi. Mas reforço a dica já informada pela galera do fórum de BH que é o ônibus chamado CONEXÃO http://www.conexaoaeroporto.com.br. Ele faz o trecho aeroporto – BH, com paradas estratégicas pelo centro da cidade. Chegamos e fomos direto para o Hotel. Ficamos hospedadas no Formule 1, ótima indicação para que está em até 3 pessoas, porque a diária, mesmo com um hóspede ou até 3 é um preço só. Em BH estava R$ 119,00 a diária, ficando p/ 2 pessoas R$ 59,50. Hotel bem localizado, com ponto de táxi e ponto de ônibus em frente. No centro de BH no tradicional bairro Lourdes, próximo a muitos botecos, restaurantes e ao Shopping Diamond. Deixamos as malas no quarto e fomos passear pelo mirante de BH próximo a praça do Papa, a noite estava fria, mas o visual recompensava... Ver a cidade do alto é show! Depois seguimos para a famosa rua do Amendoin, ou como quiser, rua da Curiosidade, onde em uma pequena inclinação de ladeira, o carro deveria seguir o curso da rua, ele faz o contrário, ao invés de ir para frente ele anda para trás, é só deixar o carro no ponto neutro e sentir que ele vai para trás... Depois de matada esta curiosidade fomos para o bairro Savassi, uma ótima indicação para quem quer conhecer os famosos botecos da cidade. Jantamos uns petiscos, bebemos e olhamos o movimento. Como participo da comunidade do CS, vi que a galera de BH iria se encontrar no Edifício Maleta, no bar do Portuguese. Convenci minha amiga a ir lá, pegamos o táxi e seguimos para lá, só que não consegui identificar a galera do CS e ficamos na Cantina do Luca, uma cantina tradicional de BH, gostamos do ambiente e ficamos por lá um pouco. Noite fria para nós acrianas, cansadas da viagem voltamos ao hotel para cedinho do sábado conhecermos mais de BH. Custos: Táxi: Aeroporto – Hotel R$ 40,00 p/ pessoa (estávamos em dupla) Táxi: Hotel – Praça do Papa (Mirante) - Savassi – Ed. Maleta - hotel: R$ 30,00 p/ pessoa (depois de muita negociação com o taxista...srs) Petisco Bar do Koyote (Savassi) + bebidas: R$ 35,00 [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110923100045.JPG 500 375 Legenda da Foto]Eu e Josi no Koyote.[/picturethis] [t3]03/09 – Sábado – Passeios [/t3] Pela manhã cedo tomamos café no hotel. O café da manhã não está incluso na diária. Saímos para conhecer o bairro Barro Preto que é próximo ao Hotel, mas decidimos ir de táxi. O Bairro Barro Preto ainda é conhecido como pólo de moda de BH, no entanto, constatamos que ele já foi, uma vez que as lojas deste bairro já são abertas para vendas no atacado e no varejo, sendo que o varejo já bem popularizado, diferente do Bairro que hoje é o pólo de moda, o Prado, este sim sendo a indicação para os lojistas do Brasil que buscam em BH novas referências de produtos como fez minha amiga Josi, mas isso conto melhor na segunda-feira que foi um dia inteiro reservado aos negócios. Após muita pernada pelo Barro Preto e poucas compras, já era hora do almoço. Pegamos táxi novamente e rumamos a Lagoa da Pampulha, na Igreja São Francisco de Assis, ponto de encontro para vermos Alessandra e Lívio, amiga acriana casada com mineiro que nos recebeu para um almoço e passeios pela lagoa e Mercado Central. Adoramos a lagoa e ficamos impressionadas com a extensão da mesma e ficamos lá admirando, tirando fotos, vendo a feirinha do outro lado da rua. Alessandra e Lívio nos levaram a um restaurante próximo a casa deles, na Rua Fleming, chamado Bar & Boi, nesta rua havia outros bares/restaurantes sempre badalados. Percebi que o povo mineiro gosta muito de carne de porco, sempre tem essa opção. Assim, pedimos um prato misto e claro com o devido acompanhamento de feijão tropeiro!! Delícia! Depois da comilança, seguimos para conhecer o apartamento da Alê! E depois claro mais passeios de carro, pela Lagoa, e o bairro ao redor, conhecemos a Toca da Raposa, passamos pelos Estádios Mineirinho e Mineirão e seguimos para o Mercado Central, conhecer o que o povo tanto fala de Minas, as cachaças e claro os botecos que tem dentro do mercado. Mas antes de irmos ao mercado, rápida passada na rodoviária, para garantir as passagens para passar o domingo em Ouro Preto. Fiquei encantada com o Mercado Central, grande, espaçoso e bonito por dentro! As bancas são muito bem organizadas, as lojas de artesanatos, a cachaçaria então, para quem gosta era o paraíso!!! Srs Depois de algumas voltinhas pelo mercado fomos ao Bar da Loira, que há três anos está entre os primeiros colocados no Concurso de Comida de Boteco de BH, evento já tradicional de Minas. Cerveja gelada, papo solto e queijooooooo delicioso para tirar o gosto! Eu que nem sou muito fã de cerveja me vi bem saidinha para tomar muitos copos!! Sr Minhas amigas ficaram orgulhosas!! Hahahah Começo da noite, nos despedimos da Alessandra e do Lívio, eles nos deixaram de volta ao hotel. Depois tomamos banho e fomos conhecer o shopping Diamond. Shopping TOP de BH, preços além do bolso de uma mochileira em início de carreira como eu... mas adorei ter encontrado uma loja da Mohogany, adoro os cremes e óleos corporais desta marca...ahauhau... jantamos um MAC Donald e voltamos ao hotel, afinal domingo também seria um dia cheio, Ouro Preto nos esperava... Custos: Café da manhã no Hotel – R$ 9,00 por pessoa Táxi: hotel – Barro Preto – R$ 4,00 p/ pessoa Táxi: Barro Preto – Lagoa da Pampulha – R$ 10,00 p/ pessoa Almoço Bar e Boi (Rua Fleming) – R$ 20,00 p/ pessoa Táxi: hotel – shopping (ida e volta) – R$ 20,00 p/ pessoa [t3]03/03 – Domingo - Feira Hippie e Ouro Preto[/t3] Antes de ir a BH eu li mta coisa no fórum sobre o que fazer e assim, tinha em mente os lugares que poderia conseguir visitar. As muitas praças e museus, infelizmente não foi possível, mas os passeios a pés pelo central de BH valeram muito a pena... Acordamos cedinho novamente e seguimos a pé para a feira Hippie que fica nas imediações do Parque Municipal, acontece todos os domingos da 06hs da manhã até as 14hs. Resolvemos tomar café na feira e depois de andar um pouco irmos também a pé para a rodoviária e pegar o ônibus para Ouro Preto que sairia as 09hs. Chegando na feira, tomamos café e pão de queijo, claro!! A feira é enorme tem de tudo, de confecção a artigos de decoração. Lá aproveitamos para comprar lembrancinhas, cachaças em miniatura e outros mimos de Minas, porque acredito que nesta feira seja um pouco mais barato que em Ouro Preto. Umas 08:20, rumamos à rodoviária, saimos na hora certa, as 09hs, são em média 2 horas de viagem até lá... o caminho é belo e dá p aproveitar bem a paisagem... Há mtas curvas e eu esqueci de levar meu dramin, cheguei na rodoviária muito enjoada e corri atrás de uma farmácia, mas até achar uma, nós saímos da rodoviária e seguimos o fluxo, e paramos em frente uma igreja, estava tendo missa, logo entrei para ver, só que vi somente o aviso de que não poderia tirar fotos, isso há em muitas igrejas Brasil à fora, eu só não sabia que não poderia a entrada de visitantes, o que li depois de alguns olhares... mas gente, como assim proibir entrada de visitantes?? Igreja que é igreja não pode impedir das pessoas entrarem... Obedecendo as regras locais, depois que li o aviso me retirei e tirei fotos apenas da fachada da Igreja... Descemos e subimos ladeirões e achamos a farmácia e a praça de Tiradentes. Cidades histórias me fascinam, eu fico olhando as fachadas dos casarões, restaurantes, as pessoas, tento recordar as histórias e me sinto muito feliz em poder estar lá, em ver de pertinho... como ainda estava mal e já era quase hora do almoço resolvemos contratar um guia, desses que ficam lá na praça, ele cobrou um valor razoável p nos acompanhar da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Pilar que também fica o Museu de Arte Sacra, Mina de Ouro JEJE e o Mirante, que depois percebi que era apenas uma parte alta da cidade que para quem não conhece como eu, achei que fosse um mirante com monumento e etc.... tudo isso em 2 horas, topamos, pq como já voltaríamos no final da dia, não queríamos 'perder tempo nos perdendo'...srs Quando falam para preparar as pernas para andar, levar tênis confortável eu nunca questionei, só que eu não fui de tênis fui de sapatilha, mas com minha havaiana na mochila...srs mais confortável que isso eu não conheço...srs Só que minha amiga teimosa foi de sapatilha.... logo fez calo, mas em nome da viagem ela agüentou firmemente! Andamos pelas tradicionais ruas de Ouro Preto, eu perguntava um monte de coisa para o guia sobre a cidade, sobre os habitantes, sobre as festas, o carnaval e claro, a história... Eu gostei do passeio na Igreja, pelo o muito ouro e ficava imaginando a ostentação daquele tempo... as fachadas lá me fizeram lembrar a parte histórica de Manaus, no auge da borracha e dos barões do látex! Só que em Minas foi muito mais rica e abundante, histórias e mais histórias para se contar e ainda com legado para resguardar e difundir. A mina também foi um passeio muito interessante, quem faz as explicações lá dentro é um antigo minerador, conta como os escravos sabiam que naquele monte havia ouro... E bota ouro nisso, a custo de muita exploração, suor e vida! Passando pelo “mirante” para tirar fotos panorâmicas e depois retorno a praça de Tiradentes... Percebi as muitas repúblicas pelas ruelas da cidade, mas não vi as faculdades, no mirante consegue ver os complexos universitários ao longe... Retornando a praça, fomos almoçar no restaurante que o guia tem um acerto, para os visitantes trazidos por ele temos uma economia de R$ 2,00 no prato que pode ser servido à vontade.... e lá fomos nós comer com todo o direito que tínhamos a deliciosa comida mineira, feijão tropeiro e tudo mais que não tem por essas bandas tão comumente por lá. Após o almoço, breve descanso na praça e mais andanças para ver a feirinha de pedra sabão, uma das artes de Aleijadinho, com suas esculturas de pedra sabão... As lembracinhas de pedra sabão não são nada leves, eles pesam um pouco, logo fiquei só nos chaveiros....sr Andei tanto que minha panturrilha estava dolorida e meu joelho me fez lembrar da trilha Salkantay - Peru, que depois dessa trilha nunca mais foi o mesmo... srsr Umas 4hs fomos para a parada esperar a van para a rodoviária, não demorou muito ela veio e ficamos na rodoviária esperando o bus e retornamos a BH. Deixamos de ver muitas igrejas e museus. O museu da Inconfidência que fica na praça de Tiradentes quando chegamos pela manhã estava fechado só abriria mais tarde e segundo o guia é o que fecha mais tarde também... só que após o almoço estávamos cansadas e não entramos... Porém fica o gostinho de quero mais, de ficar ao menos um fds em Ouro Preto e conhecer Mariana indo de Maria Fumaça, pelo que li nos relatos e vi no site da empresa é de encher os olhos a paisagem... Bem como ainda conhecer as cidades do circuito histórico e clarooo, as cachoeiras no circuito das águas... mas isso ficará para outro momento.... Chegamos na rodoviária era quase 20hs, ma volta o bus demora mais porque ele vai parando em alguns pontos para os passageiros irem desembarcando... Saímos da rodoviária, pegamos um taxi e cansadíssimas, pedimos pizza para jantar e depois cama. Segunda-feira era o dia dos negócios... compras!! Custos: Passagens para Ouro Preto (ida de volta) – R$ 45,00 pela empresa Pássaro Verde (31) 3073-7000 Guia – R$ 10,00 p/ pessoa Entrada na Igreja – R$ 3,50 P/ pessoa (estudante) Passagem de van até a Mina Jeje – R$ 1,90 p/ pessoa Entrada na Mina – R$ 15,00 p/ pessoa Almoço – R$ 13,00 p/ pessoa Passagem de van até a Rodoviária – R$ 1,90 p/ pessoa Jantar no hotel – R$ 10,00 p/ pessoa. [t3]05/09 – segunda-feira – compras[/t3] Neste dia em Rio Branco foi feriado, Dia da Amazônia. Esta segunda-feira já estava agendada com uma consultora de modas. Este serviço é oferecido pelos consultores de moda independentes, ou aqueles ligados à Cooperativa dos Consultores de moda de Belo Horizonte, ou seja, eles auxiliam os lojistas nas compras de confecções, acessórios e etc. Este serviço sai “free” ao lojista que faz as compras, umas vez que as empresas das marcas é que pagam aos consultores uma comissão em cima da compra. Estas compras são basicamente todas nas lojas do Bairro PRADO, lá são as lojas das fábricas, eles só vendem no atacada para pessoas jurídicas e com estabelecimentos formalizados. Com o auxílio da consultora foi muito fácil comprar as mercadorias que se encaixavam no público alvo da minha amiga, no qual eu me encaixo....srs Enfim o dia foi todo para isso. Final do dia regressamos ao hotel e guardamos as compras. Pela noite fomos conhecer o Pinguim, tradicional restaurante em BH, só que estava vazio e seguimos para o Albano’s que também é conhecido pelo símbolo do pingüim, eles tem cerveja artesanal. Ficamos no Albanos mesmo, comemorando o sucesso das compras e de nossos passeios. Gostamos tanto que até trouxemos para casa um pingüim de recordação! Custos: Café da manhã – R$ 9,00 Almoço – R$ 9,00 Jantar (Albanos) – R$ 30,00 [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110923150134.jpg 500 500 Legenda da Foto]Albanos.[/picturethis] [t3]06/09 – terça-feira – passeios finais[/t3] Sempre no último dia eu separo para os passeios que derem para ser feitos a pé, de bus, enfim, passar o dia passeando, vendo e conhecendo os lugares e pessoas. Assim, levantamos cedo, tomamos café. Ainda pela manhã a Alessandra veio ao nosso encontro, ela seria nossa guia durante o dia inteiro. Saímos a pé e fomos ao Mercado Central nos despedir... Seguimos depois para o shopping Cidade para almoçar e claro, espiar as novidades... Logo depois fomos a Igreja São Sebastião, sentamos nas escadarias e descansamos um pouco... percebi que muitas pessoas fazem isso... Depois nos dirigimos ao parque municipal que fica numa área grande e bem conservada, gostei da paisagem e da lagoa que há dentro, onde os visitantes tem a possibilidade de fazer um rápido passeio de barquinho, remando calmamente pelo lago, e claro, eu tinha que ir remar também, mesmo não tendo muita coordenação dos movimentos eu fui... Não agüentei 10min dos 30 min que temos direito. Diante disto, o rapaz que é o responsável pelos barcos, teve dó de nós e nos levou para um passeio no lago de ponta a ponta, graças à bondade do Lucas o passeio ficou mais divertido! Depois do passeio fomos ao Museu dos Ofícios, ainda bem que ao menos em um museu eu consegui ir... gosto de história, logo eu viajo com as esculturas e exposições! Saindo do museu regressamos de bus ao hotel, neste dia a Alê dormiria conosco, afinal ela morava longe e o maridão estava trabalhando, foi bom reunir as três amigas dos tempos de facul novamente! Pela noite fomos ao bar do primo, pertinho do Formule 1, fomos a pé mesmo e ficamos lá contando o sucesso da viagem e planejando outros destinos. Custos: Café da manhã – R$ 9,00 Almoço – R$ 15,00 Passeio de barco – R$ 3,50 Entrada no museu – R$ 4,00 Jantar (bar do primo) – R$ 28,00
  13. Olá! Concordo com você, os preços para a região central da cidade são caros mesmo. Mas lembro que a cidade é pequena, logo os hotéis, pousadas e hospedarias localizadas nas proximidades da rodoviária, aprensentam bons preços e acredito serem bons para hospedagens do tipo, boa e barata. Dos que você postou, conheço só o Epílogo, pq é bem central mesmo. Já que você está pesquisando, segue abaixo outra indicação: Hotel no Centro da cidade - R. Epaminondas Jácome, é o Hotel Central (68) 3224-0466 Quarto duplo: R$ 70,00 - Duas camas - Ar; - Freegobar (parte externa); - TV e parabólica - Ropeiro - Banheiro interno - Sem serviço de café da manhã (mas o Novo Mercado Velho) é coladinho, só descer andas uns 50m e está no mercado (comidas regionais) Espero ter ajudado! Abraços, Thalita
  14. Parabéns pela trip!! Poucos dias, mas super bem aproveitados!! Bjo grande!
  15. Olá Helderzito! Essa viagem vai ficar no coração e mente para todo o sempre!! Então, no meu caso valeu super a pena comprar mochilas e demais equipos em La Paz porque na minha cidade não temos lojas tão especializadas, logo temos q recorrer a internet e mesmo assim os preços são do Brasil, logo são mais caros mesmo... Qnto as compras no VTM somente débito, até pq o VTM é um cartão exclusivo para débitos (a vista), ao menos é esse o conceito que tenho do mesmo, mas eu levei meu cartão de crédito internacional, de bandeira VISA, devidamente habilitado para uso no exterior (veja isso no autoatendimento do seu banco, ou mesmo vá no caixa eletrônico ou no atendimento no banco e garantir q está liberado o uso no exterior), este cartão de crédito internacional eu usei, mas para fazer saques da minha conta corrente do Brasil... Agora para parcelar compras não fiz, apenas paguei refeições por exemplo na função crédito de uma vez só... Agora parcelar as compras talvez... dependerá do lojista e se compensará pelas taxas... então analise o custo x benefício... Acho q é isso! Bom planejamento e até mais! Bjs! Thalita
  16. Parabéns pelo relato! A Serra Gaúcha está na mente já tem um tempo e se eu for será num esquema assim de feriado+fds (5 dias no máximo). Mto bom seus passeios e ótimas dicas! Tbm fico no aguardo de suas fotos! Bjs!
  17. Zen!! Fico feliz de já ter passado todo esse perrengue e por estar compartilhando conosco sua história... Qnd fui à Bolívia cheguei a consultar um médico e pedi alguma orientação extra, o médico já tinha ido a Cusco de carro e fez as recomendações básicas, tomar soroche, usar calçado/roupa confortável, beber mto líquido e ter atenção aos tipos de comida e principalmente aos preparos da mesma... No geral, vitamina C, dramin (tenho histórico de enjoar), anti-alérgico pq tenho sinosite/renite, enfim, os cuidados normais... Qnto ao seguro fica a dica e atenção mesmo. Qnd fui n comprei seguro de viagem, poderia ter acontecido algo ruim e ficaria a ver navios, p/ as próximas viagens incluirei esse item... Valeu amigo! Espero q a gente se encontre nesse mundão à fora, mas qnd eu estiver em BSB te falo tbm!! Bjs!!
  18. Oi Carol! Seja bem vinda as bandas do Norte!! sr A viagem foi realmente inesqueível para mim e lembro com muita saudade de cada momento vivido! Vamos lá! A estrada eu só conferir a volta e nem deu para ter essas impressões lá mto convicentes, uma vez que o trecho sinuoso foi pela madrugada... Mas o lado brasileiro está muito tranquilo de verdade. Então vou te passar via MP o e-mail do Alan que foi para lá na semana santa de carro e ele pode te explicar direitinho. Outra dica é acompanhar o blog do Tony que foi lá no ano passado de bus e pretende voltar de carro no feriado da Pátria (www.peruviaacre.blogspot.com). A minha aclimatação foi tranquila, considerando que sai de Cobija de avião chegando direto em La Paz... Mas eu estava psicologicamente preparada para um submito impacto de dor de cabeça e td mais... Porém no voo tomei um dramin e chegando lá somente umas 3hs depois senti uma dorzinha de cabeça e já fui tomando o chá de coca e também comprei também folha e o soroche pill que é encontrado em qlqr farmácia. Considerando que vcs vão de carro, seu corpo vai "pegando" aclimatação aos poucos, já q altitude vai aumentando gradualmente... Sucesso na trip e qlqr coisa é só chamar! Passando em Rio Branco, dá um alô que tento reunir os viajantes daqui para um chopp!! Bjs!
  19. Com certeza Sônia! É só avisar qnd q coloco vc na órbita da galera daqui...srs Inté!
  20. Olá! Valeu por att a galera!! Se ainda estiver pela área vamos marcar um chop sujo!! sr Inté!
  21. Olá Sônia, somente agora vi seu post, mas vamos lá! EU moro em Rio Branco e já fui para o Peru, indo primeiro pela Bolívia. Fiz questão de levar o passaporte porque quando chegasse em MP queria carimbar o mesmo com o famoso carimbo do parque!! huhuh MAS NÃO É PRECISO TER UM PASSAPORTE PARA TRANSITAR PELA BOLÍVIA E PERU PARA NÓS BRASILEIROS, PORÉM SOMENTE O RG É VÁLIDO, CNH E OUTROS NÃO, E PASSAPORTE É CLAROOO!!!! É IMPORTANTE QUE SEU RG TENHA 10 ANOS DE EMISSÃO (TIPO DE 2001), SE TIVER MAIS DE 10 ANOS ELES PODEM QUERER FAZER PRESSÃO... ENTÃO VEJA Recebi aqui outros viajantes que vieram até Rio Branco para pegar o bus até Cusco, com parada e torca de bus em Puerto Maldonado e alguns não tinha passaporte e fizeram viagem tranquila. Quanto a CARTEIRA DE VACINAÇÃO TEM QUE SER AQUELA RETIRADA NA ANVISA, QUE CASO QUEIRA PODE TIRAR NA DAQUI DE RIO BRANCO (EM FRENTE AO HOSPITAL DA CRIANÇA - CENTRO DA CIDADE, AO LADO DO CECON) OU AEROPORTOS E A CIV - CARTEIRA INTERNACIONAL DE VACINAÇÃO, COM SUA CARTEIRA NORMAL DE VACINA ELES FARÃO O REGISTRO DA DOSE QUE VOCÊ TOMOU NA SUA CIV, A VACINA DE FEBRE AMARELA VALE POR 10 ANOS, ENTÃO É SÓ CONFERIR PARA SABER SE ESTÁ EM DIAS... BOA VIAGEM! Passando em Rio Branco dá um Alô!!
  22. Isso continue e nos incentive mais ainda! srs Tenho devorado os fóruns, blogs, sites e etc de intercâmbios, feito vários contatos com empresas em busca de orçamentos, pq tbm tenho esse grande desejo de fazer um, mas quanto mais leio, mais dúvidas surgem... srs Valeu por estar nos contando assim detalhadamente sua experência. Fico no aguardo! Bjs!
  23. Oi Aletucs! Eu sai de casa sozinha, mas sabia certamente que encontraria o restante do povo em La Paz...srs A mochila comprei na loja da TATOO em La Paz na Calle Lhampu, ela não foi baratinha não, mas se comparado ao valor do Brasil, saiu por um preço justo, no entanto você encontrará boas marcas nas outras lojas, eu decidi comprar lá pq queria ter certeza que compraria uma boa marca, mesmo correndo o risco de ser uma excelente imitação, mas pelo porte da loja e dos equipos vc nota que mesmo q seja uma imitação, é de qualidade...srs como não sou nenhuma expert no assunto, resolvi acreditar... ela foi uns 1.600,00 BO que paguei no meu VTM, assim como comprei uma mochila de ataque, peças underwear... o tênis comprei em outra lojinha quase ao lado, da marca Northface, que me foi super útil na trilha tbm... Veja também o link: la-paz-perguntas-e-respostas-t41853-45.html Essa é uma melhor visualização dela:
  24. Olá Jad! Eu não fiz o trecho de carro, mas fiz a volta de Cusco a Puerto Maldonado - Puerto - Rio Branco de bus e há trechos com penhascos, mas nada que com atenção você não supere, por isso, te mando o endereço de um curutibano que fez no final do ano passado esses trechos via Acre e relatou diariamente cada impressão sobre a estrada e o que ele encontrava no caminho http://deorte.blogspot.com/2010_11_01_archive.html Há um tópico também em que outros viajantes contribuiram de-carro-para-machu-pichu-via-rio-branco-acre-estrada-do-pacifico-t47831.html Acho que esses poderão de ajudar! Lucas, eu não conheço essa rota até Tinki, mas se não tiverem ônibus terá transportes alternativos como táxi ou mesmo vans... Talvez a empresa que opera o trecho Rio Branco - Puerto Maldonado que é a MOVIL TUR, podem te ajudar caso faça um contato telefônico ou via e-mail... É isso galera! Bjs e sucesso na trip!
×
×
  • Criar Novo...