Ir para conteúdo

Lia_JP

Membros
  • Total de itens

    33
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

1 Neutra

Sobre Lia_JP

  • Data de Nascimento 10-05-1982

Bio

  • Ocupação
    Oceanógrafa
  1. Oi, Rafael. Muito obrigada pela resposta. Ajudou muito, sim! Eu estava decidida pela Theodoro de Oliveira - Boca do Mato, mas, como a intenção era acampar, desisiti. Acabamos indo pra Serra Queimada. Descobri com o pessoal da Lumiar Aventura que não tem água lá no topo, mas que a última fonte da trilha é próxima. Então fomos! Bom.. o lugar é excepcional! Um dos mais bonitos em que já acampei. (Dificilmente basta você abrir a porta da barraca para ver um nascer do sol de cair o queixo!) Mas nos perdemos no pasto do sítio antes da entrada da trilha e gastamos quase duas horas nisso
  2. Bom dia, Rafael. Muito obrigada por compartilhar seus relatos - estão ótimos, como sempre! Tenho algumas perguntas e agradeço se você puder ajudar. Pretendo fazer uma caminhada com duas crianças (10 e 12 anos) no próximo feriado e a intenção é acampar pelo menos uma noite. Minha filha já fez algumas caminhadas conosco, mas a outra menina nunca caminhou, nem acampou. Então queria algo leve... um passeio. ;-] Pensei em fazer a travessia Theodoro de Oliveira - Boca do Mato, ou em subir e descer a Serra Queimada pelo mesmo caminho (passando pela Indiana Jones). As perguntas são:
  3. Pessoal, Vou fazer a travessia do Vale do Paty (Capão - Andaraí) sem guia nos próximos dias. (Tenho razoável experiência em caminhadas, inclusive sem guia, e já conheço o Paty, então estou tranquila.) A questão é a seguinte: a ideia original é levar a estrutura de acampamento, mas economizar no peso da comida e jantar nas casas dos moradores. (É legal também pra aproveitar a culinária local e deixar uma graninha extra na região). Mas não consigo descobrir se consigo jantar na casa dos moradores! Todos falam em "agendar com antecedência". Como?? Alguém tem os telefones? (Fui com gu
  4. Paloma, Quanto tempo de barco desde Cruzeiro do Sul? Você sabe se existe a possibilidade de aluguel de um barco menor, para apenas duas ou três pessoas? Acha que os preços variariam muito? Muito obrigada! Abraço!
  5. Pessoal, Ainda estou tentando organizar a logística para (tentar) fazer a travessia Rebouças - Mauá via Rancho Caído no próximo feriado. Alguém pode me ajudar? Preciso: == do contato de alguém de Resende ou Itamonte para o resgate da travessia. Pensei em deixar o carro no vale das Cruzes e, de lá, seguir pra portaria do parque. (Mesmo que fique meio caro: estou com uma criança de nove anos e sem a garantia de entrada no parque.) Mas também vale o contrário: alguém que nos resgate no vale das Cruzes e nos leve pra Itamonte pra pegar o carro. == do tracklog da travessia. Val
  6. Estou começando a pesquisar preços para a trilha Inca em outubro/2013, mas achei os primeiros que vi bastante caros: acima de US$400. Alguém pesquisou preços recentemente? É isso mesmo? Abraço!
  7. Pessoal, Alguém tem uma indicação de hospedagem em Andaraí? Pretendo ficar por lá depois da travessia do vale do Paty e acho que vai ser meio cansativo procurar na chegada... Além disso, agradeço se alguém tiver informações atualizadas sobre transporte entre as cidades/vilas dessa região: Andaraí => Igatu, Igatu => Mucugê e Mucugê => Ibicoara. Não há mesmo nenhum transporte público? É possível conseguir um "táxi" ou preciso contar com as pernas e carona? Se for possível, alguém tem ideia de preço? Muito obrigada! Abraço, Lia
  8. Oi, Psoares. Desculpa, mas já não lembro exatamente quanto tempo leva. Mas com certeza a viagem não dura mais do que duas horas... fui, passei um bom tempo na cachoeira e voltei ainda perto das 11h da manhã. O problema é a viagem para Laranjal do Jari... prepare o espírito porque são horas e horas sacolejando numa estrada de terra. :-] Se você for até lá, conte aqui o que achou! Abraço, Lia
  9. Oi, Rodrigo! Muito obrigada, mas eu fiz a travessia no último feriado. Recomendo: a região é realmente muito bonita!! Se você precisar de qualquer coisa, é só falar. :-] Vou aproveitar pra responder minhas próprias perguntas: - A dona Ana Benta está sem telefone. - Não dá para passar por dentro da Serra do Breu e ainda chegar na dona Ana Benta no mesmo dia, se você começar de tarde. O transporte BH - Santana do Riacho - Lapinha demora mais do que dizem e, com sorte e sem parar para comer, dá para começar a caminhar lá pelas 14h, o que já deixa o tempo meio apertado até para chegar na c
  10. É, Márcio... muito caro mesmo! :-/ A dificuldade de transporte dos produtos para esses lugares mais isolados com certeza encarece os preços. Imagina quanto viaja o combustível dessas embarcações! Mas também é fato que não existe estrutura para o turismo nessas regiões e, em muitos casos, as pessoas cobram pensando nos "gringos" e seus dólares. De qualquer forma, a região vale muito a pena! E conhecer lugares como as Anavilhanas e o Canal Perigoso pode ser consideravelmente mais barato se você tiver com quem dividir os custos! :-] Abraço!
  11. Acabei mandando a resposta só para a Paula... vou colar aqui para o caso de mais alguém ter interesse: Oi, Paula! Desculpa a demora... é que eu estava viajando. Fui de ônibus para Alter-do-Chao, sim. Os taxistas também levam, mas é um pouco caro. Tem muitos horários durante o dia e é fácil conseguir a informação em Santarém. O ônibus é quase um circular, a viagem dura menos de uma hora e custa tipo uns R$2. Acho que quatro dias é um tempo ótimo! Não dormi por lá, mas as pousadinhas são simpáticas e as praias são lindas! E, se não quiseres ficar só num esquema pousada-praia-pousada, há mu
  12. RED, Valeu pelos contatos! O telefone da D. Maria que eu tinha não funciona mais e passei um tempão tentando encontrar o número novo na internet. Esse funciona... acabei de falar com ela! :-] Mas me diz... você não tem também o da dona Ana Benta?? E você fez a travessia passando por dentro da serra do Breu? Sabe me dizer se é possível seguir esse caminho e ainda chegar à casa da dona Ana Benta no mesmo dia, se eu começar a caminhada perto da hora do almoço? Tenho um mapa básico dessa trilha, mas não informações de altitude e, apesar de o caminho ser bem mais longo, fiquei sem saber quanto e
  13. Ótimo relato! :-] Confesso que fiquei com certa inveja de todo esse sol que vocês pegaram no Lago Gladys e na proa... hehehe Eu mal tive uns segundos de espaço entre as nuvens para admirar a imensidão verde da floresta lá embaixo - e ainda assim valeu muito a pena! O trekking de oito dias é realmente imperdível! Abraço, Lia
  14. Parte 1: Monte Roraima Saí do Rio com destino a Boa Vista no dia 11/03/2010. Conhecer a Amazônia era um sonho antigo e resolvi ir para lá nas minhas primeiras férias remuneradas. Ajudou o fato de eu ter uma amiga morando em Novo Airão (AM) e um amigo morando em Santarém (PA). Seria perfeito passar férias pela região e aproveitar para visitá-los. Decisão tomada, comecei a buscar coisas legais para fazer. E subir o monte Roraima rapidamente se tornou o meu primeiro objetivo. Marquei a data da viagem e comecei a planejar. Não foi muito fácil: quantos dias? empresa venezuelana? empresa brasile
×
×
  • Criar Novo...