Ir para conteúdo

andre h.

Colaboradores
  • Total de itens

    69
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que andre h. postou

  1. Fala Rodrigo! Pois é, a Azteq é uma marca boa, e tem um relativo custo x benefício! Entretanto, vejo que seu uso não será muito técnico, dê uma olhada nas barracas Quechua (vendidas na Decathlon) e Coleman. Ao meu ver são barracas boas, mas obviamente, dependendo do uso. Meu conselho e pra fugir das marcas como Náutika (salvo pra algumas utilizações básicas, como um camping de fim de semana) e Hummer. E sobre o convite, não há necessidade de agradecimento, acredito que enquanto tiver possibilidade, mochileiros ajudam mochileiros da meneira melhor possível! E o convite está de pé! (: Facebook eu não tenho hahaha (pergunta-se: Quem em pleno século XXI, 2014 não tem facebook?!?), pois é, fujo do facebook por enquanto, apesar de às vezes fazer falta, dá pra levar as coisas assim. Utilizo meios de comunicação mais underground, tipo Google +, Skype e E-mail! hahaha Mas mesmo assim, adiciona aqui no Mochileiros.com, que mantemos contato! Abraço!
  2. Olá Danielle! Primeiramente, legal sua iniciativa! Tenho certeza que trará bons frutos pra você, e claro, para os mochileiros que passarão pela reunião e procuram uma forma de se hospedar com baixo custo! Então o que posso opinar é as necessidades quase que "básicas", e desta forma extremamente importantes! Em um camping deve ter um terreno relativamente plano, por estar localizado na praia seria interessante ter daquelas duchas pós-banho de mar, banheiro masculino e feminino, com mais de um chuveiro cada, se possível, uma cozinha comunitária, mas se não tiver como, apenas pias para fora do banheiro para poder manter os utensílios de cutelaria limpos, e claro, se tiver como, um espacinho pra vender uma cerveja, que ninguém é de ferro!
  3. Olá Valquíria! Então, minha ex-namorada tem uma Finisterre, e realmente, quando fomos comprar a bota, já percebemos que o solado é duro, até porque ele é o Amazonas, diferente da Titã, por exemplo, que é o famoso Vibram. O solado não é tão aderente, mas também não facilita quedas também! Tem que ver, provar, sentir o peso da bota, etc. Sobre a durabilidade, creio que não gaste tão fácil não, minha ex usa a bota com certa frequência há quase 2 anos, e está inteiro ainda! Pra ela, a bota sempre foi confortável, apesar do solado, nas trilhas ela e a botinha sempre se deram bem hahaha (E olhe que ela é toda delicadinha, e a bota é toda robusta). Você vai fazer o famoso Caminho de Santiago de Compostela? Bacana! Mas isso que falou, são aproximadamente 30 dias, em torno de 25 km por dia caminhados, até mais às vezes. Dos modelos da Vento, para o clima Europeu, caminhadas longas, eu iria de Titã, como falei em outro post, eu tenho uma Titã que aprovo de verdade! E até porque sou vegano, então não uso botas de couro. A Titã apesar de ser feita em cordura ou aramida, é impermeável também! E fora botas Vento, tenho analisado as Salomon, que também tem alguns modelos sem couro, e são excelentes! Mas, em todo caso, mercado nacional é mercado nacional, e eu curto incentivar com minha atitude de comprar uma marca nacional! (:
  4. Em termos de design, dessas três, eu ficaria com a Azteq também! Em termos de qualidade, iria de Azteq ou Alto Estilo. Como falei, a Alto Estilo tem um excelente custo x benefício, e nunca deixa ninguém na mão! Pena não encontrar a Fitz Roy mais barata, mas pelo menos a Azteq e a Alto Estilo são muito boas também! O ideal era você colocar a mochila nas costas, ver se ela se ajusta à você, eu ficaria indeciso entre essas duas, mas, por via das dúvidas, em termos de beleza, ficaria com a Azteq. hahaha
  5. Olá Vagner! Aonde viu essa mochila Azteq para vender? É loja virtual ou na sua cidade? Pelo que ser, essa Mochila da Trilhas e Rumos 80 L está na média de 600 dilmas, correto? As outras também? Nunca ouvi falar dessa marca "POC", mas a Azteq e a Trilhas têm mochilas boas hoje em dia. Porém, como sou um defensor de uma concorrente da Trilhas, enquanto marca nacional, e assino embaixo na qualidade da marca, já viu as Conquista? Fora isso, o tamanho, 80 L é bastante! Uso uma cargueira 77L, e sobra espaço quando carrego Barraca, Isolante, Roupas, utensílios de cozinha... A Conquista tem por exemplo o modelo Fitz Roy 75 + 15 L, está na média de 640 dilmas. Na Campo Base, em CTBA (tem loja virtual), a Fitz Roy está 477 dilmas, aproveite! Fora isso tem as famosas Deuter (que são mais caras relativamente, mas são excelentes!), a Alto Estilo (que é produzida em Quatro Barras, próximo à CTBA) e tem um excelente custo x benefício, entre outras!
  6. Olá Rodrigo, sempre que podemos ajudamos! hahaha Sobre barracas, dê uma olhada nesta sessão do Mochileiros: barracas-f50.html Barraca é essencial se pensa em acampar, e claro, gastará bem menos provavelmente, mas às vezes você consegue uma carona para uma cidade direto, e chega antes do que se tivesse pego um ônibus! Mas como disse, entre na sessão que passei no link e lá vai matar a curiosidade de muita coisa. Sobre o contato dele, cara, eu até poderia passar o contato, mas ele tem facebook e não utiliza (por esquecer mesmo), e celular vive desligado! Do tipo que se eu quero falar com ele tem que ir na casa dele, ou encontrar na "balada" hahahaha Mas não vou esquecer, e assim que eu falar com ele, pergunto uma forma que você possa se comunicar, por e-mail, ou sei lá hahahaha Dei uma olhada no roteiro do tópico que me passou, interessante, mas como vai até foz, e 'sem rumo' ou data, aconselho a vir pra Ponta Grossa, por exemplo, quando sair de Curitiba, e como aqui a cidade é conhecida como 'tronco rodo-ferroviário', não vai ser difícil pegar carona para ir pra frente. Ponta Grossa tem muita coisa pra visitar, e se vier pra cá, até apresento meu brother, saímos fazer os rolês aqui (tem Buraco do Padre, São Jorge, Cachoeira da Mariquinha, Furnas Gêmeas, Pedra Grande, Fenda das Andorinhas, Alagados, Boulderzinho, a conhecida Vila Velha), acho que uma viagem assim merece ter essas belezas todas. Em Santa Catarina, como a costa não é tão extensa, não é difícil. Já que vai pra Floripa, tente curtir bem! E como disse, é uma cidade bem movimentada, pra levantar uma grana é bom! E aí é chegar lá dando a cara à tapa e procurar um trampo. E a ideia da Yoga é muito boa, acho que daria certo, claro, se ir num lugar certo, com movimento, souber abordar as pessoas. Aconselho o sul de Floripa, que é lindo! Aliás, as praias são todas maravilhosas. No continente, se puder ir até Palhoça, e lá, Guarda do Embaú, você não irá se arrepender, lindo também! Eu não aconselho Balneário Camburiú por exemplo, que o mar não é aquelas coisas, e não tem muita coisa. Mas Santa Catarina não tem só praia, então dê uma olhada quais são seus interesses. Quando vier para o Paraná tente ir à Ilha do Mel (que dá pra arrumar um bico também), Morretes, Curitiba, Ponta Grossa, Tibagi, quando chegar em Foz terá passado por vários lugares lindos! Enfim, se tem vontade, é o mais importante na minha opinião, agora é juntar as coisas e o máximo que pode acontecer se der errado, é ter que voltar pra casa, não é? Não vejo porque não, a ideia de sentir o cheiro de liberdade pelo menos é fantástica, e viajar sozinho, com carona, trabalhando nos lugares, dando tempo ao tempo em cada lugar, acho que não há coisa melhor na vida! E como disse, quando vier pra Ponta Grossa, estamos de braços abertos! Abraço!
  7. Flávio Morais, 350 dilmas cinco dias no PETAR? Mas isso seria sem as diárias em pousada/camping, né? Sei que (por um lado felizmente, por outro infelizmente), só é possível conhecer as áreas cársticas (cavernas), a partir de um guia turístico (que cobra um valor por dia), e tem que pagar a entrada nos núcleos (o PETAR é dividido por vários núcleos), que é bem simbólico o valor digamos, não me lembro quanto, mas tem meia-entrada para estudante. Mas se os 350 pilas tiver incluindo isso, acho que vale à pena! É um pico que eu fui e volto com certeza, até bate aquela saudade de escrever sobre! E não deixe de fazer o bóia-cross no rio (que esqueci o nome), é muito gostoso! Vá no barzinho da frente da Pousada da Diva, e coma o pastel de lá, a galera se encontra lá! Enfim, 5 dias de curtição mesmo, e caminhada (:
  8. E aí RodrigoTD06! Então cara, a pé eu só desejo boa sorte! Já li relatos de algumas pessoas que já caminharam quilometros e quilometros a pé, mas é um estilo de viagem bem interessante e digamos, "diferente". Agora de carona é super possível! E aliás, um dos meus melhores amigos SÓ viaja assim há 5 anos mais ou menos, desde viagens até Curitiba (do lado da minha cidade, 120 km), até Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro. Às vezes sozinho, às vezes acompanhado, e conforme ele fala, é uma experiência única, e que proporciona contato direto com pessoas de grande valor. Obviamente existe aquele receio, mas quem Jah abençoa, ninguém amaldiçoa. Mas me fale, porque Floripa para Foz? Dois lugares lindos, claro! Mas já pensou em viajar antes por Santa e depois vir para o PR? A última vez que fui pra Floripa eu quis largar tudo e ficar por lá, juro! Mas as responsabilidades e minha caretisse falaram mais alto! Foz é uma cidade que tem muita coisa legal também, não só as cataratas! Me amarrei no templo budista por exemplo, uma energia positivíssima! Eu acho que cada uma das cidades precisa de um tempinho pra se dedicar! Sobre trabalhar, cara, tem como... Mas não vai cair do céu também! Você faz algum artesanato, malabares? Isso ajuda muito quando não quer assinar um contrato, ficar um tempo determinado no pico só por causa do trabalho! E acredite, Floripa por exemplo, dá pra vender muita coisa! E em todas as épocas do ano. Fora isso, tem trabalhos do tipo, garçom (que geralmente é bico mesmo), entregar panfletos... E você que é formado em Ed. Física, pode trabalhar por exemplo em temporadas em hotelaria... Tipo atividades de recreação, esportes e etc. Enfim, se tem vontade, tem que correr atrás! E claro, muito boa sorte e boas vibrações na sua jornada!
  9. Eu também tenho um pouco de receio, até porque a maioria das compras feitas na internet é com n° do cartão, código de segurança e data de validade. Mas por outro lado, se não haver necessidade de dar sinal (tipo pagar uma diária, metade das diárias que vai ficar), é uma forma de garantirem que não irá cancelar. Então como disseram, verifique a pousada, recomendações, formas de pagamento, pra não dar problema depois!
  10. Cara, não é TÃO arriscado, digo, ao meu ver! Se você for encarar tudo como super arriscado, acaba por não fazer nem a metade das coisas que tem vontade. Mas eu considero desnecessário o notebook! Já a câmera acho arriscado, mas necessário, porque curto fotografar! E você também pelo jeito, então é uma forma de guardar uma lembrança além da memória, se acha que vale o risco, beleza! Eu acho que vale! O dinheiro é muito relativo o risco de carregá-lo! Como você vai ter 1400 dilmas (s/ passagem), eu aconselho em transformar para dólares (pela cotação) ou, até se for vantajoso, para a moeda uruguaia... Já que só vai ficar no Uruguai. Eu, apesar de assumir o risco, curto carregar dinheiro comigo, sem cartão, apenas cartão para coisas extremamente emergenciais, aí é crédito internacional. Mas isso é muito relativo, porque depende de quanto tempo demora sua viagem, quanto você carrega... Ninguém vai carregar 10000 dólares na carteira, óbvio. Acredito que ficar esperto, ter cuidado em não demonstrar dinheiro em público, dividir em compartimentos, diminuem os riscos, como em qualquer cidade de médio e grande porte.
  11. Olá filipe_oi! Então cara, o notebook é interessante somente se for indispensável para o seu uso. Como vai tirar fotos (e pelo jeito com câmera profissional, pela troca de lentes), não existe a possibilidade de você carregar um HD externo para fazer uploads em lan house? Ou até mesmo, se não tiver como levar HD, pode adquirir aqueles DVDs que cabem 9 GB. A outra possibilidade é ir até a Lan House, e upar numa cloud, por exemplo Picasa, Google Docs, Flickr, etc. Ou seja, vai ser realmente necessário o notebook? Se for mesmo, existe possibilidade de fazer um seguro para ele? E quem sabe para a câmera? (apesar de que cada um sabe onde aperta o bolso no caso de extravio destes materiais). R$1500,00 excluindo passagens? Faça o Câmbio para o Dólar inicialmente, e posteriormente, posso falar pra você que muitos carregam o dinheiro em uma doleira (por exemplo aquelas da curtlo ou deuter), e outros fazem o VTM, outros carregam cartão de débito e crédito internacional, sendo este último pré-pago ou não. Isso vai de você! Obviamente, os dólares com você, em dinheiro vivo, podem apresentar risco em alguns pontos, mas veja que se levar em cartão, a cada saque é cobrada uma taxa para uso. Você somente dormirá em barraca? Em que região do Uruguai? Já viu se costuma fazer calor ou frio, ou varia nesta época do ano? O isolante térmico é indispensável na minha opinião, pois protege o contato direto do corpo com o terreno, que muitas vezes está úmido e é uma sensação bem desagradável. Veja que dormirá várias noites na barraca, se não for fazer trilhas, onde o peso é um componente importante, já pensou em um colchão de ar? E em relação à temperatura, quem sabe um saco de dormir! Sobre coisas que você não pode esquecer é com você! Mas não esqueça seus documentos, roupa necessária e o mais importante... ALEGRIA!
  12. Bom, conforme o Nilton Martz disse, utilize o mecanismo de busca na sessão que ele demonstrou, vai ajudar muito! Em segundo plano, a barraca será somente para você, não é? Dê uma olhada os "reviews" sobre a azteq na divisão "Marcas" na sessão que o Nilton Martz de falou. Minha dica é outra com relação ao mercado livre, procure inicialmente ver no site e posteriormente ver pessoalmente os detalhes da barraca. Se não puder ir em lojas pessoalmente, entre em sites especializados para camping e/ou aventura, aliás, tem uma sessão em "equipamentos de camping e aventura" que se chama "onde comprar?" e ali vão ter várias indicações! O ideal é você pensar no material da barraca e seus componentes, uso no calor ou frio, existem barracas só para frio, só para calor, 4 estações, 3 estações, para montanha, para acampamento de base... Enfim, é só pesquisar! Aqui no mochileiros tem MUITA coisa! Utilize a busca!
  13. mais uma mãozinha! barracas-marcas-f792.html tá aí o link do tópico para marcas de barraca!
  14. Oi gica_rj! Então, você falou que a barraca é para camping, certo? Mas é estritamente para uso em campings ou fará outro uso posteriormente como em travessias, montanhas? A barraca é só para você ou para mais gente? Já adianto pra você, que eu não compraria nord outdoor, aliás, um amigo comprou uma mochila da nord outdoor, que além de ser visivelmente frágil em material e costura, em pouco menos de 1 mês a mochila começou a descosturar na alça, e olhe que era mochila de ataque! Eles tem uma assistência pós-venda péssima! (na minha opinião) A trilhas e rumos tem barracas boas e que se adequam aos climas brasileiros. Mas existem outras marcas, e modelos variados que vão se enquadrar conforme o seu uso! Dê uma olhada nos tópicos específicos para marcas de barracas aqui no fórum, vai te ajudar bastante!
  15. Olá Dough! Eu tenho uma Titã de Cordura, a preta (normal). Bota extremamente confortável, já me serviu VÁRIAS vezes, tenho há quase 2 anos já e a sola está começando a ficar gasta! Como talvez a ressola não compense pelo valor, comprarei uma de Aramida, igual a sua! 2 amigos meus usam e aprovaram (um deles até tem um probleminha nos ligamentos dos pés, e a bota fica bem confortável segundo ele). Vai na fé, ótima bota!
  16. Oi lilika30! Esse sentimento que você tem é um pouco de "medo" do desconhecido! Acredito também que esse medo todos nós temos! E é ótimo você ter entrado em um fórum de mochileiros (viajantes) para expressar esse seu sentimento! Vamos começar pelo "check in" e "check out", significa fazer o "registro" de entrada no hotel/hostel (check in) e "registro" de saída! É básico, mas é natural que tenha uma dúvida, afinal nunca viajou, não é! Tem 29 anos, mas não pense como "JÁ tenho 29 anos", pense enquanto "APENAS tenho 29 anos"! Você é muito nova e tem MUUUUUITO a conhecer, seja o nordeste do Brasil ou o Mundo todo! Comece a fazer o que tem vontade! Viaje! Espíritos livres devem ser livres! Ou simplesmente sentir o gosto da liberdade e serem felizes assim! Conheça o que tem vontade e faça o que precisar pra isso! (obviamente dentro do que você considera enquanto ético e moral) Terá uma boa lembrança de tudo e cada vez mais vontade de correr atrás das suas viagens! Wanderlust!
  17. Por nada! Mesmo assim, qualquer dúvida podem perguntar!
  18. Oi meninas! Peço que se puderem, darem uma pesquisada na sessão 'relatos', 2 ou mais países na América do Sul. Encontrarão lá MUITA informação, e com toda certeza essas questões sanadas, pois por exemplo a pergunta da jujusalgadoo é bem ampla e pesquisando acha bastante coisa.
  19. Conhece o sul de Sampa? Vale do Ribeira? Terá apenas 1 dia? No Vale do Ribeira, entre Apiaí e Iporanga, tem o PETAR, complexo de cavernas. Várias opções de trilhas, dentro e fora das cavernas. Vale à pena! Aconselho a pousada da diva, excelente! Até mais!
  20. Olá amigo! Então, Floripa é uma uma cidade grande, recheada de praias para todos os gostos. Ainda assim, vale à pena conhecer todas (são todas lindas)! Se você quer fugir de picos "craudeados" (muita galera), tem que ir pro sul da ilha. O Sul é mais "rústico", mato mesmo... Tem algumas (várias) possiblidades de trilhas. No Campeche em determinadas épocas do ano (setembro rolou, por exemplo) pode-se avistar baleias. No sudeste da ilha tem uma praia chamada "Praia da Armação", visual animal, irado mesmo! A Praia Mole, um pouco mais ao norte da Armação, é a praia que rola vários surfistas (não que não tenha mais picos com surf, mas creio que nessa role muitas ondas iradas). Tem moçambique um pouco mais ao norte também, enfim! São todas lindas! Bem ao sul tem Naufragados também, lindo! A Joaquina é linda, mas é bem turistona assim, vai bastante gente! Barzinhos tem vários, em todo canto! Na av. das Rendeiras, que cruza a Lagoa da Conceição tem um bem famoso, John Bull Pub, sempre rola Dazaranha. Mas bares tem vários muito bons! Na Av. Beira Mar tem gastronomia internacional, tipo cozinha australiana, mexicana, etc. Enfim, tem mais coisas nesse tópico aqui, dê uma olhada: florianopolis-perguntas-e-respostas-t20756.html É isso, consulte o tópico! tem muita informação! Até mais!
  21. Olá Baiano. Então, 18 km é um percurso não tão longo relativamente. Acho que não precisará de 4 dias para fazer essa travessia, mesmo fazendo sem pressa. Então como consegue água no início, facilita. Que tal fazer em dois, no máximo três dias? Tem água 5 km após o início, então leve o bastante para suprir sua necessidade, em 5 km em dias de muito calor não costumo consumir mais que 1 litro de água, até porque há uma certa sensação de desconforto com relação a esforço físico e consumo exagerado de água. Mas aí é a Bahia, pouco acima em latitude norte da linha do equador, onde o ângulo de incidência do sol é menor com relação à linha, e por consequência, é muito mais quente, mais "abafado", a irradiação é maior. Se hidrate bastante durante o percurso. Pare sempre que se sentir cansado, tome água, coma alguma coisa de rápida reposição calórica (balas, chocolate, barra de cereal integral, etc), ainda mais por ser sua primeira travessia. Não esqueça de verificar a tábua de marés (pode ser consultada no site da marinha), pois já que atravessará o mar na maré baixa, evite riscos. Não posso dizer pra você quantos quilômetros deve fazer por dia, apenas você pode sentir isso, sua/seu companheira(o) também. Então a dica é calcular quanto de água consumiria por km (apesar de ser relativo) + água para cozimento. 18 km não é muito, só o itupava aqui no paraná tem 16,5 km, e se faz em 8 horas na PIOR das condições. (digo PIOR com relação à velocidade, condição física, etc)
  22. Carrinho de feira em trilha?!?! Ei, sorry, buuuuuut (...) enfim! É inviável levar tralhas pra trilha, a não ser que vá farofar! Como o Otávio falou, baseando no consumo dele, 4 litros dá, se racionar! Mas você também tem que estudar o percurso que vai fazer antes de tudo isso, pra saber de possíveis rios, vertedouros, etc... Como o Otávio disse, quantos dias de camping? Vê lá heim!
  23. Baiano, com trilhas que exigem horas de caminhada, como travessias, sempre consumo em torno de 3 Litros de água, isso quando está calor. Mas o Otávio disse tudo, isso varia de pessoa para pessoa! Creio que ele colocou os 4 litros excluindo ainda a água para cozinhar. Facilita se no ponto que cozinhar tiver como pegar água do rio, se esta for de relativa qualidade, claro. Enfim, particularmente carregaria 4 litros para consumo (por se tratar da Bahia), e mais alguma quantia para cozinhar. Até!
  24. Olá amigo, dê uma pesquisada neste link: mochilas-f47.html Até!
  25. Olá, se puder me dar uma mão... Essas passagens ida e volta são com qual empresa? (SP - Lima / Lima - Cusco / Cusco-Lima e Lima-São Paulo) = R$ 897,00) De Cusco a Ollanta você fez como? E qual é a empresa cujo trem para MP foi citado? Fiz uma rota com transporte terrestre, mas vejo que como eu vou viajar em Abril do próximo ano, meu tempo poderá ficar 'saturado', aí talvez de avião seja mais viável. Valeu, hasta!
×
×
  • Criar Novo...