Ir para conteúdo

Talii

Colaboradores
  • Total de itens

    45
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

2 Neutra

Sobre Talii

  • Data de Nascimento 05-07-1991
  1. 3º Dia Aproximando-se de Santa Cruz de la Sierra, por volta das 6:00 horas da manhã, nosso ônibus parou repentinamente. Acordamos, pensando ter chegado à cidade, mas tínhamos parado por causa de um bloqueio na pista. Estava ocorrendo um protesto de artesãos na rodovia e ninguém estava passando. O motorista do ônibus nos informou que poderíamos ficar o dia inteiro parados ali, mas se quiséssemos poderíamos furar o bloqueio a pé e após passar a multidão toda, encontraríamos vans ou táxis que nos levariam até a cidade, que estava a cerca de 15 minutos dali. Em meio ao aglomerado de pessoas,
  2. Fala galera da mochila! Venho através desse relato, contar minha primeira experiência fora do país, que ocorreu em fevereiro de 2014. Estarei colocando fotos e gastos na intenção de colaborar com viajantes que farão o mesmo roteiro que eu. Os gastos estarão um pouco defasados, visto a grande alta que o dólar teve de um ano e meio pra cá, mas colocarei na moeda local pra tentar facilitar. Sempre gostei de viajar e me aventurar. Fugi sempre do senso comum e creio que é isso que une os ideais mochileiros. Comecei a me interessar muito pela cultura inca após as aulas de história, dadas p
  3. Obrigada Guilherme :'> :'> Então, dá pra ir de carro normal, desde que não seja rebaixado. Tem o salto São Francisco que não consegui chegar, porque a estrada é íngreme e tem muita pedra, seguindo de Prudentópolis. Mas com um carro normal a galera chega até ele bem tranquilamente. Algumas cachoeiras ficam em estrada de chão mesmo, estavam cascalhadas na época que fui e não tive maiores problemas. Fui em outubro, clima estava um pouco frio mas sem chuvas. Precisando estou a disposição. Bons ventos :'> :'>
  4. Bruna, tem tours que saem diariamente, feitos em 4x4. Não sei a questão de valores, mas de repente vc consiga fechar um grupo por la e dividir. Tem também a opção de fazer a rota das cachoeiras alugando uma bike por lá. Acho que deve ser a opção mais econômica pra quem chega na cidade de ônibus
  5. Obrigada Não sabia disso não Rodrigo. Sou apaixonada por cachoeiras, onde elas ficam? São de fácil acesso? Poxa aí fica a tristeza, elas não são tão de difícil acesso mas são totalmente o oposto do circuito Machu-Pichu. Ficam pro norte, num "referido" Peru desconhecido. Inclusive tem umas ruínas que quero muito conhecer chamada "Fortaleza de Kuelap", inclusive a Fortaleza é bem próxima da Cachoeira Gocta de Chachapoya 771m. Segundo relatos aqui do mochileiros.com a Fortaleza de Kuelap é bem mais bonita que Machu-Pichu. Quando li o relato dele quase pirei, por que Machu-Pichu fora de br
  6. Obrigada Miroel. Espero poder ajudar sempre aqui no fórum.
  7. Talii

    Prudentópolis

    Thaís, não cheguei conhecer o ninho do corvo, mas eles alugam bike e 4x4 tbm. As cachoeiras são longe pra caramba, mas se vc tem um bom preparo físico, se joga hehe Deve ser tudo fazer de bike. Quanto ao Perehouski, não vejo necessidade de fazer reserva não. Qndo fui consegui vaga bem de boa. E qnto a segurança, vai tranquila... super de boa. Vai sem medo... espero ter ajudado. Bons ventos (:
  8. Tem a ninho do corvo, que tem passeios com bicicleta e 4x4, é uma alternativa pra quem vai de bus, porque as cachoeiras são bem longe uma da outra. http://www.ninhodocorvo.com.br/
  9. Obrigada Não sabia disso não Rodrigo. Sou apaixonada por cachoeiras, onde elas ficam? São de fácil acesso?
  10. Tomara que venham mesmo Nathalia, senti muita falta de uma opção de qualificar os bons relatos que li aqui no fórum. Que 2014 seja ano de mudanças no fórum e de muito pé na estrada hehe
  11. Galera, vou deixar minha contribuição aqui... Comprei uma T&R Crampom 68 litros, preta e amarela, vem com uma mini bolsa de ataque que é embutida na cargueira através de um zíper. A testei com peso e faço minhas considerações: barrigueira acolchoada super confortável e com regulagens, tem boa transferência de peso para a barrigueira, tem regulagens e fitas de compressão espalhadas pela mochila inteira (alças, barrigueira, lateral, fundo), o material me parece ser de boa resistência, tem zíper de acesso ao fundo da mochila, o que a torna muito prática e coube meu guarda-roupas dentro del
  12. Só não tire conclusões sem antes conhecer algo ou alguém, o preconceito é um mal parasitário. Faça isso, afinal essa é intenção... contribuir! Bons ventos
  13. Acho que vocês como bom "mochileiros" deveriam entender que se alguns outros amigos do fórum não passam ou passaram tanto tempo quanto gostariam no site é pq deve ter algum motivo maior. Esse é um espaço aberto para troca de informações e ninguém é obrigado a nada aqui, então a próxima vez que forem ajudar alguém sejam um pouco menos sarcásticos. Acho que esses comentários cheios de ironias são desnecessários não acham? No mais, obrigada por sanar a dúvida.
×
×
  • Criar Novo...