Ir para conteúdo

marcinham

Membros
  • Total de itens

    84
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que marcinham postou

  1. Sempre idealizei cancun...por ser mexico.. Voltei meio frustrada e com vergonha de contar.. Pq todo mundo me olhava com cara como se eu fosse uma alien quando dizia q nao achei cancun isso tudo (ok. A cor do mar é sacanagem. Parece até montagem de tela do windows. Mas paisagem, cultura local... Isso eu nao vi).
  2. Juliad, nem playa eu curti. Aquela Quinta avenida cheia de lojas caras, americanos com blusas floridas e meias esticadas pra tudo q era lado.. Aquilo lá me estressou. Melhorzinho foi tulum. Ah.. E dormi em valladolid (perto de chitchen izta). Ali sim foi onde mais me senti no mexico. Mas nao tem praia. E nao cheguei a ver se tinha balada local.
  3. Posso ser honesta, vai pra outro destino menos turistao. Vc vai pagar preço de cancun pra nao usufruir do glamour de cancun. Ps.: fui a cancun ano passado e voltei meio frustrada. Me senti em miami. Muuuito americano.. Muita ostentaçao.. E olha q nao fiquei em resort. Acho q das minhas andanças todas.. Foi o único local q nao me marcou.
  4. Acho vou ficar no ibis. Esta mais barato. Sabe se eh mal localizado?
  5. Q bom q esta ajudando. Prometo q ate este find atualizou relatando o final da trip
  6. Lembrei. Hostel gemina. Simples, mas confortável. Bem localizado. Obs. Em lima, nao deixe de curtir uma noite no bar aywaska (acho q eh isso). Eh mega. Todos conhecem. Lindo demais. E fica bem perto do Hostel. Da pra ir a pe.
  7. Putz... Tem sim... Fica em barrancos. Achei pelo decolar.. Mas cadê q lembro agora. Ficava numa galeria... Vou lembrar e já te mando.
  8. Acho q 16 dias inteiros um tempo bom. Um pouco corrido, mas mais tempo q eu tive. Vc vai amar
  9. Oi mauricio... Desculpa nao ter continuado o relato. Corre corre. Mas o que precisar, eu te mansdo. Agora baixei o APP do mochileiros, ta mais fácil de acessar sempre.
  10. Victor, já q vc q tem casa, deve conhecer bem vitoria. Chego na noite do dia 22. Vou pegar busap pra Conceição da barra no primeiro horário. Qual melhor lugar pra eu me hospedar em vitoria, pra nao ficar muito distante da rodoviaria
  11. Nao.. Eu queria sair mais cedo. Rsrsrs. Eu chego a vitoria na noite anterior. E to sem hospedagem ainda. Vou ter se apelar pra camping (sonq nunca acampei sozinha. Rsrsrs). Então, queria chegar mais cedo pra ver essas coisas... A galera dessas vans já tem onde ficar??? Tem vaga, nao?
  12. Eu chego dia 23 e fico ate 27. Estará lá ainda??
  13. marcos, só acampei uma vez na vida... rsrsrs. adorei, mas não rolou ainda de repetir a experiencia. esse camping que voce indicou, sabe se eles alugam barraca etc.???
  14. alguem luisa, tambem quero ir!!!!!!! mas to alone!!!! help! sou do rio tambem.
  15. CONTINUAÇÃO DO RELATO o tour de puno a cusco valeu à pena. saímos às 7h da rodoviária de puno. chegamos às 17h a cusco. mas são 10 horas bem traquilas. viagem menos chata do que as 6 horas seguidas de la paz a puno. são feitas 5 paradas. 1 em pukara, onde há umas duas múmias e uma igreja linda. a segunda eh na estrada.. só pra ver o visual e tirar fotos. a terceira para almoco - bem farto e gostoso, já incluído -, a quarta, para ver ruinas inkas (acho que chamado Raci) e por ultimo uma igreja belissima. super recomendo. cusco *cusco assusta quando você chegar. os arredores são horrorosos, como puno. Mas chegando ao centro historico, tudo muda. lindo de viver. *comida: restaurante incanto. linha mais gourmet, e mais carinho. mas muito bom. há outro que fica antes do incanto, bem de frente para a praça (ao lado da entrada de um pub), que servia um lomo saltado muito gostoso e menos caro que os demais ao redor. mas a pizza é simplerrima. *hostel: quorichaska. quartos confortaveis. só um pouquinho distante e o café da manha era problematico, porque havia pouca gente na cozinha e era super enrolados. mas staff gentil e atencioso. recomendo. *como em todos lugares (la paz, puno), não há taximetro. mas os taxis cobram em média 4 ou 5 soles pelas corridas. até o aeroporto, 10 soles. dia 11 - chegamos na noite anterior a cusco. conhecemos a catedral, na qual havia celebração pela semana santa. indescritivel. fizemos um tour rápido por algumas igrejas. no dia seguinte, saimos pela manha. a ideia era percorrer cusco sem city tour. mas foi batendo cansaço. então, contratamos um city tour. city tour: há uns onibus de dois andares que rodam ali pelo centro historico e há o que percorre os sítios arquelogicos de cusco. optamos pelo segundo. city tour dos sítios arqueológicos (quoricancha, sacsaywaman, pucara e tamboalgumacoisa): parte às 14h e encerra por volta das 19h. ponto positivo: barato (20 ou 15 soles por pessoa), pois só há um sítio que dê tranquilamente pra ir a pé. os demais, ficam distantes, precisando de taxi (estavam cobrando em torno de 80 soles). ponto negativo: toas agências partem no mesmo horario. parecia excursão da disney. o primeiro ponto de visitação é o sítio que fica dentro de cusco, quoricancha. é um sítio onde houve construção espanhola por cima. entao, é um ambiente relativamente fechado. foi pavoroso. um guia tentando falar mais alto que o outro. um inferno. os outros 3 sítios, que ficam nos arredores de cusco, eram locais aberto. mas nem por isso foi menos desagradavel. nao curti mesmo. opniao final sobre o city tour: nao recomendo. o primeiro sítio, quoricancha, é bem bonito. mas dá pra ir a pé e o ingresso é pago a parte (10 soles). dos 3 demais sítios, sinceramente só achei interessante scsaywaman. mas honestamente não acho que valeu pagar o boleto turistico. como assim boleto turistico? boleto turistico: é um pacote de ingressos vendido pelo ministerio da cultura. este boleto te permite entrar nos tres sitios que ficam nos arredores de cusco e mais alguns museus. existem dois. completo, que permite ser usado dentro de até 10 dias (custa 130 soles). e o simples, que só vale para o dia em que foi comprado (custa 70 soles). acontece, que para visitar os sítios do valle sagrado, também é necessário o boleto. acontece que voce gastará um dia para visitar o valle sagrado. logo, para visitar qualquer outra atração do valle sagrado, você precisaria do boleto completo. enfim.. você fica meio que refém de comprar o completo. mas... considerando que achei o city tour meio furada, e que eu só indicaria se fosse um passeio barato, fica minha dica super pessoal: deixa o city tour pra lá, e compre o boleto simples, que usará no valle sagrado. visite apenas quoricancha, que fica dentro de cusco, e que precisa mesmo ser pago em ingresso separado (não contemplado pelo boleto). há, ainda uma opção durangokid e óleo de peroba para conhecer, pelo menos, sacsaywaman (que dos tres que ficam nos arredores, é o que vale a pena). pega um taxi mais em conta e combina somente sacsaywaman. o controle é somente na portaria de entrada. as laterais do parque/sítio, sao protegidas apenas por um guarda-corpo. passe um bom óleo de peroba e tchum. mas se nao quiser ser cara de pau e estiver com pena de gastar no boleto completo, pode esquecer sacsaywaman, porque também não é nada assim tão imperdível. dia 12 - batemos perna pelo centro, fomos ao ministerio da cultura comprar ingressos pra machupicchu, visitamos o mercado de san francisco, o mercado de artesanato...e descansamos para o dia seguinte. valle sagrado dia 13 - ida para valle sagrado com agência de turismo. saímos às 08h. passeio de dia todo. a ideia era conhecer três sítios (pisac, ollantaytambo e chincero), cada um numa cidadezinha diferente. mas como nossa ida para machupicchu seria a partir de ollantaytambo, não vimos o terceiro sítio. novamente, fiquei incomodada com o aspecto excursão da disney. visitamos pisac parecendo que íamos tirar o pai da forca. terrivel. lugar lindo. rico em detalhes. e tivemos de ver correndo. e o pior foi sabendo o motivo de tanto correria: ao descer de pisac, fomos a uma feira de artesanato de pisac. grande mentira! feira alguma. é um lugar para se comprar prata. meia hora parados ali. morri de raiva. de lá, seguimos viagem e a proxima parada foi para almoco. achei caro. 35 soles, mas a comida não era lá essas coisas. segunda (e no meu caso última) parada: ollantaytambo (ou, ollanta, para os mais íntimos). atenção!!!!!! se você vai de ollanta direto pegar o trem para machupicchu, pegue sua mochila de dentro de onibus! não ouça o conselho do guia. é o seguinte: o guia vai orientar para quem tem trem comprado para às 16:30 que desça já com todos os pertences. visitará ollanta e em seguida vai direto para a estação de trem. e, para quem tem o trem comprado para 19h ou 21h, ele vai orientar que deixe os pertences no onibus, pois a pessoa subirá as ruinas junto com o grupo, e na volta, calmamente, pegará as mochilas no onibus. NÃO OBEDEÇA, caso você tenha comprado passagem pra 19h ou 21h. pegue suas coisas do onibus, suba as ruinas de ollanta junto com o grupo e depois delicie-se em ficar lá tirando altas fotos enquanto assiste ao resto do grupo descer correndo. pra nao ficar carregando peso, deixe sua mochila nas lojinhas que ficam junto da feirinha (ali em ollanta, sim, tem uma boa feirinha). com o por do sol, voce vai com calma pegar seu trem. sobre ollanta: se voce nao estiver com roteiro tão apertado, vale a pena passar uma noite pra descansar em ollanta. que lugarzinho gostoso. muitas pousadinhas e restaurantes charmosos. durma lá e no dia seguinte pegue um trem depois do almoco para aguas calientes e vá apreciando a paisagem. ida pra machu picchu optamos por pegar o trem em ollanta (mais barato que pegar de cusco) e dormir em aguas calientes. pegamos o trem das 19h. chegamos a aguas calientes em duas horas. mas valeria a pena ter comprado o de 21h e ter jantado em ollanta. comida em aguas calientes bem carinha. sobre o trem: serviço de bordo do trem mais barato é identico ao do vistadome. besteira pagar mais caro. eu voltei no vistadome porque não havia mais o outro. continua....
  16. bem.. ainda nao fiz um balanço de quanto gastei. mas vou te passar uma nocao geral, ok - passagens aereas - 470 dolares. (rio - calama, com escala em santiago + cusco - lima + lima - rio) - passagem de onibus de calama pra san pedro - 3000 pesos chilenos - hospedagem em san pedro (quarto casal banheiro privativo) - 65 dolares diaria (4 noites) - passeios no atacama - pacote de 45000 pesos chilenos (4 passeios principais) + 40000 pesos para conhecer salar de tara - passeio para salar de uyuni a partir de san pedro (com comida e hospedagem inclusas) - 94000 pesos chilenos (mas havia agencias cobrando bem menos) + 200 pesos bolivianos de ingressos - onibus-cama de uyuni para la paz - deu branco. nao lembro. mas tem site - diaria hostel la paz - 160 pesos bolivianos casal banh privado (1 noite) - onibus de la paz para puno - 90 pesos bolivianos - diaria do hotel em puno - 50 soles casal com banh privado (1 noite) - bus turistico de puno para cusco - 35 dolares - diaria em cusco - 85 soles casal banh privado (4 noites) - passeios em cusco - city toyur 20 soles + valle sagrado 25 soles + boleto turistico completo 130 soles - trem de ollantaytambo para aguas calientes - 46 dolares - diaria em aguas calientes - 120 soles casal com banh privado (1 noite) - trem de aguas calientes pra ollantaytambo - 46 dolares - onibus de ollantaytambo pra cusco - 10 soles - taxi aeroporto de lima ate hostel (em barranco) - 50 soles - diaria em lima - 125 soles (1 noite) - taxi hostel - aeroporto - 50 soles nao listei gastos com restaurantes... porque eh muito pessoal. varia pra todos os bolsos e gostos. mas de modo geral, so achei caro pra comer em san pedro. nos demais lugares, foi tranquilko.
  17. ops.. isso que dá não revisar texto antes de postar. relendo agora, vi algumas falhas que podem deixar você confuso. 1 - o tal pacote de passeios para ver o atacama compreende o seguinte: laguna cejar (+ ojos del salar e tebinquinche), salar do atacama c/ lagunas altiplanicas, vales da lua e da morte, e por ultimo geiser del tatio.
  18. ola, galera. acabo de voltar de uma trip dos sonhos. foi mega corrida. mas ainda assim sensacional. fiz tudo em 15 dias viajados (descontados os dias de voo de e para casa). mas acredito que o minimo pra ficar bacana deveria ter sido uns 17 ou 18 dias. bom.. tentei ser o menos cronista possivel. sei que o estilo cronica dos relatos deixa leve e gostoso de ler. mas nessa minha viagem, senti falta de relatos mais objetivos, focados mais em dicas que nas experiencias sensoriais. entao, pensei... deve ter um bocado de gente meio sem tempo como eu estava, precisando de informacoes pra montar roteiro. bom.. tentei. mas como ja deu pra ver, sou altamente prolixa. de todo modo, espero que possa ser util. ah... e qualquer duvida, me mandei email ou me achem no face (tenho acessado pouco aqui) segue o relato: Roteiro de 15 dias – atacama a machupicchu. Dia feliz – vôo a noite do RJ pro Chile. Chegada de madrugada. Dia 1 – atacama Dia 2 – atacama Dia 3 – atacama Dia 4 - atacama Dia 5 – ida pro salar de uyuni Dia 6 – continuação da ida pro salar de uyuni Dia 7 – salar de uyuni e ida pra La paz de madrugada. Dia 8 – La paz Dia 9 – ida pra puno. Dia em puno Dia 10 – trajeto puno x cusco Dia 11 – cusco Dia 12 – cusco Dia 13 – Valle sagrado e ida pra machupicchu Dia 14 – machupicchu e volta pra cusco Dia 15 – ida pra lima. Dia em lima Dia triste – volta pra casa Chegada ao Chile Começamos a viagem pelo atacama. Assim, nossa primeira parada seria san Pedro do atacama. Pra isso, precisaríamos voar ate Santiago. De Santiago, voar ate a cidade de calama e de calama pegar um transporte terrestre pra san Pedro. Ufa! Então, pegamos vôo as 19:30 no RJ e chegamos as 00h a Santiago – horário do chile. Nosso vôo para calama so partiria as 6h. então, solução, dormir no aeroporto. O primeiro andar do aeroporto eh um gelo. Não eh a toa que estava vazio. Os bancos do terceiro andar estarão bem disputados, mas há lanchonetes com poltronas bem confortáveis. Parece que estão acostumados, pois havia muita gente dormindo e não expulsavam ninguém. Use um óleo de peroba, consuma alguma coisa e bons sonhos. So cuidado pra não perder o checkin que se encerra 40 min antes do vôo. De calama para san Pedro – Relaxa... não carece contratar transfer daqui do rio. Estavamos mortos de medo de ficarmos na mao...mas fica um stand de um transfer chamado licancabur, que faz o transfer pra san Pedro mesmo com pouca gente. Tipo... no auge do medo por não ter reservado, mandei um email de madrugada, do aerporto de Santiago.. ao chegar a calama, La estava meu nome num cartaz. Vi que se eu perdesse aquela saída teoricamente reservada pra mim, havia outra saída dentro de uma hora. Então, peguei um taxi e fui ate a rodoviária ver sobre o ônibus. Tranquilaço. Tipo... o transfer era 13mil pesos por pessoa. O ônibus foi 3 mil por pessoa. E muito muito confortável. Dois andares, poltrona super mega reclinável... padrão!!! Pegamos o bus por volta das 10h. chegamos antes do almoço a san Pedro. Há sites do bus para san Pedro. Dica: compre no decolar múltiplos destinos. Sai muuuuito mais barato. Coloque como destino calama. O próprio sistema de busca do site vai dar a solução, que não existe vôo direto pra calama. E se comprar separado, sai bem mais caro. Por isso que acabamos não conhecendo Santiago. Atacama - san pedro Dica: se for procurar seu hostel por conta própria, não confie na numeração das ruas. Coisa louca... a mesma rua assume varias direções. E tipo... o numero 598 pode ficar em frente ao 31. Sim.. aconteceu conosco... e ate descobrirmos isso, já havíamos rodado san pedro toda. Hostel: ficamos no alojamiento licancabur na rua lascar 31. Péssimo!!! So não passamos frio pq o quarto ficava quentinho a noite. Mas longe e sem staff nem wifi. E a água do chuveiro não misturava por nada. Ou era congelante ou parecia saída de um gêiser. Obs.: atacama não eh cidadezinha baratinha do tipo sombra e água fresca do nordeste. Prepare-se: a hospedagem eh cara. Passeios: todas agencias tem pacotes dos 4 passeios mais populares. Tipo.. um roteiro elementar do atacama. Vale a pena. Agencia escolhida: colque tour. Foi a mais em conta. Mas por 5 mil pesos a mais, faria o pacote com a desert adventure que eh muito recomendada. Na hora não optei pela desert, pq jurava que havia lido indicações da colque também. Mas que nada. Li foi uma critica. Mas na boa.. pelo menos nos passeios em que fiz, não vi o que reclamar. Dica de ouro para mulheres: a colque não tem passeios proprios.. ela vende passeios apenas, tipo... uma terceirizada. Pois bem, um dos passeios foi feito com a Agencia Corvartchs (algo do tipo). Um guia chamado juan tentou me moléstar. Serio!!!!!! Foi punk. Não denunciei nem algo do gênero, por medo de algum tipo de retaliação, já q estava num outro pais, no meio do nada e ele sabia onde eu estava hospedada. Agora... O problema eh q vira e mexe guias se chamavam Juan. Então.. Na duvida, se for mulher, não sente na frente. Ou se sentar, não sente ao lado do guia. Passeios feitos: Dia 1 – Vales luna e muerte. Parte as 16h e vai ate as 20h ou 21h. ( mesma altitude. Logo, bom pra aclimatar). Como foi: Fizemos este passeio no mesmo dia em que chegamos. Tanto este como o da laguna cejar são as duas opções para quem acabou de chegar, por causa da altitude não se elevar ainda mais. Mas eu começaria por este. Ele pode ficar meio sem graça depois dos outros que são mais incríveis. Rsrsrs. Mas o por do sol de La eh incrível. Que cores!!!! Temperatura: não se engane.. vai comecar com bastante sol, mas quando este se por, você vai chorar de frio, ate porque venta muito La no alto do vale. Obs.: Rola sandboard no vale da luna. Tem q ver com qual agencia. dia 2 - Salar Atacama + lagunas altiplanicas (meninque) – chega a 3000 metros aos poucos. Vai de 8h as 14h E Laguna cejar + ojos del salar + tebinquinche = passeio que compreende os três lugares e parte as 16h ate as 20h ou 21h ( mesma altitude) como foi: partimos cedo para a laguna chaxca que fica no salar do Atacama. Chegou a zero grau. Muito frio. Indescritivelmente lindo. Há uma reserva de flamingos. Tomamos café da manha que a agencia oferece La mesmo. Seguimos então para lagunas altiplanicas. Chegamos a mais de 3000. Eh mais surreal ainda. Simplesmente lindo. na volta, passamos pelo povoado toconao. Achei meio furada. Levam-nos a casa de uma senhora para vermos lhamas. So que lhamas trancafiadas num espaço medonho de pequeno não me divertiram. Voltamos, almoçamos pela caracoles mesmo e então partimos para o outro passeio. Laguna cejar eh o passeio onde se pode tomar banho. A tal laguna que você não afunda por nada... ou melhor, não afunda pelo excesso de sal mesmo. Gelaaaaaaaada. Mas tem de ir nem que seja pra tirar uma foto. Tem chuveiros depois pra tirar o sal do corpo. Após a laguna cejar, vai-se para ojos del salar, onde também se pode mergulhar. Mas não achei atraente. Não gosto de mergulhar onde não vejo o fundo... e La tem uma espece de mata ciliar... sei la.. não curti. Mas rende lindíssimas fotos. Após e por ultimo, laguna tebinquinche.. acho que eh isso.. sensacionalmente lindo. amei, amei, amei. Por do sol e então voltamos pra san Pedro. dia 3 - Salar de tara – mais de 4000. Mas vai aos poucos. De 8h as 15h. como foi: eh um passeio que eh mais caro. Não esta nos pacotes. So ele custou 40 mil pesos. Logo, poucas pessoas fazem. Por isso, não sai todo dia. Agencias costumam ter listas de interessados pra montar o tour. Mas eh lindo de morrer. Paramos em 3 pontos. O primeiro onde tomamos o café da manha e que também serve para aclimatar. Nosso guia chamava-se Álvaro foi o melhor guia. O mais simpático. Ah, começa bem frio, mas vai esquentando bem ao longo do dia. Roupa em camadas eh o segredo. dia 4 - Géiser del tatio – deixe para ultimo dia. Bem alto. Mais de 4000. Vai de 4h as 12h. como foi: Pegamos 12 graus negativos. Tronco e perna estavam ok. Foram 3 blusas de manga comprida, mais um moleton, mais um mega casaco. Uma meia calca, uma legg, uma calca grossinha e uma de moleton. Mas achei q fosse perder as maos. Estava a ponto de chorar de dor pelo frio. Meus pés TB congelaram. E eu estava com três luvas. Ok.. não sou parâmetro. Mas foi mega sofrido. Mas vale cada sofrimento de frio. Sensacional. Obs.: quando o guia disser pra ter cuidado, eh pra ter cuidado mesmo. Vira e mexe sai gente gravemente ferida por ser inconseqüente. A água que sai dos geisers escorre pelo chão e congela. Logo, sem atenção, você pode derrapar e cair sobre um gêiser. Mas com atenção e responsabilidade, enjoy it! Na volta, paramos num povoadozinho bem pitoresco e pequenino. Rende boas fotos e um pastel razoável. Obs.: se você vai fazer uyuni e ouviu falar que também tem gêiser no caminho, não faça a besteira de achar que pode dispensar este gêiser por isso. O gêiser da Bolívia eh intenso e tal.. mas mega sem graca e fedorento se comparado ao do atacama. *Tour astronômico – a agencia mais bem recomendada, space, não faz com lua cheia ou na véspera de encher. Não consegui fazer. costuma ser as 21h *Existe um tour mais completo do salar do atacama. Mas não compreendido no pacote que as agencias oferecem. O mais coompleto compreende piedras rojas. Não sei como eh, mas pela foto parecia bonito. Mas considerando que no pacote cobravam 45 mil pesos por 4 passeios incluindo o salar do atacama... e se escolhêssemos o completao do salar do atacama com piedras rojas sairia somente ele por 40 mil, preferi a opção duranga kid mesmo. *Rua caracoles eh cara pra comer. Mas eh o coraçãozinho de san Pedro. Comemos no El taconar. Tem dois. O mais bonitinho eh mais gostoso ( e mais caro também) *comer mais barato: Almoçamos perto do campinho de futebol (perto da igreja de san Pedro, tem uma feira de artesanato, que tem uma outra saída, que vai dar justamente no campinho de futebol). La, há varias barraquinhas bem simples vendendo comida. Uma barraquinha mais bonitinha, que ficava mais pra ponta acabou me convencendo. De uma senhora meio Rita Lee de olhos bem azuis. Boa comida. Com tempero q remete a comida caseira. A noite lanchamos na cafeteria yali. Fica na paralela a toconao. Q também da liga a praça a Caracoles. Adoramos!!! Tudo gostoso. Suco de abacaxi dos céus. Tem empanada e wifi muito bons tambem. A ida pra uyuni.. três dias e duas noites Você contrata o passeio ou pra termina-lo em uyuni e de la seguir sua viagem (tres dias) ou pra voltar pra san Pedro após uyuni (4 dias). O passeio inclui principais refeições e hospedagem. Com que agencia vou? Não são todas q fazem. A colque fazia. Mas não fechei porque finalmente descobri que o que eu havia lido da colque era justo uma critica de um passeio para uyuni. um relato aqui de um pessoal q se acidentou e a agencia não teve uma postura de assialstir como deveria.. Ai fiquei com receio e paguei 25 mil pesos a mais (mais de 100 reais) pra fazer com a cordilheira. Caro, mas pelo menos fui sem tanta preocupacao. A mistica também faz. E o pessoal da desert adventure recomendou super bem tanto a cordilheira qto a mistica. E ela estava mais em conta. Mas preferi não arriscar, considerando q sou uma pessoa de não tanta sorte. Rsrs Mas tenho criticas: almoço e janta do segundo dia foram sofridos. Simplesmente a comida não dava pra todo mundo. Bizarro. Outro ponto que me chateou: não me instruíram bem. Falaram que na primeira noite não haveria como tomar banho. Mas não me avisaram que também não havia papel higiênico sequer para vender. Perrengue total. Principalmente quando você eh meio fresca e esta na neura de beber água feito uma jumenta com medo do soroche. E sim... água ajuda!!!!! Mas onde tem ingestão de água, tem vontade de fazer xixi.. ai... já viram, ne. Dia 5 (Primeiro dia de travessia pra uyuni) - como foi: te pegam as 7h no hotel Logo na saída de San pedro ha um posto da imigracao. La eles ficam com seu papel de imigração dado na entrada do Chile. Tenso.estavamos viajando so com identidade. Logo, aquele papelzinho era tudo que eu tinha. Pegamos entao a estrada rumo a Bolívia. Meia hora depois, no meio do nada, já em cima da cordilheira, ha novo posto da imigração. Este da Bolívia. La recebrmos novo documento de imigração, tomamos café da manha e trocamos de carro para um 4x4. Friaca dos infernos!!!!!!!!!! aqui, você deve separar tudo q vai precisar numa mochila de ataque, pois o motorista não vai mais deixar você mexer nas bagagens que ficarão em cima do carro, ate o fim do dia. Caso esteja planejando banhar-se em águas calientes, separe logo roupa de banho e toalha. Ingresso para parque foi 150 bolivianos pago na entrada. Mas te cobrarão para cada vez q for ao banheiro. Tanto na entrada qto na parada de aguas calientes. Sobre aguas calientes: alem do banheiro, cobrarao também para poder usar a piscina de agua quente. Embora isso não seja falado qdo vc fecha o passeio. Achei aguas calientes furada. Friaca danada do lado de fora... piscina pequena pra um monte de gente... Algo bem turistao. Não me apeteceu. . nesse dia visitamos algunas lagunas, o gêiser boliviano, águas calientes (onde ha fonte termal, ganha o nome de aguas calientes) e por ultimo, laguna colorada onde há vários flamingos. Junto a laguna colorada, estará nosso refugio da primeira noite. O abrigo eh no meio do deserto e chega a 10 negativos. Não tem calefação. Mas alugam saco de dormir. Cama boa. Acabamos não precisando dos sacos. Dormimos com muita roupa e os cobertores deram conta. O quarto era compartilhado pra seis pessoas – a mesma quantidade de pessoas que ocupavam o 4x4. Ah... não tem banho neste dia. Se bem... q era tao frio que acho q ninguém se importou. rsrsrs durante a madrugada deu bastante dor de cabeca. Os guias tem a pilula para soroche. Mas tive receio de tomar. Me contentei com advil e muita água. almoço e janta: Comida bem simples mas gostosa. Ah... leve seus snacks. Se bater fominha depois, não há o que comprar – ao contrario do que foi dito na agencia. dia 6 (Segundo dia de travessia pra uyuni) como foi:visitamos a tal arvore de pedra. Na hora achei mega sem graça. Mas não eh que a foto ficou demais da conta!!! Este eh um dia com poucas paradas e poucos pontos de visitação. Literalmente, travessia. A paisagem vai mudando. Menos desértica e mais pedregosa. Mas se der sorte como demos de ter um grupo legal no 4x4, passara de boa. A noite dormimos num hotel de sal que fica num povoadozinho. Já tem banho (quente). Vendem papel higiênico, refirgerantes, cerveja. Mas não alugam toalhas.  Dia 7 (Terceiro e ultimo dia de travessia...) como foi: Acordamos cedo e logo depois do café, partimos pro tão esperado salar. Sem palavras. Lindo, lindo, lindo. visitamos a ilha de corais que fica no meio do salar. Cobram 30 pesos de entrada. Depois, vagamos pelo salar. Pedimos ao guia e Almoçamos La mesmo. Do salar, vamos pra cidadezinha de uyuni propriamente dita. Conhecemos um cemitério de trem e então, vamos pro centrinho da cidade. Quem fica, segue seu rumo. Quem vai voltar, almoça e depois embarca de novo no 4x4 pra mais um dia a fim de retornar pra são Pedro. dicas úteis: Caso vá pra la paz a partir de uyuni, cobre da agencia que contratou ainda em san Pedro para que faca já a reserva do busa de uyuni para La paz. No nosso caso, comentei que de uyuni seguiria de bus. A moca que me atendeu ficou de fazer a reserva pra mim. To ate hoje esperando.. Não fez. E eu Não tinha nocao de q fosse tao concorrido. Resumo, a reserva só foi feita no dia em que chegamos a uyuni pela manha. Resumo, Não havia mais a vaga para o bus da empresa todo turismo, que eh bem recomendada. Tive de ir na trans Omar. Confortável ate. Mas sem comida e sem WiFi. Alem disso, o maluco do motorista não permitia ida ao banheiro a qualquer hora. Surreal. Trancava o banheiro e estipulava qdo se podia ir. Mulherada sofria. a viagem de bus entre uyuni e La paz: A estrada não foi tao ruim como dito. Assim, entre o trem e o bus, com certeza bus. Chegamos as 09h em lá paz, sendo q levamos quase uma hora entre alto de lá paz e lá paz, por causa de transito ruim. Durante as 13h de viagem, há Apenas uma parada. Mas não conte em comer nela. Dia 8 - La paz - Bolívia La paz eh a cidade mais louca que já vi. Pessoas, vans, ambulantes, taxis, tudo caoticamente convivendo nas ruas. Mas eh uma bagunça encantadora aos olhos de turista. Eu, pessoalmente, fiquei meio fascinada. Aquelas mulheres aymaras vendendo de um tudo naa calcadas.. Dava um visual colorido a cidade - muito necessário, especialmente por amenizar o aspecto monocromático das construções - quase todas em tijolos sem embolso. ficaríamos somente aquele dia em lá paz. Decidimos ir no dia seguinte para puno. Então, tentamos aproveitar o que desse da cidade em um dia. Passeios como ruínas e Valle da luna não seriam possívei.. Então, rodamos um pouquinho pela cidade. Descobrimos que ha um tour de graça, da prefeitura que parte as 11h da plaza San Pedro. Eh um mini tour a pe com dois guias. Levam a alguns pontos e dão varias explicações. Não ficamos com eles ate o fim porque não haviamos tomado café da manha.. Então, meio dia já estávamos azuis de fome. Mas passamos por alguns mercados. Deu pra perceber q eh interessante e bem explicado. ah.. Mas o inglês precisa estar em dia. Usam apenas o inglês e ignoram o espanhol. Andamos pouco, ate pq meu marido não eh muito fã de turismo antropológico e estava meio inseguro naquela cidade tao caótica (ao contrario de mim que estava fascinada). Almoçamos no restaurante do hostel e depois fomos comprar lembrancinhas. No caminho, fomos abduzidos por lojas de roupas de frio-artigos mochileiros. Pagamos 80 reais em casacos da Columbia e da North face. Fiquei maluca. Claro, nem tudo era barato. Mas vc achava pecas a preço de banana. Comprei também um Timberland prova d'agua e respirável por 270,reais. Obs.: os preços eram em pesos. E a cotação do real x pesos, no dia, era de 1 x 3. Acabamos gastando muito tempo em compras.. Depois fomos pras lembrancinhas e pra rodoviária a pe pra vermos as passagens pra Puno no dia seguinte. Enfim.. Não batemos tanta perna.. Mas a cidade eh tao intensa que por amostragem da pra se ter noção do que eh lá paz por inteiro. *hospedagem: ficamos num hostel chamado muzungu, bem honesto e com um restaurante numa linha gourmet excelente. Bem localizado, na calle santa cruz, esquina com calle illampu. Pagamos 160 pesos num quarto de casal com banheiro privativo. Sem calefação, mas honestamente não vi necessidade. O quarto ficava quentinho numa boa. Bons cobertores. Chuveiro fácil de temperar. Dejayuno com suco de laranja, iogurte com granola, pão com ovo cozido e café e leite. Bom. Não usufruimos pq dormimos cedo. Mas o bar-lounge deles fica no ultimo andar. Todo envidraçado. Da uma vista ótima da cidade. Eh onde rola o desayuno. E a noite tem redes, mesas de sinuca.. Pareceu bem legal e bem bonito. *Taxi ate a rodoviaria - 15 pesos. Muuuuito perto. 5 minutos. *Lembrancinhas: nao fique na dúvida!, esta barato, sim! Os mesmos amuletinhos q compramos como lembranças e que custaram 8 pesos cada (menos de 3 reais), estavam custando 22 soles em Puno!!!!! Quase 20 reais!!!! A Bolívia eh o Paraguai do peru. Portanto, em lá paz, compre.tudo q tiver pra comprar. * comida: Almoço maravilhoso e estilo gourmet no restaurante do hostel: com sucos e sem sobremesa: 157 pesos bolivianos. Menos 10% por sermos hospedes. Algo em torno de menos de 50,reais numa conta pra duas pessoas, mas uma comida mais refinada. Aprovadissimo. A noite comemos numa pizzaria chamada marttinni que ficava a 50 metros do Hostel na calle illampu. Nao. Achei taaaaao saborosa como as recomendações do tripadvisor. Mas era bem feitinha. O local limpo e aconhegante. E nossa conta com jarra de suco (uns 6 copos de um suco doce e encorpado) e agua mineral deu 37 pesos!!!!!! Ou seja, comemos de graça! Ida pra Copacabana (3horas de La paz. Cidade a beira do Titicaca. De lá partem os passeios para famosa ilha do sol e da lua) – não rolou O plano inicial para o dia seguinte era Copacabana. Dormir lá. E então no dia subsequente ir pra Puno, passar a tarde e pegar o bus no fim da tarde pra cusco. Mas descobrimos em lá paz q Copacabana eh um local sagrado e pessoas de todo o mundo estavam indo pra lá passar a semana santa. Não havia um único hotel disponível. Ate havia opção de ir pra copa e nos hospedar na ilha do sol.. Mas pensei no engarrafamento ate copa e como estaria tudo cheio... Desisti. Optamos ir direto pra Puno pra ficarmos mais tranquilos. Dia 9 - Ida pra puno (cidade peruana também a beira do Titicaca. De Copacabana são umas 4 horas. De lá se parte então pra cusco) Tomamos café no hostel e partimos pra rodoviária. Pegamos Bus de 8:30 (sai em ponto. Chegue 15 minutos antes). Não sabíamos, mas taxa de embarque eh paga a parte e nos cobraram já dentro do bus. Por sorte ainda tinhamos alguns pesos. Nossa ida por Puno foi em bus direto a partir de La paz, sem passar por Copacabana. Nosso trajeto passava por Desaguadeiro - fronteira Bolívia com peru. Fomos de bus semicama. Prometeram snacks, mas quem sabe na próxima visita eles dêem. 5 a 6 horas sem parada. Obs.: cuidado com os Bus econômicos. Não tem sequer banheiros. E lembrem q são viagens longas sem paradas e vc estará se enchendo de água. Inacreditável aquele lugar. Quem já foi muambar no Paraguai, achara ciudad de leste o lugar mais bacana do mundo. Desagaudeiro assusta um mocado. Suja, fedida ao extremo, paupérrima, confusa, cheia e louca. Indescritível. Mas eu com minha tara por turismos antropológicos, com exceção do odor desagradável, estava fascinada. Perde-se um tempo lá. Fila grande na migração de saída da Bolívia e mais fila e funcionários malas na migração de entrada do peru. Voltamos finalmente pro bus e pe na estrada. Obs.: nos sites, não aparecia a opção de comprar viagem de La paz pra puno direto, sem passar por Copacabana. So consegui essa informação diretamente na rodoviária. Mas há varias empresas que fazem o trajeto. Há também o trajeto direto de La paz a cusco via desaguadeiro e puno. Ônibus direto. São umas 13 horas de viagem. Chegamos 13h a Puno. Fomos sem reserva de hostel. Mas tinha alguns nomes para procurar... Só q chegando a rodoviaria, vc sera abordado por varias pessoas oferecendo informação turistica. Rsrsrs. Que nada. Informacao de passeios turísticos q estão vendendo. Mas valeu. Um tal de Juan nos ofereceu hotel por 25,soles por pessoa com banheiro privativo, WiFi, desayuno. Outros ofereceram ate por 20 soles. Mas o Juan foi tao simpático.. E pela foto o hotel era decente. Fechamos com ele. Taxi 5 soles. Só q não tínhamos um centavo em soles. Ao invés de trocar numa farmácia na rodoviária, usamos o esquema do empréstimo proposto por Juan. O hotel pagaria nosso taxi. Afinal, o hotel era do Juan. A cidade de Puno eh assustadoramente feia. Pobre e feia. Nada de casinhas pobres porem tipicas. Não.. São construções de tijolos, num aglomerado tipico de favelização braba. Decepcionante. E quanto mais pra perto do titicaca, mais feio fica. Só fica bonitinho no entorno da plaza de armas, que fica distante da beira do lago. O tempo vira de maneira violenta. Chegamos com sol. Eu usava uma blusa de alcinha. Fomos almocar. Uma hora depois, ao sair do restaurante, a temperatura caiu uns dez graus, pq o tempo havia mudado. Perrengue total. Dali pra frente, foi frio glacial. Portanto, não confie no tempo de Puno. Casaco na bolsa sempre. Nos arrependemos um.pouco. embora a plaza de armas seja bonita e a ruazinha de pedestres onde ficam os restaurantes, interessante e agradável. Mas de modo geral eh uma cidade q não vale o esforço. Dia seguinte, iamos pra Cusco. Então tivemos de optar: ou passeios pelas ilhas de los uros e taquile + bus a noite, ou apenas ilha de los uros + bus a tarde , ou nenhum passeio em Puno + bus turístico com saída as 7h. A primeira opção eu descartei pq não ha Cristo q me faca dormir em viagens de ônibus. E já encarei 12 horas a noite na chegada a lá paz. Outra noite dormindo mal não ia ser legal. A opcao de passear de manha e ir pra Cusco a tarde tinha o inconveniente de que o tempo entre o fim do passeio e a partida do bus etra de apenas meia hora. Mal conseguiríamos almoçar. Alem disso, varias cias fazem o trajeto Puno Cusco. Em diferentes horários. Mas a tarde, quase todos os ônibus são econômicos - sem banheiro e não reclináveis. Só havia uma cia que DIZIA que o bus era cama, mas que na hora poderia ser semicama... bem.. na hora... sei.. achei nada confiável - e de fato não da pra confiar em prestadores de serviços em Bolívia e peru. empresas grandes mentem com a maior facilidade do mundo. e vc não quer estragar sua viagem. então, melhor se previnir. alem da desconfiança, pesou o fato de haver inúmeros relatos q a ilha de los uros pode ser meio decepcionante por ter um aspecto teatral e pouco original. opiniões se dividem, mas me conheço. detesto programa "pra turista ver". então, apostei q seria decepcionante pra mim também e optei pelo bus turístico. atenção aos preços. na rodoviária, uma agencia nos ofereceu por 30 dólares sem os tickets de entrada - que variariam de 5 a 7 soles em cada local.. sendo uns 4 locais de visitação. o tal Juan também vendia este passeio. disse q era o dono da inka express. e teve a cara de pau de nos cobrar 60,dólares com tickets incluidos. afinal, já estávamos no hotel e a rodoviária estava longe. choramos, choramos, ameacamos não fechar e caiu pra 35,dólares sem os tickets. 5 dólares pra não encarar ter de voltar ate a rodoviária estavam bem pagos. *comer em Puno : barato. almoço no Haçienda. mas o menu turístico foi meio decepção. comemos barato (entrada, prato principal, sobremesa e limonada por 18 soles cada), mas pouca comida. continuamos com um pouquinho de fome. embora estivéssemos com a fome de 20 mendigos qdo entramos. *hotel: qorikancha inn. Muito bonzinho. Quarto espaçoso e confortável. Tudo limpinho. Bom WiFi. Mandaram nosso café mais cedo pro nosso quarto já q íamos sair antes das 7h. Na hora, a moca da repecao era outra e quis cobrar 6 soles por cada cafe. Reclamamos q juan nos prometeu cafe incluiso e depois ficou tudo bem. Agora o café foi de hospital. Muuuito ruim. Mas nao da pra saber como eh o padrão do resto da cidade. Só cha quente, pão com manteiga ou geleia e um copo de suco. Pegamos um taxi por 3,50 soles com muita facilidade pra rodoviária. Por sinal, conseguir taxi em Puno eh o que ha de mais fácil. Dia 10 - Tour turístico de Puno a Cusco: 4 paradas pra visitação + 1 para almoço. Sai as 7h e chega as 17h. .... (continua)
  19. lucas, to perdida... ainda nao descobri como pode ser mais curto ir pra cusco a partir de san pedro. help!!!!
  20. nossa, lucas, nao tinha mesmo essa vis]ao de que ir de sao pedro direto pra cusco seria mais jogo. vou ver isso então!!! otima dica!!!
  21. ai, finalmente uma boa alma mochileira pra me responder!!!!!!! rsrsrssr então, ate agora so comprei as passagens do rio - calama, machu picchu - lima e lima-rio. então dá pra fazer wayna no mesmo dia?? ai que otimo saber disso! é verdade que é muuuuito perigosa??? sobre la paz e titicaca, eles faziam parte da minha ideia inicial. mas depois que vi que não vai rolar. prefiro voltar em outra ocasiao e não ter de sacrificar tanto o atacama e cusco. pra eu dar um rolezinho em la paz, uns dois ou tres dias, teria de ficar apenas 3 dias no atacama e 1 dia em cusco. a principio, se eu nao achar voo, estou pensando em pegar o trem de uyuni a noite pra la paz. se conseguir descansar durante a viagem, faço um tour pela cidade (do contrario, paro num hostel pra dar uma relaxada), e a noite pego bus pra cusco. acha que eh muita loucura????
×
×
  • Criar Novo...