Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Léo Hung

Membros
  • Total de itens

    4
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

4 Neutra

Sobre Léo Hung

  • Data de Nascimento 21-09-1979

Outras informações

  • Lugares que já visitei
    Belo Horizonte, Poços de Caldas, Pomerode, São Paulo, Caieiras, Balneário Camboriú, Penha, Lisboa, Paris, Besançon, Koenisburgo, Alsácia, Miami, Orlando.
  1. Vai depender do que você quer ver em cada local. 3 dias em Paris, acho pouco pra ver as coisas principais com calma (sem ser correndo pra tirar uma foto e dizer que "viu"). Torre, o Arco, Champs-Elisees, Louvre, Buttes-Chaumont, Belleville, Moulin rouge, noitadas... 3 dias não dão não. Terá de priorizar o que é importante pra você :)
  2. Vendendo o corpo... Brincadeiras à parte, internamente ao Brasil, pedindo carona, trocando favores, andando muito e mendigando por comida (ou trocando favores). Não tem muito como fugir disso. Pode tentar um couchsurf pra ter algum lugar pra dormir, ou negociar dormir em quintais, se levar uma barraca. Não é fácil, mas não é impossível. Porém requer desprendimento e a cabeça no lugar, pois pode sofrer algum tipo de preconceito.
  3. Acho apertado, porém exequível . 14 dias é um bom tempo, e você terá de viver de forma simples, comendo sanduíches pra economizar se quiser comprar outra coisa. Em termos de preços, não vi muita vantagem em eletrônicos em Paris, da última vez que estive lá, em 2018. Como não sei qual é seu estilo de viagem, não vou entrar no mérito de juízo de valor sobre como fazer as coisas
  4. Para a @gialia: A estimativa de 80 euros por dia em Paris é razoável. Menos que isso, você abrirá mão de algumas coisas, como museus, passeios, extravagâncias baratas e souvenirs. Em termos de alimentação, te digo com certeza absoluta: separe no mínimo 15 euros/dia (2 sanduíches e uma bebida, se quiser algo diferente de água). É o mínimo sem apelar pra inanição ou freeganismo ou pacote de bolachas em supermercado. Comer em Paris pode ser muito barato. Um sanduíche que te forra bem num dos milhares de restaurantes e lanchonetes árabes\turcos\etc... custa 6.50 euros. Vem um sanduíche monstro com fritas. Se for nos indianos, mesma coisa: um crepe monstro sai por 5.50 euros. Um chá gelado da Lipton custa 2 euros ou menos nos mesmo lugares. Água é de graça. Comer em bistrôs e cafés "pega turista" sai mais caro, entre 12 e 20 euros, em média, por refeição. Se for pra restaurante mais chiques, aí o céu é o limite. No transporte, o Metrô custa 1.80 (se não me falha a memória). Você pode economizar andando de um ponto turístico a outro, pois as coisas são próximas no centro. Paris não é tão grande assim (obviamente você não andará de ponta a ponta à pé). O RER é um pouco mais caro, do aeroporto para outro ponto qualquer onde se encontre sua hospedagem. Em termos de hospedagem, nunca fiquei em albergues. Fico sempre no Ibis budget, que tem um quartinho bacaninha pra dormir, e um café da manhã honesto (café, suco, croissant, queijos e nutella liberado). Se você for gastar até 45 euros num albergue, acho válido ficar no albergue. Mais que isso, você já pega um Ibis Budget nos arrondissements mais populares. O que é caro, pra mim, são os passeios e entradas à museu e afins. Como gosto de ir em um monte, acabo gastando muito dinheiro com isso. Planeje os pontos que você quer visitar, quantos dias ficará e a partir daí, veja os custos. Ficou caro? Reduza o escopo da viagem. É assim que faço sempre. Para referência, na primeira vez que fui, 2014, gastei 15 Mil reais para 2 pessoas, Lisboa, Paris, Besançon e Alsácia, 14 dias, tudo incluído (aéreo, terrestre, ingressos, comida E presentes). Na última, 2018, gastei 14 mil reais para duas pessoas, 10 dias em Paris, com tudo também. Quem dá a medida da economia é você. O que é caro pra um colega de fórum, pode ser barato pra outro. Se quiser mais dicas, só falar!
×
×
  • Criar Novo...