Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Fernanda Gotz

Colaboradores
  • Total de itens

    384
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

7 Neutra

Sobre Fernanda Gotz

  • Data de Nascimento 09-05-1983

Outras informações

  • Lugares que já visitei
    Bonito - MS
    Florianópolis - SC
    São Paulo
    Rio Grande do Sul: Gramado, Canela, Bento Gonçalves, Torres, Cambará do Sul, Porto Alegre, Caxias do Sul, Veranópolis, Nova Petrópolis
    Pernambuco, Alagoas e Paraíba
  • Tópicos que recomendo
    MS
  • Localização
    Rua da divisão, 975, Campo Grande, Mato Grosso do Sul, 79081-650, Brasil

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Estive em Porto de Galinhas em 2013 e agora retornei em agosto de 2018, neste relato vou passar as maiores diferenças que senti nesses 5 anos entre uma viagem e outra Para quem quiser ler o primeiro relato, que está bem completo, só clicar no link ROTEIRO 2018 Porto de Galinhas Muro Alto Carneiros Maragogi Olinda PRINCIPAIS INDICAÇÕES Jesse Pedro da JP Art Tour e Alessandra – Guias para passeios e transfer POUSADA RECIFES DE CORAIS MELHOR LUGAR PARA COMER Caldinho do Cláudio – Porto de Galinhas Sal e brasa – Recife POUSADA RECIFES DE CORAIS Só tenho elogios a fazer !!! Me senti em casa, saí de lá com o coração apertado, querendo ficar mais tempo. Muito hospitaleiros, atenciosos, gentis. Atendimento excelente ! Pousada cheirosa, limpinha, muito organizada e com uma localização perfeita ! Atravessava a rua e estava no calçadão, com tudo que eu precisasse pertinho. E fica bem próxima a praia das piscinas naturais, fazia tudo a pé. Tem wi-fi no hotel todo, frigobar, tv a cabo, cofre e piscinas adulto e infantil. E o café da manhã ! Era quase um café colonial igual encontro na serra gaúcha. Muita variedade de frios, frutas e bolos ! Servido no terraço, local super agradável. No meu último dia tinha queijo coalho, omelete, calabresa, torta de frango, banana caramelizada, salada de frutas, bolo de maracujá, bolo de ameixa, bolo formigueiro, pudim, frutas e sucos, vários queijos, salaminho, presunto, iogurte, granola, etc, etc , etc, impossível lembrar de tudo ! Eles também preparam vários tipos de tapiocas doces e salgadas, feitas na hora. O café da manhã nos sustentava até o meio da tarde, foram raros os dias em que sentimos necessidade de almoçar, apenas beliscamos espetinhos na praia e saiamos mais cedo para jantar depois ( de preferência no Caldinho do Cláudio que era perto da praia, comida boa e preço justo). Site: http://www.recifesdecorais.com/ E mail : [email protected] Telefone: 81/3552-2408, 81/3552- 2771 ou celular 81/9684-3606 GUIAS/ PASSEIOS / TRANSFER – JP ART TOUR Anotem esse nome : Jesse Pedro !!! Contato 81/9402-1347 Site: http://www.jparttour.com.br/ Já tinha indicado ele em 2013, dessa vez fizemos todos os passeios com ele novamente. Mas porque esse cara é tão bom ?! Porque ele trabalha com amor, é a simpatia em pessoa, porque ele não te deixa na mão, porque ele conhece tudo e todos por lá, ele não fica preso a um roteiro pré- definido que todos fazem igual, nem fica nos apressando para fazer as coisas. Ele monta roteiros personalizados e foge daqueles passeios que são todos a mesma coisa e geralmente lotados de gente ! Um exemplo foi o passeio de Maragogi, em 2013 fizemos pela agência onde ele trabalhava na época, fomos de catamarã com dezenas de pessoas, chegando nas galés ( piscinas naturais) tinha mais dezenas de catamarãs por lá e mais gente, claro, estava lotado ! Ficamos por cerca de 1 hora e voltamos, fim do passeio. Esse ano o Jesse, já com sua própria agência, nos atendeu com uma lancha, fomos apenas entre 5 pessoas, saímos pela praia do Peroba, para um ponto onde tem bem menos gente nas piscinas naturais e ficamos mais de 2 horas lá, sossegados, num ponto de preservação onde não se pode pisar nos corais, mais conservado e tranquilo. Quando retornamos fomos almoçar no Sal e Mar, restaurante que possui um mini zoológico, com cobras, araras, iguanas, águias, flamingos, e várias outras espécies que podemos tirar fotos. Depois visitamos o mirante no morro do cruzeiro e ainda passamos pela praia de Antunes e Barra grande para banho. Indo pelas agências regulares não teríamos nada disso. Vale o investimento ! Ele e a esposa Alessandra nos atenderam super bem ! Com o Jesse temos dicas de onde comer barato, onde ir pra fugir da muvuca, sem contar que vários lugares não pagamos entrada porque estávamos com ele ! Jesse é o cara ! Você chega procurando um guia e sai de lá com um amigo ! Passeio em Maragogi feito com o Jesse pela JP Art Tour MAIORES DIFERENÇAS ENTRE 2013 E 2018 As maiores diferenças que senti foi na infra- estrutura do lugar que melhorou muito, muitas ruas ganharam pavimentação e estão mais limpas e melhor sinalizadas. Inclusive no relato de 2013 usei a foto de uma rua como exemplo da má conservação por lá, e por ironia do destino a pousada que fiquei foi exatamente em frente aquele local da foto, pra pagar a boca mesmo . Os ambulantes tomaram conta das praias !!! Cadê aquela paz e sossego que encontrei em pleno janeiro 2013, na alta temporada?! No calçadão você quase não consegue andar de tanto vendedor do Enotel te abordando, na praia as barracas e os ambulantes tomaram conta da areia, com seus sinos, buzinas e gritos. Mesmo querendo ser educada e gentil com todos, você precisa aprender a dizer NÃO ou vai ver seu dinheiro evaporar, pois eles são insistentes, para cada desculpa que você dá para não comprar eles arrumam uma solução, se oferecem até pra passar no hotel depois e pegar o dinheiro com vc. Nada contra os ambulantes, apenas achei a quantidade de gente exagerada, a insistência muito chata e o barulho desnecessário. Acaba com a tranquilidade da praia. E não caia na frase : “ posso te mostrar minha arte ?”, pois eles pintam azulejos ou fazem artesanato na hora pra te mostrar, com uma rapidez impressionante e dai vc se sente meio “ pressionado” a comprar. Nas barracas eles cobram pelo guarda sol e pelas cadeiras (10,00 cada), mas se você consumir alguma coisa não precisa pagar, o problema é que os petiscos na praia tem preços exorbitantes, tudo a partir de R$ 80,00. Minha dica é pagar pelo guarda sol e as cadeiras e comer com os ambulantes, tem muita gente vendendo espetinho de carne, frango, queijo e bacon por R$ 5,00 ! Ou você pode sair para almoçar ali perto e voltar pra barraca depois. O melhor local em Porto de Galinhas é na faixa de areia em frente ao letreiro colorido com o nome da praia, pois a maré sobe muito rápido e ali temos a maior faixa de areia da praia. Se vc pegar guarda sol em frente as piscinas naturais em poucas horas terá que mudar-se de lá pois a água toma conta e carrega tudo embora. Outra dica sobre as piscinas naturais, nos dias de maré baixa, onde é possível ir andando até os corais ( e economizar na jangada) é necessário ir até a praça do relógio pegar uma pulseira, pois agora tem um controle de apenas 200 pessoas por dia, depois que encerram os grupos o acesso é somente através das jangadas. Mesmo quem consegue as pulseiras só pode ficar 20 minutos nos corais com o grupo, que é dividido em 50 pessoas cada. As opções para comer no calçadão melhoraram muito ! Antes era raro encontrar lugares para comer no estilo “ prato feito”, “prato executivo”, com opções mais baratas. Eram somente os pratos montados para 2 pessoas ou mais e sempre mais caros. Dessa vez o calçadão estava tomado de lanchonetes e restaurantes mais populares. Mas a dica é pesquisar sempre ! O mesmo arroz com feijão, frango, fritas e salada, que você paga R$ 16,00 num lugar, no outro custa R$ 65,00. O produto é o mesmo mas os preços variam muito !! Encontrei rodizio de pizza por R$ 24,90 no Sol e brasa, Self- service com churrasco, massas e peixes por 23,90 no Gaúcho Gourmet, várias opções de espetinhos com vários acompanhamentos no Espetinho Comedoria, com valores de 9,00 a 15,00. Não achei os preços abusivos dessa vez... Mas em termos de qualidade e valor ninguém superou o Caldinho do Cláudio !! Esse eu super recomendo ! Bom atendimento e comida muito saborosa, os pratos executivos bem servidos na média de R$ 16,00 a 20,00 (com peixe), confesso que nos outros dias que comi em outros lugares acabei me arrependendo um pouco, na maioria dos dias fizemos as refeições lá. Ele fica quase no final do calçadão, perto da praia. Comemos no Chef pirata lanches, pedimos um bife acebolado e o bife veio menor que a palma da minha mão (não considere os dedos nessa medida, somente a palma da mão, era minúsculo). Também nos arriscamos no Tudo Maré, onde serviram macarrão com molho frio.. enfim, não gostei... SEMPRE INDICO Praia de Muro Alto – uma das mais bonitas e tranquilas. Possui a maior piscina natural de Pernambuco, com 2,5km de extensão, tornando a praia um sossego para quem tem filhos ou quer apenas descansar num mar sem ondas. Carneiros – além de uma tonalidade de água linda, podemos passear na Igreja de São Benedito, super charmosa cercada de coqueiros. A praia oferece passeio para a piscinas naturais, banco de areia e banho de argila. Esse ano não gostei de perceber que até isso está ficando muito ‘comercial’ por lá. Em 2013 fiz o banho com a argila retirada na praia, in natura, você e seus amigos se lambuzavam por conta própria, valia pela bagunça e descontração. Me surpreendi quando desci do catamarã e tinha uma verdadeira “ feirinha” lá, com argila de todas as cores, vendidas em tabletes, com rótulo e tudo, igual aquelas que compramos na cidade. Perde a toda a graça pra mim ! As vendedoras que fazem a aplicação da argila em vc, se torna algo individual e pago, acabou a farra com os amigos... Mas Carneiros vale o passeio pela beleza natural Maragogi ( em Alagoas) - dispensa explicações ! Basta procurar algumas fotos na internet e você será convencido que precisa ir lá ! Olinda – é uma cidade mágica. Vale passar o dia se perdendo naquelas ruas e ladeiras, naquele clima de volta ao tempo. O mirante da Sé é surreal de lindo ! Mas leve protetor solar pois Olinda é muito quente e abafada. Leve também dinheiro em espécie, a maioria dos lugares cobram taxa de visitação.
  2. A meu ver a única diferença é que vc não visita a nascente e desce um trecho menor do rio, mas pra te falar a verdade vc enjoa... um trecho muito longo ia ficar cansativo, eu fiz só o barra do sucuri e acho que não perdi nada
  3. Olá !! O aeroporto fica meio distante da rodoviária e indo de ônibus pra lá vc vai demorar muito, e vai precisar pegar uns 3 ônibus pois não tem uma linha direta. Te aconselho a pegar um ônibus em frente ao aeroporto e pedir pra descer na avenida Afonso Pena, em frente a igreja Perpétuo Socorro, lá tem um ponto de táxi que sai mais barato do que os táxis do aeroporto. Acredito que se vc tentar ir de ônibus do aeroporto até a rodoviária vai chegar meio em cima da hora por lá. Nesse caso compensa desembolsar um pouco de dinheiro e pagar um táxi. Seu destino é Bonito ? Se for, existem vans de empresas cadastradas como a Vanzella que saem do aeroporto pra Bonito e cobram quase o mesmo valor da passagem do ônibus que sai da rodoviaria.
  4. O aeroporto é simples e pequeno, não tem essas poltronas que vc citou. Hotéis próximos vc vai encontrar na Av afonso pena, bairro amambai, lá tem vários como o mohave, exceler, indaia... mas não sei a média de preços.
  5. Saindo do aeroporto tem um ponto de ônibus em frente. 90% dos onibus trabalham com cartão de passe, mas se vc estiver só com dinheiro eles tem que aceitar, explica que vc é de fora. De preferência entregue o dinheiro já trocado, o passe custa 2,70
  6. Próximo ao aeroporto não tem nada, vc pode pegar um ônibus e pedir pra descer no shopping Campo Grande e aproveitar pra ir no parque das nações indigenas que fica ao lado
  7. Oi Bianca ! Será um prazer ter vc por aqui ! Sobre seu roteiro, só acho um pouco puxado vc fazer a gruta e a flutuação de manhã... não sei se vai dar tempo de fazer tudo com calma. Se precisar escolher nesse dia deixe o balneário municipal de fora, ele é bonito, mas é bem pequeno, não tem muita coisa pra ver e é sempre cheio por ser mais barato. Se precisar escolher um balneário te recomendo o balneário do sol... os outros ficam em partes onde o rio é bem cheio, fundo, com água um pouco mais turva ( ilha do padre, ilha bonita, praia da figueira..). O balneário do sol tem muitas opções de lazer e lá vc vai ter contato com muitos animais. Eu trocaria esses dois balneários do dia 19 pelo passeio boca da onça, é uma tilha que passa por 11 cachoeiras lindas, incluindo a mais alta do estado e tem paradas pra banho nas piscinas naturais, tem muitas fotos lá no relato, olha com carinho
  8. Realmente, Campo Grande é grande ! Precisa de um carro pra se locomover por aqui, com o valor que vc pagou de táxi podia ter alugado um rsrs. Os lugares mais afastados como o aeroporto e a UCDB tem poucas opções de horários e de ônibus, mas no geral o transporte público por aqui é bom e rápido.
  9. O hotel fica na avenida Afonso Pena, a principal da cidade, praticamente todos os ônibus passam por lá. No aeroporto só tem táxi, mas tem sim uma parada de ônibus la próximo. A Ucdb fica meio afastada do centro, não sei te dizer qual ônibus pegar, vou ficar devendo
  10. Pois é , estou pensando em deixar pra ver o espetáculo na próxima, quando o bebê estiver maior pq ele pode assustar com aquela escuridão e ficar 3 horas esperando com ele não dá, enfim .... vou só visitar as ruinas mesmo. Obrigado !
  11. Déia muitíssimo obrigado pela ajuda e pela foto. Sou mãe de primeira viagem e quero acostumar desde cedo o pequeno a mochilar, mas agora tenho que montar roteiro pensando nele tbm. Que bom que vou conseguir ir até o salto sem problemas. Valeu !
  12. O espetáculo som e luz acontece somente nos sábados ? Vale a pena ficar pra assistir ? Pergunto isso pq vou estar com um bebe de 6 meses... será que tem muitos mosquitos por lá ?
  13. Galera, minha dúvida é em relação a trilha que leva até as quedas d'água, vi algumas pessoas comentando que tem que ir pulando pelas pedras, que era meio dificil... vcs acham que dá pra fazer carregando um bebê de 6 meses no colo ou é perigoso ?
×
×
  • Criar Novo...