Ir para conteúdo

saulo wds

Colaboradores
  • Total de itens

    301
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que saulo wds postou

  1. Eita Brasilzão sô, por mais que você conheça sempre vão aparecer outros lugares incríveis. Parabéns pelo relato, fiquei instigado e inspirado a rodar pelas terra do Ronca!!! Fico imaginando a sensação de pernoitar dentro da caverna, não é claustrofóbico? Mais uma vez parabéns pelo relato.
  2. Ola amigos, depois de alguns anos voltei ontem a fazer um trecho da Estrada Real e o trecho escolhido foi um velho conhecido meu, foi o trecho Paraty Cunha. Eu estava curioso para ver como havia ficado o trecho recentemente calçado... E a palavra que eu escolheria para titulo deste breve relato é "Decepção" Neste trecho Paraty Cunha eu já havia passado pilotando uma moto pelo menos outras cinco ou seis vezes e em todas elas meu encanto pela serra era sempre como se fosse pela primeira vez !! Nunca antes no trecho da serra encontrei ou topei com algum carro descendo ou subindo a serra, sempre foi eu a serra o barro e a natureza. Jamais imaginei que eu fosse ver o que vi num dos trechos que considerei mais apaixonante do Caminho Velho, Para os amantes do Off Road o que antes era uma estrada de terra que exigia do piloto um certo nível técnico na pilotagem, hoje depois do que vi, mesmo que eu fosse o coxinha dos coxinhas a descrição seria a mesma " Decepção!! Ou seja, naquele trecho acabaram com a magia da Estrada Real. Antes de iniciar a subida da Serra parei para tomar uma água de coco e nisso perguntei ao vendedor, ficou melhor depois que calçaram o Estrada Real? e ele de pronto respondeu: Muito melhor!!! hoje em dia tem muito movimento!!! O que eu jamais esperava é que o movimento fosse o que vi. Vejam vocês... Pois é, é isto mesmo que vocês estão vendo, com o calçamento do trecho da serra da Bocaina o que antes foi um dos mais belos trechos da enigmática Estrada Real hoje mais se parece com uma avenida dos grandes centros, completamente congestionada!!!! Durante a obra do calçamento percebi que alguns Marcos desapareceram e em nenhum momento ela me fez lembrar da velha estrada Real, tentei encontrar algum lugar que eu pudesse comparar um antes e depois e triste percebi que a minha estrada não existe mais. O que antes era assim: Ficou assim Pois bem , se você é um daqueles que um dia sonhou conhecer este trecho da Estrada Real e não teve a oportunidade de ir antes do calçamento, jamais saberá o que perdeu!!!
  3. Ola amigo! Antes de mais nada deixa te contar uma história rápida. Quando cheguei aos meus 50 anos tive uma espécie de crise emocional daquelas que acontecem silenciosamente dentro do peito, chegava doer!!! Então conversando com minha analista, ela disse assim; "Depois de muitas conversas" que eu apesar da idade ainda conservava as características e sonhos de adolescente, a principio pensei que isso fosse uma noticia ruim, afinal eu estava com 50 anos, mas logo em seguida ela disse parabéns! muito poucos são os que sonham e realizam os sonhos e você faz os dois e disse mais, nem sei o que você faz aqui. Depois daquele dia deixei de sentir tanta culpa por fazer de tudo para realizar meus sonhos. Você cita que a sua relação esta quase terminando, como assim? vou logo lhe dando a dica, talvez a maior aventura da vida de um homem seja conquistar uma mulher e aventura maior ainda é reconquistar a própria mulher, antes de mais nada se aventure nessa reconquista, traga ela para sonhar contigo, sonhe os sonhos dela...tente! Quanto a Moto e a viagem pelo litoral... Você sabe, a melhor moto é aquela que você tem, independente do tamanho eu digo vá!! A Bros por ser uma Moto leve e econômica é perfeita para cruzar norte a sul o Brasil rodando pela areia, é isso mesmo pela areia, eu sempre digo para aqueles que querem conhecer o litoral que for possível e na maioria das vezes é , rode pela praia, eu já fiz isso de norte a sul do Brasil te garanto é uma viagem na viagem. Vamos conversando, ok? eu sempre que puder passo por aqui para acompanhar o andamento dos planos, quando vier me avise, tenho uma casa no litoral de São Paulo venha ficar uns dias aqui desde que a noite você nos cante alguns tangos, boleros e milongas!!! Obs. como se trata de uma futura viagem de Moto eu postaria no tópico Viagem de Moto.
  4. Ola amigo. No meu relato dou algumas dicas da região, minha passagem por lá foi muito rápida portanto não tenho dicas aprofundadas. O Parque nacional do Xingu é uma reserva nacional fechada aos não índios. Pra saber se você vai conseguir entrar, só estando lá e contactando as pessoas da região. Recomendo conhecer alguns acampamentos "eles chamam de pousadas" no Alto do Xingu, lá você poderá contratar uma voadeira e dependendo da experiencia do guia ele poderá te levar a conhecer algumas aldeias a margem do Xingu.
  5. Poxa Guilherme que coincidência bacana!! O Motociclismo que praticamos é fascinante, pela forma que você relata você é tão apaixonado quanto nós. Depois daquela Trip nunca mais tive a oportunidade de estar em Gaúcha do Norte, te garanto que se estiver pelas proximidades entro em contato contigo. Um dos nossos amigos que nos acompanhou naquela Trip "nosso anfitrião" é de Canarana, caso passe pela cidade e queira conhece-lo tenho certeza que será bem recepcionado por ele, procure pelo Elson, grande Motociclista da região e faz parte dos aventureiros do Xingu, ele com certeza terá inúmeras histórias para contar.
  6. Ana me desculpe, três anos depois venho responder sua pergunta. Acho que essa resposta já citei no relato. Não conseguimos autorização da Funai ou melhor, não solicitamos. Adentramos o Parque a convite do cacique da aldeia Barranco Queimado intermediado por amigos da região.
  7. Devorei o relato numa unica tacada. Sensacional! Sem um pingo de medo de afirmar que este é o melhor relato de Motoaventura feito no Brasil central que eu já li. Vou guardar este relato para que um dia eu volte aqui " Depois de realizar tal proeza" e te mostre o quanto tu foste inspirador. Já rodei de Moto por todos os cantos do Brasil que tu possa imaginar, porem ainda guardo com imenso carinho o sonho de explorar esta região tão bela do Brasil tal qual você fez " De outro modo não me serve" Muito obrigado! sem palavras para mencionar a alegria de ter lido este relato que coloriu esta manhã de domingo cinzento aqui de São Paulo.
  8. Oi Júlia! Cada vez mais as mulheres estão invadindo as estradas! Show! Parabéns pela Trip e pelo relato, faltou umas fotinhos, né? Depois se puder fala um pouquinho da sua moto e de seu estilo de pilotagem, tipo"velocidade cruzeiro"
  9. ruy.correa , Vou resumir numa única palavra , espetáculo! No próximo faça como o Linhares disse, entremeie o relato entre fotos. Sua história esta completa e recheada de dicas para aqueles que desejam conhecer a região. Sou Motociclista a há alguns anos e já viajei por muitos cantos, porem mesmo tendo passado bem próximo varias vezes, nunca tive a oportunidade de conhecer os Canyons e seu relato me impregnou de inspiração.
  10. LinharesXT , que espetáculo de Trip! O relato foi enxuto porem minucioso e as fotos inspiradoras, Parabéns!
  11. Bom dia Ricardo Portas ! Amigo, sua postagem na verdade é um álbum de fotos! Cadê o relatos contando os perrengues? Onde estão as valiosas dicas e os relatos que ilumina os que planejam a mesma viajem e se inspiram lendo através daqui?
  12. Ola Doug Infantaria, 27 dias rodando pelos lugares e nas condições que você citou deve ter lhe rendido muitas experiencias no minimo espetaculares, compartilhe conosco estas experiencias. Estamos ansiosos para lê-las. Conte sua história e tire essa ideia da cabeça de querer dar lição no pessoal que tem Moto gigante. Cada um tem o seu momento e a moto que desejar e poder ter, a Moto independente de que tamanho for não faz ninguém maior ou menor.
  13. Ola, Linhares tudo bem? Aquele marco em Duque de Caxias me deu muita satisfação em chegar exatamente pela ineditude de se chegar. Eu também nunca li relato de alguém que tenha lá chegado rodando sobre uma Moto. Estou lisonjeado que tenha lido e gostado deste relato. Forte abraço. Saulo wds
  14. Ola Fábio Araújo de Aguiar , tudo bem? Tem viajado muito Solo? aproveite e nos conte onde foram estas viagens. Conte algumas historias que ocorreram e compartilhe o aprendizado acima tendo as historias vividas como pano de fundo na narração das incríveis experiencia que adquiriu ao longo do tempo. Grande parte da minha vida Motociclistica foi viajando Solo, assim como você!! me identifiquei com todas experiencias que citou acima, aguardo as histórias para comparar e também compartilhar as minhas. Forte abraço.
  15. AnaChrist Ola Ana, Na época não precisamos da autorização da Funai, fomos convidados e recepcionados pelo Cacique de uma das Tribos do Parque. Mesmo assim sabíamos de antemão da proibição de não índios.
  16. solidezorzi e afmudrei Que bom que vocês gostaram do relato e melhor ainda é que se inspiraram em fazer a Trip, Depois voltem aqui e relatem para gente como foi a experiencia. Rodrigo Bruxel E ai como foi, fez a Trip? me desculpe não ter respondido antes. Mesmo atrasado respondo, três dias é apertado, melhor seriam quatro, mas em três da para conhecer e apreciar todos os lugares que eu mencionei, inclusive o Salto o Yacumã. No trecho das Missões no Brasil se for de Moto tente percorrer pelos caminhos dos antigos missioneiros, tu vai se surpreender com as belezas do interior da tua terra.
  17. Fernando Xango , sobre os rios no caminho não há desvios, o dica é atravessa-los o mais próximo do mar que puder, lá a profundidade não é tanta... nos primeiros você fica tenso, depois vira diversão. vá lá e se divirta! Nas fotos abaixo um exemplo do que disse acima.
  18. Ana Cristina Silva Posso afirmar com certeza que o melhor do Atacama, do Ushuaia, e até do Alaska esta aqui, guardadas as proporções é claro. E a Estrada Real deveria ser considerada o cálice sagrado para qualquer Motociclista/ aventureiro do Brasil. Fiquei tão inspirado na Estrada Real que criei uma Rota tão exitante quanto a ER, que é a Rota das Missões no RS, interligando os Sete povos das Missões, resgatando antigos caminhos missioneiros. Depois redescobri a Rota das Fronteiras Gauchas, fascinado continuei por nossas fronteiras desde o Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do sul, Rondônia, Acre, Amazonas, Roraima e finalmente o Amapá, é impressionante o que temos ainda de Rotas alternativa e desconhecidas....Temos muito que conhecer e aprender e nos surpreender. E o melhor de tudo, aqui pertinho no nosso país.
  19. Neuhof, parabéns!! 736 km rodados em apenas um dia numa biz? digamos que você é um verdadeiro CDF. Hoje em dia minha media de km por dia também gira em torno de 750 km dia, porem me surpreendo com teu feito. Na verdade não são as cilindradas que nos levam e sim a vontade de querer ir. Show!!
  20. Parabéns Eunice!!!! Inspirador ver e ouvir relatos de mulheres empreendendo grandes viagens rodando numa Motocicleta! Show!! Em 2014 retornando de viagem passei rapidamente pela Chapada Dimantina, espero retornar em breve para degustar tudo que aquela região pode oferecer e agora lendo teu post me inspiro ainda mais. Eis algumas fotos que fiz da Região na época Pacata Mucugê, oferece boas opções de hospedagens, dois bancos, vários restaurantes e duas oficinas para Motos e um povo amistoso lugar bom para uma boa prosa. La em Mucugê esta o mais belo cemitério Bizantino do Brasil, "Segundo eles" vale conferir.... Em Barra da Estiva subi o Morro do Ouro e no morro da Antena. A vista compensa cada km rodado para subir.
  21. Ola glimas,beleza? espero te-lo respondido a tempo O Boareto já deixou a melhor dica postado logo acima, porem há um detalhe importante a ser considerado; estão asfaltando o trecho mas belo da Estrada Real que é o Caminho dos Diamantes e pelo que me disseram o asfalto já chegou em Milho Verde, então meu amigo se fosse você subiria direto para Diamantina e faria o Caminho dos Diamantes antes que asfaltem e vá descendo até onde der os seis dias, pelo Caminho Velho " Fazendo antes do Caminho Velho o Caminho do Sabarabuçu ' Imperdível"...Depois quando puder conclua o restante, porem, então não terá perdido o melhor da ER.
  22. Ola amigo, Fernando Xango. Em primeiro lugar me desculpe pela demora em responder teu post. Infelizmente não tenho planilhado nenhum dos caminhos que eu fiz pela Expedição Farroupilha. No litoral Gaúcho, da para descer quase que ele todo a partir de Changrila ou Capão da Canoa até São José do Norte, " Este trecho não fiz pela praia"; Como o destino é o Uruguai se fosse vocês também dispensaria, Se optarem descer para o Chui pela praia do Cassino, estando na Cidade de Rio Grande aconselho antes observarem a tabua das marés e consultar a direção dos ventos, são 250 km pela praia sem nenhum tipo de apoio, então prefira vento a favor e maré baixa. Quanto as Motos não há empecilhos para o tamanhos delas, 90 % do caminho é feito margeando as ondas do mar onde a areia é tão dura e lisa como asfalto, se preparem para os 10% de areis fofas, rios e tomem cuidado com com os cordumes que os pescadores costumam deixam amarrado suas redes pela praia. Uma Dica é, se não tiverem um dia todo sobrando para fazer 250 km da praia do Cassino, estando em Rio Grande siga para o Cassino e de lá siga pala a praia até o que restou do destroços do Navio Altair, pouco mais de 20 km, então terão uma bela amostra do que é o Cassino, se preferirem sigam, se não, voltem e vá ao chui pelo asfalto passando pelo Taim.
  23. E ai Rogerzruc, beleza? Particularmente prefiro traçar todo planejamento de uma grande viagem "in solo", mesmo que tenha um parceiro para acompanhar. Já li muitos relatos de viagens longas que não vão até o final devido a vários motivos e o principais deles são as incompatibilidades... Então meu amigo, concordo com todas as letras do post acima, Viajar solo jamais sera um empecilho, pelo contrario, você verá, ouvirá, e aprenderá coisas que jamais teria oportunidade se estivesse acompanhado, com certeza é outra experiencia! Por outro lado, ter a companhia de um amigo para dividir os momentos, principalmente os de alegria, nos dá uma sensação muito grande se segurança.
  24. Marceloma Obrigado pelas palavras meu amigo. O Rio Grande do sul realmente é uma lugar belíssimo com um povo apaixonado pela terra... Do meu sangue Brasileiro, tenho orgulho!! algumas gotas dele com certeza também é gaúcho!! Nosso país é instigante, belo e formoso pela própria natureza!!! Quanto mais eu rodo conhecendo este Brasilzão, mais sabido vou ficando!! E onde quer que eu esteja, de Norte a Sul eu brado aos mil ventos que amo ser Brasileiro.
  25. Rota das Missões Missões Jesuíticas de La Santísima Trinidad del Paraná e Jesús Tavarangue Fui ao Paraguai especialmente para visitar o seu único Patrimônio da Humanidade. As ruínas das missões jesuíticas da Santíssima Trindade do Paraná e de Jesus de Tavarangue situam-se em dois pequenos povoados com estes mesmos nomes a mais ou menos 12 km de distância um do outro e a pouco mais de 30 km da cidade paraguaia de Encarnación. Jesús de Tavarangue é uma redução jesuita no Paraguai. Foi fundada em 1685 e apresenta atualmente uma igreja restaurada, oficinas e casas de Guaranis, também em restauração. A arquitetura desta redução era completamente diferente das outras. Em estilo mourisco, único em todas as reduções, as três portas de acesso ao templo são excepcionalmente belas. O tecto não seria de madeira ou de pedra como em outras, e sim de estilo misto com muros de apoio e grandes pilares centrais. Devido a não ter tecto (a igreja não chegou a ser acabada devido à expulsão dos jesuítas), Jesús de Tavarangue escapou ilesa aos saqueadores, pois não possuia ouro ou imagens valiosas no altar. La Santísima Trinidad de Paraná é o nome de uma antiga redução jesuita no Paraguai, perto de Encarnación. Esta foi uma das últimas reduções a serem construídas na área do rio Paraná. Foi originalmente construída em 1706. A influência do declínio dos jesuitas na área fez com que esta fosse abandonada — juntamente com o resto das reduções, que ficaram em ruínas. Actualmente as ruínas estão bem preservadas e foram declaradas Património Mundial da Unesco em 1993 em conjunto com a redução de Jesús de Tavarangue.
×
×
  • Criar Novo...