Ir para conteúdo

gi_soares

Colaboradores
  • Total de itens

    28
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que gi_soares postou

  1. Flavio, Seu roteiro foi bem interessante. Planejando a minha viagem agora, com certeza vou tentar agregar alguns dos seus pontos no meu roteiro tb. E, boa viagem tb!
  2. Eu fiz a reserva no balcão, confidenciei a eles que tinha tido uma péssima experiência com a Budget, por isso até paguei super barato, acho que US$11 a diaria por um Altima, que eh um carro intermediário, fora o seguro. Paguei por volta de US$ 150 a semana toda. Na E-Z te oferecem tudo, mas vc nao eh obrigado a pegar nada, nem o seguro. Ah, em relação ao seguro, eu tinha contratado um pelo Priceline.com antes de viajar, quando fui retirar o carro, disseram que meu seguro só cobria o meu carro, mas não o de terceiros e a Budget nao aceitaria, mas vi num site americano que eles nao divulgavam que vc poderia rejeitar. Entao os US$100 que paguei a mais, eles me devolveram depois que fiz um barraquinho... E nao foi em vão, porque com mais $50 aluguei o Altima por 1 semana com seguro e tudo. Passei pelo Toll sem perceber, cobraram $0,70 no cartão de crédito. Ah se vc tiver cartão de crédito, eles não vão te cobrar nada a mais por garantia, eles podem fazer a pre-autorização no valor total do aluguel, mas a cobrança só acontece quando você devolver o carro, que aliás, tem que tomar muito cuidado, como por exemplo, se atentar ao nível de gasolina, senão te cobram o olho da cara, outra coisa, prestar muita atenção se o carro já apresenta algum mal funcionamento ou alguma avaria.
  3. Na minha primeira locação, eu usei a "Budget", me cobraram os olhos da cara, mas aceitei pagar porque não conhecia as outras locadoras. Na segunda locação, usei a "EZ rent a car" (http://www.e-zrentacar.com), foi a melhor, mais barata, ,sem burocracia, consegui upgrade sem chateação. Em relação aos pedágios, o negócio é programar o GPS para evitar os Tolls. Mas eu ja tinha o GPS, pra quem não tem, acho que eles cobram US$9,00 a diária.
  4. Nesse caso, o tamanho não é problema, minha mochila é bem parecida, mas se preocupe com o peso também. Se não me engano, não pode ultrapassar 9 kg. Sempre viajo, nunca tinham verificado isso, mas da última vez, o pessoal veio verificando mala por mala, com uma balança portátil.
  5. Nossa fiz essa trilha tb, acho que em 2008 ou 2009 com um grupo de 26 pessoas, sendo 5 canadenses, 1 soldado do exército, 3 guias, nossa professora da faculdade e o resto eram alunos dela. Fizemos em 1 dia só, saímos de Eng. Marsilac as 06:00h e chegamos no hotel no centro de Itanhaém as 22:30h. Pretendíamos terminar a trilha durante o dia, mas como uma pessoa do nosso grupo se machucou, acabou que atrasou tudo, e imagina um grupo enorme desse, no cair da noite sendo iluminado sob a luz da lua, e 3 lanterninhas mixurucas. Foi punk! Um desgaste físico enorme, mas a emoção de cruzar o rio Branquinho e o Capivari Monos foi muito grande. Ahhh mesmo com repelente, blusa de manga comprida e calça fiquei completamente cheia de picadas. Demorou um tempão pra sair. Mesmo não sentindo muito minhas pernas nos 14 dias seguintes, tipo faria essa trilha de novo, com certeza...
  6. Esqueci de mencionar, mas eu realmente gostaria da opção mais economica, com a melhor relação custo beneficio. Vlw
  7. Ola pessoal Estou indo pra Trinidad no começo de Abril, gostaria de um conselho de quem ja foi, se compensa mesmo ir pra Caracas e depois pegar o ferry pra Port of Spain ou pegar o voo direto pra lá? Me deem algumas dicas por favor!! To fazendo a pesquisa pela net, mas nada realmente claro. Valew! _____________________________________________ GISELE SOARES [email protected] "Respeite a gente da terra e a terra da gente."
  8. Olá galera, preciso muuuuuuito de ajuda pra me organizar e conseguir ir pra Venezuela (não sei onde lá ainda) gastando o mínimo possível. Meu namorado é de Trinidad e Tobago e o conheci num navio onde trabalhávamos juntos. Agora, queremos nos ver, mas a grana tá escassa. Então, os meus planos começam em fechar aéreo (pra mim) + hospedagem (pra nós ). No aéreo, vi que o mais barato é com a Gol, mas de repente se alguém souber de outra forma melhor.... E hospedagem, queria alguns dias de hotel em algum lugar e depois seguimos para casa do meu cunhado lá.. que nem sei onde é... Queria já me organizar e se possível já deixar pago antes de ir... Alguma sugestão? Muito obrigada por enquanto...
  9. Oi Isabella, Ai vão algumas dicas, é claro que essa é minha sugestão e tem algumas impressões tb do que vivenciei: Roma - 4 dias são suficientes sim, eu fui ao Vaticano e ao Coliseu em 1 só, mas tem muito a se ver por lá. Florença - eu não conheço, mas Pisa sim, é rápido e ótimo, o carro é ótima pedida, porque o trem demora tanto e as vezes ainda atrasa. Veneza - 2 dias no máximo, vc vai ver que tudo é igual, vai andar, andar, andar e se perder várias vezes, porque tudo tem a mesma cara, mas é claro que é bom sim. Não deixe de fazer o passeio de gôndolas custa de 50 a 80 euros, mas vale a pena. Napoli - fui várias vezes, ótima para fazer compras, um dos lugares mais baratos que fui na Europa. Dica, os restaurantes mais simples são os que oferecem o melhor serviço com comida boa e barata. De Napoli, você pode ir para Ilha de Capri, pegando um ferry no porto, cerca de 14 euros e 40 min de viagem, ótima, linda, a melhor de todas... O paseio de 1 dia por lá é suficiente. Tem um passeio de barco de 12 euros, fantástica, rodeia toda a ilha e passa por várias grutas, ótimo mesmo!!! Mas do porto, vc vai ver outros destinos que pode fazer tb e pagando pouco. Ótima pedida.. Sicilia ou Palermo - eu não gostei muito, achei que não tem muitos atrativos, muito parada. Mas no ccentro de Palermo, tem um centro comercial, como em Napoli e tem algumas promoções boas. Malta - Tudo é lindo em Malta, a arquitetura é fantástica, o melhor lugar para comprar casacos, botas, enfim, tudo de inverno, pq Malta é muito fria, muita coisa a fazer por lá, 3 ou 4 dias seria o ideal. Ah no porto, tem um avião que cobra 80 euros por pessoa para viajar pela ilha por 1 hora. Santorini - 2/3 dias - É linda, uma ilha vulcânica, por isso até a areia da praia é preta. As pousadas são bem curiosas, eles se aproveitam das pedras para compor os ambbientes, vale a pena conferir. Fui numa vinícola muito boa por lá tb. Rhodes - 2/3 dias - É de encher os olhos. Além, de visitar com calma a cidade antiga, vá a Lindos tb. Experimente uma bebida típica da Grécia (Uzzo), é feita de anis, boa, mas fooooooorte... Atenas - 2 dias - É claro que vc tem que ir a Acropolis, estádio do Olimpo e tb a Plakas (comércio). Aproveite tudo e tire muitas fotos....
  10. Eu adorei Petra. Realmente uma das maravilhas do mundo!!!! Amei o camelinho: O gua sempre nos falava que estava perto o tesouro, e de fato estava, no final da trilha (que estava escura, por causa das petras acima de nós), a gente via uma claridão, na verdade era o sol iluminando um dos cenários de filme. Meio surreal pra mim: Num dos pontos mais altos de lá podemos ter essa visão:
  11. Bom pessoal, por ser tripulante marítimo, eu particularmente, não aconselho para marinheiros de primeira viagem efetuar essas travessias (exemplo Brasil x Europa). É muito desgastante para o passageiro e para o tripulante. Em geral, um número maior de dias em mar (sea-days) não é tão legal quanto se parece, você pode se entediadar logo no 2º dia. Para mim, o ideal é escolher aqui no Brasil, o destino e roteiro a fazer, fechar com a companhia marítima e também aérea, para não ter problemas depois. Quando eu desembarco do navio é que eu lembro, porque eu trabalho lá. Para ter possibilidade de explorar os mais variados destinos e roteiros.
  12. Nossa, muito legal!!!!!! Não tem recompensa melhor que o nascer do sol, lindo como esse! Adooooooro trekking, acho que não meio melhor de entrar em contato com a natureza. Parabéns trekkers....
  13. Oi pessoal, Retomei meu inglês a alguns dias, motivada por uma oportunidade internacional e, estou estudando pela internet através do Livemocha. Este site é pago, mas primeiro vc o experimenta por 5 dias grátis e depois paga tipo U$$ 10.00 (bem barato) algum dos cursos. E realmente ele é muito bom, vc faz os exercícios e os alunos nativos em inglês (que estão no site aprendendo outro idioma) te auxiliam nos exercícios e até o corrije se for necessário. Para entender melhor, quem é cadastrado atua como aluno e professor. Eu sou professora de português (minha língua nativa) e ajudo as pessoas que estão aprendendo o português. Assim como, sou aluna e envio vários exercícios para revisão e sou auxiliada por vários nativos em inglês. Mas nesse site são várias línguas. Ele é multifuncional, com certeza! Vale a pena mesmo! Quem quiser experimentar entra ai: :'> http://www.livemocha.com/invite/r:Mior4i3x Bjs
  14. Realmente ótimo seu relato Xaliba, Pretendo trabalhar num cruzeiro e meu inglês ainda é bem básico (mas pelo menos agora consigo entender algumas coisinhas). Fiquei hospedada num albergue no RJ e, como era de se esperar, com vários gringos por lá. Só depois de alguns dias perdi o medo e omecei a me arriscar a falar em inglês, embora sempre que ia iniciar uma conversa já falava: "I don't speak English very well". Todos com quem falei se mostraram receptivos e, fiz até 3 amigos com quem sempre falo. Ótima experiência e grande incentivo pra mim....
  15. Oi colega, É bem difícil falar qual é a mais bonita, mas Imbassaí é maravilhosa. Você já deve saber, mas de uma lado é praia e do outro, uma lagoa. E o acesso pra chegar lá é feito por um rio cristalino (bem rasinho). Não deixe de comer o peixe na telha, se for lá. Muuuuuito bom.... Foi um passeio inesquecível.
  16. Sua aventura foi de certo bem interessante e me fez lembrar da minha experiência também pelo Pq. Est. Serra do Mar. Fizemos a travessia com cerca de 27 pessoas (destes 5 canadenses), 3 guias e até 1 soldado do exército foi conosco. Nosso objetivo era chegar á Itanhaém, e o cumprimos após 9 hs de caminhada. Pernoitamos na Silcol EcoPousada no Marsilac, de lá saímos de ônibus fretado até até est. Evangelista de Souza (como vcs) e depois de 2h e meia de caminhada pelos trilhos que no meu tempo estava assim (kkkk...) Depois pegamos a trilha pelos vestígios de Mata Atlântica ainda existentes na capital (muito triste isso). Bom só saímos dessa trilha qdo chegamos na aldeia tupi-guarani. O caminho até chegarmos lá foi extremamente exaustivo, nunca nem de perto tinha sonhado com um lugar assim... Fizemos 28 travessias de rio ao todo. A primeira delas foi também onde fizemos nossa 1ª parada (Poção): A essas alturas, meu joelho já estava mais pra lá do que pra cá, mas a água gelada do rio ajudou minha perna parar de tremer um pouco, afinal eu não sabia mais tinha mais 5 horas de caminhada. Depois disso, pensei que fosse ter só descida, afinal temos que descer pra chegar á serra não é? Me enganei, a lógica está certa, mas na prática..... Tínhamos que subir , muitas vezes escalar mesmo e tomar muito cuidado onde colocar o pé, a trilha estava com muito barro ainda, e um passo em falso poderia te levar pro precipício... Ai era chegada a hora de descer, a pior parte pra mim... Minha bunda já estava marrom de tanto barro, ai chegamos na parte que ficamos cruzando os rios várias vezes (Branquinho, Capivari). Bom depois de várias repetições do trecho que falei acima, e com uma amiga que torceu o pé feio e não conseguia andar (motivo aliás que nos atrasou em 2 horas e meia o percurso e por isso, também, que anoiteceu e ainda estávamos na mata). Nosso grupo já havia se dividido em 3. Eu estava no 2º grupo, pq preferi ficar pra trás pra auxiliar uma senhora de 68 anos que estava com a gente. Chegamos num ponto que precisamos esperar os grupos se reunirem pra prosseguirmos, pois só tínhamos 2 lanternas. Depois disso, ninguém mais tirou fotos, estava um breu total e ainda restavam muita caminhada. Bom, atravessamos um rio enorme iluminados pela lua e, todos de mão dadas pois estava bem difícil fazê-lo de dia, á noite então... Quando estávamos chegando perto, mais uma prova de ferro até chegar à aldeia: atravessar um rio por cima de um tronco de árvore que media + ou - 40 cm de diâmetro. Jesuuuuuuuuuussssssssssss que adrelina!!!!!! Primeiro foi um dos guias com uma das lanternas, tudo bem, depois nós. O pior é que só podia ir de 1 em 1. A lanterna começou a piscar bem na hora que minha amiga que torceu o pé ia atravessar. Olha só por Deus.... Nunca tinha sentido antes aquela sensação. Um extinto de sobrevivência que ninguém sentiu medo. A adrenalina estava a mil.... Foi quando encontramos os primeiros moradores da aldeia e por sinal, levamos um sustão..... Ah, só pra entender melhor, saímos da pousada ás 06:00h da manhã e chegamos no hotel em Itanhaem ás 22:00h. Será que valeu a pena tanto sacrifício? Uma das melhhores experiências da minha vida inteira. Super recomendo..........
  17. Luciano, Valeu pela dica tb! Mas acho que vou pra Alagoas. Obrigadão!
  18. Nossa Alexandre, valeu mesmo pelas dicas. Já tinha visto algumas fotos do Francês e fiquei impressionada, e ainda mais todas estas opções de roteiro. Obrigada msm! Abçs
  19. Galera, Estou planejando minha próxima viagem e como turismóloga, tenho que escolher o destino onde terei mais opções de roteiros. Mas preciso da ajuda dos especialistas daqui do Mochileiros.com, seja com relatos ou dicas sobre qual destino escolher: Natal, Maceió ou João Pessoa? Gosto muito de praia, mas se puder conciliar de repente com um rio, cahoeira, sei lá, seria muuito bom. Obrigaaaaaada! Gisele
  20. Adoooooooorei a viagem que fiz á São Thomé das Letras, a cidade é simplesmente surreal!!!!!!!!! Fomos de carro com mais 4 amigos a Três Pontas (onde ficamos hospedados), passamos por Varginha, Três Corações e finalmente STL. De longe já avistamos aquele visu das montanhas, nunca tinho visto uma cidade inteira de pedras como ela. É lindíssima mesmo!!!! E o clima, quando vc chega nela vc sente o ar agradavelmente diferente. Fizemos uma mini trilha pelas pedras da Toca do Leão: Passeamos pela cidade: Fomos á Ladeira do Amendoim (imperdível), onde na descida o carro sobe: E depois à Cahoeira Vale das Borboletas: Abçs
  21. Sempre carrego um kit primeiros socorros hiper básica, mas como sou adepta de trekking, meu maior problema está em cuidar das picadas de inseto e da coceira que fica depois delas. Na minha última viagem fui pra Boiçucanga/SP, fiquei num camping legal (Porongaba), mas fiquei com tantas picadas que começaram a inchar, pq sou alérgica tb. Ninguem merece ficar se coçando parecendo que tem sarna e ficar toda inchada depois. Mas como Deus é bom, descobri com uma funcionária do camping que existe um tal de "complexo B" que é ótimo. Então, a dica é esta: Compre o complexo B e comece a tomá-lo 1 semana antes do seu passeio pela natureza. Vou pra Maromba agora no carnaval e já comecei a tomá-lo.
×
×
  • Criar Novo...