Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Raphael E

Membros
  • Total de itens

    276
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    1

Raphael E venceu a última vez em Fevereiro 16 2018

recebeu vários likes pelo conteúdo postado!

Reputação

82 Excelente

1 Seguidor

Sobre Raphael E

  • Data de Nascimento 30-11-1983

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. @D FABIANO famigerado é uma boa definição hahaha quando fiz, paguei sim, mas não os indigestos 6,38%. era em torno de 1%
  2. @Taciano Bahia não precisa abrir conta, a transferência não envolve obrigatoriamente conta bancária própria. é bem simples (e olha que sou meio devagar com esses troços tecnológicos) e tem várias agências do Western Union pela Colômbia. você vai enviar uma quantia para outro país, que será convertida para a moeda local. a pessoa que faz a remessa pode ser a mesma que vai recebê-la. resumidamente, você vai numa agência do WU antes de viajar, faz uma remessa para você mesmo (onde constam seu nome e seu número de identidade ou passaporte, documento esse que deverá ser levado no momento da retirada do dinheiro) e sai do WU com um comprovante impresso. chegando numa agência do WU na Colômbia, basta levar o documento e o comprovante e "sacar" essa quantia em pesos colombianos. consegui me explicar? eu dividi minhas remessas em três, para não precisar sacar tudo de uma vez só e ficar andando com muito dinheiro. cada remessa tem um valor (na época, R$10) e a conversão da moeda (real para peso colombiano) era favorável. achei o serviço muito bom, não tive nenhum problema. o único "trabalho" é ir numa agência do WU aqui no Brasil para fazer a remessa e ir numa agência na Colômbia para realizar o saque.
  3. @Flávia Chaves de Amorim bom dia! minha companheira foi quem comprou as passagens, mas ela não lembra se foi pelo site brasileiro ou colombiano. eu tenho quase certeza que foi pelo site colombiano - e aí eu não se incidiria IOF. mas uma coisa é certa: pelo levantamento que fizemos à época, valia mais a pena comprar pela Avianca do que pelas lowcosts. o preço foi o mesmo e não precisamos nos atentar para todas as coisas que podem gerar o pagamento de taxas na hora do embarque (ex.: não levar impresso o "pase de abordar". convém dar uma lida no site das cias aéreas para não ser surpreendida na hora). o lado negativo da compra antecipada é amarrar um pouco o roteiro né, que fica condicionado à viagem aérea previamente comprada. mas é aí é uma questão mais pessoal. pra gente, foi muito válido!
  4. @Do Mundo de nada! usei mto o serviço pela noite, então não tive nem soube de nada que obstasse Uber nesse horário. vce pode usar o wifi do próprio aeroporto para pedir o uber, gratuitamente. se preferir o táxi, lembro que me recomendaram pegar os táxis que estão nos pontos oficiais do aeroporto. bogotá é sempre frio, dentro dos parâmetros de um fluminense: raramente os termômetros passam os 20º. de noite, costuma baixar ainda mais, então sugiro levar pelo menos um casaco mais pesado. normalmente, janeiro é o mês que menos chove também. para consultar a previsão do tempo, eu usava o https://www.accuweather.com/pt/co/colombia-weather. minha namorada usava algum aplicativo no celular, nao lembro qual tem alguns lugares que disponibilizam wifi gratis, praças, parques, museus... confiar até dá, mas não rola depender, entende? vários bares, restaurantes etc também disponibilizam, alguns até grátis também. ou, então, voce pode comprar um chip local (explico acima). valeu mto a pena!
  5. Raphael E

    Pereira -Salento

    concordo com @rafoliveiraa, Salento é imperdível!
  6. pois é, site deles está ruim há algum tempo. os horários da Rutas del Sol de montevideo para a entrada do parque de C Polonio são 7:00 nos sábados e 10:10 e 15:15 nos demais dias (https://www.trescruces.com.uy/horarios-destinos/?origen=MONTEVIDEO&destino=CABO+POLONIO&origen_id=1&destino_id=151&empresa_id=0&dias_ref=all&turno_ref=&sec=hd e http://turismorocha.gub.uy/horarios-omnibus-rocha?origen=montevideo&destino=cabo-polonio) espere pagar entre $500 e $600 pesos. e, conforme dito acima, eu tentaria fugir dos custos exorbitantes do IOF
  7. em abraão tim, vivo e claro funcionam muito bem (oi nao sei dizer, mas acredito que nao seja diferente). nem todos bares ou restaurantes possuem rede cara, possivelmente o wifi da pousada vai ser suficiente pra vce. lá, a internet (seja 3G, seja wifi no hostel que fiquei) pode não voar como no continente, mas não tive nenhum problema para abrir sites, emails, videos... de acordo com esse site http://www.ilhagrande.org/pagina/informacoes-uteis-abraao "existem vários postos de acesso à internet por toda a Vila do Abraão. Basicamente ficam localizados no centro da vila. Funcionam diariamente e você pode escolher o que mais lhe agrada. A maioria das pousadas também disponibiliza internet Wi-Fi."
  8. dá uma olhada nos relatos de quem foi para esses lugares recentemente, vai te ajudar a montar seu roteiro, dar uma ideia das coisas que podem te interessar ou nao etc (https://www.mochileiros.com/forum/471-colômbia-relatos-de-viagem/). a partir daí, suas dúvidas ficam mais pontuais e fica mais fácil de respondê-las
  9. concordo com @Marino Camara, acho que ilha grande sai mais caro no final das contas, sobretudo por conta da necessidade de usar sempre barcos para locomoção. adoro trindade e praia do sono (aliás, bem lembrado!), mas fico em cima do muro sobre decidir entre ilha grande e trindade, adoro ambos os lugares! colocando paraty e seu centro histórico na "disputa" - e tambem levando em conta o tema dos custos -, talvez esta seja a melhor opção. de qualquer maneira, ambos são maravilhosos!
  10. @Olit Vtr naaada, boa sorte! 🙋‍♀️
  11. fiz o trajeto contrario, atravessando a cordilheira, e passado por rosario, santa fe e cordoba. em rosario assisti a um jogo do newells, e em cordoba do belgrano. utilizei o site https://www.plataforma10.com.ar/pasajes-micro para planejar a viagem, ver preço e duração dos traslados - todos realizados de onibus, comprando passagem direto na rodoviária. se vai falar de futebol, rosário é a cidade! uma rivalidade escancarada nas conversas, pintadas muros da cidade dividida entre canallas e leprosos. muitos brasileiros vivem por lá, por causa da universidade, acho que podem contribuir com sua estadia e ida nos jogos. em córdoba, nao deixe de visitar o Barrio Alberdi, sede do Belgrano e palco de lutas históricas, cujas nuances sao contadas/pintadas nos muros das ruas do entorno. vale a pena ler um pouco sobre o que eles chamam de "primer territorio libre de américa" e sobre o cordobazo, para entender o que o clube significa para os moradores do bairro, historias que se entrelaçam. e o clube está sempre de portas abertas para os torcedores. identifique-se como brasileiro e interessado no clube para fins de escrever um livro, possivelmente vao abrir as portas para que conheça as dependências do mesmo. ainda, eles têm uma rádio que é construída coletivamente com os torcedores e debatem temas interessantíssimos! caso tenha interesse, está disponível em https://www.facebook.com/RadioGiganteCba/
  12. ilha grande vce consegue campings e até hostels (por volta de R$35) baratos em abraão, muitos com cozinha, o que dá uma diminuída boa nos custos. dá pra comer barato tambem. se optar pela parte que nao está voltada para o continente, mas para o mar aberto (aventureiro, p ex), as coisas de uma maneira geral são um pouquinho mais caras, pela dificuldade de se chegar de barco: camping sai a R$20 mais ou menos, levando barraca; PF sai a R$25 em média; refrigerante em lata R$6, café da manhã R$10. para essa parte da ilha, é fundamental consultar as condições do mar, porque nem sempre os barcos conseguem sair de angra. ainda, como não há um fluxo constante de turistas nessa época do ano, o barco acaba saindo caro para aventureiro. convém consultar os barqueiros por whatsapp. seguem dois sites que disponibilizam informações interessantes sobre a ilha grande como um todo http://www.ilhagrande.com.br/ e http://www.ilhagrande.org/. sobre angra, nao posso te ajudar. trindade nessa época não enche, entao voce tambem consegue camping e hostel a preços acessíveis, assim como alimentação. uma busca rápida em sites de acomodação pode te ajudar a checar preço e se o local disponibiliza cozinha e utensílios: trindade e abraão (na ilha grande) possuem mercados onde vce pode comprar coisas pra fazer comida, vai deixar sua viagem bem mais barata. recomendo a leitura dos relatos de viagem disponíveis aqui nesse site, com muitas informações atualizadas que vão te ajudar a escolher o destino. são milhares de praias, trilhas, cachoeiras etc, fica difícil sugerir algumas com tanta riqueza e especificidades. e nessa época costuma dar uma esfriada pela noite, portanto se optar por camping leve material necessário para nao passar pela desagradável sensação de frio que pode encurtar sua viagem.
  13. algumas alterações, mas a maioria das informações procedem - algumas até já foram atualizadas, pelo que vi. esse site ajuda bastante mesmo!
  14. tem alguns sites que vão te ajudar a planejar sua viagem, informando preço e tempo, p ex. o terminal tres cruces (montevideo) tem um site que ajuda bastante: https://www.trescruces.com.uy/horarios-destinos/ as principais cias que operam os trechos que vce menciona são: - rutas del sol (site nao estava funcionando quando tentei entrar, mas usei muito durante minha viagem http://www.rutasdelsol.com.uy/ - cot http://www.cot.com.uy/site/ - nuñez http://nunez.com.uy/buscar/ voce pode entrar tambem no site dos departamentos/estados que pretende conhecer. lá tem mtas informações interessantes, como o de Rocha, p ex http://turismorocha.gub.uy/horarios-omnibus-rocha
  15. espero que a resposta não seja tão tardia! sim, encontrará diversas casas de câmbio abertas, ainda que seja final de semana. sobre os free shops, não sei responder
×
×
  • Criar Novo...