Ir para conteúdo

farbarreto

Membros
  • Total de itens

    30
  • Registro em

  • Última visita

Conquistas de farbarreto

Novo Membro

Novo Membro (1/14)

0

Reputação

  1. Olá dridemarque, Eu cheguei a reservar o Aguas de Iguaçu tb. Mas como o Rouver estava mais barato, resolvi trocar e não me arrependo nem um pouco. Mas o Águas tb é bem localizado e com certeza vc vai gostar. Abçs, Alexandre
  2. Olá Shirley, Considero dois dias meio puxado para lá. Acho que o mínimo seriam 3. Como vc ainda não comprou as passagens, talvez valha negociar mais uma diária com o hotel. Num dia você faz cataratas brasileiras + parque das aves (e até o Duty Free à noite); no segundo dia, pode fazer Ciudad del Este e casino à noite e no terceiro, Cataratas Argentinas + Itaipu (isso claro, para o passeio da Iluminação da barragem). Com apenas dois dias, você terá de escolher o que deseja conhecer mais... Abçs, Alexandre
  3. Pessoal, Acabei de voltar de Foz (eu, esposa, meus pais e meus sogros) e como agradecimento as informações muito úteis obtidas aqui no blog, venho dar minhas contribuições. Fiquei no super indicado por aki: Hotel Rouver. Também indico...hotel simples mas com um ótimo preço e localização. Eles oferecem traslado do aeroporto para o hotel por R$50 a van, independente do número de pessoas. No primeiro dia, pegamos ônibus na porta do hotel (R$2,40) e fomos as cataratas brasileiras (R$24,30 a inteira – cliente do Itaú ou com cartão e crédito Itaucard continua pagando meia. Mas essa informação não é informada lá...fiquem ligados! Acima de 60 paga-se R$6,70. Achei o parque relativamente pequeno e ao meio dia já havia encerrado. Há um restaurante com buffet livre a R$43 e uma lanchonete de combos com hamburger, refri e batata frita na faixa de R$15. O que há de mais barato são 6 nuggets a R$5,50. De lá, parti para o Parque das Aves (R$18; idoso paga meia). O parque é bem legal e vale a visita. Levei uma 1h30 para ver tudo com calma. A noite, jantamos no buffet grill, do supermercado Muffato que fica em frente ao Hotel. Buffet a R$16,90 o quilo. Comidinha bemmm simples mas honesta. No dia seguinte, caiu um dilúvio em Foz e fomos para Shopping Cataratas para passar o tempo (tem ônibus em frente ao hotel que deixa na porta do shopping). Um shopping como qualquer outro e uma praça de alimentação normal de qq um. A noite fomos ao Duty Free da Argentina (traslado gratuito agendado na recepção do hotel no dia anterior). Achei tudo meio caro, só as bebidas que estavam valendo a pena, com várias promoções. Após, fomos num barzinho chamado Pepper, na rua ao lado do Hotel, bem legal. Atendimento muito bom e preço idem (Cerveja a R$4,50, refri R$3,00, porções a partir de R$15...). No terceiro dia, fomos a Ciudad Del Este. Deus, o que á aquilo??? Pensei estar em Nova Délhi....Pegamos o ônibus na porta do hotel (R$3,50) às 07h30 e chegamos uma hora depois dentro de Ciudad Del Este (imigração ali não existe..rs). Acabei esquecendo o mapinha das lojas no hotel que prejudicou um pouco andar pela cidade. Apesar de quê se você souber os nomes das lojas, todo mundo lá indica. Como todo mundo, sugiro aquelas mais conhecidas (Shopping Vendôme, Lai Lai Cente, Americana, Casa China,...) Monalisa é tudo caro...acho que não vale. Na hora do almoço, não pensei duas vezes e encaramos o Giraffas no Shopping Vendome. Igualzinho a nosso. Após comprar muita buginganga, pegamos o ônibus de volta em frente a Monalisa e voltamos ao hotel. Na entrada da Ponte da Amizade, o ônibus abre a porta para as pessoas que quiserem, descer e declararem, Como tínhamos poucos eletrônicos e compras em geral, resolvemos não descer para declarar, assim como todos no ônibus. Os fiscais da receita entraram, fizeram aquela revista por cima e saíram. O ônibus nos deixou na porta do Hote. A noite, fomos em direção a outro barzinho próximo do hotel. Existem dois que pareciam bem legais: Rafain e Capitão. Mas, como bons mãos de vaca, demos uma olhada no cardápio e achamos um pouco caro. Então, demos meia volta e fomos ao Pepper, o mesmo do dia anterior. Por fim, no ultimo dia, era dia de Cataratas Argentinas. Já sabia que tinha ônibus na porta do hotel até a rodoviária de Puerto Iguazu e estávamos decididos a ir dessa forma. Porém, durante o café da manha, o motorista que realizou o nosso traslado do aeroporto, ofereceu nos levar por R$30 p/pessoa, além de parar no centrinho de Puerto na volta. Iríamos gastar uns R$15 só de passagem e como minha esposa estava já muito cansada e nossos pais também, resolvemos nos dar esse luxo. E achei que foi a melhor escolha. Na parada na imigração argentina, só o motorista desceu e levou nossas identidades. Como meu RG é muito antigo (ainda estou com foto de criança...rs), levei meu passaporte. Meu sogro levou seu RG mas acabou entrando com a carteira de motorista. Esse era um assunto que estava me preocupando um pouco pois o RG dele foi emitido em 1980 e ele não tem passaporte. E, como tinha lido que a CNH não valia como documento, causou um pouco de aflição. Ainda no hotel, o motorista nos informou que a CNH era valida. Achei estranho mas resolvi não contestar. E não é que ela serviu! Mas acho que, como estamos de van de turismo, o tratamento pode ter sido diferente. Talvez se fossemos com ônibus convencional, ela não tivesse sido aceita. Portanto, não levem como regra. Já nas Catararatas, concordo com 99% das opiniões: é muito mais bonito que o lado brasileiro. Deixei para fazer o Aventura Náutica lá mas naquela dia o nível do rio estava muito alto e não estava tendo esse passeio . Aliás, apenas o Gran Aventura estava saindo e mesmo assim, na parte do bote, ele ia apenas perto das quedas e não embaixo. Enfim, ficou pra próxima. A Garganta do Diabo tb estava fechada . Fizemos apenas o Circuito Inferior e Superior e já valeu o ingresso. Segundo o pessoal do parque, o nível do rio subiu cinco vezes acima do normal em apenas um dia (por conta da mega chuva dos dias anteriores). De lá, fomos ao centrinho de Puerto Iguazu mas não achei nada demais. À noite, fomos a Itaipu ver a iluminação da barragem. O motorista mais uma vez ofereceu seus serviços por R$15 p/pessoa. Como o pessoal estava pregado (e eu tb) aceitamos. E mais uma vez, acho que valeu. Chegamos lá às 19h30, compramos os ingressos (já havia reservado pelo telefone uma semana antes) - R$12, professores, doadores de sangue (com carteirinha) e idosos acima de 60, pagam meia. Meu sogro que tem 59 deu uma de migué e conseguiu pagar meia . Achei o passeio mais interessante pelas informações que foram passadas do quê a própria iluminação. Mas pelo valor, achei que valeu. De lá, de volta ao hotel e embarcamos no dia seguinte logo cedo! Enfim, foi isso. Como dica, deixo a indicação do Hotel Rouver (Sidney e Marta sabem muito da cidade), do motorista Gilberto – muito simpático e profissional (45) 9117-6339. Se tiverem que escolher entre as Cataratas brasileira ou argentina, optem pela a dos nossos hermanos. Apesar de ser viável, não recomendo fazer as duas no mesmo dia. Mesmo chegando cedo, será uma correria imensa e não terão tempo de fazer nada direito. Só com os circutos inferior e superior gasta-se umas 4 horas. Adoramos Foz e um dia voltaremos, principalmente nas Cataratas Argentinas para fazer o Aventura Náutica e a Garganta. Qualquer pergunta, estamos aí.... Alexandre
  4. Oi Liliane, Então, farei Brugges e Bruxelas mas antes de ir para Londres. O roteiro ficou um pouco "torto" é verdade, mas fiz isso pois quero ver um jogo do campeonato inglês em Manchester...hehehe, ou seja, tenho de estar na Inglaterra em datas já determinadas. Por isso que, quando eu sair de Londres, queria ir direto para Amsterdam, sem passar por Bruxelas novamente pois já terei passado, entende? Se realmente eu for à Manchester, meu tempo em Londres será ainda mais curto. Por isso queria aproveitar ao máximo o último dia em Londres, saindo à tarde e chegando no início da noite em Amsterdã. Como não quero chegar muito tarde lá, indo de trem, terei que sair pela manhã, perdendo assim um dia em Londres. O Eurostar até Bruxelas + o Thalys até Amsterdã estão custando 85 euros. Coincidentemente, o mesmo valor do vôo Londres-Amsterdã da British saindo às 15h30. Uma mala extra de 23kg custa 35 euros. Esse talvez seja meu custo para aproveitar mais meio dia em Londres. Vamos ver.... Você ficou 3 dias em Londres, não? Achou um tempo legal para ver as principais atrações? Eu chegarei à tarde de um dia, mais dois dias inteiros, uma noite (o dia que for à Manchester) e talvez uma manhã (caso vá para AMS de avião). Você acha que dá? Valeu, Alexandre
  5. Oi Liliane, Como eu imaginava! Acho que não há mesmo transporte direto entre Londres e Amsterdam, a não ser o avião claro...hehehe. Aliás é algo que estou pensando em considerar. Estou percebendo que gastarei quase um dia inteiro para chegar a Amsterdam de trem. E de avião seria apenas uma hora (duas, contando o fuso)! Se decidir ir de trem, vi que o Thalys está apenas 2 euros mais caros que o regional (Corail). Esse regional você comprou pelo site da TGV? Valeu, Alexandre
  6. Oi Liliane, Eu de novo...hehehe! Uma pergunta: de Bruxelas para Amsterdã você foi de Thalys? ou algum trem regional? Comprou com antecedência? Nessa parte, seu roteiro é idêntico ao meu mas gostaria de ir de Londres direto para Amsterdã, sem parar em Bruxelas. Sabe se isso é possível? Tentei no site do Eurostar mas acho que eles não cobrem a Holanda. Abçs, Alexandre
  7. Já tentei de tudo! Coloquei dois, três, quatro dias antes e depois e tudo certo! Todos tem disponibilidade no trem noturno. Só o "raio" do dia que tenho que viajar é que aparece que não há trens disponíveis. Acho muito difícil o trem já estar lotado. E isso acontece em todos os sites (TGV; Trenitalia; SNCF; Raileurope). E como falei antes, não é nenhum problema com o cartão pois consegui comprar o trecho Roma-Florença no próprio site da Trenitalia, sem problema algum! Pensei sim em viajar de lowcost. O problema é a restrição quanto as malas. Acho muito difícil minha esposa conseguir ficar dentro dos 20kg....hehehe. Sem contar que ainda teria mais uma noite de hotel, seja em Veneza ou Paris. Atravessar com malas até Treviso, chegar 1 hora antes, desembarcar em Orly, enfim...não me anima! E o gasto ainda seria maior! Como não estou querendo esperar até próximo da viagem para ver se o tal trem Veneza-Paris esteja disponível, não vejo outra alternativa senão a baldeação em Bologna mesmo. Até pq o trecho Veneza-Bologna está por míseros 12 euros. Bologna-Paris por 35. Valeu, Alexandre
  8. Com certeza Veronica. Já fiz diversas compras com ele, inclusive já viajei ao exterior com ele. Mas, nesse caso específico, não existe nem a possibilidade de inserir dados do cartão. No site da TGV p.ex, quando insiro a data, ele informa que não há trens disponíveis para essa data. No site da Trenitalia, ele mostra que o horário está disponível, escolho a tarifa e na página seguinte mosta que o horário também não está disponível. Sinceramente, não sei o que pode estar acontecendo. Estou pensando em partir para um plano B! Comprar dois trechos: Veneza-Bologna e Bologna-Paris. Vai sair um pouco mais caro e terei o ônus de ter de desembarcar em Bologna, esperar duas horas e embarcar novamente para Paris.
  9. Pessoal, Estou tentando comprar bilhete para o trem noturno Veneza-Paris pelos sites (Trenitalia; TGV, SNCF) para o dia 27/04 e em nenhum deles é possível. Não sei se os trens para essa data já estão lotados ou se ainda não liberaram. Acho estranho já estar lotado com ainda 3 meses de antecedência. Da mesma forma que é estranho eles não terem liberado a compra pois dia 28, 29/04 já está liberado. Até para maio já é possível comprar. O pior é que não tenho alternativa! Tenho de ir para Paris nesse dia pois minhas reservas de hotel- tanto em Veneza quanto em Paris já estão pagas. Não gostaria de ir de low cost por causa das restrições com bagagens. Algúem sabe o que pode estar acontecendo??? Agradeço muito a atenção. Alexandre
  10. Olá mochileiros, Alguém já fez o trajeto BsAires-Montevideo com o buque da Seacat? O que acharam? O preço deles está 4x menor do que Buquebus e 2x que o Colônia Express. Gostaria de saber também onde fica o cais de embarque e desembarque deles... Sds, Alexandre
  11. Olá mochileiros, Estou indo para Buenos Aires em Janeiro e queria tirar uma dúvida sobre o TAX FREE. Pelo que li, ele é devolvido no aeroporto de Ezeiza. Mas vou esticar a viagem até Montevidéu e voltar para o Brasil de lá. Dessa forma, há alguma opção para a devolução do tax free ainda em Buenos Aires? Sds, Alexandre
  12. Oi Lilimoraes! Permita-me responder... Quando eu fui reservar este hotel que a LIlizinha citou pelo booking, tb não encontrei vagas, mas fui pelo site deles e consegui reservar para abril tb. Vai lá: http://www.hotelcherubini.com . Abç. Comigo aconteceu ao contrário. No site do hotel aparecia indisponível mas consegui no booking, para o fim de Abril. A propósito achei até meio carinho: 103 euros a diária com café (a Lilizinha, salvo engano, apgou 85 em outubro). O bom dele é que é praticamente dentro da Termini. Estou com uma outra reserva tb no hotel Fillipo, que me pareceu melhor, porém, com diária a 115 euros! Tá difíci encontrar um hotel com wc privado e razoável em Roma nesse período por menos de 90 euros. E olha que não é nem alta temporada... Sds, Alexandre
  13. Cecília, Com certeza nao irei tirar Bruxelas do roteiro! Até mesmo porque sou fã das cervejas deles...hehehe! É que do jeito que está, acho ficarei tempo demais tanto em Bruxelas quanto em Brugges - e que poderia ser melhor aproveitado em Londres ou Amsterdã. Não sei se estou enganado, porém, por mais que Brugges seja bonitinha e tal, estou achando um dia inteiro lá demais também! Liliane, Segui sua sugestão e fiz uma simulação no site da TGV. Vi que existe trem de Paris direto para Brugges. O único porém é que é noturno! Chega às 20h50 em Brugges. Dessa forma, pensei no seguinte: pegar esse trem e pernoitar em Brugges! Daí, no dia seguinte, visitaria a cidade até às 14h mais ou menos e pegaria um trem pra Bruxelas por volta das 15h. Até chegar no hotel, deixar malas e tal, creio que começaria a conhecer a cidade por volta das 17h. Terminaria o dia por lá e no dia seguinte pela manhã partiria para Londres! Não pretendo conhecer Bruxelas a fundo. Fico satisfeito de conhecer a Grand Place, o tal boneco mijão, uma boa loja de chocolates (para minha esposa) e o Delirium Cafe - pra mim...hehehe! Vocês acham que dessa forma é viável? Concordo que pode ser corrido mas será que perderei tanto assim das duas cidades? Estou bastante indeciso sobre essa parte do roteiro... Ótima notícia sobre os lockers. Mas se fizer como falei acima, talvez nem precise deles...heheh! Abçs, Alexandre
  14. Olá Liliane, Não tinha visto sua resposta sobre os lockers. Valeu! Acabei achando uma dica no blog do Ricardo Freire que fala exatamente sobre lockers na estação Midi em Bruxelas - com fotos e tudo. Só um detalhe e que vc acabou comentando: existem lockers de diferentes tamanhos? Pois minha mala não é nada pequena e se os lockers forem do tamanho dos mostrados na foto do blog do Ricardo, terei de pensar numa outra opção... Sds, Alexandre
  15. Olá Lili, vou fazer o mesmo roteiro que a Liliane fez e vc fará tb. Vou tb em abril e retornado em 11 de maio chegando por Roma e voltando por Amsterdã. Paguei R$1544 na Iberia com todas as txs inclusas. Tb preferia voltar por Londres como vc mas as txs de embarque no aeroporto de lá são bem mais caras. Aumentava a passagem em mais R$300.... Abçs, Alexandre
×
×
  • Criar Novo...