Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

neyestrabelli

Membros
  • Total de itens

    25
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre neyestrabelli

  • Data de Nascimento 03-06-1986

Outras informações

  • Lugares que já visitei
    Brasil: Foz do Iguaçu, Porto de Galinhas, Natal, Maceio, Belo Horizonte, Rio de Janeiro
    Paraguai: Ciudad del Este
    França: Paris, Caem, Mt. St Michel
    Itália: Roma, Florença, Pisa, Veneza
    Portugal: Lisboa
    Alemanha: Munique
    Holanda: Amsterdam
    Bélgica: Bruxelas
    Austria: Salzburgo
    Argentina: Buenos Aires, Mar del Plata
    Uruguai : Colonia
    Chile: Santiago, Valparaíso, Vina del Mar, Atacama
    Bolivia: La Paz, Uyuni
    Peru: Cuzco, Machu Picchu
    Colômbia: San Andres
    EUA: Orlando
    México: Playa del Carmen
  • Meus Relatos de viagem
    [url]http://www.mochileiros.com/munique-salzburgo-amsterdam-bruxelas-e-paris-abr-mai-2013-t84024.html[/url] - Alemanha, Austria, Holanda, Bélgica e França

    [url]http://www.mochileiros.com/relato-de-viagem-10-dias-argentina-novembro-2012-t77358.html[/url] - Argentina

    [url]http://www.mochileiros.com/rio-grande-do-norte-14-dias-julho-11-planilha-e-fotos-t58090.html[/url] Natal-RN

    [url]http://www.mochileiros.com/peru-bolivia-e-chile-20-dias-com-fotos-e-lucha-libre-t45854.html[/url] Bolívia, Peru e Chile

    [url]http://www.mochileiros.com/post1274205.html[/url] Playa del Carmen
  • Ocupação
    Desenvolvedor de Jogos Independentes
  • Meu Blog
  1. Total gasto na viagem:R$ 9.907,11. (2 pessoas). Vôos + Hotel Nosso voo saiu de São Paulo com parada no Panamá e destino final Cartagena voando pela Copa. + Hotel Dann Cartagena 7 diarias No valor de R$ 5979.42. (Duas pessoas). Seguro Viagem Fizemos seguro viagem com a World Nomads: R$ 297.00 (2 pessoas). Hospedagem Hotel Dann Cartagena Hotel Localizado no bairro de El laguito/Bocagrande, o quarto é muito grande, banheiro com água quente que é uma coisa bem difícil de se encontrar por lá. Piscina grande, café da manhã sem muitas variedades, apenas os sucos que mudavam o sabor, sem cobranças de taxas extras. Estávamos procurando um hotel um pouco melhor, com algumas comodidades e esse foi perfeito para nossas expectativas, porém se quiser economizar com táxis talvez ficar mais próximo do centro seja uma melhor opção. Alimentação Crepes & waffles: Comida de boa qualidade e um custo benefício, fomos duas vezes durante a viagem. Hamburgueria Al Corral: Combos saborosos, batata frita muito boa. Vale a pena conhecer, parece ser mais visitado por moradores. Acción de Gracias: Fomos duas vezes durante a viagem, a primeira vez foi algo muito bom já a segunda vez nã gostei, pedi o mesmo prato mas veio totalmente diferente. Anacordos: Uma surpresa muito grata, estávamos procurando outro restaurante quando achamos esse, por um preço fixo estava incluído entrada, prato principal e suco. Comida simples de boa qualidade. La Diva de Bocagrande: A pizza estava maravilhosa e o macarrão muito bom acredito que vale a pena para quem estiver hospedado em El Laguito ou Bocagrande. Decoração linda e sobremesa gratís para aniversariante. La Pepita: Fomos nessa Hamburgueria que fica junto com o restaurante La Diva, lanches bons, mas o destaque fica para a batata rústica que estava fantástica. La Bonga del Sinú: É uma Hamburgueria que tem um foco mais gourmet, eles têm hamburgueres na chapa ou grelhado, além de outros lanches. O Hamburguer era bem suculento e veio com mandioca frita. Passeios Ilha Coralina Ilha Gente del Mar Praia Água Azul Ilha San Pedro de Majagua Fechamos todos os passeios com a Juliana do The Experience Travel Whats+ 55 11 981758504 / + 57 300 289 8747 Gasto total com passeios: R$ 2.254,83 (2 pessoas) Vamos aos relato por dia. Dia 1  —  Chegada e Free Tour Nosso vôo saiu de SP com escala no Panamá e foi um voo super tranquilo, não teve nenhum atraso. Nós não despachamos malas e estávamos na frente do avião, isso possibilitou chegar na imigração sem ninguém na nossa frente, foi super rápido e só nos foi perguntado em que hotel iríamos ficar. Saímos da imigração e entregamos o papel da aduana preenchido ainda no avião, após isso você já está na área de taxi, não demoramos nem 15 minutos todo esse processo. O taxis custou 18 mil pesos. Chegamos no hotel muito antes do horário do check in então tivemos que esperar bastante para conseguir entrar no quarto. Nesse tempo fomos almoçar no El corral (44 mil) e andamos pela avenida principal de Bocagrande. As 16:00 tínhamos reservado o free walking tour, é só reservar pelo site deles você escolhe o idioma e no final do tour ajuda com uma contribuição( no nosso caso 20 mil para 2 pessoas ). Achei muito bom, mas não sei se faria novamente pela barreira do idioma, você pode escolher entre espanhol e inglês, fomos de espanhol porém o guia falava muito rápido. Jantamos no Crepes & Waffes eu gostei bastante, principalmente do molho de aspargos( 52 mil). Dia 2 — Ilha Coralina A lancha saiu da marina de la Bodeguita, umas 9:30, pois houve um pequeno atraso, que parece ser normal lá. A viagem de ida durou 50 minutos e foi super de boa, tranquila e sem molhar. Chegamos na ilha e nos foi passado as informações, escolhemos o almoço e o “guia” nos orientou onde estava nossas cadeiras de praia. As 13:00 horas fomos chamados para o almoço, foi servido um caldo de peixe de entrada, o prato principal, suco de manga( não havia outra opção) e no final a sobremesa que no nosso caso ficamos tristes pois perdemos. No final do almoço eles não falaram que tinha sobremesa e acabamos indo para a área das cadeiras de praias e depois vimos que eles tinham servido. As 15:00 hrs o barco saiu, durou mais ou menos 1:00 hrs o percurso. Adoramos a ilha, comida gostosa, ambiente romântico, enfim só temos elogios. Coralina é uma ilha super pequena e reservada, são umas 20 pessoas por dia então é interessante tentar fazer um pré reserva para ter certeza que vai conseguir. Na nossa opinião e de alguns outros brasileiros que encontramos durante a viagem, essa é sem dúvida a melhor ilha. Portanto se ela estiver na sua lista, faça-a por último. Jantamos no KFC ficou 35.700 mil. Dia 3  —  Castelo e Bairro Getsemaní Chegamos no castelo exatamente na hora em que abriu, compramos os ingressos por 50 mil e alugamos um áudio guia 17 mil. A história é demais, você consegue imaginar como foi na época, como estamos sozinhos foi possível tirar algumas fotos bem legais e descansar bastante. Uma dica que eu daria para quem quer economizar, não aluguem o áudio guia, existe uma sala com ar condicionado que passa um filme explicando toda a história, achamos muito melhor aprender dessa forma, mas é uma questão de gosto. Saímos de lá e fomos passear em um shopping que tem na frente, legal mas nada demais, talvez seja uma boa opção para almoçar. Pedimos um taxi na frente do Shopping para a praça de Getsemaní, ele nos deixou exatamente na frente do graffiti mais famoso, custou 7 mil, ficamos apaixonados por todas as casas e portas rumo até a cidade amuralhada onde almoçamos no restaurante Anacardos. Após o almoço fomos até o museu Naval, os ingressos custaram 32 mil, ele está em reforma, então acredito que não foi uma grande experiência, após visitarmos achamos melhor não gastar mais dinheiro nos museus. Jantamos em um shopping de Bocagrande no La Bonga del Sinú. 52 mil. Dia 4  —  Ilha. Gente de Mar A van deles vieram nos buscar no hotel, eles fazem isso para algumas regiões, tem que prestar atenção pois ele só buscam, na volta é preciso que você vá de táxi ou andando de volta para o seu hotel. A lancha sempre sai um pouco mais tarde não tem jeito, chegamos 10:17 na ilha, sentamos na frente da lancha na ida e foi super tranquilo. Ao chegar eles passam as informações, explicam os opções e fala que se alguém tem problemas com peixe ou é vegetariano, essa é a hora de falar para trocar. Nós esquecemos, pois iríamos pegar um prato diferente para experimentar, mas quando lembramos de falar já não podia mais trocar. Comida não agradou muito, mas também era difícil não comparar com a última ilha, Coralina. Passamos o dia na ilha, como achamos outros brasileiros alugamos em 5 pessoas o Stand up, por 30 mil durante 40 minutos acho que se estiver sozinho e chorar eles abaixam, foi muito legal e ainda rendeu várias fotos. Na hora de voltar começou a ventar muito e saímos com o mar bem tenso, uma dica é chegar cedo no lugar que sai o barco na volta, para pegar o melhor lugar. Um casal que ficou por último sofreu muito mais que a gente, afinal eles ficaram em uma parte que não tinha cobertura e lá na frente. Até que a lancha não pulou tanto, mas molhou bastante porque começou a chover. Ficamos no lado esquerdo quase para o final, sofremos muito menos do que quem ficou na direita ou na ponta. Para acabar nosso dia fomos ver a festa de aniversário da cidade, passamos pelo centro histórico e Getsemaní, jantamos em um restaurante com muitos locais. Saiu em torno 52 mil, um macarrão e uma pizza, muito bem servido e gostoso. Chama Accion de Gracias. Dia 5  —  Museus Visitamos 3 museus: Museu do Chocolate, Museu Esmeralda e Museu do Ouro. Na verdade o do chocolate e a da esmeralda sao lojas para vender os produtos e um pouco antes meio que conta a história. Achamos interessante o da Esmeralda e o do Ouro. Esses 3 museus são gratuitos. Dia 6  —  Playa Água Azul Combinamos com um taxista para que ele levasse a gente para Playa Blanca, mas ele nos orientou a fazer uma outra praia chamada Água Azul, fechamos o transfer ida e volta por 300 mil sendo possível ir até 4 pessoas, fora o barco que foi 20 mil por pessoa e o aluguel da cadeira de praia por 10 mil, como fomos em 3 ficou 130 mil para cada. Saímos do hotel ás 8:30 e chegamos uma hora depois. Acho bom deixar claro que não é qualquer táxi que consegue fazer esse caminho, precisa ser um 4x4, pois tem um pedaço que é bem difícil passar, chegando até ficar próximo do mar, não sei como faz em dias de maré alta. Após uns 50 minutos de carro paramos em uma casinha e pegamos um barco que deixou a gente na ilha, não foi nem 5 minutos. Resolvemos não almoçar na praia, mas estava em média de 40 mil pesos por pessoa. Ás 15 horas saímos de lá chegando em Bocagrande ás 16:15. Esse passeio foi algo mais rústico, tivemos que confiar no taxista, foi algo muito bom, porém, quem gosta de algo mais organizado talvez não seja uma boa idéia. O bom dessa ilha é que não teve quase nenhum assédio dos locais oferecendo serviços como massagem, artesanatos, entre outros. Jantamos no restaurante La Diva de Bocagrande 68 mil. Dia 6  —  Isla Majagua — Hotel San Pedro Majagua Os barcos para esta ilha saem de outra marina chamada Santa Cruz e fica no bairro de Manga, de Bocagrande até lá dá uns 20 minutos. Ela é bem menor por isso parece ser mais organizada. A lancha saiu pontualmente ás 9:00 com a viagem de duração de 60 minutos. Chegando na ilha o responsável fala as informações e mostra quais são os opcionais: snorkel, bicicletas, caiaque e stand up. Apenas sabemos o preço do Snorkel que foi 95 mil por pessoa com duração de 1:30, a lancha saiu ás 10:40 então é preciso escolher rápido se quiser fazer o snorkel. Não sabemos nadar, então antes de ir perguntamos se tinha coletes ou alguma bóia, chegando no local de mergulho ele nos entregou os coletes, porém algumas pessoas ficaram sem, pois não tinham solicitado antes. Então acho que é válido confirmar antes se vai ter algum auxílio no mar. Sem palavras para descrever como foi ver esse mundo enorme e incrível que muitas vezes nem lembramos que existe. O snorkel foi na frente da praia de Bora Bora então não sei é possível fazer partindo de lá. Voltamos e já fomos almoçar. Nesta ilha fizemos o pagamento direto lá, embora a Juliana tenha reservado para nós, no final do almoço eles te entregam a conta, porém já vai vir com valores de IVA e propina. Achamos esse Day Use mais organizado e pontual que as outras ilhas, a lancha era muito boa, deu até pra cochilar de tão calma que foi . Se quiser ver mais algumas fotos: https://flic.kr/s/aHskCzup2G
  2. Nao tenho os valores separados, mas foram 640 dolares para 2 pessoas, sendo chichen, xplor, xel-ha, xcaret e isla, manda uma mesagem pra dicancun que ela te passa os valores certinho (https://www.facebook.com/dicancunpasseios/ )
  3. Olá Felipe, no 1º dia eu explico o rolo que deu no transfer, mas não fechamos nada daqui do brasil, deixamos pra resolver tudo lá. A volta a Paula da Dicancun nos deu de cortesia por ter fechado alguns passeios, transfer só vale a pena pela comodidade ou se você estiver indo com mais pessoas que foi o nosso caso (6 pessoas), se fosse apenas eu e minha esposa teríamos ido de ADO Bus, custa em media 180 pesos por pessoa, mais ou menos uns 10 dolares, um transfer fica no mínimo uns 70 dolares.
  4. Olá mochileiros, segue nosso roteiro dia a dia e gastos em 11 dias na Playa del Carmen, fomos em um grupo de 6 pessoas, coloquei alguns valores individuais e alguns por casal. Total gasto na viagem: R$ 9.977,47 (2 pessoas). Aqui vai o detalhamento. [t3]Vôos[/t3] Nosso voo saiu de São Paulo com parada no Panamá e destino final Cancún voando pela Copa. No valor de R$ 4.615,66(Duas pessoas). [t3]Seguro Viagem[/t3] Fizemos seguro viagem com a World Nomads: R$ 245.52 (2 pessoas). [t3]Hospedagem[/t3] Alugamos um apartamento pelo Airbnb bem próximo da 5ª avenida, 1 quarteirão. O apartamento comporta 6 pessoas, sendo 1 cama de casal, 2 de solteiro e um sofá cama (bem confortável rs). Foi uma ótima opção, pois tínhamos uma cozinha a disposição, o que nos fez economizar um pouco com café da manhã e jantar. O valor total do ap ficou por R$ 515,83 por pessoa para 10 dias. O diferencial do apartamento que nos agradou bastante foi o terraço com área para churrasco e jacuzzi. Aqui vai o link para quem estiver interessado: https://www.airbnb.com/rooms/12681826 Uma das coisas que nos deixou preocupado com o apartamento era a cobrança de 4 pesos por kw a partir do 3º dia, achamos que seria um gasto alto no fim da hospedagem, mas que no fim ficou em torno de R$ 16 ( 5 dólares) por pessoa. [t3]Alimentação[/t3] La Vagabunda: um ótimo restaurante local com comida saborosa e muitos nachos a vontade, preço muito bom e ambiente bem legal. Karen’s : Restaurante pega turista, comida boa, atendimento mal educado, no dia a dia tem o nosso caso. Don Sirloin: Melhor pedida para quem quer economizar comendo comida saborosa e com uma pegada mais local. Valor total gasto com alimentação: R$ 426,00 (2 pessoas). [t3]Passeios[/t3] Isla das Mujeres com parque Garrafón Chichen Itza Xplor Xel-Ha Xcaret Tulum Akumal Gasto total com passeios: R$ 2.227,31 (2 pessoas) Vamos aos relato por dia. [t3]1º - Dia - Chegada em Playa[/t3] Saímos de Sao Paulo dia 21/04 as 01:30, fizemos conexão no Panamá e aterrissamos em Cancún as 12:30, vôo bem tranquilo, imigração super de boa também. O Free shop do Panamá não é tão legal e só aceita dinheiro na maioria das lojas. Chegando em Cancun, aguardamos nossa amiga que veio em voo diferente e entramos em contato com uma agência que havíamos conhecido pelo Facebook para fechar o transfer, pois não fechamos nada no Brasil. Assim que nossa amiga chegou, entramos em contato com a agência (Tio Nene Tours) e a mesma nos prometeu que em 30 minutos enviaria uma van para nos buscar, esperamos durante 2 horas com a promessa de que nos levariam até a agência para fecharmos alguns passeios pois via whatsapp ficou combinado que o preço do transfer teria desconto caso comprássemos algum passeio com eles, USD 70 ida e volta fechando algum passeio. USD 300 ida e volta se não fechassem nada. Após as 2 horas de espera, a van chegou e já estava com 1 casal que também iria para Playa del Carmen, perguntamos se iria nos levar antes na agência e o motorista Miguel disse que não e que era para entrarmos em contato com a agencia e que pagaríamos os USD70 direto para o motorista com a promessa de que ia nos buscar no check-out para levar ao aeroporto. Chegamos no ape, deixamos as malas e saímos para andar pela 5ª avenida e notamos que fizemos uma ótima escolha por ficar em Playa do que em Cancún. Jantamos no La Vagabunda, existem 2 restaurantes na 5ª avenida, nós ficamos no primeiro que está na metade da rua, gostamos muito do atendimento e da comida, peça pelo molho picante para comer com os nachos. [t3]2º- Dia - Passeio em Cancún[/t3] Acordamos cedo e tentamos entrar em contato com a agencia e para nossa surpresa os preços foram inflacionados pelo simples motivo de que não passamos na agência no dia anterior, sendo que não tivemos essa opção de escolha. Acabamos por não fechar nenhum passeio com a Tio Nene por nos sentirmos enganados. Temos experiência em viagens e sabemos quando estamos sendo “selecionados”, talvez essa agência sirva para outras pessoas, com um estilo de viagem mais afortunado, mas para nós não era o ideal. Depois desse triste episódio lembramos da Paula da Dicancun Tours https://www.facebook.com/dicancunpasseios/ que já tinha nos dado várias dicas por whatsapp antes de embarcarmos. Resolvemos ligar para ela e checar como estavam os preços e para nossa surpresa fomos atendido imediatamente e os preços estavam melhores que o que tínhamos cotado com a Tio Nene. Como nesse dia íamos até Cancún para andar e conhecer um pouco marcamos com a Paula para tirarmos o resto das dúvidas e fecharmos alguns passeios. Pegamos o ônibus ADO na 5ª avenida com o valor de ida e volta 168,00 pesos por pessoa, a volta é em aberto, ou seja, você pode voltar até o último ônibus que sai de Cancún as 23:30. Nos encontramos com a Paula que tirou todas nossas dúvidas, deu dicas importantes, como a de não utilizar o ADO e sim as vans por serem mais rápidas, baratas e seguras. Almoçamos no Mc Donald’s e fomos para a praia Delphines curtir o restante da tarde. Voltamos cansados, passamos no mercado e jantamos no próprio ape. [t3]3º - Dia - Chichén Itzá[/t3] Fomos para Chichén Itzá, talvez pelo nosso estilo, deveríamos ter feito esse passeio por conta própria, talvez aproveitaríamos mais e perderíamos menos tempo. O bus nos pegou em Playa as 6:30 e chegamos em Chichén por volta das 14hs, nesse tempo almoçamos (estava incluído e a comida era bem ruim). Já em Chichén tivemos um tour guiado de mais ou menos 1:30h, que foi muito bem explicado porém apenas sobre as principais ruínas, e acabou por sobrar pouco tempo para andarmos pelas demais. Se você quer levar alguma lembrancinha, este é o melhor lugar para comprar, além de mais barato é possível negociar. No caminho de volta, paramos no cenote Ik Kill e tivemos apenas 30 minutos para curti-lo, pois o tempo já estava curto para voltarmos, alugamos um armário e coletes por 80 pesos (2 pessoas). Chegando em Playa compramos lanches no Don Sirloin, que é uma casa que vende o famoso churrasco grego, muito conhecido em SP, o preço é muito bom, em média R$20 por pessoa, isso se você for levar, senão tem a taxa de mesa (propina). [t3]4º - Dia - Isla Mujeres e Parque Garrafon[/t3] Fomos para Isla das Mujeres, uma van nos buscou no ape e nos deixou no píer que sai os barcos para a ilha. Como nossos amigos iam fazer o nado com golfinhos ficamos aguardando no parque Discovery na piscina e com bebidas incluídas. Assim que eles finalizaram o nado, partimos para o Parque Garrafon, onde passamos o dia aproveitando as instalações, fizemos caiaque e snorkel e curtimos uma piscina. Nesse dia toda a alimentação e bebidas (inclusive alcoólicas) estava incluída. Alerta de Roubada Na volta pedimos para a van nos deixar no início da 5ª avenida e aproveitamos para jantar por lá mesmo, o restaurante escolhido foi o Karen’s, muito bonito e colorido, bem chamativo, mesmo com a cara do típico pega turista resolvemos experimentar após o recepcionista nos dar um voucher de 20% de desconto e alegando que a propina não era obrigatória. Nos sentamos e pedimos nossas refeições, ao pedir a conta veio a surpresa, o desconto realmente estava aplicado, porém havia uma taxa de 18% de propina obrigatória, enfim ficando elas por elas. Discutimos com o garçom e o recepcionista e não pagamos essa diferença por nos sentirmos lesados. Enfim fica a recomendação de passar longe deste restaurante . [t3]5º - Dia - Xplor[/t3] Fomos ao Parque Xplor, é um parque com várias tirolesas, sendo no total 16, no final notamos que elas são as únicas atrações do parque que valem a pena, tirando o almoço que foi o melhor de toda a viagem. Neste parque está incluso comidas e bebidas não alcoólicas durante todo o dia. Este parque é recomendado para quem gosta de adrenalina e de tirolesas, se este não é seu caso passe longe. Para chegar ao parque pegamos uma van próxima ao Ado (rua de trás), que nos deixou na porta sendo 25 pesos por pessoa o trecho, que no final acreditamos ser a melhor opção para ir aos parques, sendo melhor até que os transfers do próprio parque, pois é possível chegar por volta das 8:45, e já agilizar a entrada, os ônibus começaram a chegar por volta de 9:10. [t3]6º - dia - Xél-Ha[/t3] Fomos ao parque Xél-Ha, com o transfer do próprio parque, este também tinha comidas e bebidas incluída durante o dia, parque bem legal para tirar fotos, inclusive com o pacotes de fotos que eles vendem pois acredito ser o único parque que eles fizeram de forma correta, pois em todos os lugares tem câmeras posicionadas e fotógrafos. Parque com várias opções aquáticas, snorkel, boias, bicicletas. [t3]7º - Dia - Descanso[/t3] Tiramos o dia para descansar, ficamos no apê e andamos pela 5ª avenida, almoçamos no KFC e jantamos no ape. [t3]8º - Dia - Tulum e Akumal[/t3] Fomos a Tulum por conta própia, pegamos uma van que nos deixou na porta, 45 pesos por pessoa. Fechamos um guia por 12USD por pessoa na entrada, nos explicou muito bem a história do lugar, mais ou menos 1 hora, Tulum deve ter 2 sol para cada pessoa, estava muito quente e não tem muito jeito de se proteger, pois quase não tem sombra. Saímos de lá e paramos em Akumal, custou 35 pesos por pessoa. Como Akumal foi reaberta recentemente, o passeio para nadar com as tartarugas estavam meio caros, em média 500 pesos por pessoa, preferimos não fazer e ficamos sentado na praia por um tempo. Voltamos para Playa, 40 pesos por pessoa, almoçamos no Mc e aproveitamos o restante do dia na piscina do ape. De noite jantamos novamente no Don Sirloin e resolvemos nesta noite que iríamos fazer o parque Xcaret no dia seguinte. [t3]9º - Dia - Xcaret[/t3] Fomos ao parque Xcaret de van, 25 pesos por pessoa, como estávamos vindo de 2 parques incríveis, achamos que o Xcaret seria do mesmo nível, porém a única coisa que vale a pena são os Shows, a comida é fraca se comparado com os outros e as atrações também. Por ele ser o parque mais caro, esperávamos mais. O show de encerramento fez valer o dia e nos aproximou mais da cultura mexicana, se você quiser é possível comprar um ingresso em que você entra no fim da tarde para ver o show que fica bem mais barato. O show termina por volta das 22hs, e na saída tem várias vans esperando para levar o pessoal embora, pelo mesmo preço 25 pesos. [t3]10º - dia[/t3] Tiramos mais um dia livre para descansar e comprar algumas lembrancinhas e curtir a piscina do ape novamente. [t3]11º - Dia[/t3] Dia de voltar pra casa, conforme combinado com a Paula, nosso transfer nos buscou no ape e nos levou para o aeroporto, almoçamos no Johnny Rockets e Guacamole Restaurant, fizemos um vôo tranquilo até o Panamá, porém chegando no Panamá nosso vôo estava com overbooking e precisando de voluntários para passar a noite no Panamá e ir embora no dia seguinte, como bom mochileiro que pensa sempre na próxima viagem resolvemos ficar e aproveitar o hotel 5 estrelas, refeições e de quebra um voucher de USD 600 por pessoa . E aqui um videozinho resumindo a trip. Essa foi nossa viagem, se precisar de alguma dica ou esclarecimentos só perguntar.
  5. Parabéns pelo relato, está entre os melhores que já vi por aqui. E está me ajudando bastante a planejar a minha trip pra lá Obrigado.
  6. neyestrabelli

    relato San Andres - 9 dias - Outubro 2013

    Obrigado pelas dicas, vou para lá agora em novembro. Como ficou o tempo? Chegou a chover?
  7. Mais uma Eurotrip, desta vez conhecendo 5 países (4 novos para mim e minha namorada ), Alemanha, Áustria, Holanda, Bélgica e França. Para começar, dessa vez fomos em um grupo de 6 pessoas, o que ajudou bem no custo de hospedagem. Nossa viagem começou por Munich - Alemanha (24/04/13), uma cidade muito bonita e pequena. Ficamos 4 dias e aqui o que fizemos: Dia 1 - 24/04/13 - Munich Chegamos em Munich por volta das 14:00hs da tarde, então seguimos somente para o Hostel, deixamos as mochilas e fizemos uma pequena caminhada pelo centro, o Euro Youth Hostel está bem próximo da estação central, não chega nem a 700mts de distância, na mesma rua existem outros hostels. E acabamos por achar um parque itinerante, que segundo eles é uma pré-oktoberfest (mesmo sendo em abril rs), com direito até a Carrossel de cerveja. Dia 2 - 25/04/13 - Munich Como tinhamos prioridade de ir no castelo de Neuschwanstein pegamos o primeiro trem, mesmo sabendo que o bilhete familia ficava mais barato, porém teriamos que sair mais tarde. Portanto o ticket de ida para Fussen custou: 24,70 euros. Lá existem 2 castelos, Neuschwanstein e Hohenschwangau, não tinhamos interesse de visitar o Hohenschwangau por isso compramos apenas o ticket de Neuschwanstein que custo 12 euros. A visita é guiada e é bem rápida, mas você pode ficar bastante tempo nos pátios antes do tour. No tour não é permitido tirar fotos, você faz uma bela caminha por algumas das salas e quartos, mas não se vê o castelo inteiro. Acredito que o tour tenha durado uns 30 minutos no máximo. Saindo do tour seguimos para a melhor vista do castelo, uma bela caminhada até o topo de uma montanha de onde é possível ver a clássica foto do castelo Saímos do castelo e almoçamos em uma pequena lanchonete bem próximo onde se compra o ingresso do castelo e voltamos para a estação. Ao chegarmos na estação, optamos por comprar o ticket familia, pois seria mais barato, mas por um problema na máquina acabou cobrando 2x no meu cartão de crédito. Por sorte seguimos até o guiche e a simpática atendente perguntou se queriamos apenas modificar a data do bilhete ou o dinheiro de volta. Como tinhamos programado de visitar Salzburgo no dia seguinte e o bilhete familia servia, pedimos para ela alterar a data. Voltamos a Munich e fomos curtir mais 1 fim de tarde no parque. Dia 3 - 26/04/13 - Salzburgo Salzburgo é uma pequena cidade da Áustria, muito conhecida por ser o berço de Mozart, ela fica a cerca de 2 horas de munich, vale a pena a visita e por ser possível chegar lá utilizando o bilhete familia (Bayern Ticket) para até 5 pessoas. Não é uma cidade barata para se conhecer pelo simples fato de que ela vive praticamente do turismo, demos uma voltinha pela cidade apenas, subimos até o pé do castelo, mas não entramos. Nos contentamos apenas em apreciar a cidade. Voltamos para Munich no fim da tarde. Dia 4 - 27/04/13 - Dachau Acordamos cedo e seguimos para Dachau, para ver o campo de concentração. Compramos o bilhete familia, pois de fim de semana vale desde as 8hs da manhã. Como chegamos bem cedo, o campo estava praticamente vazio. Para quem não dava a mínima a guerra durante a escola, vale muito a pena a visita, além de ser gratuito. Pegamos 1 audio guia, para que a visita fosse mais interessante 3,50(euros). Essa visita é possível fazer em umas 5 horas, acho que foi esse tempo que gastamos lá. Voltamos para Munich e as garotas foram as compras no restinho da tarde e de noite fomos tomar mais algumas cervejas. Dia 5 - 28/04/13 - Munich Pegamos esse dia para descansar, já que ficamos na correria em todos os dias anteriores. Acordamos um pouco mais tarde, fizemos mais um volta pelo centro de Munich,visitamos alguns lugares e voltamos para arrumar as malas e seguir para nosso próximo destino: Amsterdam. Compramos os tickets pela internet, tanto para conseguir um belo desconto e lugar, pois estava bem próximo do dia da Rainha. Na verdade nosso amigo holandês foi quem comprou, pois o site da Ns Hispeed não deixa utilizar cartão brasileiro para compra e a diferença de preço nas empresas aqui do Brasil era absurba. Pegamos o trem as 22hs e chegamos em Amsterdam as 8hs do dia 29. Dia 6 - 29/04/13 - Amsterdam Embora a viagem tenha sido bem longa, achei muito confortável viajar de trem, nós pegamos uma cabine para 6 pessoas, com uma espécie de cama, mas que se fez suficiente para descansar. Em Amsterdam preferimos alugar um apartamento, isso porque a cidade estava bem cheia por causa do evento. Alugamos o apartamento pelo AirBnB, segunda vez que utilizei o serviço e continuo recomendando, nosso apartamento ficava bem próximo ao VondelPark, o Tram que partia da estação central tinha um ponto bem em frente do apartamento, super tranquilo de chegar. Deixamos as mochilas no apê e seguimos para conhecer a cidade. Amsterdam é praticamente toda plana, dificilmente se vê alguma subida, e claro dominada pelas bicicletas e pra não ficarmos de fora, alugamos bike já no primeiro dia. Demos um volta pela cidade e voltamos para conhecer o VondelPark . Entregamos as bicicletas e fomos conhecer um pouco mais da cidade a pé. Dia 7 - 30/04/13 - Amsterdam - Dia da Rainha (agora Rei rs) Dia 30/04 entrou para a história em Amsterdam e me sinto feliz de ter participado desse grande evento. A cidade inteira para para celebrar este grande dia, neste a Rainha abdicou do trono passando o poder para seu filho. Não tem muito o que falar deste dia, por isso vou colocar algumas fotos para ilustrar . Na verdade tinha sim um ponto a se falar deste dia, andando pela cidade ao passarmos pela frente do corpo de bombeiros vimos que eles estavam arrecadando dinheiro para uma instituição que cuida de pessoas que sofreram queimaduras, e além de pode contribuir com essa causa você podia ter uma vista privilegiada de Amsterdam: Dia 8 01/05/13 - Amsterdam Alugamos novamente as bikes e desta vez decidimos fazer uma rota ao invés de apenas andar pela cidade. Nosso primeiro ponto de parada foi a casa de Anne Frank Chegamos lá por volta das 10hs, estavam relativamente vazio, acredito que tinha cerca de 20 pessoas na nossa frente. É muito emocionante poder visitar um lugar como esse e ver a história do que aconteceu. Mais um lugar onde não se pode tirar fotos, mas vale muito a pena visitar, tem muita coisa intacta, principalmente do quarto dela. Demoramos cerca de 1:30hs, saímos, pegamos as bikes e seguimos para a estação central, para comprarmos os bilhetes para visitar Keukenhof no dia seguinte e o trem de ida para Bruxelas. Andamos mais um pouco pela cidade e voltamos, pois tínhamos marcado de conhecer nosso amigo holandês, que até então o conhecíamos somente pela internet . Fomos em um bar bem típico holandês, bebemos algumas cervejas e comemos uma bela sopa. Depois do bate papo, seguimos a pé até o apartamento, mas antes passamos pelo Red Light District. Dia 9 - 02/05/13 - Keukenhof Chegamos em Keukenhof por volta das 11hs, acredito que foi o dia mais frio da viagem pois estava ventando muito. Não sei muito o que falar sobre esse dia, então vamos as fotos: Uma paradinha para uma partida de xadrez: Dia 10 - 03/05/13 - Bruxelas Como no apartamento de Amsterdam tinha uma lavadora e secadora de roupas, aproveitamos para lavar nossas roupas. Arrumamos nossas mochilas e seguimos para Bruxelas, de Amsterdam até lá são cerca de 1:30, se você optar pelo trem mais rápido, este não foi o nosso caso, queríamos economizar um pouco por isso pegamos o mais lerdinho rs, 39 euros. Em Bruxelas, conseguimos uma ótima promoção no Aloft Brussels, um hotel conceitual, com direito a uma sala de Wii e academia. Praticamente nossos únicos dias de luxo nessa viagem rs. Chegamos por volta das 15hs, aproveitamos para dar uma descansada no hotel e seguimos para o centro para praticamente jantar e conhecer as cervejas locais. Também aproveitamos para comprar o trem de Bruxelas para Paris, ficou em 74 euros, só tinha trem expresso. Voltamos para o Hotel e apenas descansamos. Dia 11 - 04/05/13 - Bruxelas Acordamos um pouco mais tarde e seguimos novamente para o centro, desta vez para conhecer monumentos e igrejas. E aproveitar a cerveja barata para comemorarmos nossa viagem . Voltamos para o Hotel, fizemos nossa comemoração e descemos para jogar um pouco de Wii, afinal todo mundo com um pouco de efeito alcóolico iria querer dançar Just Dance . Dia 12 - 05/05/13 - Bruxelas - Paris Devido a longa jogatina no dia anterior ficamos bem cansados e acordamos um pouco tarde, apenas fizemos o check-out e seguimos para a estação de trem. Chegamos em Paris por volta das 15hs, a viagem durou cerca de 2 horas. Em Paris também alugamos um apartamento pelo AirBnB, bem próximo a estação Hotel de Ville, o único contra deste apartamento era ser no quinto andar e não ter elevador. Como era domingo aproveitamos para ir no Louvre já que era gratuito, fizemos uma visita rápida pois ele fechava as 18hs, mas deu para ver bastante coisa, inclusive a Monalisa. Saímos do Louvre e fomos atrás de comprar tickets para a Disney no dia seguinte. Cada ticket ficou 86 euros, com direito a trem de ida e volta e os 2 parques. Dia 13 - 06/05/13 - Paris - Disney Se assim como eu, você ainda não teve oportunidade de visitar a Disney Americana, recomendo que você visite a Disney Paris. Mesmo que todos que você conheça diga que ela é pequena, ou que é cara, etc. É possível visitar os 2 parques em 1 dia, claro que você terá que deixar algumas atrações, mas isso não afeta no quesito diversão. Chegar na Disney é super tranquilo, a estação de trem é na porta da Disney. Dia 14 - 07/05/13 - Paris Saímos pela manhã e seguimos em direção as Catacumbas, passamos antes pelo Pantheon e Jardim de Luxemburgo . Quando fomos em Dezembro de 2011, não pegamos fila nenhuma para visitar as Catacumbas, porém desta vez demoramos umas 2 horas na fila. Voltamos para o apartamento, eu estava meio zuado da gripe então preferi descansar, os demais seguiram para subir na Torre Eiffel, eu e minha namorada não queríamos subir novamente. Dia 15 - 08/05/13 - Paris Acordei bem melhor da gripe e de volta a ativa rs. Tomamos café da manhã e seguimos para o Les Invalides. De lá seguimos para o Museu de Arte Natural: E Por fim seguimos até a Sacré Coeur e Moulin Rouge: Dia 16 - 09/05/13 - Paris Um dia mais tranquilo, seguimos para o Arco do Triunfo, Ladurée, e Torre Eiffel. Dia 17 10/05/13 - Paris E acabou-se mais uma trip, usamos esse dia para comprar alguns presentes e descansar pois nosso vôo iria sair as 7hs da manhã do dia 11/05, o que foi um problema para a gente rs. Saímos do apartamento as 22hs e seguimos para a estação, compramos o ticket para o Aeroporto Orly, porém só chegamos na estação por volta das 23:30hs e já não tinha mais trem para o aeroporto, não sabiamos deste horário. Por sorte pegamos um taxi que ficou 6 euros por pessoa. Se você quer saber se dormimos no aeroporto, a resposta é sim, tomamos 5 horas de chá de cadeira. E assim acabou nossa incrível trip, caso você tenha dúvidas sobre preço de algo pode perguntar. Essa viagem custou por volta de 6 mil reais por pessoa, incluíndo a passagem aérea, portanto mais ou menos 2 mil de passagem e 4 mil para se manter e deslocar. Como vocês viram tirei muitas fotos e você pode ver mais no meu Flickr: http://www.flickr.com/photos/neyestrabelli/collections/72157633496642070/
  8. Olá Fel90, o apartamento acho que vale a pena se for para 2 pessoas ou mais. Se for sozinho com certeza será mais barato ficar em albergues. Para Colonia você pode comprar direto no porto ou em quiosques e lojas, tem várias, a que a gente comprou foi próximo do porto. Para Mar del Plata o pacote do Mundo Marino incluia o ônibus até lá.
  9. Olá Andrea, foi sim 2500 com a passagem.
  10. Olá Roberta, O passeio do Mundo Marino está incluso a entrada no Parque e ônibus ida e volta. Pra Colônia nós compramos na SeaCat um Day Use, você vai de manhã e volta no fim da tarde, tem vários horários o que a gente pegou se não me engano era as 8hs e voltava as 17hs.
  11. Olá Thais, não precisa de guia não, é super tranquilo sozinho.
  12. Olá Felipe, O estádio do Boca nós pagamos 50 reais o casal com direito a foto montagem com os astros do futebol e outra foto com a réplica da taça da libertadores. Quanto ao zoológico de Lujan, vale a pena ir, se você for cedo, consegue voltar antes das 15hs, porque não tem muito o que fazer por lá, eu acho que gastamos umas 4 horas lá dentro.
  13. Em novembro de 2012, eu e minha namorada fizemos mais um mochilão, desta vez pegamos 10 dias e partimos para conhecer Buenos Aires. Por sorte pegamos uma ótima semana, depois de um grande protesto e antes do famoso 8N, que paralisou a cidade inteira, inclusive com greve nos aeroportos. Esta foi uma viagem planejada com apenas 1 mês de antecedência, bem diferente do que costumamos fazer, que é 3 a 4 meses antes. A Argentina está com problemas financeiros então os valores que vou colocar aqui podem ter mudados, isso porque a inflação deles está oscilando muito. Muitos acham que a Argentina é o paraíso das compras, quem está afim de ir pra lá apenas para fazer compras já te digo que não vale a pena, os preços estão muito parecidos com o Brasil, mesmo nos outlets não valia a pena fazer compras, apesar de não irmos com essa intenção passamos nos principais lugares para ver como estavam os preços. Nossa viagem ficou em torno de R$ 2.500 por pessoa. Compramos passagens em uma promoção da Qatar pela bagatela de R$ 715,00 (ida/volta). Para hospedagem, testamos o AirBnB e funciona muito bem, alugamos um apartamento bem aconchegante e próximo a San Telmo (esse https://www.airbnb.com/rooms/269753), o único problema do apartamento foi apenas a internet, que não funcionava no quarto inteiro, muitas vezes tivemos que sentar próximo a porta para poder usar. Vamos ao que interessa, afinal também quero relembrar essa viagem novamente Chegamos no aeroporto de Ezeiza perto das 21hs, porém antes do nosso vôo havia chegado um da Bolívia ou Colômbia não estou lembrado, o que fez a imigração ficar muito lenta, porque eles verificavam todos os passageiros desse vôo, devido a isso ficamos mais de 2 horas na fila da imigração, mas foi tudo tranquilo, de Ezeiza até o centro são cerca de 30 minutos ou menos dependendo do motorista, é possível ir de ônibus tanto comum quanto de viagem, como já era tarde e estávamos cansados pegamos um "remis" , que é um taxi particular, custo por volta de R$ 85,00, chegamos em cerca de 25 minutos apartamento. Ficamos bem preocupados de chegar tarde no apartamento, mas como o host mora no apartamento acima ficamos mais tranquilos, ele foi super atencioso, nos deu algumas dicas e inclusive fez câmbio pra gente com um valor acima do encontrado nas casas de câmbio. Estávamos bem próximos a este prédio bem conhecido da Av 9 de julho. Nosso primeiro dia se resumiu a andar pela cidade sem rumo nenhum, andamos cerca de 10 horas, parando apenas para comer, como a cidade é inteiramente plana é super tranquilo para andar. No dia 10/11 havia uma festa na cidade, assim como temos aqui em São Paulo a famosa Virada Cultural e Virada Esportiva, eles criaram a Noite dos Museus, nós não sabíamos deste evento e tivemos sorte, pois todos os museus estavam abertos de madrugada, todos gratuitos e além disso os transportes também estavam de graça, metrô e ônibus. Nosso único problema foi estar cansado demais para essa noite rs, então acabamos visitando apenas o Museu das Armas e um pequeno museu de jogos que acredito que foi criado apenas para a data. No terceiro dia entramos na casa Rosada e seguimos para San Telmo e de lá fomos conhecer Caminito, de todas nossas pesquisa todos falam que é perigoso ir andando até lá, mas apesar do medo decidimos ir andando, é uma boa caminhada e dá para ver que La Boca é uma área mais pobre de Buenos Aires. Lá conhecemos a famosa casa da Havana e também entramos no Estádio do Boca Juniors. Ainda no mesmo dia fomos conhecer o cemitério da Recoleta e a famosa Flor Gigante. O quarto dia era o mais esperado por nós, pois íamos até o Zoológico de Lujan, é muito fácil chegar no zoológico, basta descer na estação Plaza Itália que fica na frente do Zoológico de Buenos Aires, de lá caminhe até a Av Sarmiento, do lado esquerdo haverá um quiosque para aluguel de bicicletas e a frente têm vários ônibus, nos pontos existem uma plaquinha escrito para onde eles vão, o de Lujan se não me engano é o segundo, mas caso você não veja a placa pergunte. A tarifa para ir até o zoológico custa 15 pesos, porém se você tiver o cartão custa entre 10 e 12 pesos, é como nosso bilhete único e você pode comprá-lo em quiosques espalhados pela cidade. Importante lembrar também que caso você não tenha o cartão todo esse montante deve estar em moedas, pois a máquina não aceita notas Depois de pegar o ônibus você chega no zoológico em cerca de 1:30 hs, não se preocupe pois o motorista avisa onde tem que descer, o ônibus não pára na porta, ele te deixa do outro lado de uma auto-estrada, assim que você descer terá que passar por baixo desta e ir para a direita, não estou muito lembrado mas acho que tinham algumas sinalizações, mas depois que você passar por baixo da auto-estrada já irá ver vários tratores que fazem parte da coleção do zoo. O zoo custa 65 reais por pessoa, e sim, você pode pagar em reais . No quinto dia demos um pulinho em Colonia - Uruguai, compramos a passagem em uma loja da SeaCat e ficou 95 reais sendo ida/volta no mesmo dia. Colonia é uma cidade bem tranquila e o real vale muito bem lá, para terem uma idéia passamos o dia lá com apenas 70 reais, mais ou menos 700 pesos uruguaios. No sexto dia fomos conhecer o Jardim Japonês, fica praticamente atrás do Zoológico de Buenos Aires. No sétimo dia fomos a cidade de Tigre, existem várias formas de se chegar na cidade, mas a mais simples é pegar o Trem de La Costa, custa 32 pesos ida e volta e você pode descer em qualquer uma das estações do caminho. No oitavo dia passamos novamente por San Telmo para tirar um fotinho com a Mafalda e de lá seguimos para o museu que fica atrás da Casa Rosada, Museu Bicentenário e depois passamos pelo Museu Fragata. E por fim no nono dia fomos conhecer o Mundo Marino, que fica em Mar del Plata, compramos as passagens na Agência Colprim, pelo que vimos é a única agência de viagens que vende este passeio, custou 390 pesos por pessoa (mais ou menos 200 reais), é uma viagem bem longa, mas valeu muito a pena. E acabou, no décimo dia apenas compramos lembrancinhas e muitos alfajores . Se quiserem ver mais fotos dessa trip só entrar no meu flickr: http://www.flickr.com/photos/neyestrabelli/collections/72157632070492043/ Se tiverem dúvidas ou quiserem saber mais informações podem perguntar.
  14. Pior que eu tinha lido, e acabei me empolgando rs, já removi as outras.
  15. Gosto de muitas fotos que tenho, mas aqui vão algumas: Quem quiser ver mais, segue o meu Flickr: http://www.flickr.com/photos/neyestrabelli/collections/ Vale Sagrado - Peru Alpaca - Machu Picchu - Peru Uyuni - Bolivia
×