Ir para conteúdo

neyestrabelli

Membros
  • Total de itens

    25
  • Registro em

  • Última visita

Posts postados por neyestrabelli

  1.  
     
     


    Total gasto na viagem:R$ 9.907,11. (2 pessoas).

    1*UIEysdSMUWuM09C4BAkvew.jpeg


    Vôos + Hotel

    Nosso voo saiu de São Paulo com parada no Panamá e destino final Cartagena voando pela Copa.

    +

    Hotel Dann Cartagena 7 diarias

    No valor de R$ 5979.42. (Duas pessoas).


    Seguro Viagem

    Fizemos seguro viagem com a World Nomads: R$ 297.00 (2 pessoas).


    Hospedagem

    Hotel Dann Cartagena

     Hotel Localizado no bairro de El laguito/Bocagrande, o quarto é muito grande, banheiro com água quente que é uma coisa bem difícil de se encontrar por lá.

     Piscina grande, café da manhã sem muitas variedades, apenas os sucos que mudavam o sabor, sem cobranças de taxas extras.

     Estávamos procurando um hotel um pouco melhor, com algumas comodidades e esse foi perfeito para nossas expectativas, porém se quiser economizar com táxis talvez ficar mais próximo do centro seja uma melhor opção.


    Alimentação

    Crepes & waffles: Comida de boa qualidade e um custo benefício, fomos duas vezes durante a viagem.

    Hamburgueria Al Corral: Combos saborosos, batata frita muito boa. Vale a pena conhecer, parece ser mais visitado por moradores.

    Acción de Gracias: Fomos duas vezes durante a viagem, a primeira vez foi algo muito bom já a segunda vez nã gostei, pedi o mesmo prato mas veio totalmente diferente.

    Anacordos: Uma surpresa muito grata, estávamos procurando outro restaurante quando achamos esse, por um preço fixo estava incluído entrada, prato principal e suco. Comida simples de boa qualidade.

    La Diva de Bocagrande: A pizza estava maravilhosa e o macarrão muito bom acredito que vale a pena para quem estiver hospedado em El Laguito ou Bocagrande. Decoração linda e sobremesa gratís para aniversariante.

    La Pepita: Fomos nessa Hamburgueria que fica junto com o restaurante La Diva, lanches bons, mas o destaque fica para a batata rústica que estava fantástica.

    La Bonga del Sinú: É uma Hamburgueria que tem um foco mais gourmet, eles têm hamburgueres na chapa ou grelhado, além de outros lanches.
    O Hamburguer era bem suculento e veio com mandioca frita.


     Passeios

    • Ilha Coralina
    • Ilha Gente del Mar
    • Praia Água Azul
    • Ilha San Pedro de Majagua

     Fechamos todos os passeios com a Juliana do The Experience Travel 

    Whats+ 55 11 981758504 / + 57 300 289 8747

    Gasto total com passeios: R$ 2.254,83 (2 pessoas)

    Vamos aos relato por dia.


    Dia 1  —  Chegada e Free Tour

    1*OtBHedXabw5VX7hhD2Ynyw.jpeg1*rXaTYn07m6LX8Xe_gsNMcA.jpeg

     

    Nosso vôo saiu de SP com escala no Panamá e foi um voo super tranquilo, não teve nenhum atraso.

     Nós não despachamos malas e estávamos na frente do avião, isso possibilitou chegar na imigração sem ninguém na nossa frente, foi super rápido e só nos foi perguntado em que hotel iríamos ficar.

     Saímos da imigração e entregamos o papel da aduana preenchido ainda no avião, após isso você já está na área de taxi, não demoramos nem 15 minutos todo esse processo.

    O taxis custou 18 mil pesos.

     Chegamos no hotel muito antes do horário do check in então tivemos que esperar bastante para conseguir entrar no quarto. Nesse tempo fomos almoçar no El corral (44 mil) e andamos pela avenida principal de Bocagrande.

     As 16:00 tínhamos reservado o free walking tour, é só reservar pelo site deles você escolhe o idioma e no final do tour ajuda com uma contribuição( no nosso caso 20 mil para 2 pessoas ).

     Achei muito bom, mas não sei se faria novamente pela barreira do idioma, você pode escolher entre espanhol e inglês, fomos de espanhol porém o guia falava muito rápido.

     Jantamos no Crepes & Waffes eu gostei bastante, principalmente do molho de aspargos( 52 mil).


    Dia 2 — Ilha Coralina

    1*IXmrtlM_8kxrs9WubUJU2Q.jpeg1*CJ5-v5yNuWpaQIGbp3WvpA.jpeg

    A lancha saiu da marina de la Bodeguita, umas 9:30, pois houve um pequeno atraso, que parece ser normal lá.

    A viagem de ida durou 50 minutos e foi super de boa, tranquila e sem molhar.

    Chegamos na ilha e nos foi passado as informações, escolhemos o almoço e o “guia” nos orientou onde estava nossas cadeiras de praia.

    As 13:00 horas fomos chamados para o almoço, foi servido um caldo de peixe de entrada, o prato principal, suco de manga( não havia outra opção) e no final a sobremesa que no nosso caso ficamos tristes pois perdemos.

     No final do almoço eles não falaram que tinha sobremesa e acabamos indo para a área das cadeiras de praias e depois vimos que eles tinham servido.

     As 15:00 hrs o barco saiu, durou mais ou menos 1:00 hrs o percurso.

     Adoramos a ilha, comida gostosa, ambiente romântico, enfim só temos elogios.

    Coralina é uma ilha super pequena e reservada, são umas 20 pessoas por dia então é interessante tentar fazer um pré reserva para ter certeza que vai conseguir.

     Na nossa opinião e de alguns outros brasileiros que encontramos durante a viagem, essa é sem dúvida a melhor ilha.

    Portanto se ela estiver na sua lista, faça-a por último.

     Jantamos no KFC ficou 35.700 mil.

     


    Dia 3  —  Castelo e Bairro Getsemaní

    1*la7uW2FR2uP_FgJBKur2bw.jpeg1*-nyvjRGwFZLb8OWDuyGMtA.jpeg

     

    Chegamos no castelo exatamente na hora em que abriu, compramos os ingressos por 50 mil e alugamos um áudio guia 17 mil.

     A história é demais, você consegue imaginar como foi na época, como estamos sozinhos foi possível tirar algumas fotos bem legais e descansar bastante.

     Uma dica que eu daria para quem quer economizar, não aluguem o áudio guia, existe uma sala com ar condicionado que passa um filme explicando toda a história, achamos muito melhor aprender dessa forma, mas é uma questão de gosto.

     Saímos de lá e fomos passear em um shopping que tem na frente, legal mas nada demais, talvez seja uma boa opção para almoçar.

     Pedimos um taxi na frente do Shopping para a praça de Getsemaní, ele nos deixou exatamente na frente do graffiti mais famoso, custou 7 mil, ficamos apaixonados por todas as casas e portas rumo até a cidade amuralhada onde almoçamos no restaurante Anacardos.

     Após o almoço fomos até o museu Naval, os ingressos custaram 32 mil, ele está em reforma, então acredito que não foi uma grande experiência, após visitarmos achamos melhor não gastar mais dinheiro nos museus.

    Jantamos em um shopping de Bocagrande no La Bonga del Sinú. 52 mil.


     Dia 4  —  Ilha. Gente de Mar

    1*7wNypJuWKV5CKsZiVHTb-Q.jpeg1*38FQ1bJFmgt_cwjDvrKdwg.jpeg

    A van deles vieram nos buscar no hotel, eles fazem isso para algumas regiões, tem que prestar atenção pois ele só buscam, na volta é preciso que você vá de táxi ou andando de volta para o seu hotel.

     A lancha sempre sai um pouco mais tarde não tem jeito, chegamos 10:17 na ilha, sentamos na frente da lancha na ida e foi super tranquilo.

    Ao chegar eles passam as informações, explicam os opções e fala que se alguém tem problemas com peixe ou é vegetariano, essa é a hora de falar para trocar. Nós esquecemos, pois iríamos pegar um prato diferente para experimentar, mas quando lembramos de falar já não podia mais trocar.

     Comida não agradou muito, mas também era difícil não comparar com a última ilha, Coralina.

     Passamos o dia na ilha, como achamos outros brasileiros alugamos em 5 pessoas o Stand up, por 30 mil durante 40 minutos acho que se estiver sozinho e chorar eles abaixam, foi muito legal e ainda rendeu várias fotos.

     Na hora de voltar começou a ventar muito e saímos com o mar bem tenso, uma dica é chegar cedo no lugar que sai o barco na volta, para pegar o melhor lugar.

    Um casal que ficou por último sofreu muito mais que a gente, afinal eles ficaram em uma parte que não tinha cobertura e lá na frente.

     Até que a lancha não pulou tanto, mas molhou bastante porque começou a chover. Ficamos no lado esquerdo quase para o final, sofremos muito menos do que quem ficou na direita ou na ponta.

    Para acabar nosso dia fomos ver a festa de aniversário da cidade, passamos pelo centro histórico e Getsemaní, jantamos em um restaurante com muitos locais.

    Saiu em torno 52 mil, um macarrão e uma pizza, muito bem servido e gostoso. Chama Accion de Gracias.


    Dia 5  —  Museus

    1*86XH48OlvqN1spYrqsMBoQ.jpeg

    Visitamos 3 museus: Museu do Chocolate, Museu Esmeralda e Museu do Ouro.

     Na verdade o do chocolate e a da esmeralda sao lojas para vender os produtos e um pouco antes meio que conta a história.

     Achamos interessante o da Esmeralda e o do Ouro.

    Esses 3 museus são gratuitos.


    Dia 6  —  Playa Água Azul

    1*KnFVnEUjC6RzP6HgHLCdtQ.jpeg1*S35ME9JXnNq2LqyE-sirAw.jpeg

     

    Combinamos com um taxista para que ele levasse a gente para Playa Blanca, mas ele nos orientou a fazer uma outra praia chamada Água Azul, fechamos o transfer ida e volta por 300 mil sendo possível ir até 4 pessoas, fora o barco que foi 20 mil por pessoa e o aluguel da cadeira de praia por 10 mil, como fomos em 3 ficou 130 mil para cada.

     Saímos do hotel ás 8:30 e chegamos uma hora depois.

     Acho bom deixar claro que não é qualquer táxi que consegue fazer esse caminho, precisa ser um 4x4, pois tem um pedaço que é bem difícil passar, chegando até ficar próximo do mar, não sei como faz em dias de maré alta.

    Após uns 50 minutos de carro paramos em uma casinha e pegamos um barco que deixou a gente na ilha, não foi nem 5 minutos.

     Resolvemos não almoçar na praia, mas estava em média de 40 mil pesos por pessoa.

     Ás 15 horas saímos de lá chegando em Bocagrande ás 16:15.

     Esse passeio foi algo mais rústico, tivemos que confiar no taxista, foi algo muito bom, porém, quem gosta de algo mais organizado talvez não seja uma boa idéia.

    O bom dessa ilha é que não teve quase nenhum assédio dos locais oferecendo serviços como massagem, artesanatos, entre outros.

     Jantamos no restaurante La Diva de Bocagrande 68 mil.


    Dia 6  —  Isla Majagua — Hotel San Pedro Majagua

    1*iUnrt6tbLCLPr8C3tnF_0g.jpeg1*pdRanIB5ufqt7Soqa44FZg.jpeg

     

    Os barcos para esta ilha saem de outra marina chamada Santa Cruz e fica no bairro de Manga, de Bocagrande até lá dá uns 20 minutos. Ela é bem menor por isso parece ser mais organizada. A lancha saiu pontualmente ás 9:00 com a viagem de duração de 60 minutos.

     Chegando na ilha o responsável fala as informações e mostra quais são os opcionais: snorkel, bicicletas, caiaque e stand up. Apenas sabemos o preço do Snorkel que foi 95 mil por pessoa com duração de 1:30, a lancha saiu ás 10:40 então é preciso escolher rápido se quiser fazer o snorkel.

    Não sabemos nadar, então antes de ir perguntamos se tinha coletes ou alguma bóia, chegando no local de mergulho ele nos entregou os coletes, porém algumas pessoas ficaram sem, pois não tinham solicitado antes. Então acho que é válido confirmar antes se vai ter algum auxílio no mar.

     Sem palavras para descrever como foi ver esse mundo enorme e incrível que muitas vezes nem lembramos que existe.

    O snorkel foi na frente da praia de Bora Bora então não sei é possível fazer partindo de lá.

    Voltamos e já fomos almoçar.

    Nesta ilha fizemos o pagamento direto lá, embora a Juliana tenha reservado para nós, no final do almoço eles te entregam a conta, porém já vai vir com valores de IVA e propina.

     Achamos esse Day Use mais organizado e pontual que as outras ilhas, a lancha era muito boa, deu até pra cochilar de tão calma que foi .

    Se quiser ver mais algumas fotos: https://flic.kr/s/aHskCzup2G

  2. Olá Felipe, no 1º dia eu explico o rolo que deu no transfer, mas não fechamos nada daqui do brasil, deixamos pra resolver tudo lá.

     

    A volta a Paula da Dicancun nos deu de cortesia por ter fechado alguns passeios, transfer só vale a pena pela comodidade ou se você estiver indo com mais pessoas que foi o nosso caso (6 pessoas), se fosse apenas eu e minha esposa teríamos ido de ADO Bus, custa em media 180 pesos por pessoa, mais ou menos uns 10 dolares, um transfer fica no mínimo uns 70 dolares.

  3. Olá mochileiros, segue nosso roteiro dia a dia e gastos em 11 dias na Playa del Carmen, fomos em um grupo de 6 pessoas, coloquei alguns valores individuais e alguns por casal.

     

     

    Total gasto na viagem: R$ 9.977,47 (2 pessoas).

     

    grafico_playa.jpg

     

     

    Aqui vai o detalhamento.

     

    [t3]Vôos[/t3]

    Nosso voo saiu de São Paulo com parada no Panamá e destino final Cancún voando pela Copa.

    No valor de R$ 4.615,66(Duas pessoas).

     

    [t3]Seguro Viagem[/t3]

     

    Fizemos seguro viagem com a World Nomads: R$ 245.52 (2 pessoas).

     

    [t3]Hospedagem[/t3]

     

    Alugamos um apartamento pelo Airbnb bem próximo da 5ª avenida, 1 quarteirão.

    O apartamento comporta 6 pessoas, sendo 1 cama de casal, 2 de solteiro e um sofá cama (bem confortável rs).

    Foi uma ótima opção, pois tínhamos uma cozinha a disposição, o que nos fez economizar um pouco com café da manhã e jantar.

     

    O valor total do ap ficou por R$ 515,83 por pessoa para 10 dias.

    O diferencial do apartamento que nos agradou bastante foi o terraço com área para churrasco e jacuzzi.

     

    Aqui vai o link para quem estiver interessado: https://www.airbnb.com/rooms/12681826

     

    Uma das coisas que nos deixou preocupado com o apartamento era a cobrança de 4 pesos por kw a partir do 3º dia, achamos que seria um gasto alto no fim da hospedagem, mas que no fim ficou em torno de R$ 16 ( 5 dólares) por pessoa.

     

     

    [t3]Alimentação[/t3]

     

    La Vagabunda: um ótimo restaurante local com comida saborosa e muitos nachos a vontade, preço muito bom e ambiente bem legal.

     

    Karen’s : Restaurante pega turista, comida boa, atendimento mal educado, no dia a dia tem o nosso caso.

     

    Don Sirloin: Melhor pedida para quem quer economizar comendo comida saborosa e com uma pegada mais local.

     

    Valor total gasto com alimentação: R$ 426,00 (2 pessoas).

     

    [t3]Passeios[/t3]

     

    • Isla das Mujeres com parque Garrafón

    • Chichen Itza

    • Xplor

    • Xel-Ha

    • Xcaret

    • Tulum

    • Akumal

     

    Gasto total com passeios: R$ 2.227,31 (2 pessoas)

     

     

     

    Vamos aos relato por dia.

     

     

    [t3]1º - Dia - Chegada em Playa[/t3]

     

    Saímos de Sao Paulo dia 21/04 as 01:30, fizemos conexão no Panamá e aterrissamos em Cancún as 12:30, vôo bem tranquilo, imigração super de boa também. O Free shop do Panamá não é tão legal e só aceita dinheiro na maioria das lojas.

     

    Chegando em Cancun, aguardamos nossa amiga que veio em voo diferente e entramos em contato com uma agência que havíamos conhecido pelo Facebook para fechar o transfer, pois não fechamos nada no Brasil.

     

    Assim que nossa amiga chegou, entramos em contato com a agência (Tio Nene Tours) e a mesma nos prometeu que em 30 minutos enviaria uma van para nos buscar, esperamos durante 2 horas com a promessa de que nos levariam até a agência para fecharmos alguns passeios pois via whatsapp ficou combinado que o preço do transfer teria desconto caso comprássemos algum passeio com eles, USD 70 ida e volta fechando algum passeio. USD 300 ida e volta se não fechassem nada.

     

    Após as 2 horas de espera, a van chegou e já estava com 1 casal que também iria para Playa del Carmen, perguntamos se iria nos levar antes na agência e o motorista Miguel disse que não e que era para entrarmos em contato com a agencia e que pagaríamos os USD70 direto para o motorista com a promessa de que ia nos buscar no check-out para levar ao aeroporto.

     

    Chegamos no ape, deixamos as malas e saímos para andar pela 5ª avenida e notamos que fizemos uma ótima escolha por ficar em Playa do que em Cancún.

     

    Jantamos no La Vagabunda, existem 2 restaurantes na 5ª avenida, nós ficamos no primeiro que está na metade da rua, gostamos muito do atendimento e da comida, peça pelo molho picante :) para comer com os nachos.

     

     

    33367530064_9bff2472ea_n.jpg

     

    33367513044_bf12242eb0_n.jpg

     

     

    [t3]2º- Dia - Passeio em Cancún[/t3]

     

    Acordamos cedo e tentamos entrar em contato com a agencia e para nossa surpresa os preços foram inflacionados pelo simples motivo de que não passamos na agência no dia anterior, sendo que não tivemos essa opção de escolha.

     

    Acabamos por não fechar nenhum passeio com a Tio Nene por nos sentirmos enganados. Temos experiência em viagens e sabemos quando estamos sendo “selecionados”, talvez essa agência sirva para outras pessoas, com um estilo de viagem mais afortunado, mas para nós não era o ideal.

     

    Depois desse triste episódio lembramos da Paula da Dicancun Tours https://www.facebook.com/dicancunpasseios/ que já tinha nos dado várias dicas por whatsapp antes de embarcarmos. Resolvemos ligar para ela e checar como estavam os preços e para nossa surpresa fomos atendido imediatamente e os preços estavam melhores que o que tínhamos cotado com a Tio Nene.

     

    Como nesse dia íamos até Cancún para andar e conhecer um pouco marcamos com a Paula para tirarmos o resto das dúvidas e fecharmos alguns passeios.

     

    Pegamos o ônibus ADO na 5ª avenida com o valor de ida e volta 168,00 pesos por pessoa, a volta é em aberto, ou seja, você pode voltar até o último ônibus que sai de Cancún as 23:30.

     

    Nos encontramos com a Paula que tirou todas nossas dúvidas, deu dicas importantes, como a de não utilizar o ADO e sim as vans por serem mais rápidas, baratas e seguras.

     

    Almoçamos no Mc Donald’s e fomos para a praia Delphines curtir o restante da tarde.

     

    Voltamos cansados, passamos no mercado e jantamos no próprio ape.

     

    34453767685_0ff9bd6376_n.jpg

     

    34209654595_4c4614164c_n.jpg

     

    [t3]3º - Dia - Chichén Itzá[/t3]

     

    Fomos para Chichén Itzá, talvez pelo nosso estilo, deveríamos ter feito esse passeio por conta própria, talvez aproveitaríamos mais e perderíamos menos tempo.

     

    O bus nos pegou em Playa as 6:30 e chegamos em Chichén por volta das 14hs, nesse tempo almoçamos (estava incluído e a comida era bem ruim).

     

    Já em Chichén tivemos um tour guiado de mais ou menos 1:30h, que foi muito bem explicado porém apenas sobre as principais ruínas, e acabou por sobrar pouco tempo para andarmos pelas demais.

     

    Se você quer levar alguma lembrancinha, este é o melhor lugar para comprar, além de mais barato é possível negociar.

     

    No caminho de volta, paramos no cenote Ik Kill e tivemos apenas 30 minutos para curti-lo, pois o tempo já estava curto para voltarmos, alugamos um armário e coletes por 80 pesos (2 pessoas).

     

    Chegando em Playa compramos lanches no Don Sirloin, que é uma casa que vende o famoso churrasco grego, muito conhecido em SP, o preço é muito bom, em média R$20 por pessoa, isso se você for levar, senão tem a taxa de mesa (propina).

     

    34453759855_0157986e80_n.jpg

    33611702634_2b19cb4a76_n.jpg

    33667013263_df7e59b049_n.jpg

     

    [t3]4º - Dia - Isla Mujeres e Parque Garrafon[/t3]

     

    Fomos para Isla das Mujeres, uma van nos buscou no ape e nos deixou no píer que sai os barcos para a ilha.

     

    Como nossos amigos iam fazer o nado com golfinhos ficamos aguardando no parque Discovery na piscina e com bebidas incluídas.

     

    Assim que eles finalizaram o nado, partimos para o Parque Garrafon, onde passamos o dia aproveitando as instalações, fizemos caiaque e snorkel e curtimos uma piscina.

     

    Nesse dia toda a alimentação e bebidas (inclusive alcoólicas) estava incluída.

     

    Alerta de Roubada

     

    Na volta pedimos para a van nos deixar no início da 5ª avenida e aproveitamos para jantar por lá mesmo, o restaurante escolhido foi o Karen’s, muito bonito e colorido, bem chamativo, mesmo com a cara do típico pega turista resolvemos experimentar após o recepcionista nos dar um voucher de 20% de desconto e alegando que a propina não era obrigatória.

    Nos sentamos e pedimos nossas refeições, ao pedir a conta veio a surpresa, o desconto realmente estava aplicado, porém havia uma taxa de 18% de propina obrigatória, enfim ficando elas por elas.

     

    Discutimos com o garçom e o recepcionista e não pagamos essa diferença por nos sentirmos lesados.

     

    Enfim fica a recomendação de passar longe deste restaurante :).

     

    33643821273_c0b9949fe8_n.jpg

    34316879662_853d64325a_n.jpg

    34435597376_3bd6633bf0_n.jpg

     

     

    [t3]5º - Dia - Xplor[/t3]

     

    Fomos ao Parque Xplor, é um parque com várias tirolesas, sendo no total 16, no final notamos que elas são as únicas atrações do parque que valem a pena, tirando o almoço :) que foi o melhor de toda a viagem.

     

    Neste parque está incluso comidas e bebidas não alcoólicas durante todo o dia.

     

    Este parque é recomendado para quem gosta de adrenalina e de tirolesas, se este não é seu caso passe longe.

     

    Para chegar ao parque pegamos uma van próxima ao Ado (rua de trás), que nos deixou na porta sendo 25 pesos por pessoa o trecho, que no final acreditamos ser a melhor opção para ir aos parques, sendo melhor até que os transfers do próprio parque, pois é possível chegar por volta das 8:45, e já agilizar a entrada, os ônibus começaram a chegar por volta de 9:10.

     

    34091645600_7b546afe37_n.jpg

    34435444486_52434e7aa1_n.jpg

    34435443726_c6a7459ab3_n.jpg

    34435444406_6833b4871d_n.jpg

     

     

    [t3]6º - dia - Xél-Ha[/t3]

     

    Fomos ao parque Xél-Ha, com o transfer do próprio parque, este também tinha comidas e bebidas incluída durante o dia, parque bem legal para tirar fotos, inclusive com o pacotes de fotos que eles vendem pois acredito ser o único parque que eles fizeram de forma correta, pois em todos os lugares tem câmeras posicionadas e fotógrafos.

     

    Parque com várias opções aquáticas, snorkel, boias, bicicletas.

     

    34148517170_e9d1eb5742_n.jpg

    34533879835_2f21317315_n.jpg

    33691034894_afd0f1801c_n.jpg

    34492438676_0e3f285afc_n.jpg

     

     

     

    [t3]7º - Dia - Descanso[/t3]

     

    Tiramos o dia para descansar, ficamos no apê e andamos pela 5ª avenida, almoçamos no KFC e jantamos no ape.

     

    34435440276_5412369758_n.jpg

    34435439346_40bbbc4560_n.jpg

     

    [t3]8º - Dia - Tulum e Akumal[/t3]

     

    Fomos a Tulum por conta própia, pegamos uma van que nos deixou na porta, 45 pesos por pessoa.

     

    Fechamos um guia por 12USD por pessoa na entrada, nos explicou muito bem a história do lugar, mais ou menos 1 hora, Tulum deve ter 2 sol para cada pessoa, estava muito quente e não tem muito jeito de se proteger, pois quase não tem sombra.

     

    Saímos de lá e paramos em Akumal, custou 35 pesos por pessoa.

     

    Como Akumal foi reaberta recentemente, o passeio para nadar com as tartarugas estavam meio caros, em média 500 pesos por pessoa, preferimos não fazer e ficamos sentado na praia por um tempo.

     

    Voltamos para Playa, 40 pesos por pessoa, almoçamos no Mc e aproveitamos o restante do dia na piscina do ape.

     

    De noite jantamos novamente no Don Sirloin e resolvemos nesta noite que iríamos fazer o parque Xcaret no dia seguinte.

     

    34316873972_868ecb288f_n.jpg

    34316871972_3f9bb2fe0f_n.jpg

    34316871722_8a881dfee5_n.jpg

     

     

    [t3]9º - Dia - Xcaret[/t3]

     

    Fomos ao parque Xcaret de van, 25 pesos por pessoa, como estávamos vindo de 2 parques incríveis, achamos que o Xcaret seria do mesmo nível, porém a única coisa que vale a pena são os Shows, a comida é fraca se comparado com os outros e as atrações também. Por ele ser o parque mais caro, esperávamos mais.

     

    O show de encerramento fez valer o dia e nos aproximou mais da cultura mexicana, se você quiser é possível comprar um ingresso em que você entra no fim da tarde para ver o show que fica bem mais barato. O show termina por volta das 22hs, e na saída tem várias vans esperando para levar o pessoal embora, pelo mesmo preço 25 pesos.

     

    34476543075_cc915620aa_n.jpg

    34316691692_91cd471e30_n.jpg

     

    [t3]10º - dia[/t3]

     

    Tiramos mais um dia livre para descansar e comprar algumas lembrancinhas e curtir a piscina do ape novamente.

     

    34233162785_f2d7675b3d_n.jpg

    34192741286_2a7fde7798_n.jpg

    33422618883_0d134686de_n.jpg

     

     

    [t3]11º - Dia[/t3]

     

    Dia de voltar pra casa, conforme combinado com a Paula, nosso transfer nos buscou no ape e nos levou para o aeroporto, almoçamos no Johnny Rockets e Guacamole Restaurant, fizemos um vôo tranquilo até o Panamá, porém chegando no Panamá nosso vôo estava com overbooking e precisando de voluntários para passar a noite no Panamá e ir embora no dia seguinte, como bom mochileiro que pensa sempre na próxima viagem resolvemos ficar e aproveitar o hotel 5 estrelas, refeições e de quebra um voucher de USD 600 por pessoa :).

     

     

    E aqui um videozinho resumindo a trip.

     

     

    Essa foi nossa viagem, se precisar de alguma dica ou esclarecimentos só perguntar.

  4. Mais uma Eurotrip, desta vez conhecendo 5 países (4 novos para mim e minha namorada ), Alemanha, Áustria, Holanda, Bélgica e França. Para começar, dessa vez fomos em um grupo de 6 pessoas, o que ajudou bem no custo de hospedagem. Nossa viagem começou por Munich - Alemanha (24/04/13), uma cidade muito bonita e pequena.  Ficamos 4 dias e aqui o que fizemos:

     

    Dia 1 - 24/04/13 - Munich

     

    Chegamos em Munich por volta das 14:00hs da tarde, então seguimos somente para o Hostel, deixamos as mochilas e fizemos uma pequena caminhada pelo centro, o Euro Youth Hostel está bem próximo da estação central, não chega nem a  700mts de distância, na mesma rua existem outros hostels. E acabamos por achar um parque itinerante, que segundo eles é uma pré-oktoberfest (mesmo sendo em abril rs), com direito até a Carrossel de cerveja. 8731017417_e585e89b6a.jpg    

     

    Dia 2 - 25/04/13 - Munich

     

    Como tinhamos prioridade de ir no castelo de Neuschwanstein pegamos o primeiro trem, mesmo sabendo que o bilhete familia ficava mais barato, porém teriamos que sair mais tarde. Portanto o ticket de ida para Fussen custou: 24,70 euros. Lá existem 2 castelos, Neuschwanstein e Hohenschwangau, não tinhamos interesse de visitar o Hohenschwangau por isso compramos apenas o ticket de Neuschwanstein que custo 12 euros. A visita é guiada e é bem rápida, mas você pode ficar bastante tempo nos pátios antes do tour.  

     

    8736682588_b9a48b3aa7.jpg

     

    No tour não é permitido tirar fotos, você faz uma bela caminha por algumas das salas e quartos, mas não se vê o castelo inteiro. Acredito que o tour tenha durado uns 30 minutos no máximo. Saindo do tour seguimos para a melhor vista do castelo, uma bela caminhada até o topo de uma montanha de onde é possível ver a clássica foto do castelo :)

     

    8736167629_a6433061f5.jpg

     

    Saímos do castelo e almoçamos em uma pequena lanchonete bem próximo onde se compra o ingresso do castelo e voltamos para a estação. Ao chegarmos na estação, optamos por comprar o ticket familia, pois seria mais barato, mas por um problema na máquina acabou cobrando 2x no meu cartão de crédito. Por sorte seguimos até o guiche e a simpática atendente perguntou se queriamos apenas modificar a data do bilhete ou o dinheiro de volta. Como tinhamos programado de visitar Salzburgo no dia seguinte e o bilhete familia servia, pedimos para ela alterar a data. Voltamos a Munich e fomos curtir mais 1 fim de tarde no parque.

     

    8732383839_999a9c0484.jpg

     

    8730896491_e42b41054a.jpg

     

    Dia 3 - 26/04/13 - Salzburgo

     

    Salzburgo é uma pequena cidade da Áustria, muito conhecida por ser o berço de Mozart, ela fica a cerca de 2 horas de munich, vale a pena a visita e por ser possível chegar lá utilizando o bilhete familia (Bayern Ticket) para até 5 pessoas. Não é uma cidade barata para se conhecer pelo simples fato de que ela vive praticamente do turismo, demos uma voltinha pela cidade apenas, subimos até o pé do castelo, mas não entramos.  

    8737422930_4f90549e92.jpg

    8736910103_66e8ac10e6.jpg

    8736284558_6902bd480c.jpg

     

    Nos contentamos apenas em apreciar a cidade. Voltamos para Munich no fim da tarde.

     

    Dia 4 - 27/04/13 - Dachau

     

    Acordamos cedo e seguimos para Dachau, para ver o campo de concentração. Compramos o bilhete familia, pois de fim de semana vale desde as 8hs da manhã. Como chegamos bem cedo, o campo estava praticamente vazio. Para quem não dava a mínima a guerra durante a escola, vale muito a pena a visita, além de ser gratuito. Pegamos 1 audio guia, para que a visita fosse mais interessante 3,50(euros).

     

    8737673792_263bb21574.jpg

     

    8737904064_20292bf5ae.jpg

     

    Essa visita é possível fazer em umas 5 horas, acho que foi esse tempo que gastamos lá. Voltamos para Munich e as garotas foram as compras no restinho da tarde e de noite fomos tomar mais algumas cervejas.

     

    Dia 5 - 28/04/13 - Munich

     

    Pegamos esse dia para descansar, já que ficamos na correria em todos os dias anteriores. Acordamos um pouco mais tarde, fizemos mais um volta pelo centro de Munich,visitamos alguns lugares e voltamos para arrumar as malas e seguir para nosso próximo destino: Amsterdam. Compramos os tickets pela internet, tanto para conseguir um belo desconto e lugar, pois estava bem próximo do dia da Rainha. Na verdade nosso amigo holandês foi quem comprou, pois o site da Ns Hispeed  não deixa utilizar cartão brasileiro para compra e a diferença de preço nas empresas aqui do Brasil era absurba. Pegamos o trem as 22hs e chegamos em Amsterdam as 8hs do dia 29.  

     

    8737063385_29e54dd6a4.jpg

     

    8737372457_6b71e86b0d.jpg  

     

    Dia 6 - 29/04/13  - Amsterdam

     

    Embora a viagem tenha sido bem longa, achei muito confortável viajar de trem, nós pegamos uma cabine para 6 pessoas, com uma espécie de cama, mas que se fez suficiente para descansar.

     

    8737383145_675347743b.jpg  

     

    Em Amsterdam preferimos alugar um apartamento,  isso porque  a cidade estava bem cheia por causa do evento. Alugamos o apartamento pelo AirBnB, segunda vez que utilizei o serviço e continuo recomendando, nosso apartamento ficava bem próximo ao VondelPark, o Tram que partia da estação central tinha um ponto bem em frente do apartamento, super tranquilo de chegar. Deixamos as mochilas no apê e seguimos para conhecer a cidade. Amsterdam é praticamente toda plana, dificilmente se vê alguma subida, e claro dominada pelas bicicletas e pra não ficarmos de fora, alugamos bike já no primeiro dia. Demos um volta pela cidade e voltamos para conhecer o VondelPark .

     

    8738316736_4e3e3a4ba1.jpg

     

    8737207239_a529db352e.jpg

     

    Entregamos as bicicletas e fomos conhecer um pouco mais da cidade a pé.

     

    8738359156_e88fd4d979.jpg

     

    8738374628_d1672471e7.jpg  

     

    Dia 7 - 30/04/13 - Amsterdam - Dia da Rainha (agora Rei rs)

     

    Dia 30/04 entrou para a história em Amsterdam e me sinto feliz de ter participado desse grande evento. A cidade inteira para para celebrar este grande dia, neste a Rainha abdicou do trono passando o poder para seu filho. Não tem muito o que falar deste dia, por isso vou colocar algumas fotos para ilustrar :).  

     

    8737280191_6cce6c3795.jpg

    8737286409_5c70d4cd9d.jpg

    8737293013_e2f87613b1.jpg

    8737328743_482df85e7c.jpg

    8737365719_7b5124c57d.jpg

    8737367799_5b0ef7cb76.jpg

     

    Na verdade tinha sim um ponto a se falar deste dia, andando pela cidade ao passarmos pela frente do corpo de bombeiros vimos que eles estavam arrecadando dinheiro para uma instituição que cuida de pessoas que sofreram queimaduras, e além de pode contribuir com essa causa você podia ter uma vista privilegiada de Amsterdam:  

     

    8737341399_4845204150.jpg

    8737345839_ae6a0e9b0e.jpg

    8738467916_70dda72a1a.jpg  

     

    Dia  8 01/05/13 - Amsterdam

     

    Alugamos novamente as bikes e desta vez decidimos fazer uma rota ao invés de apenas andar pela cidade. Nosso primeiro ponto de parada foi a casa de Anne Frank

     

    8732752715_0c3fc5dbb1.jpg

     

    Chegamos lá por volta das 10hs, estavam relativamente vazio, acredito que tinha cerca de 20 pessoas na nossa frente. É muito emocionante poder visitar um lugar como esse e ver a história do que aconteceu. Mais um lugar onde não se pode tirar fotos, mas vale muito a pena visitar, tem muita coisa intacta, principalmente do quarto dela. Demoramos cerca de 1:30hs, saímos, pegamos as bikes e seguimos para a estação central, para comprarmos os bilhetes para visitar Keukenhof no dia seguinte e o trem de ida para Bruxelas.

     

    8733674978_b9bf34517c.jpg

    8733831348_3b1646969f.jpg

     

    Andamos mais um pouco pela cidade e voltamos, pois tínhamos marcado de conhecer nosso amigo holandês, que até então o conhecíamos somente pela internet :). Fomos em um bar bem típico holandês, bebemos algumas cervejas e comemos uma bela sopa. Depois do bate papo, seguimos a pé até o apartamento, mas antes passamos pelo Red Light District.

     

    Dia 9 - 02/05/13 - Keukenhof

     

    Chegamos em Keukenhof por volta das 11hs, acredito que foi o dia mais frio da viagem pois estava ventando muito. Não sei muito o que falar sobre esse dia, então vamos as fotos:

     

    8738540362_e0b6164c20.jpg

    8738614302_03cd3343e2.jpg

    8738710274_5213979f2b.jpg

     

    Uma paradinha para uma partida de xadrez:

     

    8738519338_0a44f2f04d.jpg

     

    8737720321_0b1a592652.jpg

     

    8737737789_f7db538d82.jpg

     

    8738890820_8286ab817b.jpg  

     

     

    Dia 10 - 03/05/13 - Bruxelas

     

    Como no apartamento de Amsterdam tinha uma lavadora e secadora de roupas, aproveitamos para lavar nossas roupas. Arrumamos nossas mochilas e seguimos para Bruxelas, de Amsterdam até lá são cerca de 1:30, se você optar pelo trem mais rápido, este não foi o nosso caso, queríamos economizar um pouco por isso pegamos o mais lerdinho rs, 39 euros. Em Bruxelas, conseguimos uma ótima promoção no Aloft Brussels, um hotel conceitual, com direito a uma sala de Wii e academia. Praticamente nossos únicos dias de luxo nessa viagem rs. Chegamos por volta das 15hs, aproveitamos para dar uma descansada no hotel e seguimos para o centro para praticamente jantar e conhecer as cervejas locais. Também aproveitamos para comprar o trem de Bruxelas para Paris, ficou em 74 euros, só tinha trem expresso.

     

    8734712521_902feb597a.jpg

     

    8735663426_21777b65b5.jpg

     

    8735938382_d7c464e1c1.jpg

     

    8735963842_d0abb16b34.jpg

     

    Voltamos para o Hotel e apenas descansamos.

     

    Dia 11 - 04/05/13 - Bruxelas

     

    Acordamos um pouco mais tarde e seguimos novamente para o centro, desta vez para conhecer monumentos e igrejas. E aproveitar a cerveja barata para comemorarmos nossa viagem :).

     

    8738954984_f84ceb4b00.jpg

     

    8738998474_9958d379b8.jpg

     

    8739036742_6bdb6b96c7.jpg

     

    8737957635_c4414c6a1e.jpg

     

    8738023365_bce9e529f7.jpg

     

    Voltamos para o Hotel, fizemos nossa comemoração e descemos para jogar um pouco de Wii, afinal todo mundo com um pouco de efeito alcóolico iria querer dançar Just Dance .

     

    8736150942_d3792759df.jpg

     

    8735044759_8f48939efc.jpg

     

    Dia 12 - 05/05/13 - Bruxelas - Paris

     

    Devido a longa jogatina no dia anterior ficamos bem cansados e acordamos um pouco tarde, apenas fizemos o check-out e seguimos para a estação de trem. Chegamos em Paris por volta das 15hs, a viagem durou cerca de 2 horas. Em Paris também alugamos um apartamento pelo AirBnB, bem próximo a estação Hotel de Ville, o único contra deste apartamento era ser no  quinto andar e não ter elevador. Como era domingo aproveitamos para ir no Louvre já que era gratuito, fizemos uma visita rápida pois ele fechava as 18hs, mas deu para ver bastante coisa, inclusive a Monalisa.

     

    8712173286_00ccff3989.jpg

     

    8711069927_7618e51d4d.jpg

     

    Saímos do Louvre e fomos atrás de comprar tickets para a Disney no dia seguinte. Cada ticket ficou 86 euros, com direito a trem de ida e volta e os 2 parques.

     

    8739392962_f1d15ec7aa.jpg

     

     

    Dia 13 - 06/05/13 - Paris - Disney

     

    Se assim como eu, você ainda não teve oportunidade de visitar a Disney Americana, recomendo que você visite a Disney Paris. Mesmo que todos que você conheça diga que ela é pequena, ou que é cara, etc. É possível visitar os 2 parques em 1 dia, claro que você terá que deixar algumas atrações, mas isso não afeta no quesito diversão. Chegar na Disney é super tranquilo, a estação de trem é na porta da Disney.

     

    8739173568_85e7de13a3.jpg

     

    8739223210_a646fda37e.jpg

     

    8739267386_f028b54cd8.jpg

     

    8739287296_6866a7d051.jpg

     

    8739297294_2e4381879c.jpg

     

    8739364234_6aea50352f.jpg

     

    8739397402_92dda517a9.jpg

     

    8739483510_0bc0085af7.jpg

     

    8739492292_194f9bcb17.jpg  

     

    Dia 14 - 07/05/13 - Paris

     

    Saímos pela manhã e seguimos em direção as Catacumbas, passamos antes pelo Pantheon e Jardim de Luxemburgo .

     

    8739524066_e5507ef210.jpg

     

    8739584926_9425b9ab7e.jpg

     

    8738512821_b0e89e7077.jpg

     

    Quando fomos em Dezembro de 2011, não pegamos fila nenhuma para visitar as Catacumbas, porém desta vez demoramos umas 2 horas na fila.

     

    8738535895_532f5c6465.jpg

     

    8739663086_e63a15bda7.jpg

     

    Voltamos para o apartamento, eu estava meio zuado da gripe então preferi descansar, os demais seguiram para subir na Torre Eiffel, eu e minha namorada não queríamos subir novamente.

     

    Dia 15 - 08/05/13 - Paris

     

    Acordei bem melhor da gripe e de volta a ativa rs. Tomamos café da manhã e seguimos para o Les Invalides.

     

    8738559105_4998effdac.jpg

     

    8738669585_3684865407.jpg

     

    De lá seguimos para o Museu de Arte Natural:

     

    8738783849_b38e3f563d.jpg

     

    8739987646_dd3f790783.jpg

     

    8739993596_644aec5d99.jpg E

     

    Por fim seguimos até a Sacré Coeur e Moulin Rouge:

     

    8738892923_c4b8e4c064.jpg

     

    8740045608_4b107ac483.jpg

     

    Dia 16 - 09/05/13 - Paris

     

    Um dia mais tranquilo, seguimos para o Arco do Triunfo, Ladurée, e Torre Eiffel.

     

    8740096242_f17d435d7e.jpg

     

    8738996243_c89345ac13.jpg

     

    8738734373_42923df6c3.jpg

     

    8738746353_077d9b3316.jpg

     

    Dia 17 10/05/13 - Paris

     

    E acabou-se mais uma trip, usamos esse dia para comprar alguns presentes e descansar pois nosso vôo iria sair as 7hs da manhã do dia 11/05, o que foi um problema para a gente rs. Saímos do apartamento as 22hs e seguimos para a estação, compramos o ticket para o Aeroporto Orly, porém só chegamos na estação por volta das 23:30hs e já não tinha mais trem para o aeroporto, não sabiamos deste horário. Por sorte pegamos um taxi que ficou 6 euros por pessoa. Se você quer saber se dormimos no aeroporto, a resposta é sim, tomamos 5 horas de chá de cadeira. E assim acabou nossa incrível trip, caso você tenha dúvidas sobre preço de algo pode perguntar. Essa viagem custou por volta de 6 mil reais por pessoa, incluíndo a passagem aérea, portanto mais ou menos 2 mil de passagem e 4 mil para se manter e deslocar.   Como vocês viram tirei muitas fotos e você pode ver mais no meu Flickr: http://www.flickr.com/photos/neyestrabelli/collections/72157633496642070/

  5. Em novembro de 2012, eu e minha namorada fizemos mais um mochilão, desta vez pegamos 10 dias e partimos para conhecer Buenos Aires.

     

    Por sorte pegamos uma ótima semana, depois de um grande protesto e antes do famoso 8N, que paralisou a cidade inteira, inclusive com greve nos aeroportos.

     

    Esta foi uma viagem planejada com apenas 1 mês de antecedência, bem diferente do que costumamos fazer, que é 3 a 4 meses antes.

     

    A Argentina está com problemas financeiros então os valores que vou colocar aqui podem ter mudados, isso porque a inflação deles está oscilando muito.

     

    Muitos acham que a Argentina é o paraíso das compras, quem está afim de ir pra lá apenas para fazer compras já te digo que não vale a pena, os preços estão muito parecidos com o Brasil, mesmo nos outlets não valia a pena fazer compras, apesar de não irmos com essa intenção passamos nos principais lugares para ver como estavam os preços.

     

    Nossa viagem ficou em torno de  R$ 2.500 por pessoa.

     

    Compramos passagens em uma promoção da Qatar pela bagatela de  R$ 715,00 (ida/volta).

     

    Para hospedagem, testamos o AirBnB e funciona muito bem, alugamos um apartamento bem aconchegante e próximo a San Telmo (esse https://www.airbnb.com/rooms/269753), o único problema do apartamento foi apenas a internet, que não funcionava no quarto inteiro, muitas vezes tivemos que sentar próximo a porta para poder usar.

     

    Vamos ao que interessa, afinal também quero relembrar essa viagem novamente :)

     

    Chegamos no aeroporto de Ezeiza perto das 21hs, porém antes do nosso vôo havia chegado um da Bolívia ou Colômbia não estou lembrado, o que fez a imigração ficar muito  lenta, porque eles verificavam todos os passageiros desse vôo, devido a isso ficamos mais de 2 horas na fila da imigração, mas foi tudo tranquilo, de Ezeiza até o centro são cerca de 30 minutos ou menos dependendo do motorista, é possível ir de ônibus tanto comum quanto de viagem, como já era tarde e estávamos cansados pegamos um "remis" , que é um taxi particular, custo por volta de  R$ 85,00, chegamos em cerca de 25 minutos apartamento.

     

    Ficamos bem preocupados de chegar tarde no apartamento, mas como o host mora no apartamento acima ficamos mais tranquilos, ele foi super atencioso, nos deu algumas dicas e inclusive fez câmbio pra gente com um valor acima do encontrado nas casas de câmbio.

     

    Estávamos bem próximos a este prédio bem conhecido da Av 9 de julho.

     

    8204651855_70b688b837.jpg

     

    Nosso primeiro dia se resumiu a andar pela cidade sem rumo nenhum, andamos cerca de 10 horas, parando apenas para comer, como a cidade é inteiramente plana é super tranquilo para andar.

     

    No dia 10/11 havia uma festa na cidade, assim como temos aqui em São Paulo a famosa Virada Cultural e Virada Esportiva, eles criaram a Noite dos Museus, nós não sabíamos deste evento e tivemos sorte, pois todos os museus estavam abertos de madrugada, todos gratuitos e além disso os transportes também estavam de graça, metrô e ônibus.

     

    Nosso único problema foi estar cansado demais para essa noite rs, então acabamos visitando apenas o Museu das Armas e um pequeno museu de jogos que acredito que foi criado apenas para a data.

     

    8207358887_836931a032.jpg

     

    8205767524_4c33071871.jpg

     

    No terceiro dia entramos na casa Rosada e seguimos para San Telmo e de lá fomos conhecer Caminito, de todas nossas pesquisa todos falam que é perigoso ir andando até lá, mas  apesar do medo decidimos ir andando, é uma boa caminhada e dá para ver que La Boca é uma área mais pobre de Buenos Aires.

     

    Lá conhecemos a famosa casa da Havana e também entramos no Estádio do Boca Juniors.

     

    8207338249_87f941e3e1.jpg

     

    8208435952_5b12b78c59.jpg

     

    8207371957_c6213a8b2b.jpg

     

    Ainda no mesmo dia fomos conhecer o cemitério da Recoleta e a famosa Flor Gigante.

     

    8207369927_6b4afdb7cf.jpg

     

    8208463260_db16b4956d.jpg

     

    O quarto dia era o mais esperado por nós, pois íamos até o Zoológico de Lujan, é muito fácil chegar no zoológico, basta descer na estação Plaza Itália que fica na frente  do Zoológico de Buenos Aires, de lá caminhe até a Av Sarmiento, do lado esquerdo haverá um quiosque para aluguel de bicicletas e a frente têm vários ônibus, nos pontos existem uma plaquinha escrito para onde eles vão, o de Lujan se não me engano é o segundo, mas caso você não veja a placa pergunte.

     

    A tarifa para ir até o zoológico custa 15 pesos, porém se você tiver o cartão custa entre 10 e 12 pesos, é como nosso bilhete único e você pode comprá-lo em quiosques espalhados pela cidade.

     

    Importante lembrar também que caso você não tenha o cartão todo esse montante deve estar em moedas, pois a máquina não aceita notas :)

     

    Depois de pegar o ônibus você chega no zoológico em cerca de 1:30 hs, não se preocupe pois o motorista avisa onde tem que descer, o ônibus não pára na porta, ele te deixa do outro lado de uma auto-estrada, assim que você descer terá que passar por baixo desta  e ir para a direita, não estou muito lembrado mas acho que tinham algumas sinalizações, mas depois que você passar por baixo da auto-estrada já irá ver vários tratores que fazem parte da coleção do zoo.

     

    O zoo custa 65 reais por pessoa, e sim, você pode pagar em reais :).

     

    8208491862_002b991b46.jpg

     

    8208485492_d8663c3034.jpg

     

    8208474486_a5e8ea5622.jpg

     

    8207415959_ccce6e7065.jpg

     

    8208498416_2a7ae0bfaa.jpg

     

    No quinto dia demos um pulinho em Colonia - Uruguai, compramos a passagem em uma loja da SeaCat e ficou 95 reais sendo ida/volta no mesmo dia.

     

    Colonia é uma cidade bem tranquila e o real vale muito bem lá, para terem uma idéia passamos o dia lá com apenas 70 reais, mais ou menos 700 pesos uruguaios.

     

    8207405205_63de5678f9.jpg

     

    8207414321_d667274efa.jpg

     

    No sexto dia fomos conhecer o Jardim Japonês, fica praticamente atrás do Zoológico de Buenos Aires.

     

     

    8208513648_435d71af3b.jpg

     

    8207422853_964f7b827f.jpg

     

    8204723353_327955df95.jpg

     

     

    No sétimo dia fomos a cidade de Tigre, existem várias formas de se chegar na cidade, mas a mais simples é pegar o Trem de La Costa, custa 32 pesos ida e volta e você pode descer em qualquer uma das estações do caminho.

     

    8208503958_4b22965dd3.jpg

     

    8207415485_ac63844cd7.jpg

     

    No oitavo dia passamos novamente por San Telmo para tirar um fotinho com a Mafalda e de lá seguimos para o museu que fica atrás da Casa Rosada, Museu Bicentenário e depois passamos pelo Museu Fragata.

     

    8206272175_f8ace25690.jpg

     

    8206256081_ccfda590e8.jpg

     

    8207443816_861a9f5578.jpg

     

    8206385473_ac0b18f529.jpg

     

    E por fim no nono dia fomos conhecer o Mundo Marino, que fica em Mar del Plata, compramos as passagens na Agência Colprim, pelo que vimos é a única agência de viagens que vende este passeio, custou 390 pesos por pessoa (mais ou menos 200 reais), é uma viagem bem longa, mas valeu muito a pena.

     

    8207353553_3f11b7747c.jpg

     

    8206467669_6729b7d378.jpg

     

    8206496659_c0a15955dc.jpg

     

    8208427554_abe903ae5f.jpg

     

    E acabou, no décimo dia apenas compramos lembrancinhas e muitos alfajores :).

     

    Se quiserem ver mais fotos dessa trip só entrar no meu flickr:

     

    http://www.flickr.com/photos/neyestrabelli/collections/72157632070492043/

     

    Se tiverem dúvidas ou quiserem saber mais informações podem perguntar.

  6. Pessoal vamos fazer nossa (eu e minha namorada) primeira tour na europa

     

    Eis nosso roteiro:

     

    Lisboa 07 a 12/12 (aqui vamos ficar na casa de um amigo tb)

    Roma 12 a 16/12

    Florença 16 a 19/12

    Veneza 19 a 21/12

    Paris 22 a 27/12

     

    O que já temos:

    - Passagens de ida e volta

    - Passagens internas

    - Hotéis reservadados

     

    O que gostariamos de saber é de quanto vamos precisar de grana em cada cidade, sabemos que Paris é a mais cara, mas alugamos um apartamento com cozinha lá e que Lisboa é a mais barata.

     

    Agora quanto vocês acham que vamos gastar em Roma, Florença e Veneza?

     

    Estamos pensando em levar 2.500 euros (casal) + cartão de crédito para eventualidades, será que é suficiente?

  7. Olá, mais uma vez estou escrevendo um relato.

     

    Fui a Natal a 4 anos atrás e decidi fazer um repeteco com minha namorada e cunhada.

     

    Ficamos hospedados na Pousada Coco Verde (http://www.pousadacocoverde.com.br), bem aconchegante e muito bem localizada, fica quase na frente do Hostel Lua Cheia, ou seja, na rua mais badalada, a pousada não tem café da manhã, mas como o quarto que  a gente ficou tinha cozinha, fizemos uma pequena compra no supermercado e compramos pães na padaria ao lado do Rastapé (balada de forró), a diária ficou em R$ 120,00 para 3 pessoas.

     

    Todos os valores que eu postar, considere como dividido em 3 pessoas.

     

    Apesar de ficarmos na rua das baladas, não fomos em nenhuma...rs, não somos de curtir muito a noite, hehehe, no máximo fomos a Casa de Taipas e na Cipó Brasil.

     

    Desde a última vez que eu fui, muitos locais fecharam e o que me deixou mais triste foi a casa de Suco com sorvete que tinha na frente do Praia Shopping.

     

    Eu utilizei 2 programas para iPhone para controlar a viagem, o primeiro foi o Trip Deck (http://www.mobiata.com/apps/tripdeck-iphone)que serve apenas para você adicionar vôos, confirmações, etc e o segundo o Xpense Record ( http://itunes.apple.com/us/app/xpense-record/id418073134?mt=8 ) que serve para você registrar o gasto da sua viagem.

     

    Bem vamos ao relato:

     

    Não vou contar o dia 02/07/11 pois chegamos de noite, nosso gasto do aeroporto até a pousada foi R$ 35,00 / 3 = 11,66 com o Juscelino, basta agendar com ele que ele te busca no aeroporto este valor de R$ 35,00 é para até 4 pessoas.

     

    Juscelino

    Fone: (84) 3082-9316/9975-7275/8864-8272

     

    1º Dia - Maracajaú 03/07/11

     

    Chegamos em um domingo, e para nosso azar estava chovendo, mas mesmo assim encaramos ir para Maracajaú.

     

    Como chovia bastante, resolvemos não ir até os parrachos e ficamos no Parque Ma-Noa, apesar da chuva, estava bem quente, deu para curtir bem no parque.

     

     

     

     

    2º Dia - Ponta Negra 04/07/11

     

    Ficamos na Pousada, curtimos um pouco da piscina, caminhamos até o Morro do Careca.

    Neste dia o sol resolveu aparecer, foi neste dia também que conhecemos a Padaria Q’Delicia, tudo muito barato se comparado a um café da manhã em SP....rs

     

    5951565642_67c2de49f4.jpg

     

     

    Para vocês terem uma idéia do preço da padaria:

     

    Misto Quente - R$ 2,00

    Bauru             - R$ 2,50

    Suco              -  R$ 2,50

    Cafe c/ Leite  - R$ 1,50

    Sanduiche de Mortatela - R$ 5,00

    Tapioca de Presunto e Queijo - R$ 5,00

     

    Andando na av principal tem um mercadinho bem simples, não é como um Dia ou Extra Fácil, mas tem algumas coisas, nada tão caro também.

     

    Neste dia também fomos conhecer o Midway Mall, o maior shopping de Natal, lá comemos numa promoção do Burger King por  R$ 10,00, (lanche, batata, refri e sorvete).

     

    Jantamos no fast food de Natal que é o Pittsburg, apesar do lanche ser bom, é bem caro.

     

    3º Dia - Baía Formosa 05/07/11

     

    Novamente o tempo estava meio indeciso, teve uma garoa fina, depois um sol e depois ficou nublado.

    Ficamos na pousada Chalemar como apoio e fomos conhecer a Lagoa da Coca Cola de buggy (R$ 55,00)

    Não almoçamos neste dia, apenas comemos alguns petiscos, mas na Pousada a maioria dos pratos custavam por volta de R$ 40,00.

     

    5951648100_6258f9376a.jpg

     

    5962168799_68f9bd7252_z.jpg

     

     

    De noite vimos em um folheto um prato a parmegiana + espaguete para 4 pessoas por R$ 33,00 para entrega, resolvemos arriscar e foi bacana, muita comida e na minha opinião dava para umas 5 ou 6 pessoas.

     

    4º Dia - Barra do Cunhaú 06/07/11

     

    Neste passeio normalmente se pega um barco e vai conhecer o mangue, preferimos não fazer o passeio e ficamos na praia, na barraca do Baiano, apesar de ter um cardápio salgado, comemos bem gastando R$ 15,00 no rateio em 3 pessoas.

     

    5951137163_1ea5349c77.jpg

     

    No jantar comemos um lanche no subway que abriu bem próximo ao Quality, porém ficou apelidado por “Lerdo Food”, pois demora bastante para você pegar seu lanche...rs

     

    5º Dia - Buggy Litoral Norte 07/07/11

     

    Quem vai a Natal, não pode deixar de fazer o incrível passeio de buggy nas Dunas de Genipabu.

    O buggy custa em média 280,00 a 320,00, preferimos fechar em 3 pessoas  e ficou 100,00 para cada.

     

    Você conhece cerca de 6 ou 7 praias, dunas e uma lagoa, o passeio dura em torno de 6 horas, nós fechamos este passeio com a agencia Marazul.

     

     

     

    Claro, de opcionais tem o Kamikaze que consiste em descer com uma prancha de Body Board em uma lona plastica até uma lagoa e o AeroBunda.

     

    5951236865_23f4dd5ab8_z.jpg

     

    A média de preço do Kamikaze e Aerobunda é R$ 7,00 por pessoa, o buggy também para naquela área para você andar de Camelo ou Dromedário (nunca lembro...rs), o passeio custa R$ 35,00, mas lá tem também o SandBoard que custa R$ 5,00 a descida.

     

    5951753064_355cc421f2.jpg

     

    Também conhecemos o aquário, bastante peixes legais, entrada R$ 12,00

     

    5951810494_3be8a9f8a2_z.jpg

     

     

     

    Neste dia jantamos no Mercado de Ponta Negra, tem pratos que dão para 3 pessoas por cerca de 50 reais.

     

    6º Dia - Cajueiro e praias do litoral Sul 08/07/11

     

    Caminhamos até o primeiro ponto da Rota do Sol e pegamos um onibus até o cajueiro, custou R$ 2,80 e para bem na frente do cajueiro.

     

    A entrada do cajueiro custa R$ 3,00 e estudante paga meia, lá conhecemos o guia (Ari Nascimento *) que nos ofereceu um pacote para conhecer as praias do litoral até a Pedra Oca por R$ 180,00  / 3 = R$ 60,00.

     

    5952905478_81b894e057_z.jpg

     

    5952352977_8d4d074451.jpg

     

    Conhecemos o cajueiro e seguimos no passeio, é um passeio de carro, ele para em todas as praias, você pode entrar na água e ficar o tempo que quiser que ele fica te esperando, e o mais legal é que ele explica muito bem sobre as histórias deste litoral, no fim do passeio que é a pedra Oca ele deixa você ficar curtindo na praia que mais gostou até quando quiser ir embora, que aliás, ele te deixa na portal de onde você estiver hospedado.

     

    Claro que se você alugou um carro, é bem simples conhecer esse lado, porém se você gosta de história, você pode contratar o guia para ir no seu carro apenas falando.

     

    Neste dia fomos conhecer o Natal Shopping, deu para ver que não curtimos frutos do mar, camarão e etc...rs, comemos no McDonalds, compramos alguns chocolates e na volta paramos no praia shopping para assistir um cineminha.

     

    Ari Nascimento

    Fone : (84) 9182-7234/8839-0371/9902-5319

    Email: [email protected] , [email protected]

     

     

    7º Dia - Pipa 09/07/11

     

    Acordamos cedo, pegamos o onibus 66 na avenida principal, este onibus vai até o terminal rodoviário, e bem, ele demora cerca de 1 hora pra chegar no terminal, como não sabiamos deste tempo acabamos perdendo o primeiro onibus para pipa e só conseguimos pegar o das 9hs, sabiamos que o onibus para pipa também passava no Natal Shopping, mas como era sabado de manhã, pensamos que poderia sair cheio, por isso fomos até o terminal.

     

    A passagem para Pipa custa R$ 10,50 + R$ 1,10 de taxa de embarque se você for comprar na rodoviária, se você pegar no Natal Shopping você economiza R$ 1,10.

     

    O onibus é bem simples, da empresa Oceano e vai fazendo pinga pinga nos pontos nos 85km, demoramos 2hs para chegar em Pipa.

     

    5951360623_4fbb3794b3_z.jpg

     

    Ficamos hospedados no Hostel Zicatela, é um hostel bem simples e localizado na Praia do Amor,de onde o onibus para em Pipa é cerca de 10 a 15 minutos caminhando ou se você quiser pode pegar uma lotação, não sei o preço mas vi em algum lugar que era R$ 1,50.

     

    Fechamos 2 noites no hostel, por R$ 60,00 em um quarto para 3 pessoas com banheiro compartilhado.

     

    Comemos um lanche na praia do Amor e gastamos R$ 15,00, sendo um cheese burger bem servido  + uma coca cola.

     

    5951926530_56519c27cb_z.jpg

     

    Caminhamos até a baía dos golfinhos e ficamos por lá até entardecer, vimos bastante golfinhos e como a maré estava baixa eles ficavam a cerca de 2 metros de distância.

     

    De noite andamos pelo centro e comemos um File a Parmegiana, gastamos R$ 15,00.

     

    8º Dia - Pipa 10/07/11

     

    Ainda em pipa, fomos novamente até a praia dos golfinhos e fizemos o passeio de lancha para vê-los por cima, custou R$ 25,00 e vale a pena, pois a lancha fica bem próxima e tem muitos golfinhos.

     

    Neste dia almoçamos na Dona Branca, R$ 10,00 buffet livre + 2 pedaços de carne, existem muitos outros almoços por R$ 5,00 ou R$ 7,00 porém pelas palavras do dono do hostel não vale a pena, a comida da Dona Branca foi show de bola, muito boa, porém é bom ir próximo do almoço, pois depois das 14hs já vai sobrando só as carnes ruins...rs

     

    Tomamos sorvete na Real 14 (sorveteria), um sorvete razoavel e bem caro, R$ 7,00

     

    De noite fomos conhecer a Pappillon Pizzaria, uma pizza muito fina e sem recheio, comparo a pizza com a do Habibs...rs

     

    9º Dia - De Volta a Ponta Negra 11/07/11

     

    Saimos bem cedo na segunda feira para pegar o onibus das 7:30, chegamos por volta das 10:30hs na pousada.

     

    Almoçamos  num preço único,  R$ 11,99 na orla de ponta negra, no mesmo esquema da Dona Branca, buffet livre  + 2 pedaços de carne ou frango.

     

    Não jantamos neste dia, pois acabamos por almoçar tarde.

     

    10º Dia - Perobas 12/07/11

     

    Acordamos cedo novamente e fomos rumo a Perobas, como é bem longe tivemos que estar prontos as 6:30 por causa da maré que estaria baixa por volta das 9hs.

    O lado bom é que tivemos o café da manhã grátis

     

    5952032340_6c502e402d_z.jpg

     

     

    5951448235_fca3567151_z.jpg

     

     

    O passeio é limitado por pessoas, se não me engano 20 pessoas por dia e só tem de terça e quinta pela Marazul.

     

    Apesar de estar chovendo em Natal, em Perobas o tempo estava com um sol bacana.

     

    Lá você vai de lancha até os parrachos, bem parecido com Maracajaú, porém com uma vida marinha bem pequena e com a diferença de que você consegue andar com a água até a cintura.

     

    Após conhecer os parrachos fomos para um hotel pousada em Punaú , onde tem um rio que se encontra com o mar, lá almoçamos com cerca de R$17,00 por pessoa.

     

    5951532409_41f400b657_z.jpg

     

    5952313897_0be5084662_z.jpg

     

    5952325771_0527e62439_z.jpg

     

    Lá tem também aerobunda e passeio de quadriciclo.

     

     

     

     

    11º dia - Galinhos 13/07/11

     

    Galinhos é um dos lugares mais bonitos que eu conheci em natal, apesar de ficar bem longe vale muito a pena ir conhecer, este passeio também é da Marazul e sai somente de quarta e sábado.

     

    5951623363_961111aae1_z.jpg

     

    Lá tem um passeio de charrete para conhecer a cidade e ir até um farol e depois a tarde você vai para as dunas de galinhos, onde tem um passeio de buggy que custa  R$ 60,00 o buggy (15 por pessoa se forem 4), o tempo é de 30 minutos, mas vale a pena fazer, pois você vai nos topos e conhece algumas lagoas que foram formadas com água da chuva.

     

    5951606493_6f697d2a17_z.jpg

     

    5952161990_c9a7922fd5_z.jpg

     

    5951571993_c7f45dc517_z.jpg

     

    O almoço é tabelado, R$ 25,00 por pessoa e come a vontade.

     

    Novamente jantamos no “Lerdo Food”  Subway.

     

    12º dia - Ponta Negra 14/07/11

     

    Finalmente entramos na água da praia de Ponta Negra, neste dia estava um sol bem forte e tinha um passeio de discoboat, custa R$ 15,00 por pessoa e dura cerca de 20 minutos, vale muito a pena fazer pois ele faz uma parada no meio do mar para você pular.

     

    Neste dia fomos caminhando até o praia shopping e almoçamos no Giraffas, que me surpreendeu com a agilidade, não demorou nem 5 minutos para o prato estar pronto.

     

    Após o almoço seguimos para a feirinha de artesanato na Praia dos Artistas, pegamos o onibus 56 na esquina da via costeira.

     

    13º Dia  - Ponta Negra 15/07/11

     

    Neste dia choveu muito e acabamos não fazendo nada, saimos apenas para almoçar, jantar e assistir Harry Potter.

     

    14º Dia Ponta Negra 16/07/11

     

    Outro dia que amanheceu bem feio, caminhamos pela praia, almoçamos no Camaroes e Cia do Praia Shopping, pedimos um prato de Picanha para 3, muito bom e barato.

     

    Comemos um crepe na Cipó Brasil, que aliás é bem salgado, o crepe de morango custo R$ 26,00, tomamos sorvete, compramos mais alguns doces e de volta a SP.

     

    5952330781_82acebd2a6_z.jpg

     

     

    Se alguém tiver alguma dúvida ou quiser saber alguma coisa sobre lá, é só perguntar.

     

    Segue meus gastos em pdf, o Xpense Record só exporta em inglês, apesar de estar como $, considere como R$

    .

    planilha.pdf

  8. Bem pessoal, este é meu primeiro relato, espero que vocês gostem.

     

    Fizemos nosso roteiro baseado no da MI_GR (Muito obrigado).

     

    http://www.mochileiros.com/cusco-copacabana-la-paz-uyuni-san-pedro-e-santiago-20-dias-t33414.html

     

    Nós compramos as passagens aéreas:

     

    Sao Paulo x Lima x Cusco + Calama x Santiago + Santiago x São Paulo que custou R$1.300 cada

     

    Começamos em lima, onde ficamos no Hotel Ramada (cortesia da LAN), um ótimo hotel localizado a frente do aeroporto, basta atravessar a rua, apenas tomamos banho e cafe e seguimos para Cuzco, assim que chegamos ficamos no Hostel Pariwana, pegamos um quarto com quatro camas e banheiro pelo preco de 33 soles a diária com cafe da manha, o hostel é bem limpo e tem um povo muito acolhedor.

     

    As 13:30 começamos nosso citytour passando pelos pontos principais da cidade, conseguir ver pouca coisa pois minha namorada começou a se sentir mau por causa da altitude, mas conseguir ver os mais legais. Este City Tour estava incluso no pacote que fechamos com a Peru Info Cusco.

     

    4823026796_e425e1ca63.jpg

     

    No dia seguinte fizemos o tour do Vale Sagrado e Ollantaytambo, o tour foi muito legal, conseguimos um guia muito inteligente que nos contou muitas historias do lugar, de la esperamos nosso trem que partiu as 19:38 com destino a Águas Calientes, como fechamos o pacote , ao chegar em AC havia uma pessoa com nossos nomes nos esperando.

    Em Ollantaytambo foi onde conhecemos a Roberta que estava com um roteiro bem parecido com o nosso, porém ela estava viajando sozinha, mas acabamos encontrando-a em vários pontos da nossa viagem.

     

    4823115888_76648020a4.jpg

     

    4823279860_3b60e9332c.jpg

     

    Ficamos em um hostel bem próximo a ponte que leva ao trem e a frente do que se parece um mini bairro chinês, com vários restaurantes. O hostel era bem limpo, tinha água quente para banho e cobertores. 

    Como chegamos as 22hs encontramos um restaurante onde comemos por 20 soles, sendo um prato de entrada, sopa, e um outro prato e claro um pisco grátis.

     

    No dia seguinte seguimos a Machu Picchu, como resolvemos nao subir ao Huayna, dormimos ate as 9hs, tomamos cafe da manha continental por 8 soles e subimos a mp de ônibus, tivemos um guia muito bom que explicou toda a historia em um passeio de 2 hs, depois ficamos livres para ficar andando pois o ingresso é full day. 

     

    Uma dica importante sobre a água em mp é que no restaurante custa 8 soles, porém ao passar a catraca, ao lado de onde você carimba seu passaporte tem um storage para você deixar suas malas, etc, lá vende água por 3 soles a garrafa e voce também pode enche-las na fonte em mp, que é muito boa e fria.

     

    MP nao tem como explicar, e fotos podem mostrar o lugar mas nunca conseguiram transmitir a verdadeira sensação de como tudo foi construído e tão alto.

     

    4824624198_265a94492e.jpg

     

    4824664748_e38d1c6aeb.jpg

     

    4824795280_593ff9d75b.jpg

     

    Andamos mais um pouco por MP e voltamos para Águas Calientes para almoçar pois não levamos nada para comer e lá tudo e muito caro.

    Desta vez almoçamos com 60 soles, porem desta vez optamos ( eu e minha namorada) por comer um lanche, nossa amiga foi radical e pediu o famoso cuy al horno.

     

    cuy2.jpg

     

    Andamos mais um pouco pela cidade até dar o horário de voltarmos para Ollamtaytambo, utilizamos internet que é muito barato, 3 soles a hora.

     

    Como nosso pacote já tinha a volta de Ollamtaytambo para Cuzco, uma pessoa estava nos esperando, ao chegarmos em Cuzco nos dirigimos as baladas, não me lembro o nome da primeira que entramos mas acabamos saindo devido ao forte cheiro de cigarro, entramos no famoso mama africa, haviam pessoas de vários países, a balada é bem legal, tinha uma banda tocando ao vivo, porém já era a última música.

     

    No dia seguinte ficamos em Cuzco, conhecemos o museu onde é possível ver varias peças incas e até múmias, passamos em alguns mercados para comprar lembranças, este foi um dia apenas para descansar. Neste dia também fechamos o pacote da rota do sol para Puno, e um pacote que vale muito a pena pois você paga apenas 30 dólares e vai até puno conhecendo os seguintes lugares, Andahuylillas, Raqchi, Sicuani, La Raya, Pucara e finalmente Puno, neste passeio esta incluído almoço e bebidas quentes e frias no onibus.

     

    Em Andahuylillas esta localizada uma igreja muito feia por fora, que até parece minúscula, mas após entrar você se depara com uma imensidão de arte e muito ouro num espaço gigantesco.

     

    Em Raqchi se tem uma historia sobre o templo dedicado ao ori qhancha, onde se tem belas ruínas e um visual surpreendente.

     

    4825707236_bf976018e5.jpg

     

     

    Após Raqchi paramos em um restaurante na estrada na cidade de Sicuani, comida muito boa e com sobremesa, bebidas são um pouco caras, 5 soles a coca cola mas é possível comer muito bem ja que é self-service.

     

    La Raya é uma montanha localizada a 4335 metros do nivel do mar, o pico tem neve, mas bem pouca, esta parada tem alguns vendedores, poucas coisas diferentes do que se encontra em Cuzco, também é possível tirar fotos com Alpacas.

     

    4825206747_2e223a9961.jpg

     

    4825260125_9d97604f96.jpg

     

    Em Pucara conhecemos o museu, onde existem varias peças incas e foi onde eu descobri o que significa a palavra camelido, esta era a antiga representação para o símbolo do equilíbrio que hoje  são os touros, na época inca eram lhamas com cabeças de  puma.

    Não ha nada de mais na cidade a não ser o museu e a grande igreja no centro, porem se você fizer o passeio sem guia será difícil entender a história.

     

    4827095584_69f53c00af.jpg

     

    Puno é uma cidade bem pobre, como em todo o restante do peru muito acolhedora, ficamos no hotel Dom Julio, sendo 70 soles o quarto para 2 pessoas, a noite é bem frio, comemos pizza que no total da conta deu 67 soles, sendo 1 pizza grande e 1 pequena, coca cola 2.25 litros e 2 cusquenhas.

    Os bancos ou atm estão localizados na av principal que se chama Lima, no banco continental e cobrado uma taxa de 14 soles por saque, em Cuzco esta taxa era de 7,50.

     

    4826570653_582d008bd4.jpg

     

     

    Copacabana

     

    Esta cidade não tem nada demais, a não ser os barcos com destino a ilha do sol, a cidade é bem pequena, possui apenas um banco que cobra 5% de taxa por saque.

    Preferimos dormir na ilha do sol, conseguimos um alojamento por 15 bolivianos por pessoa na ilha sul, de noite fez bastante frio, mas não foi preciso saco de dormir.

     

    4827276178_d0fdc8f902.jpg

     

    No dia seguinte seguimos para La Paz, já tínhamos comprado as passagens no dia anterior, a viagem foi tranquila, durou umas 5 horas, pegamos um pouco de transito na entrada de La Paz.

     

    Chegando lá ficamos no Hotel Berlina, na calle llampu, porém como chegamos no sábado de noite não deu para fazer muitas compras, no domingo muitas lojas estavam fechadas, mas conseguimos comprar algumas blusas.

     

    No domingo fechamos o pacote do Salar de 3 dias e 2 noites e já compramos as passagens até Uyuni.

     

    Pegamos o onibus da Panasur, no total são 13 horas de viagem, foi tudo tranquilo até ficarmos próximo de Uyuni onde o frio era demais, como chegamos as 7hs da manhã a temperatura estava por volta  dos -12 graus e para nossa alegria a pessoa que estaria nos esperando para o tour não foi porque estava bebada, pois no dia anterior teve uma festa da cidade de Uyuni.

     

    Nosso pacote do salar que foi fechado com a travel tracks ainda em La Paz, porém a empresa do salar furou e disse que só teria o passeio no dia seguinte, graças a Maritza, que aceitou nosso voucher disse que precisaríamos de mais duas pessoas para partir ou então pagar mais 140 dólares para irmos apenas os 4, foi o que fizemos.

     

    Nosso guia foi o Luis Mario, um figura total, muito brincalhão,engraçado e ótimo cozinheiro, como já era tarde (12hs), decidimos não passar no cemitério de trens para não perdermos muito tempo.

    No Salar estava bem frio mas conseguimos tirar umas fotos bem legais, dormimos no Hotel de Sal Samarikuna, bem quentinho, também não precisamos de sacos de dormir, no dia seguinte seguimos para as lagunas, e dormimos próximo a laguna colorado, aqui sim o frio era demais, foi preciso utilizar o saco de dormir e vários cobertores, fez uns -20º.

    Todas as refeições preparadas pelo guia estavam ótimas, ponto positivo para ele por ter levado toddy...rs

    Depois do frio intenso, minha namorada passou muito mal de noite, e eu acabei não dormindo muito bem, acordamos as 5:30 e seguimos aos geysers, tomamos café na frente das águas termais, porém o frio não deixava entrar, mas tiveram vários gringos doidões que entraram.

     

    4830444412_8b3b26b689.jpg

    4828287431_4949d56b7a.jpg

    4829885957_f224248f04.jpg

     

    Apos o café seguimos até a laguna verde, Arbol de Piedra e finalmente a fronteira, carimbamos nossa saída da Bolivia e esperamos o ônibus da colque tours nos buscar, pagamos 40 bolivianos pelo ônibus, já que não tínhamos comprado em Uyuni,  na imigração chilena foi tudo fácil, já que nosso motorista pegou nossos passaportes e levou para carimbar, ficando para nós apenas passar as mochilas no raio x, desembarcamos em frente a colque tours em San Pedro de Atacama.

     

    4830517010_1427d2b789.jpg

    4830533988_e6dc1a79ed.jpg

    4829112416_a1b1ec4244.jpg

    4830684352_d30a4c0707.jpg

     

    A maioria dos hotéis e hostels já estavam lotados pois na sexta feira dia 16 de julho era feriado, por sorte achamos o hotel Licancabur que fica na calle toconao, pegamos um quarto duplo sem banheiro privado e um de casal com banheiro, assim dividimos tudo que ficou em 70.000 pesos por 2 noites.

     

    Chegamos por volta das 13hs, após deixarmos as malas no hotel seguimos para o almoço, comemos no La Estaka que está recomendado no guia, comemos lanches que custou por volta de 3800 com cerveja.

    Recomendo comer sorvete na Sorveteria Babalu, muito bom e custou 1800 pesos 2 bolas gigantes.

     

    De noite Jantamos no la cave, comemos lazanha e sopas, com suco e pisco sour que custou ao todo 15000 pesos.

    Não fizemos nenhum passeio em San Pedro, ficamos apenas descansando e andando pela cidade.

     

    Compramos passagem para Calama pela cia Intertrans que custou 2500 pesos, e seguimos para o Aeroporto de Calama onde tomamos um chá de cadeira pois o vôo acabou atrasando.

     

    Chegamos em Santiago por volta das 22hs, como tínhamos reserva no Che Lagarto seguimos para lá, porém o endereço que a gente tinha era antigo, o mesmo tinha mudado para o centro, seguimos para lá, o novo prédio deles é bem legal, porém eles pisaram na bola com nossa reserva e tivemos que ficar todos separados, no dia seguinte saímos procurando outros hostels e encontramos o Hostel Santa Lucia bem em frente ao Cerro Sta Lucia, pegamos um quarto para 4 pessoas e ficou 10.000 pesos por pessoa.

     

    Este hostel é para quem quer um lugar mais tranqüilo, o pessoal é bem acolhedor e é tudo bem limpo.

     

    Em Santiago conhecemos os bares, o centro, Plaza das Armas, outlet Adidas e Nike, Zoológico e conseguimos ver o famoso Ultimo Chingón na Lucha Libre Año Cero VI.

     

    4830829360_228a524afa.jpg

     

    4830848844_835c196675.jpg

     

    4830669929_5aa9b533e9.jpg

     

    4830314707_a47454cd89.jpg

     

    4830520557_c610d25d27.jpg

     

    4830959168_97178814cb.jpg

     

    Como abrimos mão de conhecer neve, convertemos nosso passeio em roupas e vinhos…rs

     

    O tempo em Santiago não estava muito bom, estava bem nublado e segundo o noticiário era a semana mais fria do Chile nos últimos 30 anos, mas mesmo assim pegamos um dia e seguimos para Viña Del Mar e Valparaíso, o ônibus ida e volta para lá ficou em 5.500 pesos, chegando em Viña fechamos um City Tour completo passando pelos principais pontos por 8750 pesos.

     

    Nosso gasto total, sendo eu e minha namorada foi de mais ou menos 3200 reais (sem as passagens) os dois incluíndo roupas e lembrancinhas, ainda tenho alguns comprovantes de passeios etc, depois vou fazer o levantamento e coloco os preços para vocês, quem quiser perguntar fique a vontade.

     

    Quem quiser ver mais fotos acesse meu flickr: http://www.flickr.com/neyestrabelli

     

    Quem quiser ver um pedacinho de Lucha Libre segue um videozinho que eu gravei.

     

  9. Olá pessoal, estou gostando muito do fórum e queria agradecer a todos que colocaram seus relatos das viagens pela américa do sul.

    Estou montando um Roteiro Peru, Bolivia e Chile a ideia é de 18 a 20 dias, segue abaixo que pensei:

     

    Avião

    Sao Paulo x Cusco x La Paz x Santiago x São Paulo

     

    Cusco 3 noites para aclimatar e conhecer

    Machu Pichu/Aguas Calientes 1 noite, aqui iremos fazer o passeio de 1 dia no machu pichu.

    Cusco 1 noite dependo do horário que chegarmos do MP para fazer mais algum passeio para no dia seguinte ir a La Paz.

     

    La Paz 2 noites, sendo 1 dia para negociar o passeio ao Salar

    Salar (3 noites)

    San Pedro Atacama (2 ou 3 noites) e

    é a partir daqui que gostaria de sugestões para como chegar em Santiago, o que compensaria fazer neste caso?

    Compensa comprar passagem de avião de Calama para Santiago ou compensa mais ir de ônibus conhecendo a paisagem?

     

    Meu roteiro foi todo baseado no post da Mi_GR que está muito bem completo.

     

    Chegando a Santiago queremos ficar por volta de 3 ou 4 dias.

     

    Obrigado

×
×
  • Criar Novo...