Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Gisely Bohrer

Membros
  • Total de itens

    32
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre Gisely Bohrer

  • Data de Nascimento 31-07-1980

Outras informações

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Gisely Bohrer

    TRAVESSIA MARINS X ITAGUARÉ

    Oi Divanei, realmente ali, errar e ficar escalaminhando e desescalinhando a toa é fogo huahauhauhau ainda mais sem pontos de água, o bom mesmo é ter o mapa da rota ou o GPS. Eu até pensei em pegar aquela água e tratar, mas não consegui, os coliformes fecais me fizeram desistir, eu confiei na água do marinzinho que não tinha rsrsrsrs Mas tivemos sorte e achamos um ponto de água que pelo jeito ninguém sabia que existia. E realmente, apesar de ser curta , ela é bem cansativa e penosa para os joelhos Depois quero ler seu relato Olá Gisely, ótimo relato, é isso mesmo. Qto a água da base do Marinzinho, ela é meio escondida e fica bem no comecinho da subida daquele morro "careca", no trecho inicial da travessia (logo que você deixa a base do Marins, próxima a algumas areas de acampamento. Eu coloquei em meu relato esse ponto de agua, mas para encontrar, é preciso dar uma fuçada e procurar bem, pois está escondida. Qdo fiz essa travessia, subi com 2 litros do morro do careca, depois recarreguei com mais 3 litros na base marins com marinzinho que me serviu até o Itaguaré. E foi bem tranquilo, sem problema com agua. Além dos 3 litros, levei 1 litro de gatorade e muita fruta seca, barra de cereal para manter o pique, rsrs Qto as escalaminhadas, no meu caso, só considero como escalaminhada, os trechos onde o auxilio das mãos são indispensaveis para impulso nas subidas e apoio nas descidas....ademais, essa travessia é de nivel médio a dificil e a Petrô x Terê é facil perto da Marins x Itaguaré. A travessia fudida mesmo, porém estupidamente bela é a Travessia da Serra fina. Os totens da subida do Marinzinho fui eu que coloquei, arrumei vários que estavam errados e procurei organizar da melhor forma possivel os totens, afim de dar uma idéia do caminho até o alto do Marinzinho. Agora, se passou algum espirito de porco, bagunçou tudo e colocou errado, ai não tem jeito... Um bom farejo de trilha é fundamental. Eu mesmo nem tenho GPS, ando apenas com uma boa bussola e me viro bem.... Vocês sairam muito tarde do Marins. Para chegar no Itaguaré antes do anoitecer, é preciso sair da base antes das 8h00 . E em ritmo forte, consegue chegar no Itaguaré antes das 17h00hs. No meu caso, cheguei na base do Itaguaré por volta das 16h50, saindo do Marins as 7:58 (8h em ponto para ser exato). Se chegou na Pedra redonda com mais de 4 horas de pernada, dificilmente conseguirá chegar no Itaguaré antes do anoitecer nem ferrando. Ali é de 7 a 8 horas de caminhada, dependendo do ritmo de cada um e do grupo em geral. Por isso, para quem bebe muita agua e não quer correr o risco de ficar sem, o ideal é levar pelo menos de 3 a 5 litros. Sim, vai pesar, mas é melhor pecar pelo excesso do que pela falta dele. Na pior das hipoteses, teria que vir carregado com uns 7 litros de agua lá do morro do careca para a travessia toda. O mais importante é que tudo deu certo e vcs conseguiram completar a travessia, parabéns pela garra, é assim que deve ser...perrengues faz parte. Em Junho, devo fazer a travessia da Serra fina, lá para o dia 12, bem no dia da estréia do Brasil na copa e que será feriado. Se o tempo estiver bom, que se dane o jogo. Quero mais é aproveitar o "feriado" extra e me mandar para a montanha, isso sim.... Estaremos na Serra fina em Junho também, mas vamos fora dos feriados e fora dos jogos pois tenho medo de tumulto rsrsrs vamos torcer por um bom tempo lá
  2. Oi Renato, eu te entendo super rsrsrs eu não tenho carro e nem quero ter, sou trilheira e sempre que posso faço a pé, busão, carona ou pago resgate. Não sei dirigir e nem tenho interesse, pq não vou comprar carro. Sei que muitos me chamam de doida mas um carro pra mim significa menos dinheiro pra trip. Mas acho que cada um tem a liberdade de escolher como fará sua trip. Como sempre posto relatos estou acostumada com as críticas... se pago resgate me perguntam pq não andei... se andei me perguntam pq não fui de carro kkkkkkk Enfim... ou me acostumo, ou para de tentar ajudar com relatos
  3. E quando ninguém sabe dirigir e estão espalhados em diversas cidades? rsrsrs é o nosso caso... ...mas cada caso é um caso, para nós era o busão. E a estrada até Joanópolis não é deprimente, tem várias fazendas lindas, cobras pelo caminho, realmente uma bela paisagem... Cada um tem um propósito e o nosso era esse, não voltaria por extrema... não queria ver a mesma paisagem... sei que está tentando dizer que tem maneiras mais cômodas ou mais legais, mas a que eu escolhi era a que eu queria
  4. Oi Rlciq, a ideia de entrar por extrema e sair em Joanopolis era simplesmente de entrar por um estado e sair por outro, nossa ideia desde o início era entrar em MG e sair em SP, existem sim melhores opções de ir ao LOPO inclusive pegar uma VAN e subir a partir das pousadas, mas não era isso que queríamos... e quanto a andar mais, não ligamos rsrsr realmente gostamos de andar, somos trekkers Sobre ir de carro é legal pra quem tem um huahuahauhau, no nosso caso, ninguém tinha carro, então o busão é a melhor opção
  5. Gisely Bohrer

    TRAVESSIA MARINS X ITAGUARÉ

    Oi Divanei, realmente ali, errar e ficar escalaminhando e desescalinhando a toa é fogo huahauhauhau ainda mais sem pontos de água, o bom mesmo é ter o mapa da rota ou o GPS. Eu até pensei em pegar aquela água e tratar, mas não consegui, os coliformes fecais me fizeram desistir, eu confiei na água do marinzinho que não tinha rsrsrsrs Mas tivemos sorte e achamos um ponto de água que pelo jeito ninguém sabia que existia. E realmente, apesar de ser curta , ela é bem cansativa e penosa para os joelhos Depois quero ler seu relato
  6. Gisely Bohrer

    TRAVESSIA MARINS X ITAGUARÉ

    Relato no meu Blog http://www.amontanhista.com.br/expedicoes/travessia-marins-x-itaguare// Linda a travessia e bem dura também!!
  7. MEU BLOG: http://www.amontanhista.com.br/expedicoes/trekking/extrema-joanopolis-pico-do-lopo/
  8. Gisely Bohrer

    TRILHA MESTRE ALVARO - SERRA SEDE -ES

    Fui no ano passado e estava transitável sim, sempre tem gente fazendo a trilha
  9. MEU BLOG: http://www.amontanhista.com.br/expedicoes/hiking/veu-da-noiva/
  10. Gisely Bohrer

    Travessia Saco do Mamanguá x Ponta da Juatinga

    Oi Marcos, vale a pena voltar e fazer os trechos que você matou
  11. Gisely Bohrer

    Travessia Saco do Mamanguá x Ponta da Juatinga

    Eliana vale a pena juntar uns amigos e ir, é muito lindo mesmo.
  12. Gisely Bohrer

    Travessia Saco do Mamanguá x Ponta da Juatinga

    Mikeas vc tem o paraíso aí do seu lado !!!
  13. Getúlio, recomendo que vc vá logo , achei as pontes bem podrinhas rsrsrs
  14. Gisely Bohrer

    Travessia Saco do Mamanguá x Ponta da Juatinga

    Oi Otávio, lá é bom ir com tempo mesmo, tem quem faça em 4 ou 5 dias, mas assim não tem como aproveitar as praias, as trilhas para cachoeiras, etc. Em 2015 pretendo repetir a dose rsrsrs
  15. Gisely Bohrer

    Travessia Saco do Mamanguá x Ponta da Juatinga

    RELATO NO MEU BLOG: http://www.amontanhista.com.br/expedicoes/travessia-mamangua-x-joatinga// Total percorrido: 42,20 km Data de saída: 28/12 (Tietê – 22h40min -05h00) Data do retorno: 08/01 (Tietê – 23h00 – 07h00)
×