Ir para conteúdo

Dragum

Membros
  • Total de itens

    48
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

5 Neutra

Últimos Visitantes

491 visualizações
  1. Kct, fala ai, rolo uma brutalidade pra isso acontecer? Rosca grossa pra kct... Talvez - falo isso pelo calor - um pouco de resina epoxi resolva seu problema por enquanto, se tiver com pouca grana. Diminui a portabilidade mas deixa as coisas no lugar até vc se decidir. Não se esquece, criança que brinca com fogo...
  2. Katmandu eu nunca tive, mas já presenciei diversas vezes. Sei que é a linha mais simples da Azteq. Se cuidar direitinho da pra levar na boa, por isso indiquei. Não é tão resistente quanto uma T&R, mas não vejo os donos reclamarem. A Quechua... Também nunca tive e se eu já vi, não percebi. Com esse peso extra, deve ser maior - não verifiquei. Como se trata de um casal, pode ser um pouco de exagero. Tem esse lance do blackout, mas na boa, invetaram solução pra um problema que não existe. No geral, imagino que a Quechua tenha mais qualidade e espaço, enquanto a katmandu tem menos peso. Uma correção: Se você não pretende andar pelo menos um dia com ela nas costas, a Quechua pode te servir melhor, quem sabe... Boas compras!
  3. Dragum

    Mochilas QUECHUA

    Tenho uma Forclaz 40L a uns anos, é minha mochila de treking, sempre que uso, ta no talo. Aguenta muito o tranco. Não é Rip Stop, nem nenhum tecido especial, mas tem suporte rígido de alu e não rasga fácil, é resistente. Se o modelo atual não tiver entrada inferior, de preferencia a outro, pois ter de tirar tudo da mochila para tirar o saco de dormir é um saco. Quechua dificilmente faz de qualidade abaixo dos concorrentes diretos. Renome francês. Falta uma capa e suporte do isolante, nesse modelo. Tem que improvisar.
  4. Deixando minha experiência com o Lafuma UltraLight provavelmente dos anos 90, que ganhei quando era criança, usado, e me acompanha, bravamente (com furinhos, zipper problemático, etc...) até hoje. É sarcófago isolado por material sintético, mas é relativamente grande, tanto aberto quanto quardado, mas nada assustador. A etiqueta não dava pra ler mais nada, então eu tirei. Acho que era até -3º ou -5 º na condição "extrema". Posso dizer que já peguei uns -3º sem isolante com ele, numa barraca e foi tenso. Eu "dormi" (sobrevivi) em cima da mochila e de todas as roupas em camadas, sobre o piso da barraca, numa área suficiente pra ficar encolhido. Foi sinistro, além é perigoso MESMO, pode crer. Mas é muito confortável por dentro. Da pra dar aquela comprimida e ocupar uns 60% da bag. PS: a bag é boa. Pera, achei, igual esse aqui provavelmente (etiqueta era idêntica, a cor e o nome igual, peso bate, até a alça é igual): Faz 20º eu boto casaco.
  5. Dragum

    Mochila de Ataque

    Tenho uma Equinox Front II 23L (Front 23), o primeiro modelo é sem costado mesh. Me agrada demais, uso pra estudo e trabalho, as vezes levo dentro de uma mochila maior também. Posso garantir que, fora um fiozinho ou outro de que solta do acabamento, a mochila da zero problemas é confortável e toda em Cordura. Zippers, etc, tudo qualidade internacional. Achei um pouco cara, agora, era mais barato. O único sinal de uso que minha mochila tem é um furinho menor que uma moeda de 1 centavo na parte superior da tela lateral (porta squeeze) e as marcas de tinta com logo "equinox" apagando das fitas dos zippers, fora isso? Nova. Uso muuuuito.
  6. Só deixando minha experiência com o Spark da Azteq. Fogareiro leve e compacto. Tive um problema com um parafuso de fixação, que se soltou, felizmente dei uma olhada na minha pequena coleção de parafusos para notebook e computador que tenho e achei um com a rosca idêntica, mas um pouco mais robusto para mais torque. Ficou um pouquinho mais feio, mas muito seguro mesmo. Ideal para levar com o gas na BAG junto à leiteira, para encaixar tudo direitinho. Excelente, esquenta muito rápido, esse modelo consome 57 g/h. Mas um pouco caro. Consumo de gás: 57 g/h Diâmetro do Fogareiro (suporte para panela): 10,5 cm Dimensões Aberto (cm): 8,5 x 8 Dimensões Fechado (cm): 5,5 x 8,5 Peso (g): 87 fonte: http://www.nautikalazer.com.br/aventura/acessorios/fogareiros/fogareiro-spark.html
  7. Bom review, para uma barraca desse tamanho, com avance generoso e tals, 4Kg é interessante. Mesmas dimensões da T&R com quase 2Kg a menos. Só pra fazer uma revisada sobre os 2 modelos que você comparou, vou descreve-los aqui em baixo. Vou adicionar também as de duas pessoas pois interessa à muita gente. A Super Esquilo 2 é ideal pra duas pessoas. É a única da família adequada à trekking: com um saco de dormir leve e poucas roupas ainda tem espaço para alimentação e higiene em mochilas entre 50~60L - isolante térmico externo. Nesta configuração, uma pessoa atlética carrega a barraca, sem ter de repor suprimentos, por até 3 dias de caminhada, sem traumas. Para mais dias, pode-se usar uma mochila maior, mas o peso começa a comprometer muito sua km diária. Seu avance enorme é atrativo e com certeza é a melhor barraca disparada para quem quer acampar com pet. Razoável para ciclistas - pesada para a prática, mas viável para poucos dias pois deixa a bike escondida e protegida -, mas exelente para se acampar com crianças, pelo espaço e qualidade dos materiais, simples mas resistentes. Por ser importada, pode apresentar pequenas falhas. A impermeabilização do tecido costuma durar mais que a barraca, as fitas menos, mesmo com cuidados com o sol. Não é o recomendado para quem vai enfrentar temperaturas negativas mas resiste bem a ventos (exceto alta montanha). A Super Esquilo 4 é ideal pra quem vai acompanhado da família, saindo da rodoviária/carro direto ao local de acampamento, isso se não incluir uma caminhada longa, pois é difícil achar mochila que caiba e fica pesada. Fora isso as mesmas qualidades da SE 2 somadas a um espaço para uma família de 3 ou 4 pessoas, se duas forem crianças, com boa parte do equipamento dentro da barraca. Como você disse, 4 pessoas com alguma intimidade. As respectivas Katmandu são opções muuuito próximas em termo de consumidor final. A Katmandu 2 também comporta até um casal e por ser mais leve, talvez seja a alternativa ideal pra quem anda de bicicleta e não pode gastar muito, se caber tudo certinho com as blocagens. A 4 perde um pouco pra SE4, na minha opinião, por ser um pouco pesada para caminhadas mas não apresentar tanta qualidade nos materiais - e quem sabe, requerer cuidados mais cedo - se comparado à T&R, mas continua sendo uma barraca mais leve que (~25%). No caso da Katmandu 2, acho que a diferença de peso acaba sendo mais importânte e compensa a menor qualidade. Nas barracas de 4, o peso acaba sendo um pouco menos relevante, já que normalmente se fica menos tempo com elas nas costas, e a qualidade acaba fazendo mais a diferença. Pelas varetas mais finas, a Azteq não aguenta tanto vento - mas estamos falando de muito vento, locais expostos. Eu não posso ignorar o fato de ter recomendado a Coleman Hooligan 2 em outro tópico, que tem o preço e dimensões parecidas. Como comparação, talvez seja a mais leve - cabendo em mochilas 40-50L com os mesmos 3 dias de suprimento. Não seria a melhor para Pets, mas seria também uma opção pra quem tem bike, as rodas no avance com botas etc, o quadro dentro da barraca mais protegido, restando algúm espaço no avance, mas com certeza o piso, frágil, vai furar com o quadro da bike toda hora dentro da barraca, então vai precisar de um rolo de silvertape junto, e muito cuidado, nesse caso. Talvez uma Katmandu 2 com varetas em alu seja a melhor opção pra esse perfil. Fora isso, acho a coleman um projeto mais legal, tem teto solar e tals, mas com certeza a impermeabilização vai abacar antes da trilhas e rumos, carecendo de cuidados (e gastos), talvez antes do fim da vida útil da barraca. Também encara um pouquinho menos de vento, provavelmente, mas é a minha preferida. Ai cabe você ver o que é melhor pra você. Espero ter ajudado, bom dia.
  8. Beleza, um dia faço um vídeo da hooligan num feriado ou algo assim. PS: mais um vídeo de um camarada que ficou 8 dias na patagônia numa Falcon 2. Claro que trata-se de um lunático: como já mencionado a barraca tem varetas pouco confiáveis e ta longe de ser o que há de mais resistente ou adequado. É muito melhor garantir boas lembranças ao comprar uma barraca mais cara com melhores materiais. Tem a questão do frio, da resistência do Nylon, não é recomendável. Mas se você ta disposto, ou simplesmente não tem dinheiro, DEPENDENDO DA AVENTURA, não é impossível. Vai ter que gastar mais com isolante e agasalhos, vai ter que tomar muito mais cuidado com terreno e o piso, o vento... Talvez aquela vista pela manha exija uma barraca mais técnica.
  9. O Tocandira testou ela na chuva com vento, na integra, não entrou uma gota. Ele não tem nada a ganhar com a Nautika, inclusive disse que prefere as Coleman em outro vídeo. Eu sei que ele não é dono da verdade, mas eu faço coro com ele. É comum ver ela em camping, e quem monta direito não tem problemas com água, mas tem a questão das varetas, que eu já vi acontecer no mínimo duas vezes. Não sei por quanto tempo você acampa, e qual o volume de chuvas que você pega, mas para 99% das pessoas é suficiente. Fora isso, duas questões: Toda barraca perde impermeabilidade com o sol, as de PU, menos. Minha S. E no fim da vida descolou as fitas - o que já zoa tudo -, soltou elástico das varetas, ENTROU ÁGUA pelas quinas do piso em terrenos menos drenados, etc... 2000mm não é tudo. As varetas das melhores em fibra, mas é pesada pra kct. Existem vários produtos que impermeabilizam tecido. Se você gosta da barraca, pode aplicar antes de sair de casa a aumentar a vida útil. Como experiência, tenho uma Hooligan 2, pouco usada (2 vezes. haha) ela não entra uma gota de água na chuva. Mas eu conheci essa barraca antes de compra-la, num festival de rock em Aldeia Velha, muitos anos atrás. Entrei, durante uma chuva, numa barraca velinha igual a minha e não entrava água. Quando a chuva ficava muito forte e vc colocava as costas das mãos bem perto do topo do sobreteto, você sentia umas micro gotículas de água que eu não senti na T&R, mas mesmo assim, nada chegava no piso da barraca e ela ficava toda seca. No caso de uma barraca velha com impermeabilização mais fraca, pode-se usar um NOVAX, ou um produto semelhante para resolver isso. A Coleman tem um específico para barracas, que não tira o efeito fire retardant que tem nas barracas da marca, aparentemente. Não pode desmerecer a barraca só por que usa materiais mais baratos, pois no fim das contas, o custo benefício pode ser bom. Se compra 5 "Falcon 2" pelo preço de uma NH, que é uma ótima barraca, mas que poucas pessoas tem dinheiro pra comprar, e pesa A MESMA COISA. Cê vai gastar 8000 reais viajando pra uma alta montanha? Ta bem de vida? Compra uma Nature Hike, vai durar mais, tem mais tecnologia, segurança pro cenário que vc vai encontrar, etc... Quer ir pro Sana no fim de semana sozinho baldeando? Compra uma Falcon 2. Ta namorando? Compra uma Hooligan 2. Simples.
  10. ESSA DICA É TOP -> Falcon 2 ta R$155 e pesa 1,8Kg: https://www.casasbahia.com.br/EsporteLazer/Camping/Barracas/Barraca-Nautika-Falcon-15062-p-2-Pessoas-176008.html?utm_medium=Cpc&utm_source=GP_PLA&IdSku=176008&idLojista=10037&s_kwcid=AL!427!3!262915696992!!!g!405319499660!&utm_campaign=Espo_Camping_e_Aventura_Shopping&ef_id=WwAOdwAAAF1I32jc:20180607143408:s ______________________________________________________________________________________________________________ Windy 1 ta R$200 pesa 1,9Kg, mas devia ser menos: http://www.estrela10.com.br/barraca-de-camping-windy-para-1-pessoa-verde-limao-ntk-223885-p13298153 ______________________________________________________________________________________________________________
  11. Barraca leve e barata é a Falcon 2. Ví por 155 reais, 1,8Kg original (menos se trocar por alu, tudo). Todo mundo viu o vídeo do Tocandira. Essa é ratona. Mas fica meio feio com as minas. E com tempo todo mundo sabe que quebra ponta da vareta dessas NTK baratinhas.
  12. Venho aqui dar um feedback da minha Verbera Lite. O solado gastou rápido, os cravos são baixos, mas a aderência no seco e em pedras continua ótima. O cabedal é super seco, a bota tem menos de 500 gramas. É duro, desde sempre faço adaptação na amarração para contornar um incomodo no tornozelo quando passo o cadarço da forma normal. Resolve totalmente este problema mas faz demorar quase 5 minutos o calçar do par de botas, e continua seca, falta um pouco de espuma no cano. Resistência muito boa, aparenta marcas de uso, mas eu não vejo muito problema nisso. O amortecimento continua bom, muito macio atrás e com firmeza na frente, sem perder a sensibilidade e sem perder a estabilidade em nenhum dos casos além de ter boa flexibilidade para uma bota. A membrana GoreTex Extended Confort funcionou 100% por 2 anos, tomando um cuidado sinistro com o uso e limpeza. Aqui cabe ressaltar que o forro interno da bota é da "Goretex", tendo a marca grafada várias vezes pelo tecido. Atualmente, após 15 minutos submersa, já é possível sentir a água minando sobre a palmilha em um dos pés, o outro, continua OK. Acredito que pequenas partículas de areia, terra, sal ou seja lá o que for, possam ter prejudicado a membrana abaixo da palmilha, mas dado os cuidados que tive, posso garantir com 100% de certeza que, com uso normal, a membrana com o tempo tende a perder a impermeabilidade. A cola continua 100% em toda a bota. Recomendo a compra, bota boa, até hoje bem resistente à umidade - mesmo que não totalmente impermeável, extremamente leve. Poderia ser mais confortável - não no sentido do amortecimento, do cabedal - e ter um solado mais durável. Agora bem usada vou evitar lama, mas continua uma boa bota. Se alguém quiser fotos, posso tirar.
  13. Dragum

    Barracas: Qual comprar?

    Voltou a vender no Brasil a Coleman Hooligan 2, pra mim, o melhor CUSTO BENEFÍCIO. Ví num site "HOJE" por pouquinho a menos que 400 (397?) e em outro por um pouquinho a mais (410, se não me engano). Prós: Pode ser levada na mochila, 3,5Kg sem bolsa - com bons specs de aço e vareta de fibra -, próxima à uma cota 2. 2,4m x 1,8m - até 4 no sufoco, lembra barracas 3/4. Com avanço pra cozinha e bagagem. Sobreteto completo com 450mm de PU shell com costuras seladas (a própria coleman vende reforço para impermeabilização em Spray e acha-se no Brasil) Ótima ventilação toda em mosquiteiro. Pode-se ver o céu deitado na barraca em dias limpos. Contras: Materiais baratos e frágeis exigem manutenção após menos tempo - SilverTape no piso ou spray no sobreteto. Não é autoportante, não recomendo pra quem quer ir no congresso da facu, shows ou áreas concretadas. ______________________________________________________________________________________________________________ Review do site americano TheHikingGuy "This product is the best option for small families and for couples to consider for their general camping needs. It is a great idea for you to own one. Overall, it is the best product with the most affordable price compared to similar products with similar features. Overall, this product is a good option to invest your money." Fonte: https://thehikingguy.com/coleman-hooligan-tent-review/ ______________________________________________________________________________________________________________ Bom dia a todos. 3.50 Kg pesado em balança eletrônica "humana" sem bag de transporte com todos os Specs originais, cordeletes e saquinhos internos.
  14. Vou frisar minha opinião nesse tópico: Botas não impermeáveis -> nada a fazer, pode usar impermeabilizante que a umidade passa pela língua e tecidos. Bota com membrana -> Vem impermeável. Com o tempo, tende a perder a impermeabilização. Como sua construção prevê resistência à água, pode-se aplicar produtos para impermeabilizar. Aqui vale uma ressalva, recomendo fazer isso apenas após a membrana não satisfazer mais sua necessidade, pois a reação dos produtos pode prejudicar a membrana original. Isso pode variar de spray para cera, e de produto para produto, assim dependendo também da composição da membrana, ou seja, é complexo, em último caso, mas tudo também pode dar muito certo sim. Bota toda em couro com costuras seladas -> São as menos respiráveis, mais ainda o são. Depois que o hidrofugado do couro enfraquece, pode ficar mais tranquilo, aplicar um produto sempre que precisar torna-la impermeável novamente, neste caso específico, acho que cera impermeável é uma ótima opção. Atenção, também pode-se ter uma reação entre as selagens das costuras e o produto, então cabe pesquisar, testar e, depois de achar um que funcione na sua bota, procurar usar o mesmo até o fim da vida dela, pra evitar riscos.
×
×
  • Criar Novo...