Ir para conteúdo

Ramon H

Membros
  • Total de itens

    12
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. Victoria, tem que ser março? Tô cogitando ir em junho e aproveitar e pegar o festival do solstício de verão, será que é alta temporada? (Essa é a minha primeira mensagem a respeito, não li mto sobre o lugar ainda)
  2. Valeu Nando, isso deu uma ilustrada boa! O que mais ouvi de ruim da multiplus foi sobre a dificuldade e burocracia pra pegar as promos, me disseram que eles colocam muitos obstáculos e que na maior parte das vezes os trechos são mais caros. Pela sua experiência tem sido diferente né!? Eu pra falar a verdade sou meio perdido pra administrar 1 cartão de crédito só, o que dirá 2 planos de milhas!...por hora prefiro manter um só! rs E uma dúvida; quando você pegar uma viagem promocional pela smiles, usando milhas acumuladas, vc não acaba acumulando mais milhas?! tem uma porcentagem pra isso? Por exemplo, peguei um bilhete que custou 10 mil pontos o trecho, mas que tem vamos dizer, 5 mil milhas no total...eu acumulo 5 mil pontos mesmo tendo feito essa viagem com milhas!? Não sei se ficou muito claro haha... Legal Porreca, não saquei muito bem a relação pontos x valor do real, mas pelo que parece vc deu sorte nesses valores né!? Eu peguei uma ida e volta pra Santiago agora em maio por R$ 400,00...só preciso agora acumular as milhas no programa certo! Um abraço!
  3. E aí galera, Dei uma pesquisada rápida sobre esse embate mas só li argumentos baseados em favoritismo a empresas aéreas. Gostaria de saber de alguém mais experiente a melhor alternativa apesar de suas diferenças, já que tá difícil encontrar informações atualizadas. Até onde sei parece que a TAM que administra o MULTIPLUS mudou pra ONEWORLD, mas isso traz mesmo tantas vantagens assim!? Além disso, li que pelo MULTIPLUS é muito difícil conseguir vôos ou destinos com poucas milhas, fato ou boato? Agradeço de coração a quem puder me dar uma luz experiente sobre essa dúvida!! Um abraço!
  4. E aí Camila, Peguei uma promo legal e também estou indo pro Chile em maio, só que no dia 12 e volto no dia 19. Ainda estou meio perdido sobre o que fazer por lá então também aceito sugestões! Estou entre ficar em Santiago e circular pela região (quem sabe passar por Valparaíso, ou seria Vina del mar?!...sei que me falaram que é um lugar bem boêmio) ouuuu dar uma de louco e ir pro Atacama! É pouco tempo, então a primeira opção ainda tá em alta! Vou dar uma lida melhor nas dicas que você já recebeu por aqui que parecem ser boas, mas se souber de alguma imperdível manda aí
  5. Objetividade, sim! Obrigado por compartilhar essas informações com tanta precisão Mike... Admito que esses valores me trouxeram de volta pra dura realidade de que talvez não seja agora a hora de cair na estrada. Achei que gastaria até R$ 30.000,00.
  6. Valeu galera...essas fotos são pra instigar quem estiver afim de ir...Vale muito a pena! Lucas, vou ficar te devendo valores exatos...mas olha é muito mais simples do que parece... Fiz o básico, saíndo de SP fazendo escala em Santiago e desembarcando em Punta Arenas (buscando mais opções de lojas pra comprar os quipos) e de lá Puerto Natales. É sempre bom se programar, mas a verdade é que lá os trajetos são muito simples e feitos por poucas empresas, como as cidades ficam ocupadas basicamente só por mochileiros, não tem muito erro pra se locomover, pede informação nos hostels ou segue o fluxo rs. De punta Arenas fomos pra Puerto Natales, a cidade de onde sairíamos para ir a TDP...pequena e também com poucas opções de empresas de ônibus, ou seja, sem erro pra quem tem boca e sabe perguntar. De qualquer forma é bom vc dar uma olhada em outros posts que informam melhor que empresas oferecem o mesmo trajeto e as vantagens de comprar só o bilhete de ida, ou já o de ida e volta... Me desculpem a demora e se não ajudei muito, minha memória é curta e eu sou meio desorganizado hahaha
  7. First things first: Fiz essa viajem no ano passado,durante o mês de março e sei que estou muito atrasado pra fazer um relato, mas precisava retribuir a ajuda que me deram aqui no fórum. Por isso, não se baseiem nos valores (caso eu cite algum) pois estarão desatualizados. Em resumo essa foi uma viajem muito importante pra mim, um divisor de águas! O primeiro vôo de avião, a primeira viajem pra fora do meu país, a primeira vez acampando, primeiro trekking e por consequência os primeiros grandes desafios vencidos. A empolgação e ansiedade do 'antes' quase não cabiam na minha cabeça, a satisfação e o cansaço do 'depois' então...Enfim, desde a preparação até o fim da viajem duas palavras podem definir em suma o que aconteceu; 'desgastante' e 'recompensador'. Eu imagino que vocês gostariam de ler um relato bem mais detalhado de todo o percurso, mas se você não foi ainda já sabe o que esperar...e se já foi, já imagina o que pode ter acontecido! Perrengue, muitos perrengues! que depois viram boas memórias e histórias pra contar, mas não quero entrar nesses detalhes. Ao invés disso, listarei em tópicos pontos que eu acho interessante de serem lembrados, e quem sabe vocês dêem risadas, ou não cometam os mesmos vacilos que eu pra cometerem os seus próprios! Vale lembrar que fiz o percurso de 8 dias( na verdade levou 9), esse foi o meu primeiro trekking e o meu condicionamento físico tava mais condicionado a ficar sentado no sofá. Então aqui vai o que eu acho importante lembrar; O PLANEJAMENTO Se você for uma pessoa tão desorganizada quanto eu vai entender o quanto essa parte pode se tornar uma tortura, logo vai estar dizendo pra sí próprio 'Ah que se dane, na hora eu me viro!!! Quero aventuraaaaa' ...E meu amigo(a), você estará cometendo um grande erro! - Horários são mais importantes que datas; Eu feliz da vida contava com 20 dias de férias, e na minha cabeça amadora e inocente esse tempo era mais do que o suficiente pra andar Torres del Paine inteira plantando bananeira...Não era. Parece simples, mas você tem que contabilizar o tempo que ficará dentro dos transportes e também realizando outros tramites como dormir por exemplo, ou vc pretende ir direto pra TDP depois de um vôo cansativo?... - Reservar seu hostel também ajuda; não acho extremamente necessário já que tanto Punta Arenas quanto Puerto Natales contam com uma variedade enorme dos mesmos...mas se você chegar no minículo, deserto e frio aeroporto de Punta Arenas às 4 da manhã como eu, vai desejar ter um Hostel agendado e um taxi te esperando. O QUE LEVAR - ROUPAS Não vale a pena entrar no mérito do que você precisa levar se for realizar o trekking, já que isso está muito bem explicado em vários outros tópicos fixos, mas aqui vão algumas considerações; - A roupas são caras!...Até as baratas custam caro! Então vai por mim, deixe a economia em segundo plano nesse quesito!...No pior cenário a ser imaginado, esses equipamentos quando de qualidade podem salvar sua vida (ou vc pode ter que amputar seu próprio braço com um canivete Chinês cego.) - Definitivamente NÃO deixe pra comprar tudo, ou a maioria do que precisar, em Punta Arenas. Ainda que você encontre algumas boas lojas, os preços não são tão inferiores assim e além do mais vc pode se dar mal pra achar uma roupa específica pro seu tamanho ou na cor que quiser, e acabar comprando contra sua vontade um corta-vento cor de merda por exemplo. Eu deixei pra comprar tudo lá, incluindo bota e mochila e apesar desses dois itens terem compensado (já que aqui custariam bem caro) Andei muito e perdí dois dias da viajem pois nenhuma das lojas tinha *de tudo*. - Falando em botas, tantas pessoas mais experientes que eu/você no mesmo fórum não podem estar erradas quando dizem pra vc amaciar a bendita bota antes de usar!!! É importante e as botas mais caras, ainda que de alta qualidade, podem acabar te dando alguns problemas no caminho...meu calcanhar que o diga. -Um bom canivete e lanterna de cabeça, vai por mim...achava esquisito antes mas é muito útil. O QUE LEVAR - COMIDA Leve o que puder daqui; -Aveia enche bem e é uma ótima pro café da manhã; Não levei, e graças a algum distraído que esqueceu seu pacote de aveia em um dos campings, parei de passar fome. - Frutas secas e castanhas são ótimas pra comer ao longo do dia, você não precisa parar toda hora pra tirar um mmonte de coisas da mochila e elas mantem sua energia em dia. - Enlatados, eu levei mais ou menos duas latas (uma de atum e outra de mariscos, muito encontrada nos mercados de lá) por dia...e hoje não aguento mais sentir o cheiro. - Salame, acompanha bem um lanche...mas é bem capaz que você termine o percurso parecendo uns 2 kg mais gordo, de tanto líquido retido. - chocolate, barras de cereal (não encontrei nenhuma boa por lá) são indispensáveis. E de resto acho que o básico; macarrão, risoto instantâneo...algumas frutas frescas mas não muito maduras...O que quer que suas costas aguentem carregar. EQUIPAMENTO FOTOGRÁFICO Sou amante de fotografia e na época havia feito um bom investimento numa canon 24 - 70mm, ótima lente que eu não queria deixar de lado num lugar tão bonito, porém só a lente pesa mais ou menos 1kg, fora o corpo, filtros baterias, carregador e -que idéia genial - um tripé de 3,2 kg!!! Minhas recomendações depois disso? Não carregue esse peso desnecessário, leve uma boa compacta ou deixe pra comprar lá mesmo (na zona franca) e tripé só se for leve. Se mesmo assim quiser levar um bom equipamento, pelo menos considere a idéia de dormir nos refúgios, toda sua parafernalha vai dar ainda mais trabalho dentro de uma barraca apertada e húmida...e mais, nada de gambiarra!!! Gaste uns bons R$ 300,00 numa mochila pra sua câmera...da marca lowepro por exemplo, pois a minha foi sem, e mesmo com todo o cuidado do mundo acabei deixando ela cair numa pedra...tá toda arrebentada. Por hora é isso pessoal, como me ajudaram antes espero que isso dê uma luz a alguém que ainda pretende fazer a viajem... ainda pretendo editar o tópico com informações mais úteis, mas ou eu postava isso logo ou me esqueceria! Fiquem a vontade pra me adicionar no msn ou trocar informações por aqui [email protected] E agora as fotos; E aí, alguém quer me ajudar a decidir o próximo destino?!
  8. Galera, eu e minha namorada (aventureiros de primeira viajem) queremos fazer um trekking em torres del paine e temos uma grande dúvida... Já com metade da viajem planejada chegamos ao dilema de percorrer o circuito 'W' ou o 'O'. No começo havíamos definido o 'W' por causa dela, pra ser uma coisa um pouco mais leve, mas depois com tantos depoimentos e boas fotos do lugar nos perguntamos se chegando lá não nos arrependeríamos de ficar apenas 4 dias. Eis a questão, Visualmente (e não tanto em termos de dificuldade e duração) o circuito 'O' se destaca muito referente ao 'W'? Compensa todo o esforço a mais? Gostaríamos de opiniões de vcs pra podermos programar melhor nossas datas... PS: Vamos agora no começo de março! Um abraço.
×
×
  • Criar Novo...