Ir para conteúdo

Victor_Carvalho

Colaboradores
  • Total de itens

    52
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que Victor_Carvalho postou

  1. Fala, pessoal. Mais um vídeo no canal, e desta vez eu retomo um vídeo falando sobre campismo: como escolher seu saco de dormir. Espero que gostem e gostando não esqueçam de se inscrever no canal! 😉
  2. Eu acredito que sim. Principalmente agora que já lançaram versões mais recentes... o Fenix 3 pra mim vale muito o benefício. Principalmente o Safira!!
  3. Faala, pessoal! Fiz mais um vídeo para o canal, desta vez falando um pouco sobre botas de caminhada. Aos interessados deem uma olhada!! Espero que gostem e não esqueçam de se inscrever no canal: https://goo.gl/3oUPyC 
  4. Fala, pessoal. Pra quem interessar tenho dois vídeos no meu canal que falam de barraca. São dois vídeos simples (tem muito mais informação já escrita) mas que pode ajudar. O primeiro fala sobre traços a observar na hora da compra e o segundo mostra como montar, com alguns macetes.
  5. Fala aí, pessoal! Queria compartilhar com vocês o vídeo blog que eu fiz da expedição para a Canastra que fizemos no começo do ano. Foi uma expedição de cinco dias, incluindo nossa ida de Atibaia e também o dia de volta. Percorremos na Serra da Canastra quase 400 quilômetros de estradas de chão em alguns trechos bem complicados, na Serra Branca. O trajeto foi: Atibaia para São João Batista do Glória, São João Batista do Glória para São José do Barreiro (via Vale da Babilônia e Serra Branca), São José do Barreiro para São Roque de Minas, São Roque de Minas para Cássia (Via condomínio de Pedra, Delfinópolis), Cássia para Atibaia. Conhecemos ainda a Casca D'Anta (parte baixa e parte alta), a nascente do Rio São Francisco, a linda cachoeira do Fundão, os famosos currais de pedra, além da garagem de pedra. A viatura da viagem foi uma Toyota Hilux SR5 2000! Ao longo do vídeo eu passo várias dicas. Espero que gostem. Para os que tiverem uma disposição maior já me dá uma ajuda e se inscreve no canal: https://goo.gl/3oUPyC
  6. Fala, pessoal. Fiz no começo dessa semana mais um review no canal. Desta vez foi da faca Petzl Spatha, uma faca dedicada aos escaladores, montanhistas e profissionais de verticalidade. Espero que gostem, os interessados!
  7. Pessoal, tenho um canal no youtube com diversos nós de escalada, montanhismo, bushcraft e tudo mais. Ainda estou colocando mais vídeos porque tem muitos nós e o negócio tem que ser gradual... kkkk Pra quem quiser dar uma checada... eis a playlist de nós: Pra quem quiser se inscrever no canal eis o link: https://www.youtube.com/c/victorcarvalhonet Mandem sugestões!!
  8. Pessoal, tenho um canal no youtube com diversos nós de escalada, montanhismo, bushcraft e tudo mais. Ainda estou colocando mais vídeos porque tem muitos nós e o negócio tem que ser gradual... kkkk Pra quem quiser dar uma checada... eis a playlist de nós: Pra quem quiser se inscrever no canal eis o link: https://www.youtube.com/c/victorcarvalhonet Mandem sugestões!!
  9. Tenho um Fenix 3 Sapphire. Melhor relógio que já tive! Tanto em treinos quanto na montanha. Fiz um review no meu canal no Youtube... pode ajudar:
  10. Sugiro o Garmin Fenix 3, com bundle. Os demais não conheço. Comprei esse ano passado e até foi só alegria, tanto nas corridas quanto na montanha. Fiz algum tempo atrás um review dele no meu canal no YouTube, pode ajudar:
  11. Eu fiz esse vídeo alguns tempo atrás pra falar de canivetes e ferramentas múltiplas... dá uma olhada pois acho que pode te ajudar:
  12. Aislan... você deve usar sempre a declinação indicada na carta que você está usando, nesse caso se estiver usando estas cartas que você baixou use a declinação de 58º. A declinação indicada pela NOAA só deve ser usada se você estiver utilizando uma carta deles.
  13. Já tive sapatas das marcas Snake, Evolv, 5.10, La Sportiva e Quechua. A Snake pode ser uma boa sapata de entrada, mas nenhuma sapata nacional se compara as importadas quanto a desempenho e durabilidade. Eu opinaria de ir Snake Trinity (que considero a melhor da Snake e tem um "shape" não tão agressivo) e depois quando estiver preparado para um investimento maior ir de La Sportiva Mythos (pra trad) ou Miura (tanto trad quanto esportiva).
  14. Não chega a dar 15 km, mas parece porque é só subida. Estive lá em agosto é a estrada estava bem ruim. Só recomendo a subida até o campo-base ou de moto ou carros 4x4.
  15. Nossa... desculpe a sinceridade mas compre outra barraca... estas impermeabilizações nunca te deixarão tranquilo com relação a isso e é bem provável que não resolva o problema. Invista numa barraca que tenha resistência para pelo menos 2000 mm de coluna d'agua. 600mm é pouco, principalmente para o nosso país.
  16. 1- Tomando o chá e a medicação local para os problemas com a altitude, os maus estares passam? Não! Nunca funcionou pra mim. Já estive duas vezes na Bolívia e duas no Peru. Pra mim o melhor ainda continua sendo uma hidratação forte e tempo! 2- Devemos levar Dolar? O real é muito desvalorizado? Alguém poderia estimar um valor diário para despesas com alimentação e transporte, sem luxo, mas uma despesa normal de mochileiro? Leve com certeza dólares ao invés de reais. Vai perder menos dinheiro. Sobre os gastos diários é muito difícil dizer, mas planeje um gasto semelhante ao que teria se estivesse viajando no Brasil. Dez anos atrás viajar na Bolívia era muito barato, hoje em dia está quase no mesmo. O Peru segue a mesma linha. 3- Como fazer um roteiro que não seja cansativo, mas ao mesmo tempo imperdível, para um casal de 60 e 55 anos? Foque em Voe direto para La Paz, gaste lá 3 dias para conhecer os principais pontos históricos e naturais, reserve mais dois para Copacabana (incluindo viagem). No Peru reserve dois para Puno (incluindo viagem) e mais quatro dias para Cusco, incluindo a viagem. De lá ainda pode dar um pulo em Lima que tem um ótimo roteiro gastronômico. Se tiver interesse e disposição para visitar o Salar de Uyuni acho que vale a pena. 4- O que é possível ver e fazer na época das chuvas? Creio que tudo, mas você correrá o risco de ter que cancelar algum passeio de sopetão! 5- Haverá alguma festividade em março, em Cusco? Vi na página oficial do governo peruano que o carnaval poderá se estender até março, mas não há referencias sobre 2018. Essa vou ficar te devendo!
  17. Desses fogareiros que você postou a foto o mais usualmente utilizado para trilhas é o primeiro, que usa um fogareiro de rosca em cartuchos (ou botijões) de 200 e poucas gramas. Entre os eficientes é o mais leve. Esqueça espiriteira. Para os dias de hoje existem opções melhores em todos os aspectos. Sobre a Guepardo tenho um fogareiro deles e até agora gostei. Não esqueça que o ignitor pode falhar e com o tempo ele "morre", então leve sempre um isqueiro junto. Inclusive fiz um vídeo sobre fogareiros a GLP e usei no vídeo este mesmo fogareiro da Guepardo. Fiz um tópico sobre isso. Dá uma checada:
  18. Fala, pessoal! Seguindo a linha de vídeos sobre equipamentos que estou fazendo no meu canal eu criei nesta quinta um falando de fogareiros a gás. Ainda vou fazer um outro falando de fogareiros de combustível líquido (MSR, etc). Tentei fazer o vídeo de uma maneira bem abrangente, falando de tipos de fogareiros a gás, montagem e desmontagem, preços, capacidades, cuidados em geral e dicas de utilização. Espero que gostem e aguardo sugestões!
  19. Fala, pessoal! Fiz um vídeo com a relação das 10 montanhas mais altas do Brasil, de acordo com o Anuário Estatístico Brasileiro (ABE) do IBGE. Espero que gostem e aguardo críticas e sugestões. Estou pensando em fazer uma com as 10 montanhas mais altas do mundo (na verdade a lista teria 14). Abraços!
  20. Fala pessoal, tudo bem? Fiz um vídeo instrutivo falando um pouco sobre guincho elétrico, peça fundamental pros doidos da vida que pretendem sair em expedição, como Puna de Atacama, Atacama, Patagônia, etc. Espero que gostem. Ainda vou fazer outros, falando de ancoragem, operação, derivação e vantagem mecânica e também sobre âncora de solo e homem-morto. Abraço!
  21. Sinto ter que escrever esta mensagem. O alpinista brasileiro Bernardo Collares, presidente da Federação de Montanhismo do Estado do Rio de Janeiro e Vice-Presidente da Confederação Brasileira de Montanhismo e Escalada, veio a falecer na via Afanassief, na face oeste do Monte Fitz Roy, provavelmente entre os dias 2 e 4 de janeiro. O fato é que durante o rapel pela via, já quase no cume da montanha, o Bernardo Collares, que estava escalando em parceria com a grande montanhista brasileira Kika Bradford, veio a sofrer uma queda, muito provavelmente após a ancoragem do rapel se romper. O certo, nunca saberemos. Ao que tudo indica a queda foi grande, em torno de 20 metros e como resultado o Bernardo teve fratura de bacia e hemorragia interna. Após ver que seria impossível a descida ele pediu que a Kika descesse para pedir ajudar e foi o que ela fez, após deixar provimentos com o Bernardo. Na verdade, ao meu ver, mesmo que ele não tivesse pedido seria a única coisa a fazer. Qualquer coisa diferente disso ela morreria também. Pelo que foi confirmado pela Kika ao André Ilha, foram em torno de 50 rapéis até chegar ao chão, sendo que ela chegou somente com alguns pedaços de corda dos 120 metros originais que ela possuia (2 cordas de 60m), em virtude da corda ter enroscado por diversas vezes durante a descida. Uma descida épica onde ela contou com muita sorte. Já em Chalten, sem helicópteros e já em meio a uma tempestade típica da região, os alpinistas decidiram que não exisitia condições de um resgate por escalada, até porque as condições de saúde do Bernardo combinada com as tempestades ao qual ele já havia se submetido desde então impossibilitava qualquer tipo de sobrevivência. O resgate por helicóptero também seria muito difícil em face do clima local, onde os ventos chegam fácil aos 80 km/h. Sem contar que no decorrer de um mês são somente 8 dias de tempo bom (ou até menos). Além disso precisaria ser verificado onde foi o acidente e se a positividade da parede permite uma aproximação segura. A via Afanassief foi conquistada em 1979 e desde então sofreu somente uma repetição em 2006 pelos brasileiros Edmilson Padilha, Valdesir Machado e pelo argentino Gabriel Otero. É uma das mais extensas vias de escalada da patagônia. Aqui se vai um dos maiores nomes do montanhismo brasileiro. Grande homem, grande escalador e grande fomentador do esporte no Brasil. Uma perda irreparável. Que ele descanse em paz.
  22. Ola! Show de bola! Onde vc mora? Abraços!
  23. Tenho uma Mont Blanc Alpinist 95l. Nº 881. A Deuter é uma mochila tecnológica. Está acima da Mont Blanc com certeza em inovação e tecnologia. Mas com essa maldita que eu tenho aqui já passei cada aperto que é difícil largar. Até agora não apresentou problemas significativos. Mas se tivesse que comprar uma hoje seria Osprey ou Deuter. Abraços.
  24. Agora sim, Samuel. Eu teria interesse sim. Seria bem prático. Já existe no mercado, pra lembrar. O diferencial deveria ser além de caber tudo dentro da panela (que não pode ser muito grande, claro) a leveza dos materiais, já que as pessoas teriam que carregar tudo isso nas costas/mochilas. Abraços.
  25. Fala pessoal, Estava agora pouco conversando sobre as 10 montanhas mais altas do Brasil e surgiu uma dúvida...... e as 7 mais bonitas ? Claro que é um conceito muito subjetivo, mas é daí? Coloquem as que acham serem as suas 7 mais bonitas! As minhas são: 1º Agulha do Diabo (Serra dos Órgãos/RJ); Trata-se de uma agulha com mais de 300 metros de proeminência, cujo cume está à 2.050m. Escalada técnica para acessar o cume. O charme está no topo, onde mal cabem 4 pessoas em um plano. 2º Monte Roraima; É fronteira tríplice entre Brasil, Venezuela e Guiana. O cume está à 2.734m de altitude e é pelo IBGE a 7ª montanha mais alta do país. 3º Pedra Riscada (São José do Divino/MG); Trata-se do maior monolito de granito das américas. Existem vias de escalada com 1.260 metros de extensão. Acesso somente por escalada técnica. Cume à 1.430m. 4º Cinco Pontões (Espírito Santo); O cume mais alto está à 1.260m. São 5 montanhas gigantescas, com proeminência de pelo menos 400 metros. Acesso ao cume mais alto por escalaminhada. 5º Dedo de Deus (Serra dos Órgãos, RJ); Sua escalada marca o início do montanhismo no Brasil. O cume está à 1.692m e o acesso ao cume é somente por escalada técnica. Mais de 500 metros de proeminência. 6º Pedra do Baú (São Bento do Sapucaí/SP); Grande centro de escalada em rocha de São Paulo e local de incrível beleza. Trata-se de uma folha de rocha com 350 metros de proeminência, 500 metros de base e apenas 40 metros de largura. O cume está à 1.905m de altitude. 7º Pico Maior de Friburgo (Friburgo/RJ); Uma das maiores paredes rochosas do país. Um dos centros de escalada em rocha do Rio de Janeiro. Pelo menos 700 metros de proeminência. O cume está à 2.316m. Acesso ao cume somente por escalada técnica. Eu escolhi sete, pois a partir daqui comecei a ter dificuldades para julgar outras montanhas! Estas 7 pra mim realmente se destacam. Espero que gostem e coloquem outras montanhas! Abraços!
×
×
  • Criar Novo...