Ir para conteúdo

Daiana Angelo

Membros
  • Total de itens

    9
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Bio

  • Ocupação
    Servidora pública

Outras informações

  1. Mas e ai Matias, vc foi no inverno? Como foi? Eu estou indo de moto com meu marido no começo de julho deste ano.
  2. Ah eu pretendo ir no final de fevereiro, será que dá tempo de planejar tudo? Sei que o pouco tempo dificulta, mas será que é possível ?
  3. Ainda não montei meu roteiro, pois estou meio perdida. Nem sei por onde começar. Então, quem puder me ajudar respondendo algumas dúvidas me deixaria muito grata. Eu queria saber se uns 20 dias na Espanha é muito tempo para um país só, queria muito fazer parte do caminho de SAntiago mais também não sei se é possível fazer só uma parte dele. Quero muito ir pra conhecer as cidades é claro e também pra fazer trilhas, mas também não conheço nenhuma. To totalmente perdida e pouco tempo para decidir tudo. Quem puder me dar uma ajudinha...
  4. Nunca fui a Fernando de Noronha, mas pelos comentários que escuto creio que o mergulho na região em breve será extinto, pois com tanta gente despreparada mergulhando, gente que não tem um pingo de consciência ecológica e que adora meter a mão nos animais a vida marinha vai se distanciar ou morrer cada vez mais como é o caso de Arraial do cabo. Meu esposo sempre mergulha em Arraial e cada vez mais encontra pessoas puxando o rabo dos peixes, segurando nas tartarugas, ou pior matando a fauna e flora local. Infelizmente, como o dinheiro fala mais alto o destino de Fernando de Noranha é se tornar cada vez mais um lugar destinado para os frestiquinhos. Sinceramente eu não compriendo esse pessoal que quer aproveitar a natureza no extremo conforto. Se quer conforto não seria melhor ficar em casa? Mas também como disse o primeiro tópico, dá status.
  5. No dia 28 chegamos por volta das 5:30 da manhã em La Paz, eu havia perdido o guia de viagem da Bolívia em Cochabamba e não sabíamos para onde ir, foi que na hora de sair do ônibus começamos a conversar com um boliviano que foi do nosso lado e ele disse que é dono de um hotel e nos chamou para ir. Aceitamos é claro. Se chama hotel Florida, o quarto é bom, tem água quente e ele nos colocou em um quarto com boa vista para cidade, a única coisa ruim é que só quiseram dar uma toalha para nós dois. Pagamos 60 bolivianos pelo matrimonial, o simples custa quarenta, todos sem café-da-manhã. Tomavámos café na rodoviária que é perto do Hotel. Ele fica na Calle Viacha 489 esq. Muñecas próximo a la estación y terminal de buses. Nesse dia perambulamos o dia todo para comprar nossas muchilas e roupas para o frio. Consegui comprar minha mochila de 55L da Doite por 530 bolivianos, mas pesquisamos bastante pois, teve lojas que encontramos por 800 bolivianos. O Paulo não achou a mochila que queria e comprou seu anorak na Tatoo por 800 bolivianos. Quando for comprar esse tipo de coisa na Bolivia pergunte se o material é verdadeiro ou falso, tem muita coisa falsa, mas os vendedores dizem numa boa se são ou não. Agora, para comprar artesanato com as cholitas se vc chegar falando aquele portunhol safado elas colocam o preço lá em cima. Quanto menos espanhol vc falar mais caro eles te cobram. Mas, dá pra saber algumas vezes quando estão te enfiando a faca, quando as cholitas para e pensam para responder, pode ter certeza que tá te cobrando mais caro. Os gringos que não falam nada de espanhol dá até dó, pagam até 5 vezes mais caro. O segredo é chorar muito. Mesmo com o portunhol, chorando vc paga mais barato. No paseo do Chacaltaya nos pagamos 100 bol para os dois e um casal de franceses que estavam com a gente disseram que pagaram 550 para os dois. La Paz é uma cidade em que as ruas parecem as de Ouro Preto, um sobe e desce danado, para quem sente bastante a altitude o melhor é descansar e tomar um Soroche Pills, remédio para o mal de altitude, custa 3 bol cada comprimido, ajuda a melhorar. Rcomendo levar remédio para dor,febre e antienflamatório, pois ficar gripado e com a garganta enflamada é de praxe. Vista do nosso quarto Gastos: Diária: 50 bol Café: 20 bol almoço: 22 bol anorak: 800 bol cartões potais: 7,50 bol toucas e luvas:35 bol Remédio: 8 bol Água 2L: 4 bol Folha de coca: 5 bol Passeo Chacaltaya: 2.50 bol jantar: 48 bol maçãs? 7,50 bol mochila: 530 bol presentes 29 bol Total: 1674 bolivianos R$ 478 US$ 239 No dia 29 de junho acordamos bem cedo e as 8:30 passou a vam para nos buscar para o Chacaltaya, a vista do caminho até lá é maravilhosa. Nós pensamos que seria no inverno que há neve mas, nos enganamos, nos disseram que é no verão que ela aparece no Chacaltaya. A parte ruim do passeo é que tem uns 10 caboclos dentro da vam e não dá pra abrir as janelas por causa da poeira. Me senti muito mal por causa disso. Lá em cima faz muito frio, nunca havia sentido tanto frio na vida. Logo todos começaram a subir para o ponto mais alto. Eu decidi ficar no abrigo pois, estava com enjoo por causa da altitude que chegava a mais de 5000m e minha luva estava muito fina para aguentar o frio, pensei que minha mão ia congelar. O Paulo e os outros foram, só ficou eu e outra brasileira que também estava passando mal. Confesso que se tivesse neve iria mesmo passando mal. Logo após o Chacaltaya eles nos levam para o Valle de la Luna que está incluído no passeio, lá paga-se 15 bol para entrar. Lá, não é o melhor passeio do mundo mais eu achei legal. O chato é que sua roupa fica imunda de poeira. vc passa uns 40 minutos andando e depois te deixam na calle Llampu em La paz. Gastos: Café: 20 bol entrada no chacaltaya: 2.15 bol entrada Valle de la luna: 2.15 bol 3 toucas: 30 bol passeio para Tihuanaco: 2.40 bol almoço: 40 bol diária: 50 bol jantar: 22 bol água: 5 bol Total: 307 bolivianos R$86 US$43 Continua...
  6. Eu e meu marido fomos de lua-de-mel para essa viagem. Vou focar o relato em dar dicas de lugares para ir, preços, hotéis, ônibus,etc. No dia 26 de junho pegamos o avião com destino a Cochabamba na Bolívia, onde começariamos a viagem. Trocamos de avião em São Paulo e depois no Paraguay, tudo pela Tam. Logo que pisei em Cochabamba senti como o ar é seco, tinha levado todos os tipos de remédios, mas achei que o Maxidrate que serve para idratar o nariz, não seria necessário. Me enganei profundamente. Para que sofre com ar seco, e como o ar da Bolívia é muito seco ( o nariz arde muito) recomendo que leve Maxidrate. Enfim, voltando ao que interessa... quando saímos do aeroporto pegamos um táxi, ( na Bolívia ou no Peru vai ser no aeroporto e nas rodoviária onde você vai pagar muito mais pelo táxi ) pagamos 25 bolivianos. Ficamos em um hotel perto da Rodoviária que se chama Millenium, em Cochabamba os hotéis são mais caros comparados com La Paz e Copacabana que serão nossos próximos destinos, pagamos 140 bolivianos pelo matrimonial, tem água quente, toalhas e café-da-manhã que é um pão, geléia e manteiga, leite e café. Cochabamba é uma cidade boa para fazer compras, eles vendem de tudo nas ruas, nas lojas, é uma loucura, de dia é um inferno á noite é pior, aumenta o número de pessoas vendendo as coisas na rua. Fomos comer em uma confeitaria que se chama Dumbo, ela é inorme e tem cada doce, fica na Av. Heroínas, o preço também compensa, pois é muito barato. Gastos: Hotel 140 bol Confeitaria 36 bol Ligação para o Brasil 1,50 Bol água 2l 5 bol táxi 25 bol bogagens 7 bol Total: 213,50 bol R$ 60.86 US$ 30,43 No dia 27 de junho fomos fazer o passeo do Cristo de la Concórdia, que foi muito legal, pegamos um coletivo até lá e subimos de teleférico que custou 8 bolivianos por pessoa, esse Cristo é o maior do mundo, 1.20m maior que o nosso. Pagamos 1 boliviano para poder subir por dentro dele. Quando voltamos pegamos um táxi que custou 7 bolivianos até um restaurante vegetariano, pois meu esposo não come carne,que se chama Tulasi que fica na AV.Heroínas 270, a comida é muito boa.O resto do dia passamos perambulando pela cidade fazendo compras. Algo que recomendo que leve é um protetor labial pois, os lábios resecam demais, leve até mais de um porque você vai usar muito. Comprei um da Nivea por 13 bolivianos em Cochabamba, muito barato comparado ao Brasil. Protetor solar eu não precisei mais recomendo, muito mais barato na Bolívia também. Neste dia mesmo pegamos o ônibus as 11 da noite para La Paz, que custou 90 bolivianos por pessoa, esse preço pagamos pelo Bus Cama. Não se esqueça de antes pagar a taxa de embarque e entiquetar a mala, pois nós chegamos em cima da Hora e pagamos a taxa as pressas e não conseguimos entiquetar as malas levando-as debaixo de nossos pés no ônibus, sorte que no semi-cama tem espaço para isso.Foi uma viagem super tranquila, não achei as estradas na Bolívia ruins como a maioria diz aqui no mochileiros, pelo contrário achei muito boas, tem muitos pedágios e outra coisa, os motoristas são muito pontuais, achei isso muito diferente do Brasil em que se chega atrasado em tudo. A única coisa ruim foi que não tinha banheiro no ônibus, eles falam que tem, mas não tem, pode acreditar. Até tinha no meu ônibus, mas estava trancado. O pior é que o motorista não para em lugar nenhum, pensei que ia fazer xixi nas calças, minha sorte é que ele ficou parado no pedágio e uma moça pediu para descer e eu fui correndo atrás dela, tem que fazer na rua mesmo. Outra coisa importante é levar lenços de papel ou papel higiênico mesmo, pois isso vc não vai encontrar na Bolívia. Somente nos Hotéis. Não se esqueça de viajar a noite com uma boa roupa de frio se não vc congela no bus. Gastos: Teleférico: 16 bol Ligação para o Brasil: 3,50 bol ship de celular: 30 bol entrar no cristo: 2 bol ônibus 2.1,50 táxi: 7 bol almoço: 23 bol soro: 12,50 bol presentes: 30 bol 60 bol Protetor solar sundown 30: 35 bol suco de laranja: 2.1bol protetor labial: 13 bol protetor labial: 5 bol Meia diária: 70 bol nossos presentes: 50 bol 2 águas 600ml: 2 bol jantar: 49 bol Confeitaria: 8,50 bol Total : 422 bol R$ 120 US$ 60
  7. Gostaria de saber onde compro roupas de frio em Cochabamba, pois estarei indo no final de junho próximo. Será que deveria comprar roupas especiais, como 1ª pele, 2ª pele, etc? É mais barato comprar aqui no Brasil ou lá mesmo? Não tenho muita experiência com frio, pois moro no Rio de Janeiro!?! Gostaria de comprar uma 2ª mochila para carga, pois eu meu marido já estamos levando uma. Compro aqui ou em Cochabamba? Aguardo sugestões, Daiana.
  8. Gostaria de saber se dá pra fazer passei pelo salar em apenas um dia? Pretendo pegar o trem no domingo em Oruro, chegar de madrugada em Uyuni, fazer passeio durante o dia e pegar o trem da Wara Wara de segunda-feira para Oruro. Será que dá gente?
×
×
  • Criar Novo...