Ir para conteúdo

Rodrigo Carmo

Colaboradores
  • Total de itens

    19
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que Rodrigo Carmo postou

  1. Dani, Infelizmente vc teve essa experiência com a Rodotur, pode ser que eu tenha dado sorte no dia em que fui ou vc teve azar no seu dia de qualquer forma foi bom registrar esse ponto.
  2. Valeu a pena sim, muito. Ótimo custo-benefício e localização perfeita.
  3. Olá Ary, tem que confirmar até quando as estações estarão abertas, é melhor levar dolar daqui do Brasil, normalmente vc vai perder menos com o cambio. Quanto ao que comprar no centro vc acha algumas coisas mais baratas que no Brasil não é tudo mais barato como na Argentina más procurando vc vai fazer bons negócios. Comprei um tenis Olimpikus por R$35,00.
  4. Reservei antes, não tive problemas no hotel em que fiquei cheguei de madrugada e o recepcionista estava me esperando.
  5. Pode ser sim um fator que pode ter influenciado é que fiz a reserva em abril e ainda tinham rumores do terremoto. Por esse preço vc pode pesquisar alguns outros, que também podem ter aumentado o valor, más na época estavam entre 70 e 85 dolares p/ casal. Hotel España, Best western Majestic e Principado de Astúrias esse ultimo não é no centro fica na providência e os 2 primeiros são no centro.
  6. A intenção do post é ajudar, assim como fui ajudado. Eu não costumo viajar com pacotes, então para fazer um bom planejamento é importante contar com esse tipo de informção. Sempre estarei a disposição para tirar dúvidas, posso demorar um pouco devido ao trabalho más, não passo 1 semana sem dar uma olhada e responder às perguntas.
  7. Para estação de esqui leva um dia inteiro e é bem cansativo. Boa viagem!!!!
  8. Blz, Claudio!!!!!!! Realmente o hotel é muito bom e com preço ótimo para nós brasileiros, pelo menos aqui na Bahia com 100 reais temos que procurar muito, em Itacaré por exemplo uma pousada sem luxo fica em torno de 120. NO verão pretendo percorrer o litoral do nordeste de Salvador até Fortaleza e ja to me preparando p/ conseguir os melhores preços de hospagem.
  9. Não conferiram não, até porque notebook e cameras eu sempre levo na bagagem de mão, quando fui pra Argentina também não teve revista. Na verdade nem essa conferência de cota de compras nós tivemos, e em Buenos Aires compramos muita coisa entre roupas e aparelhos eletrônicos trouxemos tudo na mala fora da embalagem, os sapatos sem as caixas etc. E nada foi aberto obviamente deve ter passado pelo raio-x. O unico acontecimento foi um shampoo que eu comprei de ultima hora para embarcar pro Chile e fui obrigado a tirar da bagagem de mão, como eu ja tinha despachado minha mala larguei no aeroporto. E as informções que prestamos foi o formulário que preenchemos durante o voo.
  10. Olá meu caro, não existem exigencias quanto a eletronicos (somente mante-los desligados durante o voo, a máquina fotográfica você pode usar após a decolargem e momentos antes do pouso), para valores em espécie até o equivalente a R$10.000,00 não precisa declarar nada, durante o voo ao Chile você vai receber um formulário para prestar essas informações. E seus produtos de higiene, se tiver qq frasco com liquidos ou gel acima de 100ml coloque na sua bagagem com as roupas pois não pode levar na bagagem de mão. No voo de volta ao Brasil voce deve preencher o mesmo formulário para a nossa policia federal. Boa viagem!!!!!!
  11. Blz meu caro. Aluguei as roupas e a prancha na SkyTotal fica em santiago mesmo Apoquindo 4900 desce no metro escola militar e anda uns 700 metros. Assim como o transporte para os Andes. Aluguel da roupa (jaqueta,calça e luvas) + o aluguel do equipamento (bota+prancha de snow) ficou em $33.000,00 além disso pagamos o transporte ida e volta para Valle Nevado por $12.000,00 por pessoa. Para El Colorado o transporte custa $10.000,00 por pessoa. O ticket dia em Valle nevado custou $25.000,00 em dia de semana não feriado em Colorado custa $22.000,00 se não me engano, é sim um pouco mais barato. Para passar o dia nas estações é bom levar uma mochila com água e algo p/ comer se você não quiser gastar muito, se estiver com grana compra lá mesmo más é caro. Em resumo para uma pessoa gastei $77.000,00 ou seja 254 reais só comigo + $12.000,00 do transporte da minha esposa que não esquiou nem alugou roupa. Tomamos um creme de milho pra esquentar por 11 reais cada, o resto tinhamos levado na mochila. Vou postar as fotos sim rsrsrsrsr. Qualquer coisa estou a disposição!!!! Sites: www.skitotal.cl www.vallenevado.com www.elcolorado.cl
  12. Pessoal lembrem dessa dica, é bom perguntar no guichê se ainda praticam esse tipo de venda. Eu não sabia, por isso não perguntei.
  13. Olá pessoal, agora vocês ficam com meu relato de como foi a viagem ao Chile. Como sempre vou tentar ser bem detalhista para ajudar ao máximo. USD = dolar R$ = real conversão peso real. - Pega o valor em pesos dividido por 275. OBS,valores para essa data $ = peso chileno Cotação do periodo 18/06/2010 até 24/06/2010 R$1 = $275 e USD1 = $527 Passagens Salvador-Santiago ida e volta TAM R$948,00 por pessoa. Hospedagem no hotel Windsor Suites USD55,00 por noite para o casal. Começo destacando o hotel que encontrei e reservei pela net depois de muita procura, escolhi principalmente pela localização, bem em frente ao Cerro de Santa Lucía região central de Santiago de onde podiamos ir ao centro à pé e pegar o metro a apenas 200 metros. 3 estrelas bem confortável para dormir e assim como em Buenos Aires duas camas enormes, com aquecedor, baheiro com banheira, TV a cabo, internet em um PC muito lento e telefone (1º dica não usem o tel. do hotel a ligação p/ o Brasil é muito cara, compre um cartão telefonico quando precisar), café da manhã nota 7 (pães, queijos, presunto, geleias, iorgutes,muito kiwi, sucos, leite, café e cereal). A rua do hotel em si pareceu estranha a 1º vista, bem estreita se confunde com a calçada, como chegamos a noite fiquei desconfiado ainda mais de frente para um parque (pensei, local perfeito para mal feitores, más eu tinha lido boas indicações sobre o local). Essa impressão foi logo apagada depois de falar com o recepcionista do hotel e ver vários casais namorando no parque até altas horas da noite com uma temperatura de 4ºC. Chegando no aeroporto ofereceram taxis e vans, eu tinha visto que os taxis eram caros ainda mais aquela hora 0:30, então escolhi a van TurBus que leva hospedes até a porta do hotel indicado por USD10 cada um. ***DIA 1 Depois do café troquei uns dolares no hotel mesmo 1USD = $500, eu já sabia que a cotação não era das melhores más ainda não tinha nenhum peso no bolso. Então vamos conhecer a região. Obviamente subimos logo o cerro (morro) de santa Lucía (gratuito) na frente do hotel, muito frio e ar seco, subida um pouco dura para despreparados más a vista vale a pena, por sorte o tempo estava bem limpo depois de uma noite de chuva que levou a nuvem de poluição o sol apareceu e pudemos ver a cordilheira branquinha de neve, a primeira vez que via a neve bem de longe é logica más a paisagem já impressionava, muito bonito para tirar fotos paisagem. Tem várias paradas até o topo que rendem mais fotos, compramos uma água de 600 ml por $650. Eu tinha toda a cidade na cabeça de tanto olhar google maps (sempre faço isso em qq viagem para não perder o rumo) e pretendia pegar metro p/ ir até o Palacio de La Moneda (casa do presidente) eu sabia a direção más não tinha muita noção da distancia e para nossa surpresa era perto, para quem não tem pressa pode andar por todo o centro com calma olhando o comercio e as contruções (lógico se estiver hospedado nessa região) e foi o que fizemos, com bastante calma fomos até o Palácio, praça da independencia e continuamos pela Passeo Ahumada um calçadão cheio de comercio típico de SP com muito ambulante e lojas grandes como as famosas Falabella, Polar e Ripley, entramos em todas em compramos 2 pares de tenis infantis para nossa filha por $4.500,00 cada um na Ripley. Casas de biscoitos feitos na horas exalam um cheiro de matar qq um viciado em doces. Encontramos as casas de cambio com melhor cotação e trocamos mais dinheiro continuamos andando e chegamos a praça das Armas onde ocorreram muitas batalhas pela independencia, nada d+ pra falar a verdade más estavamos lá, alguns artistas e construções classicas o museo estava fechado nesse dia. Continuamos na mesma rua agora chamada de Passeo Puente até chegar ao mercado central, lugar polemico para mim, pois eu tinha visto na net a Centoulla um tipo de caranguejo gigante do sul do pacifico carissimo, minha esposa nem fazia ideia do preço más eu ja tinha visto na net, algo em torno de R$200,00. Eu sei que é muito caro realmente más tinhamos um orçamento para essa viagem e ja estava incluso comer a Centoulla, depois do susto dela qdo eu falei o preço entramos no restaurante El galeon que fez um desconto e saiu por R$160,00 para realizar esse desejo( viagem de lua de mel permite alguns exageros ), chega o garçon vestido a carater com luvas e um alicate na mão antes tirei umas fotos, e ele começou o serviço de extração da carne rsrsrsrsr, muita carne mesmo, minha esposa quase não tocou no acompanhamento e não conseguiu dar conta. O gosto lembra KANI. Continuamos nossa caminhada pelo centro olhando o comercio, preços, biscoitos etc. Museo de arte pre-colombiano $3.000,00, não sou fã de muita arte más achei interessante algumas peças do passado. Fomos voltando devagar em direção ao hotel já escurecia e a cidade estava a mil por hora e a temperatura caia. Compramos uns biscoitos e hotel. A noite ainda de barriga cheia de Centoulla, procuramos um lanchinho. Encontramos uma pizzaria lanchonete na Libertador Benado O' Higgins que fazia esquina com o hotel uns 300 metros. O atendente ofereceu uma pizza e eu falie que estavamos com pouca fome, pedi um lanche de churrasco $2.000,00 e minha esposa um queijo quente $1.750,00 resultado, dois lanches enormes servidos com garfo e faca, um exagero. ***DIA 2 Programação Viña del Mar e Valparaiso. Eu já tinha visto na net todas as possibilidades de como ir e a mais barata era de buzu.....então pegamos o metro na estação santa lucía e descemos em Universidade de Santiago onde está a rodoviária TBS (terminal de buses de Santiago), escolhi ir pela TUR BUS pois já tinha visto o preço das passagens pelo site deles onde é possível comprar tb, más deixei pra comprar na hora devido ao horario incerto. sai de 15 em 15 minutos alternando Valparaiso e Viña del mar. Pegamos para Viña $3.200,00 por pessoa. Incrivel a diferença para nosso intermunicipal, atenciosos, prestativos o onibus confortável com TV, travesseiros, cobertores, venda de bebidas, e um letreiro interessante que passava a velocidade do onibus, o nome do motorista, tempo de viagem e previsão de chegada ao destino. depois de 1:10hs de viagem chegamos a rodoviária de Viña, a ideia era pegar um mapa e alugar um carro desde Santiago (USD80) más vi um tour na net por $18.000,00 por pessoa oferecido pela RODOTOUR que incluia Viña e Valparaiso com guias. Uma moça simpática perguntou se eu queria um mapa gratis, eu lógico aceitei, ela nos guiou até a agencia onde outra moça nos explicou todo o tour que eles tinham, os lugares e para minha surpresa no final o preço de $18.000,00 por $10.000,00 por pessoa. Não pensamos 2x fechamos o passeio, depois fui vendo que foi a melhor opção (a estrada para chegar no litoral é uma serra cheia de neblina forte e curvas, e a cidade tem as ruas muito pequenas dificil de se orientar se estivessemos de carro alugado não sei se encontraria todos os lugares) mesmo assim para quem vai em grupos algugar pode ser uma opção divertida, más vai meu alerta cuidado na estrada. Viña parece Beverly Hills (que vejo nos filmes) casas enormes e carros carissimos, honda civic lá é uno. Visitamos muitos lugares sempre bem apresentados pelos guias que foram muito legais com todos museo Fonck onde tem um Moai original da ilha de pascoa (só existem 2 fora dela) que sempre quis ver, visitamos um mirante que ficava bem de frente ao estádio onde o Brasil jogou contra o Chile em 62, paramos em um restaurante em frente ao oceano pacífico para almoçar a assistir Brasil e Costa do Marfim, fomos a um MC Donalds provar o sabor (R$9,00 uma MC oferta grande) e la encontramos uma TV com transmissão em HD, começa o jogo eu com minha camisa do São Paulo minha esposa de verde e amarelo, quando percebemos uma familia argentina na mesa ao lado.......rsrsrsrs.......a cada lance vibravamos, os atendentesse divertiam com nosso entusiasmo e GOLLLLLLLL de Luis Fabiano.......gritamos pulamos comemoramos e os argentinos de cara feia (isso não tem preço, é um sensação muito boa ver a cara deles kkkkkkkkkkkkkkk). No horario combinado voltamos e rumo a Valparaiso cheia de morros e ruas estreitas também, visitamos a casa de Pablo Neruda La Sebastiana, alguns palacios e o mirante para o porto que tinha navios de guerra atracados. Anoitecendo voltamos para a rodoviária compramos as passagens de volta $3.200,00 p/ pessoa também. Fica a dica de comprar o tour na RODOTOUR fica logo a esquerda no desembarque em Viña, vale muito a pena já levam nos lugares certos o pessoal é muito atencioso. Chegamos pegamos metro de volta, o metro tem preços diferentes dependendo do horário em que você usa $460, $500 e $560. ***DIA 3 Não posso negar, para mim o dia mais esperado da viagem, pisar na neve e esquiarrrrrrrrrrrrrrrrrr, paulista criado na bahia nunca viu a neve e a temperatura mais baixa foi 3ºC em Buenos Aires. Como disse pesquisei muito para fazer essa viagem, vi que alugar um carro comum para subir os andes era roubada dirigir na neve sempre com um penhasco ao lado não me parecia convidativo para um casal rescem casado com toda a vida pela frente rsrsrsrsr e alugar um 4x4 sairia muito caro para apenas 2 pessoas, então restavam as agencias que levavam para as estações. Escolhi a SKYTOTAL, na verdade eu escolhi essa pq vi que era possível ir de metro a partir do hotel pois a outra tinha preços parecidos. Saimos do hotel pegamos metro santa lucia e descenmos na estação escola militar, andamos uns 800m pela avenida Apoquindo e chegamos a loja. O horáio estava apertado pois vi no site que as saidas eram até as 8:30 e já eram 8:25 queriamos ir para El Colorado nesse dia más ja não tinham mais vans o ultimo onibus ia para Valle Nevado, a atendente ofereceu um tour pelos 3 vales (Nevado, Colorado e Farelones por $30.000,00) porém sem esquiar, más eu fui pro Chile pra esquiar!!!!!!!! Então decidimos ir para Valle Nevado mesmo. Aluguei meu equipamento (jaqueta+calça+luva+bota+prancha de snowboard = $33.000,00) transfer valle nevado = 12.000,00 p/ pessoa. Esquiar é caro viu galera, em reais essa continha ficou em torno de 200, e lembre que minha esposa não alugou nada só o transporte, o cara lá ainda me ofereceu protetor para os punhos pois as lesões em quedas são nessa parte do corpo, eu disse que surfava e que esquiar era a mesma coisa kkkkkkkkkk então eu não ia cair........aguardem....... O caminho até lá é doloroso curvas incontáveis por El Caracol, assim é chamada a estrada pelos Andes, aos poucos a paisagem vai mudando, a neve começa a aparecer até tomar conta das montanhas e criar paredões nos lados da pista, volta e meis passa uma pickup com uma pá de tratror raspando a neve até que chega a hora de parar para colocar correntes nas rodas do micro-onibus. Momento mágico aproveitei para descer e pisar na neve, fofinha, branquinha e gelaaaaaaaaaaada!!!!! Até ai a temperatura ainda era suportável eu estava com 2 camisas simples. Chegando na estação fui comprar o ticket de acesso às cadeirinhas (andarivels) $25.000,00 em vale nevado o mais caro más tambem o mais famoso onde profissionais treinam devido a qualidade da neve, fizemos o reconhecimento do local e chegou a hora de mostrar que as ondas da bahia serviram de base para as descidas geladas. Entramos no restaurante onde passava o jogo do Chile (lugar quentinho) para fugir dos -7ºC que fazia la fora, olhei p/ prancha e vi um monte de tiras, presilhas!!!???? Não tinha a menor ideia de como colocar, perguntei a um chileno e ele prontamente me explicou então eu estava pronto. Tinha uma aula de esqui lá por um preço bem salgado, más quem precisa de aula?????? Pedi para minha esposa filmar e la fui eu colocar a prancha e descer surfando na neve, só pra colocar a prancha levei uns 20 minutos, complicado........ e o frio não ajuda, depois de muito custo e apenas 2 metros o 1º tombo rsrsrsrsrsrsrsrs, descobria que não seria tão fácil assim eu tinha que fazer curvas e freiar más como? Mirei um monte de neve uns 30 metros abaixo posicionei e fuiiiiiiiiiii direto sem curvas e sem freio foi a estratégia inicial, já começar com um ponto de chegada + ou - seguro pra não deixar embalar muito. Na descida principal foi uma festa de quedas, pelo menos cair sem me machucar eu sabia, realmente é perigoso pela velocidade que voce ganha em muito pouco tempo. Sem contar no desgaste físico a 2800m de altitude, é dificil respirar vc fica pesado com as roupas e o joelho e as coxas são muito exigidos. Hora de sentar na cadeirinha ai foi tranquilo más na hora de pegar o puxador kkkkk outra luta, segura e trava entre as pernas más consegui, duas descidas foram sulficientes para me acabarem. De volta ao restaurante para encontrar a esposa e recuperar o calor tomei um creme de milho $2.000,00 (DICA - levem agua e alguma coisa para comer lá é muito caro um cachorro quente custa 8 reais um refrigerante custa 10 reais) como eu tinha visto isso antes e sempre ando de mochila já fui preparado. Encontrei um casal na pista que me deu umas dicas de como se apoiar e fazer curvas, milagre!!!!!!!!!! foi o suficiente para eu me tornar o 1º esquiador de Dias Davila.... peguei o jeito e foi só alegria comecei a pegar confiança, controle nas curvas e nas freadas. Fiz umas descidas bem rápidas lógico que o equilibrio do surf ajudou muito. Usei umas pistas mais altas, minha esposa me filmou esquiando de verdade e pronto, fim do dia hora de pegar o buzu de volta, esperamos o onibus em um frio terrivel com muito vento. Outra dica, para quem não quer sofrer tanto pode optar por esquis convencionais me disseram que é bem mais fácil do que snowboard. Chegamos em Santiago por volta de 7:30 da noite e fizemos o caminha de volta pelo metro até o hotel. *** DIA 4 Como programação iamos conhecer a restante da cidade, saimos ainda pela manhã e resolvemos dar uma nova passada pelo centro e aproveitar p/ trocar mais dinheiro. Seguimos pela Bernado O'Higgins até a Passeo Moneda e começamos a ir em direção a praça das armas novamente tudo bem devagar e olhando as coisas, o movimento é intenso e estavamos bem ligados em possíveis mal feitores, más de um modo geral é tranquilo, só não pode vacilar com bolsas e carteiras como em qq cidade grande. O destino era o Cerro da san cristobal, como estavamos perto do mercado central entramos lá para tirar mais fotos e pegamos a Av. Costanera Norte onde corre o rio Mapocho resolvemos ir andando mesmo vendo feiras, mercadinhos de artesanato. Fomos em direção ao cerro de san cristobal, continuamos a pé, na verdade não aconselho muito pois é uma boa andada desde o mercado central até o cerro em torno de 3Km, da pra ir de metro. Chegamos no cerro, onde se encontra também um ZOO e logo ao lado a outra casa de Pablo Neruda La Chascona, demos uma rapida passada lá, no ZOO não entramos. Infelizmente outra noticia ruim o teleférico estava desativado por danos causados tb pelo terremoto. A opção foi subir de van $500 para subir + $500 para descer. A vista é bonita sempre com a cordilheira ao fundo da pra ver o estádio do colo-colo. Descemos pelo outro lado. O parque tem várias atrações como espaço p/ pique-nique, piscinas etc. Na volta pegamos o metro na estação Baquedano de volta a santa lucia. Fomos ao centro novamente para comprar uns biscoitos deliciosos e como sempre minha esposa avistou uma lojinha de calçados, resumo da história + 3 sapatos em média 10 reais cada um. A loja fica na Bernado O´Higgins proximo a estação santa lucia na mesma calçada do cerro. Lógico que os sapatos não eram tão confortáveis como os de Buenos Aires más ela falou que da pra usar tranquilamente. Depois dessa andada uma relaxada no hotel foi bem vinda, compramos água sempre procuramos a Vital que é mais leve tem uma chamada Cachantum que não é muito boa, é melhor comprar em padarias ou mercadinhos a garrafa de 1,6l para quem anda de mochila custa em torno de $850, uma de 600ml na rua custa $600. A noite a programação era jantar no restaurante Giratorio, fica na cobertura de um predio alto com vista panorâmica e o piso gira 360º como o nome sugere. É um lugar mais requintado descobri pela net e achei que minha esposa merecia rsrsrsrsrsrsrsrsr. Comi polvo com truta, e ela camarões andinos. Uma sobremesa para cada com a bebida e a entrada ficou $32.000,00, lá eles não colocam a gorjeta do garçon na conta realmente é opcional eu pratiquei os 10% como de costume aqui na Brasil, o que não é de costume é o atendimento, sempre muito bem feito as pessoas são educadas e atenciosas por mais que sejamos clientes e estamos dando lucro eles de fato ficam felizes em receber o turista brasileiro, tive essa sensação na maioria dos lugares. Um lembrete importante as bebidas foram refrigerantes nós não consumimos bebida alcolica porém lá é a cidade dos vinhos, tinha a carta de vinhos eu não cheguei a ver o preço más tenho a impressão que não era barato. Para chegar ao restaurante pegamos o metro e descemos na estação Los Leones o predio fica bem ao lado e tem um painel na frente muito facil localizar, não fizemos reserva más creio que dependendo da época seja necessário. ***DIA 5 Esse dia seria outro dia de esqui, más devido ao sofrimento da minha esposa e pela prova de amor por ter ficado o dia todo no restaurante so pra me filmar (ela não curte esportes radicais), resolvemos cancelar a ida a El colorado e o aperfeiçoamento no esqui fica p/ proxima quem sabe em Bariloche. Muita gente pode achar estranho não ter o relato de algum vinhedo, más não gostamos de vinho para degusta-los, as plantações estavam secas, então a atração seria conhecer o processo produtivo. Eu tinha feito um plano B se fosse o caso para visitar a Concha y Toro ou a Urrudaga, as duas ficam a uma distância considerável do hotel como era o ultimo dia para passeios chegamos a um acordo de não ir. Então decidimos visitar o Parque Arauco, o maior shopping da américa da sul. Fomos ao centro trocar dinheiro e rumamos em direção ao museo de Bellas Artes. Chegamos no Museo e vimos o efeito do terremoto até então não mostrado em Santiago, muito estrago no predio que obviamente estava interditado para obras (acho que as construções mais antigas não são preparadas para terremotos). tiramos umas fotos e entramos na estação de metro Bellas artes, para ir ao shop teriamos que trocar de linha (baldeação), perguntamos a um senhor funcionário de metro que nos atendeu muito bem como sempre. Descemos na estação Escola Militar e fomos andando até o shop, outra dica é longe, vale pegar um taxi ou um onibus. Chegamos no shop, que realmente é enorme más´era um shop. minha esposa comprou um secador portátil na Falabella por 35 reais segundo ela muito barato. Para comer escolhemos uma lanchonete que oferecia um combo com sanduwich, refrigerante, batata e um Mega (sorvete) por 12 reais, incrivel né??????? Aqui só o mega custa R$4,50. Pedimos sem palta (tipo um pure de abacate) que é servido em quase todos os lanches, eu não arrisquei pois não gosto de abacate imagine um pure dentro do hamburger ou do hot dog. Más muita gente come e gosta. Pra voltar do shop, eu tinha visto uma empresa que oferecia transfer gratuito para alguns hoteis de luxo e o meu hotel não era nenhum da lista, mesmo assim fui no stand e solicitei o serviço a moça me disse que não passava no meu hotel, más que tinha um proximo a santa lucia e que eu podia usar. Então pegamos o onibus vermelhinho da Turistik até a Bernado O' Higins 300 metros do hotel, compramos biscoitos e fomos descançar um pouco. A noite saimos em direção ao centro para ver o comercio comprar uns presentes para nossa filha. Mochila infantil estilo bolsa = $2750,00. relogio infantil = $2500,00. maquiagem infantil $3000,00. Depois de muito andar encontrei um tenis olimpikus por incriveis $10.000,00 não pude deixar escapar essa oportunidade minha esposa queria que eu trouxesse mais uns 2, porém os modelos não me agradaram muito, o estilo lá é diferente. já era tarde da noite e voltamos para arrumar as malas. ***DIA 6 Café da manhã, fechamos a conta do hotel e pedimos um taxi até o aeroporto $12.000,00, existem maneiras mais baratas. Uma são as vans TurBus o preço varia dependendo da região do hotel más algo em torno de 5.000,00 por pessoa e tb um onibus que sai de 15 em 15 minutos da estação Los Leones para o aeroporto de uma outra empresa que não lembro o nome nem o preço, é so pesquisar na net, foi assim que encontrei. Eu ia de van más sairia 10.000,00 os dois e pra esperar todo o roteiro de apanha pelos hoteis, então escolhi o taxi. Chegamos ao aeroporto despachamos a bagagem e ficamos assistindo o jogo em um telão HD de 12m² até a hora do voo, Eslováquia 3 x 1 Italia. Pessoal fica ai meu relato, estou a disposição para qualquer dúvida!!!!!!!!!
  14. Olá Lyra, eu acredito que seja possível sim reservar o hotel na CVC é possível parcelar em 8x dependendo do valor. COmo vc quer somente o hotel deixo uma dica para que você consulte o preço do hotel pelo site da decolar.com ou até mesmo diretamente com o hotel (fica mais barato porém paga-se a vista ou em uma vez no cartão). Estou indo para o Chile mês que vem e comprei as passagens pelo decolar.com e o hotel fiz a reserva diretamente com eles. Vá pessoalmente a uma agencia CVC e veja pacotes sai sempre mais em conta e pode parcelar em várias vezes. No site da decolar também tem pacotes em até 10x se comprar aéreo e hospedagem juntos. A respeito do Hotel Obelisco, é um 4 estrelas muito bem localizado. Fica de frente ao monumento que lhe dá o nome, as uns passos 20 no máximo da estação de metrô da linha C e atravessando a rua tem uma estação da linha B. O teatro Colon fica perto também. Rua Lavalle de comercio onde vc esquece o tempo e a distancia de tanta coisa para ver. A respeito da estrutura é como eu falei, o quarto é bem espaçoso tinha 2 camas de casal (não sei se são todos assim) banheiro com banheira comum (sem hidro) TV a cabo, wi-fi, ar (só usamos aquecedor), cofre e frigobar. O café da manhã é bom com variedades de pães, frios, sucos e doces além do café e do leite. Tem uma sala com computadores para os hospedes acessarem net ou descarregarem suas máquinas. O atendimento é muito bom o pessoal sempre pronto a ajudar e dar informações turisticas. Ao sair minha conta foi razoável, as ligações para o Brasil custaram R$1,10 o minuto eles ofereceram um remis (tipo de taxi) para o aeroporto por 110 pesos eu não aceitei pois ia passar em alguns lugares peguei um taxi comum e com as paradas até o aeroporto custou 77 pesos. Adoramos a viagem o hotel, minha unica queixa foi a água onde eu moro consumimos água mineral da torneira e mesmo assim aqui no Brasil qualquer água que se compre tem qualidade e lá senti muita diferença. Abuse do taxi e do metro, e aproveite.
  15. Olá Cleber, ficamos no hotel Obelisco localizado na Diagonal Norte. Otima localização por sinal. Fomos em um pacote comprado junto a CVC a parte de hopedagem ficou R$420,00 as 4 noites para o casal na época com um bom café da manhã (achei muito barato pelo nível do hotel, más acho que era p/ aquecer o turismo devido ao surto de gripe). www.obeliscohotel.com.ar Boa estrutura, Wi-Fi funciona bem nos quartos. Agua quente no chuveiro e na banheira. Aquecedor no quarto também funciona bem.
  16. Senhores, Clássico espetacular seria Boca X River, as duas maiores torcidas do país e a rivalidade fala alto. Como bom apreciador e conhecedor de futebol jamais valeria a pena pela distância e pela situação dos dois times (em decadência) tipo Palmeiras e Gremio rumo a segundona!!!!!!!! E além de tudo para os que entendem disso, é importante dar atenção às mulheres!!!!! Portanto deixo um conselho, em uma viagem dessas em casal após um dia longo de caminhadas nada melhor que um relaxamento na banheira do hotel.
  17. Olá pessoal, estou aqui para contar como foi a viagem que fiz para Buenos Aires em Out/2009, já se passaram 6 meses más antes tarde do que nunca. Me sinto na obrigação pois consegui muitas informações aqui no site e quero retribuir. Vou tentar ser o mais detalhista possível (USD=dolar / R$=real / $=peso) cambio 1 dolar = 3,80 pesos e 1 real = 2 pesos em média. 1º convenci minha noiva, depois um casal de amigos. (Eles estavam com medo da gripe suina, porém pacote da CVC 4 noites em hotel 4 estrelas bem localizado por R$2200,00 saindo de Salvador não dava pra perder e não realizar o sonho de sair do país). Preparei tudo com muito detalhe para aproveitar o máximo nosso tempo ainda mais que o casal de amigos tinha um dia a menos que a gnt. Saimos de SSA as 17:20 uma escala em GRU e às 02:30 estavamos em EZE-Argentina. Primeiro choque temperatura na madruga 3ºC minha noiva quase morre. Chegamos ao hotel por volta de 3:30 tentei convresar um pouco com o motorista da CVC más foi difícil pois ele falava muito rápido. Banho e cama. ---Acordamos, super café da manhã e prontos para desbravar a capital portenha. Frio para mim não era tanto problema nem para a noiva do meu amigo, más ele e minha noiva sofreram. Nada que uma boa roupa típica de SP não resolva. Saimos em busca do local para pagarmos e as entredas para o show de Tango no Tango Porteño (mais barata USD25,00 reservada pela net com antecipação) sem direito a jantar. Fiz muita pesquisa a mais em conta com jantar custava USD80,00. Eu tinha todo o mapa na cabeça de tanto olhar no google maps, já sabia aonde ia só não a distância, 1º conselho esse lance de pedir informação e lhe disserem que são só 2 quadras pegue um taxi. Uma quadra pode ter até 2Km de extensão. Andamos em média isso pegamos as entradas com direito a apanha no hotel, blz. Rumo a casa Rosada taxi bem barato uma corrida de 5Km custa em média 5 ou 6 pesos em reais na época 3 reais ainda dividido por 2 casais, MARAVILHA!!!!!!!!!!!! No meio do caminho muitas lojas em uma rua que cruza com a Diagonal Norte a 1º rua paralela com a 9 de julio (Suipacha se não me engano) entre as lojas uma me chamou a atenção a loja de descontos da Free Shop Argentina fica um pouco escondida más vale procurar. BLusão Adidas, Puma etc em média R$60,00 camisa polo LaCoste R$80,00 inicio das compras............... Arquitetura bonita, algumas pixações e manifestações fotos............... Rumo ao Parque Lezama de taxi tb, lógico. Chegamos lá nem entramos o taxista disse que era uma área verde comum, então La Bombonera um lugar bastante esperado não para as mulheres lógico, em frenta ao parque tinha uma loja MC Donald's compramos água e lá fomos em busca do estádio onde o gente grande joga, tentamos um buzu entramos qdo percebemos estavamos sem pesos p/ 4 pessoas descemos no proximo ponto e fomos andando novamente 1 quadra enorme e uns 40 minutos andando, chegamos a um terreno grande e ao fundo surgiu o estádio, olhei para meu amigo e vi a mesma empolgação nos olhos dele. Fomos abordados por uns sujeitos querendo vender ingressos para Racing X Boca na Cancha (estádio) do Racing só a 20 quadras (to fora) para a noite, más tinhamos o show de Tango. Chegando ao Bairro La Boca encontramos um clima meio suspeito ruas vazias pessoas mal encaradas porém quem é criado em "DD" e estudou em colégio público em SP não vai dar vacilo pra malandro argentino (é bom ficar ligado). Em volta ao estadio muitas lojas lógico artigos do Boca, encontramos um senhor fanático o qual tinha visto na net, visitamos sua loja tirei o casaco mostrando minha camisa do tricolor Paulista. Perguntei se ele se importava, respondeu que não e a partir dai comecei a desfilar com a camisa do maior rival brasileiro. Chegando na porta do estádio uma loja oficial, o segurança já abriu a porta com cara feia por causa da camisa. Muito organizada nunca vi nada igual (devo confessar somos bons em futebol más eles são infinitamente fanáticos para torcer) a loja muito organizada. compramos um tour pelo estádio $35,00. Show de bola, visita ao gramado, vestiario, sala de imprenssa, arquibancadas...................e as mulheres com cara de bicho 4 horas da tarde e morrendo de fome. Saimos e fomos comer em um restaurante perto. Prato típico bife de chorizo com papas (batatas) fritas ou pure de papas (em média $32 com refrigerante e sobremesa) um bom almoço. Pança cheia seguimos andando ao Caminito (Bairro típico), comercio, musica e tango na rua, pausa para fotos e pose de dançarino. Taxi de volta ao hotel, todo mundo morto e ainda tinha o show de tango. No horario combinado todo mundo (elegantemente arrumado) no saguão do hotel esperando a van, fomos os 1ºs isso rendeu um pequeno city tour para apanha em outros hoteis, chegamos lá tudo muito chique entramos e ficamos em uma mesa bem distante kkkkkkkkk graças a entreda de USD25,00 más blz. Todo mundo cansado com cara de sono vem o cardápio (penso eu é vamos beber algo e comer um tira gosto já que não temos o jantar), quando abro a página de bebeidas água $24,00, refri $24,00, como assim 12 reais em um refrigenrante????????? É verdade na Argentina existe coisa cara!!!!!!!!!!!!!! Logo falei, NIGUEM VAI BEBER NADA. kkkkkkkkkk um show de 3 horas espetacular e todo mundo de bico seco!!!!!!!!!! Na saida descobrimos que estavamos bem perto do hotel (Obelisco em frente ao monumento enorme, dificil de se perder, bastava olhar ao longo da avenida mais larga do mundo) fomos andando com fome. Um MC e uma King na esquina vamos comer. Fui comprar para levar pro hotel e descobri que Big Mac bom é o nosso, lanche sem sal sem gosto sem nada. Dormir. ------No dia seguinte o plano era passar o dia no Uruguai, é possível sim ir de ferry boat até Montevideo por R$280,00 pela BuqueBus, esse valor corresponde a um day tour com passeios e almoço inclusos só que para nosso azar era feriado do descobrimento da américa (por sinal nem comemoramos) e o movimento era grande, então não encontramos passagens de volta. Então decidimos conhecer o restante da cidade, rumo aos bairros mais distantes como Palermo e Recoleta. De metro muito barato algo em torno de R$1,25 o trecho por pessoa traçamos o roteiro do lugar mais distante e retornando em direção ao hotel, então descemos em uma estação proxima ao Zoo que por azar estava fechado más pelo visto valeria uma visita decidimos ir andando até o jardim Japones e novamente o conto de ser apenas 3 quadras, só a quadra do Zoo tem 3Km, chegamos à entrada do jardim japones e esperamos alguns minutos para a abertura dos portões nesse tempo apareceu uma "louca" vestida de colegial que parecia ser japonesa ou chinesa falando ingles sem parar, ela falava algo sobre colaboração para uma ONG que cuidavam de crianças me levantei para prestar melhor atenção ao que ela falava e percebi em seu caderno anotações em espanhol (eu tinha dito que era brasileiro e que seria melhor ela falar espanhol, se as anotações estavam em espanhol pq falar ingles sem parar????) encrenca a vista despachamos a garota e fomos curtir o parque, sinceramente um dos lugares mais bonitos da cidade, ahhhh pagamos 10 pesos para entrar. No retorno do parque passando por um bosque encontramos uma dupla de argentinos batendo uma bola, meu colega diga-se de passagem um bom goleiro olhou pra e disse: e ai, vamos desafiar um golzinho??????? Eu fominha natu não pode deixar passar a oportunidade. Olhando um dos caras dava até medo estilo maradona bom domínio de bola cheio de firula, pensei comigo meu amigo é goleiro vamos tomar uma surra. Conversamos com eles que no começo desconfiados pediram tranquilidade (acharam que iamos jogar ao melhor estilo Brasil X Argentina, na raça). Camera na mão da Cinegrafista amadora e uma aprendiz de Galvão narrando em espanhol, que cena!!!!!!! Bola em jogo me preocupei com a defesa no 2 contra 2 com o gol feito com mochilas. Meu amigo em uma tarde inspiradíssima marcou 3 gols na vitória por 5 a 0. Com o ego cheio saimos em direção ao planetário, um lugar distante em com nada de atrativo, apenas um meteorito que caiu a anos atrás. Proxima parada uma enorme flor de metal que abre de dia e se fecha a noite. Um bonito monumento más que para quem estiver sem tempo pode ser descartado. DEpois da folr voltamos ao centro Calle FLorida uma rua de comercio famosa em Buenos Aires onde encontramos a tão falada Galeiras Pacifico. Entramos fizemos logo um cartão de desconto más.............não valeu a pena. Poderia ser ser até mais barato que no Brasil porém fomos com a ideia de um descontão e não é isso. Descontão mesmo é na Falabella onde fizemos algumas compras, eu peguei camisetas de marca de surf por 30 reias, ou na loja de desconto Free Shop Argentina comentada anteriormente. Demos uma volta pela região, em um cruzamento um pivete me pediu um trocado eu dei umas moedas uma menina maior chegou em minha noiva e pediu tb, como ela não deu a menina empurrou ela que respondeu com um belo tapa (eta povinho baixaria) fiquei até com receio estarmos sendo observados por alguem que fazia parte do grupo deles más foi tranquilo. A fome ja apertava e queriamos algo barato (como assim barato comida é barata), paramos em um restaurante na propria Floria e comemos (Bife de chorizo com papas fritas, cadê o FEIJÃO!!!!!!!) falando assim parece que so tem isso más não é, eu particularmente fui com vontade de provar as carnes a tão falada picanha argentina (Vacio). A conta deu em torno de 32 reais por casal. Andamos um pouco mais compramos umas coisas e hotel para um merecido repouso. Combinamos de ir jantar em porto Madeiro. A noite todos arrumados com estilo e vamos ao famoso porto procurar o tb famoso restaurante Siga La Vaca. Pegamos um taxi que nos deixou lá e tinha uma fila enorme, lógico né final de semana restaurante famoso é daquele jeito. Desistimos e saimos andando pelo porto a procura de outro lugar. Encontramos um bom restaurante com um quadro negro na porte exibindo o cardapio. oferencendo o jantar por $36,00 incluindo entrada, principal, sobremesa e 2 bebibas (detalhe esqueci de falar da água, horrivel!!!!!!!!! bebi a do hotel achei ruim pensei que era a marca né, comprei em uma venda de outra marca e era pior ainda, só descia bem gelada. Como eu gosto de beber muita água p/ mim foi um sofrimento. Da torneira nem pensar!!!!!!) entramos no restaurante que não me recordo o nome e pedimos o cardápio. Meu pedido foi crepe de salmão como entrada, nhoque com molhor de espinafre, e mousse de chocolate. Veio o crepe, enorme e eu tive que deixar metade para poder comer um pouco de nhoque o mousse então nem pedi. Como todos foi assim meu amigo ainda com febre devido ao clima nem comeu. Mais algumas fotos em porto madeiro e cama!!!!! ------Acordando um pouco mais tarde né um bom café da manhã e haja pernas. Voltando às compras, tinhamos visto na net que os outlets eram os melhores lugares para compra, além da tão falada Galerias Pacífico, fuja dessa segunda, uma verdadeira ilusão!!! Fizemos uma passeio em torno do hotel e encontramos uma loja bem ao lado vendendo artigos de couro (sapato, bolsa, cinto e algumas roupas) o preço incrivelmente baixo minha noiva é louca por sapatos e custavem entre 20 e 30 reias, é verdade sapatos de couro com salto por esse preço resumo minha noiva trouxe 7 pares obviamente as caixas ficarias no hotel)))))))) pegamos o metro em direção aos outletes. Taxi tava muito complicado (até conseguimos 1 más era uma lata velha caindo aos pedaços e qdo entramos um coroa fumando um cigarro terrivel, achavamos que ele ia apagar más não nem olhou p nós então descemos) então decidimos arriscar um buzu para chegarmos aonde queriamos. Perguntamos a varias pessoas, uns não falavam outros tentavam explicar enfim pegamos, um que percorria a avenida Cordoba qdo começamos a ver as lojas de marca descemos, porem o que queriamos era Lacoste, Adidas, Puma e Nike. O transito estava daquele jeito, horrivel. Achamos a Adidas e tudo com mesmo preço nosso, em busca da Lacoste e Puma. COnfesso nunca andamos tanto na vida, para encontrar a Lacoste andamos e perguntamos muito fica escondida em alguma rua paralela a Cordoba. Todos mal humorados, e qdo encontramos era final de dia a loja tava um bagaço, o que era bom ja tinha sido vendido e era barato polos por R$80,00 roupa para mulher também, comprei uma camisa social por R$55,00. minha noiva comprou uma coisa la que não sei o nome más em uma peça ja tem shorts e blusa muito bonito por R$70,00 meu amigo indeciso como nunca vi as mulheres são pouco para ele não comprou nada e a noiva dele comprou algumas coisas. Forças para Puma, achamos a maioria eram blusões e casacos (pra que moro em Salvador) o preço realmente muito bom entre 60 e 100 reais por aqui sai um fortuna uns R$300,00. Meu amigo enfim comprou um agasalho e fomos andar mais voltamos a cordoba que é enorme e encontramos varias lojas com roupas, bolsas etc. Paramos até em uma farmacia e compramos coisas de limpeza e higiene para trazer pois era bem mais barato do que aqui por exemplo o barbeador que uso custava a metade do preço no brasil. Compramos roupas, bolsas e saimos a luta de um taxi, encontramos um com um senhor muito simpatico que conversou conosco o tempo todo (politica, futebol......). mortos de tanto andar ficamos no hotel. -------Ultimo dia do meu amigo então acordamos cedo (zumbi) e corremos para a loja de descontos free shop argentina compramos mais lacoste um pouco mais caro porém mais opções, no caminho uma loja elegante calça jeans Christian Dior por 60,00 reais aqui em Salvador custa 300,00!!!!!!!!! compramos, correndo para comprar alfajor que por sinal é delicioso e tem de varias marcas dependendo da grana vc compra um ou outro como queriamos trazer para presente tb compramos um meio termo lanche rapido na esquina com o hotel (empanada de queso, jamom, cebola.....todas uma delicia com gaseosa-refrigerante) então nos despedimos. Agora sós fomos encontrar um carrefour onde vimos pela net roupas bem baratas, tudo ilusão gastamos um tempão de metro e não tinha mais nada do que estava no encarte. Voltando ao centro voltamos a passar e terminar com as lembranças, descobrimos uma rua chamada Lavalle, do ladinho do hotel so 20 metros, um calçadão estilo Florida cheio de comercio, ficamos encantados passamos a tarde andando até a Florida (cruzamento) compramos bastate coisinhas p/ lembrança inclusive alfajor a preços incriveis, roupas tambem. chegava a noite e estavamos mortos mais uma vez!!!!!!! Taxi até o hotel, voltei a Lavalle para pegar mais coisas que tinhamos visto e colocamos a banheira pra encher com agua bem quente!!!!!!!! Vida boa!!!!!!!!! Jantar no proprio hotel file de frango empanado com batata frita (24 pesos) um file enorme não consegui comer todo, e olhe que não sou ruim de boca. Assisti Argentina X Peru pela TV, não consegui ingresso para ir ao jogo e com cambistas estava um estouro 150 dolares um ingresso, ai nem a seleção!!! Foi até bom desabou uma tempestade na cidade o povo no estádio parecendo pinguim um vento terrivel, Argentina 1 a 0 com gol de Palermo ilegal aos 43 do 2º tempo nunca vi algo igual na vida, o amor pela camisa é bonito de se ver!!!!!!!! ------------Acordamos bem, tomamos café e batemos em retirada. Fechamos a conta do hotel que deu 60 reais em consumo de bebidas, o jantar e as ligações telefonicas durante toda a estadia. Pegamos um taxi em direção a porto madeiro para fazermos umas fotos de dia que tambem é muito bonito. Ponte da mulher tanto faz boas fotos más nada de especial como era caminho paramos, e ai rumo ao aeroporto com antecedencia para poder pegar o IVA de volta (mais uma maravilha) devolução de impostos de produtos argentinos. Gastei uns pesos restantes no aeroporto com besteiras (alfajor, doces......) e pegamos o voo p/ Salvador com conexão em Guarulho. Experiencia maravilhosa!!!!!!!!! Qualquer duvida estou a disposição de vocês!!!!!!
×
×
  • Criar Novo...