Ir para conteúdo

Júnia Pimenta

Membros de Honra
  • Total de itens

    601
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que Júnia Pimenta postou

  1. A minha dica pra quem vai visitar Punta Tombo ( e vale MUITO a pena!) é seguir pela RN3 até o km 1515 e exatamente alí pegar o acesso asfaltado até a porta da Reserva. Entrando nesse acesso vc irá trafegar apenas 20 km em estrada de rípio, contra os 160 km do acesso mais usual. Outra dica valiosíssima é chegar BEM CEDO! A Reserva permite o acesso a partir das 8 AM. Se vc optar por ir mais tarde vai encontrar um enorme congestionamento de pingüins e turistas. Leve água e passe protetor solar! []s.Júnia Pimenta
  2. [info]O objetivo deste tópico é trocar informações e reunir depoimentos e dicas sobre Punta Tombo, uma área Natural Protegida onde meio milhão de pingüins passam a temporada de verão.Se você está com alguma dúvida em relação à localidade, coloque-a aqui que sempre um mochileiro de plantão irá ajudar. Se já conhece Punta Tombo, conte para nós como foi sua experiência, seja ela negativa ou positiva, deixando dicas e demais informações para mochileiros perdidos. Para isso basta clicar no Botão Responder![/info] PUNTA TOMBO Certas atrações da província de Chubut, localizada no centro da Patagônia argentina, são fatais para os estereótipos quando o assunto são as terras geladas do país vizinho. Nada de paisagens brancas, estações de esqui em altas montanhas, nem turistas encapotados dos pés à cabeça. No lugar de tudo isso, excelentes praias para banho, passeios em alto-mar para mergulhos, extensas faixas da árida estepe patagônica, bosques petrificados e cidades em estilo galês são algumas das opções que o turista em busca de roteiros alternativos pode encontrar em uma das regiões com menor concentração de habitantes por quilômetro "rodado" do mundo. No entanto, os pingüins (quem diria! Alguns estereótipos também se reforçam nessas bandas) parecem ter ignorado a máxima da densidade demográfica daquela região e, anualmente, se concentram no que se considera a maior colônia continental desses animais no planeta: a reserva de Punta Tombo, a mais importante da espécie. Todos os anos, entre os meses de agosto e abril, a pingüineira serve de moradia para mais de 500 mil dessas pequenas aves do tipo Magalhães. Filhotes e adultos disputam cada centímetro da fina faixa de 3,5 km que invade o mar e chega a abrigar uma população de até um milhão de pingüins no auge da temporada. Em Punta Tombo, declarada Área Natural Protegida em 1979, emociona ver esses pequenos animais em seu habitat natural circulando entre os vistantes. Logo na entrada, é possível encontrar um ou dois aquecendo-se próximos aos arbustos baixos e raízes, que utilizam para esconderem-se dos predadores. Economize memória de sua máquina. O que se verá a alguns metros mais a frente é impressionante: serão milhares deles, sem nenhum exagero, por todos os lados, inclusive obstruindo a sua passagem. Afinal, somos nós os invasores. Ao longo de todo o percurso permitido ao visitante, placas advertem que os pequeninos têm prioridade, e eles parecem se aproveitarem dessa condição. Em alguns trechos, os visitantes ficam "encurralados" entre arbustos mais altos e um grupinho aquecendo-se em frente. A saída é procurar outras alternativas para seguir caminho. O turista fica mesmo sem saber para onde apontar os olhos, pois há inúmeras opções de atividades acontecendo ao mesmo tempo: centenas cruzando o nosso caminho de forma desajeitada, enquanto outros buscam comida nas águas frias do oceano Atlântico; fêmeas alimentam seus filhotes nos perfeitos ninhos construídos pelos machos; e famílias inteiras paradas à nossa frente nos recepcionam, com seus bicos voltados para o céu, em seus perfeitos "smokings" na melhor versão do mordomo patagônico. Isso sem contar a visita inesperada de interesseiras aves que sobrevoam as nossas cabeças de olho nos filhotes que acabam de deixar seus ovos e que também dividem espaço com uma espécie de lhama local (o guanaco), que é encontrada em toda a meseta patagônica. Acrescente-se a tudo isso o sol escaldante que pode levar os termômetros a 35º no verão. Chega a ser tão surreal e improvável quanto um desenho animado. São tantos pingüins, e a tão pouca distância, que a tentação de tocá-los ou segurá-los nos braços é quase incontrolável. Mas estamos terminantemente proibidos de fazê-lo, até porque os simpáticos pingüins não seriam tão receptivos a afagos humanos. Os carinhos e os cuidados são reservados mesmo à sua fêmea e às suas crias. A partir do mês de agosto, começam a "desembarcar" na estreita faixa pedregosa da reserva os primeiros machos para limparem os ninhos utilizados na temporada anterior pelos mesmos casais e esperarem as fêmeas que chegarão dias depois. Monogâmicos, dividem com suas eternas parceiras a tarefa de chocar os ovos postos em outubro e que darão vida aos primeiros filhotes que começarão a aparecer no mês seguinte. A dedicação dos machos impressiona até as mulheres mais independentes. A chegada desses pequenos animais à praia de Punta Tombo nem sempre se dá de forma elegante. Muitos chegam capotando pelas pedras trazidos pelas fortes ondas que completam o visual dessa reserva, mas as cadeias de televisão de todo o mundo, que fazem vigília para mostrar esse momento único, pouco se importam com a desarmonia do desembarque. Começa-se então um período de muito trabalho para os pingüins e de muita emoção para o visitante. Por isso, deve-se escolher bem a época para visitar Punta Tombo, pois a reserva permanece praticamente vazia durante o inverno argentino. Esses excelentes nadadores e dedicados pais chegam a viajar 8 mil quilômetros até a região para o início do ciclo reprodutivo e preservação de sua espécie, depois da temporada invernal no sul do Brasil. Em outubro, as espécies chocam seus ovos por até 45 dias até nascerem os primeiros filhotes em novembro. A partir de janeiro, os novos habitantes deixam seus ninhos e começam a mudar a plumagem. Entre março e abril inicia-se o fim da temporada para os visitantes, quando os pingüins começam a migrar para o norte. A espécie Magalhães, conhecida também como "pingüim do Sul", atinge 50 cm de altura em sua fase adulta e é conhecida por suas inconfundíveis plumagens brancas e pretas, que funcionam como camuflagem durante suas longas travessias marítimas. Essa espécie procura as águas frias do continente sul-americano localizadas nas costas da Argentina, Chile e Ilhas Malvinas, mas muitos animais decidem ficar mesmo em Punta Tombo pela possibilidade de montarem seus ninhos em um local seguro e próximo ao mar. Como chegar Os pingüins invadem a região pelo mar sem muitos percalços, já o visitante que chega por terra deve redobrar a atenção no volante. Para se chegar à entrada da reserva, são percorridos 38 quilômetros em estrada de rípio, essas pequenas pedrinhas que não se cansam de bater na lataria e, às vezes, trincar pára-brisas dos automóveis. De Puerto Madryn, a 1.310 km de Buenos Aires, toma-se a Ruta Nacional 3 em direção ao Sul até a intersecção dessa com a ruta Provincial 1. Dali, são 107 km mais de estrada cruzando fazendas particulares "escondidas" na aridez da Patagônia. Ao todo, são 180 km de viagem de uma bela viagem que já vale pelo visual que aparece do lado de fora do carro. Já para o turista que não conta com locomoção própria, a saída é contratar as excursões (150 pesos argentinos, aproximadamente), que saem das inúmeras agências à beira-mar de Puerto Madryn. Para quem está na região, outras opções de turismo valem a viagem como a visita à cidade Gaiman com suas tradições européias e seu típico chá galês; a surpreendente Puerto Pirámides e a vizinha Península Valdés; mais ao sul, encontram-se também os Bosques Petrificados de Jaramillo, onde imensos troncos de árvores petrificadas repousam há 150 milhões de anos. Já quem esteve entre pingüins durante todo o dia dificilmente conseguirá esquecer a experiência única. Depois disso, só mesmo em desenhos animados. SERVIÇO: Área Natural Protegida Punta Tombo Está em uma área de 210 hectares e se localiza a 110 quilômetros das cidades de Rawson e Trelew, no centro-leste da Província de Chubut. Visitas: O acesso à reserva está condicionado à chegada dos primeiros pingüins à região entre os meses de agosto e setembro. Por isso, confirme antes de sair em direção a Punta Tombo. Entrada: O acesso à reserva custa cerca de 30 pesos argentinos por pessoa. Há estacionamento gratuito ao lado da portaria principal. [creditos]FONTE:EDUARDO VESSONI http://viagem.uol.com.br/ultnot/2008/07/18/ult4466u350.jhtm[/creditos],
  3. O Hostel Los Cismos era bbeeeeeeemmmmm simplesinho....cama e ducha quente sem TV, com banho privado + café da manhã básico, mas tranquilo qdo se vai passar só uma noite. Os gastos que tive foram apenas com alimentação. ( 2 almoços + 1 janta)...o pacote incluia o passeio de 2 dias + guia+ 1 noite em Chivay Em Arequipa ( onde deixei a Mochila) eu passei mais uma noite depois que voltei do Canion....paguei U$ 8,00 por pessoa mas era bem confortável...( Los Andes Bad em Breakfest)..Fica na Calle Merced. []s.JP
  4. Olá... Qquer imobiliária de Balneário tem apartamentos pra aluguel fora da temporada. Há muitos universitários que o fazem assim...entregam sempre o apartamento em dezembro e só voltam a alugar outro fim de fevereiro. O preço médio deve ficar em torno de R$400,oo + condomìnio. ( 1 quarto + dependências....)
  5. Olá... Em relação a carteira de motorista....não exigiram a carteira internacional...( e eu tbem nem tenho!)...mas fomos parados inumeras vezes tanto na Argentina qto no Chile e não criaram problemas...aliás...foram sempre MUITO simpaticos e atenciosos.. Sobre a Ruta 40...wel...não passei por ela...depois da região de El Calafate e arredores, descemos novamente até Rio Gallegos e subi novamente toda a ruta 3... Sobre abastecimento....vou dar sempre a dica de que independente de como estiver o seu tanque ( pela metade ou quase cheio, não importa)...abasteca SEMPRE qdo achar um posto....sempre!!!!!!!!! Chegamos a ficar quase sem combustível por duas vezes.... Da cidade de Rio Grande ( pouco acima de Ushuaia) até Puerto Natales não havia UM ÚNICO POSTO DE ABASTECIMENTO FUNCIONANDO...nenhum!!!!!!! Não fiquei na estrada pq a autonomia do meu carro é MUITO boa...pq se não tinha me ferrado e ficado sei lá quanto tempo cozinhando naquele sol. Outro lugar em que havia dois postos de abstecimento fechados foi no trajeto Puerto MAdryn a Rio Gallegos...cheguei no fim da reserva....f*&%$! No mais...as informações acima sobre os trajetos com rípio estão corretíssimas.... []s.JP
  6. [info]Que tal um tópico só com as fotos daquela viagem magnífica que vc fez até a Patagônia???? Vale fotos....vídeos...slides shows..... Saiba como inserir suas fotos aqui: http://www.mochileiros.com/como-inserir-imagens-nas-mensagens-do-forum-t28136.html[/info]
  7. Punta del Diablo tbém é pouco comentada....mas bem frquentada no verão.
  8. Oi Rafa....olha....é tranquilo ir sozinho....eu estava com meu maridão companheirão, mas tinha milhares delas ( pessoas) sozinhas por lá...e é tão fácil fazer amizade em viagem...acho tão difícil realmente ficar só ( só mesmo se for por opção)...então te digo...vá tranquilo...sozinho ou não ( a´te pq na hora que a gente monta a trip todo mundo quer ir, mas na hora do pega pra capar todo mundo corre...rsss...conosco tbem não foi diferente..rss). Sobre preço de alimentação...well...o que dizer.... Tá caro pra burro...MUITO mais caro do que das outras 4 vezes que estive na Argentina,mas como eu só tiro férias uma vez por ano e trabalho feito camelo nos outros 11 meses não fiquei pensando nisso até pq eu tinha que comer...rsss.. mas tá caro!!! então...eu..em viagem...almoço esporadicamente a´te pq me dá sono...então geralmente eu fazia um lanche e só jantava... uma janta básica na Argentina, com bife de chorizo e uma quilmes que antes me custava uns 25/30 pesos tudo....agora tava saindo 30 pesos só a carne...e a média da cerveja + 10 pesos....mais a gorjeta do garçom... eu ainda vou montar uma planinha meio por cima até pq já nem sei direito qto gastei...mas estourei um bocado os U$ 3.000,00 previstos ( lógico...algumas quilmes...umas Isenbeck...uma centolla....uns souvenirs...)...mas nada de exagero....( 3.000 U$ pra duas pessoas!)... e pensar que qdo estavamos montando a trip o dolar tava R4 1,70....arghhhhhhhhhhhhhhhhhhh
  9. O cambão propriamente dito ninguém leva até pq é muito ruim de transportar, mas se usa o substituto dele - cabo de aço para reboque- e tenho certeza que vc iria precisar se o seu carro sofresse qquer avaria na Ruta3...rsss...( só notei a real necessidade desse item ao percorrer esses kms no meio do nada!) []s.JP
  10. Acabei de pagar a lingua. Eu...que até então defendia a marca...levei na cabeça! A desgraçada descolou quase todo o solado depois de uma trilha 'nanica' de 6kms... minha sorte foi um argentino gente boa que me indicou onde comprar Poxi -Ran e salvei a sola até o fim da viagem....mas agora, não quero nem consertar...vai que descola novamente? Lixo!!!!!!!!!!!!!
  11. Nossa...tbém não posso reclamar da policia camineira dessa vez. Pediram os documentos do carro umas 1.ooo vezes...a carta verde umas outras 500....abriram o porta malas umas 3 vezes pra dar uma olhada por cima, mas em nenhum momento agiram de forma incorreta. Foram sempre bem educados e não notei nenhuma intenção de nos estorquir. huahuahuahau...é verdade. O meu carro é preto...tava IMUNDO!!!!!!!! O cara da lavação quase teve um troço qdo cheguei hoje de manhã...e o pior é que entrou toneladas de pó pelo porta malas ( naquele maldito trecho de rípio em San Sebastian...argh!).....
  12. Salve!!!!!!!!! Aff..tanta coisa pra contar que nem sei por onde começar... * A gasolina tá cara pra burro!!!!!!!!! O menor preço foi Ar 2,19 próximo a Rio Gallegos...até a máxima de Ar3,30 em BsAs... gastei uma média de 950 litros ( 12.000 km)...uns Ar 2.500 ( usando uma média de 2,8 por litro).... *Hospedagem.... aff....depois passo a relação de hostais....mas a média ficou em Ar 280,oo a diária ( inclusive nos hostais do HI)... * refeições....aff de novo....mais que o triplo do que havia pago há dois anos atrás.... A viagem muito bacana....definitivamente a patagônia é o lugar mais lindo do planeta...( já achava isso antes...agora tenho certeza absoluta depois de incluir mais 3 novos destinos).... agora.... tem que ter MUITA paciência e MUITA determinação pra andar os 3088 km da RN3 e não surtar...rss... recomendo levar um MP3 com no mínimo 500 músicas...nunca viajar com quem vc não tem total apreço afinal vc vai ficar dias confinado dentro do carro....levar muitos e muitos litros dágua ....e principalmente SEMPRE ABASTECER O TANQUE DE COMBUSTÍVEL MESMO QUE O SEU TANQUE TENHA MAIS DA METADE...O PROXIMO POSTO PODE DEMORAR UNS 400KM PRA APARECER..rss Vou colocar minha vida em ordem ( entenda-se lavar muita roupa e procurar um massagista pois torci o tornozelo...aff)... abração...até amanhã!!!!!!!!!!! Bjos mil e mais uma vez MUITO obrigado por todas as dicas. Amo vcs.JP
  13. Salve galera!!!! entao....estou literalmente no Fim do Mundo...rss...mas conto detalhes depois...MUITA coisa pra contar...huhaauahua mas por hora...Rafael....eu estava dando uma olhada no seu roteiro e tenho uma coisa pra mudar... pra chegar a Punta Tombo ( vela MUUUUUUUUUUUIITO a pena) há um trecho alternativo que pega apenas 20 km de rípio e nao os 80 km anteriores..` é assim: nao entre em cidade nenhuma...depois de Puerto Madryn vc continua seguindo pela R3 até o km 1515...e alí, exatamente neste kilometro, há uma entrada pavimentada até a porta do paque...de lá...sao apenas mais 20 km de rípio até os pinguins. outra..o preço da gasolina aqui tá de matar...cheguei a pagar Ar3,30 em BsAS....o menor preço foi Ar 2,25 em Caleta Olivia...mas a média ficou em Ar 2,90...( caro, né?) abraçao...escrevo mais durante a semana. Ahhhh ....ADEUS ANO VELHO...FELIZ ANO NOVO...QUE TUDO SE REALIZE...NO ANO QUE VAI NASCER...MUITO DINHEIRO NO BOLSO...SAÚDE PRA DAR E VENDER...( rrss....)
  14. Salve! A viagem está otima até agora....hoje de manha fui a Cabo Polonio ( Rafael...nao tem essa parada no seu roteiro,mas vale a pena incluir!)....cheguei em Punta hoje a tarde mas achei MUITO esnobe..rss.. os precos aqui no Uruguai até agora foram MUITO semelhantes aos precos do Brasil....( só Punta que foge dos padroes...sem comments..rs) o teclado uma M&%$·...sem acento.... escrevo mais amanha. p.s:qto tempo leva a travessia de balsa de Colonia a Baires¿ abraçao.JP Suerte!
  15. Galera! que saudades de trocar umas idéias aqui...mas vcs sabem que eu moro em Blumenau e que a coisa aqui tava beeemmmm feia. Então...resolvi antecipar a minha viagem e estou saindo daqui a pouco...rsss.... Abração e assim que possivel dou sinal de vida. MUITO obrigado a todos vcs pelas dicas, ajudas e apoio moral. Bjão..Boas Festa e t+. Júnia Pimenta
  16. Olá!!!!!! O tópico só existe pq TODOS colaboram...( e cada um voltou de lá com dicas melhores ainda!!) Lá vai... Fone do "Los Infantes de Laras" (54)2944-427500 ou -423258 ou -426188 Fax (54) 2944- 422665 []s.JP
  17. Help!!!!! Seguinte...paguei a carta verde pra 30 dias...mas e se eu acabar ficando uns dois dias a mais??????????
  18. Aproveitando a deixa... Consigo Pesos Uruguaios antes da aduana?Onde? Só aceitam pesos , né?
  19. Achei na net...interessante... Puerto Piramides : Pirâmides é uma pequena vila onde existe hospedagem, combustível e alimentação. E de onde saem os passeios para se avistar baleias. Uma dica é cuidar com o combustível. O único local na península onde existe combustível é em Puerto Pirâmides e somente um posto. Procure chegar com o seu tanque abastecido e não se esqueça que você pode chegar a rodar perto de 300 km pela região sem encontrar combustível.Em Puerto Pirâmide também é possível praticar esportes aquáticos, como mergulho e pesca, e a partir dali conhecer a Reserva de Punta Pirâmide, uma colônia de leões-marinhos localizada a apenas 5 Km do vilarejo. Apesar de não ser tão grande como outras colônias existentes na península, esta é a única possível de ser visitada sem carro ou excursão, já que a relativa curta distância permite caminhar.
  20. Eu atravessei a aduana San Martin /Pucon no inverno de 2005....passei 5 horas de pânico!!!!!!!!!!! MUITA neve...MUITO vento....a caminhonete deslizava na pista...( e olha que o motorista era "um local"!)...e eu não voltaria nessas condições.
  21. Putz....além do dólar ter dado essa subida ainda aumentaram os preços dos passeios?????? Meu orçamento pra essa viagem já subiu uns 30% (M&¨$#!)
  22. Rafael...vou postar aqui em e-mail que recebi com preços pra essa temporada 2008/2009.. hola junia por favor lee la info que te envio debajo saludos Fernanda A continuación detallamos toda la información respecto a nuestro Hostel y a las excursiones en El Calafate, El Chaltén y Chile. UBICACION El Calafate Hostel está ubicado en pleno centro de El Calafate, a pocos metros de la avenida principal, y a 300 metros de la terminal de ómnibus. ALOJAMIENTO Y EXCURSIONES 1 DE OCTUBRE 2008 AL 31 DE MARZO 2009 Y Semana Santa TODOS LOS PRECIOS ESTÁN EXPRESADOS EN $ARGENTINOS ALBERGUE Cama en habitación de cuatro con baños generales $ 40 HOSTAL Cama en habitación de cuatro con baño en la habitación. $ 45 HOSTAL SUPERIOR Habitaciones más confortables, baños más amplios y desayuno continental. Single $ 140 Doble $ 180 Triple $220 Cuádruple $ 250 HOSTERÍA DEL HOSTEL Habitaciones con Sommiers, frigobar, TV con 50 canales de cable, Internet libre 24hs, secador de pelo y teléfono. Single $190 Doble $ 250 Triple (una cama matrimonial mas una Single) $ 300 -Todas las habitaciones y espacios comunes están calefaccionados- Servicios con los que contamos: · Cocina equipada para el uso de los huéspedes. · Servicio de Internet las 24 horas. · Servicio de mucama y sábanas incluido en el precio. · Servicio de lavandería. · Salón de estar · Servicio de depósito de equipaje. · Reservas de excursiones en nuestra agencia de viajes Always Glaciers sin moverte del Hostel (todas las excursiones que reserves en el Hostel te pasan a buscar por el albergue sin ningún costo adicional). EXCURSIONES (Los precios pueden ser modificados) GLACIAR MORENO. Salida 08.00hs $ 90 Partimos desde el Hostel bien temprano para poder disfrutar del paisaje, de la naturaleza y de la avifauna, "tratando de llegar al Glaciar antes de que otras compañías y tours lo hagan, con el objeto de estar lo mas solos posible en este lugar único". Al llegar al Parque, acompañados por nuestros guías, haremos una caminata por un sendero a orillas del Canal de los Témpanos frente a la pared norte del Glaciar, en donde podremos ver y escuchar los desprendimientos que se produzcan. Finalmente llegaremos a las pasarelas para visitar los distintos miradores. El regreso a El Calafate es aproximadamente a las 17.00hs. La entrada la Parque Nacional no esta incluida. EL CHALTEN / FITZ ROY Ida y vuelta $ 100 Salida 08:00hs y *18:30hs desde el Calafate Regreso desde El Chalten *06:30hs y 18:00hs *salidas entre Septiembre y Mayo (consultar) Un pueblo en el Parque Nacional Los Glaciares, al pie del Cerro Fitz Roy, capital nacional del trekking. Allí podrás realizar muchas excursiones, casi todas gratuitas, por senderos en medio de las montañas, lagos, glaciares y saltos de agua. También se puede visitar Lago del desierto, realizar Ice Trekking sobre el Glaciar Torre, alquilar caballos, acampar o alojarte en un hostal. (Consultar actividades disponibles en temporada invernal) TORRES DEL PAINE y PUERTO NATALES - CHILE · Ida Natales (consultar) · Vuelta Natales – El Calafate (consultar) · Ida a Torres del Paine directo $ 250 · Regreso desde Torres del Paine $ 120 · Excursión a Torres de Paine con opción de ir a Natales $250 · Excursión a Torres del Paine con regreso en el día $ 250 La presente excursión incluye guía en el Paine y lunch box. Salida *05:40hs desde El Calafate *consultar horario de salidas en los meses invernales Saliendo desde El Calafate y luego de cuatro horas, llegaremos al paso fronterizo Cerro Castillo. Luego de hacer los tramites de migraciones, cambiaremos de ómnibus y, junto con un guía, nos dirigiremos hacia el Parque Nacional Torres del Paine, al cual arribaremos una hora después. Desde el ingreso (portería de Laguna Amarga) tendremos una vista imponente de las torres. El recorrido seguirá la carretera trazada dentro del parque, visitando los puntos de mayor interés. Durante el trayecto haremos diversas paradas para tomar fotografías y una pequeña caminata para visitar el Salto Grande. Durante todo el recorrido podremos apreciar la rica avifauna de este parque. A las 18:00hs estaremos dejando atrás el parque nacional para dirigirnos a la frontera donde nuevamente cambiaremos de vehículo y arribaremos a El Calafate aproximadamente a las 22:30 horas. Los pasajeros que tomen la opción de quedarse dentro del parque podrán bajarse del ómnibus en cualquier punto del recorrido y los que decidan no volver a El Calafate podrán finalizar esta excursión en Puerto Natales, ciudad a la que arribarán aproximadamente a las 20:00hs. La entrada ala Parque Nacional no esta incluida. El costo de la misma es de 15.000 pesos chilenos que equivalen a U$33 (dolares americanos) NAVEGACIÓN “TODOS LOS GLACIARES” – FERNANDEZ CAMPBELL Salida 07:15hs $ 268 No incluye entrada al parque – La tarifa puede ser modificada sin previo aviso. MINITREKKING GLACIAR MORENO – HIELO Y AVENTURA $310 - No incluye entrada al parque Restricciones por edad: La excursión podra ser realizada por pasajeros que tengan entre 10 y 65 años presentando documentación. La tarifa puede ser modificada por el operador sin previo aviso. *horarios de salida sujetos a disponibilidad RUTA 40 consultar tarifas a partir del 1/11 Sur - Norte Desde El Calafate a Perito Moreno o Los Antiguos (días impares) Desde El Chalten a Perito Moreno o Los Antiguos (días impares) Desde Perito Moreno a Bariloche (días pares) Desde El Calafate a Bariloche Desde El Chalten a Bariloche * El viaje se hace en dos días y se debe permanecer una noche en Perito Moreno. La noche de hotel en Perito Moreno es por cuenta del pasajero. Norte - Sur Desde Bariloche a Perito Moreno (días impares) Desde Los Antiguos o Perito Moreno a El Chalten (días pares) Desde Los Antiguos o Perito Moreno a Calafate * El viaje se hace en dos días y se debe permanecer una noche en El Chalten. La noche de hotel en El Chalten es por cuenta del pasajero. Desde Bariloche a El Chalten Desde Bariloche a El Calafate * El viaje se hace en dos días y se debe permanecer una noche en Perito Moreno. La noche de hotel en Perito Moreno es por cuenta del pasajero. (Solo desde Noviembre a Marzo. Los precios pueden modificarse sin previo aviso) Los lugares de parada desde El Calafate a Bariloche o viceversa, son los siguientes: El Chalten - Perito Moreno – Esquel - El Bolsón . Todas las excursiones pueden ser reservadas desde el hostel sin costo adicional COMO PROCEDER PARA RESERVAR 1- Enviar mail o fax con las fechas que quiera reservar. 2- Nosotros responderemos informando sobre disponibilidad y plazo para confirmar la reserva. 3- Si está de acuerdo, confirma la reserva, realizando un depósito en nuestra cuenta bancaria, la misma será enviada en su momento. (El depósito congela el precio de los servicios; vencido el plazo indicado en el Punto 2, la reserva será cancelada) 4- Luego, mediante mail o fax (N°02902-491257) nos envía los siguientes datos A) Nombre de quien hace la reserva B) Cantidad de personas a alojarse C) Día y hora aproximada del arribo (para utilizar el servicio de transfer desde el aeropuerto debe enviar número de vuelo y horario de llegada) Consultar precios D) Día de salida E) Tipo de alojamiento que desea (albergue, hostal, cama matrimonial, etc.) F) Adjunte al fax, si correspondiere, el comprobante de pago. ATENCIÓN : si escribes desde el exterior NO DEBES REALIZAR UN DEPÓSITO, tomaremos SOLO COMO GARANTIA DE RESERVA tarjetas de crédito. Debe enviarnos los siguientes detalles: Tipo de tarjeta (visa, master, american etc.), número, día que expira y código de seguridad (últimos tres números del reverso). Solo tomamos éstos datos como garantía, pues se pagará cash cuando esté aquí. NOTAS: *Si abonas solo un porcentaje de la reserva y el precio de la habitación se modifica, restaría pagarse el porcentaje no abonado al valor de la habitación al momento de la cancelación. Pero si paga el 100% de la reserva según se estipula en los puntos 3 y 4, y hubiere una modificación de los precios, no tendrá que pagar ninguna diferencia. *Asegúrense de traer el comprobante de pago con ustedes y presentarlo en la recepción al ingreso al Hostel. Las reservas quedan confirmadas con el aviso por nuestra parte de la recepción del comprobante del pago. Atentamente, Calafate Hostel [email protected] http://www.calafatehostels.com / http://www.alwaysglaciers.com Gdor. Moyano 1226, El Calafate, Tel 02902-492450 o 491256/57. Always Glaciers, Maipú 521 Piso 5 Of B Cap. Fed. 011-5031-2868/69 espero que ajude em algo... ah...em tempo...pode me mandar o seu roteiro tbem? desde já, agradeço.
  23. HOJA DE RUTA: Buenos Aires - Ushuaia Km 0 | 0:00 hs Autopista Ricchieri Buenos Aires | 40 Km de autopista Peaje en el km 0. Valor: $0,7 Nombre del peaje: Ricchieri Concesionario: AEC SA Km 40 | 0:24 hs RN 205 Ezeiza | Estancias 46 Km de autopista Peaje en el km 0. Valor: $0,7 Nombre del peaje: Cañuelas Concesionario: AEC SA Km 86 | 0:51 hs RN 3 Cañuelas | Hoteles 44 Km de pavimento Peaje en el km 76,25. Valor: $2,8 Nombre del peaje: Cañuelas Concesionario: Rutas al Sur Km 130 | 1:24 hs RN 3 San Miguel del Monte 81 Km de pavimento Km 211 | 2:24 hs RN 3 Las Flores | Hoteles | Campings 114 Km de pavimento Peaje en el km 263,5. Valor: $2,1 Nombre del peaje: Azul Concesionario: Rutas al Sur Km 325 | 3:49 hs RN 226 Azul | Hoteles | Agencias de viajes y turismo 53 Km de pavimento. Es una ruta de 2 carriles por mano. En el peaje podés pedir un pase para no pagar el peaje de Parish (RN 3) Peaje en el km 276. Valor: $2,2 Nombre del peaje: Hinojo Concesionario: Caminos del Abra SA Km 378 | 4:28 hs RP 51 Olavarría | Hoteles 85 Km de pavimento. IMPORTANTE: No hay estaciones de servicio desde aquí hasta llegar a Sierra de la Ventana! Km 463 | 5:31 hs RP 76 Cruce RP 86 y RP 51 10 Km de pavimento Km 473 | 5:38 hs RP 51 Cruce RP 76 y RP 51 80 Km de pavimento Km 553 | 6:38 hs RP 51 Coronel Pringles 45 Km de pavimento Km 598 | 7:11 hs RP 51 Paraje Frapal 38 Km de pavimento Km 636 | 7:39 hs RP 51 Cabildo 41 Km de pavimento. Km 677 | 8:09 hs RN 3 Bahía Blanca | Hoteles | Hospedajes 22 Km de pavimento Km 699 | 8:25 hs RN 22 Cruce RN 3 y RN 22 14 Km de pavimento Km 713 | 8:35 hs RN 22 Médanos 5 Km de pavimento Km 718 | 8:38 hs RN 22 Desvío a laguna Chasicó 119 Km de pavimento. Km 837 | 10:07 hs RN 22 Río Colorado | Hoteles | Taxis, Remises 27 Km de pavimento Km 864 | 10:27 hs RN 251 Cruce RN 22 y RN 251 120 Km de pavimento Km 984 | 11:57 hs RN 251 General Conesa 89 Km de pavimento Km 1073 | 13:03 hs RN 3 San Antonio Oeste 14 Km de pavimento. Km 1087 | 13:13 hs RN 3 Cruce RN 3 y RP 23 89 Km de pavimento Km 1176 | 14:19 hs RN 3 Sierra Grande 134 Km de pavimento. Tramo de ruta arreglado en el año 2004, se encuentra convenientemente marcada. Km 1310 | 15:59 hs RN 3 Puerto Madryn | Viviendas de alq. Temporario | Agencias de viajes y turismo 52 Km de pavimento Km 1362 | 16:38 hs RN 3 Trelew | Agencias de viajes y turismo | Rent-a-car 199 Km de pavimento. Km 1561 | 19:07 hs RN 3 Garayalde 176 Km de pavimento. Cerca de la "Pampa de Salamanca", cuando cae nieve es conveniente transitar con cadenas a baja velocidad. En ciertas ocasiones puede cortarse el paso por prevención. Km 1737 | 21:19 hs RN 3 Comodoro Rivadavia | Rent-a-car 79 Km de pavimento Km 1816 | 22:18 hs RN 3 Caleta Olivia | Hoteles | Agencias de viajes y turismo 87 Km de pavimento Km 1903 | 23:23 hs RN 3 Fitz Roy 14 Km de pavimento Km 1917 | 23:33 hs RN 3 Cruce RN 3 y RN 281 241 Km de pavimento. Km 2158 | 26:33 hs RN 3 Puerto San Julián 121 Km de pavimento Km 2279 | 28:03 hs RN 3 Comandante Luis Piedra Buena | Estancias 201 Km de pavimento Km 2480 | 30:33 hs RN 3 Cruce RN 3 y RP 5 5 Km de pavimento Km 2485 | 30:36 hs RN 3 Güer Aike | Estancias 25 Km de pavimento Km 2510 | 30:54 hs RN 3 Río Gallegos | Rent-a-car | Guías Turísticos 34 Km de pavimento Km 2544 | 31:19 hs RN 3 Cruce RN 3 y RP 1 34 Km de ripio. Prestá mucha atención al circular por este tramo, ya que el enripiado se encuentra bastante deteriorado Km 2578 | 32:27 hs Cruce de fronteras Monte Aymond 208 Km de ripio. 33 km pasando la frontera, hay un desvío hacia el embarcadero del Ferry que te cruza hacia la Isla Grande de Tierra del Fuego. Fijate en la info de Monte Aymond los horarios, teléfonos y costo del Ferry. Una vez llegado a la isla, llegás al embarcadero Bahía Azul. De ahí tenés 42km por la ruta nacional chilena 257 hasta el pueblo de Cerro Sombrero y 118km hasta el puesto fronterizo chileno (donde tenés que hacer nuevamente los trámites) y 15km mas hasta la frontera con Argentina. Km 2786 | 39:23 hs RN 3 San Sebastián 82 Km de pavimento Km 2868 | 40:24 hs RN 3 Río Grande | Hoteles | Hosterías 114 Km de pavimento Km 2982 | 41:49 hs RN 3 Tolhuín | Campings | Estancias 106 Km de pavimento. Este tramo fué recientemente asfaltado Km 3088 | 43:08 hs Ushuaia | A pergunta que não quer calar: Vale a pena sair da RN3 e seguir essa sugestão pra economizar míseros 400km? Stoppa...( e demais colegas)...esses serão 2 longos meses de espera (até a data de partida)...como toda boa sagitariana, sou imediatista...por mim viajava HOJE! rrss....
×
×
  • Criar Novo...