Ir para conteúdo

LU RIBEIRO

Membros
  • Total de itens

    46
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que LU RIBEIRO postou

  1. Lu, fico muito contente por ter apreciado. Tentei ser o mais sucinta e objetiva possível! Certamente que irá no final do ano. Pegará um clima bem quente por lá!!! :Vibrações positivas para que tudo dê certo... Grande beijo! Suzy sua vibrações já estão dando certo.....rsss..... acabei de comprar minhas passagens!!!! Tô mega feliz!!! Vou no dia 26/12 e retornarei em 06/01. Acho que vai dar para aproveitar um cadinho né.....rssss..... vou reler seu relato todo novamente e fazer algumas anotações. Oh, e qualquer dúvida, venho aqui te perturbar hein!! Agora é pesquisar o lugar para ficar. Valeu!!! Bjs.
  2. Oi Suzi, tudo bem?? Seus relato foi o melhor que li até agora. Excelente dicas!!! Certamente usarei algumas quando em for a Buenos Aires (no fim do anos, se tudo correr bem). Obrigada por compartilhar sua experiência. Um abraço.
  3. Ah, LETICIA, esqueci de comentar uma coisa: também AMEI a batata frita do Nathan's. Aliás, classifiquei como a melhor coisa que comi em Nova York. Toda vez que passava pelo Nathan's e a fome batia, comia aquela delícia. Nossa, dá água na boca só de lembrar ....ai, ai.
  4. Oi LETICIA!! Como sempre seus relatos são maravilhosos!! Gostei de ver que você foi nos lugares que eu pretendia ir e acabei não tendo tempo como, por exemplo, coney island, o intrepid e roosevelt island... Por outro lado creio que eu tenha ido em alguns dos lugares que vc tinha planejado ir e acabou não tendo tempo.....rssss..... Fico aliviada em saber que não sou a única que traçou um roteiro e saiu dele...Quem não conhece NY tem dificuldade de entender a facilidade que se tem de sair dos roteiros, não acha?? Comigo acontecia assim nos primeiros dias, saía com um planejamento, mas quando via mudava no meio do caminho. Mas foi bom demais!! Eu deixei o meu roteiro aqui, mas até hoje não tive tempo de escrever o relato. Vou ver se faço isso em breve. Parabéns mais uma vez. Sou fã de seus relatos. O da Itália, por exemplo, sonho um dia em fazer. É isso. Bjs.
  5. Oi Alessandra Floripa!!! A viagem foi ótima!!! Tô meio sem tempo de escrever sobre a viagem aqui, mas quero muito fazer isso. Vou tentar. Prometo!! Bjs.
  6. OLÁ PESSOAL!!! Após planejar por 5 meses, finalmente o dia da minha viagem está chegando. Embarco no próximo dia 29/05 - GALEÃO x JFK voo continental operado pela TAM. A passagem comprei numa ótima oferta anunciada pelo http://www.melhoresdestinos.com.br/ em dezembro passado. R$ 2.914,22 ida e volta para 2 pessoas (R$ 1.200,00 p/pessoa s/ taxas). Retorno no dia 15/06. Após muito pesquisar, inclusive com uma pessoa daqui do mochileiros, fiz reserva numa casa pelo http://www.airbnb.com. Para os meus padrões o melhor preço que poderia encontrar. Se atenderá às minhas expectativas, ainda não sei, mas em poucos dias poderei informar aqui. O cadastro no site, o sistema de reserva e a resposta que obtive, até agora, foi tudo muito organizado e satisfatório. Ficarei no Brooklyn. Muitas pessoas têm me achado louca por não estar em Manhattan. Consideram minha hospedagem muito distante etc. Bem, para mim o deslocamento não é problema e o melhor preço era o diferencial, sobretudo, considerando que em NY a hospedagem É MUITO CARA!!! E considerando que as fotografias do local me agradaram. A questão do "distante" também é relativa, sobretudo, porque no Brooklyn há muito para se ver. E como terei tempo acho ótimo poder sair do lugar comum, digamos assim. Como estou mega-ansiosa para a viagem resolvi começar o meu relato antes mesmo de partir, afinal o planejamento também faz parte da viagem né??.....rssss.... Por ora, portanto, deixarei registrado o meu planejamento até aqui, mas pretendo relatar minha viagem, na medida do possível, dia a dia, quase em tempo real que é para não esquecer de nenhum detalhe......rssss...... Meu planejamento é o seguinte: Eu não sei se alguém segue à risca um roteiro traçado para NY. Eu não consegui, talvez pelo fato de nunca ter estado em NY, sei lá... Sem contar que andei MUUUUIIIIIITO!!! E em razão da falta de preparo físico fiquei MUIIIITO cansada, o que também acabou por prejudicar meu planejamento, mas mesmo assim AMEI a viagem!! Vou manter o planejamento que deixei há alguns meses e escreverei logo a seguir do planejamento o que, efetivamente, consegui fazer ok?? 1º DIA - 30/05/2012 - 4ª feira ERA PARA SER ASSIM: CHEGADA pela manhã cedinho PEGAR O AIRTRAIN até a estação HOWARD BEACH (linha azul), COMPRAR o METROCARD para 14 dias e de lá seguir até a estação HIGHT STREET. Fazer hora lá pelas bandas da DUMBO, BROOKLYN HEIGHTS até o horário do check in. Seguir até a estação KINGSTON - LINHA A ou C e caminhar algumas quadras até minha casinha em NY....rsss... Me instalar e de lá sair para bater perna. METRO DA KINGSTON - LINHA A ou C até a estação FULTON STREET - trocar p/ linha verde sentido UPTOWN até GRAND CENTRAL Conhecer a GRAND CENTRAL, a PUBLIC LIBRARY (5ª between 40 and 42TH STREET), Descer a 5ª até a 34th virando para Oeste para encontrar o EMPIRE STATE BUILDING. Dali seguir até a 6ª com a Broadway e dar uma passadinha na MACYS. Descer a 6ª até a 32th e ir apreciando as lojas pelo caminho, pois segundo informações do blog http://www.maosdevaca.com/ há várias lojas interessantes neste trecho, como a JC PENNEY e STRAWBERRY Daí seguirei pela 32 oeste até a JACK'S, loja que segundo li em vários lugares é imperdível. Continuarei seguindo até contornar o MADISON SQUARE GARDEN e subirei a rua 33 até a 9ª para dar uma espiada na B&H PHOTO Voltarei pela rua 34 seguindo para leste para dar uma espiada na CONWAY, VICTORIA SECRET Voltarei pela rua 34 sentido oeste até PENN STATION para pegar a linha azul (downton) para casa Não sei se conseguirei seguir a risca, mas é o que está programado, tendo em vista que será um dia para me situar, me localizar na cidade, por isso, inclusive, resolvi começar por uma região de interesse da minha filha. No fim do dia, passar num supermercado e comprar algumas comidinhas. MAS FOI ASSIM: A CHEGADA: Foi prejudicada pelo atraso na saída do voo do Rio. Ao invés de sairmos às 23:05, saímos quase 3 da manhã. O avião apresentou um problema no gerador e tivemos que aguardar o reparo. Depois de horas esperando dentro do avião, o duro foi ter que decolar e passar 10 horas lá dentro me perguntando se o reparo tinha sido feito direitinho. Passei muito medo....afff.....Foi uma viagem horrível, mas por conta do meu psicológico. Chegamos por volta da uma da tarde no JFK. Ficamos uma hora na fila da imigração e finalmente ganhamos o mundo, ops, Nova York. Uma observação quanto à imigração: foi tranquílissima!! O oficial da imigração não me fez nenhuma pergunta. Coletou as digitais, fez a foto, desejou boa viagem e só. Localizar a mala na esteira foi tranquilo também, sobretudo, porque a esteira ficava em frente aos guichês da imigração e a nossa mala era a única lá. Facilmente localizamos o local para pegar o AIRTRAIN (é gratuito) que nos levou até a estação do metrô. Tive um pouco de dificuldades de comprar meu primeiro METROCARD com o cartão de crédito (coisa de principiante...rsss....), mas o fato é que não consegui comprá-lo para mim e para a minha filha com o mesmo cartão de crédito, e tampouco, com o golden travel (cartão de débito que fiz no banco itáu e que foi muito útil). O jeito foi comprar um com um cartão e o outro em dinheiro. No dia seguinte quando estava mais familiarizada com a máquina comprei o METROCARD ilimitado para a semana (U$ 29,00), pois vale muito à pena, mas sempre usando um cartão de crédito para cada metrocard, sabe-se lá porquê. O METROCARD serve para o metrô, para o ônibus e para o bondinho que vai para a roosevelt island. Bem, eu tinha estudado direitinho o mapa do metrô, portanto, sabia bem onde descer só não sabia que na minha estação só parava o trem C durante o dia. Pois bem, por um descuido peguei o trem A e ia feliz e faceira sentido Manhattan, acompanhando as estações e o mapa do metrô que eu levara comigo daqui e qual não foi minha surpresa ao ver passar minha estação (KINGSTON) sem que o trem parasse, mas não me apavorei. Pessoa prática e aventureira que sou, desci logo na estação seguinte (NOSTRAND) e, diga-se, a distância entre elas nem era grande, o que me fez concluir que não teria maiores problemas para voltar para onde precisava. Desembarquei e de cara percebi o grande erro que cometi ao levar uma mala pesando 19 Kg (e olha que falaram para eu levar a mala vazia...rsss...), simplesmente, não havia um elevador, escada rolante ou algo do gênero para que eu não precisasse morrer carregando minha mala escadas acima.....Affff..... E lá fui eu. Ao sair da estação me deparei com uma avenida típica do Brooklyn e com a seguinte pergunta em mente: e agora, para que lado eu vou?? Sorte que de cara encontramos uma policial e com a ajuda da minha filha que domina o inglês pedimos informação de como chegar na rua em que ficaríamos hospedadas. A policial, muito gentil, disse para pegarmos um ônibus, anotou o número e tudo no meu mapinha – nosso primeiro contato com uma pessoa muito educada e disposta a ajudar. Arrastei minha mala poucos metros até o ponto de ônibus. Não aguardamos muito e logo pude experimentar a maravilha dos ônibus de NY. Você entra neles tranquilamente com mala, andador, cadeira de rodas, sem qualquer problema. Os ônibus além de serem baixos, não possuem escada para acessá-lo e além disso, abaixam a tração dianteira para ficar, praticamente, no nível da calçada. Achei fantástico!! Ah, os ônibus além do metrocard, aceitam o pagamento da passagem em moedas. Somente moedas. O motorista nos deixou no início da Putnam Avenue. E eu pensei "beleza, só temos que andar até o 528. Vai ser mole..." A verdade é que andamos MUIIIITO!!!!! E arrastando a mala de 19 Kg... Sorte que as calçadas eram boas e com pouca irregularidade. Mas mesmo assim, e mesmo revezando com a minha filha o arrastar da mala, foi cruel. O braço ficou um caco, sem contar as pernas que já estavam um caco pelo tanto de horas sentadas no avião. Lá pelas 4 e tanto da tarde chegamos em nossa hospedagem. E mais uma vez tive que arrastar a bendita mala escada acima, pois a nossa suíte ficava no andar superior de um daqueles sobrados típicos do Brooklyn. Eu, que aquela altura, não aguentava mais andar e, muito menos carregar a mala, tive que subir, sei lá quantos degraus com ela. Instalamos-nos, tomamos um banho para recuperarmos as forças e mesmo exaustas saímos rumo à Manhattan. Pelo horário, já quase seis da tarde, selecionei uma estação qualquer do metrô, para bater perna sem rumo mesmo, nem lembro qual o critério que utilizei para escolher, pois a programação do 1º dia já estava furada mesmo, mas fato é que descemos na Chambers. E ao sair da estação, mais uma vez a pergunta que fiz quase todos os dias: E agora para que lado?? Olhamos para um lado, olhamos para o outro e eis que do meu lado direto visualizei, a uns 100, 200 metros, o new world trade Center e para aquele lado que fomos. Aliás o new World trade Center é um excelente ponto de referência já que podemos vê-lo de vários pontos da cidade. Tiramos algumas fotografias que nem ficaram tão boas, pois a luz já não estava legal aquela hora e aproveitamos que a Century 21 fica logo em frente e fomos fazer uma verificação do local....rssss...... ADOREI A LOJA!!! Ficamos lá até fechar (9 da noite) só namorando a loja. Saímos de lá e fomos procurar um local para fazermos nossa primeira refeição e o que comemos?? Uma deliciosa salada orgânica, acompanhada de suco orgânico. Sim, existe comida natural em NY, só que é bem cara. Comemos, pegamos o metrô de volta e chegamos em nossa casinha sem maiores problemas. E assim foi nosso primeiro dia em NY totalmente diferente do planejado por conta do atraso no voo. DICA DO DIA: Century 21 - a loja tem preços incríveis Putnam Avenue. Logo ali em frente onde estão as árvores, do lado direito, fica o prédio onde nos hospedamos. New world trade center Nosso primeiro jantar em Nova York - pena que não lembro o nome do restaurante, mas fica na avenida logo assim que sai da estação Chambers. 2º DIA - 31/05/2012 - 5ª feira ERA PARA SER ASSIM: CAFÉ DA MANHÃ na TIFFANY (727, 5ª AV 57 street), tal qual como no filme Bonequinha de Luxo. Minha filha não abre mão disso....rssss.... Bondinho para ROOSEVELT ISLAND, não para conhecer a ilha, mas para ver Manhattan de outro ângulo. METROPOLITAN MUSEUM CENTRAL PARK TIMES SQUARE MAS FOI ASSIM: Acordamos tarde. Saímos quase meio-dia rumo à 5ª avenida para que minha filha pudesse tomar seu famoso café em frente à Tifany. Como o nosso caminho era o da linha azul optamos por descer na estação da 50 St. Hoje percebo que a escolha não era a mais adequada para o planejado. Ao sair na rua, de novo a pergunta que nos perseguiu durante toda a viagem: para qual lado?? Atravessamos a oitava avenida indo no sentido errado, mas para nossa sorte andamos pouca coisa até perceber o erro. Bem, tomamos o rumo certo seguindo pela 50 St sentido east side para chegar à 5ª avenida, no entanto, na altura da 7ª avenida, minha filha olhou para a direita e fez a seguinte pergunta: “mãe o que estamos fazendo na Times square??” Daí eu disse: “eu não sei, mas é aqui que vamos ficar”....rssss..... E assim mudamos, pela primeira vez, nosso planejamento e passamos o dia todo na Times Square, entrando e saindo de loja e observando as figuras típicas do local como, por exemplo, o cowboy de cueca. A maravilhosa forever 21 e o cowboy de cueca (igualmente maravilhoso....rssss....) Eu, que não tinha o menor interesse pela Times square, adorei!! Ah, tampouco, tinha interesse nas compras, mas me deliciei entrando e saindo das lojas. Só agora, enquanto escrevo, é que me dei conta do tanto de lojas que entramos naquele dia. Sério, nem tinha percebido. Tá aí porque ficamos tão exaustas. Entramos na Sephora, na MAC, na Swatch, na Disney store e na Toys ‘R’ us, estas duas amei e são o paraíso para as crianças e olha que a minha filha não é mais criança....rsss... Fomos também numa loja meio antiga de discos e o curioso é que estava tocando música brasileira quando entramos. Ah, teve também uma loja de souvenirs, a Aeropostale, a Duane Reade (rede de farmácias que as pessoas dizem que tem preço bom e que eu achei muito cara) e, por fim, entramos na loja que foi nossa perdição – Forever 21. Pessoal, que loja ENOOORME!! O piso que fica no nível da rua é até pequeno, mas conforme você vai descendo para o subsolo descobre que ela tem 3 pisos para baixo. Ficamos acabadas lá e tão traumatizadas que não entramos em mais nenhuma Forever 21 pelo resto da viagem....rssss...... Mas a loja é boa e tem bons preços. As adolescentes adoram. A única coisa ruim, além desta loja da Times square ser MUITO grande é a música muito alta que toca no primeiro piso. Ficar na fila aguardando para pagar, depois de horas dentro da loja e com aquela música altíssima é um horror!!!! Mas mesmo assim recomendo. Vale à pena!! Saímos da loja e já passava das nove da noite e além de apreciar os letreiros iluminados à noite, pudemos constatar o quanto fica apinhado de gente de toda parte do mundo. É fascinante!!!! Adorei!! Disney store Toys R us Forever 21 Jantamos no mesmo local do almoço SBARRO (701, 7ª avenida). É um restaurante italiano com Buffet a quilo. Comida muito boa e com preço bom. E o melhor de tudo não precisamos nos render ao fast food... (por enquanto...rsss...) Ah, já ia me esquecendo de comentar... à tarde, fizemos uma boquinha no maravilhoso restaurante Bubba Gump (http://www.bubbagump.com/locations/new-york-city/). Que lugar!!! Que atendimento maravilhoso!!!! Que comida maravilhosa!!!! Gostamos tanto que fomos lá 3 vezes. Para quem gosta de camarão é parada obrigatória. Bubba gump No retorno para casa, lá pelas 11 da noite, cometemos o segundo erro no metrô (o primeiro foi ter saído da estação Nostrand no dia anterior, mas depois explico isso). Nosso erro neste dia foi ter entrado no mesmo buraco do metrô do qual tínhamos saído. Em se tratando de metrô em NY você deve sempre observar o sentido para o qual está indo. Nós, por exemplo, quando íamos para casa tinhamos que tomar o sentido downtown. Bem, só que não observei isso e só percebi que tinha entrado no buraco errado depois que passamos pela catraca.... Affff... Cansadas e ainda tínhamos que procurar o “buraco” certo do metrô....rsss..... Mas não foi difícil encontrá-lo. Bastou atravessarmos a oitava avenida e logo encontramos a entrada. Mas eis que surge um outro problema que acontece com muitas pessoas em NY. Como tínhamos passado nosso metrocard na outra estação e não tinha transcorrido o tempo para que ele pudesse ser utilizado novamente, ficamos ali na catraca tentando passá-lo em vão. Como não estava disposta a esperar para que pudesse usar o cartão novamente, me dirigi ao guichê para comprar a passagem, no entanto, o atendente perguntou o que tinha acontecido e a minha filha, brilhantemente, explicou. E qual não foi minha surpresa quando o atendente disse que podíamos passar sem pagar. Acreditam nisso?? Eu já tinha lido no blog de Nova York para mãos de vaca que isso às vezes acontece, mas fiquei surpresa do moço acreditar em nós e nos deixar passar. Ah, mas claro que isso foi graças à minha filha que explicou bem, pois se dependesse do meu inglês ia estar até hoje lá....rsss...... DICA DO DIA: A Times Square além de todos aqueles letreiros luminosos e dos teatros, também é o paraíso das compras. Dá para passar o dia lá, tranquilamente, sem nem ver a hora passar. E gostamos tanto que voltamos lá mais 2 vezes. Restaurantes: BUBBA GUMP e SBARROS Lojas imperdíveis: Toys 'R' us e Forever 21 3º DIA - 01/06/2012 - 6ª feira ERA PARA SER ASSIM: Compras no JERSEY GARDEN MAS FOI ASSIM: Neste dia não pudemos sair cedo, pois eu tinha que terminar um trabalho para enviar para o Brasil, mas mesmo tendo saído tarde andamos MUIIIIIITO!!!!! Saímos do Brooklyn em direção à GRAND CENTRAL TERMINAL, estação de metrô linda, enorme e famosa!!! Todo mundo já a viu pelo menos uma vez num filme ou até mesmo no desenho Madagáscar 1. Claro que quando saímos da Grand Central, na rua, fizemos aquela pergunta de sempre, a esta altura você já sabe qual é....rsss..... Neste dia a minha filha até brincou que além do mapa do metrô e do guia da cidade devíamos carregar uma bússola....rsss......Ah, já que estamos no século XXI um GPS ajudaria....rssss......Tá aí uma boa dica: o GPS. Não que a cidade seja difícil de andar, pois não é, mas é só para poder se situar quando sair de uma estação de metrô pela primeira vez. Antes de seguirmos pela 42 St sentido West até a 5ª avenida aproveitamos para fotografar o Chrysler Building que fica bem ali pertinho, na 405 Lexington Avenue. No cruzamento da 42 St com a 5ª avenida encontramos o maravilhoso prédio da Library Public. Linda construção!!! Pena que não deu para entrar nela, pois chegamos lá no horário que estava fechando e num outro dia que passamos por lá também não deu para entrar. Vê-la por dentro ficou para a próxima. Library Public Atrás da Biblioteca tem um restaurante que estava lotado e o Bryant Park. Nesta época do ano (primavera/verão), as pessoas aproveitam para sentar no gramado e curtir o fim da tarde/início da noite, sobretudo, porque só estava escurecendo por volta das nove da noite. As fotos que fiz eram por volta das sete da noite e podem perceber que ainda estava bem claro. No inverno este parque se transforma numa pista de patinação no gelo. EDITANDO... Dali seguimos pela 5ª Avenida até o Empite State Building (oito quadras – da 42 a 33 St). Neste dia não subimos no prédio, mas aproveitamos para tomar nosso primeiro café no Starbucks que acabei apelidando de “bosta bucks”. Pessoal, que café horroroso!!! Aliás, uma das coisas que detestei nos Estados Unidos foi o café. Não sei como eles podem gostar tanto de um café tão ruim!! O espresso e o capuccino são horríveis!!! O único que ainda dá para tomar é o machiatto. Ah, o bolo de limão de lá também é bom.. Bem, mas no fim das contas o melhor do “bostabucks” é a internet grátis mesmo.....rssss.... Seguimos pela 34 St. sentido Penn Station. Neste trecho tem várias lojas, várias... rsss.....mas juro que só entrei em uma, na GAP. Aliás, esta GAP fica no que eu chamo de “triângulo da perdição”. De um lado tem a GAP, do outro a Victoria’s secret e do outro (na ponta do triângulo), a MACY’S. Se o sujeito for consumista se endivida...rsss..... Passamos pelo Madison Square Garden, demos a volta nele todo e tomamos o Metrô de volta para o Brooklyn na Penn Station já quase dez da noite. Ufa, pode não parecer, mas a caminhada foi grande!!!! Minhas dores musculares estavam prestes a começar. Este percurso, inclusive, é indicado no blog Nova York para mãos de vaca e foi nele que me inspirei para a caminhada.....affffffff..... Foi muito bom, mas nem gosto de lembrar do tanto que caminhei. DICA DO DIA: Grand Central Terminal, Library Public, Bryant Park, Empire State Building 4º DIA - 02/06/2012 - Sábado JARDIM BOTÂNICO DO BROOKLYN - chegada prevista para às 10:00, pois neste dia, entre dez e meio-dia NÃO PAGA. Após, caminhar pelo PROSPECT PARK, pois segundo li é bem bonito. Dali seguir para o PIER 17 e procurar algum lugar para almoçar por lá e quem sabe conseguir comprar ingresso para um musical no guichê na TKTS que tem por lá. Pegar o FERRY para STATEN ISLAND que é de graça 5º DIA - 03/06/2012 - Domingo MISSA GOSPEL NO BROOKLYN na THE BROOKLYN TABERNACLE onde, segundo apurei, tem um Côro que ganhou vários Grammys. Se o dia estiver bom, após a missa pegarei o metrô (linha azul) até a 190 St para conhecer o THE CLOISTERS - museu medieval. No fim do dia (lá pelas 17:30) pegarei o ônibus M4 e seguirei até onde for possível. É que como gostaria de conhecer o Harlem, mas todos os tours para lá estavam muito caros, me indicaram pegar este ônibus, pois ele corta o Harlem. 6º DIA - 04/06/2012 - 2ª feira Compras em WOODBURY 7º DIA - 05/06/2012 - 3ª feira Utilizar o NY PASS para conhecer o INTREPID SEA, AIR AND SPACE MUSEUM, o CARNEGIE HALL, MADISON SQUARE GARDEN, o museu de cera de MADAME TUSSAUD e o TOP OF THE ROCK, não necessariamente nesta ordem.......rssss....... 8º DIA - 06/06/2012 - 4ª feira ZOOLÓGICO DO BRONX - Este dia foi escolhido em razão de nas quartas-feiras a entrada ser sugerida 9º DIA - 07/06/2012 - 5ª feira Ir a CARLOS BAKERY em HOBBOKEN MUSEU DE HISTÓRIA NATURAL CENTRAL PARK 10º DIA - 08/06/2012 - 6ª feira Se o tempo estiver bom, ir para o CONEY ISLAND e passar umas horas no LUNA PARK. 11º DIA - 09/06/2012 - SÁBADO Ainda não planejado 12º DIA - 10/06/2012 - DOMINGO Ainda não planejado 13º DIA - 11/06/2012 - 2ª feira Ainda não planejado 14º DIA - 12/06/2012 - 3ª feira IDA A WASHINGTON DC 15º DIA - 13/06/2012 - 4ª feira RETORNO DE WASHINGTON DC no fim do dia 16º DIA -14/06/2012 - 5ª feira Último dia em NY. Aproveitar para fazer as últimas comprinhas, uma última olhada pela cidade e arrumar as malas. 17º DIA - 15/06/2012 - 6ª feira TAXI DO BROOKLYN até o JFK. RETORNO AO BRASIL NO VOO DAS 10:25.
  7. Parabéns pelo relato!!! Muito bom. Estou indo agora no dia 29 e suas dicas complementaram o que eu já havia lido. Em breve escreverei minha experiência também. Valeu!!!
  8. Olá!! Tudo bem?? Legal seu relato. Por favor me diga uma coisa: este apartamento que ficou é de amigos ou vc reservou pelo airbnb?? É que irei no fim de maio é estou enlouquecida com a questão da hospedagem. Tô pensando em reservar pelo airbnb, mas tô buscando referências seguras. Um abraço.
  9. Oi Marcos!!! Desculpe ter te incomodado no face. Logo depois encontrei seu relato aqui e, diga-se, ADOREI!!!!! Tem, praticamente, todas as informações que eu precisava. Muito bom mesmo!!! Parabéns!!! Eu tenho uma duvidazinha ainda....rsss..... nos Hostels que vc ficou, nos quartos coletivos, tem armários?? A gente pode deixar as comprinhas guardadas em segurança?? Estou me organizando para ir em 2012, tão logo o Mellhores Destinos divulgue uma boa promoção como àquela da Philadelphia....rsss.... Eu queria ter comprado, mas como não tinha passaporte e, tampouco, o visto...rsss.... Bem, mas agora está tudo certo. Tô só esperando uma boa promoção. Vou com a minha filha e estou pensando ficar num Hostel em quarto coletivo mesmo, pois sai bem mais em conta, mas tenho esta dúvida com relação a guarda da bagagem, se é seguro e tal. Por aqui, já me hospedei algumas vezes em Hostel, mas sempre em quarto individual, daí bate um pouco de insegurança com relação aos quartos coletivos... Mais uma vez PARABÉNS PELO RELATO!! Ah, e boa viagem!! Imagino que deva estar aproveitando bastante por aí... Itália é mais um dos meus sonhos....rsss... Valeu!!!
  10. Oi Ricardo!!! Muito obrigada pelo elogio, mas para mim o seu relato é campeão, acho que foi porque aproveitei suas dicas para minha viagem....rssss..... Eu fiz questão de escrever porque é tão bom chegar aqui e tirar todas as nossas dúvidas. Adoro este site. Então, espero que o meu relato possa ajudar um pouquinho outros colegas como o seu me ajudou. E como outros relatos me ajudaram como quando fui para Morro de São Paulo na Bahia. Conhecer as cataratas era mais um dos meus sonhos de viagem que consegui realizar. Ainda faltam alguns na minha lista..rsss... AMEI as cataratas!! E como você bem disse "é um paraiso"!!! Espero um dia voltar. Um abraço.
  11. Oi Marcos!! Obrigada pelo elogio. Eu adorei também o Gran Aventura!!! Eu não consegui eleger meu lado favorito, gostei dos dois. Para mim se complementam, sem completam, sei lá.....rsss.... Acho uma pena quem vai apenas em um dos lados. Espero um dia voltar. Um abraço.
  12. Muito obrigada Color Mundi pela dica. Vou pensar nisto. Por enquanto é só um projeto que não sei quando poderei realizar. Valeu!!!
  13. Oi Fernanda. Eu cheguei a te mandar um e-mail, mas acho que vc não deve ter recebido. De toda forma, infelizmente, não poderei realizar esta viagem este ano. Vou deixar o roteiro aqui até o dia de poder realizá-lo... Bjs.
  14. Divido com vocês algumas fotografias para ilustrar o meu singelo relato. Um pedacinho da minha deliciosa viagem. [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110625012546.JPG 500 375 Legenda da Foto]Vista do lado brasileiro. Lá do outro lado fica o parque argentino.[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110625023834.JPG 500 375 Legenda da Foto]Beleza indescritível!!![/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110625013134.JPG 500 375 Legenda da Foto][/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110625034728.JPG 500 375 Legenda da Foto]Quatis.[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110625013619.JPG 500 375 Legenda da Foto]Nosso transporte para o parque argentino.[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110625014208.JPG 500 375 Legenda da foto]Em frente ao Dutty free na aduana argentina.[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110625014715.JPG 500 375 Legenda da Foto][/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110625015207.JPG 500 375 Legenda da foto] Embarque no Gran Aventura [/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110625015901.JPG 500 375 Legenda da foto]...pela floresta...[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110625020434.JPG 500 375 Legenda da Foto]Na trilha que vai até Puerto Macuco.[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110625020912.JPG 500 375 Legenda da Foto]Puerto Macuco[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110625032454.JPG 500 375 Legenda da Foto]Desembarque na Isla San Martin.[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110625033319.JPG 500 375 Legenda da Foto]Salto San Martin. O barco vai até lá embaixo. Dá um medo, mas o banho é uma delícia!!![/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110625034216.JPG 500 375 Legenda da Foto]Uma das maravilhas que encontramos no parque. O curioso foi que a minha filha começou a assoviar para ele e ele respondeu e ficou nos acompanhando pela passarela. Foi um dos momentos inesquecíveisl!![/picturethis]
  15. Oi Ricardo!! Postei meu relato (foz do iguaçu maio de 2011), quando tiver um tempinho passe lá e dê uma lida. Alguns dos meus comentários foram, praticamente, idênticos aos seus... rsss..... sem qualquer plágio ok?? Mas a impressão do lugar foi a mesma. Mais uma vez, valeu pelas dicas!! Um abraço.
  16. Olá pessoal!!! Estive em Foz do Iguaçu nos dias 28 e 29 de maio. Dois dias inteiros muito bem aproveitados. Os dias foram ensolarados. Não fez calor durante o dia, mas também não fez frio. Por volta das cinco da tarde a temperatura começou a cair, ficando, à noite, entre 9 e 10 graus. Saí do Rio no voo das 21:10 horas. Fiz escala em Campinas, conexão em Curitiba e 01:20 da manhã cheguei em Foz e por volta das duas da manhã cheguei ao Hostel. Antes de viajar li o relato do ricardo_soares que muito me ajudou e recomendo a todos, pois creio que não terei a mesma habilidade que ele para descrever a minha viagem, mas prometo me esforçar. Bem, pegamos um táxi no aeroporto até o Hostel que nos custou R$ 26,00. Achei o preço bom, mas o atendimento dispensado pelo taxista PÉSSIMO!!! Começou com ele quase deixando minha amiga do lado de fora. Ele arrancou com a porta aberta e ela teve que, praticamente, saltar para dentro do carro. Depois ele acelerou como um louco já saindo do aeroporto e assim foi pela Rodovia das Cataratas, sem a menor necessidade, pois o trajeto a ser percorrido era de uns 5 ou 6 Km, bem perto. E mesmo que fosse mais longo não justificaria tamanha pressa. Eu, morrendo de medo. Lá pelas tantas ele disse que era para desculpá-lo, mas que estava correndo, pois tinha que voltar logo para o aeroporto pois haviam chegado 4 aviões juntos. Ora, francamente, achei uma falta de respeito. Ele não nos atendeu bem, colocou nossa vida em risco e por pura ganância. Concordo que o taxista tem que trabalhar e tal, mas pôxa aquilo não é jeito de atender. Eu ia reclamar no aeroporto, mas não deu tempo, infelizmente. Não recomendo os táxis do aeroporto, mas para quem precisar utilizá-los, fiquem de olho no velocímetro. A Rodovia das Cataratas, pelo menos no trecho que trafeguei, é ótima, mas um prato cheio para um acidente em alta velocidade. Hospedagem: Hostel Paudimar Campestre localizado no Km12,5 da Rodovia das Cataratas, bairro Remanso Grande. http://www.paudimar.com.br Escolhi este Hostel em razão do acesso fácil ao aeroporto e às cataratas tanto brasileira como argentina. A diária para 3 pessoas em quarto com banheiro privativo foi de R$ 130,00. O café de manhã era bem básico, mas considerando que em casa é difícil tomar um café da manhã de hotel 5 estrelas, estava de bom de tamanho. Eles foram um tanto desorganizados com a nossa reserva, pois pedimos quarto com TV e frigobar e nos colocaram em quarto sem TV. Mas este nem foi o maior problema. O pior foi não terem registrado o depósito que fizemos antecipado e terem colocado o nome da reserva em nome de outra pessoa e como se fossemos ficar 1 semana. E quando solicitamos a correção o recepcionista ficou teimando com a minha amiga duvidando do nome dela e de que ela não era ela (coisa doida). Ah, também teve o fato da minha amiga ter combinado com a pessoa que fez a reserva de que pagaríamos apenas 2 diárias, pois chegaríamos de madrugada e sairámos de madrugada, mas na hora de pagar eles cobraram as 3 diárias, não teve jeito, pois como era fim de semana a pessoa que tinha passado a informação não estava lá. No final das contas o gerente contabilizou o nosso depósito e pagamos pelas 3 diárias. DESTAQUE POSITIVO: A lanchonete que serve uma comidinha gostosa por R$ 12,00 e a localização, pois apesar de estar longe do Centro e longe do Comércio é perto do aeroporto e das cataratas. Para quem fica pouco tempo como nós, ganha-se um bom tempo com o curto deslocamento. NEGATIVO: As tolhas e os cobertores são bem fraquinhos. Pelo menos no quarto 24, que foi o que fiquei, eram ruins. Eu sempre levo minha toalha de banho, mas desta vez esqueci. Portanto, recomendo a quem for se hospedar por lá que leve sua toalha. Ah, e para quem gosta de acampar, o Hostel tem área de camping. Havia alguns turistas estrangeiros acampando por lá. Aliás, só os estrangeiros mesmo para aguentar o frio que estava à noite. Mesmo com os contratempos se tivesse que voltar à Foz agora, ficaria neste Hostel mesmo, pois o custo-benefício no final das contas valeu à pena. [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110605023530.JPG 500 375 Legenda da Foto]Área logo após a recepção do Hostel.[/picturethis] No dia 28/05 acordamos por volta das 08 da manhã, tomamos o café e partimos para o Parque das Aves. Saímos do Hostel pelo ônibus que chamam de Alimentador e que deixa na Rodovia. Este ônibus é grátis. Na rodovia, enquanto esperávamos o ônibus para o Parque das Aves um táxi passou e ofereceu nos levar. Pagamos R$ 10,00 (preço justo diante do curto percurso). Gostei do Senhorzinho que nos levou (Seu José). Como o Ricardo_Soares relatou, o Parque é lindo!!! As aves são bem cuidadas. E com uma hora e meia, duas horas dá para ver o Parque numa boa. http://www.parquedasaves.com.br Ingresso: R$ 18,00 e sem desconto para estudantes Funcionamento: De 08:30 às 17:30 horas DESTAQUES NEGATIVO: Nenhum. Nada a ressalvar ou reclamar POSITIVO: Tudo. A diversidade de espécies é incrível!! Muito lindo, sobretudo, para quem vive nos grandes centros. Pessoal, a Arara azul é LINDA!!! Ah, os Tucanos merecem destaque também, muito dóceis e amistosos. Enfim, a visita vale muito à pena. Após a visita seguimos para o Parque Nacional do Iguaçu que fica, praticamente, em frente ao Parque das Aves. Como mencionado pelo Ricardo o Parque oferece uma excelente infra-estrutura, a entrada é bonita!! Quem tem cartão Itaú paga 50% do valor. O trajeto dentro do Parque é feito através de ônibus. Descemos na parada que leva ao 1º Mirante. É muito interessante este percurso, pois as cataratas vão se revelando aos poucos, em doses homeopáticas, eu diria. A gente vai saboreando, pouco a pouco, àquela beleza toda. É mágico!!! Impossível não parar a toda hora para fotografar todos os ângulos, meio que para eternizar tudo o que se vê, tudo o que se descortina à nossa frente. Seguimos com os olhos brilhantes, feito crianças. E aqui, digo por mim, quando cheguei à passarela na garganta do diabo tive até vontade de chorar. Enquanto escrevo este singelo relato, fechei meus olhos por alguns segundos e me transportei para àquela maravilha. Pessoal, é muito lindo!!! Nada que eu escreva ou até mesmo se postasse aqui todas as fotografias que fizemos, seria suficiente para descrever o que é aquele lugar. Só estando lá mesmo para sentir a energia que emana da natureza. Como disse no facebook e comentei no relato do Ricardo, todo brasileiro tinha que ter o direito de visitar as cataratas do Iguaçu ao menos uma vez na vida. Nossa visita do lado brasileiro durou, aproximadamente, 3 horas. Fotogramos todos os ângulos que nos foi possível. Às 16:20 já estávamos no ônibus, pois pretendíamos fazer um voo de helicóptero sobre as cataratas. Eu morro de medo de voar. Voo de avião porque não tem jeito mesmo e voar de helicóptero para mim era coisa completamente fora de cogitação até então. Pois bem, venci meu medo e passei deliciosos 10 minutos sobrevoando o Parque e as Cataratas. Lá de cima pudemos ver uma imensidão de verde que àquela hora, cinco e pouca da tarde, era de um verde escuro intenso. Um mar de árvores. E à minha esquerda seguia o Rio Iguaçu, largo, manso até desaguar com toda a sua força na gaganta do diabo. Sério, chego a ficar com lágrimas nos olhos só de lembrar... simplesmente LINDO!!! E assim fechamos com chave de ouro nossa visita ao Parque Nacional do Iguaçu do lado brasileiro. VALOR DO PASSEIO DE HELICOPTERO: R$ 180,00 por pessoa. DESTAQUES NEGATIVO: Nenhum. Nada a ressalvar ou reclamar POSITIVO: TUDO. LUGAR SIMPLESMENTE LINDO!!! MARAVILHOSO!!! INESQUECÍVEL!!! Enquanto esperávamos o ônibus, decidimos que iríamos ao Dutty Free em Puerto Iguazu. Uma pequena aventura. O cobrador do ônibus nos informou que era só descer em frente ao Hotel Mabu e ali atravessar a Rodovia (é meio arriscado, afinal é uma auto-estrada) para pegar o ônibus para Puerto Iguazu. O ônibus não demorou muito, mas deu um medinho, pois o ponto ficava em frente a uma construção abandonada. Também não lembro o preço da passagem, mas foi barato. R$ 20,00 deu para pagar a passagem de 3 pessoas e sobrou troco. Levamos uns 10 minutos, no máximo, até o Dutty Free. Já no Dutty Free ficamos enlouquecidas com os perfumes. Os preços valem muito à pena. E para quem gosta de bebidas, os preços também eram muito atrativos. Uma garrafa de Amarulla, por exemplo, estava custando U$ 11,00, o licor sheridan's U$ 2I,00, os Uísques, não me lembro (pois não comprei), mas o preço era muito bom também. Enfim, a visita ao Dutty Free valeu muito à pena também. Ah, e os pagamentos podem ser feitos em real, dólar, peso argentino e cartão de crédito internacional. Lembrando que no cartão tem a cobrança do IOF, mas mesmo com IOF compensa pela economia. Para terem uma ideia gastei U$ 196,66 no cartão e sobre este valor U$ 12,55 de IOF. No dia da compra o dólar estava cotado a R$ 1,75 e no fechamento do meu cartão R$ 1,59 (dei sorte). Foi um pouquinho complicado para voltar ao Hostel. Nove da noite e não há mais ônibus para o Brasil e conseguir um táxi também não foi muito fácil. Um motorista argentino queria nos cobrar R$ 50,00, bem caro pelo percurso que era. Um motorista brasileiro ia nos cobrar R$ 30,00 mas estava ocupado com um cliente e ia demorar. A solução apontada pelo taxista brasileiro foi atravessarmos a rua e aguardarmos na Aduana, pois sempre passam táxis brasileiros voltando vazios e porque ali era mais seguro para nós. E assim fizemos. Meia hora aguardando e eis que surge um táxi. Nos cobrou R$ 30,00. Ah, e qual não foi minha surpresa ao descobrir que era o mesmo carro que havíamos utilizado durante o dia, lembram, aquele do Seu José?? Coincidência...rssss... No dia 29/05 (domingo) acordamos cedo, pois tínhamos agendado com o Hostel ir às Cataratas do lado Argentino. A saída seria às 09:00 da manhã. O ônibus, uma jardineira, nos levou e nos pegou. Muito cômodo. O preço também foi muito bom, R$ 170,00 por pessoa e incluía o ônibus para ir e voltar, a entrada do Parque e o passeio gran aventura, daqui a pouco explico o gran aventura. Foi tudo muito bom. O grupo era legal, o motorista super-simpático. Um senhor argentino muito divertido que se intitulava o "Antonio Banderas"...rsss.... uma figuraça!!! Para entrar na Argentina não tivemos maiores problemas. Nosso motorista se encarregou de apresentar a documentação. Oportuno dizer que a coisa funciona assim, pelo menos conosco foi assim. Paramos na aduana brasileira e quem estava com filho menor de idade (era o meu caso) foi acompanhando o "Antonio Banderas" até a Polícia Federal. E para quem não sabe, filho menor acompanhado por apenas um dos pais tem que levar a autorização expressa do outro para sair do País. Além de mim, havia mais uma moça com o filho. Apresentamos as autorizações, os documentos de identidade e tudo certo. O agente da PF carimbou a declaração e fomos liberados. Ah, os demais passageiros do ônibus, mesmo os estrangeiros (eram 5, um alemão, 2 canadenses e 2 espanhóis) nem precisaram descer do ônibus. Da aduana brasileira trafegamos mais um pouco, acho que menos de 1 Km e paramos na aduana argentina. Mais uma vez o "Antonio Banderas" munido dos documentos foi tratar da nossa entrada no País. Na aduana Argentina não precisei acompanhá-lo. Ah, importante também dizer que eu e minha amiga apresentamos nossa carteira de habilitação que foi aceita sem qualquer problema. Na aduana Argentina ficamos uns 20 minutos. Aproveitamos para tirar algumas fotografias e para sermos repreendindos por um policial argentino que ficou acenando dizendo que ali não era permitido fotografar. Dali seguimos até o parque argentino. Como disse o ricardo_soares, se não me engano, a estrutura da entrada não é como o parque brasileiro, mas percebi que eles estão em obras, então a tendência é melhorar. Dentro do parque nosso grupo se dividiu, pois alguns iam fazer, como nós, o gran aventura e outros iam conhecer o Parque de outras formas. O gran aventura consiste em seguir de caminhão pela floresta com um guia falando em espanhol e inglês até o leito do rio onde pegamos o barco para subir o rio iguaçu até bem próximo das cataratas. Desembarcamos na Isla San Martin e dali seguimos parque acima fazendo a caminhada pela trilha inferior (sobe bastante, cerca de 2,5 Km de subida) e a trilha superior. Infelizmente não conseguimos ir até a garganta do diabo, pois só é possivel ir de trem e o último parte às 16:10 hs. E o perdemos, mas como vimos a garganta pelo lado brasileiro e por cima no voo de helicoptero, não ficamos muito tristes não. Embarcamos no caminhão ao meio-dia. Seguimos por cerca de 8 Km dentro da floresta. Muito interessante!! Para quem vive na cidade este contato com a natureza é maravilhoso!!! Me senti numa deliciosa aventura. Desembarcamos do caminhão e seguimos por uma pequena trilha até chegar ao leito do rio. Eu gostaria de descrever o meu sentimento com a visão do rio iguaçu ali tão pertinho. A minha impressão não foi de achar o local onde pegaríamos o barco (puerto macuco) bonito ou feio, eu diria diferente. Me sentia em outro lugar e estava em outro lugar....rssss..... Ah, desculpem não sei bem descrever, mas foi tudo tão diferente... Colocamos as capas que levamos (muito importantes!!!! Não evitam que nos molhemos, mas protege bem), os coletes salva-vidas e subimos o rio até a Isla San Martin. Fomos até bem perto da garganta do diabo. Gente, que coisa linda!!! Vê-la assim, tão perto é indescritível!!! Do lado argentino tem o salto San Martin e o barco chega a entrar embaixo da queda. Nossa!! Que banho delicioso!! É claro que quem está nos primeiros bancos se molha um bocado. Como nós estávamos no penúltimo banco, o banho não foi tão grande assim. E acreditem, nem achei a água tão gelada. O passeio é todo filmado e quem quiser pode comprar o DVD ao final. Bem, da isla San Martin, seguimos pela trilha inferior por 2,5 Km. É tudo muito bonito!!! Podemos ver as quedas de vários ângulos. A subida é puxada para quem está fora de forma, mas vale muito à pena. Confesso a vocês que nunca tinha andado tanto na vida....rssss.... mas faria tudo de novo. Ah, nunca tínhamos visto tantos Quatis, aliás eu nem nunca tinha visto um Quati....rsss....Muito fofos!!! E acreditem quando lerem por aí que é para tomar cuidado com as sacolas, pois se bobearem, eles atacam. Os bichinhos têm um faro danado. Quase atacaram as sacolas que a minha filha carregava. Ah, o que mais posso dizer... levem lanche. Tem lanchonete no parque, mas eu achei a comida ruim e cara!!! Até agora estou me sentindo lesada. Paramos na lanchonete que fica na estação de trem na trilha superior. Comprei 2 sanduiches (grandinhos, diga-se), 2 refrigerantes e 2 saladas de frutas (horríveis!! Parecia feita com fruta industrializada). Paguei R$ 50,00 e tive 5 pesos argentinos de troco. MUITO CARO!!! Comemos com os Quatis ao nosso redor esperando uma oportunidade para atacar nossa comida. Parece que na entrada no parque tem uma churrascaria, mas não tivemos oportunidade de conhecê-la. Outra coisa que posso dizer é que os banheiros são bons. O parque fecha às 18:00 horas, mas antes deste horário encerramos nosso passeio. Cansadas e extasiadas com tanta beleza. DESTAQUES NEGATIVO: A comida que é ruim e cara. POSITIVO: LUGAR SIMPLESMENTE LINDO!!! MARAVILHOSO!!! INESQUECÍVEL!!! CONSELHOS: Roupas leves e adequadas para caminhada (tinha uma moça no nosso ônibus de bota com salto fino, logo no início o salto quebrou!!); levar uma muda de roupa; no passeio de barco trocar o tênis por um chinelo, do contrário ficará com ele encharcado o resto do dia; levar uma toalhinha (dica muito boa do ricardo_soares que esqueci de seguir); levar capa de chuva; levar lanche; protetor solar e repelentes (apesar de quê não fomos mordidas, mas é sempre bom previnir); um agasalho nunca é demais, principalmente, nesta época do ano. O vento do fim da tarde é bem gelado e, por fim, NÃO alimentem os Quatis. Para finalizar destaco que tanto o parque brasileiro como o argentino têm seus encantos. Para mim é difícil dizer qual é o mais bonito, sao visões diferentes, ângulos diferentes de um mesmo lugar. Se não me engano, o ricardo_soares também comentou isto. Sem contar também que há quedas que não podemos ver do lado brasileiro. Recomendo que conheçam os dois lados, pois um complementa o outro. Quanto ao passeio de barco subindo o rio, como dito acima, acho que saiu mais em conta pelo lado argentino. Bem, acho que é isto. Espero que a minha narrativa possa ser útil para alguém, mas torno a dizer a narrativa do ricardo_soares é show!! Recomendo.
  17. Marcos, desculpe a intromissão. Estive em Foz faz uma semana. Os dias estavam ensolarados e lindos!! Durante o dia não fez frio, mas tb não fez calor. Para vc ter uma ideia caminhamos um bocado e minha filha o tempo todo de camisa de malha de manga comprida e sem suar. Por volta das cinco da tarde a temperatura começa a cair. Pegamos entre 9º e 10º graus à noite. Um bom friozinho. BOA VIAGEM!!
  18. Oi Ricardo!!! Voltei de Foz e foi tudo como vc descreveu aqui. Vou escrever meu relato e desde já peço licença para apresentar o destaque e o ponto negativo, exatamente, como vc fez. Achei perfeito!!! A propósito, basicamente, a única diferença entre nós foi que eu fiz o passeio pelo lado argentino e vc pelo brasileiro e eu não fui ao Paraguai. Assim como vc me sinto orgulhosa de viver num País tão lindo como o nosso. E como eu disse no meu facebook, acho que todo brasileiro deveria ter o direito de ir às cataratas ao menos uma vez na vida. Ah, e quanto ao documento entrei com a carteira de motorista e foi tranquilo. A da OAB não podia mesmo. No mais agradeço pelas dicas valiosíssimas!!! Espero que esteja aproveitando bastante a sua atual viagem. Um abraço.
  19. Excelentes as informações aqui. Estou indo no próximo dia 27. Ficaremos apenas o fim de semana como você ficou. E valeu muito ler o seu relato, pois confirmei que dá para fazer o que eu tenho mente. Igual ao seu planejamento. Valeu muito também por saber sobre o documento para entrar na Argentina. Não consegui fazer identidade nova, mas minha carteira de mototrista e a carteira da OAB são novas. Acho que vai dar certo. Valeu!!
  20. Estou a 60 Km do Rio e alguns destes lugares eu não conheço ainda. Estive no Rio semana passada com amigas paulistanas e foi uma pena que não deu para fazer metade dos passeios que fez. PARABÉNS AS DICAS ESTÃO ÓTIMAS!!! Vou recomendar seu relato e me socorrer a ele de vez em quando. Ah, e tenho uma informação a acrescentar. No trem para o Cristo Redentor clientes ITAUCARD também pagam a metade. Assim como a meia eles tb não divulgam, mas fica a dica.
  21. Oi Excalibur!!! Obrigada por responder. Vou mandar um e-mail sim. Se der para ajeitar um colchão vai ser bom. Depois conto aqui se vou ficar lá mesmo. Ah, agora que vi que vocês são do RN. Estive em Natal e adjacências há 3 anos. Adorei!! Valeu!! Um abraço.
  22. Oi Excalibur!! Tudo bem?? Adorei o seu relato de viagem!!! Viajarei somente em julho do ano que vem, mas já montei o meu roteiro - EUROPA: ITÁLIA-PARIS E LONDRES - bem adorei sua indicação sobre o estúdio em Paris, pois como pretendo ficar 1 semana por lá.... já vi as fotos no site, bacaninha!! Minha dúvida é: o estudio que ficou acomoda 4 pessoas (2 moças e 2 adolescentes)??? É que vi que tem uma cama de casa e teria a opção de um colchão... Valeu!!
  23. Oi Marcos DM. Muito obrigada por opinar. Vou ver se consigo incluir mais um dia Roma. Tenho que conversar com a minha amiga sobre o roteiro e de repente dará para incluir. Quanto ao "dever de casa"... ah, li alguns relatos de viagem e entre eles, o seu, que, diga-se, ADOREI!!!....rsssss....acho que deu para aprender um cadinho....rsssss..... Valeu!!!
  24. Ah, corrigindo: agora que vi que o Luciano indicou Ônibus de Itaparica até Valença. Já vi algumas pessoas comentando que esta opção é boa e sem contar que bem mais barata que a que utilizei. Boa sorte!!
  25. Oi DANi !! Estive em Morro de São Paulo em novembro passado. AMEI O LUGAR!!! Hospedagem próxima ao terminal marítimo do mercado modelo tem o Hotel Chile - http://www.chilehotel.com.br/ Não é lá um 5 estrelas, mas quebra o galho. Mas aviso tem uma escadaria de lascar. O problema será vc ir do aeroporto até lá e ainda mais que chegará tarde. Quando eu fui contratei um motorista, mas éramos 7 pessoas e ele fez um bom preço. Vou deixar a indicação: O nome dele é Marcelo. Ele é muito gente boa. Honesto, de confiança. Ele pode ser encontrado no orkut. Tem até depoimento meu lá de agradecimento. Segue o link do orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=15715189433607095194 Quanto ao transporte para MSP eu fui pela forma mais cara e demorada, mas pelo menos não tive o problema de enjoar. Da forma como o Luciano informou aqui em cima, as pessoas costumam passar muito mal no catamarã. A média de viagem é de duas horas e meia. Quando fui levei três horas aproximadamente, mas ninguém ficou enjoado que era o meu maior medo. Paguei R$ 70,00 ou R$ 75,00, agora não lembro bem. Sai num barco do Terminal do Mercado Modelo e fui até Itaparica (uns 30 a 40 min, pois o barco era muito lento). De lá pegamos uma van e fomos até um lugar chamado Ponta do Curral, próximo ao Município de Valença (umas 2 horas mais ou menos de viagem tranquila). Pegamos uma lancha rápida (uns 15 min.) e chegamos a MSP. Se vc for do tipo que enjoa no mar recomendo ir desta forma, agora se não tem problemas vá como o Luciano indicou. O lugar é lindo e vale à pena. Estou louca para voltar.
×
×
  • Criar Novo...