Ir para conteúdo

mbenven

Membros
  • Total de itens

    8
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Bio

  • Ocupação
    Analista de Desenvolvimento
  1. Quero voltar à Bonito na mesma época que a Nanci vai, próximo de junho, para fazer os passeios que ainda não fiz e tentar ver uma sucuri nas flutuações. Como a Nanci falou, o planejamento antecipado pode evitar perda de tempo depois. Planejar tudo, minuciosamente, também é loucura, mas o básico sempre é válido. Eu reservei hotel e todos os passeios antes de chegar em Bonito e não precisei me preocupar com isso enquanto estive na cidade. Para os que ficam em hotel, façam suas reservas pela CVC. Você paga cerca de 20% a menos que a tarifa balcão e pode pagar em até 6x no cartão sem juros
  2. Ramon, dependendo de onde vai sair, sugiro a você conhecer, no Rio Grande do Sul, a região dos cânyons (Itaimbezinhom e Fortaleza), a praia de Torres e as cidades de Gramado/Canela e Porto Alegre. Um roteiro interessante seria chegar em Torres e conhecer a praia por um ou dois dias. Depois, pegar a estrada que leva à Praia Grande bem cedo da manhã e ir até a região dos cânyons, que é bem próxima de Torres. Tire o dia todo para conhecer os cânyons do Itaimbezinho e Fortaleza. Durma em Cambará do Sul. No dia seguinte, vá até Gramado e Canela e você, além de conhecer essas cidades, também pas
  3. Pois é Mataripe, sou de Porto Alegre e escolhi os passeios com base em uma matéria muito interessante que saiu no jornal que circula por aqui (Zero Hora) e nas dicas de um amigo que havia ido a Bonito no início de 2004. Agora que já estive em Bonito e vi a quantidade de outros passeios que existem, vou voltar em outra oportunidade, e em outra época do ano, para fazer passeios diferentes e repetir os que mais gostei. Sobre as características dos passeios, pelo menos na visão de um turista como eu, as três flutuações são demais, e cada uma tem as suas particularidades. Dizer que são igua
  4. Rodrigo, como não fiquei em albergue, acredito que pelo menos sobre os passeios posso lhe ajudar. Fiquei 6 dias em Bonito e, com os dias cheios, consegui fazer os principais passeios, conhecendo um pouco de tudo. Como são muitas as opções oferecidas pelas agências, procure variar e escolher diferentes modalidades, para conhecer o que há de melhor na região. Só pra você ter uma idéia, fiz o seguinte roteiro: 1º dia - GRUTA de São Miguel; 1º dia - GRUTA do Lago Azul; 1º dia - Aquário Natural, FLUTUAÇÃO c/ equipamentos; 2º dia - PASSEIO DE BOTE no Rio Formoso c/ Ilha do Padre; 2º dia
  5. Bem, voltei de Bonito fazem 10 dias. Se você for fazer um corridão, no estilo 5 ou 6 dias pra fazer o máximo de passeios possíveis e conhecer o que Bonito tem de melhor (como eu fiz), a grande jogada pra não desperdiçar dinheiro é alugar um hotel básico, com conforto suficiente para você dormir bem. Não dê muita importância em piscina, sala de jogos, essas coisas. Dificilmente você vai ter tempo para usufruir de outra peça do hotel que não seja seu quarto e sua cama. Saía todos os dias entre 6hs e 8hs da manhã e voltava acabado lá pelas 18hs ao hotel. Era o tempo para tomar banho, ja
  6. Douglas, Quanto à Gramado, no Natal a cidade está sempre lotada de turistas devido ao Natal Luz. Dessa forma, tudo é mais caro e os hotéis estão sempre cheios. Sugiro sair com a reserva fechada de SP, pois na hora somente os hotéis mais caros terão vagas. Opção boa é ficar em Canela. A cidade é vizinha à Gramado, os preços dos hotéis são menores e existem opções de turismo também, como o Parque do Caracol. Sobre Cambará do Sul, 3 visitas são imperdíveis: Cânion do Itaimbezinho, Cânio da Fortaleza e Pedra do Segredo. Passe antes na Secretaria de Turismo da cidade (casarão amarelo de mad
  7. Em Urubici, existem inúmeros atrativos turísticos, muito bonitos e praticamente inexplorados. A beleza é rara! A grande dica é contratar um guia na Secretaria de Turismo para não chegar lá e perder a viagem, como aconteceu comigo na 1ª vez que fui para lá. Há pontos em que a indicação de acesso inexiste, e outros atrativos se encontram dentro de propriedades particulares, como o Morro da Cruz. Se puderem, peçam pelo guia Cláudio, que foi quem me acompanhou. Muito atencioso, profundo conhecedor da região, que estuda os atrativos da cidade a um bom tempo. Para os que não tiverem mui
×
×
  • Criar Novo...