Ir para conteúdo

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para 'pico dos marins'.

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Mochileiros.com

  • Perguntas e Respostas
    • Perguntas Rápidas
    • Perguntas e Respostas & Roteiros
    • Cupons de Desconto
  • Relatos de Viagem
    • Relatos de Viagem
  • Companhia para Viajar
  • Equipamentos
  • Trilhas e Travessias
  • Nomadismo e Mochilão roots
  • Outras Formas de Viajar
  • Outros Fóruns

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


Sobre mim


Ocupação


Próximo Destino

Encontrado 85.977 registros

  1. Ilha do Sol achei muitobom, fazer aquela trilha até o outro lado, dormir na casa dos nativos, ver o pôr do sol no Titicaca, visitar o sítio arqueológico, indescritível. Com certeza voltaria la. Celso
  2. E aí pessoal. Refiz essa travessia e agora juntamente com minha namorada. Terminamos em Trindade e resolvemos seguir p/ a Praia de Camburi, já em Ubatuba. Passamos por algumas dificuldades. E que sirva de lição p/ as próximas. Saímos de São Paulo no feriado (07/09) bem de manhãzinha e chegamos em Paraty por volta das 14:00 hrs. Estávamos com dúvida se ainda conseguiríamos algum barco que nos deixasse na Praia do Pouso da Cajaíba, mas assim que chegamos no caís, encontramos uma escuna que estava retornando p/ o Pouso. Ela deixou o cais por volta das 14:30 hrs e na entrada do Saco do Mamanguá pegamos o mar um pouco revolto (foi um tal de sobe-desce onda) e chegamos no Pouso por volta das 16:30 hrs, chegando em Martim de Sá pouco antes das 18:30 hrs. Lá encontramos algumas barracas ao lado da casa do Sr. Maneco e outras próximas da areia da praia, onde montamos a nossa também e fomos fazer o jantar, apesar do Sr. Maneco vender P.F. O camping está em $5,00/pessoa. O dia seguinte amanheceu com um sol muito forte, mas em vez de aproveitarmos a praia, seguimos em direção a Praia de Ponta Negra. Saímos por volta das 10:30 hrs e chegamos em Ponta Negra às 16:30 hrs. A trilha até Ponta Negra é bem tranquila, podendo existir alguma dúvida no início da subida do morro p/ se chegar até a altitude de pouco mais de 600 mts. Logo depois do início da subida, existe uma placa de Ponta Negra, apontando p/ uma bifurcação. A partir daqui é só subida sem mais bifurcações. Em Ponta Negra existem 2 campings. Um de frente p/ a praia, pertencente a uma senhora idosa e com um bom lugar p/ barracas. O outro é o Camping da Branca, mas um pouco afastado da praia e com solo um pouco irregular. Ficamos no camping da senhora idosa, que está com valor de $10,00/pessoa, mas conseguimos um certo desconto (nada mais justo, pois não era feriado e nem fim de semana). Depois de montarmos nossa barraca fomos atrás de algum tipo de refeição, que incluisse peixe, mas não encontramos nada. O camping da Branca que também funciona como restaurante (é o que diz a placa) não tinha nada disponível também (mas que falta de espírito capitalista o pessoal dessa praia, viu). Tivemos de nos contentar com a nossa comida mesmo. No dia seguinte (Quinta-feira) saimos por volta das 11:00 hrs em direção a Laranjeiras, passando pela Praia do Antiguinhos e paramos um certo tempo na Praia dos Antigos p/ tomar um banho de mar. Na próxima Praia, a do Sono, encontramos várias barracas montadas na areia e uma fruta que nos fez perder um certo tempo: a pitanga. Fruta bem pequena e avermelhada que se assemelha a framboesa. Muito gostosa. Nessa praia também fomos abordados por dois senhores indagando se estávamos fazendo a travessia e coisa e tal, sem saber que essa conversa ia ser extremamente útil mais tarde. Continuando a caminhada, logo chegamos em Laranjeiras, no ponto de ônibus às 15:30 hrs e ficamos sabendo que só haveria ônibus p/ Paraty a partir das 16:30 hrs, mas como não estávamos a fim de aguardar 1 hora, resolvemos continuar na caminhada até a saída do condomínio e na bifurcação p/ Trindade, nosso destino naquele dia. Na estrada, tentamos carona, mas em vão e depois de já termos caminhado mais de 1 hora, resolvemos descansar um pouco, junto à estrada, mas adivinhem quem encostou p/ nos oferecer carona sem a gente pedir? Aqueles dois senhores lá da Praia do Sono. Eles estavam retornando para o Rio de Janeiro. Essa carona veio em boa hora e nos economizou uma caminhada de cerca de 1 hora ou mais até a bifurcação p/ Trindade, onde chegamos por volta das 17:30 hrs famintos e cansados e a primeira coisa a fazer era saciar a fome, já que estávamos a 3 dias comendo macarrão, sopa e salame. Depois disso ficamos em um camping da rua principal a $6,00/pessoa com direito a banho quente e visita de um pequeno rato no meio da noite à procura de comida (não chegou a entrar na barraca, mas deu p/ ver que ele tentava). Fomos dormir bem cedo, porque no dia seguinte (Sexta-feira) ainda tinhamos uma trilha pela frente, a Trindade-Camburi. Saimos bem cedo do camping, porque ainda queriamos aproveitar o final da tarde na Praia de Camburi. Paramos p/ tomar um café da manhã em um barzinho e seguimos em frente. Já eram por volta de 09:30 hrs. A Trilha Trindade-Camburi se inicia dentro do Camping da Torta, na Praia do Caxadaço. Entrando no camping,siga p/ à esquerda até atravessar um riacho. Poucos metros à frente a trilha cruzará com outro riozinho, que estará à esquerda. Siga pela trilha, sempre subindo e saia na 2ª bifurcação para a esquerda. Agora é só tocar para cima, porque a subida é bem acentuada e sempre com um rio a direita que logo será cruzado. Na altitude de pouco mais de 300 mts chegará a divisa de RJ/SP, onde existe um marco de concreto de aproximadamente 0,5 mt de altura, junto da trilha. Até aqui foram pouco mais de 1 hora desde a praia. Passado essa divisa, haverá ainda um pouco de subida e logo a trilha se estabiliza e cruzará com um pequeno riacho. Daqui p/ frente surgirão várias bifurcações para a direita, mas se vc quiser se manter na crista, siga sempre para a esquerda. As bifurcações para a direita conduzem a trilhas paralelas, mas em declives acentuados. Indo para a esquerda, vc terá sempre o costão como guia. Em uma dessas bifurcações, fomos para a direita e perdemos um certo tempo até retornar para a trilha correta. Fomos terminar a trilha, pouco depois das 15:00 hrs, sendo que o final dela é marcado por uma enorme plantação de mandioca. Não resisti e peguei algumas, pois poderiam ser úteis. Da Praia de Trindade até aquele ponto levamos cerca de 5 horas de caminhada com algumas paradas. Ao chegarmos na Praia de Camburi fomos para o Camping Ypê (o mais bem estruturado de toda a praia), mas não havia ninguém para nos atender. Resolvemos procurar outro camping e ficamos no Camping do Dadá ($5,00/pessoa em terreno bem plano). Como iríamos ficar até Domingo, resolvemos procurar algum lugar que vendesse refeições, mas por incrível que pareça não encontramos nada, mesmo nas barracas da praia. E a nossa comida acabando (é dificil quando se tem dinheiro e não tem onde se gastar, viu). Aí não teve jeito, tivemos que fazer uso da mandioca. Cozinhamos em pequenos pedaços e depois misturamos no macarrão e no pouco de salame que restava. Para o almoço do dia seguinte (Sábado) teríamos que procurar alguma refeição nas barracas da Cachoeira da Escada, localizada na rodovia. Na tarde de Sábado foi o que a gente fez, mas só encontramos uma porção de calabresa (foi o que nos salvou naquele dia), mas a coisa ficou pior quando retornamos p/ o camping. Ao chegarmos lá, encontramos nossa barraca rasgada na lateral por um cachorro e o salame e o macarrão do lado de fora. É, parecia que os cahorros estavam com mais fome do que a gente. Mas, ainda nos restou a mandioca (Ahhhhhhh, se não fosse a mandioca.....). Talvez se demorássemos um pouco mais, nem mais encontraríamos o salame e o macarrão. E como tinha sobrado um pouco de margarina, que tínhamos comprado para o café da manhã, resolvemos fritar a mandioca. E esse foi o nosso jantar. E p/ não dizer que tragédia pouca é bobagem, o Domingo amanheceu chovendo, sem qualquer expectativa de praia. Iriamos voltar p/ SP no ônibus das 16:30 hrs, então até dava p/ aproveitar a praia, mas sem chances. E a chuva nada de parar. Como o terreno do camping era plano, começou a acumular água em certos pontos e um deles era junto a nossa barraca e com isso começou a invadir a nossa barraca pela parte de baixo. Era muito pouco, mas incomodava e aí tivemos de sair e ir p/ a varanda da casa do dono do camping, onde aguardamos até a chuva parar (na verdade, só deu uma pequena trégua, pois ela sempre retornava). E aí não teve jeito, tivemos que pagar $10,00 p/ uma pessoa de carro nos levar até a Rodovia, já que não queriamos tomar chuva no caminho. Lá pegamos um ônibus até Paraty aonde chegamos pouco depois das 14:00 hrs e tiramos todo o atraso: fomos em um restaurante do centro histórico e nos fartamos com um belo almoço. Depois ainda passeamos pelo centro histórico p/ depois retornar a SP, onde chegamos por volta das 23:00 hrs. Abcs
  3. 2)um dos passeios 4 x 4 é o Refugio Neumeyer que leva até o vale Chal-Hua-Co. Depois tem uma caminhada na floresta até o Lago Verde. Este passeio pode ser de 1 ou 1/2 dia, mas como vc vai ficar só 3 dias, seria legal agendar logo apos a volta do Circuito Chico. ( Circuito Chico de manha, Refugi Neumeyer a tarde. 3) Outro passeio legal é Villa La Angostura + Cerro Bayo ( 1 dia inteiro) 4) O Cerro Catedral te consome o dia inteiro, mas é MARAVILHOSO!!!!!! Passaria uma semana lá! ( a minha turma é muito divertida e voltamos lá mais vezes, pois estava otimo!)
  4. Para quem leu o "No ar rarefeito" uma outra dica...acabei de ler "Alto Risco" que é uma visão da mesma tragédia por David Breashers (líder da expedição IMAX) que estava no Everest nos dias da tragédia, mas vendo de fora.... O livro aliás é uma biografia do cara.....bem legal de se ler.... Outro livro que lí recentemente e vou recomendar (aliás....já recomendaram aqui..) é O "SUL" de Ernest Shakleton...a viagem dos caras foi um absurdo!!!! Abraços e beijos Lucky
  5. E eles vendem para pessoas fora da Alemanha? pq tem uns dos EUA que só vendem se for comprado lá... até Crush
  6. Oi Jonas, farei este trecho no final de outubro em 30/10 (Istanbul-Bucharest) se puder ver pra mim agradeço. Achei o site de uma tal de air moldova, www.airmoldova.md, mas lá só tem os endereços dos escritórios deles. MAndei um email, vou ver se respondem. até Crush
  7. Pessoal, Pipa é um lugar maravilhoso, mas gostaria de recomendar no Rio Grande do Norte São Miguel do Gostoso e Sào José dos Touros, pra quem gosta de praia deserta e cidades pequenas. Quem quiser é só perguntar estive lá em Jan/04.
  8. Agora sim!! entrei no site e vi todas as informações sobre Roma e sua Legião. Muito interessante, eu me amarro em história! Aliás, você sabia que um dos maiores soldados da Legião Romana de todos os tempos foi o grande Anopheles, que dizimou milhares de inimigos com apenas uma beijoca! Não entendeu? O Anopheles é o mosquito transmissor da malária, doença que assolava a Itália da época, sobretudo o sul e que causava estragos em exércitos de outras regiões do globo. O nome malária, aliás, vem da expressão italiana para "mau ar" que, segundo o Senatus Populus Que Romanus, era fator principal de contaminação. Na sequencia dessa seção de cultura inútil, vem mais uma. Vou tentar colocar o texto sobre Portugal no tópico ainda esta semana, certo? Um abraço Thiago de Sa
  9. Isabela

    Trem da Morte

    Pior, eu viajei de primeira classe achando q ia me dar bem, doce ilusao..heheheh.... Tem q ir preparado pq era pra levar 16 hrs e levou 22 e o trem estragou no meio do caminho na maior escuridao so dava pra ver a luz das lanternas dos moradores no meio do mato, na hr foi bem apavorante, mas depois a gente acaba rindo disso. Acho q vale a pena a aventura. Bjos
  10. Patricia, obrigado pela ajuda, ela seria muito útil, mesmo porque ainda não tenho muita familiaridade com o Blog. Vamos nos manter em contato. Eu entendi que sua intenção era apenas usar um dos dois países como escala. A minha sugestão é justamente para que você estenda um pouquinho sua escala e faça dela um período de adaptação à Europa e descoberta de mais um novo país. Infelizmente, como comecei a viagem durante o inverno, mudei meus planos iniciais e desisti de conhecer a Escócia e seguir o quanto antes para o sul, para o calor! No fim, não adiantou muito, tive de caronar debaixo de neve e com -5ºC logo na primeira semana de viagem. Muitos escoceses moram na Irlanda, sobretudo no norte (Donegal), onde fiquei em julho de 2002. Todos diziam, na época, que as oportunidades de trabalho eram restritas e os salários bem inferiores se comparados com os da Inglaterra. Agora com a avalanche de poloneses e tchecos, não sei como deve estar a situação do país, mas imagino que não deve estar muito melhor do que na própria Inglaterra. Se antes os imigrantes dispostos a pegar qualquer emprego ficavam limitados aos felizardos que conseguiam burlar a imigração com um curso de inglês agora há uma orda de novos integrantes da UE se estapeando pra lavar os mesmos pratos! Isso não significa que tudo está impossível porque sempre a competência (com um pouco de sorte) se estabelece, as dificuldades, porém, aumentaram e a competição está mais acirrada. Ir a Escocia ou norte da Inglaterra, como Manchester ou Liverpool, foge da lógica da maioria, o que pode ser uma vantagem. A desvantagem é que viver em uma cidade como Londres é sempre o sonho, a chance de criar um momento único na sua vida. E isso, Ate logo, Patricia, obrigado mais uma vez; Thiago de Sa
  11. Olá Raquel, ter um problema de saúde não é agradavel em lugar nenhum, te deixa pra baixo, é ruim. Em Dublin, alem de ruim, é caro. Muito caro! Se houver alguma maneira de evitar essa visita, faça-o, por duas razões principais: além dos preços absurdos para os nossos padrões (uma consulta com um bom profissional não sairia por menos que 120 euros) os dentistas de lá são muito menos qualificados que os nossos, já que em muitos paises europeus, dentre eles a Irlanda, a odontologia é apenas mais uma das especializações da Medicina e não um curso independente como aqui. Além disso, Dublin não possui nenhuma escola de renome na área nem a vasta gama de problemas bucais da nossa população, o que reduz e muito a experiência prática desses profissionais. Pode ser que você dê sorte mas o normal seria se decepcionar. O dentista brasileiro é reconhecido como o melhor do mundo (tínhamos de ser primeiros em outra coisa que não futebol e acidente de trânsito) Como eu suponho que seus dentes sejam bens preciosos para você, caso o acompanhamento seja mesmo inevitável, peça ao seu dentista para solicitar detalhadamente o que precisa ser feito ou passe férias em Portugal, onde há fartura de dentistas brasileiros - fartura tamanha dada a diferença de qualidade que o fato quase causou um desentendimento diplomatico com o Brasil. É isso, Raquel, até logo! Thiago de Sa
  12. Olá Patricia, obrigado pela sugestão! Ja me disseram de criar um blog ou algo do genero mas acontece que falta tempo ate pra coçar as costas, fica dificil! E por que mais pessoas acessariam essas informações atraves de um blog?? A viagem foi um enorme aprendizado, sob todos os aspectos, e é recomendada a qualquer um, inclusive jornalistas de Brasilia! Quanto a sua viagem, eu acredito ser interessante vivenciar um novo pais, como forma de adaptação, ainda mais agora que a concorrencia por empregos na Irlanda esta nas alturas (apenas Irlanda e Inglaterra já abriram seu mercado de trabalho para os novos cidadaos europeus), algo que ja acontece a um tempo na Espanha e Italia, em razao dos imigrantes latinos e africanos (marroquinos, argelinos...). Sobre onde morar, eu nao trocaria a paella pela pizza sob nenhuma condição. A impressao que levo comigo e de que os espanhois sao mais receptivos, de uma cultura mais saudavel, ao contrario de muitos italianos, sobretudo do norte, que ainda persistem com essa idiotice xenófoba. Com certeza a Italia seria um excelente pais para se visitar. Nao se deve esquecer que eles elegeram o Berlusconi e isso deve significar alguma coisa... tudo bem, tudo bem, nós quase fizemos o mesmo com o Silvio Santos mas isso e outra historia... Enfim, va a Espanha! Seu nickname é o máximo (Pat Banner), seção nostalgia total! Você também deve se lembrar de Walter Zenga, Toto Schillati, Cannigia e Butrageño, sem falar do nosso glorioso Dunga, é claro. Até logo Thiago de Sá
  13. Acabei de comprar uma bolsa de selim da "Ação Pró Bike", ai vcs. me perguntam: "O que isto tem à ver c/ este tópico?" E eu respondo: O mesmo material que eles confeccionam a bolsa de selim, tbém. é usado p/ fazer os alforges deles, como eu gostei do material e da confecção da bolsa de selim, dá p/ ter uma idéia dos alforges que aliás é o mais barato que já vi R$ 136,00. A negociação foi tudo via e-mail, não comprei através do ML e nota 10 p/ o atendimento e envio. Agora só falta a bike p/ eu estrear a bolsa de selim. ahahahaah!
  14. Serjao, meu rei, vc eh o cara!!! Valeu mesmo pelas dicas, desculpa a demora para responder mas estou meio atolado no trab, sabe como eh; e em casa, a net que eu tenho nao tenho paciencia de acessar. Otima a sua observacao sobre o lance dos lugares, realmente vai ser isso mesmo; mais facil conhecer o que for mais perto depois que conhecer o mais longe. Aproveitando a sua dica, fizemos o seguinte roteiro: 1 - Natal - Buenos Aires 2 - 3 dias em Buenos Aires 3 - Buenos Aires - Ushuaia 4 - 3 Dias em Ushuaia 5 - Ushuaia - Torres del Paine (circuito completo) 6 - Torres del Paine 10 dias 7 - Torres del Paine - Santiago do Chile 8 - Santiago do Chile - Natal Contando o tempo de deslocamento e conexoes e sem imprevistos acredito que dara certinho uns 25 a 28 dias. Igualzinho a minha ideia inicial, nao? hehehe. Mas e o que da para fazer nesse tempo. E ai, o que c acha ? Abs Romulo Murdock In God we trust! quote:Originally posted by serneiva He... Demolidor, ta ficando dificil, mas, vou lhe dar a minha opiniao. Para vc visitar sua mana e sua esposa conhecer a serra gaucha, la se vao uns quatro dias, se nao vc nao ve nada. Eu sempre em minhas viagens fui direto para o lugar mais longe, e vim voltando parando para conhecer, se o tempo nao fosse o suficiente os lugares que nao conheci estariam mais proximos, e portanto mais facil de voltar uma outra vez. Por isso se tiver voo, acho que deves ir direto para Ushuaia sem parar em BUA se sobrar um tempo pare na volta, ou em uma proxima viagem. Procure saber direitinho sobre como ir de Ushuaia para Punta Arenas, parece que nao tem onibus todos os dias e eu so consegui o nome de duas empresas que fazem este trajeto, EMPRESAS TECNI AUSTRAL (ARGENTINA) O BUSES PACHECO (CHILE). Serjao id="quote">id="quote">
  15. luflor

    Trem da Morte

    Toma cuidado por que sempre tem um pessoal de agencias em porto suarez (a cidade da fronteira) dizendo que você não vai conseguir passagem e tentam te vender por uma taxa as passagens, eu cai nessa e o trem estava vazio. Pullmam eh a melhor, a primeira eh a pior e a segunda (eu viajei na volta) eh terrivel. Tem um trem que sai mais tarde que tem um vagão cama e me disseram que tem até vagão restaurante, ele eh mais rapido ~mas eh mais caro. Eu acho que ir no pullmam eh super tranquilo. ate onde eu sabia o tem um trem que sai as 15hs e esse eh o mais lento eque não tem trem cama. O que sai mais tarde eh o mais rapido. Essa info eu tenho do começo desse ano, não sei se mudou alguma coisa. O tempo dos das 15hs era de 20 horas de viagem........... fui Luana
  16. Olá John, Portugal é um lugar muito interessante para se visitar pois apresenta muito da nossa propria historia, alem de ser divertido perceber muitas das caracteristicas tipicas dos brasileiros naquele povo atarracado. Os pontos fortes ficam por conta de Lisboa, Faro e a região de Beja e Évora. Porto tambem vale uma visita mas nada muito demorado. Viver em Portugal, contudo, nao e a melhor opcao, sao muitos os brasileiros por la, poucas as chances de emprego, tanto que os proprios portugueses migram para paises mais ricos da Uniao Europeia. Ja a realidade espanhola, apesar de nao estar muito distante, é um pouco melhor, sobretudo pela qualidade de vida e, no seu caso, pela grande tradição na arquitetura e nas artes (Gaudi, Calatrava, Dali...) alem da maior proximidade geografica, politica e cultural com outros paises (França, Inglaterra...) Para viver, como disse no ultimo texto, sugiro Barcelona. Caso voce queira arriscar a sorte, a costa sul do país vive um momento de efervecencia economica, todas as pacatas e lindissimas cidades praianas estao se convertendo em um grande canteiro de obras, prato cheio para um arquiteto de ideias inovadoras, nao? Algumas cidades: Almuñecar, Salobreña, Mallorca. Outra opcao seria procurar algum curso em uma das universidades espanholas - dessa forma, voce incrementaria o curriculo e se adaptaria melhor ao lugar, com mais chances de ingressar no mercado de la. Confira esses sites: Universidad de Granada www.ugr.es Universidad de Salamanca www.usal.es Universitat de Barcelona www.ub.es Espero ter ajudado, mais duvidas e so perguntar certo? Ate logo, Thiago de Sa
  17. Olha em Budapest vc pode pagar na maioria dos lugares em Euro. LA nas ruas tem muitos cambistas mas va a casas de cambio que tem muitas. MAs verifique acotação em algumas a vc tera uma media. Vale a pena.
  18. O CLIMA Quando planejamos uma viagem, um passeio de um dia ou a escalada de uma grande montanha, é comum que abordemos a questão do clima, tentando antever situações que poderemos encontrar, para que possamos prevenir vestimentas e acessórios adequados. Conforto térmico pode ser a diferença entre lindos e terríveis momentos. Uma pessoa que sentiu frio durante toda uma escalada não terá boas lembranças, principalmente se passou noites geladas em seu saco de dormir ou caminhou com a roupa encharcada. Por isso é obrigatório ter em conta o local que visitará e as temperaturas e o clima em geral que será enfrentado. Ou seja, não basta saber a temperatura habitual do lugar, mas até onde ela pode diminuir. Se ela aumentar , você vai tirando roupas, mas se vai abaixando, pode ficar sem ter o que por... Desta forma, nunca use mais roupas do que a temperatura requer, se você sentir-se confortável com duas blusas, não ponha a terceira para ficar mais "quentinho", pode ser que mais tarde fique mais frio e você não tem mais nada pra botar.. As horas mais frias do dia são próximas ao amanhecer a ao entardecer. No montanhismo, é comum sermos surpreendidos por drásticas alterações climáticas sempre nestas horas do dia. Se você planeja ir a uma montanha, campo de gelo ou deserto, e erra na escolha de seu equipamento, pode experimentar uma gama de situações que vai desde pequenos desconfortos, doenças, congelamento de membros até a hipotermia. Dependerá do local e do clima que estiver fazendo quando você estiver lá, além de suas condições de saúde e adaptabilidade à altitude e ao frio. Se ao frio se associar uma grande altitude, que traz consigo menor pressão atmosférica e o oxigênio mais rarefeito, a combinação muitas vezes pode resultar trágica, se não obedecermos a uma série de princípios. Outro elemento que contribui para a piora ou melhora do clima é o vento. Se estivermos apreciando um tranqüilo final de tarde, sem vento, está quase friozinho, e de repente, o sol se põe, entra aquele vento moderado... já fica difícil ficar só de camiseta... Por vezes, em lugares como a patagônia ou em grandes montanhas, o vento não nos afeta apenas acentuando o frio, mas empurra para trás, (ou para frente, ou para os lados ou nos jogando no chão), faz grande barulho nas abas do capuz, minando a resistência psicológica e aumentando consideravelmente o esforço para caminhar. ALGUMAS PEQUENAS DICAS PARA EVITAR FRIO EM CAMINHADAS: 1-Nunca durma de cabelo molhado 2-Chegando ao destino da caminhada, troque imediatamente a roupa que estiver suada 3-Nunca exponhas seu pescoço ou costas ao vento frio, use sempre lenço ou gorro de pescoço. 4-Cerre completamente seu saco de dormir, inclusive o colar térmico. Nos sacos de dormir, seu próprio calor corpóreo que esquentará o ar de dentro do saco, ou seja, o saco é um mero isolante. 5-O isolante térmico no chão é absolutamente indispensável. 6-Estar bem alimentado e hidratado ajudará seu corpo a esquentar-se, uma boa comida quente é capaz de milagres no frio. Clima na patagônia: Em el chalten e torres del paine o clima é uns dos mais imprevisíveis que se possa encontrar no planeta. De uma gama de sol e 25ºc até neve e -10º, você pode encontrar tudo: vento e sol, ventania e neve, furacão e chuva, furacão e sol, furacão e neve, sol e brisa...Um grande caleidoscópio climático. Isto se explica em grande parte pelo fato de as suas regiões estarem coladas ao campo de gelo sul, que é uma imensa massa de gelo, que possui micro clima próprio e em geral é ruim! Além é claro de se encontrarem em latitudes muito baixas, sendo também atingidas por frentes frias antárticas. Esse clima imprevisível poderia ser um empecilho, mas na verdade é o que torna essa região tão fascinante e bela.
  19. Eu acho difícil andar em Veneza, porque os mapas nunca sao completos, e sou daquelas que gosto de andar bastante, saindo da rota dos turistas. Aquelas placas ajudam muito, pois essa rua com certeza está no mapa e voce se acha de novo. Acho que veneza dá pra conhecer em um dia ser visitar museus, acho 2 dias melhor. Quem for para Roma nao deixa de ir para Tivoli, é muito 10 lá. Adriana.
  20. Ola Traveler, quais as novas do pampas? Como disse à Fernanda no texto anterior, eu morei oito meses na Irlanda, mais precisamente em Dublin, e viajei pela Europa por quatro meses, passando por onze paises, alem da propria Irlanda e da Irlanda do Norte. Voltei ao Brasil no final de junho e aproveitei as ferias para viajar um pouco com a familia. Fui a Goias, Tocantins, acampei as margens do Rio Tocantins, passei uns dias em Sao Jorge, na maravilhosa Chapada dos Veadeiros, mais uma semana respirando a aridez de Brasilia, até que, por fim, baixei acampamento permanente em Sao Paulo, onde trabalho como Personal Trainer e professor de Inglês e Português para estrangeiros. É isso. De todos os lugares que visitei, o melhor país para se viver é, sem dúvida, a Espanha. Das cidades espanholas, minha preferencia pessoal fica por Barcelona, sem descartar outras excelentes possibilidades como Granada, Madri, Cádiz, Salamanca, La Coruña, Santiago de Compostela... depende do que te atrai. Barcelona, na minha opiniao, alem de bonita e organizada, com muitas atrações de lazer, tem um povo bonito e feliz, que sabe dosar bem diversão, trabalho, filantropia, festas e tradição. Cada cidade tem seu atrativo, escolha a sua. Ate logo Thiago de Sa
  21. Olá Fernanda, que bom que gostou das dicas e dos textos, fico contente! A minha viagem de quatro meses compreendeu os seguintes paises: Irlanda, Pais de Gales, Inglaterra, Espanha, Marrocos, Portugal, Espanha de novo, Belgica, Holanda, Luxemburgo, Alemanha, Polonia, Republica Tcheca, Alemanha de novo e, finalmente, Brasil. Alem disso, durante o periodo em que vivi na Irlanda, aproveitei pra conhecer bem o pais e seu vizinho, a Irlanda do Norte. Seu roteiro é tentador, passa por alguns lugares que, por pura falta de tempo, preferi visitar numa outra oportunidade. Quanto tempo voce tem pra fazer toda essa maratona? Como sugestao, eu reduziria o tempo ou mesmo eliminaria alguns países e aproveitaria para conhecer Praga que, ao lado de Paris e Edimburgo, é considerada uma das mais belas cidades europeias. Na Austria, se voce gosta de natureza, belas paisagens, nao deixe de ir ao Tirol, oeste do pais. Se sua prioridade e Viena, aproveite a proximidade geografica e os preços convidativos da Hungria e vá conhecer Budapeste. Nao se esqueça que com a entrada da Hungria na Comunidade Europeia nós brasileiros nao necessitamos mais de visto para entrar no país. E isso, mais duvidas, estamos por aqui! Ate logo, Thiago de Sa
  22. Comparação dos tratamentos de água: Método/Patogenia | Protozoário | Bactéria | Vírus Ferver (3/10 min) | Sim | Sim | Sim Iodo |A maioria exceto |Cryptosporidium | Sim | Sim Dióxido de Cloro | Sim | Sim | Sim Filtro (1 micron) | Sim | Não | Não Filtro (0.2 micron) | Sim | Sim | Não Filtro (0.5 micron) | Sim |A maioria exceto| Campylobactor | Não Filtro(1 micron ou menor usado com iodo)| Sim | Sim | Sim Hugo de Castro www.clubedosaventureiros.com
  23. Peguei o trem da morte tem um mês, e achei super tranquilo. Não me senti ameaçado em nenhum momento. É claro que ficamos ressabiados em alguns momentos, mas nada demais. Conforme disse a Naja, é uma excelente oportunidade de interação com a cultura local, o que pelo menos era um dos meus objetivos na viagem. Bruno Scarpelli
  24. Eu e minha mulher andamos de gôndola por 40 Euros em maio do ano passado, preço chorado, por uns vinte e poucos minutos. Mas valeu. Quanto ao que fazer em um dia, os pontos mais famosos são a pça San Marco, ponte dos Suspiros e a ponte Rialto. Na praça San Marco suba no campanário para ter uma visão "aerea" da cidade e visite a igreja. Dá para fazer tudo à pe, e é muito legal andar sem rumo pelas ruelas, mas vale a pena pegar um Vaporeto para dar uma volta por todo o canal grande.
  25. Filtros e Purificadores Num acampamento, a água é um dos seus itens mais preciosos, mas algumas vezes, a mãe natureza não quer nos prover água limpa para beber. É aí que um filtro de água ou um purificador entra em cena. Primeiramente vamos ver as diferenças entre um filtro e um purificador. Um remove os organismos microscópicos empurrando a água através de um tipo de tela ou filtro. Mas não se preocupe, esses filtros são extremamente pequenos. Você verá filtros classificados como .2 mícron. O que significa é que os furinhos da tela são 2 x 10-6 metros, ou para as pessoas não técnicas, os buraquinhos são pequenininhos pra caramba. Um purificador faz o mesmo que um filtro, empurrando a água através de algum tipo de tela, mas ele também adiciona um pouco de iodo para matar os organismos vivos. E agora você deve estar se perguntando, "Devo comprar um filtro ou um purificador?" E a resposta é, realmente, não importa muito. Cada um lhe oferecerá a proteção desejada. Se você está saindo para uma viagem longa, por mais de uma semana, e você vai estar perto de água conhecidamente contaminada, você deverá escolher um purificador. Ele adiciona um pequeno fator de segurança, porque você não vai querer nenhum problema intestinal que estrague o passeio. Mas se você vai a uma caminhada de poucos dias, então um filtro será mais que adequado. Uma outra coisa a verificar na compra de um filtro é a taxa de bombeamento, ou quão rápido a água passa através do filtro. Veja também se você poderá substituir o refill no seu filtro. Durante a vida do refill, procure limpá-lo com freqüência para prolongar a sua vida útil. Agora, se você ainda tem algumas restrições quanto aos filtros, você pode sempre retornar aos bons tabletes de iodo. Uma rápida dica: se você está usando tabletes de iodo num purificador e tem problemas de tiróide, então consulte seu médico. Hugo de Castro www.clubedosaventureiros.com
×
×
  • Criar Novo...