Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''pousada candido rodrigues''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Mochileiros.com

  • Perguntas e Respostas
    • Perguntas e Respostas
    • Destinos
  • Companhia para Viajar
    • Companhia para Viajar
  • Relatos de Viagem
  • Equipamentos
  • Trilhas e Travessias
  • Nomadismo
  • Outras Formas de Viajar
  • Outros Fóruns

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


Sobre mim


Lugares que já visitei


Próximo Destino


Ocupação

Encontrado 1 registro

  1. Se tem uma coisa que gostamos é acampar, seja aonde for, sem frescura, sem aquela viadagem de “Tá frio”, “Tá chovendo”, “Precisamos combinar (E nunca vai!)”. Desta vez, foi pelos confins de Cândido Rodrigues, embreado pelas matas tropicais e serras da região. Aí você pode me falar que lá não tem nada demais, meu caro, tudo depende do seu ponto de vista. Foi um fim de semana maravilhoso que emendamos o aniversário do meu sogro. Um sítio com uma diversidade de plantações, mesa de bilhar, churrasqueira e fogão à lenha. Quer coisa melhor? Sabendo que iriam várias pessoas e para não ficar estressando com escolha de quartos, logo colocamos a barraca no porta malas e tocamos a rumo ignorado até o local. Não me perguntem a localização exata, mas fica entre Cândido Rodrigues e Vila Negri. Ficamos perdidos em uma linha temporal nostálgica que nos remetia as histórias de nossos antepassados, onde nos deparamos com fogão à lenha, mesa de bilhar de madeira maciça, um galão de pinga envelhecido (Esqueci de tirar foto, mas estava no ponto, do jeito que o diabo gosta) e uma churrasqueira feita artesanalmente tijolo a tijolo pelo proprietário, além de utilizar para comer o que estava a nosso dispôr (Frutas, legumes e os animais que por ali estavam). Foi um fim de semana mágico, onde além de comer muuuito bem, o nível de relaxamento chegou ao máximo, sem preocupação com hora, tempo, problemas… nada, absolutamente nada, única preocupação era ficar lokasso, comer até explodir ouvindo uns flashbacks na Diário FM e dar muitas risadas até altas horas. Venhamos e convenhamos que a cada acampada que eu e minha namorada realizamos, não há nada que substitua momentos como este (Sim, eu subi num “baguio” para conseguir registrar esta foto, ainda meio chapado e com uma ressaca daquelas): (Confiram as demais fotos em: https://rezenhando.wordpress.com/2016/08/30/camping-pelos-confins-de-candido-rodrigues/)
×
×
  • Criar Novo...