Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''cayo santa maria''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Mochileiros.com

  • Perguntas e Respostas
    • Perguntas e Respostas
    • Destinos
  • Companhia para Viajar
    • Companhia para Viajar
  • Relatos de Viagem
  • Equipamentos
  • Trilhas e Travessias
  • Nomadismo
  • Outras Formas de Viajar
  • Outros Fóruns

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


Sobre mim


Lugares que já visitei


Próximo Destino


Ocupação

Encontrado 2 registros

  1. Ola ! Passei 2 semanas incríveis em Cuba. Todas as informações necessárias sobre Cuba, roteiros e dicas, encontrei aqui no site 2 dias antes de embarcar. Dessa forma vou colocar apenas alguns pontos atualizados que podem ser úteis. Viajei entre Jan/Fev 2016, gastando uma média de US$ 52,00 por dia incluindo hospedagem. 10 Fatos sobre Cuba do meu ponto de vista 1 - Internet. Acesso a internet é bem complicado. Os cubanos precisam ir até a central de telefonia pela manhã e adquirir cartões com código de acesso que dão direito de 1h a 3hs, depois procurar por um sinal de wifi. Turistas precisam procurar nos hoteis de luxo o cartão de acesso, quando encontra paga cerca de US$ 6 por 1h de acesso. Outra opção é ir até a Etelco, enfrentar uma fila enorme e comprar o cartão por US$ 2 por 1h de acesso. maioria dos sites .com são bloqueados, emails muitas vezes não é possivel enviar, apenas receber e skype é bloqueado. Algumas hoteis do tipo Casa Particular colocam em seus cartões "wifi" mas é apenas o sinal e não acesso gratis. 2 - 4 canais de tv estatais. Novelas brasileiras fazem muito sucesso. Sempre me perguntavam se o personagem principal da novela Império morria no final. 3 - Praticamente não existe carne de vaca. Matar uma vaca da 20 anos de cadeia. Matar um cubano da 7 anos. Isso é motivo de muitas piadas entre os cubanos. 4 - Muitos carros só tem limpador do lado do motorista, pois encontrar peças de reposição e difícil e caro. 5 - Andando pelas ruas é inevitável te parem para perguntar a hora e em seguida perguntar de onde é, logo te oferecerem algo, como charuto, run, taxi, serviço de guia, etc. Muitas vezes comecei a conversar com essas pessoas pelas ruas e pelo fato de gostarem de conversar, se animam tanto pela conversa que até esquecem o que estavam te oferecendo. 6 - As vezes te pedem: sabonete, pasta de dente, papel higienico, a camiseta que você está usando caso seja de uma marca americana, etc. Pediram até meu iPhone de presente. Mas tudo muito sutil e forma humilde. 7 - Para o cubano todo turista é rico. Eles não conseguem entender o porque você quer viajar da maneira mais economica possivel. 8 - Em Cuba o turista é rei. Existem duras leis criminais aos cubanos caso furtem, roubem, etc algum estrangeiro. O governo e a policia protegem o tempo todo os turistas já que o país depende praticamente do turismo. Andar por Cuba é muito seguro, não importa a região. 9 - JINITEROS:são uns caras que ficam te abordando o tempo todo para te oferecer taxi, charuto, run e passeios. Descobri depois de alguns dias que a melhor forma de se livrar deles é dizer que ja comprou um caixa com 25 charutos por 35 CUCs e ja comprou RUM e que não tem mais espaço na mala. Depois disso vão querer te levar para almocar em um restaurante PALADAR, dependendo do horário, diga que ainda está muito cedo pra almoçar ou, que já almoçou. Nos últimos dias de viagem funcionou bem 10 - A maior preciosidade de Cuba são os cubanos. É um povo muito humilde, gentil e feliz. Alem disso adoram conversar e contar sobre suas vidas em Cuba. Agora sim... 10 DICAS SOBRE CUBA: 1) VISTO E SEGURO SAÚDE: ​- Como moro em São Paulo, fui pessoalmente até o Consulado de Cuba que fica em Perdizes, próximo a estação do metro. No site diz que é necessário cópia da passagem área, comprovante de seguro saúde e hospedagem, tudo impresso. Levei tudo de acordo, porem a atendente no consulado não olhou nada. Pegou apenas o passaporte para scanear e paguei a taxa de R$52,00 em dinheiro. Mas pelo que vi, é possível pagar a taxa de visto no balcão da Copa Airlines no Panama. Seguro de saúde fiz pela Assist Card via Site deles que estava um melhor preço. 2) DINHEIRO/CÂMBIO: Tive um certo problema com dinheiro, pois acreditava que conseguiria pagar alguma coisa com meu cartão Mastercard. Ledo engano, não encontrei nenhum lugar que aceitasse qualquer tipo de cartão. Me explicaram em Havana que é possível sacar em alguns bancos na boca do caixa, usando cartão Visa. Então tive que me reprogramar com o dinheiro que tinha no bolso. Conheci alguns estrangeiros que tiveram que antecipar a volta ao seus países de origem pelo mesmo problema. Portanto leve dinheiro em espécie com sobra de emergência. Cuidado para não confundir cédulas de moeda nacional e peso cubano (cucs) 3) IMIGRAÇÃO Não me perguntaram nada, nem pediram nenhum documento além do passaporte. Para sair do país, não é necessário mais pagar taxa de Saida. 4) AEROPORTO: Aeroporto de Havana: Essa não é uma dica e sim apenas umas constatação. Os funcionários do aeroporto são muito mal humorados. Tenha muita paciência ao esperar por sua mala pois eles tem apenas 2 tratores de carga de bagagem e nem um pouco de pressa em trabalhar. O normal é demorar pelo menos 1h para que se iniciem a entrega das primeiras malas. Depois a cada 20min outra remessa de malas na esteira. 5) TÁXI: ​Tentei pegar um ônibus coletivo para o centro, mas não é possível. Primeiro porque ninguém te da informação, segundo porque vi que não vale a pena, já que é necessário pegar um taxi para ir para o terminal Nacional e de la pegar um ônibus que demora 1h até o centro de Havana. Finalmente, não pague mais que 20cucs por uma corrida até o centro de Havana. 6) TRANSPORTE: Transporte: Sempre que você pergunta como chegar em determinado lugar vão te dizer para pegar um taxi e que não existe onibus. É preciso um pouco de paciência, perguntar por opções, perguntar para outras pessoas até conseguir a informação que você necessita. Via Azul: praticamente a única empresa de onibus de viagem no país, ja que a outra é exclusiva para cubanos. Para ir ao terminal via Azul em Havana você pode utilizar a linha 27 que passa pelo Capitolio, Parque Central, Vedado, etc. Custa alguns centavos em MN. Não importa quando você der, dificilmente o motorista te dará troco, o que nesse caso são valores insignificantes. 7) SAÚDE: Evite qualquer comida de rua e os deliciosos sucos que são vendidos nas portas das casa. A origem da agua utilizada é duvidosa. Melhor não arriscar e optar por agua mineral, refrigerante ou cerveja. 8.) SEGURANÇA: Andar por Cuba é super seguro, seja dia ou noite. A policia e o governo protegem muito a todos os turistas. Existem guardas a paisana e muitas câmeras. Para quem é brasileiro e já está acostumado com as dicas de segurança em viagem, não tem muito com o que se preocupar. 9) INTERNET: Em Cuba aprenda a sobreviver sem, viva como nos anos 90, offline. Leve impresso o máximo de informação possível, me faz falta por exemplo os horários de saídas e destinos da VIAZUL. No meu caso conseguir baixar uma mapa offiline das cidades de cuba no meu celular e me ajudou muito. Algumas vezes me fez falta um pequeno dicionário de bolso. Resumido, pequenas dúvidas e consultas que fazemos rapidamente em nossos smartphones não serão possíveis em Cuba (por enquanto). 10) HOSPEDAGEM/TURISMO: Do meu ponto de vista percebi que só existem dois tipos de turismo em Cuba. Turismo de luxo onde você ja contrata o translado do aeroporto para o hotel. Hotel 4* ou 5*, resorts all inclusive, taxi com ar condicionado, etc. Ou turismo mulambo, andando de ônibus coletivo, taxi compartilhardo e se hospedando nas casas particulares que são super simples. Não existe meio termo no qual estamos acostumados no Brasil ou outros países. Portando escolha o seu estilo e se prepare (o bolso ou a aventura). Quem tiver qualquer dúvida é só postar que terei prazer em ajudar ! Abs,
  2. Depois de tanto protelar, venci a preguiça e vim postar o relato da viagem que fiz à Cuba em fevereiro de 2016 com minha irmã e dois amigos, sendo que um deles conhecemos apenas no aeroporto de Havana. Como estão brotando relatos sobre Cuba, vou tentar apenas acrescentar informações, pro relato não ficar muito grande. Acho que de um modo geral, esse relato valerá mais pras pessoas que vão em grupo de três ou quatro pessoas, porque nossos deslocamentos foram feitos somente com o uso de táxis, já que o valor dividido era bem mais em conta que se cada um pagasse passagens de ônibus. Nosso roteiro foi o seguinte: - 10/fev: saída do RJ às 13h30. Conexão de 2h no Panamá. Chegada no aeroporto de Havana, por volta das 21h30; - 11, 12 e 13/fev: Havana; - 14/fev: viagem e chegada em Viñales; - 15/fev: viagem e chegada em Trinidad; - 16/fev: Playa Ancon; - 17/fev: viagem a Remedios, com parada em Santa Clara; - 18/fev: Cayo Santa Maria; - 19/fev: Varadero e retorno à Havana; - 20, 21 e 22/fev: Havana; - 23/fev: Saída de Havana às 5h, conexão de 12h no Panamá; - 24: chegada às 7h30 no RJ. PASSAGENS -Pagamos R$ 1.100,00 ida e volta com saída do RJ, em uma promoção da Copa Airlines. -Aconselho a cadastrarem o seu e-mail no site deles, pois foi assim que fiquei sabendo da promoção. VISTO -Compramos no portão do nosso embarque com o pessoal da Copa. Custou U$20. -Eu não tenho certeza, mas disseram que eles não dão troco, então preferimos comprar alguma coisa no duty free pra levar o dinheiro já trocadinho. -Acho que é meio evidente, mas guarde a metade da sua Tarjeta. Você precisará apresentá-la em sua saída do país. ATESTADO DE VACINA INTERNACIONAL E SEGURO SAÚDE -Não nos pediram isso em nenhum momento da viagem. DINHEIRO E CÂMBIO -Levei $750 euros , o que deu por volta de $812 CUC e foi o suficiente pra minha viagem e ainda sobrou uma quantia considerável. -Quando você chegar em Havana, existem Cadecas do lado de fora do aeroporto. Fui informada que elas funcionam até a 1h e voltam a abrir às 3h. -Aconselho a pedir para as atendentes recontarem a quantia quantas vezes você achar necessário, porque eu acho, frise-se, ACHO, que me voltaram quantia a menos. De qualquer forma, é bom ter atenção. -Na volta, você só poderá trocar os seus CUC's depois que você passar pela imigração. A Cadeca fica no mesmo local da lanchonete e próximo aos portões de embarque. -Procure ficar apenas com notas de CUC, pois a atendente da Cadeca se negou a trocar as minhas moedas. Resultado: mesmo comprando café, água e um monte de coisa na lanchonete, voltei com $2 CUC de recordação. -Dentro da cidade de Havana é fácil encontrar Cadecas pelas ruas. Já nas outras cidades eu não tenho conhecimento, porque troquei todo meu dinheiro no primeiro dia, só usando as Cadecas pra trocar CUC por CUP. -Troquei uns $15 CUC por CUP pra comprar comida de rua. -Não usei CUP pra dar as famosas propinas, para isso, usei centavos de CUC. Fiz isso porque as pessoas ficavam me olhando com cara de reprovação quando dava CUP e eu me sentia mal AEROPORTO -Sim, é bem diferente. Na chegada você vai enfrentar uma fila bem estranha pra passar pela imigração. -Procure os guichês da esquerda. Parece que os da direita são para pessoas que participam de cruzeiro, ou algo do tipo. -Depois da imigração terão médicas da vigilância sanitária que poderão, ou não, te abordar. Se elas te abordarem, você precisará preencher um formulário comunicando o seu estado de saúde e o local em que você se hospedará. Ou seja, você deverá ter o endereço certinho de onde você ficará (obs: todos os endereços de lá são dados com o nome da calle, nº e entre quais calles o local fica). - Você poderá esperar horas para pegar a sua mala na esteira. Nós demoramos cerca de 2h pra pegar as malas de todo mundo. - Na volta você perceberá mais claramente a diferença do aeroporto de Havana pra qualquer outro do mundo. As lojas de marcas desejadas são substituídas por lojas de souvenir que você encontra em qualquer esquina de Havana e eu não encontrei um lugar pra tomar café enquanto aguardava liberar o check in VESTUÁRIO -É surpreendente, mas leve umas duas calças e dois casaquinhos ou blusa pra Cuba. Quando fomos, uma massa de ar fria estava sobre a ilha, então passamos um pouco de frio quando chegamos. Graças a Deus não durou muito, mas percebi que independente dessas viradas de tempo, a noite em Cuba pode ser bem fresquinha. COMIDA A alimentação deles é bem parecida com a nossa, mas com algumas diferenças. O feijão deles, por exemplo, é preto e já vem junto com o arroz, sem aquele caldinho grossinho de que tanto gosto Eles também são apaixonados por inhame e banana verde fritos. Me apaixonei também <3 Durante toda a viagem, preferimos tomar café em cada uma das casas, pular o almoço, fazer um lanchinho a tarde e depois jantar. Não sofri nada com essa estratégia e economizei bastante!! Escolhemos restaurantes na calle obispo ou então os próximos à Catedral. Só jantamos um dia em uma casa recomendada pelo Oscar, nosso anfitrião em Havana e confesso que foi o melhor jantar da viagem... chegamos e já nos ofereceram um drink, teve entrada que parecia o jantar, com berinjela recheada com pescado, inhame frito e mais uma coisa que eu não me lembro embebido em mel. Prato principal com carneiro, arroz, feijão com caldinho (delícia) e uma saladona!! Depois veio a sobremesa, com flan, sorvetes e geléias caseiras. Quando achamos que tinha terminado, ela veio com um café delicioso (cuba tem uma grande plantação de café arábico) pra despertar. Aí, pra arrematar, deu um licor maravilhoso pra mim e pra minha irmã e rum pro nosso amigo e pro Oscar, com direito a charutos pra quem quisesse relaxar mais um pouco. Isso tudo por uma bagatela de $8 CUC por pessoa... gostamos tanto que resolvemos dar um pouco mais pra ela, porque o jantar foi mesmo espetacular. Se ficar no Oscar, peça pra ele te recomendar onde comer, o café em Vedado também foi muito bom. A entrada no local é de $10 CUC. Entretanto, seu consumo tá dentro desse valor. Ou seja, se você consumir até $10 CUC, não paga nada a mais. Minha conta deu isso e eu comi um Hambúrguer tamanho, gostosura e estilo Madero, bebi um Mojito e pedi sobremesa. Afora esse jantar na casa recomendada pelo Oscar, o segundo melhor jantar em linha sucessória foi o que comemos na estrada entre Remedios e Santa Marta (sim, comemos em restaurante de beira de estrada em Cuba e não passamos mal). O melhor camarão da viagem!! Depois vem o que comemos em Viñales, mas acho que na memória ele não ficou tão bom por conta a cobrança dos sucos e sobremesas por fora -Não tenha medo de comer na rua, mas não seja inconsequente. Comemos frango frito com banana verde, biscoitinhos, sanduíche e suco, todos vendidos na boulevard que fica na rua de cima da casa do Oscar e não passamos mal. Mas se você ver algo meio suspeito, não coma. Mas acho que isso vale pra qualquer comida de rua em qualquer lugar no mundo. SOUVENIR Não compre na calle obispo e muito menos em outras cidades, o melhor local que encontramos pra comprar lembrancinhas foi no Mercado de San José. É um barracão enorme, que fica bem longe do Parque Central, em Havana Vieja (dica: pegue o Paseo del Prado até o Malecón, lá você vai encontrar uma placa com a localização de vários pontos turísticos, entre eles, esse Mercado). Ele tem grande quantidade de artesanato, desde pinturas, até figuras entalhadas em madeira, chaveiros, caixinhas pra guardar o puro camisetas e tudo o mais. Chegamos a comprar 33 chaveiros por $10 CUC, 12 carrinhos/aviões/taxi coco por $12 CUC, entre outras coisas. Acho que ali você só não encontra charutos e rum, de resto, pode comprar todas as lembrancinhas por ali mesmo. CHARUTOS E BEBIDAS Para charutos, falem com o Oscar, ele saberá o que recomendar :3 Já para as bebidas, vá até uma loja que fica em uma portinha ao lado da Floridita, compramos 4 garrafas de rum por menos de $25 CUC. HOSPEDAGEM -Prefira sempre se hospedar em casa de particulares. Essa é uma dica que eu não me canso de repetir. A experiência é outra!! Dadas as dicas, vou contar um pouco de casa cidade e sobre as casas em que ficamos. HAVANA Não fizemos muita coisa. Na verdade, foi uma vergonha, não visitamos quase nada de museus, mas sabe aquela impressão de que você aproveitou bem?? Apesar de não ter ido em muitos lugares, recomendo os que fui... - Palacio de Los Capitanes Generales: irá te tomar umas 2h, sendo um museu bem bonito e tendo vários itens em exposição. Não sei se isso é frequente, mas duas das guias nos explicaram algumas coisas, mesmo que não tenhamos pago pelo trabalho delas. - Plaza de La Revolución: na verdade, eles chamam de outro nome essa praça. Andamos muito até descobrir que estávamos perguntando de um lugar, achando que era outro. Infelizmente não lembro o nome pelo qual chamam essa praça, mas é só dizer que é onde tem o monumento a José Martí e os murais do Che e do Fidel que eles saberão qual é. Vão durante o dia nessa praça, sério! Fomos a noite e ela não tem nenhum atrativo. De verdade, o mural não fica tão legal a noite. Ficamos cerca de 30 min. lá e foi muito. Parece que durante o dia dá pra subir no monumento do José Martí. Infelizmente não pudemos comprovar. - Teatro Alicia Alonso: não confunda o Teatro Nacional de Cuba (próximo à praça com os murais e o monumento) com o Teatro Alicia Alonso, que fica do lado do Capitólio. Esse teatro tem uma arquitetura maravilhosa e a sala de espetáculos é linda. Fiz o passeio guiado durante o dia, parece que tem valores diferentes pra ser acompanhado por uma guia, mas eu paguei a entrada normal e ganhei a visita guiada da mesma forma. Pra mim valeu a pena. Pelo que eu entendi, na sala principal só tem espetáculo de dança. Quando fui, estava tendo uma série de apresentações com o ballet nacional, só que custava $30 CUC e eu não estava em condições. Então descobri que também estava tendo um concerto. Apesar da sala apertada, foi maravilhoso!! Era homenagem de uma maestra e teve apresentação de vários tenores. Aconselho a procurarem esses programas alternativos do teatro, pois também valem a pena. - Museu da Revolução: se você não gosta de ler, nem perca seu tempo, o museu é cheio de notícias e tendo um item ou outro ligado a Revolução. Acho que dá pra reservar umas 3h pra poder ver o museu com cuidado, mas sem se demorar muito. Uma coisa que eu gostei bastante, além de todo aquele nacionalismo revolucionário, é claro, foram das salas e salões vazios, recriando o estilo europeu e tudo com um ar meio bucólico. Fiquei imaginando quais eventos eram sediados ali. Enfim, como uma interessada em história, recomendo muito esse museu!! - Museu Nacional de Belas Artes: só vimos o de arte cubana, porque o de arte universal estava fechado. Uma pena. Esse museu com certeza é daqueles que eu recomendo para qualquer um. De verdade, acho que foi o museu que eu mais gostei!! Você vê os variados estilos, alguns com clara influência européia, mas alguns bem diferenciados. Também havia exposição de fotos e algumas mostras bem interessantes. Uma dica importante é que você comece pelo terceiro andar, pois é nesse andar que você ficará mais tempo. Eu comecei pelo segundo e não deu tempo de ver o terceiro com a tranquilidade que eu queria. Além disso, quando estava indo embora, descobri que deixei de ver uma galeria inteira Por causa disso, eu digo pra você reservar umas 5h pra ver o museu de cabo a rabo. E não é exagero!! Ahhh... o museu só abre às 10h. - Casa do Che: na verdade eles conhecem esse museu como o quartel general do Che e fica do outro lado da Baía. Não tem muita coisa pra ver, mas é imperdível pra quem se interessa pela Revolução. É meio louco você pensar que tá no mesmo lugar em que o Che estava, onde ele traçava estratégias para auxiliar na revolta na Bolívia. Cara, é uma outra atmosfera... além de ter a maior compilação de fotos sorridentes do Che!! Além disso, fica perto do Cristo de Havana, onde tem a melhor vista da cidade. Nem do Castillo era tão boa!! Por lá ficam alguns outros museus e exposições, mas não entrei nesses. - Fortaleza de San Carlos de la Cabaña: fica próximo à Casa do Che, mas nem tanto. Em geral, eu gostei. Uma vista muito bonita, vários canhões e alguns cômodos bem estranhos e até claustrofóbicos. Pra mim valeu a pena, já minha irmã não gostou muito. - Plaza de la Catedral: uma praça bem lindinha, com uma igreja maravilhosa e restaurantes por perto. Tivemos sorte de pegar a celebração de uma missa, com todos os rituais inclusos. Uma coisa sem igual!! Vale uma passadinha e talvez até um jantar em um dos restaurantes que tem por ali. - Plaza Vieja: gostei mais dessa praça do que a da Catedral, principalmente por conta do café Escorial, adorava ir lá, tomar um café, comer alguma coisa e ficar olhando aquela escultura de uma mulher nua, sentada nas costas de um galo, com um garfo na mão... wtf(?) sério, aguém sabe porque a França deu aquela escultura de presente pra Cuba? De qualquer forma, era um lugar que virava e mexia eu tava passando, se tornou um dos meus lugares favoritos na cidade, junto com o Malecón. Tanto o é que nem perdia tempo tirando fotos, não tenho foto nem do monumento do galo hahahahahaha - Calle Obispo: grande concentração de turistas, restaurantes, lojas de souvenir, livrarias e sebos. Recomendo que passe boas horas ali, andando pra cima e pra baixo até encontrar um restaurante ou café agradável, que tenha boa música, ou então que que vá aos sebos ou nas bancas dos ambulantes, onde você encontrará jornais históricos, broches e todo o tipo de lembrança. Só não recomendo que compre souvenir por ali, porque são mais caros que na feira de que eu falei. Se você é igual eu e gosta de comprar livros em cada lugar que visita, a dica é que compre nas livraria do Estado. Tem duas delas no início da Obispo, perto da Floridita. O preço não é tão convidativo quanto eu pensava, mas eu preferi comprar lá do que dos ambulantes. - Paseo del Prado: ruazinha charmosa, que liga o parque central ao malecón. Adorei caminhar por ali, com os piá andando de skate ou jogando bola, ambulantes mais tranquilos e pessoas simplesmente caminhando despreocupadas. - Malecón: ponto obrigatório pra apreciar um pôr do sol. É a orla maravilhosa de Havana, onde carros antigos, músicos e um farol fazem você desacreditar que está em Havana e vendo tudo aquilo. Uma coisa meio chata é que se você for mulher e estiver desacompanhada, não terá muito tempo de paz pra apreciar aquilo. Parece que é o ponto principal de "paquera" hahahahahha Passamos por outros lugares, mas esses são os mais pontuais. Todo o tempo que ficamos em Havana, nos hospedamos na casa do Oscar, que é engenheiro elétrico e já trabalhou para o governo. Oscar é muito gente boa e nossa viagem não teria sido tão boa sem ele. Foi o Oscar quem nos ajudou a montar o roteiro da viagem, quem reservou as casas em cada cidade e também os táxis de cada trecho. Ele viajou com a gente pro Cayo Santa Maria; nos ensinou a andar de taxi coletivo; nos levou pra assistir um dos melhores espetáculos de jazz que já vi, num café bem estranho no Vedado; e por fim, recomendou e foi jantar com a gente no que foi o melhor jantar de toda a viagem!!! Além disso tudo, o Oscar é um cara super politizado, meio que alugamos ele pra perguntar sobre a realidade de Cuba, tanto na política, quanto na cultura. Enfim... recomendo e com certeza, se voltasse pra Havana, ficaria na casa dele. Ahhh... quem for ficar na casa dele, fala comigo depois. O Oscar disse que lá eles tem um grande problema pra encontrar resistência pra chuveiro, como ele é engenheiro elétrico, até consegue dar jeito. Daí eu tirei algumas fotos pra quem for, levar pra ele, que ele paga!! A localização da casa é muito boa. Próximo ao Capitólio, Teatro, Paseo del Prado, Calle Obispo,... email: [email protected] Valor da diária por quarto: $25 CUC para duas pessoas e $30 CUC para três. Café da manhã: $3 CUC. No total, foram esses os gastos que tivemos em Havana: Táxi do aeroporto de aeroporto para a casa do Oscar: $25 CUC dividido em 3; Diária: $25 CUC quarto para duas, $30 CUC quarto para 3; Café da manhã: $3CUC; Entrada para o Palacio dos Capitanes Generales: $3 CUC; Táxi para a Praça da Revolução: $14 CUC, dividido em 3, ida e volta; Visita teatro: $5 CUC; Concerto: $10 CUC; Táxi para o Museu da Revolução: $14 CUC, dividido em 3, ida e volta; Entrada para o Museu da Revolução: $8 CUC; Entrada para Museu de Belas Artes: $5 CUC; Livro Alejo Carpentier: $10 CUC Livro Leonardo Padura: $25 CUC; Jantares: não passaram dos $15 CUC; Lembrancinhas: $50 CUC. Aqui vou colocar mais algumas fotos de lá. Pra não ficar muito grande, vou postar separado cada uma das cidades!!
×
×
  • Criar Novo...