Ir para conteúdo

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''corumbá de goiás''.

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Faça perguntas
    • Perguntas Rápidas
    • Perguntas e Respostas & Roteiros
  • Encontre Companhia para Viajar
    • Companhia para Viajar
  • Envie e leia Relatos de Viagem
    • Relatos de Viagem
  • Planejar e relatar experiências em Trilhas e Travessias
    • Trilhas e Travessias
  • Tire dúvidas e avalie Equipamentos
    • Equipamentos
  • Nomadismo e Mochilão roots
  • Volta ao Mundo e RTW
  • Outras Formas de Viajar
  • Outros Fóruns
    • Demais Fóruns

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que contenham...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


Sobre mim


Ocupação


Próximo Destino

Encontrado 2 registros

  1. História: Fundada em 1730, a cidade de Corumbá de Goiás conserva até hoje seus traços coloniais nos casarões e sobrados, construídos pelos bandeirantes em busca de ouro. O rio Corumbá com suas águas claras e suas inúmeras cachoeiras é ideal para a prática de canoagem. Corumbá surgiu às margens do rio que lhe da o nome e de cujo leito brotou o ouro que deu prosperidade e progresso à cidade. Sua nascente fica no sopé dos picos dos Pirineus, na divisa com Pirenópolis. Descrição: No "Salto Corumbá Camping Clube Hotel", local que reúne pousada, camping, ecoturismo e lazer, encontramos além de toda a infraestrutura de um parque aquático, diversas belezas naturais, com destaque para o Salto Corumbá. Logo abaixo desta imponente e belíssima queda, encontramos outra bela cachoeira, que destaca-se pelo seu volume de água e seu enorme poço para banho, o Poço Rico. O rio segue seu curso passando por vários locais para banho, como por exemplo, o Poço da Curva. Mais próximo da entrada do local, temos à direita a Cachoeira do Ouro. Atravessando a ponte sobre o rio, um pouco mais distante, seguindo a trilha, encontramos outra belíssima cachoeira, a Cachoeira da Gruta. O local ainda conta com a cachoeira do Rasgão, que não conseguimos conhecer desta vez, prometemos voltar para registrá-la e aproveitaremos para colocar um mapa do local em melhores condições Como chegar: Endereço: Salto Corumbá Camping Clube Hotel BR 414 - Km 383 - Corumbá de Goiás - Goiás - Brasil (62) 3334-8226 e (61) 4063-8546 e-mails: [email protected] e [email protected] - Saindo de Goiânia: Seguir rumo Anápolis (BR-060) e no segundo trevo entrar na Belém-Brasilia (BR-153). Ainda na área urbana de Anápolis virar à direita no sentido Corumbá (BR-414). Após Corumbá siga mais 10 Km (sentido Cocalzinho) até o Salto Corumbá. - Saindo de Brasília: Seguir rumo Ceilândia (Estrada Parque) passando por Aguas Lindas (BR-070) sentido Cocalzinho. Após Cocalzinho, siga mais 8 km (BR-414) até o Salto Corumbá. Demais Informações: - É cobrado taxa de entrada por pessoa, para maiores informações acessem o site: http://www.saltocorumba.com.br/ - Crianças menores de 1,30 de altura não paga.
  2. Olá amigo mochileiros Antes de começar o meu Relato de Viagem eu gostaria de dizer a vocês o quanto me sinto envergonhando. Bom eu sou um leitor assíduo do mochileiros.com, sempre adorei vir aqui e ler relatos de viagens das pessoas, as peripécias, os perrengues, e as surpresas que cada um de vocês tiveram em seus itinerários. Apesar de nunca ter postado nada (isso mesmo é a minha primeira postagem). E lendo sempre ficava me imaginando viajando e conhecendo esses lugares e passando por essas historia, e tendo historias pra contar. Mas sempre esbarrava em uma desculpa. Tenho 24 anos estou terminando o curso de Engenharia Elétrica, e ficava sempre falando, quando ganhar dinheiro vou viajar, vou conhecer vários lugares. Sempre querendo tomar algumas iniciativas, mas não tomava, porque sempre encontrava algum motivo. Nesse ultimo Feriado eu e minha namorada, estávamos decididos a fazer algo diferente, e fizemos, conhecemos as cachoeiras de Corumbá. E lá me bateu essa vergonha, esse arrependimento de ter demorado a começar a vida de viajante. Principalmente porque moro um num estado quem belas paisagens, e belos lugares pra se conhecer, e com pouco dinheiro conseguiria desbravar e aventurar. Sempre enchi a boca pra falar que amo meu estado, sempre quis defender essa terra. Sempre defendi falando do arroz com pequi, da musica sertaneja de raiz, ate do meu time do Coração, Goiás esporte Clube, mas nunca consegui defender falando dos lugares pra se conhecer, é por isso que me sinto envergonhado. E Gostaria de agradecer, a viagem que fiz a minha namorada e ao fórum Mochileiros por me fazer tornar uma atitude e desbravar esse mundo afora. Agora chega de blá blá blá e vamos falar da viagem. Nesse ultimo feriado (7 de setembro de 2012) tive a oportunidade de conhecer Salto Corumbá. É um clube de camping que fica a 10 km da cidade de Corumbá de Goiás a 112 km da capital Goiânia e a 118 km de Brasília. O lugar é sensacional, tem espaço para todos os gostos, tem uma área reservada para camping, onde o pessoal pode ligar som automotivo e moer a vontade, tem área reservada para camping do sossego, tem pousadas comuns e ate de luxo. Acesso a 7 cachoeiras, piscinas e um tobogã no meio do mato. Como eu não tinha conhecimento do local resolvi ficar em uma pousada, paguei por volta de 80 reais a diária, com café da manha incluso. Foi um feriado e a procura era grande. Acredito que fora de época a diária deve ser bem mais barata. A diária do camping é por volta de 20 reais por pessoa, mas no feriado foi cobrado um pacote de 80 reais pelos 3 dias. O Lugar tem um restaurante, que serve almoço e jantar por R$ 18,00 o quilo, para que esta no camping existe a opção de tomar café no restaurante pagando uma quantia de 12 reais por pessoa. Chegamos lá na quinta feira dia 06, por volta das 17hs, como era dia de trabalho, só consegui sair de casa após o almoço, não deu tempo de fazer muitas coisas, apenas conheci as áreas próximas, os tobogãs e a cachoeira do ouro. Fui para lanchonete comi alguma coisa e fomos para nosso quarto, afinal o outro dia ia ser longo. No sexta feira, acordamos cedinho, tomamos café e decidimos conhecer a Cachoeira da gruta. Um lugar muito lindo, pegando uma trilha de aproximadamente um quilometro a gente chega lá. É uma gruta toda fechada, com mata nativa, e rochas. Como estávamos em época de seca o rio estava baixo e agua que caia era muito pequena, em alguns lugares dava pra entrar e a agua pegava na região do abdômen, já em outros pontos tinha cerca de 3 metros de profundidade. Detalhe a agua é geladíssima, pra quem toma banho quente no chuveiro como eu, é complicado entrar nessa agua fria. De acordo com as placas do local a temperatura é por volta de 10º C. voltamos da gruta e passando o restinho da manha na cachoeira do ouro, tomando um belo banho, ate dar a hora do almoço. Almoçamos, descansamos por volta de uma hora e decidimos ir à cachoeira do salto, cerca de 1 km de trilha, mas..... pqp (com perdão da palavra) que caminhadinha complicada, que subidinha filha da mãe, confesso que cheguei lá bem ofegante. No caminho para cachoeira do salto, temos o Poço Rico, é uma pequena cachoeira feita pelos bandeirantes na época da corrida do ouro. Para não ter que pagar impostos eles explodiram um pedaço de uma rocha e desviaram o curso do Rio, esse desvio formou uma nova cachoeira, linda por sinal. A agua naquele poço chega atingir 16 m de profundidade. Mas tem regiões legais para banho. A chegada ao Salto, já bastante cansado, passamos à tarde lá, o Visual é lindo, da pra entrar de baixo da cachoeira facilmente, agua bastante tranquila. Ah, antes de ir para o Salto, fechamos um passeio para o dia seguinte. Para quem gosta de aventuras, lá tem esses passeios de aventura, temos um boia Cross no valor de 50 Reais, e uma descida de quase 2 km no Rio, Temos Rapel no valor de 80 reais, feita na cachoeira do Salto, esse rapel tem de brinde duas tirolesa, E temos um circuito de tirolesa, no valor de 40 Reais, com 3 Tirolesa.... Confesso que não me empolguei com a Tirolesa, já fiz algumas mais radicais.... Fechamos com o Boia Cross, e saímos no sábado às 9 horas, pra descer o Rio, um passeio bem legal, e termina descendo uma cachoeira de 4 metros tem a opção também de entrar atrás da cachoeira do ouro e ficar lá algum tempo, mas não pude ir lá que uso óculos e não dava pra enxergar muito bem. Bom, eu acredito que fazer o boia Cross no tempo de chuva deve ser mais emocionante, com rio baixo a boia encalha muito e o pessoal tem que tirar você toda hora, principalmente os mais gordinhos como eu. Lembrando que esse passeio é pra todos, crianças de ate 6 anos já fazem, e a equipe te da todo suporte e segurança para isso. Esse passeio consumiu toda nossa manha de sábado. À tarde passamos na cachoeira do poço, aquela que foi feita pelos bandeirantes, passamos à tarde lá. no domingo tiramos para descer nos tobogãs, mas cedo a agua estava muito suja e eu não tive coragem. Voltarei lá num fim de semana que não seja temporada, e descerei Não conheci a Cachoeira do Rasgão, que é a mais longe, cerca de 2,5 km, pois no domingo cedo viemos embora. Também não fui à cidade de Corumbá, bem na época estava tendo uma festa cultural bacana, Festa de nossa senhora da Penha, Cavalhadas, Confesso que não fui por preguiça, e estou meio arrependido, Um ponto positivo do LUgar é o atendimento, todo mundo te atende muito bem, e é atencioso. e toda comida, petiscos e tudo mais é feito na hora. Bom pessoal está ai o meu relato de Feriado, quem tiver interesse e vontade de passar uns dias em salto corumbá Vale a pena é um lugar muito bonito, voltarei lá ainda, para acampar e conhecer o que ainda não conheci abraço. Cachoeira da Gruta Cachoeira do Salto Atras e Poço na frente Poço Cachoeira do Salto Cachoeira do Ouro Boia Cross Infelizmente, a gente nao pode tirar fotos do boia cross, e nao tem ninguem pra fazer isso pra gente, corre o risco de molhar a cameral, a unica atividade que tem fotos é o Rapel.
×
×
  • Criar Novo...