Ir para conteúdo

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''machu picchu pueblo''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Mochileiros.com

  • Perguntas e Respostas
    • Perguntas Rápidas
    • Perguntas e Respostas & Roteiros
    • Cupons de Desconto
  • Relatos de Viagem
    • Relatos de Viagem
  • Companhia para Viajar
  • Equipamentos
  • Trilhas e Travessias
  • Nomadismo e Mochilão roots
  • Outras Formas de Viajar
  • Outros Fóruns

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


Sobre mim


Ocupação


Próximo Destino

Encontrado 2 registros

  1. Assista em Video no Youtube - Cusco Um breve resumo de tudo que fiz em Cusco e seus arredores. Para realizar os passeios básico, serão necessário no mínimo 5 dias, o recomendado 1 semana. Dos 5 dias, 2 gastei em Cusco para planejar a viagem para Machu Picchu, fechar os pacotes turísticos, visitar os museus e o sítio arqueológico Sacsayhuaman. Teve 1 dia inteiro para o passeio ao Vale Sagrado, optei pela versão VIP que é bem mais completo, que inclui Moray e Salinera de Maras. E 2 dias somente para Machu Picchu. Machu Picchu fica longe de Cusco e terá que ir de trem até a cidade próxima chamada de Machu Picchu Pueblo, mais conhecido como Aguas Calientes, que era o antigo nome. É cansativo se tentar um bate-volta. Então, 1 dia será para chegada na cidade de trem, na manhã seguinte visitar o sítio arqueológico Machu Picchu e voltar de trem à tarde para Cusco. Lembre de comprar o seu boleto turístico que é um ingresso que contém um pacote fechado de vários museus, sítios arqueológicos, teatros e eventos culturais. É possível economizar uma boa grana, ao invés de pagar por cada ingresso separadamente. Principalmente se for realizar o passeio pelo Vale Sagrado. Compre ele no Museu de Arte Popular, próximo a Plaza de Armas. O boleto custa 130 soles, que dá em torno de R$ 150,00 e vale por 10 dias. O Sacsayhuaman fica na parte elevada de Cusco, é um pouco cansativo se for a pé, leva de 30 a 40 minutos do centro da cidade e é uma subida bem longa. Se quiser, poderá ir de taxi. Chinchero é o início do passeio ao Vale Sagrado. Acabei contratando uma agência de turismo que saiu por 50 soles por pessoa, em torno de R$ 58,00. Estava incluído o transporte com Van, guia local e o almoço. As entradas terá que pagar por contra própria, adquirindo o boleto turístico. Moray e Salinera de Maras, estão incluídos somente no pacote de Vale Sagrado VIP, que é o que eu recomendo por ser a mais completo. Muitos acabam emendando este pacote com a ida ao Machu Picchu, mas não recomendo fazer isso porque você vai acabar perdendo a visita ao Pisaq. Minha dica é que faça o tour do Vale Sagrado por completo e depois se preocupe somente com o Machu Picchu. As Salineras de Maras, este local não está contemplado no boleto turístico, então terá que pagar a entrada de 10 soles por pessoa, que dá em torno de R$ 12,00. Em Ollantaytambo fica localizada a estação de trem que vai te levar até Machu Picchu Pueblo. As pessoas que emendam o pacote do Vale Sagrado com Machu Picchu, acabam por permanecer por aqui e não terminam o passeio do Vale Sagrado. Esta cidade fica a 2 horas de Cusco. Lembrando que não é possível chegar a Machu Picchu de carro ou Van. Haverá sempre um trecho, mesmo que pequeno em que terá de realizar de trem ou a pé. Pisaq é a última parte do passeio pelo Vale Sagrado, que é bem recomendável visitar. Depois disso fui para a cidade de Machu Picchu Pueblo de trem. Os pacotes vendidos pelas agências é em torno de 220 a 250 dólares por pessoa e nele estão incluídos a ida e volta de trem, entrada ao Machu Picchu, hospedagem, em alguns casos refeição, outros a visita aos termas e a van para subir ao sítio arqueológico, algumas agência incluem somente a ida de van sem a volta. Negocie a ida e volta, porque descer a pé e muito cansativo. No meu caso, fiz tudo por conta própria, pois o valor era muito alto para poder confiar em qualquer agência de turismo. E não é tão difícil organizar isso sozinho, poderá realizar a reserva de hotel pelo site do Booking. O trem pelo site do Peru Rail ou Inca Rail. Optei pelo Peru Rail por ter uma grande disponibilidade de horários e era um pouco mais barato que a concorrente. A entrada para Machu Picchu já tinha comprado em Cusco e a van que te leva até o sítio arqueológico poderá ser reservado em Machu Picchu Pueblo. Existem as opções um pouco mais baratas de se chegar a Machu Picchu, mas que no final de contas é mais cansativo e demandará mais do seu tempo. O preço dos trens é bem caro, bem abusivo. Paguei em torno de 500 soles, em torno de R$ 570,00. A van que te leva até o sitio arqueológico custa em torno de 79 soles, ou R$ 90,00 para ida e volta. O ingresso do Machu Pichu foi de 152 soles, ou R$ 175,00. Creio que se eles continuarem a aumentar mais os preços, talvez não compense mais. Ultimamente têm criado várias regras restrigindo a quantidade de pessoas. Outras vezes, obrigavam a contratar um guia local para adentrar ao Machu Picchu. Por sorte, não foi exigido na minha vez. É um lugar para se visitar 1 vez e nunca mais. Haja grana para isso. Mas pelo menos a vista foi de matar, não é a toa que é uma das maravilhas do mundo. Aproveitem esse pequeno resumo com os melhores momentos de Machu Picchu. * Links: - Andean Flicker Adventure (Pacote Vale Sagrado) Endereço: Calle Educandas, 375 - Cusco Whats (Yessica): +51 984 982 013 Tel: +51 084 599 832 E-Mail: [email protected] https://www.facebook.com/flickeradven...
  2. Assista em Video no Youtube - Aguas Calientes Falaremos do que fazer em Machu Picchu Pueblo, mais conhecido como Aguas Calientes. Você terá que passar nessa cidade antes, para subir ao sítio arqueológico Machu Picchu. Recomendo ficar 1 noite na cidade e visitar Machu Picchu na manhã seguinte e após visitar o local, pegue o trem da tarde por volta das 3:30 para retornar ao Cusco. No meu caso, cheguei na cidade de trem por volta das 11:30 da manhã, conforme o último video que postei da Peru Rail. Assim você terá o resto do dia para curtir e conhecer a cidade. Mas antes disso, terá fazer algumas coisas, como reservar a van ou ônibus que irá te levar ao sítio arqueológico que mostrarei logo a seguir. Esse ônibus é caro. Para estrangeiro, está custando US$ 12,00 por trecho. Assim a ida e volta será US$ 24,00. Conforme a imagem que está sendo mostrado agora. E esse é a feirinha que aparece logo após você descer da estação de trem. Voltando, algumas pessoas tentam economizar no ônibus e sobem ao Sitio Arqueológico Machu Picchu a pé. O que não recomendo, para aqueles que já tem o trem reservado para horário da tarde. Pois a subida ou descida levará em torno de 2 horas de caminhada, então você perde muito tempo. Outros, pagam somente a ida, e descem caminhando. Mas a minha recomendação é pagar a ida e volta. Não compensa a economia, porque lá dentro do parque você vai caminhar bastante, sugiro guardar o fôlego para ver com calma lá dentro, ter uma folga e tranquilidade em relação ao tempo. E aqui é a parte principal da cidade, com o rio. Lá na frente a avenida principal Hermanos Ayar, que é onde vocês pegarão o ônibus para subir ao Machu Picchu. Referente ao ônibus, notei que há meio que um monopólio na região, a tendência é aumentar ainda mais os preços, até os visitantes começarem a dizer "chega". Pois nos últimos anos, só vejo os preços subindo de quase tudo aqui em Machu Picchu. É triste saber que pouco desse dinheiro fica no desenvolvimento da própria cidade, pois ouvi dizer de alguns peruanos que boa parte vai para a Capital, os políticos e outros de companhia estrangeiras, no caso de trens. Aproveite para conhecer cada ponto turístico da cidade, poderá receber uma mapa gratuitamente nas informações turística, que fica na Avenida principal, próximo a linha de trem. Estão vendo aquela casinha na direita, ao fundo é lá que terão o mapa e as informações do local. Bacana é ver essa linha de trem e as locomotivas passando bem perto, achei bem legal essa experiência. Essa é a praça principal a Manco Capac, por aqui terão uma boa variedade de restaurantes. Mas como é cidade turística, os preços estarão um pouco salgados, ou caros. Mas vale a pena experimentar a culinária local. Caso não tenha comprado a entrada para Machu Picchu, compre no centro cultural ao lado Igreja ou capela que aparece no video, da praça principal. Na Ave Pachacutec, tem também boas opções de restaurantes e café para curtir a cidade, tanto de dia e de noite. Ela fica paralela da avenida principal. Nessa rua Sinchi Roca é onde você vai comprar a passagem da van ou ônibus que irá levar ao sítio arqueológico, se chama Consettur. Feito isso, lá é onde fica o ponto de espera para pegar o ônibus. Este foi um restaunte que comi na cidade, pra mim foi bom, mas alguns relatos do Tripadvisor e também do Google, não gostaram muito, então não posso assim recomendar. Fique por sua conta e risco. Não recomendo comer na parte de fora, porque os ônibus passam direto na avenida e você vai cheirar direto o escapamento dos veículos, ou a queima de combustível. Então fica a dica. Após isso no dia seguinte, depois que conheci a Machu Picchu. Eu tinha um tempo sobrando até dar o horário do trem. Aproveitei para cohnecer melhor a feirinha próximo da estação. Espero que goste do video, das informações, curta, compartilhe e se inscreva no canal. * Links - Boleto para Machu Picchu (Site oficial). Poderá comprar na própria loja física, próximo ao Museo Historico Regional. Necessário levar o passaporte original. https://www.machupicchu.gob.pe/inicio - Consettur: Ônibus para subir ou descer de Machu Picchu (tarifas e reservas). http://consettur.com/
×
×
  • Criar Novo...