Ir para conteúdo

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''ponta do corumbau''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Mochileiros.com

  • Relatos de Viagem
    • Relatos de Viagem
  • Perguntas e Respostas
    • Perguntas Rápidas
    • Perguntas e Respostas & Roteiros
  • Companhia para Viajar
  • Trilhas e Travessias
  • Equipamentos
  • Nomadismo e Mochilão roots
  • Outras Formas de Viajar
  • Outros Fóruns

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


Sobre mim


Ocupação


Próximo Destino

Encontrado 1 registro

  1. Ola galera, sou o Rafael do site Follow the Portuga e estou deixando meu relato da bela cidade de Caraíva, para quem quiser ver mais fotos tenho o instagram @followtheportuga e o facebook Follow the Portuga. Caraíva é um paraíso baiano, disso não tenho duvidas, quando decidimos ir para o litoral marcamos vários lugares para conhecer, mas conforme íamos conhecendo as pessoas, todos nos recomendavam a ida a Caraíva. Assim, decidimos ir para lá, foram 14 horas de carro da Chapada Diamantina, pegamos uma estrada muito ruim nos seus últimos 30 km, quando era 22 horas da noite no meio do nada o carro atolou no meio do barro, a sorte foi que tinha outro carro atolado, assim ajudamos uma Doblo a sair do lamaçal, ai depois eles ajudaram a empurrar o Peguet, nem precisa dizer que ficamos com lama ate o joelho. Além disso, estávamos com o receio de não ter nenhum barqueiro fazendo a travessia já que era bem tarde já, mas tudo isso valeu a pena. rs Deixamos o carro em um estacionamento que cobrava 20 reais por dia, pegamos o barco que custa 05 reais por pessoa e finalmente havíamos chegado no paraíso desconhecido, CARAÍVA. A ideia inicial era se ficar apenas 02 dias, no máximo 03, no total foram 06, a única explicação viável para isso foi que existe um mosquito muito especifico na cidade, e quando ele te pica, você esta ferrado, só não ficamos mais porque meu amigo tinha data certa para voltar a trabalhar, senão poderíamos estar lá ate agora hehehe. Confira o relato completo: - Hospedagem Ficamos hospedados em um hostel que foi nossa melhor escolha, é uma casa muito acolhedora, com vários voluntários, deixando um clima muito legal, ali fizemos muitas amizades que fez total diferença na nossa estadia. O engraçado é que todo dia falávamos que no dia seguinte a gente iria embora, e quando chegava de manhã, sempre avisávamos que íamos ficar mais um dia, e a galera sempre dava risada. O lugar se chama Aruanda Hostel, o valor da diária ta 55 reais, mas pelo convívio com a turma, vale muita a pena. Queria contar essa história que foi muito legal para nós, a cidade praticamente só aceita dinheiro, como íamos passar apenas 02 dias, tínhamos dinheiro para isso, e não para 06 dias, no final além do Vitor, dono do hostel, ter feito um desconto, ele deixou a gente fazer um deposito na conta dele quando chegássemos em São Paulo, foi muito bacana da parte dele essa confiança. Claro que conseguimos falar com um amigo nosso de SP e ele fez a transferência ainda no mesmo dia, mas fica a historia de que ainda tem pessoas boas no mundo. - Transporte Infelizmente no Brasil o turismo não tem o investimento e a estrutura que merecem, geralmente se você não tiver um carro, você não conseguira chegar a lugar nenhum, só se estiver viajando de bike ou carona, pois se depender de transporte público dificilmente chegara aos lugares turísticos, ou então vai ter que depender de agências de viagem que vão cobrar o olho da cara e nem é em toda cidade que elas existem. O que posso recomendar é ter um carro, ou alugar um, pegar o mapa da cidade com os pontos de seu interesse e dirigir ate ele, aqui você já tem dicas dos principais pontos, jogue no google maps e vá. O paragrafo acima eu estou colocando em todos os posts, mas Caraíva é dos lugares que o carro não é tão necessário assim, a cidade não aceita carros, então você pode chegar de ônibus, pegar o barco e ficar por Caraíva, já que da para fazer tudo a pé. - Alimentação No centro da cidade tem alguns mercadinhos onde é possível comprar algumas coisas para cozinhar, os mercados são bem simples, mas tem o básico. Existem alguns restaurantes no centro, os preços são um pouco mais caros que o normal, porque a praia é bem turística, mas uma coisa que você precisa provar é o pastel de arraia. Famoso na área. - Segurança Caraíva é muito tranquila, você nem vê presença do governo na região, muito menos da policia, um lugar perfeito para se estar, andávamos de madrugada por lá, e nunca houve nenhum tipo de problema. - Passeios Por ser praia, a pegada é totalmente diferente dos destinos anteriores, ali era o lugar para relaxar e curtir, tivemos a sorte de encontrar com um casal de Espirito Santo que havíamos conhecido na Chapada Diamantina, um casal muito gente boa que foram bem parceiros com nós, então durante o dia ficávamos na praia, curtindo o sol, conversando e conhecendo pessoas, aproveitando toda a vibe do lugar, durante a noite sempre rolava um samba em algum canto, logo depois um forró pé descalço e na areia, era assim todos os dias, lá as casas se organizavam para receber o evento, então cada dia era em algum lugar, e somente um lugar abria, fazendo com que todos fossem para o mesmo local. Isso foi uma das coisas que não sabíamos, e que acabou nos fazendo ficar mais tempo, pois queríamos um pouco de diversão noturna, chegar de manhã no hostel, acordar tarde e passar o dia na praia de ressaca esperando a noite chegar hehehe. Nesse lugar conhecemos muitas pessoas que marcaram e que a amizade permanece ate hoje, apesar da distancia. Ponta do Corumbau: Esse é o único passeio que encontramos para fazer e o fizemos, você contrata um bug para te levar ate esse local, são quase 40 minutos ate chegar, é uma praia muito bonita, onde passamos o dia por lá, conhecemos uma tribo indígena que fica próximo ao local explorando o artesanato e no final da tarde retornamos para Caraíva, recomendo levar lanches e água, pois no local não tem lugar para comprar. O valor depende muito da oferta e demanda, em 04 pessoas ficou R$220,00. Se for em 02 pessoas, eles fazem um valor mais barato. Essa foi nossa passagem por Caraíva, íamos ficar menos dias para tentar aproveitar outras praias, ate ao Espirito Santo, mas esse lugar cativou e nada como não permanecer num lugar onde nos faz bem, não?! Com isso, fomos com o casal que conhecemos ate Vitória/ES, eles nos emprestaram um apartamento para ficarmos 2 dias, já que precisávamos arrumar o escapamento do carro e dar uma descansada, já que foram 05 dias de balada chegando de madrugada e estávamos exaustos já de enfrentar tanta estrada, depois dali fomos para o RJ onde ficamos na casa de uma amiga nossa, ate chegarmos a São Paulo, onde foi o fim da nossa viagem. Não farei relatos de nossa passagem por ES e RJ, porque não fizemos nada turístico, ficamos na casa de amigos, descansando e aproveitando para sair a noite para beber uma cerveja. Foram 25 dias de viagem, rodando 6.100km por esse lindo Brasil, foi uma ótima experiência, já que viajei de tudo que é jeito, mas de carro por tanto tempo foi a primeira, e a liberdade que você tem, é incrível. Follow me.
×
×
  • Criar Novo...