Tailandia + Singapura + Malasia (com Stopover em Dubai e Abu Dhabi) --- Planilha de custos $$$ (Abril 2016)

Relatos de viagens pelos países do Sudeste Asiático: Tailândia, Vietnã, Timor-Leste, Singapura, Mianmar, Malásia, Laos, Indonésia, Filipinas, Brunei e Camboja
Avatar
Tanaguchi  
Colaborador
Colaborador
Mensagens: 233
Registrado em: 21 Jan 2013, 21:50

18 Jul 2016, 20:23  

Dia 4 - Chegada a Tailândia!!! Calor do capeta e os trapaceiros do Tuk-Tuk de Bangkok (Wat Phra Kaew e Khaosan Road)

Desembarque e problemas com cabeça de Buda

Depois de uma pseudo noite de sono no avião da Emirates chegamos a Bangkok.
Pseudo não pelo voo da Emirates ser ruim, pelo contrario, impossível não amar essa empresa... é que realmente eu não consigo dormir profundamente em avião.

Mais isso não fez a menor diferença, estava extremamente eufórico, tudo era alegria XD

Como não despachamos a bagagem isso nos economizou um bom tempo.
Seguimos pro “Health Control”. Pra nós do Brasil não adianta seguir direto pra imigração sem antes passar por aqui. Alias essa é a grande dica: se vcs forem pra imigração vão perder tempo lá na fila pra chegar algum atendente e fazer vc dar meia volta e ir pro Health Control.
Não tem choro, tem que passar pelo Health Control primeiro.

Lá no Health Control vc retira um formulário e depois de preenchido vc retorna ao guichê onde o funcionário vai conferir seu comprovante internacional de vacinação contra febre amarela. Não se esqueçam, sem isso não entra no pais.
Imagem
Health Control


Em seguida fomos pra imigração e enquanto aguardávamos na fila vimos vários avisos que achei muito curiosos e que não havia lido nada a respeito em lugar nenhum antes da viagem e que acho valido compartilhar com vcs:

A venda de imagens do Buda é ilegal!!!
O Buda pra eles é sagrado e o uso de sua imagem pra fins decorativos (como é comum vermos no ocidente) é crime!! Se vc embarcar pra um voo e portar um Buda em sua mala de mão pode ter problemas.
Eu sempre achei muito estético essas cabeças de Buda que vemos vendendo por ai, mais depois disso até repensei isso e nem trouxemos nenhum tipo de imagem de Buda como souvenir.
Porem se vc realmente quer trazer uma, basta deixar em uma mala que vá despachar, o grande problema seria tentar embarcar com uma em sua mala de mão.

Aqui vai outro fato curioso ainda sobre essa proibição:
Eu e minha esposa sempre que viajamos fazemos questão de conseguir carimbos no passaporte de alguns pontos turísticos. Sim, em alguns pontos turísticos tem aquele carimbo maroto pra vc deixar seu passaporte mais dahora.
O problema foi que em nossa ultima viagem pro Japão, mais de uma atração turística mostrava em destaque o Buda nesses carimbos... e na Tailândia eles levam esse lance de imagem do Buda tão a sério que minha esposa ficou um bom tempo na imigração tendo que justificar pq diabos ela tinha o Buda no passaporte
Imagem
Imigração – desembarque Suvarnabhumi airport



Do Aeroporto pra Khaosan Road conhecendo o calor do capeta


Depois do momento tensão sacamos todo o dinheiro que segundo meus cálculos usaríamos nessa primeira etapa na Tailândia e fizemos um lanchinho na Seven Eleven... ahhhhh Seven Eleven que saúdes de vc S2

Já havíamos sido apresentados a ela no Japão, e aqui foi nosso reencontro. Resumidamente é a rede de mini mercados que vc vai encontrar em qualquer lugar (eu disse QUALQUER lugar) e que vende de tudo, é ótimo pra vc fazer uma boquinha da forma mais econômica possível ou encontrar aquele item da viagem que se esqueceu de trazer.
Imagem
Seven Eleven Suvarnabhumi


O aeroporto de Suvarnabhumi é integrado com a rede de trens da cidade pela estação de mesmo nome, que fica dentro do próprio aeroporto, vc não precisa nem sair... isso foi uma mão na roda...
Nosso hostel em Bangkok ficava grudado a Khaosan Road (a famosa rua dos mochileiros), porem a região da Khaosan não se liga a nenhuma estação.
A estação mais próxima é a Phaya Thai (cerca de 4km de distancia). O bom é que pra chegar nessa estação não precisamos fazer nenhuma baldeação, fica na mesma linha da estação do aeroporto.

Os trens são bem modernos e não tivemos nenhum problema com eles, extremamente simples adquirir uma passagem, dispensa até explicações.
Em determinado trecho o trem ficou bem cheio, mais nada que nós aqui em São Paulo não estamos habituados rs
Imagem
Trem de Bangkok

Até ai tudo lindo e maravilhoso... o choque foi quando descemos do trem... meu amigo vcs não tem noção... se vcs forem em Abril vcs vão entender... pqp como tava quente... até então no aeroporto, trem e tal como era tudo interligado e tudo com ar condicionado ainda não havíamos sentido... só ali naquele instante saindo do trem é que caiu a ficha: ”estamos em um pais extremamente quente na época do ano onde faz mais calor”

Como eram só 4km e nossas mochilas estavam leves, antes daquilo eu havia até cogitado irmos a pé pra Khaosan... mais naquele calor não ia rolar mesmo, nem fudendo.
Pra vcs terem ideia tava tão quente que quando batia uma brisa a sensação não era de frescor, a brisa era igual quando vc está próximo a um motor de caminhão e vem aquele ar ainda mais quente... maaaaano que calor XD

Saímos da estação e o transito era caótico, uma zona. E eu adorando tudo isso, estava fascinado XD
Bem em uma das saídas da estação tinha um ponto de Tuk-Tuk. Sabe no Brasil aqueles pontos onde os taxis ficam em fila aguardando clientes? Então, a mesma coisa com Tuk-tuks.
Eu sabia que a distancia até nosso hostel era de 3km, então sabia que a viagem tinha que ser bem barata. Mais vcs não tem noção de como foi difícil convencer os caras... eu já tinha consciência desse lance de pechinchar, mais os caras do tuk-tuk são muito chorões... eu como sou ainda mais mão de vaca foi uma luta épica. Depois de muito chorar o cara não quis me levar pelo valor sugerido e só o ultimo cara da fila do ponto que se habilitou em fazer por aquele valor.
Imagem
Bangkok tuk-tuks


Nooooossa como foi divertido andar de Tuk-tuk, os caras são insanos kkkkkk
Apesar da loucura eu tinha a sensação que era um transporte seguro... e achei isso até o ultimo dia de viagem quando o cara quase capotou o tuk-tuk onde estávamos num acidente de transito (mais isso eu contarei posteriormente)

Esse motorista nos entregou vivos heheeh, chegamos ao nosso hostel e gostamos muito de lá. Eu fiz uma cagada na reserva... pelo site de reserva tinha opção: com ventilador ou com ar condicionado... a hospedagem já é barata, mais se vc optar por ventilador é ainda mais, dai pensei: ”Bora com ventilador, não dá nada”.... assim que chegamos a primeira coisa foi pedir pra funcionaria alterar o quarto pra um com ar... por sorte Abril é baixa temporada, então ela conseguiu a alteração prontamente... mais um erro desse na alta temporada pode foder sua hospedagem, pq na boa, vc não vai querer dormir ali sem um ar condicionado, não tem como, teve dias que mesmo a noite tava batendo 30 graus >__<
Imagem
New Joe Guest House


Os espertões do Tuk-Tuk


Deixamos as coisas no hostel, beliscamos alguma coisa e corremos pro Wat Phra Kaew (ou traduzindo Capela Real). Esse local além da antiga moradia da monarquia da Tailândia contem o templo do Buda Esmeralda, considerando o templo mais sagrado da Tailândia.
E na verdade minha principal referencia para o lugar é o cenário do Bison da Street Fighter 2, foi exatamente o Wat Phra Kaew que inspirou o cenário mega clássico dos jogos de luta
Imagem
Bison stage – SF2




Se vc tiver que escolher entre 3 ou 2 templos pra visitar na Tailândia esse é um daqueles que não pode faltar, muuuuuuuito foda mesmo. Não sei se foi pelo fato de ter sido nosso primeiro templo na Tailândia, mais nós realmente ficamos muito impressionados com a beleza do lugar.

Ele é bem próximo da Khaosan Road, fomos até ele a pé de boa.
Apesar de ser fácil chegar, por ser nosso primeiro dia por ali eu fiquei meio confuso no trajeto e resolvi pedir informação pra um grupo de motoristas de tuk-tuk.

Era aproximadamente 13h, e os caras do tuk-tuk foram categóricos em dizer que o templo já estava prestes a fechar nos próximos minutos, e ofereceram pra visitar outros lugares... é um golpe tão manjado que em todos os relatos aqui lemos algo a respeito. Obviamente eu sabia do que se tratava, agradeci a oferta mais disse que seguiria para lá mesmo assim e eles me indicaram o caminho.

Aconteceu no dia seguinte algo muito parecido. Fomos visitar outro templo e por ser um pouco mais longe do que o Wat Phra Kaew não estávamos afim de andar a pé no sol, então decidimos pegar um tuk-tuk... ai a mesma historia, os motoristas ficam falando que está fechado e oferecem outros lugares.

Cara nesse segundo dia eu perdi a linha, os 3 caras que fomos pedir pra nos levar pro templo vieram com essa conversa. Fiquei tão irritado que decidi ir a pé mesmo e pau no cu deles. . Como eu sabia da distancia, eu já falava o valor... e a resposta era sempre essa do templo fechado. Se o cara aceitar te levar preste atenção, pois provavelmente ele vai cobrar um valor injusto.

Por que eles fazem isso? Da Khaosan Road para o Wat Phra Kaew e para o Wat Pho é muito perto, então pra eles não compensa levar até lá. E no geral, todos os motoristas de tuk-tuk que encontramos eram bem chorões e trambiqueiros, são os caras que vcs tem que ficar ligeiros.

São todos assim? Obvio que não. Alguém pode ter pra Bangkok e ter tido uma experiência totalmente diferente da minha com eles. Isso foi oq aconteceu COMIGO. Nunca deixem que uma opinião contaminem vcs, minha experiência serve apenas de alerta.

Como eu disse o calor é muito intenso em Abril; e os templos possuem algumas regras de etiqueta para visita. Então pra amenizar eu ia de bermuda, e só quando chegava ao templo eu vestia uma a calça de tactel... minha esposa fez o mesmo: ia vestida com roupa de calor e só quando chegávamos ao acesso do templo ela pegava as peças de roupas pra se cobrir... ajudou muito.

Nunca passei tanto calor na vida... não mesmo... mais no decorrer da viagem fomos nos acostumando. Abril é muito quente, não é o mês ideal pra visita... mais se mesmo assim vc (como eu) não tem outra opção, eu sugiro que vc encare e vá em Abril mesmo.
Veja pelo lado bom: é baixa temporada, vc consegue bons preços e menos muvuca... o calor é bom pra curtir uma praia, sair a noite e com o sol brilhando as fotos ficam ótimas rs


Imagem

Imagem

Imagem

Imagem


Khaosan Road e escorpião no espeto


A noite fomos conhecer a tão famosa Khaosan Road.
Nesse ponto nosso hostel era perfeito, bastava atravessar um beco e lá estávamos na Khaosan Road. Era muito bom, pois apesar da muvuca e som alto que rola lá madrugada adentro do hostel a gente não escutava nada, só silencio e tranquilidade. Eu realmente gostei desse hostel ^^

A Khaosan é repleta de turistas/mochileiros.... vc vê mais gringos que locais.
Eu gostei MUITO de lá, toda a noite que ficamos em Bangkok nós íamos pra lá a noite. É uma bagunça, mais é uma bagunça divertida, difícil descrever. Tem muita coisa vendendo, muitas barracas de roupas (eles vendiam umas regatas com um pano bem leve, comprei varias)... muitas barraquinhas de comidas, gente oferecendo todo tipo de coisas, desde shows de pompoarismos a documentos falsos.

Em uma dessas barraquinhas que vendem roupa eu fiquei insistindo por desconto (pra variar). Dai o moleque disse que se eu o vencesse no “papel / pedra / tesoura” ele daria o desconto, caso contrario o valor inicial. Eu acabei perdendo em uma disputa melhor de 3, foi muito divertido. Os tailandeses são muito divertidos e engraçados. Tirando alguns motoristas de tuk-tuk eles são nota 10.
Imagem
Khaosan Road

Outra coisa que fizemos pela primeira vez na Khaosan Road e acabamos fazendo pelo resto da viagem toda foi massagem tailandesa. É tão bom e tão baratinho. Depois daquele dia que vc caminhou pacas visitando a cidade é bem relaxante ^^
Imagem
Massagem na khaosan road


Na Khaosan tbm eu não poderia deixar de experimentar as famosas iguarias: Os insetos e similares!!

Eu fazia muita questão de comer o escorpião, pois de todos era o que mais chamava a atenção no meio dos outros. Eu achei melhor começar com gafanhotos, pra ir com algo mais leve rs
Os gafanhotos são OK, gostoso até... tem sabor daqueles salgadinhos bem vagabundos, tipo aqueles “salgadinhos Torcida”

Já o escorpião é bem ruim, ruim pra porra!! É bem duro, muito mesmo... e quando vc finalmente consegue abocanhar o interior dele o gosto do tréco é horrível. Ainda bem que eu tava com uma lata bem grande de um refri local, caso contrario não ia descer kkkkk
Imagem
Imagem
Comendo um escorpião de boas

Imagem
Depois um pad thai





Pessoal esse post ficou meio extenso, mais realmente a chegada a Tailândia foi algo muito dahora, não teria como ser diferente. Eu realmente espero que vc que está planejando sua trip possa sentir a hype, pois só de relembrar aqui já é muito legal rs
Editado pela última vez por Tanaguchi em 11 Dez 2016, 13:13, em um total de 7 vezes.

Avatar
leonardo.lopes1
Mensagens: 7
Registrado em: 19 Jul 2016, 02:14
Contato:

19 Jul 2016, 02:26  

Oi, em primeiro lugar gostaria de dizer que seu relato está incrível, bem humorado e com fotos ótimas, e não precisa se preocupar com o tamanho, quanto mais informações melhor.

Esse final de semana comprei uma passagem para BKK com minha namorada para Maio/2017 e ficarei os mesmos dias que você (02/05 a 26/05) só que com um stopover em Abu dhabi. Só tenho um dia inteiro lá, estou pensando em alugar um carro e conhecer Dubai ( só os Burj) depois de passar a manhã Na mesquita em Abu dhabi, achas viável? Só viajo para BKK na manhã do outro dia.

O resto vou fazer exatamente o mesmo roteiro que você só que vou adicionar Camboja e tirar dias de praia (Moro em Maceió, praia não é meu foco principal, haha).
Estou aguardando a continuação!
“Once the travel bug bites there is no known antidote,
and I know that I shall be happily infected until the end of my life”
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem ImagemImagem Imagem ImagemImagem ImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagem

Avatar
Juliana Champi
Colaborador
Colaborador
Mensagens: 804
Registrado em: 23 Fev 2014, 21:41

19 Jul 2016, 16:21  

Obaaa, o relato que eu estava esperando!
Não comecei a Tailândia ainda, foquei no stop over que vai ser igual o meu! Adorei!

Pra comprar o stop over direto no site é só comprar multidestinos, porém desta forma os preços só aparecem depois. Portanto, eu faço as cotações com viagens simples (ida e volta), escolho os voos, e depois coloco o múltiplo já sabendo o voo que quero. Pra comprar a minha do ano que vem por exemplo vai ficar assim:
voo 1: GRU - Dubai
voo 2: Dubai - Tokyo
voo 3: Osaka - GRU
E os preços achei bem bons nesta opção!

Mas enfim, voltando ao seu relato, rsrsss, eu queria fazer as mesmas coisas que vc e sua esposa, mas morro de medo de alugar carro. Agora não sei se dá tempo de fazer tudo de transporte público... snif. Falta muito temp, dá pra pesquisar bastante!!

Acompanhando!
:)

Avatar
Tanaguchi  
Colaborador
Colaborador
Mensagens: 233
Registrado em: 21 Jan 2013, 21:50

20 Jul 2016, 19:41  

leonardo.lopes1 escreveu:Oi, em primeiro lugar gostaria de dizer que seu relato está incrível, bem humorado e com fotos ótimas, e não precisa se preocupar com o tamanho, quanto mais informações melhor.

Esse final de semana comprei uma passagem para BKK com minha namorada para Maio/2017 e ficarei os mesmos dias que você (02/05 a 26/05) só que com um stopover em Abu dhabi. Só tenho um dia inteiro lá, estou pensando em alugar um carro e conhecer Dubai ( só os Burj) depois de passar a manhã Na mesquita em Abu dhabi, achas viável? Só viajo para BKK na manhã do outro dia.

O resto vou fazer exatamente o mesmo roteiro que você só que vou adicionar Camboja e tirar dias de praia (Moro em Maceió, praia não é meu foco principal, haha).
Estou aguardando a continuação!


Olá Leonardo!! Obrigado pelos elogios!! Legal saber que vc está curtindo!!

Sobre seu stopover tenho que dizer: fazer oq vc quer fazer é possivel, mais acho que vai ficar beeeeeem corrido e muito cansativo. Pra dar certo vc vai ter que se organizar muito bem.
Eu aconselharia vc a passar o dia todo em Abu Dhabi, tem muitas coisas legais lá que não consegui visitar, tipo o parque da Ferrari... mais eu consigo imaginar o quanto tentador deve ser pra vc ir até Dubai. Antes da viagem eu era tarado pra conhecer a cidade rs

Resumindo: não seria o ideal vc organizar seu stopover assim, mais se vc só tem esse dia e deseja muito fazer isso, vai pra cima, não serei eu que vou desistimular hehehehe... me parece meio inviavel, mais conseguir vc consegue... a questão é: sera que vc vai cosneguir aproveitar correndo tanto?


Nossa Maceio deve ser incrivel*___*

Se sua ideia é fazer o mesmo roteiro que o meu, espero conseguir escrever a tempo pra ajudar vc a tomar algumas decisões!! Quando escolhi Malasia e Singapura pra fazer parte do roteiro não levei alguns pontos em consideração, quando chegar a hora deles prometo detalhar isso ^^

Avatar
Tanaguchi  
Colaborador
Colaborador
Mensagens: 233
Registrado em: 21 Jan 2013, 21:50

21 Jul 2016, 22:34  

Juliana Champi escreveu:Obaaa, o relato que eu estava esperando!
Não comecei a Tailândia ainda, foquei no stop over que vai ser igual o meu! Adorei!

Pra comprar o stop over direto no site é só comprar multidestinos, porém desta forma os preços só aparecem depois. Portanto, eu faço as cotações com viagens simples (ida e volta), escolho os voos, e depois coloco o múltiplo já sabendo o voo que quero. Pra comprar a minha do ano que vem por exemplo vai ficar assim:
voo 1: GRU - Dubai
voo 2: Dubai - Tokyo
voo 3: Osaka - GRU
E os preços achei bem bons nesta opção!

Mas enfim, voltando ao seu relato, rsrsss, eu queria fazer as mesmas coisas que vc e sua esposa, mas morro de medo de alugar carro. Agora não sei se dá tempo de fazer tudo de transporte público... snif. Falta muito temp, dá pra pesquisar bastante!!

Acompanhando!
:)


Olá!!! Juliana minha brother de facebook!! Adoro suas fotos hehehe
Putz sobre o stopover eu não tava conseguindo fazer pelo site e acabei ficando com medo kkkkkk por isso fiz pelo telefone.
Sua dica é muito boa, espero conseguir fazer stopover ano que vem tbm, dai vou tentar fazer pelo site tbm, concerteza muito mais pratico.
Valeu pelo toque, me ajuda e ajuda quem tbm vai fazer ^^

Depois do perrengue inicial acabou sendo tranquilo dirigir lá,,, quando tava no Uruguai eu quis alugar um carro justamente pra servir de teste pra esse momento, queria saber como era dirigir em outro pais. Independente de carro ou transporte publico vc vai curtir bastante ^^

Qualquer questão que aparecer estamos ae!! Abraço

Avatar
Tanaguchi  
Colaborador
Colaborador
Mensagens: 233
Registrado em: 21 Jan 2013, 21:50

25 Jul 2016, 20:58  

Dia 5 – Mercado Flutuante e Wat Pho
Na noite anterior enquanto estávamos na Khaosan Road aproveitamos pra fechar o passeio para o Mercado Flutuante de Damnernsaduak. Na região da Khaosan tem várias pequenas agencias de viagem, todas oferecem pacotes do tipo, é bem tranquilo encontrar.

Existem vários mercados flutuantes em Bangkok, esse é o maior e o mais famoso.
A ideia inicial era visitar o Mercado Flutuante de Tailling Chan, porem ele só funciona aos finais de semana. O Tailling Chan não tem a presença tão intensa de turistas, é mais frequentado por locais. A principio não a como visita-los através de tours, apenas por conta própria. Já o Damnernsaduak é totalmente voltado pra turistas.

Nessas agencias da Khaosan Road eles não te perguntam: ”Qual Mercado Flutuante vc quer visitar?”. Se vc vai procurar um passeio desses automaticamente eles te direcionam pro Damnernsaduak.

Imagem
Damnernsaduak


Ele não fica próximo do centro, o deslocamento até lá leva entre 1h a 1:30h... A saídas pro passeio se iniciam as 08:00 da manhã.
Pelo menos esse era o horário marcado, mais só foram passar pra nos buscar no hostel umas 8:40. Ficamos meio apreensivos com esse atraso, mais a funcionaria da recepção do hostel nos acalmou. Mais tarde descobrimos que isso é meio padrão nesse tipo de passeio, nunca sai no horário, então se a van da agencia demorar pra buscar não se aflijam, é assim mesmo rs

Um dos motivos do atraso é que normalmente as 08:00 as vans começam a ir buscar turista por turista em sua respectiva hospedagem. Então se vc estiver entre os últimos da lista, a van demora pra chegar. Se a van passar no seu hostel no horário marcado pode ter certeza que vc vai ficar bastante tempo rodando enquanto buscam os demais turistas.

Calor logo cedo, mais todos os veículos lá tem ar condicionado, então a viagem até Damnernsaduak é confortável.

Nessa trip o passeio de barco não é incluso. Então vc chega no Mercado Flutuante e escolhe o barco/barqueiro que mais te agrada. O pagamento é feito em um guichê... nada é pago diretamente ao barqueiro. No final do passeio vc pode dar uma caixinha se achar que o cara foi bacana. O valor que se paga nos guichês pro barco é baixo, então não é algo que faz muita diferença não estar incluso no passeio.

Tem trocentos barqueiros, mais vc escolhe ali os que estão disponíveis no momento, e como chegam e saem vários vc não tem muita opção, coisa de 3 a 5 barquinhos.
Alguns com motor, outros só na base do tradicional remo, alguns com cobertura, outros não... nós fomos no primeiro que tava parado, nem nos ligamos nisso, mais aconselho vcs a pegarem um barquinho com cobertura. Em vários momentos ele fica parado debaixo do sol enquanto faz o trajeto, e como estava aquele calorzão do caraio a cobertura do barco fez falta.

Imagem
Imagem
Damnernsaduak


É muito comum ler nos relatos que esse tipo de passeio é uma armadilha pra turistas e etc. Eu por mais que quebre a cara prefiro tirar minhas próprias conclusões, me incomoda deixar de fazer algo que me aguça por esse tipo de rotulo.
O povo tailandes não frequenta o Damnernsaduak como clientes, eles não vão até lá pra comprar suas coisas. Todo o Mercado Flutuante é feito para atender aos interesses dos turistas, basicamente lembrancinhas da Tailândia made-in-China.
Apesar desse aspecto negativo eu sinceramente gostei muito, não sei se pelo fato de ter bem poucas expectativas sobre o passeio, se eu estava em um dia de luz onde acabava achando tudo legal ou pq ele foi bom mesmo. Só sei que eu gostei bastate.
Imagem
Em Damnernsaduak fomos apresentados ao sorvete natural de coco servido no proprio coco, MUITO BOM!!! Comemos vários outros no decorrer da viagem, mais esse foi o melhor de todos


Se vc procura uma experiência mais autentica o Tailling Chan me parece ser uma melhor opção. Se assim como eu vc NÃO tiver disponibilidade de um fds pra visita e faz questão de conhecer um Mercado Flutuante eu acho valido a visita ao Damnernsaduak SIM!!!!

Se vc tiver poucos dias em Bangkok e tiver que tirar alguma coisa do seu roteiro, ai abrir mão do Mercado Flutuante pode ser valido, pq apesar de legal não chega a ser algo imperdível.


Visita ao Wat Pho

Retornamos pra região da Khaosan Road por volta das 12:00.
Na sequencia fomos visitar o Wat Pho , que também fica bem próximo da Khaosan.
Pra ganhar tempo e fugir do calor o plano era ir de Tuk-tuk, mais como comentei anteriormente todos os que abordamos vieram com aquele papo de “o templo vai fechar, vamos visitar outro lugar”... até que o cumulo foi um que disse que nos levaria porem teríamos que “passar primeiro pra visitar um outro lugar”... esse "outro lugar" seria tipo uma loja de artesanato... que mané artesanato o caralho, fiquei nervoso e fomos a pé mesmo.

De onde estávamos até lá são aproximadamente uns 3 km. No sol foi uma bela caminhada, parecia que a distancia era o dobro hehehe
Mais no caminho fomos comprando água e refri, e aproveitando tudo.

Ficamos com medo de ter pouco tempo pra conhecer o templo como aconteceu no dia anterior, então comemos algo rápido no McDonald´s e seguimos.
Interessante que por ser um pais budista e litorâneo a carne vermelha não é muito popular, tanto é que o carro-chefe no McDonalds é o "double fish"
Imagem
Olha que pão bonito rs

Outro templo belíssimo, incrível mesmo!!
As mesmas regras de vestimenta do Wat Phra Kaew, a diferença é que adquirindo o ticket de entrada vc ganha um voucher pra uma garrafa de água mineral de graça!! Naquele calor vcs não sabem o valor que isso tem hehehe

O povo tailandês é muito fmz, mesmo depois de termos retirados nossas garrafinhas de água eles nos ofereciam mais, acho que pela nossa cara de desidratados rs

Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem


A única coisa chata da visita a esses dois templos são as excursões de chineses (ou seriam eles de Singapura? Enfim, falavam mandarim).
Não querendo generalizar, mais eles são muito sem noção... tipo se tem aviso de não entre aqui eles entram, se tem aviso de não encoste nisso eles encostam... não suba em cima dessa estatua, eles sobem... eu não sei como não presenciamos eles quebrando alguma coisa, toda hora eles faziam algo sem noção que vc logo pensa: “vai dar merda”.

Nos dois templos que visitamos tinham excursões gigantes deles, vários ônibus de turismo parados no lado de fora.
Mais o templo é muito grande, muito mesmo, então é só procurar não fazer a mesma rota que eles XD



Rambuttri alley e seus restaurantes


A noite voltamos a Khaosan Road. Eu realmente gostei muito da Khaosan ^^
Voltamos na mesma agencia e fechamos o passeio no dia seguinte pra Ayutthaya. Conseguimos um bom desconto pois na trip pra Ayutthaya não iriamos regressar pra Bangkok no final do dia, e sim seguir para Chiang Mai pelo trem noturno (mais detalhes sobre o trem noturno no próximo post).

Paralela a Khaosan Road fica a Rambuttri alley (ou simplesmente viela/beco Rambuttri), uma espécie de extensão da Khaosan, porem bem mais tranquila e com mais restaurantes. Alias os restaurantes da Rambuttri são sensacionais!! Vc olha eles por fora, super estilosos e logo pensa:”vixi deve ser mo caro comer ai”... pelo contrario!! Ótimos preços, e comida muuuuito boa!! Comemos umas 3x em restaurantes diferentes da Rambuttri e foi só alegria em todos. Altamente recomendado.
Um dos melhores pratos que comi foi o kao pad sapparot, um arroz frito servido dentro de um abaxi com camarões e outras coisas... perfeito!!
Imagem
Restaurante na Rambuttri alley
Editado pela última vez por Tanaguchi em 11 Dez 2016, 13:22, em um total de 3 vezes.

Avatar
aldair87
Mensagens: 215
Registrado em: 05 Set 2014, 11:02
Localização: São Paulo/SP

27 Jul 2016, 20:28  

Cara,
Seu relato está ficando bem legal! Obrigado por compartilhar.
Me tira uma dúvida sobre o visto em Dubai. Meu voo para Bangkok tem uma conexão de 12h. Na teoria eu teria o direito ao Dubai Connect, porém pelo que li, a tarifa minima tem que ser US$1.000,00 e como comprei numa promoção só paguei 700,00.

Considerando que o Dubai Connect não role, se eu quiser dormir no Holliday In que fica na cara do aeroporto, só para descansar e seguir viagem no outro dia pela manhã, além da diária no hotel, ainda tenho que pagar o valor do visto?

Porque se for assim fica totalmente inviável. Uma diária no hotel está em torno de 300,00 + 300,00 do visto, 600,00 conto. Melhor dormir no chão do aeroporto mesmo haha

Avatar
Tanaguchi  
Colaborador
Colaborador
Mensagens: 233
Registrado em: 21 Jan 2013, 21:50

28 Jul 2016, 19:08  

aldair87 escreveu:Cara,
Seu relato está ficando bem legal! Obrigado por compartilhar.
Me tira uma dúvida sobre o visto em Dubai. Meu voo para Bangkok tem uma conexão de 12h. Na teoria eu teria o direito ao Dubai Connect, porém pelo que li, a tarifa minima tem que ser US$1.000,00 e como comprei numa promoção só paguei 700,00.

Considerando que o Dubai Connect não role, se eu quiser dormir no Holliday In que fica na cara do aeroporto, só para descansar e seguir viagem no outro dia pela manhã, além da diária no hotel, ainda tenho que pagar o valor do visto?

Porque se for assim fica totalmente inviável. Uma diária no hotel está em torno de 300,00 + 300,00 do visto, 600,00 conto. Melhor dormir no chão do aeroporto mesmo haha


Valeu amigo, que bom que está gostando ^^V

Então sobre o Dubai Connect eu aconselho vc a ligar no atendimento da Emirates, pq até onde eu sei essa informações dos mil dolares não procede. A principio se passar de 8h a Emirates oferece hospedagem, visto e translado de graça.

Ano passado com a Qatar eu tive uma conexão com mais de 8h, e no atendimento por telefone eles disseram que hospedagem, translado e etc não estaria incluso no meu caso por se tratar de uma passagem promocional (realmente eu paguei um valor muito baixo). Tentei 3x no atendimento da Qatar e ouvi isso. Nesse aspecto a Qatar foi tão ruim que antes de fechar a compra da passagem eu queria fazer um stopover em Doha, e eles não ofereciam essa opção alegando que aquelas passagens promocionais não dariam a opção de stopover -_-

Vc está certo, se não rolar o Dubai Connect vc teria SIM que tirar o visto, só pra passar algumas horas no hotel. Pra sair do aeroporto tu precisa do visto, nem adianta... no seu lugar eu não pagaria 600 conto nem fudendo kkkkk

Ainda sobre essa conexão anterior em Doha, não conseguimos hospedagem nem porra nenhuma, tivemos que aguardar a conexão no aerporto, ficamos 8h lá morcegando.
Se serve de consolo, tanto o aeroporto de Doha quanto o de Dubai são bem confortaveis, tipo se vc quiser ficar lá dormindo tem umas áreas com umas cadeiras que são tipo camas, tudo de graça ^^

Só é foda que nesses aeroportos de madrugada é bem frio, se eu tivesse um cobertor teria sido lindo kkkkk
A grande maioria dos restaurantes e lojas funciona 24h tbm... ah ultima dica, se tu não conseguir nenhum esquema e for ficar esse tempo no aeroporto eles dão um voucher com um valor em dolares pra vc fazer uma refeição, mais se vc não solicita isso eles não te dão, não é automatico, vc precisa cobra-los.

Avatar
Tanaguchi  
Colaborador
Colaborador
Mensagens: 233
Registrado em: 21 Jan 2013, 21:50

31 Jul 2016, 23:33  

DIA 6 -Ayutthaya e trem noturno para Chiang Mai

Ayutthaya é uma cidade cheia de historia, sua fundação data do ano de 1350!!! Culturalmente riquíssima, já foi a antiga capital da Tailandia, que na época fazia parte do Reino de Sião; por volta de 1700 chegou a ser a maior cidade do mundo!! Anos mais tarde, em 1767 foi totalmente destruída pelo exército birmanês ( atual Birmânia ou Myanmar).

Muitas construções, templos e ruinas desse período permanecem de pé até hoje, tudo aberto a visitação. Eu adoro esse lance de visitar ruinas, vc se sente o Drake do Uncharted kkkkkk
Na moral, apenas de ler eu já fiquei fascinado com o lugar e ele retribuiu toda minha expectativa, superou muito. Pra mim foi um dos pontos altos da viagem, realmente gostei.
Outro motivo que me deixou instigado pra conhecer o lugar foi que: apesar da Tailandia possuir vários Budas reclinados, em Ayutthaya, exatamente em Ayutthaya está o Buda que inspirou um dos cenários mais emblemáticos dos jogos de luta: A tela do Sagat de Street Fighter 2.

Imagem
Wat Lokaya sutha


Na noite anterior fechamos o passeio para Ayutthaya e pela manha partimos pra lá. Tudo com o mesmo atraso do passeio anterior, o atraso clássico dos passeios da Tailandia (como se no Brasil fosse muito diferente)

A viagem até Ayutthaya dura entre 1h a 1:30h
Pouco tempo depois do inicio do deslocamento a van faz uma parada numa Seven Eleven bem grande pra podermos tomar café da manhã, comprar água etc.

Nessa Seven Eleven foi o primeiro lugar onde encontramos outros brasileiros, até então só tínhamos trombado gringos. Os brasileiros estavam em outra van, mais no decorrer do passeio sempre cruzávamos com eles. Fica aqui meus agradecimentos caso eles estejam lendo o relato por tirar essa foto hehehehe
Imagem
Hadooooouken!!!


Vale lembrar que vc pode optar a visitar Ayutthaya de forma independente. Você pode ir de trem, e chegando lá fechar um valor pra um tuk-tuk ou carro fechado, logo na saída da estação vários deles ficam oferecendo esse tipo de serviço.
Minha ideia inicial era ir de trem até lá e conhecer a cidade de bicicleta, com total liberdade. POREM depois de conhecer o calor da Tailandia eu desisti totalmente do plano. Em meses mais frescos deve ser uma boa ^^

De van chegando em Ayutthaya vamos aos principais pontos de interesse da cidade. Para ingressar em cada um desses lugares vc deve adquirir um ingresso, no nosso caso já estava incluso no valor do passeio.
Junto com o motorista da van vai um guia, chegando a cada ponto ele explica sobre o lugar, sobre a historia e etc... acabada a explicação dispomos de tempo para conhecer o local. Algumas pessoas nem aguardavam o tiozinho terminar as explicações e já saiam... totalmente compreensível pois o inglês dele era bem difícil de entender por causa do sotaque >_<

No nosso passeio a sequencia das visitas foi:
 Wat Yai Chaya Mongkol
 Wat Mahathat
 Wat Lokaya sutha
 Wat Phu Khao Thong
 Wat Ratchaburana
 Wat Phra se Sanphet

Tanto pelos tours vindos de Bangkok quanto os que você fecha com algum motorista local o roteiro acaba sempre sendo esse, normalmente o que muda é a substituição do Wat Phu Khao Thong por Viharn Phra Mongkol Bophit.

Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Wat Yai Chaya Mongkol


Imagem
Wat Mahathat


Imagem
Wat Phu Khao Thong


Imagem
Wat Ratchaburana


Imagem
Wat Phra se Sanphet


Os nomes são impossíveis de serem decorados. Pronuncia-los também é outra luta rs
Uma coisa muito interessante em relação ao Wat Mahathat (aquela cabeça do buda no meio das raízes) é que não se pode tirar fotos junto a ela de pé, vc nunca pode estar numa posição "acima" do Buda, é uma grande falta de respeito, então deve-se abaixar pra bater a foto. Alguns desavisados vão e ficam de pé, logo quando fazem isso surge alguém e não muito educadamente mandam abaixar.

O exercito birmanes quando destruiu a cidade decapitou todas as cabeças do Buda, mesmo tambem sendo uma nação budista essa ação era uma forma de demonstrar seu poder. Seculos mais tardes as cabeças passaram a ser levadas por saqueadores e vendidas para colecionadores de antiguidades e etc.

Quando se chega nos dois últimos pontos pra visitação é oferecida a opção de substituir a visita por um passeio montado em elefantes.

Por favor não façam isso. Os elefantes lá além de carregarem seu mahout (tratador) carregam umas “cadeirinhas” onde vão até duas pessoas.
Três pessoas mais o tréco no lombo do elefante, péssima ideia!!
O ideal pro bem estar do animal é apenas uma pessoa por elefante, sem nenhum tipo de cadeira ou sela... qualquer coisa diferente disso pode acarretar danos a longo prazo no elefante... na verdade mesmo o ideal seria que a interação se desse sem montaria... anyway

Antes da viagem eu li MUITO a respeito dos elefantes na Tailandia. Eu queria muito poder interagir com eles, mais de uma forma mais consciente, sem contribuir com a exploração e maus tratos. Vou relatar mais sobre isso adiante, mais garanto que não foi uma tarefa das mais simples.


TREM NOTURNO PARA CHIANG MAI
O tour terminou por volta das 15:30, ao invés de regressarmos a Bangkok o motorista nos deixou na estação de trem como combinado.
Aqui fica o grande erro desse dia: Nosso trem só iria partir as 19:45...até a partida nós não programamos nada pra fazer e nas proximidades da estação não tem porra nenhuma... então nós deixamos nossas mochilas na estação e fomos fazer massagem, comer tranqueiras, tomas uns 15 sucos... pensando agora o ideal seria ter ficado em uma região mais central e só no inicio da noite ir pra estação.
As mochilas podem ser deixadas na estação mediante o pagamento de uma taxa, não me lembro o valor agora mais é bem baratinho. O lugar onde ficam as mochilas é uma sala anexa a sala da administração.

Depois de enrolar até não querer mais, voltamos pra estação. E ai vivemos momentos tensão. A estação tem umas 4 plataformas (pra ir de uma a outra vc anda sobre os trilhos, elas não tem fosso) e quando a gente perguntava onde deveria aguardar não ficava claro, e pra ajudar não víamos outros mochileiros que poderiam fazer o mesmo trajeto, só locais.

O trem atrasou bastante, eu ficava perguntando pros guardinhas e eles avisavam: ”não é mais 19:45, agora é 20:30”.... dai vai chegando trem, vai saindo trem... e nada... dai pergunta dinovo e escuta a resposta:”não é mais 20:30, agora é 21:20”... e porai vai... e trens chegando e saindo... dai aquela apreensão tipo:”Sera que não era aquele trem? Sera que eu entendi certo oq o tiozinho falou?”

E esse trem noturno é assim: perdeu já era, não tem dessas de pegar o próximo. Por isso a tensão. O guardinha nos indicava pra esperar bem na ponta da plataforma... e a plataforma é gigantesca, e bem na lá ponta tinha uns noias, a noite uma escuridão da porra lá... então nós ficamos bem de boa onde tinha mais gente rs

Tinha um pessoal muito fmz trabalhando na estação, foram bem atenciosos mesmo eu indo lá perguntar toda hora rs
Conforme foi ficando tarde foi trocando os funcionários, e um do guardinhas da noite foi extremamente mal educado em duas ocasiões... na viagem toda foi o único tailandês mal educado -_-

Imagem
Imagem
Estação de Ayutthaya


Lá pelas tantas da noite, chega o trem. Vc deve embarcar na área especifica da sua classe. O trem é dividido em primeira, segunda e terceira classe... por isso insistiam pra irmos pra ponta da plataforma, primeira e segunda classe é bem lá na frente.

Esse lance de onde aguardar o trem lá é foda, não tem nenhuma indicação, só perguntando mesmo. E é bom mesmo vc perguntar, pq o trem sai depressa, ele parou bem onde estávamos aguardando, entregamos os tickets e na sequencia ele seguiu, tudo bem rápido.

Quando entramos o vagão já estava com as camas prontas, encontramos as nossas, ficamos conversando um pouco e fomos dormir sem muita demora.

Ainda a noite uma funcionaria passa e pergunta se vc deseja escolher alguma das opções de café da manha para o dia seguinte. O valor não está incluso na passagem, mais como tudo na Tailandia era bem barato e nós achamos que vale a pena, estava gostoso ^^
Imagem
Imagem
Trem noturno


Como comprar seu ticket para o trem noturno
Compramos através do site: http://www.thailandtrainticket.com/index.html

Logo na página inicial vc escolhe a cidade de origem / destino a classe (primeira ou segunda) e se vai ser cama superior ou baixa.
Dai é só seguir os passos, é bem simples.

Nós fomos realizar a compra dos passes dois meses antes da viagem, e todas as passagens pra minha data na primeira classe já estavam esgotadas e para segunda classe só haviam camas superiores!!!!

A ideia era ir de primeira classe, pois os valores não são tão destoantes. Na primeira classe vc tem uma cabine privada, já na segunda classe vc tá lá com a galera no vagão e quando chega a noite as poltronas são desmontadas e se transformam em beliches. Por isso o lance da cama baixa ou superior.
A grande desvantagem da cama superior é que não tem janela, então se vc está sem sono e quer ficar lá olhando a paisagem se deu mal.
Imagem
Trem noturno


Após comprado pedimos para que os tickets fossem entregues no nosso hostel em Bangkok. Pedimos para entregarem no dia 05/04 (três dias antes da nossa chegada na Tailandia). Ficamos com medo de pedir pra entregar com muita antecedência e os caras do hostel perderem o ticket, ou ainda de entregarem já na nossa chegada e eles atrasarem... os 3 dias funcionaram bem.

Caso vc não queria que o ticket seja enviado a nenhum lugar vc pode retirar em uns pontos de atendimento, mais não tem muitas opções, se não me engano 2 ou 3 pontos. Achei mais pratico entregarem no hostel mesmo.

Eles respondem prontamente os e-mails, o atendimento dessa empresa foi muito bom. Já o hostel foi meio chato programar esse lance da entrega, pois eles não respondiam os e-mails... mais depois de tudo alinhado por e-mail assim que fizemos o check in no hostel lá estavam nossos tickets bem bonitinhos rs
Imagem
ticket do trem noturno


Com os tickets em mãos é só apresentar pro funcionário no momento do embarque e abraço. Apesar de ter rolado aquele atraso e a tensão pré embarque eu gostei bastante da experiência, bem legal ^^
Editado pela última vez por Tanaguchi em 11 Dez 2016, 13:34, em um total de 6 vezes.

Henrique_1996
Mensagens: 11
Registrado em: 04 Nov 2015, 10:32
Localização: Funchal, Portugal

05 Ago 2016, 14:38  

Acompanhando o relato! ::cool::
Imagem ImagemImagem



  •   Informação
  • Quem está online

    Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitante