Ir para conteúdo
Elias D. Teixeira

Viagem à Bolivia - La Paz - Salar de Uyuni - Sucre - Copacabana - Rodovia da Morte

Posts Recomendados

Valeu mesmo pelas dicas, Elias!

 

Penso em fazer a reserva nesse hotel Milton ou então no Hostal Copacabana, que o pessoal aqui do Mochileiros tem indicado. Após ler sua indicação, dei uma olhada no site do Milton - achei curioso não colocarem o endereço do hotel no site, mas pelo seu relato e pelas referências no site dá pra ver que não tem erro.

 

Quanto à câmera: tenho uma Sony H-50, muito parecida com a sua. Só não havia me ligado nesse esquema sorrateiro de tirar fotos. As cholas que se cuidem... hehehe

A propósito, não sei como é a sua, mas a minha consome uma bateria que é uma beleza... Sei que com certeza todos os dias terei que carregar a bateria (tenho uma de reserva). Então, aí vai a pergunta: as tomadas na Bolívia são iguais às nossas? Me lembro de ter lido isso em algum lugar, mas vai saber onde...

 

Bom, então é isso. Semana que vem começa a aventura!

 

Abraço

e obrigado novamente!

 

Mendes

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mendes,

 

Eu só possuo uma bateria, mas na visita ao salar, nos quais fiquei 3 dias sem recarregar a bateria, ela aguentou (porque só a utilizei durante o dia e foi por um triz), mas sempre é bom fazer como você e levar uma de reserva. Com relação à tomadas elétricas eu sempre fico esperto porque já tive problemas em várias viagens, mas no caso da Bolívia não foi necessário me utilizar de "recursos técnicos" (como sou da área de eletrônica, costumo levar fios e isolante para fazer "gambiarras", se necessário). Engraçado que nem me lembro das tomadas (como não deram problema, foram apagadas de minha memória), mas o carregador de minha máquina possui pinos chatos e não houve nenhum problema. Se não me engano eles utilizam o mesmo padrão brasileiro (o antigo).

 

Boa viagem!!!

 

Elias

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Elias,

 

Gostaria de saber a quantidade de dias que você viajou. Estou fazendo um roteiro para ficar 10 dias na Bolivia em dezembro 2011.

 

Obrigada.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

valeu pelo relato Elias !!

amamos Bolívia siempre !!

falando em fotos, faltou a legenda daquela publicada no dia 07/04. é no titicaca?

boas trips !!

ps. carolmoreno, tb pode conferir o nosso, no link abaixo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Caro Elias,

 

Muito bom seu relato: sucinto, bem escrito, e repleto de informações úteis.

 

Eu farei um trajeto parecido com o seu (um pouco maior entretanto) na mesma época que vc esteve lá. Desembarco em Sta. Cruz no dia 27/2 e termino o roteiro em Cuzco, no dia 16/3.

 

Algumas coisas que vc escreveu me chamaram a atenção. Primeiramente, o seu comentário sobre a forma com a qual devolveram a bagagem despachada no percuso Oruro - Uyuni, de trem. Não havia percebido, mesmo lendo inúmeros relatos e fóruns aqui, o quão isso pode ser significativo na Bolívia. Então pergunto a você se vc despachou sua bagagem (creio que uma mochila cargueira) em todos os seus deslocamentos? Eu pegarei este mesmo trem, só que de Uyuni para Oruro.

 

Em segundo lugar, já havia lido não-sei-onde que as tomadas na Bolívia e Peru são iguais às nossas antigas (dois pinos redondos ou dois pinos retos), só que com a voltagem de 220. Como vc comentou, se não lhe chamou atenção, é porque não teve problemas, ou seja, tomadas comuns para nós, brasileiros!!!! ::otemo:: Uma coisa a menos para ter que carregar, um conversor/adaptador.

 

Outra pergunta sobre algo que me chamou atenção: vc disse que mantinha sua câmera ligada, com o visor voltado para vc, de modo que vc ia tirando fotos sorrateiramente. Mas, isso é uma mania, um hobby, um estilo, ou foi por que havia lugares onde fotos não eram bem quistas, havia algum tipo de proibição...? Em suma, pq tirar fotos "escondido"? Fiquei muito curioso. ::hein: Mas foi bom atentar para o fato de que estarei no Salar durante 3 noites, e terei que economizar bateria... por falar nisso, nas pernoites do salar, vc não tinha acesso à tomadas, nem que por meia-horinha?

 

Você fez seguro saúde/viagem para sua estada lá? Usou VTM ou levou somente papel moeda mesmo?

 

Ufa... desculpe o interrogatório... e obrigado desde já!

 

Abraço!

 

DANIEL

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Daniel,

Com relação à bagagem na viagem de trem, eu despachei minha mochila maior. Eu sempre viajo com duas, uma menor onde geralmente coloco uma muda de roupas, máquina fotografica, alguma comida, etc, mas a maior eu sempre despacho e não houve problema em nenhum de meus deslocamentos pela Bolívia. A mochila é despachada um pouco antes do embarque e depois você só irá revê-la em uma determinada sala da estação de seu desembarque. Como disse não aconteceu nada, mas sempre ficamos meio ressabiados porque no trem até existe um comprovante (então é melhor) mas em algumas viagens de ônibus isso não existia. No entanto eu sempre faço de tal forma que mesmo que se perca a mochila maior "não seja o fim do mundo".

Com relação às tomadas, como sou técnico em eletrônica, sempre levo uns fios para fazer uma "gambiarra" se for necessário (que utilizei na Argentina) mas na Bolívia as tomadas são as mesmas que ainda tenho em casa (as antigas) então não há com o que se preocupar.

Com relação às fotos, não são proibidas, nem há nada de errado com elas, é só que gosto de boas fotos e as vezes quero "capturar o momento" sem interferir e quando se aponta a máquina para alguém eles sempre interrompem o que estão fazendo, ou olham para você, ou algo assim, então eu só utilizei de um artifício em minha câmera que faz parecer que não a estou utilizando. Existem pessoas que cobram pelas fotos, dessas eu simplesmente não tiro, porque simplesmente ao lado dele geralmente existem outras pessoas que não se importam com isso e as fotos ficarão tão boas quanto.

Na excursão de 3 dias nas proximidades de Uyuni, havia como carregar a bateria da máquina. Na primeira noite existia energia elétrica normal, na segunda utilizaram um gerador a gasolina por algumas horas, mas eu não usei nenhuma das vezes e minha bateria aguentou (apesar de ter chegado no limite). E olha que lá eu liguei e desliguei a máquina várias vezes e é um local em que não se economizam fotos.

Eu ainda tinha cheques de viagem que sobraram de uma viagem em 2005, então eu os utilizei (com medo de que eles desaparecessem da face da Terra) e também dólares. Hoje existem várias facilidades, mas eu acho que estou ficando velho. Acredito que devem existir formas mais cômodas, fáceis e seguras, mas acredito que levar dólares dá um pouco de trabalho aqui, mas lá é certamente mais fácil, além do mais não desejo procurar onde existe caixa eletrônico para fazer saques, também ouvi relatos de problemas e custos adicionais. Quando viajo estou em férias e desejo sossego, acredito que nas próximas férias, em que precise, levarei dólares e um cartão de crédito internacional (mas só para emergências).

Só fiz seguro saúde na minha primeira viagem internacional e isso já faz muito tempo. Podem ocorrer problemas, mas acredito que quando se adota um pouco de moderação (principalmente com a comida) as possibilidades de problemas são bastante reduzidas. Lembre-se também de que turismo é uma industria e um turista passando por problemas médicos em um país (qualquer que seja) e sem atendimento não é uma boa noticia, então creio que seremos atendidos em outros países (em caso de real necessidade).

Um abraço,

Elias

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu fui no mês de março e foi muito bom. Choveu muito pouco: 2 dias durante os 15 dias de viagem e praticamente isso não me atrapalhou. Com relação ao Salar de Uyuni as águas estavam relativamente altas e não foi possível visitar uma ilha (que é descrita em outros relatos). Se você procurar por fotos do Salar, verá algumas em que não há água e outras em que há (como as minhas). Lá sempre é frio, mas existem épocas mais frias em que o Salar está seco.

Em junho, nos dias 22 ou 23, ocorre uma festa em Tihuanaco que comemora o solstício de inverno (que na verdade comemora o início do ano no hemisfério sul). É uma festa muito comentada.

Algo que dá para perceber por outros relatos é que nos meses de férias (dezembro, janeiro, fevereiro e julho) existem mais turistas e isso exige alguns cuidados como comprar passagens antecipadas (principalmente do trem que leva ao Salar), mas o pessoal sempre consegue outras opções.

Um abraço,

Elias

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Elias,

 

seu relato acima me deixa mais tranquilo com minha viagem, por chego na Bolívia dia 27/2, e fico até dia 17/3... bom saber que o clima estará razoavelmente favorável...!

 

Abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Moniiques,

 

Contando com a passagem de avião eu gastei no total US$1.500,00 e a duração total da viagem foi de 16 dias, mas neste valor estão incluídas várias compras: tênis (vários pares), calças, agasalhos, lembranças, etc.

 

Quando viajei meu objetivo principal era descansar e as compras ficaram em segundo plano, mas até hoje é difícil ter um dia em que não utilizo alguma coisa que comprei lá. Sempre estou com uma coisa ou outra que comprei lá. Isso é bom, porque os produtos são bons (são todos importados mas com um preço bem melhor do que os que existem aqui) e também porque termino me lembrando de alguma coisa que aconteceu. É legal.

 

Resumindo, a Bolívia também é uma boa opção de realizar compras. Lógicamente que se o objetivo é somente este, existem outros lugares, mas eu considero um lugar agradável.

 

Os preços de hospedagem, refeição e passeios é bastante acessível lá. Acredito que com uns US$50,00 por dia se faz uma excelente viagem.

 

Um abraço,

 

Elias

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Puxa que inveja de vocês!!!

Digo inveja no sentido que tenho medo de sair do Brasil , praticamente já conheço tudo aqui , mas nunca fui nem sequer pro Paraguai ...

Obrigado pelas informações Elias e a todos um grande abraço ...

Vou tentar tomar coragem dessa vez e ir pra LA PAZ....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Caro Elias, muito agradecido por compartilhar a sua experiência e aprendizado pelas terras andinas. Parabéns por descrevê-la num agradável relato. Gostaria de saber qual foi a operadora que você contratou em Uyumi, para o passeio de 3 dias e duas noites ao Salar?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Elias, hei!

Obrigada pelas informações. Quero ir ao Atacatam agora em abril (oxalá dê certo). Uma questão. Eu tô que pesquiso, mas não encontro. Quais companhia aéreas levam do Brasil a La Paz? (eu pensei começar a viagem por La Paz - o Leo disse ser possível comprar roupas térmicas boas lá).

É só.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não vou voar por ela pois a Bolívia não vai estar nem no começo nem no final da minha viagem, mas sim no meio.

Mas nas minhas pesquisas (Submarino Viagens) a companhia que teve o preço mais barato foi a Aerosur.

Aliás, saiu um relato sobre como é viajar com essa companhia hoje no site Melhores Destinos (http://www.melhoresdestinos.com.br/avaliacao-aerosur.html).

Abs!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa tarde,

 

Parabéns pelo relato.

Gostaria de saber qual foi a empresa que você fez o tour no Salar.

Como foi a hospedagem no meio do deserto ?

Você recomenda a operadora?

 

Até mais

Ricardo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×