Ir para conteúdo

Um casal em Munique - Viena - Praga - Paris - 18 dias em abril/2011


Posts Recomendados

  • Membros

Depois de muita informação valiosa conseguida aqui, resolvi postar minha colaboração. Nosso roteiro incluiu Munique (com bate-e-volta à Füssen), Viena, Praga e Paris. Os valores estão em reais, e usei o câmbio 1 euro = R$2,40.

 

Data da viagem: saímos do Brasil no dia 05 de abril e voltamos dia 23.

 

Estilo de viagem: comemorando 15 anos de casamento, somos um casal apaixonado por História, gastronomia e costumes dos locais que visitamos. Gostamos de observar como é o cotidiano das pessoas. Não fazemos nada por obrigação, só por vontade ou curiosidade. Acordávamos por volta das 8:30 da manhã e íamos dormir por volta de 1 hora (isso se deve ao fato de que ligávamos para casa diariamente mas nossos filhos só chegavam da escola às 7 da noite daqui, meia noite de lá). Gostamos do mínimo de conforto, nada mais do que isso. A única frescura (minha) é banheiro novo, detesto aqueles azulejos caindo aos pedaços. Meu marido é alérgico, então preferimos ficar em hotéis simples porém novos ou renovados. Localização é o mais importante.

 

Bagagem: não exageramos nas malas porque teríamos a possibilidade de usar lavanderias e no studio em Paris haveria máquina de lavar (que foi bastante usada). Cada um levou uma mala média, nenhuma mala foi lotada e usamos o truque de misturar nossas roupas para o caso de alguma mala extraviar, o que não aconteceu. Uma malinha de mão com mudas de roupa e nécessaire para emergência. Eu levei uma bolsa e meu marido uma mochila. Já na volta cada um trouxe duas malas e uma bolsa de mão, além da bolsa de colo e a mochila.

 

Dinheiro: viajamos com 1,6 mil euros cada um, além de cartões de crédito. Era o valor que eu imaginei que ia gastar com alimentação, transporte e atrações, e acertei na conta, mas aí começamos a comprar algumas coisitas e preferimos usar o cartão para não ficar zerados. Mas se não tivéssemos comprado nada, o dinheiro teria dado. Em quase todos os lugares o Visa era aceito, exceto para pequenos valores. Utilizamos também o detaxe (devolução de parte do valor pago em compras se atingida determinada cota no mesmo dia e mesma loja).

 

Passagens aéreas: compradas em setembro/2010, incluíram os trechos: Rio-Munique (com conexão em Paris-CDG), Praga-Paris, Paris – Rio (os outros dois trechos foram de trem). Valor para 2 pessoas: R$ 4.396,00.

 

Hotéis: pelo que já expliquei, optamos pela rede Accor (nenhum charme, mas sem surpresas desagradáveis). Em Munique (4 dias) a diária no Ibis foi de 59 euros, em Viena (3 dias) 65 euros no Ibis, em Praga (3 dias) 89 euros no Mercure e em Paris optamos por alugar um studio por 1 semana por 800 euros (a economia no studio vem do fato de poder tomar café da manhã e até jantar sem ser na rua, além de poder lavar roupa). Os hotéis foram pagos com antecedência na tarifa sem reembolso no site dos próprios hotéis e o studio foi pago no check in. Total em hospedagem: R$3.600,00

 

Alimentação: somos criteriosos e curiosos. No cotidiano, em casa, costumamos almoçar bem e lanchar à noite ou fazer uma refeição simples, como sopa ou massa. Lá fizemos o contrário, porque não queríamos perder muito tempo sentados em restaurante durante o dia: na hora do almoço costumávamos fazer um lanche ou almoço bem simples (normalmente sentados em algum parque) e tomar cerveja. No jantar, comida de verdade. Total em alimentação para 2 pessoas - 18 dias: R$4.712,22 (isso inclui os lanches, as bebidas, as compras no mercado, muitos chocolates e os restaurantes).

 

Transporte: em Munique, Viena e Praga compramos os passes diários (em Munique o passe era tipo “partner”, ou seja, vc compra um passe de 9,80 euros por dia e pode andar com mais uma pessoa). Em Praga quase não usamos o passe. Em Paris compramos os blocos de 10 passes de transporte por 12 euros. Os custos foram:

Munique – R$ 94,08 (3 dias de passe + transporte do aeroporto para a cidade)

Munique – Füssen – R$ 74,40 (inclui o Bayern Ticket e o ônibus para o castelo)

Munique – Viena: passagem de trem comprada com antecedência na DB-Bahn – R$ 145,71

Viena – R$ 48,00 (2 dias de passe)

Viena – Praga: passagem de trem comprada com antecedência na OEBB – R$ 152,12

Praga – R$ 66,00 (3 dias de passe)

Paris – R$ 137,28 (incluindo as passagens CDG-Paris que eram mais caras e as passagens para Versailles). Aqui também não usamos tanto o transporte, andamos mais à pé.

Ainda gastamos R$ 40,00 num shuttle oferecido pelo hotel em Praga para o aeroporto e R$ 120,00 de táxi para o aeroporto de Paris (muitas malas).

Total: R$ 877,59.

 

Atrações: compramos o Paris Museum Pass de 4 dias por R$ 240,00, somando aos outros castelos, palácios e museus nos outros lugares o total deu R$ 608,24.

 

Se a viagem tivesse sido espartana (sem comprar nem um chaveirinho), os gastos acima teriam totalizado R$ 14.100,00 para o casal, sem passar desconforto, sem passar fome, visitando as atrações que consideramos interessantes, voando de econômica, viajando nos maravilhosos trens, andando à vontade de transporte público e utilizando dois táxis. Porém, como não somos de ferro, essa conta ficou bem acima por causa das compras.

 

Amanhã começo a postar o diário da viagem, assim que baixar as fotos no computador.

Um abraço.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 35
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros

Olá pessoal, tudo bem?

 

Gente, também vou viajar pra Europa em Setembro, e queria tirar umas dúvidas, se algum de vocês puder me ajudar eu agradeço.

 

Entre os lugares que vou passar, vou para Praga, e depoi pra Munique, porém não encontro meio de transporte pra fazer esse trajeto. Vocês sabem se tem trem, ou ônibus, e qual é?

 

Outra coisa, qual o transporte de Munich para Füssen? Qual é a companhia? E eu consigo comprar o bilhete ainda aqui no Brasil ou é tranquilo comprar lá?

 

Agradeço muito se puderem me ajudar, estou perdida rs!

 

Até,

 

Aline

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Olá Aline

 

Dando uma pesquisa rápida encontrei esse site http://czech-transport.com/index.php?id=556, que parece que tem 2 trens por dia. Dê uma olhadinha!!!

 

Quanto a Füssen, achei esse outro site http://asviajantes.com/europa/fussen-a-cidade-que-saiu-de-um-conto-de-fadas.

 

Espero ter ajudado. ::otemo::

 

Alessandra

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

SAÍDA DO BRASIL – 05 de abril – vôo da Air France

 

Chegamos ao aeroporto com 2 horas de antecedência. Fizemos o check in e fomos passar o tempo no free shop, onde compramos um perfume para cada um (nem pensar em comprar na Europa, que tem o mesmo valor porém em euros), creme para o rosto, um óculos de sol e outros bobagens (incluindo o adaptador universal de tomadas, que foi importantíssimo). Embarque na hora, avião Ok (Boeing porque temos pavor de Airbus – perdemos nossos vizinhos no vôo da AirFrance há quase 2 anos), sem entretenimento individual e sem o som funcionando no lado do avião em que estávamos. Viajamos sem ninguém ao nosso lado, portanto tivemos 3 assentos para 2 pessoas, o que me possibilitou viajar deitada. Tinha aquele cobertorzinho mequetrefe e travesseirinho que quebraram um galho, mas adorei mesmo foi aquele travesseiro de colocar no pescoço comprado no free shop, que apesar de ocupar espaço na mala era muito confortável. Nota importante para a comida, que considerei ótima! Tivemos um jantar decente, tomamos champanhe e vinho tinto e tomamos café da manhã (só o café que é horrível, parece água suja). Não tenho do que reclamar. Chegamos muito cansados por causa do fuso (lá eram 8 da manhã e aqui ainda 3 da matina).

 

Imigração ok, nem olharam para as nossas caras, nem pediram pra ver nada (eu levei um calhamaço de documentos...rsrsrsr).

 

No CDG, o outro vôo saía de outro terminal, fomos andando...longe pra caramba, o aeroporto é imenso, esqueça qualquer comparação com os aeroportos brasileiros! Guarde no mínimo 2 horas entre um vôo e outro. Ali já senti o famoso “cheirinho” do povo francês...eca! Vôo para Munique também pela Air France, na hora, com lanchinho simples à bordo. Chegamos em Munique ao meio dia.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros
Olá pessoal, tudo bem?

 

Gente, também vou viajar pra Europa em Setembro, e queria tirar umas dúvidas, se algum de vocês puder me ajudar eu agradeço.

 

Entre os lugares que vou passar, vou para Praga, e depoi pra Munique, porém não encontro meio de transporte pra fazer esse trajeto. Vocês sabem se tem trem, ou ônibus, e qual é?

 

Outra coisa, qual o transporte de Munich para Füssen? Qual é a companhia? E eu consigo comprar o bilhete ainda aqui no Brasil ou é tranquilo comprar lá?

 

Agradeço muito se puderem me ajudar, estou perdida rs!

 

Até,

 

Aline

 

Aline...

O trajeto Munique-Füssen é feito por um trem local. A passagem vc compra na estação de trem em Munique mesmo, a Hauptbanhof. Eu comprei no dia anterior: é só vc ir ao guichê e pedir. A mocinha vai te apresentar os horários disponíveis e vc escolhe. Eles vão te vender o Bayern Ticket, que vale para até 5 pessoas. Vc escreve seu nome e sobrenome no papel e anda com ele na bolsa, e quando te perguntarem da passagem, vc mostra e diz quem está viajando com vc. No dia da viagem à Füssen, chegue uns 15 minutos antes na estação. O trem que eu peguei foi ótimo, super confortável. Tivemos que fazer uma troca de trem, mas a estação era pequena, então não foi difícil. Chegando à Füssen, vc vai sair da estação de trem e pegar o ônibus (não precisa pagar por esse ônibus, ele está incluído no seu Bayern Ticket) com destino à Hohenschwangau (todo mundo vai pegar esse ônibus...rsrsrsr).

 

O trajeto dura apenas alguns minutos e o ônibus vai te deixar em frente à uma pequena estação. De lá, vc anda uns minutinhos ladeira acima para comprar a entrada para o(s) castelo(s) - existem dois castelos, se vc quiser visitar ambos, há um ticket combinado mais barato. O tour ao castelo é guiado e tem hora marcada. Como queríamos antes ir até a Marienbrücke (a ponte com vista para o castelo), pegamos um horário mais adiantado, para dar tempo.

 

Depois de comprada a entrada, vc escolhe como quer subir. Se estiver chovendo ou nevando, só dá pra subir à pé ou charrete. No dia que fui o dia estava lindo, subimos de ônibus (a passagem vc paga direto ao motorista, cerca de 1,80 euros). O ônibus vai te levar lá em cima, perto da ponte. Aproveite e tire muitas fotos de lá...é lindo! Depois tem uma caminhada de uns 5 minutos até o castelo, onde vc pode guardar mochila no guarda-volumes e finalmente entrar quando chamarem o número do seu tour.

 

A volta nós fizemos à pé até a estaçãozinha. O ônibus de volta para a estação de trem vc pega em frente onde vc desceu, numa espécie de "ilha" no meio da rua. Aproveitei e comprei uns cartões postais e coloquei ali mesmo na caixa de correio.

 

No site do Ricardo Freire (ViajenaViagem), tem um passo a passo muito bacana sobre como chegar à Füssen. Entra lá e dá uma olhada.

 

Espero ter te ajudado.

um abraço

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

MUNIQUE – 06 DE ABRIL

 

Ao chegar ao aeroporto de Munique, pegamos nossas malas e fomos em direção aos trens. Eu tinha informações a respeito de um ônibus, mas preferimos ir de trem mesmo. Compramos os tíquetes em um guichê, validamos os mesmos e embarcamos. Ficamos muito impressionados com a limpeza e organização do aeroporto, e ainda mais com o trem, muito confortável e silencioso.

 

Aeroporto de Munique:

 

 

20110429083624.JPG

 

Ao chegar à estação, fomos andando até o hotel, a 2 quadras dali. O hotel (Íbis Munchen City) era limpo, confortável e simples. Tinha TV, uma vista fofa e o quarto não era apertado. Não havia frigobar, mas deixávamos a cerveja do lado de fora da janela e ela ficava geladinha....juro! O único senão era a falta de wi-fi gratuito no quarto (só no saguão). O staff era agradável e prestativo. Optamos por não tomar café no hotel, mas dizem que é muito bom.

 

Vista do quarto:

 

20110429084426.JPG

 

"frigobar":

 

20110429084706.JPG

 

Para nossa sanidade, resolvemos dormir um pouco. Quando acordamos, depois de umas 3 horas, decidimos que a primeira parada seria o supermercado (Tengelmann). A vida de dona de casa não me abandona jamais! Rsrsrsrs. Compramos algumas coisas (lá não tem sacolinha de plástico no mercado, então tivemos que comprar uma – sorte que eu havia levado de casa uma sacola de pano). Voltamos ao hotel para deixar tudo e saímos em direção à Marienplatz, coração da cidade. Tudo lindo e bem cuidado!

 

Marienplatz:

 

20110429085250.JPG

 

Entramos em um restaurante ali na praça mesmo, tomamos bastante cerveja (pra quem gosta de cerveja de trigo, como eu, vai estar no paraíso) e comemos um mix de lingüiças com repolho. Ainda bem que pedimos o menu em inglês porque senão teríamos comida rins de porco...cuidado! rsrsrs. A conta ficou por volta de 40 euros. Depois do jantar, ficamos passeando até voltarmos para o hotel, por volta de meia noite.

 

20110429085819.JPG

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

MUNIQUE – 07 DE ABRIL

 

Acordamos e saímos para tomar café da manhã em uma padaria em frente ao hotel. Interessante notar que todo mundo falava inglês: desde a mocinha da padaria até o cara que limpava o chão na estação de trem. Apesar disso, acho importante aprender as palavras-chaves (olá, obrigado e por favor) em alemão. Compramos o passe diário de transporte e começamos a utilizar os bondes de Munique. São uma excelente opção de transporte, limpos, confortáveis e silenciosos. Sem falar que tínhamos a vista da cidade, e se observássemos algo interessante, bastava descer e depois pegar outro.

 

 

20110429091145.JPG

 

Nesse dia fomos ao Schloss Nymphenburg, o palácio de verão dos reis da Baviera. Vimos o palácio por dentro (ele estava em restauração) e os outros prédios adjacentes (museu das carruagens, Amalienburg, etc). Mas o mais gostoso, sem dúvida, foi passear pelos jardins bem cuidados, parando para descansar nos bancos à beira dos lagos e observando os alemães se exercitando e passendo com seus bebês e cachorros. No meio do dia, paramos em um restaurante lá dentro mesmo pra comer e tomar cerveja. Mesmo tomando em média 2 litros de cerveja por dia (cada um), em nenhum momento ficamos bêbados ou tivemos ressaca. Não sei se pela qualidade da cerveja ou pelo tanto que andávamos...

 

20110429091803.JPG

 

20110429092639.JPG

 

20110429100139.JPG

 

20110429100508.JPG

 

Depois de passar no hotel para tomar banho e descansar um pouco, quisemos conhecer a famosa cervejaria Hofbrauhaus, que fica no centro da cidade. Ao chegarmos lá, não gostamos muito, pois estava lotada, com música alta da bandinha tocando, muitos turistas...enfim...pra quem nunca foi à Oktoberfest e quer sentir o gostinho dela é uma boa opção, mas não era o que estávamos procurando. Seguimos então para a Augustinerkeller, uma cervejaria que me indicaram como sendo mais do povo local. A dica foi quentíssima! O lugar é um biergarten gigantesco! Contei mais de 200 bicicletas estacionadas! Do lado de fora é super agradável e do lado de dentro tem música. Gostamos muito, preço ótimo, comida gostosa, ambiente tranqüilo. O gerente veio perguntar se estávamos satisfeitos e até arranhou no português, dizendo que tinha uma foto com o Pelé...rsrs.

 

A educação dos ciclistas de Munique:

 

20110429100832.JPG

 

Voltamos andando para o hotel, pois a noite estava muito agradável, apesar do friozinho....

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

MUNIQUE – 08 DE ABRIL

 

No dia anterior, havíamos comprado a passagem para conhecer o castelo de nome difícil. Chegamos cedo à estação para tomar café lá mesmo (há um infinidade de opções e gostamos muito da Le Crobag, bem ao lado da entrada principal). Em seguida pegamos o trem para Füssen.

 

20110429114026.JPG

 

O trajeto era lindo (com os Alpes nos acompanhando) e tinha uma troca de trem em uma cidadezinha que não lembro o nome, mas não foi difícil, bastou seguir os demais turistas....rsrss. Dentro do trem, conhecemos um brasileiro, que estava fazendo um mochilão e acabou sendo nosso companheiro nesse dia. Chegamos em Füssen, pegamos um ônibus em direção ao castelo em frente à estação de trem. Tanto para o trem quanto para esse ônibus, o Bayern Ticket (31 euros para 5 pessoas) serviu. Ao chegarmos lá, compramos as entradas para o castelo e pegamos um outro ônibus para subir (1,80 euros por pessoa). O ônibus nos deixou na Marienbrucke, a ponte com vista para o castelo. Impressionante a vista!

 

Trajeto até Füssen:

 

20110429120253.JPG

 

Vista da Marienbrücke:

 

20110429114703.JPG

 

Quando faltava 20 minutos para o horário do nosso tour, andamos em direção ao castelo e guardamos a mochila no guarda-volumes. Aproveitamos o tempo até a entrada para almoçar o sanduíche que havíamos trazido de Munique (e a cerveja também, que na temperatura ambiente estava ótima). Entramos no castelo pontualmente e fizemos a visita. O castelo é bacana por dentro, mas o problema dos tours é que eles amarram demais a visita. Mas mesmo assim valeu a pena.

 

Vista do castelo para a ponte:

 

20110429115022.JPG

 

Voltamos à estação de trem com destino à Munique.

 

Chegamos em Munique com o dia ainda claro, então aproveitamos para conhecer mais um pouco da cidade. Fomos jantar em outra grande cervejaria, a Franziskaner. Comemos muito bem: esse schnitzel gigante aí da foto, que foi mais do que suficiente para 3 pessoas (a conta ficou por volta de 20 euros por pessoa, incluindo muita cerveja):

 

20110429115323.JPG

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 meses depois...
  • Membros

Munique – 09 de abril

 

Acordamos e fomos à Marienplatz tomar o café da manhã. Há muitas opções deliciosas com preços razoáveis por lá. Como era sábado, tinha bastante gente. Fomos até a Frauenkirche e depois aproveitei para fazer umas comprinhas: não quis perder tempo procurando, então entrei na Zara e comprei dois casaquinhos e duas blusinhas de lã. Meu marido também comprou um casaco pra ele (preços muito bons se comparados ao Brasil). Do outro lado da rua fica a Kaufhof, uma grande loja de departamentos. Tudo o que vc imaginar tem lá: aproveitei e comprei algumas coisinhas para a minha cozinha que estavam em promoção.

 

20110810165900.jpg

 

Já no início da tarde deixamos as compras no hotel e seguimos para o Englischer Garten, o maior parque urbano do mundo. O dia estava muito agradável, havia muitas pessoas pegando sol (vimos até topless), jogando vôlei, andando de bicicleta...enfim...um lugar bem bacana. Fomos até a Torre Chinesa, um biergarten gigante que fica ali e possui um “restaurante”: na verdade é um sistema onde vc vai até o balcão, escolhe a comida e a bebida, paga e senta em uma das centenas de mesas que ficam ao ar livre. Muitas pessoas trazem sua comida de casa e compram somente a cerveja ali. Passamos a tarde no parque, comendo, passeando e curtindo o pôr do sol.

 

20110810170125.jpg

 

No final da tarde, demos outra volta pela cidade: conhecemos o rio que atravessa Munique (limpíssimo), monumentos, prédios oficiais...Já era noite quando pegamos o metrô e fomos até o Alianz Arena, que obviamente já estava fechado, mas foi suficiente para nós conhecermos o estádio por fora mesmo.

 

20110810170425.jpg

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


×
×
  • Criar Novo...