Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Peça ajuda, compartilhe informações, ajude outros viajantes e encontre companheiros de viagem!
    Faça parte da nossa comunidade! 

Posts Recomendados

Esse relato é dividido em cinco partes:

.da página 1 até a 7 refere-se a viagem realizada entre dez/2007 e fevereiro/2008 de carro;

.a partir do final da página 7 refere-se a viagem que começa no final de dez/2008 até final de fevereiro/2009 de carro.

.a partir da pag. 15 - viagem a Torres del paine, carretera austral ..........viagem realizada de dez/2009 a fevereiro/2010.

.a partir da pag.19 - viagem ao Perú e Equador ....vigem realizada de dez/2010 a fevereiro/2011.

.a partir da pag.23 - viagem venezuela, amazonas, caminho da fé.... realizada entre dez/11 a fev/12.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Beier escreveu:

Depois da reportagem que fizeram a Zerao Hora e o Clarin parece que deram uma acalmada...mas convem não bobear

 

Por aqui as estradas de um mode heral são boas, claro que existem exceções. A BR 290 que liga Porto Alegre a Uruguaiana está em bom estado a exceção de um pequeno trecho de cerca de 10/20 km antes deSão Gabriel que tem alguns buracos. A BR 116 que vai para Chui está boa.

 

O norte do Chile/Argentina é bem diferente do sul, tudo muito seco e mais pobre mas mesmo assim o visual é bonito. Quando fui em janeiro passado não fiz reservas e não tive problemas para conseguir hospedagem. Na Argentina paguei em torno de A$ 90,00 a hospedagem já o Chile ficou mais caro, na média, ficou em USD 90,00. Em San Pedro especificamente paguei USD 65,00 a diária. Esses preços eram para apartamento triplo.

 

Essa viagem pelo norte é um pouco sofrida devido as elevada altitudes que se pega. As pessoas e o carro sofrem com a falta de ar. O carro perde potência e aumenta o consumo e as pessoas podem ter náusea, dor de cabeça e falta de ar.... mas isso varia de pessoa para pessoa, Uns podem não sentir nada outros passam muito mal.

Mas com tudo isso é uma viagem linda os Andes nessa parte é muito diferente e belo.

 

 

 

Beier, vc sabe como está a estrada entre São Borja e Uruguaiana?

 

Os Hotéis que vcs ficaram são bons?

 

O carro sente o problema do ar rarefeito, tirando o filtro de ar, o rendimento nao melhora?

 

No norte da Argentina as cidades sao distantes uma da outra?

 

As estradas sao boas, tem muitas curvas, quantos kms +- sao dificeis, devido à altitude?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

marioluc,

 

São Borja-Uruguaiana a tempo atrás estava horrível mas não sei como está a situação agora.

 

Os hoteis que ficamos foram:

Resistência - Colon Apart Hotel = A$ 70,00 - +/-

Salta - Marilan Apart Hotel = A$ 110,00 - bem localizado e bom apart.

San Pedro - Inti Killa - US$ 65,00 - um pouco afastado do centro mas tem estacionamento fechado e garante água 24 horas p/dia.

Iquique - Hotel Charlie Inn - USD 80,00 - a uma quadra da praia, bom hotel

Antofagasta - Hollyday Inn - USD 85,00 - a beira da praia, ótimo hotel

Santiago - Apart Los Españoles - USD 90,00 - bairro providencia, ótimo hotel.

 

Houveram outros ao longo do caminho mas que não vale a pena citar...hehehe.

 

Cara, tirei o filtro de ar também mas a melhora não foi muito grande não.

Não sei qual o seu carro mas o meu, Fiat Stilo, sofreu muito mesmo, após a aduana do Paso de Jama a coisa ficou crítica, teve momentos que o carro ia virando roda em primeira. O carro começou a falhar um pouco antes da Cuesta del Lipan, onde tem uma placa indicando a altitutde de 4.100 msnm, e foi até perto do Vulvão Licancabur quando vc começa a descer em direção a San Pedro. Não sei ao certo quantos quilometros isto dá. Pelo menos a estrada desde Salta até San Pedro ótima.

 

Uma dica muito importante é NÃO ESQUEÇA DE ABASTECER EM SUSQUES pois é onde tem o último posto antes de San Pedro. Depois serão cerca de uns 370 km sem nada a beira da estrada a não ser deserto e salares e lembre-se, na altitude o consumo de combustível é maior.

 

No norte da Argentina o trecho mais crítico é quando vc atravessa a Região do Chaco que é uma longa reta com muitos bichos soltos à beira da estrada e a cidades ao longo do caminho não animam muito. Essa estrada tem uma parte que não está em muito bom estado, apresentava muitos buracos, se não estou enganado é entre Pampa de Los Guanacos e Monte Quemado

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Só para completar...a respeito do problema do carro na altitutde...mandei um e.mail para Fiat e eles responderam que o carro não foi projetado para rodar em altitudes superioress a 3.000 msnm sendo, portanto, normais os sintomas apresentados nessa situação.

 

Como as pessoas, carros diferentes reagem difente à altitude pelo que pude ler em diversos relatos.

Falo da experiência que vivenciei, talvez outros não tenham tido tantas dificuldades com o carro na altitude.

 

Abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Beier, muitíssimo obrigado!!! vc é dez! :)

 

Mais algumas dúvidas:

 

 

.Vcs fizeram os passeios com seu carro? se sim, as estradas como sao, dá para ir de boa?

 

.vcs foram ao salar de Uyuni? como foi?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Marioluc

 

Não, os passeios fizemos sempre por agências. As estradas são muito ruins então preferimos preservar o carro.

 

Não fomos p/Uyuni

 

Abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

beier e todos,

 

estou em jujyu, desde hoje de madrugada, fiz uma viagem tranquilo, somente pegamos alguns trechos de estrada ruim no chaco... depois conto mais, pois estou saindo agora para passar o paso de jama, vou ver o que està me esperando.......

 

 

CUIDADO COM A POLICIA ARGENTINA, NO CHACO, ESTÁO COM TUDO..... UNS CARROS BRASILEIROS COM CATARINENSES, FORAM PARADOS E EXIGIRAM LENCOL BRANCO PARA MORTO, COMO NAO TINHAM, QUERIAM MULTÀ-LOS, EM 500 PESOS, AI "NEGOCIARAM" EM 300 PESOS...............

OUTRA COISA, EH MELHOR COMPRA O KIT PRIMEIROS SOCORROS AQUI NA ARGENTINA, NAO ACEITARAM UM QUE ESTAVA INCOMPLETO, E MULTARAM TAMBÈM......................

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

desculpem-nos,

 

mas, infelizmente nao conseguimos atualizar essa pasta, em virtude de alguns fatores,............

mas se alguém tiver alguma dúvida daqui, fiquem aa vontade para perguntar.

 

Chegamos hoje do salar de UYuni, passeio maravilhoso, depois conto com mais detalhe, estamos saindo amanha cedo para santiago e sul do chile.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Nao conseguimos fazer o relato online, portanto na medida do possìvel vamos atualiza-lo.

 

PRIMEIRO DIA - 28/12/2007 de Brasilia aa Prata-MG

(saída Brasilia as 16:20 hs, chegada Prata-MG âs 22:00 hrs.

 

Saída de Brasília-DF âs 16:20hs, com intençao de dormir em Uberaba-MG, por orientaçao de um frentista de posto em Uberländia, resolvemos mudar os planos e dormir na cidade de Prata-MG.

 

 

Estrada: de Brasília â Luziänia-DF, pista dupla em bom estado de conservaçao, mas muito transito principalmente na saìda de brasilia e na cidade de Valparaiso; de Luziänia a Uberländia, pista simples, em boas condiçoes, cuidado somente com as curvas entre cristalina e Uberlandia, e alguns trechos com asfalto gasto; de Uberländia a Prata, pista simples em ótimas condiçoes.

Total de Kms no dia: 523 kms;

Preço gasolina: R$2,63 em media;

Hospedagem: Hotel RPH - Ramada Hotel Prata-MG, preço R$24,00 por pessoa (Localiza no trevo da cidade, bom hotel, o problema que náo tinha ar condicionado e passamos um calor do caral..., café da manha muito bom, pricipalmente com o famoso pao de queijo mineiro.

 

 

SEGUNDO DIA - 29/12/2007 de Prata-Mg â SantaTerezinha de Itaipu-PR

(saída Prata-mg as 09:45, chegada santa terezinha âs 20:15hrs.

 

Fiz revisao geral do carro, mas esqueci de trocar o óleo, portanto tive que trocar em Prata, depois de resolvido, partimos com a intençao de dormir

em Puerto Iguzu na argentina, mas dormimos antes de foz.

 

Estrada: de Prata até a cidade de Fronteira-MG em boas condiçoes, salvo um pequeno pedaço de náo mais de 500 metros, antes de chegar â ponte sobre o rio grande(TOMEM MUITO CUIDADO NESTE TRECHO), está ruim mesmo; alguns trechos no estado de sao paulo requer algum cuidado, pois o asfalto està um pouco gasto, com alguns buracos; no estado do Paraná a estrada está ótima, o problema é o preço do pedágio.

 

Total de Kms.: 1050 kms.

Pedágios: No estado do Paraná morremos em R$35,00 em 5 pedágios(UM ROUBO, estrada simples, náo tem nem pista dupla nas subidas, daí o trafego de caminhoes atrapalha muito o desenvolvimento do carro).

Preço da Gasolina: abasteci somente em Pirapozinho-SP, R$2,40 o litro,

Hospedagem: Praia Sol Hotel - em santa terezinha do Itaipu, uma cidade antes de fóz do iguassu, bom hotel, com ótimo cafè da manha, R$30,00 por pessoa no mesmo quarto.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Desculpem, mas esta dificil atualizar esse relato, acho que vou esperar chegar ao Brasil para fazer.

Cheguei hoje em buenos aires, depois de passar por atacama, salar de uyuni, salta, rioja, mendoza, santiago, pucon, llaima, puerto varas, frutillar, ilha de chiloe, s.m. los andes, bariloche, el bolson, esquel, punta arenas, torres del paine, el calafate, el chalten, san julian, PUERTO madryn, buenos aires........... ate agora foram quase 14.500 kms.

 

ALGUMAS INFORMAÇOES IMPORTANTES:

 

1. Muitas cidades argentinas, estao sofrendo com a falta de combustivel, as distribuidoras nao estao entregando o produto, nao sei o motivo..... portanto, quem estiver vindo para ca, fiquem atentos, nunca deixem o tanque com menos de meio tanque, sempre abasteça, quase fiquei sem combustivel, entre esquel e comodoro rivadavia.

 

2. NA REGIAO DE SALTA, ESTA DEBAIXO DÁGUA, LITERALMENTE, ENTAO QUEM FOR PARA AQUELA REGIAO, SE INFORME SOBRE AS CONDIÇOES METEREOLOGICAS. A COISA REALMENTE ESTA FEIA POR LA.

 

3. QUEM ESTIVER INDO PARA O CHILE, CUIDADO, O INDICE DE ASSALTOS ESTA ATORMENTANDO AS AUTORIDADES, EM PUCON FIQUEI SABENDO DE VARIOS ASSALTOS CONTRA TURISTAS.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por edufehrer
      esse foi nosso roteiro, ordem dos passeios:
       
      ·        Cusco
       
      ·        Valle Sagrado
      (Pisac, Salinas de Maras, Moray, Chinchero,  Ollamtaytambo)
       
      ·        Valle Sul
      (Tipon e Pikillaqta, Andahuaylillas)
       
      ·        Macchu Pichu + Wayna Picchu
       
      ·        Banhos Termais de Colcamayo (Santa Teresa)
       
      ·        Laguna Humantay
       
      ·        Cerro Colorado/Montañas de Colores/Rainbow Mountain
    • Por Willian C A Reis
      A maioria dos brasileiros que escolhem a Colômbia como destino o faz devido as fotos incríveis de Cartagena ou de San Andres, que encontramos na internet. Talvez mais um ingrediente se adicione na motivação, devido o sucesso das séries da Netflix sobre Pablo Escobar e El Chapo. No meu caso foi devido eu resolver fazer outra faculdade. Desta vez, Arquitetura e Urbanismo. Logo me veio a cabeça visitar Medellín, referência mundial em urbanismo. Viajar, principalmente para outro país é tão caro, que eu não poderia deixar de conhecer outras cidades. Sentei diante do computador e comecei a pesquisar. Certeza eram Medellín e Cartagena. San Andres nem fazia parte dos planos iniciais. Fontes de pesquisa foram o google e este site, além das comunidades no face. Encontrei também alguns grupos no whatszapp que foram muito úteis.
      Comecei a monitorar os preços da passagem para Bogotá, que me pareceu a opção mais econômica, no começo de 2018. Finalmente comprei a passagem em meados de março pela Latam por 1400,00 mais 5mil pontos multiplus. A viagem seria dia 6 de junho com retorno dia 27. O roteiro ficou definido assim: Bogotá, Zipaquirá, Medellín, Guatapé (bate e volta para Medellín), Cartagena, San Andres, Santa Marta e Tayrona.
      Grana: Reservei 2400 dólares em espécie, mais 3mil reais transferidos pela WU.
      > Dia 05: saí da minha cidade, no sudeste de minas, rumo ao Rio de Janeiro de ônibus. Cheguei ao Rio na manhã do dia 06 e peguei o frescão (ônibus com ar) para o Galeão. O Voo partiu do Rio às 11h da manhã. A partida de São Paulo foi às 14:50h e a chegada em Bogotá às 19:10h. Peguei um táxi no aeroporto por 35 mil até a candelária. Fiz reserva pela internet no Tip Top Backpackers, na carrera 1, com calle 12c. Preço 20 mil por noite. Como eu estava sozinho em quarto com banheiro, pude escolher a melhor cama. Lá conheci um brasileiro que estava viajando no esquema de 10 dólares por dia.


      Foto: Bogotá dia 07/06/2018.

      La candelária é o bairro histórico de Bogotá, mas todos dizem não ser muito seguro à noite. Não tive problemas, mas as ruas a noite são realmente escuras e é preciso ficar esperto.
      > dia 07: saí bem cedo rumo ao Terminal Salitre Norte. Peguei um Bimodal (ônibus articulado). Me informei sobre o melhor local para descer, o mais próximo do terminal. Precisei caminhar uns 20 minutos até o terminal.
      Dica: Baixei todos os mapas do google, para acessar offline.
      Vacilo: Não levei câmera fotográfica. Pensei que o celular seria suficiente. Mas esqueci que seria necessário consultar o mapa toda hora e a bateria não daria conta de, além disso, fazer as fotos da viagem.
      No terminal, basta se informar sobre empresas que oferecem translado para Zipaquirá. Paguei 10mil. No caminho o ônibus vai pegando outros passageiros, mas ele mal para para o embarque. O trocador vai dependurado na porta que fica aberta, gritando o destino sempre que vê alguém parado no caminho.
      Em zipa desci na chegada da cidade. Avise ao trocador que pretende visitar a catedral que ele te indicará o melhor local para desembarcar. Mas o ônibus nem para direito. Prepare-se para saltar, kkkkkk.
      Caminhei uns 15 minutos até o parque. Acho que foram 25 mil para entrar. Você recebe um aparelho com áudio gravado, no idioma que preferir, para que possa compreender o que significa cada local da visitação. A catedral foi esculpida em uma antiga mina subterrânea de sal. A via Crucis é representada por altares esculpidos pelo caminho, a medida que se adentra a mina.


      Via crucis - Catedaral de Sal - Zipaquirá

      Algumas surpresas visuais se apresentam diante de seus olhos e que mais surpreende é a imensa nave com 16 metros de altura bem no fundo da mina. Também chama a atenção o comércio lá embaixo. Há de lanchonetes a lojas de artesanato e outras que até vendem esmeralda.


      Nave - Catedaral de Sal - Zipaquirá

      Escultura de sal - Catedaral de Sal - Zipaquirá
      Lá dentro não se percebe o tempo passar e quando me dei conta já passava da hora de voltar para Bogotá. Queria evitar de chegar a noite. Peguei um táxi que me deixou numa esquina da cidade por onde passava o ônibus para Bogotá. Não foi difícil identificar o ônibus, pois o trocador veio pendurado na porta e gritando o destino. Quando sinalizei, ele saltou do ônibus, e praticamente me empurrou lá pra dentro com o mesmo ainda em movimento kkkkk.
      Cheguei em Bogotá no final da tarde e parti para o ponto de ônibus a 20 minutos de caminhada do Terminal. Foi preciso consultar o mapa no celular que estava quase descarregado. peguei o bimodal e saltei na estação do museu. Eu deveria ter saltado uma estação adiante. Me guiei pela torre do edifício da primeira foto que postei, pois através dele eu conseguia me localizar. Caminhei de volta ao hostel e o celular estava sem carga. Estava escuro, e fiquei atento, sempre de olho em alguma rota de fuga kkkk. Passei em frente ao meu hostel mas não percebi. Continuei caminhando até encontrar um guarda que segurava um pastor alemão. Pedi ajuda e ele me levou até o hostel. Bastou dar meia volta e caminhar uns 200 metros kkkkkk.
      Dia 08/06: acordei cedo e fomos para o museu nacional. Eu o brasileiro que estava neste hostel. Para o alívio dele a entrada foi barata, 2 mil, afinal ele não podia começar o dia causando um rombo no seu orçamento de 10 dólares/dia.

      continua ...
       
    • Por Debora PedidosYa
      Boa tarde, mochileiros!
      Pretendo fazer uma viagem em agosto de 4 dias a mendoza e não acho informação recente em lugar nenhum... 
      Sabem dizem como faço pra ir de mendoza a las lenas? Se os pacotes disponiveis no site de las lenas inclui ja os equipamentos ou é so o valor de entrada? Como encontro guias para ir ao concaragua? Quais vinhedos tem melhor custo beneficio? Melhor forma de me locomover na viagem?
      Heeeelp!!
    • Por fegama
      Bolívia (Salar de Uyuni) + Chile (Atacama) + Peru (Cusco)
      Oi mochileiros podem me ajudar? Fiz um roteiro com objetivo de conhecer uyuni, atacama e cusco em 20 dias em julho/agosto deste ano. Podem criticar pra ver se não estou fazendo besteira no roteiro abaixo. É meu primeiro mochilão fora do Brasil. E se quiserem podem me indicar agência e hostel (já até reservei mas tenho cancelamento grátis daí dá p mudar..)
      Roteiro
      Dia 1 – São Paulo x Santa Cruz de La Sierra (avião) – chego de noite
      Dia 2 – Bolívia - Santa Cruz de La Sierra x Sucre (avião - manhã) + Sucre x Uyuni (ônibus)
      Dia 3 – Bolívia - Fechar passeio do salar, ver câmbio etc. (mais alguma coisa neste dia?)
      Dia 4, 5 e 6 – Bolívia - Passeio do salar de uyuni + chegada no atacama (negociar passeios e ver câmbio etc)
      Dia 7 – Atacama - Valle de la luna e valle de la muerte (manhã) + lagunas escondidas (tarde)
      Dia 8 – Atacama - Piedras rojas e Lagunas Altiplacas
      Dia 9 – Atacama - Vulcão lascar + tour astronômico
      Dia 10 – Atacama - Salar de tara (manhã) + Atacama X Arica (ônibus - tarde/noite)
      Dia 11 e 12 – Peru – Arica X Tacna (ônibus) + Tacna X Arequipa (ônibus) + Arequipa X Cusco (ônibus)
      Dia 13 – Cusco - city tour + câmbio + negociar passeios e talvez valle sagrado (Sacsayhuaman, Kenko, Pukapukara, Tambomachay, Pisaq)
      Dia 14 – Cusco - Chinchero, Salinas de Maras, Moray e Ollantaytambo
      Dia 15 – Cusco - ida p águas calientes de van + caminhada hidrelétrica
      Dia 16 – machu picchu (ingresso comprado, esse dia ñ dá p alterar) + volta para Cusco de van
      Dia 17 – Cusco - laguna humantay
      Dia 18 – Cusco – puno (dúvida, ñ sei o q fazer direito neste dia)
      Dia 19 – Cusco - montanha de 7 cores
      Dia 20 – Cusco x São Paulo (avião)


×
×
  • Criar Novo...