Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Estados Unidos - Arquivo


Posts Recomendados

  • Membros
Olá pessoal,

 

Primeiramente parabéns pelo site, as informações postadas aqui são de grande utilidade... :P

 

Vou viajar para NY na metade de outubro e gostaria de saber se vale a pena utilizar traveller check? ele é bem aceito em lojas e restaurantes ou terei que troca-lo por dinheiro em bancos?

 

Andrey,

 

Fui a NY ano passado levei 1000 dólares para não ter problemas com alfandega, gastei 100 dólares o resto paguei tudo com cartão de credito, traveller check e uma furada, vc paga taxa para comprar e para vender.

 

Precisando de ajuda, mochilei bem em NY... rsrs

 

Abraço,

 

 

Claudinei

Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 2,3k
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros
Opa, a idéia é essa mesmo um ajudar o outro

 

Falando nisso quando voltar traz bastante novidades para nós, precisamos preencher algumas lacunas no Guia, como informações sobre atrações novas e tal.

 

Boa viagem!! Have Fun!!!

 

Fernando

 

 

Luiz,

 

Dica, muitos Brasileiros não sabem mas Orlando e a melhor opção para compras.

Brasileiros compram muito em Miami, pesando que Miami e a melhor opção.

 

Dica, procurem em Orlando Outlet´s de rua, como Nike e Adidas, são bem mais baratos.

 

Abraço,

 

Claudinei

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
Legal Claudinei,

 

Tem algum endereço especifico ou mapa de localização destes Outlets de rua que você recomenda?

 

Abraços,

 

Fernando

 

Fernando,

 

Endereço não lembro, uso sempre os pontos de interesse do GPS. "tipo procuro Store Adidas ou Nike aparecem varias.

 

Dica, Oposto da dica acima fujam das Store Sony, Panasonic, JVC... etc... de rua, todas tem otimos preços, mas são produtos refurbished "Recondicionadas".

 

Quem for marinheiro de primeira viagem cuida... tem picaretas no mundo todo... rsrsr

 

Abraço,

 

 

Claudinei

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
Legal Claudinei,

 

Tem algum endereço especifico ou mapa de localização destes Outlets de rua que você recomenda?

 

 

 

Fala Fernando!

 

Os que eu mais gastei foram o PRIME OUTLET e o PREMIUM OUTLET. Você acha o site dos dois fácil no Google com todas as lojas.

Entre outras, rolam muitas promoções da Calvin Klein, Diesel, Vans, Giorgio Armani, Tommy, Ralph Lauren, ...

 

Eu morei 3 meses praticamente em frente ao PREMIUM. Fiz a festa dos vendedores por lá... haha

 

Boa viagem!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Olá pessoal,

 

Vou pra NYC e pretendo adquirir um note no valor de 1000 dólares.

 

A partir daí sei que tenho 2 opções: declará-lo ou não declará-lo e correr o risco de ser parado, pagando o excedente aos 500 dólares.

 

Minha dúvida é a seguinte: Sou cidadão italiano e pretendo viajar pros eua com o passaporte italiano, nesse caso, na volta ao Brasil, caso não use o brasileiro, estarei isento desse imposto?

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

São os melhores, sem dúvida. Ambos ficam na International Drive, a mais famosa.

 

E outra: EVITE AO MÁXIMO AS LOJAS DE BRASILEIROS! Além de serem bem restritas em termos de variedade, são caras! Eles aceitam negociar bastante (é a vantagem), mas mesmo assim ficam bem acima dos preços de outlets e, PRINCIPALMENTE, dos eletrônicos.

 

Estive lá tem pouco tempo... E, em termos de eletrônicos, ninguém barra a BESTBUY. Principalmente em notebooks e iPods. Tem uma na International Drive mesmo, mas aconselho ir na de Kissime (cidade vizinha a Orlando). Vai dar algo em torno de 50 dolares ida e volta.

 

Tenho o telefone de um taxista brasileiro que é muito foda! Além de saber todas as boas (lojas, pontos turisticos, festas, ...) é parceiraço e faz descontos enormes. Em breve acho o número dele e posto aqui. Ele quase largou a mulher na época de tanto que saia com a gente por lá... hahaha

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores

Pessoal, acabei de chegar de NY, fiquei uma semana, do dia 25/09 a 03/10. Escrevo aqui as minhas impressões:

 

CLIMA: O tempo varia muito durante o dia. As vezes do nada começa a chover, ou então bate um ventão, ou faz calor, ou faz frio. Tudo isso no mesmo dia, assim aconselho a levar pelo menos uma sombrinha dessas de camelô na mochila de passar o dia. Esta semana era outono lá, e meu uniforme básico era calça jeans, tênis, uma camiseta e um blusão/moleton que as vezes tirava ou botava dependendo da hora do dia.

 

COMPRAS: Ao contrário da opinião de alguns aqui no fórum, eu acho que vale a pena sim visitar o shopping woodbury commons outlet. A não ser que você vá a Nova York apenas para passear o que eu acho difícil, e se contentar com apenas uma camisa/camiseta ou duas, aí sim o Century 21 ao lado do marco zero quebra o galho. Senão você deve ir sim ao woodbury. Lá se encontra roupa muito boa, de qualidade e marcas reconhecidas a preço de roupas da C&A e Renner, como comparação.

 

Para chegar lá, existem duas formas. Ou de trem com baldeação para ônibus, ou então direto de ônibus. O trem é mais barato e mais demorado, assim não vale a pena. De ônibus existem duas formas. A primeira é o ônibus público que sai a cada meia hora do terminal Port Authority e custa 42 dolares por pessoa ida e volta. A segunda é a dica de ouro que ninguém ainda comentou neste fórum.

 

Existem normalmente nos hotéis excursões para lá que custam em média 50 dolares por pessoa ida e volta. A primeira diferença é que você não precisa se dirigir até o terminal publico na ida e principalmente na volta ao hotel carregado de compras. Mas a grande diferença é que nessas excursões são distribuídos uns livros repletos de cupons de desconto das principais lojas do mall. Sim, isso mesmo, além dos preços lá já serem bem mais em conta ainda por cima você ganha estes descontos do livro. Eu não achei esses livrinhos em nenhum lugar, e me disseram que eles são vendidos separadamente a 10 dolares cada. Acho que vale muito a pena. Se no seu hotel não tiver esta excursão a venda, visite outros, normalmente eles vendem no lobby dos hotéis.

 

Esqueçam as megalojas macys, bloomingdales, barneys, etc em manhattan. Elas são muito caras e ao meu ver freqüentada pelo pessoal que tem grana – os muito ricos. Achei tudo muito caro nestas lojas. O mesmo que se paga no Brasil por roupas e acessórios de marca. Qual a vantagem?

 

HOTÉIS: Antes de eu ir pesquisei vááááá´´aááááá´´arios hotéis. Como estávamos em três pessoas, não consegui achar um quarto razoável em Manhattan para duas pessoas por menos de 120 dolares sem as taxas. Em três teríamos que alugar dois quartos, ou então ficar em hostel dividindo a habitação com mais gente. Como queríamos privacidade sobretudo para deixar as malas com segurança, optamos então por ficar em um hotel no Queens, o site é: www.panamhotel.com . Lá conseguimos um quarto com banheiro privativo com duas camas Queen size por 95 dolares o quarto mais as taxas. Além disso este hotel fica a meia hora de metrô de Manhattan.

 

TRANSPORTE: Não adianta, em NY é obrigatório andar de metrô. É o meio de transporte mais rápido, que chega em quase todos os lugares e o mais barato. O único incoveniente é que o metrô é literalmente um lixo!!!!! Os adoradores deste metrô que me desculpem, mas algumas estações o lixo se acumula nos trilhos, é comum os ratos zanzarem por ali, e os elevadores de acesso muitas vezes tem urina humana, as plataformas de acesso aos trens há muito não vêem água. O metrô de SP é muito mais conservado que o de NY. Os trens lá são “menos piores” mas igualmente uns cacos, sobretudo as linhas regulares. Ao chegar em NY você já compra o passe dependendo do numero de dias que ficar e pronto, resolvido o transporte.

 

PASSEIOS: Novamente discordo de algumas opiniões aqui no fórum “anti estátua da liberdade”. O passeio até lá é belíssimo, a ilha onde ela está é ótima para passear e relaxar um pouco. Além disso dá para chegar até o pé dela. Optamos por não subir até a coroa. Esqueça a idéia de girico de pegar o ferry publico até Staten Island. Você vai enxergar a estátua muito longe e ainda vai perder tempo indo e voltando até Staten isl.

 

Igualmente belo é a subida até o Top of the Rock no rockefeller Center. A vista lá de cima é estupenda, e você tira ótimas fotos do empire state, do chrysler building e do central park. O dia que eu subi estava ventando um pouco mas isso não me incomodou. O legal é subir no final da tarde para ver o por do sol e a noite chegando em Manhattan. Realmente muito bonito.

 

Outro passeio que ninguém comentou e é bem legal é alugar um bote no “the lake” onde fica a “bow bridge”. Custa 12 dolares a hora e mais 6 dolares a cada meia hora subseqüente. É um passeio típico no central park e ótimo para relaxar um pouco as pernas, já que nesse caso você vai utilizar os braços no remo. Alem disso é muito legal a sensação de estar no meio do parque em uma megalópole. E o lago é muito bonito.

 

COMIDA: Fuja com todas as suas forças de qualquer restaurante, Macdonalds, Burguer Kings da vida e afins na região da times square. São todos lotados de turistas, sujos pra caramba e difícil de conseguir lugar. Um restaurante que fica há 7 quadras dali e é muito bom é o Five boys, fica no numero 45 da 55 st WEST. Ali se come um excelente hambúrguer, as batatas fritas vêm com a casquinha de fora e são muito melhores que as do Mcdonalds porque quase não tem sal. Você mesmo adiciona sal se quiser e a sua saúde agradece. E além disso só tem nova yorquinos e nenhum turista. Ah, eles ainda dão de graça amendoim em casca torrado para você levar. Sim, de graça!!!!!!! Você se serve da quantidade que quiser.

 

Outra saída em Manhattan para mim foram os “delis” que existem em muitas esquinas. Nestes delis você encontra saladas prontas, sanduíches de pão integral, sucos feito na hora, iogurtes naturais com granola, enfim tudo de bom. E o melhor é que não precisa pagar os malditos 15% de serviço, já que é você mesmo que escolhe o que quer comer, passa no caixa e se senta também onde tiver lugar. Estes delis me salvaram muitas vezes.

 

As barraquinhas de hot dog também são tradição em NY e me rendi ao cachorro quente deles: realmente é muito bom. Só não consegui explicação porque em alguns lugares o mesmo cachorro quente é vendido a 1 dolar e em outros a 4 dolares. O mesmo tamanho!!!!!

 

DINHEIRO: Acho bobagem levar traveller check para lá. Creio que com 2000 dolares em espécie e mais um cartão de credito você passa muito bem. Pode comprar varias coisas nesses lugares que citei, lembranças, varias roupas legais, etc. A questão é que nem sempre o CC é aceito como a gente imagina, caso das carrocinhas de hot dog, algumas delis e o passeio de bote no central park. Além disso sempre é bom andar com dinheiro, eu jamais senti insegurança em NY, lá tudo é levado muito a sério, e em qualquer lugar tem câmeras de vigilância, o pessoal realmente respeita.

 

CHINATOWN: A visita à chinatown é praticamente obrigatória para quem vai à NY. Caminhando pela Canal st da sexta avenida até a Manhattan bridge em primeiro lugar é onde você encontra as lembranças de NY mais baratas (camisetas, canetas, canecas, posters, etc). Alem disso com os chineses são fáceis de barganhar já que tem muita oferta. Além disso achei a mercadoria deles de melhor qualidade que os vendidos na 25 de março em SP. Me refiro a óculos de sol, relógios, malas, etc. Mas você deve ir pela parte da manhã, pois a tarde parece que todos os turistas tem a mesma idéia, e a rua fica parecendo mesmo com a 25 de março em véspera de natal. Depois da caminhada vá até a little Italy que fica ali ao lado e coma uma massa autentica em qualquer tratoria. O cheiro dos temperos no ar pelo meio dia é uma delicia.

 

BRECHÓS: Ninguém comentou ainda neste fórum, e para mim o ACHADO em NY mesmo foram os brechós na rua 25 WEST entre a Broadway e a oitava ave. Como os americanos tem a mania de comprar tudo o que vêem pela frente e muitas vezes nem usam o que adquiriram, estes brechós (que eles chamam de vintage) tem muitas barganhas, como roupas de excelente qualidade as vezes até com a etiqueta da loja ainda por meros 5 dolares, no maximo 10 dolares uma calça jeans da diesel, por exemplo. Só nestes brechós eu enchi uma mala de roupas (por isso o quarto do hotel tinha que ser privativo). Mas eles tem outras bugigangas legais, como aqueles telefones pretos antigos, bolas para crianças, adornos, etc.

 

HARLEM: Os cultos gospel no Harlem no domingo ao meu ver valem a pena para ir uma vez na vida. Você fica lá de molho duas horas de sermão, oração e alguns minutos de gospel. As igrejas maiores acho eu são mais receptivas, a Canaan Baptist church e a Abyssinian Baptist church. Existem varias outras igrejas pequenas, mas sei lá, não achei que fossem receptivas. O bairro do Harlem está renovado e tb é bonito e por si só vale uma visita. Esqueça qualquer (pré)conceito a respeito.

 

ROUBADAS: Aconteceu comigo duas roubadas que eu gostaria de comentar.

 

1: Confeitaria Dean & Deluca. Eu li em algum lugar que esta famosa confeitaria é uma instituição em NY, blábláblá. Primeiro que eu caminhei bastante ate conseguir chegar nela, fica na Prince st esquina com a Broadway. Para mim não passa de um supermercado metido a besta onde a principal atração que são os doces você tem que comprar e saborear em pé no lado de fora da loja. Nenhum banco ou mesa pra ajudar. Ok, se você for morador de NY até se justifica se deslocar até lá, até porque a loja tem vários produtos diferentes e tal. Mas muito melhor são as lojas menores desta empresa espalhadas por manhattan, uma das quais fica ao lado do rockefeller Center e serve os mesmos doces, vários cafés e varias mesas pra sentar. Outro clima.

 

2: Confeitaria Serendipity: Ficou meio famosinha no filme romântico “escrito nas estrelas”. Fica na 60 EAST com a 3ª ave. Pois estávamos lá perto e resolvemos conferir. Na chegada no lado de fora, ao ver que eu estava com uma mala que eu carregava pra tudo que é lado colocando tudo lá dentro, o dono/gerente já saiu da loja e disse que era proibido entrar com mala/bicicleta/carrinho de nenê, etc. Eu nem disse que queria entrar, só estava batendo foto. Além da atitude extremamente grosseira, ele sugeriu eu deixar a mala do lado de fora para nós podermos entrar. Até parece!!!!!!! Pois eu deixei a mala com a minha esposa e entrei sozinho pra entender tal proibição e lá dentro até é bem espaçoso, cabia perfeitamente minha mala, tinha umas 20 mesas espalhadas. Nota zero, BUH!!!!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra
Galera, to com uma dúvida cruel...

 

Vou estudar no Canada por um ano e meio ano, a partir do ano que vem.. já tirei o visto canadense e o americano também(turismo), porém gostaria de periodicamente (tipo todo final de semana) ir a Seattle, meu visto permite multiplas entradas dessa forma.. ou por exemplo no primeiro final de semana que eu for o Official de imigraçao já me dará por exemplo 30 dias de permanencia podendo assim eu entrar e sair do pais livremente nesse periodo??

 

Aguardo resposta! :D

 

caiomac,

na minha opinião, não tem problema. se você tem o visto de múltiplas entradas e dentro do prazo de seis meses, poderia entrar e sair livremente, claro, por que não? Basta mostrar ao oficial de imigração... não seria razoável um novo prazo a cada entrada...

Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.

×
×
  • Criar Novo...