Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

(CHI) Santiago x Viña x Valpo + Atacama + Salar de Uyuni (BOL) - R$2500,00 em 16 dias com fotos


Posts Recomendados

  • Membros

Bom gente, como são muitos detalhes, tentei fazer da forma mais explicadinha, principalmente para ajudar o mochileiro de primeira viagem, como foi o meu caso, então, se tiverem dúvidas, se tiver faltado alguma informação ou não entenderem algo é só falar. :roll: Pra quem ficar com preguiça de ler tudo, separei por lugar, e em tópicos, daí dá pra ler só o que interessar.. ::otemo::As fotos estão no fim. Quem quiser é só pedir o roteiro em Word, com item por item que segui quase a risca.

 

Antes de começar separei algumas informações que achei mais importantes, ou porque exigem atenção ou pois precisam ser resolvidas ainda no Brasil.

 

• Chile e Bolívia não exigem visto para brasileiros com passaporte ou carteira de identidade com pelo menos 6 meses de validade.

A vacina de febre amarela é exigida na fronteira (imigração) com a Bolívia. Ela deve ser tomada com um mês de antecedência da data em que irá entrar no país. Para isto vá à um posto de vacinação na sua cidade (alguns não possuem essa vacina ou aplicam ela em apenas alguns dias da semana, informe-se no posto mais próximo ou no site abaixo) e tome a vacina. Peça que a pessoa preencha completamente o cartão de vacina e avise que é para viagem ao exterior. Leve este cartão à um posto da Anvisa (veja em http://portal.anvisa.gov.br - entre no menu cidadão e depois orientações ao viajante) para que esta reconheça sua vacina em um cartão internacional de vacinação que terá validade de 10 anos. No meu caso, moro no Rio de Janeiro e utilizei os postos de saúde na Tijuca e da Anvisa no Aeroporto Internacional Galeão. No período de férias costuma ter fila (se for seu caso, não deixe para cima da hora) mas eu viajei em Outubro e fui em uma manhã de setembro. Esperei 10 minutos e o atendimento foi rápido. ::cool:::'>

No Atacama e na Bolívia (PRINCIPALMENTE) guardem todos os tíckets dos parques, pois serão cobrados em alguns lugares, geralmente na saída e caso não o tenham, pagarão multa (o que não é avisado por ninguém). Na Bolívia fiquem sempre atentos à troco e negociem TUDO, eles sempre tentam ganhar em cima do turista e não estão tão preparados para receber os estrangeiros como no Atacama ou Santiago.

• Na volta da Bolívia para o Atacama (ou para quem vai entrar no Atacama pela Bolívia) vocês receberão de seus guias um papel para preencher, declarando o que possuem em suas bagagens, de mão ou não, e é proibido entrar no Chile com qualquer produto agrícola, não industrializado e não embalado, como frutas, legumes, sementes, folha de coca (alguns turistas acabam levando a folha ou chá para recordação ou por esquecer de jogar fora o que compraram na Bolívia para evitar o mal de altutude). Eles revistam tudo, e se não tiver declarado, a multa é de 100 dólares para cada produto. Portanto cuidado, uma maçã esquecida na mochila de uma amiga gerou um tremendo mal estar, um nervoso tremendo em todos e um guarda bastante furioso, mas terminou tudo bem. Lembro também que devem arrumar suas malas da forma mais apresentável possível pois as malas são abertas e vistoriadas na frente de todos... :lol:

• No Atacama há casas de câmbio e bancos. Bastante até. Cartões de crédito internacional são aceitos por quase toda parte, mas precisam ser desbloqueados no Brasil e mesmo assim, no meu caso não funcionou, então levem algum dinheiro. Recomendo o pagamento de coisas menores, como em mercados, lanches, presentes, feiras de artesanato em peso chileno. No dólar eles tentam ganhar na conversão do seu troco. Para pagamento de passeios, hospedagens e restaurantes o dólar funciona muito bem. Na travessia de 4 dias para a Uyuni (darei mais detalhes abaixo) no dólar o passeio ficou mais barato. Sobre o dinheiro convertido em Bolivianos também falo mais abaixo.

• No Atacama, recomendo a contratação do transfer, tanto da ida quanto da volta, ainda no aeroporto, direto no guichê da companhia de transfer, principalmente se o seu vôo for muito cedo ou de madrugada, como era o meu caso. Você irá pagar a ida e a volta e deixar agendado o hostel, dia e horário para buscarem você na volta e lhe darão um ticket. Caso ainda não saiba o albergue que irá se hospedar, o que é muito comum no Atacama, deixe pago e combine de agendar depois. Eu usei os serviços da Licancabur, muito bem recomendado aqui no mochileiros (liguei dois dias antes para agendar: (56-55) 543426 ou (56-9) 9999404). Eles se atrasaram um pouco e quase me desesperei, pois meu vôo saía às 8 de Calama, que fica há 2 horas de San Pedro, e marquei para às 5, mas só chegaram 5:45. Só que pelo que percebi o atraso é comum, e o aeroporto é tão pequeno que o avião praticamente te espera. Mesmo assim chegamos tranquilamente ao aeroporto dentro do horário. Se acontecer com vocês, perguntem nos hotéis perto ou tentem ligar (eu não levei celular, por isso meu nervosismo). Caso cheguem ao Atacama via Bolívia e não por avião, aí está: http://www.sanpedroatacama.com/internet-otros.htm

Transfer Licancabur – $$: ida e volta, de 7 à 21hs - 18.000 pesos / e de 21hs às 7 – 12.000 cada trecho. Consegui um desconto e paguei ida (de tarde) e volta (na madruga) 20.000 pesos.

 

Conversão: 1000 pesos chilenos = + ou - 3,50 reais = 2 dólares americanos.

 

SANTIAGO

 

Albergue em Santiago: Indico o Footsteps Backpackers - Muito bem localizado. Dá pra ir a pé pro bairro Bellavista, onde ficam todos os bares, boates e etc. Para o centro histórico (Plaza de armas) também dá pra ir a pé, numa caminhada mais longuinha (20 minutos) ou poucas estações do metrô. O albergue fica em uma das principais estações (Baquedano) da linha que corta a área nobre da cidade. Tem tudo perto, restaurantes, mercado, farmácias, centros de internet e telefone, etc.

 

É possível chegar do aeroporto em 30 minutos, após um ônibus e metrô. E a economia é grande, comparado à um táxi ( $$ de 10 à 14.000 pesos chilenos – R$ 35 à 47 reais). Só recomendo táxi pro aeroporto se for em um horário muito madrugada, que foi o que fiz na volta. E todo mundo anda de mochilão por lá, inclusive são gentis oferecendo ajuda com o peso.

- Coordenadas: Na porta do aeroporto pegue o ônibus azul Centropuerto (1400 pesos chilenos) e peça para descer perto de uma estação do metrô. Sugiro a Los Heroes. Pegue a linha vermelha do metrô (só confirme o sentido pois são muitas linhas e estações,para não ir para o lado errado) e desça na estação Baquedano. Saindo da estação, localize-se com o cinema à sua direita. Siga em direção ao prédio espelhado alto. Vire a direita na rua da pracinha (se não me engano é Calle Ramón Carnicer). Será a 2ª ou 3ª transversal, se não me engano. O albergue é uma porta azul, do nº 50 da Calle Almirante Simpson, em frente à um outro hotel, de casinha branca.

- Lá tem quarto coletivo, mas também tem quarto privativo (duplo - com beliche, por 37,47 reais). No site diz ter quarto casal, mas não sei se confere pois não vi todos os quartos. Banheiros são compartilhados, mas limpos e com ducha quente. Não sei se tem quarto privativo com banheiro incluso. A cozinha é aberta. Alguns produtos são de uso comum, como café, leite, geléia, pão, etc. O resto você pode comprar e fazer ou colocar na geladeira. A equipe é muito atenciosa. Site: http://www.footsteps.cl/ - Também tem facebook. Se precisar, fiz amizade com o pessoal de lá. Curti pois todos são animados, sugerem passeios, ensinam os caminhos em mapas, organizam churrasco para reunir a galera e até festinha de despedida fizeram. Quando fomos para o Atacama deixamos metade de nossas roupas e coisas guardadas lá e buscamos na volta, estava tudo super guardadinho e foi a melhor coisa que fizemos, e vimos que isso é comum por lá, não dá pra carregar peso no deserto ein gente! :lol:

 

Passeios:

DICA IMPORTANTE: Aos domingos todos os parques e praças lotam de gente, principalmente a praça (jardim) que fica em frente ao Museu de Belas Artes. Gente namorando, crianças brincando, palhaços, mágicos, artistas de rua, famílias enormes, é um super passeio grátis. Outra dica importante é que aos domingos os museus e centros culturais são gratuitos para todos. Em compensação, às segundas-feiras quase nenhum deles abre. A carteirinha de estudantes internacional é aceita na maioria dos locais, como entrada dos Cerros (descontos ótimos) e casas culturais. Até passagem de metrô ela é aceita (No valor sem estudante há 3 preços, de acordo com o horário: rush $580,00 / médio movimento $520,00 e baixo $480,00 - funciona de 7hs às 23hs. - Valor de estudante era um pouco menos, não lembro exato).

- Os bares do bairro Bellavista e dentro do Pátio Bellavista (um aglomerado de barzinhos e restaurantes com direito a Lhamas de verdade na porta) são bem bacanas. Tanto para um almoço quanto para um fim de tarde ou noite. Nos fins de semana rola tipo happy hour a noite, com música ao vivo. Não deixe de ir no "Como água para chocolate", bar e restaurante na Calle Constituicion 88.

- A casa de Neruda La Chascona fica no fim da rua do Pátio Bellavista (Calle Pio nono), perto do zoológico e da subida do Cerro San Cristóbal (No Chile existem 3 casas do poeta, eu só fui na de Viña del Mar, mas me disseram que todas valem a pena. É preciso checar horários pois há dias e horários que ela não abre e as vezes exige marcar com o guia de lá).

- O Cerro San Cristóbal eu adorei, a vista lá em cima é linda. Sugiro ir para assistir o por do sol se o dia estiver bonito. Ao anoitecer rola um ventinho... A subida é feita na base da pernada ou numa subida deliciosa de plano inclinado (Sem estudante $950 pesinhos, com estudante acho que era 600). Lá em cima tem uma estátua da Imaculada conceição (La virgen) de 14 metros, um jardim bacana para orações, uma capela e algumas homenagens, placas de agradecimento e lápides simbólicas. Achei bem bacana. Há uma subida de teleférico, mas quando fui estava em manutenção e é pelo outro lado. Nessa parte que estava fechada parece que no verão tem até piscinas para banho.

- Cerro Santa Lucia - Não deu para eu ir, mas soube que é um dos parques mais bonitos e tem bastante a ver com a história do Chile. Segundo soube a vista do San cristóbal é mais bonita. Mas esse vale pela fonte no estilo da romana fontana di Trevi, pelas escadarias e arquitetura. Ele fica no bairro Lastarria, perto do Centro. Prepare-se para fazer exercício se quiser chegar ao topo. http://viagem.uol.com.br/ultnot/2008/05/09/ult4466u266.jhtm

- Museus são tantos, mas tantos, e vários incríveis, que não pude ver tudo que gostaria... Mas não perca o Museo pré-Colombino. Ele conta a história de todas as Américas, desde o início dos povos, das culturas e eu amei. Mas há vários outros e todos são bem perto. ::otemo:: Aliás, existe algumas datas durante o ano que há o evento "Museos de Medianoche",quando todos os museus ficam abertos até a meia-noite, com entrada grátis e ainda tem guia, saindo às 18hs da Plaza de Armas. Informe-se na barraquinha de informações que fica na própria praça durante o dia. Aqui alguns deles: http://viagem.uol.com.br/guia/cidade/santiago---museus.jhtm

- É possível ir de metrô aos Estádios de futeol do Universidad de Chile (mais próximo) e do Colo Colo (um pouco mais distante, com troca de linhas no metrô, mas muito lindo por ser em frente a Cordilheira dos Andes). Caso tenha jogo, vale a pena ir, só tome cuidado se for um clássico, com objetos valiosos pois as torcidas são bastante exaltadas...É como um jogo entre Corinthians X Palmeiras em dia de final... ::hahaha::

 

::ahhhh::Noitadas: Sem dúvida, sugiro o Pub Crawl. É uma festa onde se paga 10.000 pesos (uns 35,00 reais) e tem o objetivo de integrar turistas e chilenos. Para quem curte essa troca de culturas, idiomas diversos sendo falados ao mesmo tempo e experimentar um pouco das tradições locais, é demais. Todos se encontram em um ponto de encontro determinado (durante as férias a festa acontece todos os dias de 5ª à sábado e nos demais períodos do ano acontece aos sábados) e a 1ª hora é de comida e bebida liberada para todos se conhecerem e forrarem o estômago (cerveja e vinho, pizza e salgadinhos). Depois da 1ª hora todos seguem caminhando e invadem 3 bares seguidos, ficando 1 hora em cada, com direito a um shot em cada também (bebidas típicas chilenas, geralmente algo tipo pisco ou pisco-cola, a caipirinha deles, mais doce, que pode ser feita com groselha, com coca-cola ou variações). Depois das 4 horas iniciais ( 1 no de abertura mais 3 nos outros) e vários drinks depois, seguem todos caminhando para alguma das melhores boates chilenas e a noitada segue até de manhã. Ninguém enfrenta filas. A caminhada no friozinho também é divertida e com pausa para fotos pelo caminho. Fui duas vezes e super recomendo. http://www.santiagopubcrawl.com/ e no facebook procure por Santiago Pub Crawl. SENSACIONAL!!! ::lol4::

 

INFORMAÇÃO MUITO IMPORTANTE: No chile é PROIBIDO beber ou portar qualquer tipo de bebida, seja em garrafa, copo ou qualquer forma, pelas ruas, metrôs, ônibus e etc. Se fizer, mesmo turista, os carabineros (a polícia chilena, que inclusive é incrível e considerada a menos corrupta e mais eficiente do mundo) aparecem do nada, com camburão e você irá ser multado e pode se explicar na delegacia. beber só dentro dos bares!!

 

SAN PEDRO DE ATACAMA

Para ir de Santiago para o Atacama há 2 opções: Avião (Escolhi esta e fui pela Lan, comprei no aeroporto e paguei 150 dólares ida e volta, duração 2 horas de vôo, depois mais 2 de transfer para San Pedro.) ou de ônibus: média de 90 dólares e segue direto para San Pedro, demora 20, 21 horas -Ui!! - Também compra nos terminais de ônibus. Compre com antecedência.

 

- Albergue no Atacama: Resiencial Vilacoyo. Muito bem localizado, o que acho importante pois apesar de San pedro ser uma vila pequena, a noite do deserto é fria e venta bastante, e os passeios e caminhadas cansativas do dia, torna-se muito chato caminhar para um albergue meio longe. Possui quartos coletivos, duplos e para casal. Tudo lá é meio igual. Qualquer cama (seja no quarto que for) é o mesmo preço. E todos os quartos tem apenas a cama. Mas sinceramente, é o necessário lá. Todo mundo viaja de mochilão, e tem a área externa, então ninguém precisa de mesa ou armário. TV não é comum por lá. Internet tem wi-fi na maioria dos lugares. Banheiro compartilhado e hora para banho quente, como em quase todo o Atacama. (Há um discreto racionamento de água na região do deserto. Lá o banho quente era até às 22hs. Durante a madrugada eles fecham a água da torneira e há galões de água para emergência e pequenos usos). As camas são bem confortáveis e os quartos são quentinhos à noite, ::Cold:: que é o maior cuidado que se deve ter na hora de escolher a hospedagem, pois o frio do deserto é incrível (e eu fui na primavera...) O sistema da cozinha é, cada um compra e faz o seu (só é diferente nos hotéis com mais estrelas pois alimentação é meio cara por lá). Etiquete as coisas na geladeira com o seu nome, e todo mundo respeita. Valor: paguei R$ 14 reais no duplo para solteiros. Todo mundo usa pouca internet. [email protected]. Se forem reservar, usem o telefone: (56 55) 85 10 06. Não sei se tem que discar algo mais antes, pois só liguei de Santiago pra lá. Aqui tem fotos, inclusive do quarto. http://www.sanpedroatacama.com/ingles/hr-vilacoyo.htm - Endereço: Calle Tocopilla, 387, esquina com a Calle principal Gustavo La Plaige. (Là tudo é muuuito parecido!). Anotem sempre e andem com os nomes de onde estão hospedados, ou de onde querem ir e referências, pois toda noite ficava rodando procurando "o caminho de casa" ou "aquele restaurante da noite anterior"...

 

Agência que contratei todos os passeios no Atacama: Conktor (Não sei o endereço, mas é pertinho do albergue, é só perguntar. É uma pequenininha. Pelo que vi nos passeios a nossa era a mais pontual, com melhores refeições e guias. (Preço que paguei: $70.000 pesos chilenos = Fiz 4 tours regulares, que combinavam vários locais abaixo + Salar de Tara, o único que era mais caro. Só não fiz o banhos de Puritama).

 

Passeios:

Sobre os banhos: Os que tiverem banho em piscinas naturais, recomendo que não esqueçam de levar chinelo (mas vá de tênis ou bota de caminhada), toalha, água doce para tirar o sal da pele (pois a água é salgada demais e no sol pode ser um grande problema - alguns guias levam água pra se lavar, mas nem todos), além de levar muita água pra beber. Em todos os passeios recomendo levar na mochilinha, PAPEL HIGIÊNICO SEMPRE, além de muito protetor solar de fator alto (comprar protetor lá no Atacama é caríssimo), protetor de boca com fps, boné (evite os de cores escuras e se for daqueles que pode molhar, de micro fibra, melhor), casaco que corte o vento, e uma dica: sempre leve um par de meia na mochila e uma canga para sentar. Eu sempre tinha também um cachecol, um gorro e um par de luvas). A toalha sugiro aquelas de esporte, com secagem rápida, se não tiverem, posso dar a dica de onde comprar pois vale muito a pena e foi uma das minhas melhores compras. Lembrem que a temperatura do dia para a noite no deserto a mudança é muito radical e o vento é sempre forte, principalmente nos canyons. Levar uns biscoitos também não é má idéia. Apesar de os passeios curtos terem lanche e os longos terem almoço, a fome não tem hora e não vende nada no caminho.

Para as mulheres: Não se depilem ou raspem pêlos no dia anterior aos banhos, pois nas piscinas naturais térmicas a quantidade de sal e minerais na água causa alergias e muitas irritações. Faça isso 2 dias antes. E na volta, hidratem a região com bastante creme. Para os homens: Também não faça a barba no dia do banho, pelo mesmo motivo.

Sobre altitude: Não bebam álcool nem comam nada muito pesado na noite anterior a esses passeios. No local com altitude recomendam que caminhem devagar, respire bem devagar, evite falar muito e beba bastante água. Se você se sentir estranho e passar mal, pare, respire fundo e evite conversar. Sente. Eu passei mal e a vontade era me isolar e ficar andando, pois parecia que ía colocar tudo pra fora, mas acredite, é APENAS SENSAÇÃO. A altitude faz com que seu corpo pressione seus órgãos, causando a sensação de que vai vomitar e ter dor de barriga e a cabeça começa a latejar. Nem todos sentem algo e alguns sentem poucos ou quase nenhum sintoma. Não se afaste do grupo, não se desespere e não fique andando. Melhora rápido. A folha de coca ajuda muito! :mrgreen: É só mastigar e depois de um tempinho cuspir, sem engolir os pedaços pra não ter piriri. Está a venda nas feirinhas espalhadas pela cidade. 5 folhinhas por vez são suficientes. Leve no bolso. Achei elas mais eficientes que a balinha. Para evitar este problema ou minimizar, recomendo que, para quem vai antes para o Atacama, vá fazendo os passeios de menor altitude primeiro e em sequencia vá fazendo os que são mais no alto, deixando as lagunas Altiplânicas para penúltimo dia e Geysers para o último, pois é o mais alto. A Bolívia é mais alto do que o Chile, então fazer ela depois do Atacama. Para quem virá da Bolívia, recomendo que faça o inverso, pois o corpo já está aclimatado, então faça os mais altos e vá fazendo os mais baixos depois.

 

Valle de La Luna e Valle da Muerte São juntos, e recomendo fazer estes dois no primeiro dia, pois apesar de ter uma caminhada (duna acima), é o mais simples. Ele utiliza apenas a parte da tarde. Então dá pra se ajeitar no hotel, comer com calma, conhecer a vila, ir ao museu perto da igreja, tudo de manhã. A noite rola um vento forte e o fim do passeio é no por do sol mais incrível, nos canyons, lindo! Foi o que eu mais tive sede.

• Termas de Puritama - Não tive tempo de fazer, mas me disseram que vale a pena. É uma piscina de água natural quentinha em um lugar lindo, no meio de um vale. Pode tomar banho. Utiliza só a tarde também. Disseram que é bom fazer no dia anterior à ida, ou na volda da Bolívia, para relaxar, pois na Bolívia a vida é dura... (RS, conto mais pra frente!!)

Geyser del Tatio - Esse recomendo fazer por último (para quem irá seguir para a Bolívia é ótimo pra aclimatar o corpo) pois tem muita altitute e um frio de rachar. A agência busca no albergue no meio da madrugada (3 ou 3:30 da madruga) e a sensação térmica chega à -15 graus (na primavera) ::Cold:: . Confesso que usei quase tudo que levei no mochilão, um por cima do outro, sem a menor vergonha ou pudor de não ficar bonito e estar descombinando... acreditem, vi gente com o coberto do hotel nas costas... (Risos). Lá todos são bonecos de neve e gordos de tanta roupa, então, deixe o ego no albergue! Lá também pode mergulhar nas piscinas que são bem quentinhas, depois que o sol chega e vale super a pena. Só é difícil sair delas depois. LEVE TOALHA E SE SEQUE RÁPIDO. Antes de mergulhar, deixe tudo prontinho para se secar e vestir quando sair da água. Recomendo, além do que está escrito em cima, usar roupa e meia térmica, de preferência mais de uma meia e mais de uma luva. - No Atacama, nas feirinhas, vende uma meia que vai até o joelho feita de Alpaca, que é barata e realmente esquenta, mas use junto com uma térmica. Há casacos, luvas e toucas de alpaca também. Quando fui usei em cima: blusa térmica, blusa de malha hering de manga longa, casaco de moleton, casaco de fleece + casaco grosso com corta vento e capuz. Em baixo usei meia calça fio grosso + calça térmica, calça legging, calça de nylon. Na perna e pés usei a tal meia de alpaca e mais duas térmicas, uma por cima da outra, total 3. Nas mãos 3 luvas, sendo uma de lapaca, uma de lã e uma de nylon. Na cabeça o gorro mais o capuz do casacoe no pescoço cachecol de alpaca. Vi que foi o que a maioria usou, e te confesso que senti um pouquinho de frio nas mãos e nos pés, nas pontas dos dedos. E mesmo assim, leve a roupa de banho e acredite! O passeio dura bastante horas e é cansativo, mas inesquecível... Porque sair tão cedo do albergue? Pois o efeito de fumaças saindo da terra só acontece na hora que a noite está indo embora e o dia chegando, já que esse vapor que vemos é justamente a troca de calor da temperatura interna da pedra (vulcão) e da temperatura de fora. E como os geysers estão quase na divisa com a Bolívia, há 4500 metros de altura e 2 horas de distância da vila é necessário madrugar. O café da manhã é feito no vapor do geyser... fique atento pois vale a foto.

Lagunas Altiplânicas (Miscanti e Miñiques) - Também faz bastante frio. Bastante altitude. São lagunas bem azuis, lindas, não permite banho. Venta bastante. Dura bastante horas.

Lagunas Cejas y Ojos del Salar - Permite banho. Foi o mais gostoso de todos. Água muito salgada. Uma delas bem quente (amei e cansei o dedo de tanto tirar foto!!!). A outra (Ojos) muito fria. Não tive coragem. É um buraco no meio do nada que você corre e pula lá embaixo. O grito de quem pula é certo... rsrs.

Salar de Tara e Reserva Nacional dos Flamencos - Bastante frio, lindo. Acho que é o que mais venta. O café da manhã é com uma vista linda. Foi um dos que mais vi cores e diversidade de paisagens. Adorei. É um dos mais caros e bem longos também. Fiquei maravilhada e exausta.

Ruinas de Tulor - Tour arqueológico, mas não fiz e não sei dizer a respeito. Dizem que é perto.

Povoado de Toconao, Laguna Chaxa, Salar de Atacama - Muito bacana. Onde estão muitos flamincos. Perto do Salar da Bolívia é pobrezinho, mas vale a pena. O povoado é meio fraquinho, mas vale a visitinha. A visão daquele espaço todo branco é legal. Vale pelos flamencos, apesar de que você o verá por toda a região. Faz calor nesse, mas venta um pouco.

Salar de Pujsa, Quebrada Vale de Jerez, Laguna Tebinchique e Socaire - A agência inclui esses lugares em outros passeios, então verão de qualquer forma. Adorei o Vale de Jerez. É um vale onde trabalhavam mineiros. E é uma vegetação dentro de um canion, no meio do deserto.

 

SEMPRE CHORE POR DESCONTOS EM TUDO (Compras de artesanato e agências). Contratar vários pacotes ou comprar vários produtos o desconto fica cada vez melhor. Nas agências, tire todas as dúvidas de horário, valores de pagamento de parques (alguns não são inclusos) e o que levar (pergunte sempre sobre a temperatura do lugar, quantidade de horas, se tem banheiro (se não tiver, é atrás das pedras mesmo, e a maioria é assim, no início dá vergonha, mas depois, a galera até forma grupinhos e vai junto!) e pergunte se poderá mergulhar e quantas refeições tem. Algumas agências levam água doce para se lavar ou água para beber,confirme. Apesar de eu ter tentado me lembrar de tudo e colocar aqui, talvez possa ter esquecido algo ou caso comprem os passeios em outra agência diferente da minha, pode ser diferente. .

 

Outras agências ou passeios por conta própria:

Ruinas de Pukará de Quitor - Sugiro fazer alugando bicicletas logo após o almoço e assistir o por do sol lá. É perto e barato. Lugar para alugar bike ou sandboard - Café e Internet Apacheta, na Calle Toconao, em frente a praça da igreja. (Em alguns lugares dá pra fechar pacotes para Vale de La Luna/Muerte onde ficam as dunas já alugando as pranchas de sandboard). Algumas oferecem aulas com instrutores. Eu aluguei a prancha e a bike e fizemos o sandbord por conta própria, com amigos atacameños que fizemos lá. O trajeto de bike é mais puxado na ida (um pouco de subida e pedalada na areia) do que na volta (a visão no por do sol, com o vulcão ao fundo, todo rosa é lindo) e o trajeto é pela estrada. Dura mais ou menos 50 minutos ida e 40 volta. Cuidado com os carros em alta velocidade. Não volte muito após o por do sol pois fica frio e escuro. Sugiro que vá com alguém da região pois não achei muito sinalizado e a paisagem confunde um pouco. Há opções de passeios à cavalo também.

Tour Astronômico - O céu de lá é o mais limpo do mundo (em 16 dias não vi uma nuvem e há 2 anos não chove lá) e portanto um dos maiores centros de astronomia. Fiquei louca pra fazer esse tour, mas na lua cheia não é possível pois há muita luz no céu. Conhecida como a "casa do francês", rola fogueira, observação do céu, vinho e diversão. A agência Space faz. Fica na Calle Caracoles, 166. Acho que era uns 30 dólares por pessoa, com transporte e lanche. Dizem que faz bastante frio.

Museu do Atacama - Se quiserem e puderem, há um museu na cidade que dizem ser legal. Não fui conferir, pois já tinha ido no que fica em Viña Del Mar e conta um pouco da história do Atacama, mas se não forem para

Viña, vale ver as múmias lá.

A Comida: ::hãã:: Tudo por lá é meio parecido. Pizza, massas, crepes, mas a maioria é de ‘menu casado’. Entrada (geralmente salada ou sopa) + Prato principal + Sobremesa e uma taça de vinho ou pisco = $5.000 à 6.000 pesos chilenos por pessoa. (+ ou – 20 reais) – O que no dia a dia fica bem carinho, ainda mais pra dois, no almoço e no jantar... Descobrimos então um restaurante peruano, onde os não-turistas comem, que cobrava num prato feito honesto, temperadinho, quase lembrando o brasileiro (frango ensopado, carne com batata, purê, mas cada dia tinha 2 ou 3 opções), com direito a pãozinho e molhinho, mais refri por 1500, 2000 pesos. Funciona no horário de almoço. No jantar eu não sei. Fica numa espécie de barraca, meio trailer, simplesinha. Basta atravessar até o outro lado a feira de artesanatos que fica na praça principal, em um corredor, ao lado do prédio de municipalidades ou dos carabineros. O restaurante-trailer fica à direita dos bombeiros, embaixo de uma placa com um mapa enorme. Também perto do campo de futebol e do terminal de onde saem vans e ônibus para diversos lugares. Há outros restaurantes simples no estilo por ali, mas só comemos neste.

 

BOLÍVIA (SALAR - UYUNI)

 

Só há uma forma de fazer o Salar de Uyuni, saindo do Atacama, e retornando ao Atacama. Viagem em carro 4x4 durante 4 dias, com 3 refeições diárias + alojamento para 3 noites incluso. As agências são meio padrão, mas qualquer falha neste caso é meio desagradável, pois a altitude é bastante, o clima é difícil (muito calor e muito frio), não há estrutura turística nos parques como no Chile (banheiros não existem, o povo não é limpo, não há muito o que comer ou comprar, etc) mas o Salar mais lindo do mundo realmente vale a pena todo o sacrifício. Por isso escolhemos a companhia que mais ouvi boas recomendações e que faz há mais tempo esse serviço. O preço é mais ou menos padrão em todas as agências. Escolham e esclareçam todas as dúvidas com cuidado pois são 4 dias com um motorista boliviano, que acreditem, será o seu cozinheiro e guia !! A agência é a Cordillera Traveller. O dono é um mala. http://www.cordilleratraveller.com/index.phpoption=com_wrapper&Itemid=209 - Para quem vem da Bolívia para o Atacama essa agência também está na Bolívia e pode ser contratada de outra forma, começando na Bolívia e terminando no Atacama. Não tive problemas além de pequenos aborrecimentos comuns e fáceis de resolver, já que é uma viagem longa. É bastante cansativo. a agência fica no Atacama na Calle Toconao 447 ou Tocopilla 429, é muito fácil achar, fica perto do Albergue e numa rua principal.

Em cada jeep vão 6 pessoas. Tivemos a sorte de fechar 6 brasileiros no mesmo carro e foi ótimo. Nosso grupo era de 2 jeeps completos.

• Alojamentos (1ª e 3ª noite quarto coletivo, com 6 pessoas, geralmente os mesmos de cada jeep ficam juntos, e 2ª noite, no hotel de sal pode ser quarto duplo ou triplo).

• Refeições - Algumas externas, durante os passeios, sentado na pedra no meio do nada mesmo (simples e sem fartura nenhuma) como latas de atum (2 para 6 pessoas), milho, tomate, pepino e só. Às vezes rolava uma salada de maionese (no calor do deserto?? - Ui) ou batata palha. e a comida sai direto do calor da mala do carro, e é preparada ali mesmo, pelo motorista-guia-cozinheiro. (a mão do motorista-cozinheiro meio suja é só um tempero a mais!!! - risos, nada de frescura galera! (Nosso grupo brasileiro disse pro motorista que éramos frescos e toda vez antes do preparo sapecávamos a mão dele de álcool em gel, ele não se ofendia, achava graça e nós ficavamos com a consciência enganada...rs). As refeições no alojamento eram melhores, tipo linguiça com purê, macarrão com molho de tomate, essas coisas com carboidrato para dar energia e eram geralmente a refeição do jantar. Em alguns momentos complementei minha refeição com biscoitos pois era pouca comida para o grupo. Portanto levem biscoitos, barras de cereal e chocolate, frutas secas e castanhas para dar energia no frio da noite, etc) - Refeições ocorrem 3 vezes ao dia. Acontecem sempre em horários esquisitos. O almoço tarde demais (tipo 15hs). O jantar cedo demais (tipo 18hs). O café da manhã costumava ser de madrugada ainda (4, 5hs da manhã).

• Preço: Ao fechar o pacote coloquem uma pressão para a agência incluir no preço (depois de chorar por desconto, apesar do cara ser duríssimo na queda) galões de água. Tentem pelo menos 2 galões por casal. Levem dinheiro para pagamento do parque e compra de artesanatos locais, água, etc, em BOLIVIANOS (há câmbios no Atacama) pois não está incluso o parque

e na Bolívia não aceita peso Valor do pacote 85.000 pesos chilenos, 170 dólares ou 285,00 reais. Levar em Bolivianos + ou – 250,00 (Confirmem o valor do parque com a agência. Acho que é 200,00 bolivianos.)

• Muito importante: Chuveiro, no primeiro dia não há. No segundo existe, e com água quente (Só para a agência que contratamos), tente ser o primeiro a tomar banho, pois a água acaba. Lembre-se: Será seu único banho nos 3 dias por lá! Aproveite mas não demore... A galera do outro jeep foi tirar fotos da área externa do hotel de sal e quando voltou nós tinhamos tomado banho quentinho e eles ficaram sem banho. ::lol4:: No terceiro há chuveiro com água fria. Muito fria. Papel higiênico é luxo, então levem. Não há banheiro em quase nenhum parque, nenhum lugar, e quando há, são MUITO ruins (os dos alojamentos eram quase perfeitos, aproveite!).- Sugestão: Levem álcool em gel, lenço umidecido e para os mais vaidosos, óleo Johnson (daqueles para troca de fraldas,servem para um banho de gato...rs) ... é muito útil. Mas não fiquem pensando que é o fim do mundo... Os 16 "moradores" do hotel estarão na mesma situação que você... ::lol4:: E depois de muitos dias com a pele ressecada, a boca toda machucada, o cabelo uma palha, as roupas imundas e cor de terra, ninguém liga pra isso!

Outras sugestões: Leve soro fisiológico e sempre que sentir secura no nariz, na garganta ou nos olhos use para lubrificar. No caso da garganta, basta lubrificar pelo nariz. Usei um vidro de soro pequeno em 8 dias e foi a salvação... O vicky vaporup me ajudou a dormir na noite muito seca da Bolívia.

Cuidados com a altitude na Bolívia - Tenham folha de coca e água ao lado da cama na hora de dormir. Foi o que me ajudou. Passei mal na 1ª noite, onde se dorme na mais alta altitude (5.100 metros). - Estava 0 graus e cheguei a suar. Lá você cansa vestindo a roupa de dormir. Mas, é só fazer o mesmo do que escrevi lá em cima... se acalmar, respirar muito devagar, ficar parado, beber água devagar e tentar dormir. Masque as folhinhas, sem engolir os pedacinhos e boa noite! Nas outras noites melhora. Só eu e mais 3 dos 16 passaram mal. Caso se sinta muito mal, acorde alguém. Talvez é bom combinar com o amigo mais íntimo antes de dormir de um acordar o outro caso algo aconteça.

Leve para não enlouqecer: MP3, IPOD ou qualquer coisa que toque música ou sirva para distrair. Leve também um livro. Depois das 18hs, jantar servido (e eles são bravos se atrasar), você não terá literalmente mais nada para fazer o tempo passar. O hotel fica no meio do nada. Ficamos conversando por horas e horas até ficar exaustos e ainda não eram nem 22hs da noite. foi enlouquecedor... Ninguém tinha música, baralho, nada.

Combine com seu guia e grupo de ver o sol nascer no Salar! Será a melhor experiência da sua vida. Será preciso acordar as 3hs, mas valerá a pena! :P

 

VALPARAÍSO E VIÑA DEL MAR

 

Para chegar até elas, (que são separadas 15 minutos de ônibus circular entre si ou de metrô, fantástico, que vai pela orla), basta pegar o ônibus de viagem (há várias companhias, usei a Condor que tinha o melhor preço naquele dia, paguei S3.300,00 ida e $1.700 volta, e escolhi como destino Val Paraíso) no terminal, com destino a uma ou outra cidade. Há vários terminais, eu peguei no "Pajarito", que se chega facilmente de metrô. Sugiro como destino Val Paraíso primeiro e recomendo pegar o ônibus bem cedinho. Elas ficam há duas horas mais ou menos de Santiago. O caminho até lá é lindo, e cruza todos os vinhedos mais famosos, com lindas plantações de uva. (compre o assento do mesmo lado na ida e na volta, pois em cada trecho verá um lado da paisagem).

 

A chegada à Valparaíso é feia e meio deprê. Parece que se está na parte pobre de Cuba, sei lá... mas uma cidade não vira patriMõnio cultural da humanidade a toa, então vá atrás do lado bonito...eu quase desiti, mas hoje morreria de saber o que ía perder...Dependendo de onde descer, se informe como chegar aos cerros (lá, o bonito da cidade é no alto, há vários cerros, com mirantes, de onde se vê o oceano Pacífico e todas as tradicionais casas coloridas e de construção tipica de cidade portuária, com grafites (incríveis), instalações artísticas e poesias nas paredes das casas, muros, becos e nas infinitas escadas (suba nos planos inclinados oufuniculares, como eles chamam e desça por algumas escadas, ande!) Há obras artísticas, artesanatos e artistas de rua por toda parte lá). Há vários planos inclinados, alguns com mais de cem anos e a subida é incrível...quase enclouqueci de tanto fotografar... Só pra ter uma idéia, olha quantos deles são monumentos nacionais (contando todos são 45 cerros): Ascensor Artillería, Ascensor Barón, Ascensor Concepción ($280 pesos, como a maioria dos ascensores), Ascensor Cordillera, Ascensor Espíritu Santo (chega-se ao Cerro Bellavista onde fica o museu a céu aberto,com obras de artistas famosos na rua, pintados nas paredes, não perca!!), Ascensor Florida, Ascensor Larraín, Ascensor Lecheros, Ascensor Mariposa, Ascensor Monjas, Ascensor el Peral, Ascensor Polanco, Ascensor Reina Victoria, Ascensor San Agustín e Ascensor Villaseca. Fui ao Concepción, ao Florida e mais um que não me lembro. Andei muito a pé. Alguns estavam fechados para manutenção. Mas acho que só metade de um dia foi muito pouco para Valpo. Se fosse hoje teria dormido uma noite lá e no dia seguinte iria para Viña del mar, pois Valpo tem muito mais para oferecer, principalmente para artistas como eu, que sou fotógrafa. Os cafés e restaurantes são sensacionais lá em cima. Tudo muito florido também. Não deixe de andar no ônibus elétrico. Adorei e tirei muita foto dele. São uns verdes e estão espalhados pela cidade. No terminal há mapas da cidade gratuito que ajudam muito a achar as belezas da cidade.

http://viagem.uol.com.br/guia/cidade/valparaiso.jhtm /

Sugestões (Os que estão em cor são os que fui e posso recomendar, mas tenho certeza que vários devem ser legais):

- Casa Museu La Sebastiana - Indescritível ouvir a história de Neruda e sua inspiração pela cidade na voz dele, citando versos e apresentando os cômodos da casa... ($1500,00 estud. e 3000 pesos a normal)

- Isla negra - A 3ª casa de Neruda e a que mais tem objetos dele. morou nela até morrer. Queria muito ter ido lá. É afastadinha da cidade mas dizem ser incrível e dá pra ver focas ou pinguins, mas não sei em que época do ano. http://viagem.uol.com.br/ultnot/2008/05/01/ult4466u248.jhtm

- Mirador Portales

- Mirador Marinha Mercante

- Mirador Esperanza

- Mirador O'Higgins

- Passeio Gervasoni

- Passeio Atkinson

- Passeio Dimalow

- Passeio 21 de Mayo

- Passeio Yugoslavo

- Museu Naval e Marítimo ($700,00 o normal e $300 o estudante)

- Museu do Mar Lord Thomas Cochrane

- Palácio Baburizza

- Museu de Belas Artes

- Monumento aos heróis de Iquique - nada demais...

- Museu de História Natural

 

Em Viña del Mar confesso que fiquei muito pouco pois não deu tempo, mas há um cassino, acho imprescindível ir se molhar no mar do Pacífico (mergulhe e se agasalhe porque a água é muuuito gelada e venta a beça). Há diversas praias, mergulhei na de Playa Banca eu acho. Parece que a de Reñaca, que não fomos, é a mais bonita, mas é suja por causa do Porto.

Outras sugestões que me disseram pra ir: Palácio Carrasco, Palácio Presidencial de Cerro Castillo, Castelo Wullf (vi de longe e é bem lindo, sobre o mar), Palácio Rioja, Relógio das Flores(é lindinho), Jardim Botânico Nacional, Muelle Vergara e algo que fui e curti foi o Museu da Ilha de Páscoa (Museu Fonk) que tem múmias e Moais. Tudo lá, você pode fazer de ônibus circular baratinho e muitos são circulares. Para retornar a Santiago você pode pegar o ônibus de retorno em Viña del Mar mesmo, não precisamos retornar para Valpo... Confirme se ainda é possível.

 

Bom, agora boa viagem e divirta-se! Qualquer dúvida é só falar... Para quem quiser o roteiro exato que fiz tenho em word. Beijos.

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612200323.JPG 384.545454545 500 Legenda da Foto]Pela janela do avião a Cordilheira inesquecível...[/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612200507.JPG 500 384.545454545 Legenda da Foto]Plaza Baquedano.[/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612200555.JPG 500 384.545454545 Legenda da Foto]Pátio Bella Vista.[/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612200652.JPG 500 384.545454545 Legenda da Foto] Parques cheios no Domingo - Jardim do Museu de Belas Artes.[/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612200750.JPG 500 400.909090909 Legenda da Foto]Carabineros multam homem que levava garrafa de cerveja ao lado do Metrô. Depois ele foi levado para a delegacia [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612200921.JPG 500 384.545454545 Legenda da Foto]Estação do metrô lotada após clássico de futebol Colo Colo X Universidad de Chile.[/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612201039.JPG 500 384.545454545 Legenda da Foto]Estádio do Colo Colo e a Cordilheira ao fundo durante um por do sol [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612201204.JPG 500 384.545454545 Legenda da Foto] Monumento para La Virgencita, em Cerro San Cristóbal [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612201326.JPG 500 384.545454545 Legenda da Foto] Caminho para Val Paraíso - Vinhedos [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612201624.JPG 500 384.545454545 Legenda da Foto]Ônibus elétricos de Val Paraíso [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612202002.JPG 384.545454545 500 Legenda da Foto]Casa de Neruda em Valpo[/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612202119.JPG 500 384.545454545 Legenda da Foto] Pacífico visto do Alto de Valpo [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612202256.JPG 500 360 Legenda da Foto]Artes nas fachadas [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612202359.JPG 500 384.545454545 Legenda da Foto] Arte em Valpo [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612201805.JPG 500 384.545454545 Legenda da Foto] Museu Fonk, com Moais da Ilha de Páscoa em Viña del Mar [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612202515.JPG 500 384.545454545 Legenda da Foto] Playa Blanca em Viña del Mar - O por do sol no pacífico é lindo e gelado... [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612202645.JPG 500 384.545454545 Legenda da Foto] Em Santiago são comuns os ônibus Touristik, programa meio carinho para turistas [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612202922.jpg 500 346.363636364 Legenda da Foto]Noitada no Pub Crawl - Diversas nacionalidades, idiomas e diversão sem fim [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612203148.JPG 384.545454545 500 Legenda da Foto] Escultura de malas no Aeroporto de Santiago [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612203332.JPG 500 384.545454545 Legenda da Foto] Aeroporto de Calama - Aviões no meio do nada [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612203433.JPG 500 384.545454545 Legenda da Foto] Calama, geométrico, é a maior cidade próxima a San Pedro de Atacama [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612203741.JPG 500 384.545454545 Legenda da Foto] O restaurante peruano baratinho no Atacama [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612203851.JPG 384.545454545 500 Legenda da Foto] Vale de la muerte [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612204001.JPG 500 327.272727273 Legenda da Foto] Vale de la luna [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612204059.JPG 392.727272727 500 Legenda da Foto]Céu sempre sem nuvens devido a falta de umidade. Há quase 2 anos não chove por lá. [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612204222.JPG 384.545454545 500 Legenda da Foto]Canions incríveis [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612204529.JPG 500 368.181818182 Legenda da Foto]Lindo... [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612204619.JPG 500 384.545454545 Legenda da Foto]As crianças tem as bochechas super vermelhas e olhos expressivos, mas muitas tem medo de máquina fotográfica [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612204849.JPG 500 384.545454545 Legenda da Foto]Artesanato...[/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612205042.JPG 500 384.545454545 Legenda da Foto] Atacama, com todas as casinhas iguais, feitas de adobe, esquentam de dia para aquecer no frio da noite [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612205251.JPG 500 384.545454545 Legenda da Foto]Restaurantes com lareiras [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612205421.JPG 500 384.545454545 Legenda da Foto]Lagunas Cejas - Banho em água quentinha [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612205608.JPG 500 384.545454545 Legenda da Foto]Ojos del volcan - Água fria! Só ele teve coragem... [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612205744.JPG 500 384.545454545 Legenda da Foto] O Albergue em San Pedro [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612205853.JPG 384.545454545 500 Legenda da Foto] Um oásis no meio do deserto, onde moravam os antigos mineiros - Quebrada de Jerez [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612210014.jpg 384.545454545 500 Legenda da Foto]Laguna Miñiques... muito azul, mas não pode nadar [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612210217.jpg 500 384.545454545 Legenda da Foto]Muita roupa nos Geysers del Tatio [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612210355.jpg 391.818181818 500 Legenda da Foto]Geysers del Tatio [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612210507.jpg 500 361.818181818 Legenda da Foto]Banho muito quente e corrida para se vestir [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612210631.jpg 500 384.545454545 Legenda da Foto]Llhamas em todo canto, ao natural, como forma de ganhar gorjetas, em forma de churrasquinho, nas roupas em feiras de artesanato, etc [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612210810.jpg 500 384.545454545 Legenda da Foto] Muita energia para subir a duna gigante antes de curtir a descida de Sandboard [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612210922.jpg 500 343.636363636 Legenda da Foto]O magnífico vulcão Licancabur [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612211038.jpg 500 385.608856089 Legenda da Foto]Chegando à Bolívia, flamincos até enjoar... São fofos, mas juro que enjoei! [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612211200.jpg 500 385.608856089 Legenda da Foto]O Hotel de Sal é realmente de sal... até as camas... Foi o mais confortável de toda viagem à Bolívia [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612211350.jpg 500 385.608856089 Legenda da Foto]Parada para almoçar - Fila de 4x4 e artesanato mais caro que no Atacama. O pior banheiro que já vi na vida [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612211519.jpg 385.608856089 500 Legenda da Foto]Caminho entre as várias lagunas coloridas na Bolívia [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612211707.jpg 500 385.608856089 Legenda da Foto]Mergulho em água muito quente na 1ªparada da Bolívia - Sensacional!!! [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612211820.jpg 500 385.608856089 Legenda da Foto]A micro-casinha da Fronteira Boliviana [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612211924.jpg 500 385.608856089 Legenda da Foto]Trilho próximo a Uyuni. Trem cruza o Chile e passa pelo deserto [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612212027.jpg 500 385.608856089 Legenda da Foto]Brincando com as perspectivas no Salar de Uyuni - Todo mundo vira criança e fica horas fotografando... [/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110612212136.jpg 500 385.608856089 Legenda da Foto]Pena que acabou! Salar de Uyuni [/picturethis]

 

::dãã2::ãã2::'> Ufa!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 semanas depois...

  • 4 semanas depois...
  • 3 meses depois...
  • Membros
Parabéns pelo relato, dicas muito úteis.

 

Em que mês vc fez sua viagem?

O que vc recomenda, comprar a passagem aérea santiago-calama-satiago no aeroporto ou pela internet? Qual fica mais barato?

Obrigado

 

Fiz em fim de outubro início de novembro. Desculpe a demora na resposta. Tive um problema no acesso ao meu perfil... Compramos a passagem Santiago Calama no aeroporto de Santiago, no balcão. Comprar do Brasil é quase 1000 reais mais caro. Abraços

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 4 semanas depois...
  • Membros

Excelente relato, muito detalhado! Vai me ajudar bastaste no meu mochilão que começa dia 21 de dezembro.

 

Uma dúvida que ficou é que você citou que a Agência Cordillera e outras apenas fazem o trajeto SPA-UYUNI-SPA, porém no meu planejamento estava previsto fazer apenas o Tour de 3 dias - 2 noites e chegar em Uyuni como destino final.

 

Sabe se essa opção é possível?

Abração!

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...