Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Review: Mochila Cargueira Deuter Air Contact PRO 70+15


Posts Recomendados

  • Membros
Em 23/03/2018 em 01:19, gvogetta disse:

Olá Torvi!

Não cheguei a ver "ao vivo" este modelo, que na verdade é o 2017/2018, já que ele foi alterado ano passado, mas só agora começou a vir pro Brasil. Lembro ainda que a "versão" que tenho e que é avaliada neste tópico é uma 2010/2011 e houve uma versão intermediária (2014, acho) que já apresentava algumas alterações. No entanto, com base em imagens, alguns vídeos e num review alemão que mostra algumas das alterações, pode-se perceber que ocorreram mudanças significativas, algumas evidentes, outras nem tanto - e nem todas a meu ver para melhor.

Eis a "cara" da Air Contact PRO versão 2017/2018 (verde/azul) - em comparação com a versão 2010/2011 (preta/vermelha e cinza) - mais abaixo:

Imagem relacionada Imagem relacionadaResultado de imagem para aircontact pro 70+15  

 

A seguir comento as mudanças:

1. Mudou a grade de cores (estava na hora). Esta a mudança mais evidente. Questão de gosto.

2. Mudou a tampa superior, que tem design diferente, e  agora não vem mais com as alças para se transformar em pequena mochila de ataque (cujo uso prático era limitado).

3. Foram suprimidas as alças para fazer da tampa a sobredita mochilinha de ataque (pouco funcional) que  agora foi substituída por uma mochila de ataque ultracompacta que passa a acompanhar a mochila na versão 2017/2018 - também é um ponto que considero positivo.

4. O pequeno bolso plano de mapas/documentos na parte traseira foi substituído por um bolso bem mais amplo, de material elástico e respirável, com abertura em fita e fivela por cima, sobre a tampa do compartimento central com zíper em "U" invertido. Esse bolso já havia sido alterado no modelo apresentado em 2014, que naquele tempo não era elástico e era fechado com zíper. Essa mudança, a meu ver, que é neutra, pois depende do uso e conveniência de cada um.

5. Oferece agora (oficialmente) a capacidade para acoplar o acessório Helmet Holder (vendido separadamente) - para acoplar externamente um capacete de escalada, esqui ou similares. Na prática uma mudança que também não representa vantagem, eis que fora sacrificadas as Daisy Chain, que menciono a seguir, que também permitiam a fixação deste acessório, ainda que não fossem feitas para ele.

6. Foram subtraídas as duas fitas Daisy Chain verticais da porção traseira sobre a tampa do zíper em "U" invertido, que eram muito úteis para acoplar equipamentos externos. Em substituição vieram os 4 pequenos "loops" para fixar o Helmet Holder - esta uma mudança que considero negativa, pois apesar da mochila ficar com uma estética mais limpa, mais lisa, perdeu-se a possibilidade de fixar itens externos para pronto uso com mais liberdade.

7. Mudou a fixação da fita peitoral nas alças da mochila, que agora corre mais facilmente para regulagem, mas ficou bem mais frágil - outra mudança que considero negativa. Posso afirmar isso pois é um sistema já usado há tempos em outros modelos de mochilas da marca.

8. Mudaram os elásticos de fixação superior de acessórios como piolets e bastões de caminhada, que agora contam com gancho de engate rápido. A meu ver é uma mudança positiva sob o ponto de vista praticidade, mas pode significar maior facilidade de soltar o equipamento preso (o que é negativo), então só mesmo o uso é que vai responder.

9. Foi retirada uma das fitas de compressão laterais de cada lado e reposicionada a fita remanescente, o que para mim é negativo, pois as fitas em dupla, além de comprimir melhor a mochila, especialmente quando com pouco volume de bagagem, permitiam maior versatilidade de fixação de itens nos bolsos laterais inferiores, como varetas de barraca, tripé de fotografia e outros similares.

10. Foi alterada a fivela do dispositivo de regulagem de altura das alças da mochila (Variquick), que parece ter ficado mais leve e com operação mais fácil, o que é um ponto positivo em si, mas como é algo que o dono da cargueira mexe uma ou duas vezes na vida para alterar a regulagem de torso, acaba fazendo pouca diferença efetiva na prática

11. As alças tiveram algumas mudanças pequenas em detalhes, ficando mais "lisas" e agora apresentando fitas para passagem do tubo dos reservatórios de hidratação. Em termos estéticos melhoraram, mas na prática as fitas de nylon HD sobrepostas sobre o acolchoamento das alças permitia mais liberdade de regulagens para a fita peitoral e agregam uma resistência impressionante à tração, além de oferecer suporte para fixação de diversos equipamentos nas alças, o que eu particularmente uso bastante em trekkings (a exemplo de porta óculos, rádio HT, GPS, canivete, etc). A mudança neste item, na minha opinião, foi negativa.

12. O fecho do saco/tampa interna da mochila foi alterado, oferecendo agora uma pequena fivela de regulagem para o clássico sistema que usa a cordinha. Parece ter ficado mais prático o seu uso, mas dependeria de testar na prática. Por enquanto neutro

13. O peso da mochila foi reduzido algo em torno de 100g (modelo 70+15), o que não chega a ser substancial mas é positivo.

No resto não mudou nada, ou alguma coisinha muito imperceptível que nem chega a ser considerável.

Um dos vídeos em que me baseei na análise pode ser visto no link a seguir para o YOUTUBE

É isso. Espero ter ajudado. Abraços!

 

Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 94
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

Mais Ativos no Tópico

Postagens Populares

Olá Matheus! Perdoe, faz uns dias que vi seu post e só hoje que tive tempo de responder. Sobre as bolsas de hidratação, se você verificar bem o contexto do que eu disse antes, notará que não

Salve moçada!   Lorenzzo, a resposta à sua questão é sempre "depende" de cada situação/perfil de uso.. A diferença de peso tem uma razão de ser e o Otávio, acima, já esclareceu, em part

Olá Torvi! Não cheguei a ver "ao vivo" este modelo, que na verdade é o 2017/2018, já que ele foi alterado ano passado, mas só agora começou a vir pro Brasil. Lembro ainda que a "versão" que tenho

Posted Images

  • Membros
Em 23/03/2018 em 01:19, gvogetta disse:

Olá Torvi!

Não cheguei a ver "ao vivo" este modelo, que na verdade é o 2017/2018, já que ele foi alterado ano passado, mas só agora começou a vir pro Brasil. Lembro ainda que a "versão" que tenho e que é avaliada neste tópico é uma 2010/2011 e houve uma versão intermediária (2014, acho) que já apresentava algumas alterações. No entanto, com base em imagens, alguns vídeos e num review alemão que mostra algumas das alterações, pode-se perceber que ocorreram mudanças significativas, algumas evidentes, outras nem tanto - e nem todas a meu ver para melhor.

Eis a "cara" da Air Contact PRO versão 2017/2018 (verde/azul) - em comparação com a versão 2010/2011 (preta/vermelha e cinza) - mais abaixo:

Imagem relacionada Imagem relacionadaResultado de imagem para aircontact pro 70+15  

 

A seguir comento as mudanças:

1. Mudou a grade de cores (estava na hora). Esta a mudança mais evidente. Questão de gosto.

2. Mudou a tampa superior, que tem design diferente, e  agora não vem mais com as alças para se transformar em pequena mochila de ataque (cujo uso prático era limitado).

3. Foram suprimidas as alças para fazer da tampa a sobredita mochilinha de ataque (pouco funcional) que  agora foi substituída por uma mochila de ataque ultracompacta que passa a acompanhar a mochila na versão 2017/2018 - também é um ponto que considero positivo.

4. O pequeno bolso plano de mapas/documentos na parte traseira foi substituído por um bolso bem mais amplo, de material elástico e respirável, com abertura em fita e fivela por cima, sobre a tampa do compartimento central com zíper em "U" invertido. Esse bolso já havia sido alterado no modelo apresentado em 2014, que naquele tempo não era elástico e era fechado com zíper. Essa mudança, a meu ver, que é neutra, pois depende do uso e conveniência de cada um.

5. Oferece agora (oficialmente) a capacidade para acoplar o acessório Helmet Holder (vendido separadamente) - para acoplar externamente um capacete de escalada, esqui ou similares. Na prática uma mudança que também não representa vantagem, eis que fora sacrificadas as Daisy Chain, que menciono a seguir, que também permitiam a fixação deste acessório, ainda que não fossem feitas para ele.

6. Foram subtraídas as duas fitas Daisy Chain verticais da porção traseira sobre a tampa do zíper em "U" invertido, que eram muito úteis para acoplar equipamentos externos. Em substituição vieram os 4 pequenos "loops" para fixar o Helmet Holder - esta uma mudança que considero negativa, pois apesar da mochila ficar com uma estética mais limpa, mais lisa, perdeu-se a possibilidade de fixar itens externos para pronto uso com mais liberdade.

7. Mudou a fixação da fita peitoral nas alças da mochila, que agora corre mais facilmente para regulagem, mas ficou bem mais frágil - outra mudança que considero negativa. Posso afirmar isso pois é um sistema já usado há tempos em outros modelos de mochilas da marca.

8. Mudaram os elásticos de fixação superior de acessórios como piolets e bastões de caminhada, que agora contam com gancho de engate rápido. A meu ver é uma mudança positiva sob o ponto de vista praticidade, mas pode significar maior facilidade de soltar o equipamento preso (o que é negativo), então só mesmo o uso é que vai responder.

9. Foi retirada uma das fitas de compressão laterais de cada lado e reposicionada a fita remanescente, o que para mim é negativo, pois as fitas em dupla, além de comprimir melhor a mochila, especialmente quando com pouco volume de bagagem, permitiam maior versatilidade de fixação de itens nos bolsos laterais inferiores, como varetas de barraca, tripé de fotografia e outros similares.

10. Foi alterada a fivela do dispositivo de regulagem de altura das alças da mochila (Variquick), que parece ter ficado mais leve e com operação mais fácil, o que é um ponto positivo em si, mas como é algo que o dono da cargueira mexe uma ou duas vezes na vida para alterar a regulagem de torso, acaba fazendo pouca diferença efetiva na prática

11. As alças tiveram algumas mudanças pequenas em detalhes, ficando mais "lisas" e agora apresentando fitas para passagem do tubo dos reservatórios de hidratação. Em termos estéticos melhoraram, mas na prática as fitas de nylon HD sobrepostas sobre o acolchoamento das alças permitia mais liberdade de regulagens para a fita peitoral e agregam uma resistência impressionante à tração, além de oferecer suporte para fixação de diversos equipamentos nas alças, o que eu particularmente uso bastante em trekkings (a exemplo de porta óculos, rádio HT, GPS, canivete, etc). A mudança neste item, na minha opinião, foi negativa.

12. O fecho do saco/tampa interna da mochila foi alterado, oferecendo agora uma pequena fivela de regulagem para o clássico sistema que usa a cordinha. Parece ter ficado mais prático o seu uso, mas dependeria de testar na prática. Por enquanto neutro

13. O peso da mochila foi reduzido algo em torno de 100g (modelo 70+15), o que não chega a ser substancial mas é positivo.

No resto não mudou nada, ou alguma coisinha muito imperceptível que nem chega a ser considerável.

Um dos vídeos em que me baseei na análise pode ser visto no link a seguir para o YOUTUBE

É isso. Espero ter ajudado. Abraços!

Obrigado gvogetta

Ajudou bastante

Esse modelo novo da 70+15 vem nessa bicolor é só na cor azul. Acho q vou comprar uma dessas.abraco

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
Em 24/03/2018 em 15:07, LaBrasil disse:

Blz man ? valeu pela resposta ....esta ai é o modelo antigo , modelo novo o cara não tem ...outra : veio com nota fiscal? porque sem nota , sem garantia .

Veio sim mano, nota fiscal, as etiquetas originais que vem com a mochila, tudo ok!

Então já saiu outro modelo depois desse? Nem sabia.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 4 semanas depois...
  • Membros de Honra

Salve pessoal!

Como são mochilas mais caras, que não vendem "todo dia", vai demorar até o pessoal eliminar o "estoque" do modelo anterior. Mas como dito acima, pouca diferença efetiva entre os modelos. E pode ainda ser uma oportunidade de negociar, já que a tendência é o modelo antigo ficar mais em conta um pouco.  

Sds,

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 meses depois...

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
  • Conteúdo Similar

    • Por edu_sanzio
      Olá mochileiros!
      Comprei há um tempo a mochila Deuter Kid Comfort 3 para carregar meu filho, fizemos algumas trilhas e a mochila é excelente e posso atestar a qualidade da mesma, conforto para mim e para ele! Ultimamente não tenho tido a oportunidade de utilizá-la (e também ele cresceu e está bem mais pesado 😅), a última vez foi no Réveillon do ano passado, onde carregá-lo nessa mochila provou ser uma vantagem imensa em Copacabana, ele aproveitou bastante a queima de fogos em segurança e "de camarote".
      Abaixo seguem algumas imagens. Para alugar por um dia ou fim de semana é só entrar em contato comigo que conversamos: 21 99780-5858 (whatsapp)
      Edit 08/2020: Peço que o contato seja whatsapp pois não consigo acompanhar o fórum, enquanto esse post estiver aqui eu estarei alugando 👍 aguardo o contato!
       
       
       
       


    • Por Birovisky
      E aí Rezenhadores de plantão beleza? Há tempos queria falar desta barraca que já tive a chance de acampar mas o tempo não permitia. Hoje venho tecer uma opinião sincera sobre esta barraca da marca Guepardo, marca esta que sou suspeito para falar e tenho uma queda, mas isso não impede de ser o mais imparcial e sincero possível. Confiram esta análise review com as vantagens e desvantagens para você leitor comprovar se vale a pena ou não comprar uma Barraca Camuflada Jungle  Savage Guepardo.
      Motivação
      Testar uma barraca diferente das que eu tenho e comprovar a confiança que sempre deposito nos produtos da marca Guepardo.
      Preço
      R$700,00 (Aproximadamente).
      Pontos Negativos
      No único fim de semana que utilizamos com uma chuva média, em suas pontas entrou um pouco de água pelas costuras do chão. Coisa mínima, mas entrou.
      Pontos Positivos
      Camuflagem perfeita, quando escurece, sem iluminação é  impossível notar a barraca; Sobreteto (Poliester 190T) bacana, vai até o chão (Piso de polietileno reforçado); Coluna d’água de 1500 mm. O mínimo para se ter alguma confiança é 1000mm; Respirador frontal e traseiro com duas portas com janelas enormes para ao acordar admirar a natureza sem sair da barraca, além de ser bastante espaçosa e com suporte para pendurar lanterna ou lâmpada; Costuras selada; Fácil e rápida de montar. Apesar do tamanho é leve (6,4Kg) comparada com  outros concorrentes de mesmo tamanho (Dimensões Aproximadas Do Produto (Cm) – AxLxP: 180x300x300cm); Resumo da Obra
      Por ter saído de linha você consegue encontrá-la em alguns sites com um preço bem abaixo do praticado quando estava em seu ápice de vendas. Mesmo a Guepardo tendo sido comprada pela Nautika ainda prefiro os produtos Guepardo. Entre uma Cherokee (Nautika)(Barraca Nautika NTK Cherokee GT é boa?) e uma Jungle (Guepardo), sou muito mais a Jungle!
    • Por Birovisky
      Análise em Vídeo e Dica de Como Moer um Bom Café (texto abaixo):
       
      Promoção: https://www.magazineluiza.com.br/moedor-de-cafe-manual-em-inox-com-mecanica-em-ceramica-4182-eu-quero-presentear/p/dcjg8k1048/ud/mocf/?&utm_source =google &utm_medium =pla &utm_campaign =PLA_marketplace&partner_id=35333&1=1&seller_id=euqueropresentear&product_group_id=365259877437&ad_group_id=48543697675&gclid=CjwKCAjwwYP2BRBGEiwAkoBpAvseF91f2NyjTq-7TJvN7lKf14MsFj3CagCjDlY2xRl6dIOrqlmexxoCU2kQAvD_BwE
      Quando a esmola é muita, o Santo desconfia... E foi com esse pensamento que comprei este moedor de café manual inox da marca Livon no site da Shoptime. Estava muito barato e resolvi arriscar.
      Motivação
      Há tempos queria um para de vez em quando "esquentar a cabeça" e perder alguns minutos fazendo meu próprio café, seja em casa, no rancho ou em algum lugar com muito verde acampando. Agora só falta a minha muda de café desenvolver e cultivar meu próprio café!
      Preço
      R$40,00, com frete podendo variar dependendo a cidade que você mora.
      Pontos Positivos
      Material em Inox escovado, ou seja não enferruja. O moedor interno é de cerâmica.
      Ajuste de espessura do pó.
      Portátil, pode ser levado facilmente para qualquer lugar sem ocupar muito espaço ou ser pesado (bem melhor que aqueles antigos que precisavam ser presos na mesa igual morsa).
      Fácil montagem e desmontagem, tornando-se ainda mais fácil para limpeza.
      Visor em vidro de quantidade de grão moído.
      Preço excelente.
      Pontos Negativos
      Aparentemente frágil, a impressão que dá é que se usado todos os dias pode quebrar rapidamente, no entanto, como vou usá-lo de vez em quando, em manhãs nubladas ou com sol favorável, por hora, tranquilo.
      Resumo da Obra
      Recomendo fácil. Principalmente se você curte fazer aquele cafezinho mateiro no meio do nada com sua espiriteira.
    • Por Birovisky
      Cinéfilo? Campista? Procura conforto em sua casa? Não deixe de ver essa análise review com as vantagens e desvantagens, para você comprovar se vale a pena ou não comprar uma Poltrona Cama de Luxo Intex e um inflador Bestway Sidewinder, afinal de contas, você vai precisar de um inflador elétrico, uma vez que encher com uma bombinha manual vai transformar o que era para ser um momento de lazer em cansaço e stress.
      Vídeo com review completo:
       
      Motivação para compra da Poltrona Inflável Cama de Luxo

      Um assento confortável para levar nas acampadas, uma vez que minha esposa está grávida e necessita de algo confortável para relaxar, seja em casa assistindo filmes ou nas acampadas.

      Preço da Poltrona Inflável Cama de Luxo Intex:
      R$299,00.

      Pontos Positivos Poltrona Inflável Cama de Luxo Intex

      Qualidade do material e bastante espaço, até para uma pessoa grande. Dimensões: 221 cm x 107 cm x 66 cm | 42" x 87" x 26".
      Possui dois encostos para o pé, permitindo que a poltrona se transforme em uma cama ou que a poltrona possua almofadas mais reforçadas, concedendo ainda mais conforto. Os encostos são individuais, ou seja, necessitam ser enchidos separadamente da poltrona, isso é bom e ruim, bom porque se um fura, não influencia em nada, ruim porque perde-se muito tempo enchendo um de cada vez.
      Possui porta copos (nem meu sofá tem isso!!!).
      Extremamente confortável, fácil de montar e desmontar. Pode ser levado para qualquer lugar, tanto vazia como cheia é muito leve.

      Pontos Negativos Poltrona Inflável Cama de Luxo Intex

      Os bicos dos encostos poderiam ser com a mesma qualidade da poltrona, mas são aqueles bem simples. Fora isso nada a reclamar, talvez que o produto fosse um pouco mais barato.

      Resumo da Obra Poltrona Inflável Cama de Luxo Intex

      Vale a pena comprar. Se você procura uma poltrona confortável e que não ocupe muito espaço quando você quiser compactar sua sala, essa é a opção perfeita. Além do que, vou sempre levá-la nas acampadas, baita de uma aquisição.  Para assistir filmes ou maratonar aquela série então... nem se fala!
    • Por Victor_Carvalho
      Fala, pessoal.
      Mais um vídeo no canal, e desta vez eu retomo um vídeo falando sobre campismo: como escolher seu saco de dormir.
      Espero que gostem e gostando não esqueçam de se inscrever no canal! 😉
       

×
×
  • Criar Novo...